(77) 99152-6666

A partir de hoje, toque de recolher começa às 20h; medida é válida até próximo domingo


[A partir de hoje, toque de recolher começa às 20h; medida é válida até próximo domingo]
Foto : Mateus Pereira/GOVBA

A partir de hoje (22), a ampliação do horário do toque de recolher decretada pelo governador da Bahia Rui Costa (PT) ontem (21) começa a valer. Agora, a restrição inicia às 20h e vai até as 5h em todos os munícipios que fazem parte e os que foram incluídos na medida, com exceção da região Oeste. A validade do decreto foi estendida até o próximo domingo (28).

A partir de 20h, então, estão suspensas todas as atividades não essenciais e industriais. Além disso, o atendimento presencial em bares e restaurantes é permitido até as 18h, o funcionamento do transporte metropolitano até 20h30 e o delivery de alimentos até 23h.

A decisão aconteceu após o estado atingir a taxa de 80% de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Segundo Rui, a nova decisão tem como objetivo evitar a evolução da pandemia da Covid-19 no estado. “Medidas visam conter avanço do coronavírus. Estamos vivendo um momento extremamente grave e conto com a compreensão de todos”, escreveu. Do Metro1

Confira abaixo a lista dos municípios inclusos no decreto do toque de recolher:

  • Abaíra
  • Abaré
  • Acajutiba
  • Adustina
  • Água Fria
  • Aiquara
  • Alagoinhas
  • Alcobaça
  • Almadina
  • Amargosa
  • Amélia Rodrigues
  • Anagé
  • Andaraí
  • Andorinha
  • Anguera
  • Antas
  • Antônio Cardoso
  • Antônio Gonçalves
  • Aporá
  • Apuarema
  • Araçás
  • Aracatu
  • Araci
  • Aramari
  • Arataca
  • Aratuípe
  • Aurelino Leal
  • Baixa Grande
  • Banzaê
  • Barra da Estiva
  • Barra do Choça
  • Barra do Rocha
  • Barro Preto
  • Barrocas
  • Belmonte
  • Belo Campo
  • Biritinga
  • Boa Nova
  • Boa Vista do Tupim
  • Bom Jesus da Serra
  • Boninal
  • Bonito
  • Boquira
  • Botuporã
  • Brejões
  • Brumado
  • Buerarema
  • Caatiba
  • Cabaceiras do Paraguaçu
  • Cachoeira
  • Caculé
  • Caetanos
  • Caetité
  • Cairu
  • Camacã
  • Camaçari
  • Camamu
  • Campo Alegre de Lourdes
  • Campo Formoso
  • Canavieiras
  • Candeal
  • Candeias
  • Candiba
  • Cândido Sales
  • Cansanção
  • Canudos
  • Capela do Alto Alegre
  • Caraíbas
  • Caravelas
  • Cardeal da Silva
  • Carinhanha
  • Casa Nova
  • Castro Alves
  • Catu
  • Caturama
  • Chorrochó
  • Cícero Dantas
  • Cipó
  • Coaraci
  • Conceição da Feira
  • Conceição do Almeida
  • Conceição do Coité
  • Conceição do Jacuípe
  • Conde
  • Condeúba
  • Contendas do Sincorá
  • Coração de Maria
  • Cordeiros
  • Coronel João Sá
  • Cravolândia
  • Crisópolis
  • Cruz das Almas
  • Curaçá
  • Dário Meira
  • Dias d’Ávila
  • Dom Basílio
  • Dom Macedo Costa
  • Elísio Medrado
  • Encruzilhada
  • Entre Rios
  • Érico Cardoso
  • Esplanada
  • Euclides da Cunha
  • Eunápolis
  • Fátima
  • Feira da Mata
  • Feira de Santana
  • Filadélfia
  • Firmino Alves
  • Floresta Azul
  • Gandu
  • Gavião
  • Glória
  • Gongogi
  • Governador Mangabeira
  • Guajeru
  • Guanambi
  • Guaratinga
  • Heliópolis
  • Iaçu
  • Ibiassucê
  • Ibicaraí
  • Ibicoara
  • Ibicuí
  • Ibipitanga
  • Ibiquera
  • Ibirapitanga
  • Ibirapuã
  • Ibirataia
  • Ibitiara
  • Ichu
  • Igaporã
  • Igrapiúna
  • Iguaí
  • Ilhéus
  • Inhambupe
  • Ipecaetá
  • Ipiaú
  • Ipirá
  • Irajuba
  • Iramaia
  • Iraquara
  • Irará
  • Irecê
  • Itabela
  • Itaberaba
  • Itabuna
  • Itacaré
