Morre garota de 10 anos que contraiu ameba que ‘come’ o cérebro


Ameba entrou no corpo da criança quando ela nadava em um lago

A pequena Lily Mae Avant, que enfrentava um tratamento para meningoencefalite amebiana primária, morreu aos 10 anos de idade, no Texas, EUA. A doença é rara – uma ameba ataca o tecido do cérebro humano. O micro-organismo entrou no corpo de Lily quando ela mergulhou para nadar em um lago texano.

“Estamos profundamente entristecidos pela perda de Lily Avant”, diz comunicado da escola da criança, a Valley Mills Elementary, divulgado na segunda-feira (16). Lily era “uma pessoa incrível e amiga de todas”, destaca o comunicado.

Lily tratava a doença há duas semanas. Segundo a CNN, ela foi internada em 8 de setembro e os médicos descobriram após exames que ela estava com a ameba “Naegleria fowlen”.

No Facebook, um grupo mantido por amigos fazia uma corrente por Lily e compartilhava informações sobre a garota. Lá, foi narrado que Lily começou a sentir dores de cabeça cada vez mais fortes. Depois, passou a ter febre constante. Ela passou por exames e foi medicada para uma virose, mas os sintomas continuaram. A garota começou a ter pesadelos e se comportar de maneira diferente.

Depois de uma ressonância magnética foi notado que ela tinha uma infecção no cérebro. Ela começou a ser tratada para uma meningite, viral e bacterina. Novamente sem resultado. Somente depois de uma punção na médula óssea foi percebido que havia uma ameba rara e agressiva no corpo da criança.

“Palavras não podem sequer começar a expressar como foi intensa esta última semana para nossa família. Fomos inundados pelo amor e o apoio de vocês e nos sentimos incrivelmente lisonjeados por quantas vidas foram impactadas por nossa doce e audaciosa Lily Mae”, escreve Wendy Scott, uma das administradoras do grupo na rede social. “Iniciamos esta página para trazer consciência sobre a ameba, em um esforço de prevenir que outras famílias passem por isso”.

Doença altamente mortal
A ameba parasita “come cérebros”, em uma explicação popular. Ela se alimenta principalmente de bactérias presentes na água, e quando entra no corpo humano, sem achar os nutrientes necessários para sobreviver, ela ataca as células do cérebro.

A presença dessa ameba é comum em águas doces e mornas, mas infecções como as de Lily são raras. A ameba nesses casos costuma entrar no corpo humano pelo nariz. É recomendado que ao se nadar em lagos de água morna a pessoa use um protetor de nariz.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Luciano Hang é condenado pelo TSE por coagir funcionários a votar em Bolsonaro


Tribunal Superior Eleitoral (TSE) condenou em caráter definitivo o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, “propaganda eleitoral irregular” por ter coagido funcionários de sua rede de lojas a votar em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018

(Foto: Reprodução/Youtube)

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) condenou em caráter definitivo o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, “propaganda eleitoral irregular” por ter coagido funcionários de sua rede d lojas a votar em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018.

Segundo informações do jornalista Vinicius Segala, do DCM, no último dia 13, o TSE publicou decisão que colocou termos finais ao  processo 0601434-39.2018.6.00.0000, não cabendo mais recurso.

Na ação judicial, a própria Defesa do empresário informa sua  desistência em reformar a decisão judicial, e que o acusado cumprirá a  sentença, qual seja, o pagamento de uma multa de R$ 2.000, acrescida de  juros e correções a contar da data em que as propagandas irregulares  foram veiculadas. Esta é toda a pena que Luciano Hang vai ter.

No início de outubro do ano passado, Hang gravou um vídeo no  interior de uma de suas lojas, falando a seus clientes e funcionários,  que tudo ouviam pelo sistema de som do local. Ele disse:

“Todos sabem a minha posição. Eu sou Bolsonaro! Bolsonaro! Quero uma  salva de palmas”. Na sequência, pediu a todos que saudassem aquele  candidato, em coro: “Bolsonaro! Bolsonaro! Bolsonaro!”. E conclui em  pedido de voto: “Pra esse Brasil mudar, pra esse Brasil melhorar,  Bolsonaro Presidente” Brasil 247).

