Irmão chora na formatura da caçula: “Estou tão orgulhoso de você”


Irmão chora na formatura da caçula: "Estou tão orgulhoso dela"

A pequena Charlee Smith, 5 anos, não conseguiu segurar as lágrimas quando seu irmão Derek, 8 anos, disse estar “muito orgulhoso” por ela ter completado a pré-escola.

A mãe da dupla, Aundrea Smith, registrou o momento que acabou viralizando no Instagram. A foto mostra os irmãos felizes e emocionados, numa cena tocante. A família mora em Connecticut, nos Estados Unidos.

A formatura de Charlee aconteceu na última sexta-feira (21), em cerimônia do Pré-Jardim de Infância em Fairfield County.

Aundrea, que trabalha como coach, compartilhou o momento no Instagram, que viralizou: 20 mil curtidas em menos de uma semana.

 

 

“Hoje minha filha se formou na Pre-K. Depois da cerimônia, meu filho foi até ela e deu-lhe um abraço: ‘Estou tão orgulhoso de você’”, relatou a mãe no post. “Então, claro, minha filha começou a chorar. Enquanto enxugávamos nossas lágrimas, meu marido perguntou: ‘Por que você está chorando?”‘.

Ela respondeu: “Estou tão feliz. Somos tão abençoados. Marque alguém abaixo que seja uma bênção em sua vida. Deixe-os saber o quanto eles significam para você”.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Bolsonaro ataca China, maior parceiro do Brasil, e bajula Trump


Bolsonaro ataca China, maior parceiro do Brasil, e bajula Trump

Jair Bolsonaro demonstrou sua submissão aos interesses dos Estados Unidos e criticou a China, maior parceiro comercial do Brasil, ao discutir com o presidente norte-americano, Donald Trump, os “riscos associados às atividades chinesas no Ocidente”, além de tratarem da possibilidade de sanções contra Venezuela e Cuba; Trump, por sua vez, reafirmou os interesses dos EUA sobre o Brasil; “Você tem ativos que alguns países nem conseguem imaginar”, disse

Jair Bolsonaro encontra Donald Trump no G20

247 – O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta sexta-feira (28), durante reunião de cúpula do G-20, realizada em Osaka, no Japão, que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “é muito querido pelo povo brasileiro” e voltou a reafirmar seu alinhamento com a política externa norte-americana ao discutir os “riscos associados às atividades chinesas no Ocidente”, além de dizer que apoia a sua reeleição. Trump, por sua vez, reafirmou os interesses dos EUA sobre o Brasil. “Você tem ativos que alguns países nem conseguem imaginar. É um tremendo país, com uma população tremenda, então estou entusiasmado para ir [ao Brasil]” afirmou.

De acordo com o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, os dois presidentes também discutiram a crise política e econômica na Venezuela. Em nota a Casa Branca confirmou as conversações ao afirmar que Trump e Bolsonaro discutiram a crise no país sul-americano “num momento em que venezuelanos reclamam por democracia e liberdade” e que podem adotar sanções contra o país e seus aliados, como Cuba, visto por eles como uma “ameaça comunista”.

EUA e Brasil estão entre os países que reconhecem a legitimidade do oposicionista Juan Guaidó como líder da Venezuela e apoiam a derrubada do presidente Nicolás Maduro.

Em relação à China, um dos principais parceiros comerciais do Brasil, Bolsonaro demonstrou apoio à declaração de Trump que afirmou esperar que a reunião bilateral que terá com o presidente Xi Jinping, agendada para este sábado (29), “seja no mínimo produtiva”.

O presidente brasileiro vem criticando e questionando a China desde a sua eleição, seguindo o exemplo dos EUA que está em guerra comercial com o país asiático. Bolsonaror também se encontrará com Xi Jinping no sábado.

Cada vez mais isolado pela comunidade internacional e alinhado aos interesses da política externa norte-americana, Bolsonaro tem conseguido poucos resultados práticos para o Brasil na reunião do G-20.

A análise é que ele tem conseguido protagonizar um dos maiores vexames diplomáticos do país nos últimos tempos (leia no Brasil 247).