  • Itaetê
  • Itagi
  • Itagibá
  • Itagimirim
  • Itaju do Colônia
  • Itajuípe
  • Itamaraju
  • Itamari
  • Itambé
  • Itanagra
  • Itanhém
  • Itaparica
  • Itapé
  • Itapebi
  • Itapetinga
  • Itapicuru
  • Itapitanga
  • Itaquara
  • Itarantim
  • Itatim
  • Itiruçu
  • Itiúba
  • Itororó
  • Ituaçu
  • Ituberá
  • Iuiu
  • Jacaraci
  • Jacobina
  • Jaguaquara
  • Jaguarari
  • Jaguaripe
  • Jandaíra
  • Jequié
  • Jeremoabo
  • Jiquiriçá
  • Jitaúna
  • Juazeiro
  • Jucuruçu
  • Jussari
  • Jussiape
  • Lafaiete Coutinho
  • Lagoa Real
  • Laje
  • Lajedão
  • Lajedinho
  • Lajedo do Tabocal
  • Lamarão
  • Lauro de Freitas
  • Lençóis
  • Licínio de Almeida
  • Livramento de Nossa Senhora
  • Macajuba
  • Macarani
  • Macaúbas
  • Macururé
  • Madre de Deus
  • Maetinga
  • Maiquinique
  • Malhada
  • Malhada de Pedras
  • Manoel Vitorino
  • Maracás
  • Maragogipe
  • Maraú
  • Marcionílio Souza
  • Mascote
  • Mata de São João
  • Matina
  • Medeiros Neto
  • Milagres
  • Mirante
  • Monte Santo
  • Mortugaba
  • Mucugê
  • Mucuri
  • Mundo Novo
  • Muniz Ferreira
  • Muritiba
  • Mutuípe
  • Nazaré
  • Nilo Peçanha
  • Nordestina
  • Nova Canaã
  • Nova Fátima
  • Nova Ibiá
  • Nova Itarana
  • Nova Redenção
  • Nova Soure
  • Nova Viçosa
  • Novo Horizonte
  • Novo Triunfo
  • Olindina
  • Ouriçangas
  • Palmas de Monte Alto
  • Palmeiras
  • Paramirim
  • Paripiranga
  • Pau Brasil
  • Paulo Afonso
  • Pé de Serra
  • Pedrão
  • Pedro Alexandre
  • Piatã
  • Pilão Arcado
  • Pindaí
  • Pindobaçu
  • Pintadas
  • Piraí do Norte
  • Piripá
  • Planaltino
  • Planalto
  • Poções
  • Pojuca
  • Ponto Novo
  • Porto Seguro
  • Potiraguá
  • Prado
  • Presidente Jânio Quadros
  • Presidente Tancredo Neves
  • Queimadas
  • Quijingue
  • Rafael Jambeiro
  • Remanso
  • Retirolândia
  • Riachão do Jacuípe
  • Riacho de Santana
  • Ribeira do Amparo
  • Ribeira do Pombal
  • Ribeirão do Largo
  • Rio de Contas
  • Rio do Antônio
  • Rio do Pires
  • Rio Real
  • Rodelas
  • Ruy Barbosa
  • Salinas da Margarida
  • Salvador
  • Santa Bárbara
  • Santa Brígida
  • Santa Cruz Cabrália
  • Santa Cruz da Vitória
  • Santa Inês
  • Santa Luzia
  • Santa Teresinha
  • Santaluz
  • Santanópolis
  • Santo Amaro
  • Santo Antônio de Jesus
  • Santo Estêvão
  • São Domingos
  • São Felipe
  • São Francisco do Conde
  • São Gonçalo dos Campos
  • São José da Vitória
  • São Miguel das Matas
  • São Sebastião do Passé
  • Sapeaçu
  • Sátiro Dias
  • Saubara
  • Seabra
  • Sebastião Laranjeiras
  • Senhor do Bonfim
  • Sento Sé
  • Serra Preta
  • Serrinha
  • Simões Filho
  • Sítio do Quinto
  • Sobradinho
  • Souto Soares
  • Tanhaçu
  • Tanque Novo
  • Tanquinho
  • Taperoá
  • Teixeira de Freitas
  • Teodoro Sampaio
  • Teofilândia
  • Teolândia
  • Terra Nova
  • Tremedal
  • Tucano
  • Uauá
  • Ubaíra
  • Ubaitaba
  • Ubatã
  • Una
  • Urandi
  • Uruçuca
  • Utinga
  • Valença
  • Valente
  • Varzedo
  • Vera Cruz
  • Vereda
  • Vitória da Conquista
  • Wagner
  • Wenceslau Guimarães
Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Ex-prefeito pelo PT, médico do Acre atende bebê com água na cintura e viraliza nas redes


A imagem de um médico atendendo um bebê com a água batendo na cintura tem viralizado nas redes sociais. O fato se deu na cidade de Tarauacá, interior do Acre, e mostra o médico Rodrigo Damasceno ouvindo os batimentos cardíacos de uma criança de 2 anos com pneumonia.