Em matéria publicada no Café com Leite Notícias, desde a campanha de 2018, dizia que os culpados, os trapaceiros e fora da lei ia aparecer um por um.

Hoje um prisioneiro político chamar quem lhe condenou de chefe de quadrilha, como disse o ex-presidente Lula se referindo a Moro, não é apenas um ato de coragem, mas, principalmente, a convicção de que está certo no que argumenta. Como tem falado o Glenn do Intercept, muita coisa ainda está por vir.

Prefeitura de SP fecha centro para LGBTs; coletivo critica gestão Covas…


Um prédio branco e cor de rosa, localizado em uma rua pacata da Consolação, no centro de São Paulo, deixou de atender a pessoas LGBTs há um mês e vai deixar de existir em novembro, de acordo com a prefeitura. Por cerca dois anos, lá funcionou uma das quatro unidades do Centro de Cidadania LGBTI da cidade. Com a decisão de fechá-lo, coletivos de LGBTs se dizem apreensivos com possíveis novos fechamentos da gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB). Em junho, a prefeitura voltou atrás na decisão de fechar um outro serviço de atendimento a minorias em São Paulo (leia mais abaixo).

O contrato do centro de cidadania LGBTI (foto) será encerrado em novembro. Na prática, os serviços já foram transferidos para unidade central na Vila Buarque - Reprodução
O contrato do centro de cidadania LGBTI (foto) será encerrado em novembro. Na prática, os serviços já foram transferidos para unidade central na Vila Buarque

A unidade da Consolação, que foi fechada, era o chamado Centro de Cidadania LGBT, parte de um programa lançado em 2015 para auxílio a LGBTs vítimas de violência, apoio psicológico, jurídico, encaminhamento a vagas de emprego e aula sobre diversidade a servidores municipais. Também servia para acompanhamento de beneficiárias do programa Transcidadania, que oferece cursos e trabalho a transgêneros.

Ali perto, na região do Vila Buarque, também funciona um Centro de Referência de Diversidade que, por sua vez, oferece oficinas de teatro e cursos profissionalizantes a LGBTs e população em situação de rua – e que será mantido.

“É uma questão de integração dos serviços para atender a outros territórios”, afirma a secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Berenice Maria Giannella. De acordo com ela, em vez de manter duas unidades na mesma região, a prefeitura abrirá um centro na zona oeste da capital paulista.

Segundo o coordenador de Políticas para LGBTI da prefeitura, Ricardo Luiz Dias, os serviços do Centro de Cidadania serão absorvidos pelo Centro de Diversidade. “A verba que era usada na unidade da Consolação será aplicada em um novo edital para a construção de um Centro de Cidadania LGBTI na zona oeste”, rebate.

Coletivos LGBTs se dizem apreensivos

Para Helcio Beuclair, líder do coletivo LGBT Arouchianos, atuante na região central de São Paulo, os dois centros oferecem serviços distintos. “Os dois serviços deveriam ser mantidos, pois um complementa o outro”, diz. “Desde que assumiram, [o atual governador] João Doria e Bruno Covas fazem uma desconstrução das políticas LGBTs na cidade. Em vez de se aumentar o número de Centros de Cidadania em toda a capital, optou-se por fechar um.” Segundo ele, grupos LGBTs devem se articular para protestar contra a medida.

O prédio na Visconde de Ouro Preto existe há quase dois anos, após os serviços serem transferidos da região do Arouche, também no centro. Cerca de três meses após a inauguração, o imóvel foi invadido e roubado, em dezembro de 2017. À época, os coordenadores e a secretaria classificaram o episódio como LGBTfóbico.

Segundo a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da prefeitura de São Paulo, a unidade da rua Visconde de Ouro Preto, na Consolação, já foi transferida, na prática, para a rua general Jardim, no centro.