Confira o Twitter de Jair Bolsonaro sobre o assunto.

Brasil 247.

 

 

Carlos Bolsonaro dá piti após 39kg de cocaína: “Respeito é o cacete!”


Carlos Bolsonaro tem ataque de raiva na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro após prisão do militar com 39kg de cocaína em avião presidencial: “Respeito é o cacete! Eu respeito quem eu quiser”

carlos bolsonaro respeito cacete

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) disparou ofensas aos colegas de Câmara Reimont (PT-RJ) e Tarcísio Motta (PSOL-RJ), na tarde de quarta-feira 26. O filho do presidente ficou visivelmente irritado com questionamentos sobre a prisão do sargento que transportava 39kg de cocaína na comitiva de Jair Bolsonaro (PSL) ao Japão.

Tudo começou quando Reimont afirmou que não poderia responsabilizar o presidente pela prisão, porém, Bolsonaro precisa dar explicações. A resposta de Carlos veio agressiva.

“A minha família, mais uma vez, foi citada anteriormente, por um vereador aqui que, para mim, é um zero à esquerda, à esquerda literalmente. O vereador cabeça de balão, chamado vereador Reimont”, disse o parlamentar.

A fala gerou protestos. Tarcísio Motta pediu respeito, mas Carlos prosseguiu.

“Respeito é o cacete, eu respeito quem eu quiser. Eu respeito quem eu quiser. Você tem que ir para a Venezuela fazer um regime, porque tá muito gordinho, tá bom?”, ofendeu o filho do presidente.

O parlamentar do PSOL fez pedido de ordem, enquanto o vereador do PSC continuou com os ataques.

“É o seguinte, as informações chegam totalmente distorcidas aqui dentro. Ô fofinho, relaxa, fofinho, relaxa, fofinho”, afrontou.

O microfone foi desligado, e então só se ouviu as reações do vereador do PSOL.

“Eu não vou aceitar, não vou aceitar ser chamado de fofinho”, manifestou-se, ao presidente da Casa, Jorge Felippe (MDB-RJ).

Carlos Bolsonaro se queixou:

“Você tem um vereador na minha frente que acusa meu pai, presidente da República, de traficante de drogas, e o senhor vem falar para mim que quer retirar as minhas palavras de baixo calão? Acho que o senhor não está sendo justo, com todo o respeito”, argumentou.

Felippe, então, afirmou que, se a expressão citada por Carlos foi utilizada, Tarcísio também seria retirado dos anais da casa. Carlos, então, finalizou:

“Eu creio que ele não seja idiota, eu creio que ele não seja idiota. Qualquer um aqui sabe que, quando um avião presidencial parte para um país, vai adiante outro avião para que assim averigue a situação de segurança ou seja lá o que for para investigar a situação que pousará ou então logo após o avião presidencial. E foi provado que o militar que foi preso em Sevilla, o Manoel Silva Rodrigues, não tinha qualquer cargo na presidência, não estava ligado diretamente à equipe presidencial de Jair Bolsonaro que está viajando com ele no Japão. Que está viajando com ele não, que foi num avião adiante com ele no Japão. Mas é claro que a esquerda vai ignorar esses fatos. Então, são apenas fatos, presidente. Infelizmente, nós temos aqui fanfarrões que sobem à tribuna, sem o mínimo atributo, sem a mínima preocupação com a verdade, somente para transformar isso aqui em um circo. Então, deixo aqui o meu repúdio. Eu sei que aquele pessoalzinho ali vai subir, vai sapatear, vai sambar, mas o presidente Jair Bolsonaro vai continuar presidente. O ministro Sergio Moro vai continuar sendo ministro. E a esquerda vai continuar sendo detonada, como vem sendo há muito tempo nesse país, porque nos destruiu, não economicamente, mas moralmente. Em todos os sentidos. Eles vão conhecer o lugar de onde eles vieram, que é a latrina. Ouviu, cabeça de balão? Um abraço ao senhor.”