O município sofre com a cheia do Rio Tarauacá e está mais de 90% inundado, o que deixou mais de 400 pessoas desabrigadas. A situação se repete em inúmeras outras cidades do Acre.

A foto do médico atendendo na água foi registrada na última quinta-feira (18) pelo fotógrafo Lucas Melo, que acompanha o profissional de saúde.

Fonte Revista Fórum

ROSA WEBER ENVIA NOTÍCIA-CRIME CONTRA BOLSONARO POR INDICAR CLOROQUINA


Ministra Rosa Weber, do STF – Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Do DCM

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) corre o risco de responder judicialmente por promover o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento da COVID-19. Isso porque a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou à Procuradoria-Geral da República notícia-crime apresentada pelo PDT contra o presidente. A informação foi divulgada pelo portal Crusoé.

De acordo com o site, ‘na petição, o partido menciona a produção de 3,2 milhões de comprimidos de cloroquina, discursos de Bolsonaro e o lançamento pelo Ministério da Saúde do aplicativo TrateCov, que, antes de ser retirado do ar, indicava o ‘tratamento precoce’ a pacientes com sintomas que poderiam ou não ser decorrentes da infecção pelo novo coronavírus.’

 

Bancos rebaixam Petrobrás e sugerem a seus clientes que vendam a ação


Há quem diga, com o desconfiômetro em alta, devido os acontecimentos, e não é de descartar a ideia, de que pode está acontecendo algo meio que proposital para que as ações da Petrobras se desmoronem, para então, amigos do Guedes ou até mesmo banqueiros comprem superbaratas, para então, depois de tudo resolvido, tudo volta para o lugar e os lucros serão gigantes. Geralmente o investidor pensa em vender ações quando as mesmas atingem o patamar mais alto ou quase. Aconselhar vender quando as ações estão em baixa é, no mínimo, estranho.  

De acordo a matéria no 247, bancos e operadoras estão sugerindo aos seus clientes que vendam as ações da Petrobrás, depois do anúncio de Jair Bolsonaro de que irá trocar o presidente da estatal por um general, Joaquim de Silva e Luna. O anúncio pegou o mercado de surpresa.

Neste domingo (21), a XP Investimentos rebaixou a recomendação das ações da empresa de neutro para venda em relatório intitulado “Não há mais como defender, rebaixamos para venda”, no qual o preço-alvo foi revisado de R$ 32 para R$ 24 nas ações ordinárias e preferenciais.

“Vemos esse anúncio como uma sinalização negativa, tanto de uma perspectiva de governança, dados os riscos para a independência de gestão da Petrobras, como também por implicar riscos de que a companhia continue a praticar uma política de preços de combustíveis em linha com referências internacionais de preços, ou seja, que reflitam as variações dos preços de petróleo e câmbio”, dizem os analistas Gabriel Francisco e Maíra Maldonado no relatório.

O Bradesco BBI também divulgou relatório neste domingo rebaixando a recomendação dos papéis da Petrobras. A instituição já havia cortado recomendação da companhia para ‘neutra’ no dia 8 de fevereiro, alegando que “o dilema do diesel” estava de volta. Analistas da instituição também citaram, na ocasião, riscos relacionados à situação dos caminhoneiros no Brasil.

Na sexta-feira (19), as ações ordinárias (PETR4) da Petrobras fecharam o pregão valendo R$ 27,33. As ações preferenciais (PETR3) encerraram os negócios a R$ 27,10. Os papéis da estatal negociados no exterior chegaram a cair 15% depois da divulgação da nota do presidente, que havia ameaçado na véspera fazer mudanças na estatal.