De acordo com Dias, a unidade da Consolação era tocada por um termo de colaboração emergencial, já que não houve instituições vencedoras de um edital realizado no primeiro semestre deste ano. A administração era feita por meio de ONGs, financiadas pela prefeitura, que transferiram cerca de R$ 900 mil anuais pelo contrato anual.

Em junho, a prefeitura havia anunciado o fechamento do próprio Centro de Referência e Defesa da Diversidade (CRD), que vai absorver os serviços da unidade que agora será fechada. À época, a prefeitura afirmou que eram cortes na pasta de assistência social. Às vésperas da Parada do Orgulho LGBT, porém, a prefeitura voltou atrás.

Agora, segundo Dias, os custos do Centro de Diversidade vão sair da secretaria de Assistência Social e passam a ser administrados pela secretaria de Direitos Humanos. “Com a fusão dos investimentos, estudamos a abertura da unidade na zona oeste”, diz.

Em uma fase de transição, ele afirma que os serviços que eram oferecidos na Visconde estão sendo levados ao Centro de Diversidade, também no centro. A data para o lançamento do novo edital, para a abertura de nova unidade, não foi informada pela coordenação LGBTI.

Fonte Iniversa.

Moro e Dallagnol são chefes de quadrilha e terão que responder por isso”, diz Lula em entrevista à Fórum


Em entrevista exclusiva à Fórum e ao Operamundi, Lula falou de temas recentes, como a confirmação de Michel Temer que houve um golpe para tirar Dilma Rousseff da presidência em 2016

 

Lula se prepara para entrevista à Fórum e ao Operamundi (Foto: Renato Rovai/Fórum)

Em entrevista exclusiva ao editor da Fórum, Renato Rovai, e ao diretor de redação do Operamund Haroldo Ceravolo Sereza, nesta quarta-feira (18) na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), o ex-presidente Lula afirmou que o ex-juiz e atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Sergio Moro, e o procurador, chefe da Lava Jato, Deltan Dallagnol, agem como chefes de quadrilha.

“Moro e Dallagnol são chefes de quadrilha e terão que responder por isso”, disse Lula, respondendo à pergunta de Rovai.

Segundo o editor da Fórum, Lula falou dos mais diversos assuntos na entrevista, inclusive de temas recentes, como a confirmação de Michel Temer que houve um golpe para tirar Dilma Rousseff (PT) da presidência em 2016.

A entrevista vai ao ar nesta quinta-feira (19) no canal da Fórum no Youtube. Os leitores que se cadastrarem neste link também receberão material exclusivo sobre a entrevista com Lula.

Comunicador é torturado e baleado em SP


Polícia suspeita que crime ocorreu por conta das postagens que Elvis Xavier faz nas redes.

elvis xavier

O comunicador Elvis Xavier de Santana, de 37 anos, foi torturado e alvo de tiros em Guarujá, no litoral de São Paulo (SP), na última segunda-feira, 16. Ele está internado em estado gravíssimo no Hospital Santo Amaro, na cidade.

Crédito: ReproduçãoElvis Xavier está internado em estado gravíssimo

Segundo o G1, a vítima teria sido alvo de vingança por conta de postagens feitas nas redes sociais, por manter páginas de denúncias de irregularidades no município.

A Polícia Civil alegou que foi até uma comunidade da Vila Baiana, em um morro da cidade, onde foi espancado e alvo de ao menos três tiros: um em cada perna e outro na cabeça. Ele foi socorrido pelo próprio pai e levado ao hospital.

Ainda de acordo com a publicação, a Polícia Civil declarou somente que a equipe da Delegacia Sede da cidade apura qual a razão de o comunicador ter sido levado ou atraído para o local do crime e quem teria realizado os disparos.

Fonte Catraca.