Pragmatismo  Político

FÁTIMA BERNARDES CRITICA GOVERNO BOLSONARO AO VIVO NA GLOBO


Fátima Bernardes

Fátima Bernardes. Reprodução: TV Globo

Do TV Foco:

Fátima Bernardes é mesmo apaixonada por Túlio Gadêlha e não esconde isso de ninguém, nem quando o assunto é apoiar as ideologias do namorado. A famosa usou o “Encontro”, da TV Globo, desta quinta-feira (26), para concordar com uma crítica que o político fez ao governo de Jair Bolsonaro, um dia após ele botar a boca no trombone e abusar do deboche.

A apresentadora criticou ao vivo uma piada feita pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre os 39 quilos de cocaína apreendidos em um avião presidencial na Espanha, ontem, com um militar brasileiro. “No passado o avião presidencial transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”, escreveu o veterano no Twitter.

Fátima Bernardes leu a frase durante o programa e, em tom de indignação, fez alguns comentários. Ela reforçou o fato de ele trabalhar com Educação enquanto reproduzia a declaração e criticou o posicionamento de Weintraub. “Eu ainda tive a ilusão de quando eu li a palavra educação que a gente pudesse estar falando de alguma coisa relacionada a novas políticas educacionais, a uma maneira de a gente cuidar realmente da educação, mas não foi dessa vez”, disparou.

A apresentadora fez seu comentário ácido um dia após Túlio Gadêlha debochar da situação que envolve o presidente Jair Bolsonaro em seu Instagram. O deputado federal eleito por Pernambuco comentou sobre a prisão do militar encontrado com cocaína comparando a autoridade máxima do Brasil ao traficante Pablo Escobar, o chamando de BolsoNarcos, em referência à série que retrata a vida do criminoso.

(…)

Ministro da Educação viraliza após tentar fazer piada com caso #BolsoNarcos


“Inacreditável um comentário desses vindo de um ministro da Educação. E olha que todos sabem que detesto Lula e Dilma”. Tentativa de piada do ministro da Educação desagrada até conhecidos opositores das gestões petistas

ministro da educação tráfico lula dilma

Abraham Weintraub, ministro da Educação, tornou-se um dos assuntos mais comentados do Twitter após associar os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff ao transporte de drogas.

“No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”, questionou Abraham Weintraub.

O comentário do chefe da pasta da educação brasileira foi feito dois dias após a prisão no aeroporto de Sevilha (Espanha) de um sargento da Aeronáutica brasileira que transportava 39 kg de cocaína no avião da FAB. O militar estava em “missão de apoio à viagem presidencial”, segundo o Comando da Aeronáutica, quando foi detido.

O termo “ministro da educação” se tornou o mais comentado da rede social no Brasil pouco tempo após o tuíte do ministro. Ontem, as palavras “militares” e “39 kg” ficaram praticamente o dia inteiro na lista de assuntos do momento do Twitter.

A “piada” do ministro recebeu críticas de membros da oposição e também de figuras como João Amoêdo, candidato à Presidência pelo Partido Novo:

“Ministro, não tenha compromisso com o erro, peça desculpas. Vamos trabalhar pela educação e pelos brasileiros, com a postura que se espera de um ministro de Estado”, postou Amoêdo.

O comentarista Rodrigo Constantino, crítico do PT, também repudiou o ministro: “Inacreditável um tweet desses do ministro da Educação. E olha que como todos sabem eu DETESTO Lula e Dilma. Mas há que se prezar um mínimo de liturgia do cargo”.

Weintraub não é o primeiro a se posicionar sobre a prisão do sargento. Também no Twitter, o ministro da justiça Sergio Moro afirmou que a situação “é uma ínfima exceção em corporação (FAB) que prima pela honra” e que “o caso será “devidamente apurado pelas autoridades espanholas e brasileiras”.Matéria do Pragmatismo Político.

Weintraub ataca PT, Lula e Dilma por causa do aerococa, e Gleisi reage: “Moleque”


Resultado de imagem para foto do ministro da educação

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann, disse que pretende acionar na Justiça o ministro da Educação, Abraham Weintraub, pelas injúrias lançadas contra Dilma Rousseff e Lula, bem como aos próprios petistas.