Fonte 247

NA SEQUÊNCIA DOS FATOS, PRISÃO DE DANIEL SILVEIRA SERÁ MANTIDA, DIZ LIRA A BOLSONARO


Tem jeito não. O assunto que rola na mídia nacional, principalmente na independente, como o modesto Café com Leite e outras, pois é preciso que a democracia seja respeitada. O silêncio do presidente em relação ao caso, já mostra que ele quer proteger o parlamentar desequilibrado. Só que a coisa é tão séria  e, como o Bolsonaro já não desfruta do poder na sua caneta como antes, que lhe resta ficar na torcida. A votação no STF foi unânime para permanecer a prisão do deputado Daniel Silveira, assim como o Lira, presidente da Câmara dos Deputados, já avisou o ao Bolsonaro que vai confirmar a prisão do deputado. Café com Leite.

Jair Bolsonaro e Daniel Silveira

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, afirmou nesta quinta (18) ao presidente Jair Bolsonaro que a prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) deve ser mantida pelo plenário da Casa.

Ela foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), e referendada na quarta (17) por unanimidade pelo plenário da Corte. Daniel foi preso por fazer diversas ofensas a magistrados, além de ameaçá-los e defender a ditadura militar em um vídeo.

A Câmara tem a palavra final sobre o assunto.

Bolsonaro e Lira se reuniram nesta manhã para discutir as pautas do governo no parlamento. Havia uma preocupação, por parte da equipe do presidente, de que a crise gerada com a prisão de Daniel Silveira paralisasse o andamento de projetos considerados prioritários pelo governo, como a PEC emergencial, a aprovação do orçamento e a reforma administrativa. (…)

Com informação do DCM.

Com passada de pano, Lira sinaliza que Bolsonaro está no jogo para salvar a pele de Daniel Silveira


O comando é dele e ele foi eleito para agir conforme o presidente manda

Arthur Lira, presidente bolsonarista da Câmara dos deputados, acordou inspirado nesta quinta, 18.

Em três posts no Twitter, mandou o seu recado nas entrelinhas, indo de Churchill a Geraldo Alckmin com suas piadas sem graça sobre o ‘poder transitório’ usando personagens de  Pindamonhangaba.

Em resumo, sem citar nomes ou instituições, Lira escreveu para dizer que está disposto a atuar em favor de Daniel Silveira, preso por decisão do STF, e mandar um recado aos ministros do STF, especialmente Alexandre de Moraes, que mandou prender o amigo da família do presidente.

“Nossa maior missão, é ter a consciência de que nós não somos as instituições”, escreveu o presidente da Câmara.

É num indício claro de que, mesmo calado, Bolsonaro está atuando para salvar a pele do fascista. Fonte DCM.

“Esse cachimbo não fumo”: Marco Aurélio, do STF, rejeita acordo com a Câmara para libertar Daniel Silveira


Decano do STF, Marco Aurélio alerta para uma “visão totalitária de uma corrente do populismo de direita” e disse que Silveira “talvez tenha desejado fazer uma gracinha para o presidente da República”

Publicado na Fórum

Após um duro voto nos 11 votos a zero que mantiveram a prisão de Daniel Silveira (PSL-RJ) no julgamento no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello negou à coluna de Josias de Souza, publicada no portal Uol nesta quinta-feira (18), qualquer tentativa de acordo com a Câmara para libertar o deputado bolsonarista.

“Esse cachimbo eu não fumo. Não ocupo uma cadeira voltada às relações públicas. Sou juiz. Terminarei em julho meus dias de juiz. Não pretendo mudar meu modo de agir. Que acordo faríamos? Um acordo para passar a mão na cabeça desse rapaz?”, indagou Marco Aurélio ao jornalista.

A declaração foi feita a partir de uma suposta proposta do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que prometeu julgar rapidamente o caso de Silveira no Conselho de Ética da casa em troca da libertação do bolsonarista.

Para Marco Aurélio, o acordo “desqualificaria o Supremo”. “Que acordo faríamos? Um acordo para passar a mão na cabeça desse rapaz? O Supremo não pode fazer acordo. Não se pode dar o dito pelo não dito. Isso desqualificaria o Supremo, última trincheira da cidadania”, afirmou.

O ministro ainda fez um alerta para uma “visão totalitária de uma corrente do populismo de direita” e disse que Silveira “talvez tenha desejado fazer uma gracinha para o presidente da República”.

Sobre o silêncio de Bolsonaro, Marco Aurélio disse que “esse comportamento é uma posição nova”. “Está colocando as barbas de molho”.

Villas Bôas
Marco Aurélio ainda vê uma “fragilização das instituições” após a informação sobre o endosso do alto comando do Exército ao tuite do general Eduardo Villas Bôas à época do julgamento do ex-presidente Lula.