 

Tanhaçu: Família precisa de ajuda para criança que após tomar medicação não fala, não anda e não enxerga


Uma criança de 7 anos está internada no Hospital Professor Magalhães Neto, em Brumado, após ter dado alergia a um medicamento. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o pai da criança, Edilson Costa Rocha, disse que a família não tem condições de pagar um tratamento particular para a filha. “Mandaram levar pra São Paulo. Ela foi comigo andando, falando, enxergando. Chegando lá, ela tomou um remédio e deu alergia. Ficou quatro meses dentro de um hospital e mandaram de volta pra Bahia pra fazer o tratamento aqui. A gente não tem condições”, relatou. Hoje, depois de uma série de complicações causadas pela medicação, a criança não fala, não anda, não enxerga e precisa ser acompanhada por um neurologista. A família mora na comunidade rural de Várzea da Pedra, no município de Tanhaçu, mas o pai teve de largar tudo para cuidar da filha. Há quase um mês, ele se encontra na unidade de saúde em Brumado. Segundo Edilson, a criança deu entrada no hospital em razão de estar com a imunidade muito baixa, precisando de cuidados especiais constantemente. “Sou um pai de família e não trabalho mais, então a gente precisa de tudo”, relatou, pedindo ajuda da comunidade. Com informações: AcheiSudoeste

Todos os decretos de Bolsonaro sobre posse de armas é pra ser derrubado, diz Dodge


A procuradora-geral Raquel Dodge, em seu último dia à frente do cargo, deu uma demonstração de apoio às ações apresentadas pelos partidos PSOL e Rede Sustentabilidade para vetar os decretos. De acordo com ela, três decretos que estão vigentes contêm inconstitucionalidades e extrapolam o campo da lei

Procuradora-geral da República Raquel Dodge.
Procuradora-geral da República Raquel Dodge. (Foto: Nelson Jr./SCO/STF (12/09/2019))

Sputinik – A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta terça-feira (17) que o Supremo Tribunal Federal (STF) derrube todos os decretos do presidente Jair Bolsonaro que flexibilizaram as exigências para a posse e o porte de armas.

A procuradora-geral Raquel Dodge, em seu último dia à frente do cargo, deu uma demonstração de apoio às ações apresentadas pelos partidos PSOL e Rede Sustentabilidade para vetar os decretos do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com ela, três decretos que estão vigentes contêm inconstitucionalidades e extrapolam o campo da lei.

“Os três decretos atualmente vigentes mantiveram, em grande parte, as inconstitucionalidades apontadas […]. Em outras palavras, os novos decretos extrapolaram a função regulamentadora e invadiram campo reservado à lei”, disse Dodge.

Anteriormente, no começo desta terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei sobre a posse e porte de armas, alterando alterando uma das regras presentes no Estatuto do Desarmamento.

Antes do decreto presidencial, um proprietário de sítio ou fazenda só poderia portar a sua arma dentro da sede de sua área. Agora, com a mudança, ele poderá carregar o armamento por toda a extensão do imóvel rural. Fonte 247.

Aluno de medicina que estava morrendo descobre cura para própria doença


David Fajgenbaum depois e antes - Fotos: reprodução / Facebook
David Fajgenbaum depois e antes – Fotos: reprodução / Facebook

Um aluno de medicina dos EUA descobriu a cura para a doença rara que estava acabando com ele e lançou um livro para contar sua história.

David Fajgenbaum teve a doença de Castleman, um raro distúrbio autoimune que gera a produção excessiva de células nos gânglios linfáticos do corpo.

Em 2010, quando ainda era estudante de Medicina ele enfrentou diversas sessões de quimioterapia para tentar conter o avanço da doença. Em 2013 foi informado que tinha apenas 35% de chance de cura e um médico pediu até que ele escrevesse um testamento.

Mas ele não desistiu. Mesmo acamado, David examinou seus prontuários e descobriu algo que havia passado despercebido pelos médicos.

A descoberta

Ele viu que uma proteína conhecida pela sigla VEGF havia atingido 10 vezes o nível normal e lembrou que na aprendeu na faculdade que essa substância controla o crescimento dos vasos sanguíneos.