“Abraham Weintraub não está à altura do cargo. Ele se comporta como um moleque. Será acionado judicialmente pelas injúrias lançadas contra Dilma Rousseff e Lula. Vamos pedir ainda à Comissão de Ética da Presidência da República que avalie a sua conduta”, disse Gleisi, através do Twitter.

O ministro da Educação tinha usado o Twitter para defender Bolsonaro no caso do tráfico internacional de cocaína flagrado pela polícia espanhola no avião da comitiva presidencial que foi ao Japão.

Resultado de imagem para foto da gleisi

Gleisi assegura que vai processar o ministro

“Tranquilizo os ‘guerreiros’ do PT e de seus acepipes: o responsável pelos 39 kg de cocaína NADA tem a ver com o Governo Bolsonaro. Ele irá para a cadeia e ninguém de nosso lado defenderá o criminoso. Vocês continuam com a exclusividade de serem amigos de traficantes como as FARC”, disse.

E tentou fazer piada, com uma frase que caracteriza injúria:

“No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?.”

A resposta ao ministro da Educação não ficará restrita à área judicial. Orlando Silva, do PC do B, também reagiu:

“Sr. Ministro, vou te convocar na Câmara dos Deputados para explicar essa tua fala. É bom levar provas para não sair de lá preso!”

É bom que tanto Gleisi quanto Orlando Silva levem adiante o plano de enquadrar esse ministro, que parece ter prazer em fazer ataques desqualificados.

Já disse a mais de uma pessoa que “comunista merece levar tiro na cabeça”. Confrontado no Congresso Nacional sobre essa declaração, tergiversou:

“Quanto à bala na cabeça, que a deputada Jandira (Feghali, do PC do B) falou, eu não tenho passagem na polícia, eu não tenho processo trabalhista – nunca tenho – minha ficha é limpíssima”.(…)”Bala na cabeça quem prega não é esse lado aqui”.

Weintraub deveria se ocupar da Educação em vez de provocar discussões públicas estranhas à área de seu ministério.

Parece proposital. É um caso policial que Weintraub tenta politizar, cumprindo a tarefa que de atiçar as hostes bolsonarista.

Se é para politizar, não se deve considerar irrelevante que o militar-traficante Marcelo Silva Rodrigues é bolsonarista de fazer arminha com a mão, como revelou Kiko Nogueira em artigo no DCM.

O traficante-militar já fez 29 viagens ao Exterior desde 2011, participando inclusive de voo com a então presidente Dilma Rousseff.

Se tivesse sido bom para o negócio do tráfico em governo passado, ele não precisaria se expor em campanha para Bolsonaro, repetindo o gesto-símbolo da arminha e repetindo o slogan “Muda Brasil, muda de verdade”. DCM.

Empresa de mineração deve gerar 440 novos empregos em Brumado e Tanhaçu


A implantação de uma unidade da MG Óxidos, no município de Brumado, gera atualmente 40 empregos diretos e 100 indiretos. O investimento foi de aproximadamente R$ 6 milhões, com a produção de 15 mil toneladas de calcário/óxidos para o mercado Siderúrgico. As obras de implantação foram visitadas por uma equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), na semana passada. O projeto é fruto de protocolo de intenções assinado com o Governo do Estado, por meio da SDE, no mês passado. “Esse investimento trouxe para Brumado, que é conhecida como a ‘Capital do Minério’, por possuir em seu subsolo variados tipos de minerais, e a Tanhaçu, que é produtor de cal, calcário e mármore, um crescimento significante na economia e geração de novos empregos na região”, afirmou João Leão, vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico. A MG Óxidos atua na produção de calcário estabilizado e customiza calcário e minério, conforme solicitação dos seus clientes. A empresa possui um pré-acordo com a Ferrovia Centro Atlântica (FCA) para a construção de um terminal logístico ferroviário, proporcionando a geração de 300 empregos durante a construção e mais 150 na operação plena do projeto.