“Não me iludo, eles conversaram entre si. Não tenho dúvida. Nada disso ajuda. Com essas crises, o presidente tende para um grupo de apoiadores. E é um grupo grande. O que se vê é uma fragilização das instituições”.

Técio Lins e Silva define Daniel Silveira: gordo nos músculos, atrofiado no cérebro


Daniel Silveira e Técio Lins e Silva

Um dos maiores advogados do país e considerado o “príncipe dos criminalistas”, Técio Lins e Silva disse à TV 247 nesta quarta-feira (17) que o Supremo Tribunal Federal (STF) tem razão em determinar e confirmar a prisão do deputado federal Daniel Silveira após o parlamentar ter divulgado um vídeo com ofensas e ameaças contra ministros do Supremo.

O especialista criticou o linguajar do deputado, classificando-o como “um tosco, um grosso, uma coisa horrorosa, se achando acima de tudo. Não sei o que pensa esse moço. Ele engordou nos músculos, mas o cérebro parece que continua atrofiado”. Continua a matéria depois das publicidades.

 

Lins e Silva pediu ainda a cassação do mandato do parlamentar pela própria Câmara dos Deputados. “Ele só faz atividade política para o mal, para falar mal. Fico muito triste em ter um representante nosso, do Rio de Janeiro, na Câmara dos Deputados com aquela linguagem tosca, desabrida. Isso não é um deputado. Duvido que o Conselho de Ética possa deixar esse moço com mandato. Tem que ser cassado pela própria Casa porque ele causa indignação a política e a todos nós, ao país, ao Brasil, a todos nós que acreditamos nas instituições, no Congresso, na Justiça. Fiquei absolutamente triste, em parte com tristeza e com nojo. O Supremo reagiu e não poderia deixar de reagir. É um sujeito que está na contramão de tudo, não só da lei. Vivemos tempos difíceis”.

Sobre a imunidade parlamentar, direito conferido aos deputados e utilizado pelos que defendem Silveira para pedir sua soltura, o advogado esclareceu que o benefício não serve para deixar com que crimes passem impunes. “A imunidade é para assegurar a liberdade no exercício do mandato, não é para acobertar o deputado da prática de crimes, daquilo que é anormal”.

Já  em outro assunto, Lins comenta sobre suspeição de Moro. Veja vídeo

Com informação  do 247

Apoiadores de Daniel Silveira agridem homem com placa de Marielle, no Rio


Homem é agredido na porta da PF-RJ por bolsonaristas(foto: REPRODUÇÃO/Rádio Tupi)

Após fazer ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e enaltecer o Ato Institucional n° 5, o AI-5, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi condenado à prisão nesta quarta-feira (17/2). Após a decisão do STF, grupos bolsonaristas se concentraram nas entradas da Superintendência da Polícia Federal do Rio, no Centro da cidade, onde ele está preso, pedindo a liberação do parlamentar.

  • Bolsonaristas, que apoiam o deputado, agrediram um homem que levou uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco. Ela é semelhante à que foi quebrada pelo político, junto ao deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), em 2018.
O grupo, que em maioria estava sem máscara, também atacou equipes de imprensa. Jornalistas e cinegrafistas precisaram se abrigar na sede da Polícia Federal e em seguida foram escoltados para deixar o local.
Gritos como “Marielle Franco levou pouco tiro”, “já foi tarde pro inferno” e “quem manda no país é o Jair [Bolsonaro]”, foram registrados junto a pedidos de prisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF.

Entenda

Na terça-feira (16/2), Daniel Silveira publicou um vídeo que ataca membros do Supremo, especialmente o ministro Edson Fachin. Ele também enalteceu o Ato Institucional n°5, o AI-5, e disse: “Vocês deveriam ter sido destituídos do posto de vocês e uma nova nomeação, convocada e feita, de 11 novos ministros. Vocês nunca mereceram estar aí e vários também que já passaram não mereciam. Vocês são intragáveis, inaceitáveis, intolerável Fachin”.
Silveira é um dos alvos do inquérito dos atos antidemocráticos, que investiga o financiamento e organização de manifestações que pedem o fechamento do STF e do Congresso, e também do inquérito das fake news, que apura ameaças e ataques aos magistrados do tribunal.
Com informação do Estado de Minas

Bolsonaro foi acordado para receber notícia de prisão de Daniel Silveira; governo teme nova crise institucional


O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) foi acordado por auxiliares, na noite desta terça-feira (16), para receber a notícia de que o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), um dos mais próximos de seu governo, havia sido preso a pedido do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Segundo informações do jornal O Globo, Bolsonaro recebeu a notícia quando já havia se recolhido para dormir no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, Santa Catarina, onde passou o feriado de Carnaval.