O jovem supôs então que as manchas que tinha pelo corpo a cada crise da doença eram causadas pelo pico dessa proteína, que sinalizava que de alguma maneira o sistema imunológico devia atuar contra ela.

Aí lembrou que já existia uma medicamento imunossupressor que poderia ajudá-lo a combater a produção excessiva da proteína.

Após consultar um especialista, recebeu o aval para começar o tratamento com remédio que até hoje, seis anos depois, é o responsável por manter Fajgenbaum vivo.

Livro

Atualmente, Fajgenbaum é professor assistente do curso de medicina da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Ele também fundou a Rede Colaborativa da Doença de Castleman, que reúne os principais especialistas e pesquisadores da doença.

Fajgenbaum estava noivo em 2013. Hoje é casado e já tem uma filha, Amelia, que acaba de completar um ano.

Na semana passada, ele lançou um livro no qual compartilha sua história de superação: “Chansing My Cure” – “Em Busca da Minha Cura”, em tradução livre.

David Fajgenbaum hoje - Foto: reprodução / Facebook

David Fajgenbaum hoje – Foto: reprodução / Facebook

Com informações do Extra

CARREFOUR E PÃO DE AÇÚCAR COMPRAM CARNE DE PECUARISTAS ACUSADOS DE TRABALHO ESCRAVO


Carrefour. Foto: Wikimedia Commons

 

Reportagem de André Campos no UOL informa que três grandes redes de supermercado compraram produtos de frigoríficos que possuem, entre seus fornecedores, pecuaristas flagrados usando mão de obra análoga à escravidão. Tratam-se dos grupos Carrefour, Pão de Açúcar (GPA) e Cencosud, que, juntos, possuem mais de 2.000 lojas espalhadas pelo país. Investigação da Repórter Brasil identificou três frigoríficos que vendem carne para as redes de supermercado, mas que compraram o gado de fazendas incluídas na “lista suja” do trabalho escravo —cadastro do governo federal que identifica pessoas e empresas flagradas praticando esse crime.

De acordo com a publicação, Carrefour, GPA e Cencosud estão entre os quatro maiores grupos varejistas do país. As três redes se comprometeram no passado a não comprar produtos de empregadores que estão na “lista suja”. Carrefour e Pão de Açúcar assinaram o Pacto Nacional Pela Erradicação do Trabalho Escravo, de 2005, enquanto a Cencosud assinou carta de compromisso no ano passado.

Das três empresas, apenas o Pão de Açúcar suspendeu seus fornecedores, segundo informou a diretoria de Sustentabilidade do GPA à Repórter Brasil. O Carrefour afirmou que aguarda posicionamento de seu fornecedor, enquanto o Cencosud negou ter comprado carne de frigoríficos que negociam com fazendeiros incluídos na “lista suja” do trabalho escravo, completa o portal.

Fonte desta matéria DCM

 

Explosão de gás atinge laboratório russo que armazenava vírus da varíola, Ebola e HIV


Representantes do complexo afirmaram que a explosão ocorreu durante os reparos em uma sala de inspeção sanitária do quinto andar da instalação

[Explosão de gás atinge laboratório russo que armazenava vírus da varíola, Ebola e HIV]
Foto : CDC

Uma explosão de gás foi registrada num laboratório russo de virologia e biotecnologia, um dos 2 únicos locais no mundo que armazenava o vírus da varíola, além do vírus Ebola e HIV. O acidente ocorreu após um incêndio no Centro Estatal de Pesquisa de Virologia e Biotecnologia da Sibéria. De acordo com o jornal britânico “The Guardian”, a explosão não expôs a população aos patógenos armazenados no interior.

Entre os vírus guardados ali estão os da varíola e do ebola, HIV, além de formas altamente contagiosas de gripe aviária e cepas de hepatite. Representantes do complexo afirmaram que a explosão ocorreu durante os reparos em uma sala de inspeção sanitária do quinto andar da instalação, denominada Vector, em Koltsovo, na região de Novosibirsk.

Local de pesquisas secretas de armas biológicas durante a era soviética, o complexo é agora um dos principais centros de pesquisa de doenças da Rússia. Fonte:Metro1

 

Funcionários dos Correios voltam ao trabalho, mas mantêm “estado de greve”


Funcionários dos Correios suspendem paralisação em todo o país — Foto: Reprodução/EPTV

 

Os funcionários dos Correios decidiram em assembleias realizadas na noite desta terça-feira (17) suspender em todo o país a paralisação iniciada no último dia 10, aceitando a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de prorrogação do atual acordo coletivo da categoria até a data do julgamento do dissídio.

Os trabalhadores, entretanto, decidiram manter o chamado “estado de greve” até o julgamento do dissídio coletivo, marcado para 2 de outubro. “Neste momento, com a negociação já ajuizada e sem garantias de novos acordos até a data do julgamento, é necessário manter o diálogo e intensificar os movimentos e atos públicos na defesa dos Correios e na luta contra a privatização”, afirmou a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).

No último dia 12, o ministro do TST Maurício Godinho Delgado já havia determinado que 70% dos funcionários dos Correios voltassem ao trabalho.

Em nota, os Correios destacaram que a suspensão da paralisação foi a condição para que a empresa aceitasse a proposta do TST de manter as cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019 até a data do julgamento do dissídio coletivo.

“A empresa espera chegar a um entendimento razoável sobre o ACT 2019/2020, com a confiança de que o Tribunal reconhece a importância de, neste momento, retomar o equilíbrio financeiro de uma empresa tão estratégica quanto os Correios”, afirmou.

Jovem de 22 anos morre após explosão de churrasqueira


 Tragédia não é caso isolado e serve de alerta para que se redobrem cuidados

churrasqueira Natali Steffani Martins
Natali Steffani Martins

Natali Steffani Martins, de 22 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (16) em decorrência de queimaduras causadas por uma explosão na churrasqueira de sua própria casa, na cidade de Vera Cruz (SP).

A vítima teve 98% do corpo queimado após tentar acender a churrasqueira utilizando álcool. Wellington Martins, de 23 anos, marido da jovem, também se feriu na tragédia e teve 38% do corpo queimado.

Os dois foram levados para a unidade de queimados da ‘Santa Casa de Marília’ após a explosão, mas Natali não resistiu aos ferimentos. O marido dela permanece internado sob os cuidados da unidade.

Testemunhas relataram que, no momento da explosão, Natali auxiliava o marido utilizando álcool para acender a churrasqueira. O casal recepcionava amigos em um churrasco que se iniciou no sábado (14).

A festa entrou pela madrugada do domingo (15) e o acidente aconteceu quando o casal tentou reacender a churrasqueira, que já estava apagada. Amigos disseram que a churrasqueira é do tipo portátil, que é montada cada vez que é usada.

O que era para ser uma festa acabou em tragédia. No velório, nesta segunda-feira, a vendedora Vanessa Osório de Lima, amiga de Natali, estava bastante abalada.

A amiga afirmou que o casal sempre gostava de reunir os amigos aos finais de semana. “Era um casal festeiro. Gostavam de se divertir”, disse.

Alerta

O Corpo de Bombeiros alerta que a recomendação é nunca utilizar líquidos inflamáveis para acender a churrasqueira, como álcool ou gasolina. “Estes líquidos são voláteis e liberam vapores que tendem a se concentrar e no momento em que entram em contato com a faísca ou o fósforo podem vir a explodir”, afirmou a corporação.

Outra orientação é não jogar líquidos quando o fogo já está aceso. “Muitas vezes, as pessoas jogam estas substâncias para alimentar as chamas, mas também há riscos de explosões. É importante também nunca fazer fogo próximo de idosos e crianças. E, caso ocorra um acidente, é importante acionar o Corpo de Bombeiros (Disque 193) para atendimento adequado”, orienta a corporação.