Minutos após a prisão, integrantes do governo também disseram ao jornal que foram surpreendidos e relataram temor de uma nova crise institucional. Os mesmos auxiliares acreditam, no entanto, que o governo não deve interferir no caso para evitar um novo conflito com o STF.

Um dos auxiliares de Bolsonaro disse que Silveira fez “ataques gratuitos e generalizados” e extrapolou ao “desafiar, xingar e desqualificar” os ministros. Segundo ele, não há como o governo apoiar Silveira.

Com informação da Revista Fórum

‘Casos aumentaram assustadoramente, não temos como vencer sem a população’, diz coordenador do Samu


“Nossa equipe está exausta, no limiar psíquico”, desabafou Ivan Paiva durante o programa Jornal da Bahia no Ar, na Rádio Metrópole

['Casos aumentaram assustadoramente, não temos como vencer sem a população', diz coordenador do Samu]
Foto : Reprodução/Youtube

Na manhã de hoje (17) o coordenador médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Ivan Paiva, comentou sobre o desgaste dos profissionais de saúde que estão na linha de frente na batalha contra a Covid-19 em Salvador. Diante do aumento de casos da doença na capital baiana, o médico afirma que não há como vencer a luta sem a participação da população.

“Nossa equipe está exausta, no limiar psíquico. Só quem está dentro dos hospitais, das ambulâncias, das UPAs, do gripário entende a gravidade do que está acontecendo. É desestimulando entender que não temos nossos principais aliados, que é a população”, disse durante o programa Jornal da Bahia no Ar, na Rádio Metrópole. “Não há como vencer essa luta sem a participação das pessoas”.

Segundo Ivan, o processo se torna mais difícil pois os profissionais precisam de qualificações específicas para atuar na linha de frente. “Não basta ser médico, enfermeira, fisioterapeuta, tem que saber lidar com paciente crítico, tem que saber intubar, saber conduzir um paciente em ventilação mecânica. E há uma escassez de profissionais com esse tipo de qualificação”, completou. Metro1

 

Assaltante, falso soldado do Exército é preso pela PRF em abordagem; suspeito não sabia cantar hino


Assaltante, falso soldado do Exército é preso pela PRF em abordagem; suspeito não sabia cantar hinoCrédito da Foto: divulgação/PRF

Um homem de 25 anos, que se apresentava como soldado do 19º Batalhão de Caçadores, do Exército rasileiro, foi desmascarado e preso em flagrante com um veículo roubado. A prisão ocorreu na terça-feira (16/2), na altura do quilômetro 598 da BR 324, na praça de pedágio de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante a abordagem veicular ocorrida por volta das 15h, o suspeito desceu do automóvel que conduzia já se identificando como soldado do Exército do 19º BC. Os policiais rodoviários desconfiaram da postura do suposto militar e solicitaram que ele entoasse o hino da infantaria.

Para surpresa dos agentes, o homem não soube cantar uma única estrofe. Além disso, os policiais constataram que o carro usado pelo indivíduo havia sido roubado há cerca de uma semana em Salvador. Após ter sido exposto, o suspeito revelou a farsa alegando que apresentou o nome falso na tentativa de despistar a fiscalização da polícia.

Ele também confirmou ter roubado o carro em 11 de fevereiro na região do Iguatemi. O suspeito revelou que utilizou uma faca para praticar o assalto. Diante dos fatos, o motorista foi preso em flagrante e com o veículo recuperado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Simões Filho.

Índia tem queda drástica nos casos de covid e espanta especialistas


Homem faz teste de covid-19 na Índia - Foto: Manish Swarup/AP
Homem faz teste de covid-19 na Índia – Foto: Manish Swarup/AP

Índia fez a lição de casa e conseguiu derrubar de 100 mil para 11 mil o número diário de novos casos de Covid-19. Só nas últimas três semanas a queda foi de 20%.

A notícia deixou especialistas perplexos porque quando a pandemia se espalhou por lá, houve temores de que afundaria o frágil sistema de saúde do segundo país mais populoso do mundo. A Índia teve 11 milhões de casos e mais de 155 mil mortes

Mas as infecções começaram a despencar em setembro, e agora o país está relatando uma queda de quase 90% nos casos diários, em comparação com a época de pico, em quase todas as regiões da Índia. E não se trata de queda no número de testes.

A procura nos hospitais do país diminuiu nas últimas semanas, outra indicação positiva.

Quando os casos registrados ultrapassaram 9 milhões em novembro, os hospitais de Nova Delhi ficaram lotados, com quase 90% de dos leitos de cuidados intensivos ocupados. Na última quinta-feira, 16% desses leitos estavam ocupados.

Motivos

O governo indiano acredita a queda aconteceu, em parte, pelo uso de máscara, que se tornou obrigatório em público na Índia e quem descumprir, paga multa pesada em algumas cidades.

Outra explicação seria que algumas áreas teriam atingido a imunidade de rebanho. Seriam pessoas que desenvolveram imunidade ao vírus, ao adoecer ou serem vacinadas, disse Vineeta Bal, que estuda o sistema imunológico no Instituto Nacional de Imunologia da Índia.

Uma pesquisa aponta outro possível motivo: mais pessoas foram infectadas nas cidades da Índia do que em vilarejos e que o vírus estava se movendo mais lentamente pelo interior rural.

“As áreas rurais têm menor densidade de aglomeração, as pessoas trabalham mais em espaços abertos e as casas são muito mais ventiladas”, disse Srinath Reddy, presidente da Fundação de Saúde Pública da Índia.

Outra possibilidade é que muitos indianos tenham sido expostos a uma variedade de doenças ao longo de suas vidas – cólera, febre tifóide e tuberculose, por exemplo, são prevalentes – e essa exposição tenha preparado o corpo para montar uma resposta imunológica inicial mais forte a um novo vírus.

O sucesso indiano não pode ser atribuído às vacinações, já que a Índia só começou a administrar vacinas em janeiro.

Alerta continua

E especialistas alertaram que mesmo que a imunidade coletiva em alguns lugares seja parcialmente responsável pelo declínio no número de casos, a população como um todo continua vulnerável – e deve manter as precauções.

É que novas pesquisas sugerem que as pessoas que ficaram doentes com uma forma do vírus podem ser infectadas novamente com uma nova versão dele.

Vineeta Bal apontou como exemplo uma pesquisa recente feita em Manaus.

Em outubro houve estimativa de que mais de 75% das pessoas tinham anticorpos para o vírus, porém os casos voltaram a aumentar novamente em janeiro.

“A mensagem é que uma grande proporção da população permanece vulnerável”, disse Balram Bhargava, que chefia o principal órgão de pesquisa médica da Índia, o Conselho Indiano de Pesquisa Médica.

Como as razões por trás do sucesso da Índia não são claras, os especialistas temem que as pessoas baixem a guarda.

Grande parte da população já voltou à vida normal. Em muitas cidades, os mercados estão lotados, assim como estradas e restaurantes.

Mas Jishnu Das, economista de saúde da Universidade de Georgetown que aconselha o estado de Bengala Ocidental sobre como lidar com a pandemia alerta: “Não sabemos se isso vai voltar depois de três a quatro meses”.

Com informações do Correio Braziliense/AgênciaEstado

Cinemas voltam a fechar e aulas continuam suspensas em Salvador: “pode fazer manifestação que for”, diz prefeito


Cinemas voltam a fechar e aulas continuam suspensas em Salvador: "pode fazer manifestação que for", diz prefeitoCrédito da Foto: Dinho Junior /TV Aratu

Nos últimos dias, o retorno às aulas na Bahia ganhou os holofotes da imprensa, inclusive, com ‘batalhas judiciais’. Na manhã desta quarta-feira (17/2), o prefeito Bruno Reis (DEM) voltou a falar sobre o assunto e foi taxativo, quanto ao seu posicionamento. Segundo o democrata, as aulas estão condicionadas à estabilização dos números da Covid-19 na capital baiana.

“Conseguimos avançar nos últimos dias, mas sempre esteve condicionado [ o retorno às aulas] e sempre estará condicionado ao estágio da pandemia na nossa cidade. Isso sempre foi dito em todas as minhas palavras e meus pronunciamentos”, ressaltou Bruno Reis durante coletiva à imprensa na Fonte Nova.

 

CINEMAS E TEATROS

Na ocasião, o gestor municipal, também, suspendeu o decreto, que autorizava o funcionamento dos  teatros e cinemas na cidade. A decisão foi tomada uma semana após decretar a reabertura dos locais.

“Nós estamos vivendo o pior momento da pandemia. Na primeira onda nós não tinhamos a quantidade de leitos que temos hoje e não foi um crescimento tão acentuado e tão rápido como está acontecendo em uma semana. Em uma semana, praticamente de quarta-feira para cá, a realidade mudou muito”, disse Bruno Reis.