Casos de erros no manuseio de churrasqueiras provocam acidentes graves com mais frequência do que se imagina. Em Araçatuba (SP), um churrasco que era feito pelo pai para comemorar o aniversário de uma de suas filhas acabou com ele (39 anos) e as duas filhas (11 e 12 anos) queimados após a churrasqueira explodir. Embora gravemente feridos, todos sobreviveram.

Um outro acidente em Cuiabá (MT) deixou 4 pessoas feridas. Na ocasião, um homem tentou reacender a churrasqueira durante uma comemoração do Dia dos Pais e provocou a tragédia. Uma criança de 2 anos teve queimaduras por todo o corpo.

 

 

Consumo regular de chá melhora saúde cerebral


Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

O segredo de ter um cérebro saudável é beber chá com frequência.

A descoberta é de pesquisadores internacionais, que concluíram que a bebida tem o poder protetor contra o declínio das funções cerebrais atrelado à velhice.

A descoberta, publicada no periódico científico Aging, envolveu testes de cognição em 36 adultos, todos acima dos 60 anos de idade, durante os anos 2015 a 2018.

Os pesquisadores, que trabalham em países como China, Cingapura e Reino Unido, estudaram ainda dados sobre a saúde e o estilo de vida dos voluntários, que passaram por exames de ressonância magnética.

Os cientistas descobriram que aqueles que beberam chá verde, o chá chinês Oolong e chá preto pelo menos quatro vezes por semana por 25 anos tiveram uma conexão mais eficiente entre as regiões do cérebro, fazendo com que as informações fossem processadas de uma maneira melhor e mais organizada.

Para explicar o que o chá causa no cérebro ao longo dos anos, o pesquisador Lei Feng, que liderou o estudo, fez uma analogia interessante, no qual as regiões do cérebro são como destinos e as conexões entre elas são estradas.

“Quando um sistema de estradas é melhor organizado, o movimento dos veículos e dos passageiros é mais eficiente e usa menos recursos”, disse. “De modo similar, quando as conexões entre as regiões cerebrais são mais estruturadas, o processamento de informação ocorre de modo mais eficaz.”

Os pesquisadores querem ainda estudar a composição do chá para entender como ele pode evitar o declínio das funções cerebrais e descobrir como a memória surge nos circuitos do cérebro. Com isso, eles esperam desvendar quais intervenções podem ser feitas para preservar a cognição enquanto a idade de um indivíduo aumenta.

Em 2017, o mesmo grupo de cientistas fez outro estudo com chá, envolvendo 957 chineses maiores de 55 anos, que tomaram a bebida regularmente de 2003 a 2005. Os experts viram que o risco de declínio das funções cognitivas nos participantes caiu pela metade e que pessoas que geneticamente eram mais vulneráveis ao Alzheimer podem ter redução dos danos na cognição em 86%.

Com informações da Galileu

Governo libera mais 63 agrotóxicos no Brasil


Do total de substâncias, 7 são novos defensivos e 56 são ingredientes genéricos

[Governo libera mais 63 agrotóxicos no Brasil]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Secretaria de Defesa Agropecuária atualizou hoje (17) de agrotóxicos liberados no Brasil, com 63 substâncias adicionadas. Dessas, 7 são novos defensivos e outras 56 são ingredientes genéricos ativos que já estavam na relação de produtos disponíveis no país.

A atualização foi publicada no Diário Oficial da União. Com as liberações, agora são 325 agrotóxicos registrados, sendo 310 genéricos e 15 novos ingredientes ativos.

“Nos últimos anos, diversas medidas desburocratizantes foram adotadas para que a fila de registros de defensivos ande mais rápido no Brasil. O objetivo de fazer a fila andar é aprovar novas moléculas, menos tóxicas e mais ambientalmente corretas, e assim substituir os produtos antigos, além da liberação de produtos genéricos”, diz o informe divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.