Segundo o prefeito, os espaços continuarão disponíveis para os artistas contemplados pela Lei Aldir Blanc para a gravação de apresentações e transmissões online, no entanto, sem a presença do público.

“Nós não descartamos anunciar nas próximas 24 ou 48 horas outras medidas de isolamento social em nossa cidade se esses números continuarem ao longo do dia. O momento exige, e se for necessário as decisões serão tomadas sem exitar”, disse taxativamente.  Fonte:Aratuon

‘Estômago embrulhado’, diz Carlos Bolsonaro após prisão de Daniel Silveira


Deputado é investigado no inquérito que mira o financiamento e organização de atos antidemocráticos
(foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Na manhã seguinte à prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), detido na noite dessa terça-feira (16/02) por atacar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF)Carlos Bolsonaro (Republicanos), vereador do Rio de Janeiro, manifestou-se no Twitter. O parlamentar carioca, filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), diz que está com o “estômago embrulhado”.

“Sinto meu estômago embrulhado como não sentia há tempos!”, tweetou, na manhã desta quarta-feira (17/02).

Daniel Silveira é ferrenho apoiador da família Bolsonaro. A ordem de prisão em flagrante foi expedida por Alexandre de Moraes, um dos ministros do STF. O deputado foi preso em casa, na cidade de Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro, e foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal.
Silveira também é investigado no inquérito que mira o financiamento e organização de atos antidemocráticos em Brasília. Em junho, ele foi alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal e teve o sigilo fiscal quebrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes. Em depoimento, o parlamentar negou produzir ou repassar mensagens que incitassem animosidade das Forças Armadas contra o STF ou contra os ministros que compõem a Corte.

A gravação contra os demais integrantes do Supremo foi feita após o ministro Edson Fachin classificar como ‘intolerável e inaceitável’ qualquer forma de pressão sobre o Poder Judiciário.

A manifestação do ministro foi feita após revelação que um tuíte de Villas Bôas, feito em 2018 e interpretado como pressão para que o Supremo não favorecesse o ex-presidente Lula, teria sido planejado com o Alto Comando das Forças Armadas.

No vídeo, Silveira afirma que os onze ministros do Supremo ‘não servem pra porra nenhuma pra esse país’, ‘não têm caráter, nem escrúpulo nem moral’ e deveriam ser destituídos para a nomeação de ‘onze novos ministros’.

A única exceção que é elogiada é o ministro Luiz Fux, a quem o deputado diz respeitar o conhecimento jurídico, mas mesmo o presidente da Corte é incluído nas críticas generalizadas aos integrantes do tribunal, chamados de ‘ignóbeis’.

“Vá lá, prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Fala pro Alexandre de Moraes, o homenzão, o fodão, vai lá e manda ele prender o Villas Bôas. Vai lá e prende um general do Exército”, disse o deputado. “Eu quero ver, Fachin. Você, Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, o que solta os bandidos o tempo todo. Toda hora dá um habeas corpus, vende um habeas corpus, vende sentenças”.
“Fachin, um conselho pra você. Vai lá e prende o Villas Bôas, rapidão, só pra gente ver um negocinho, se tu não tem coragem. Porque tu não tem culhão pra isso, principalmente o Barroso, que não tem mesmo. Na verdade ele gosta do culhão roxo”, continuou o deputado. “Gilmar Mendes… Barroso, o que é que ele gosta. Culhão roxo. Mas não tem culhão roxo. Fachin, covarde. Gilmar Mendes… (o deputado faz gesto simulando dinheiro) é isso que tu gosta né Gilmarzão? A gente sabe”.
Silveira também afirma na gravação que já imaginou o ministro Fachin ‘levando uma surra’, assim como ‘todos os integrantes dessa Corte aí’.
“O que você vai falar? Que eu tô fomentando a violência? Não, só imaginei. Ainda que eu premeditasse, ainda assim não seria crime você sabe que não seria crime. Qualquer cidadão que conjecturar uma surra bem dada nessa sua cara com um gato morto até ele miar de preferência após a refeição, não é crime”, afirmou. “Na minha opinião, vocês já deveriam ter sido destituídos do posto de vocês e uma nova nomeação convocada e feita de onze novos ministros. Vocês nunca mereceram estar aí. E vários que já passaram também não mereceram. Vocês são intragáveis”.
Fonte O Estado de Minas