A PF descobriu plano para matar deputada do PSOL do Rio, que agora anda escoltada


Talíria Petrone. Foto: Reprodução/Twitter

A deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) é protegida por uma escolta da Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados em Brasília desde abril. Durante a Páscoa, ela recebeu um telefonema da polícia informando sobre o esquema de segurança, que foi adotado porque a Polícia Federal (PF) do Rio de Janeiro detectou, em mensagens trocadas pela Dark Web (uma camada abaixo da Deep Web), que sua vida estava em risco.

 

Os diálogos captados pela PF eram consistentes a ponto de Talíria ter de ficar entre duas e três semanas sem voltar ao Rio, onde foi eleita para seu primeiro mandato federal no ano passado. E o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), solicitou por duas vezes ao governador do estado, Wilson Witzel, um pedido de escolta para a deputada. A resposta não veio. Tampouco ao pedido de reunião com o governador feito pela bancada federal do PSOL para tratar do assunto.

“É uma situação horrível. Ninguém em sua plena consciência gosta de viver com privações e é disso que se trata”, disse Talíria ao BuzzFeed News nesta quinta-feira (27). “Quando era vereadora, eu ia para Câmara de bicicleta. Hoje eu tenho de alugar um blindado para andar no Rio”.

(…)

Mulher é presa ao fingir ser sargento do Exército e cobrar até R$ 30 mil de vítimas


Imagem: Polícia Civil/Divulgação

 

Uma mulher de 40 anos foi presa após fingir ser sargento do Exército para aplicar golpes em Campo Grande. Segundo a polícia, ela cobrava de R$ 4 mil até R$ 30 mil para “facilitar” o suposto ingresso nas carreiras de sargento e oficiais temporários. Após três meses de investigação, os policiais chegaram inclusive a apurar que ela esteve em eventos políticos, nos quais chegou a ser recebida por um candidato a governador e até “batiam continência para ela”.

Ao G1 o Exército ressaltou que ela não faz parte do quadro de funcionários. A reportagem tentou entrar em contato com a defesa dela, mas, não conseguiu até o momento.

“Ela tinha contato pessoal com as vítimas e ia pessoalmente receber o dinheiro, alegando que já tinha pago as pessoas envolvidas. Nós encontramos vítimas que pagaram R$ 4 mil, R$ 7 mil, R$ 15 mil, R$ 18 mil e até R$ 30 mil para ela. Agora, a investigação continua porque nem todas elas compareceram na delegacia”, afirmou ao G1 o investigador do Grupo de Operações e Investigações (GOI), que há 3 meses apura a conduta da suspeita.

Com o dinheiro arrecadado, a polícia aponta que Alzira de Jesus Araújo fez uma festa para a filha e também viajou para a praia, onde inclusive passeou de lancha. “Temos fotos das redes sociais nela, que constam no inquérito de estelionato, crime no qual ela é reincidente. A mulher ainda tem um antecedente por furto”, explicou o policial.

(…)

Luisa Sonza se emociona ao falar sobre depressão de Whindersson: ‘Eu já vinha percebendo…’


A cantora revelou ainda que o marido já tinha chegado a iniciar terapia anteriormente, mas abandonava: “Típico da depressão”

[Luisa Sonza se emociona ao falar sobre depressão de Whindersson: 'Eu já vinha percebendo...']
Foto : Divulgação

Luisa Sonza participou do “Encontro com Fátima Bernardes” desta quinta-feira (27) e, logo no início do programa, falou sobre a luta contra a depressão que vem enfrentando seu marido Whindersson Nunes. Por causa da doença, o humorista chegou a cancelar compromissos profissionais para se dedicar ao tratamento.

“Eu me emociono, é difícil. Quando é uma pessoa importante você faz de tudo para ajudar. Não é um trabalho e nem uma dificuldade. É o mínimo como ser humano eu ajudar da forma que eu puder”, declarou Sonza.

A cantora contou ainda como notou que o marido não estava bem: “Eu já vinha percebendo que as coisas não estavam bem há mais ou menos um ano, e eu falava para ele para gente fazer terapia. Ele começava e parava. Isso é um sintoma típico da depressão, a pessoa não quer assumir. Até que ele viu que não estava bem e resolveu procurar ajuda, foi um alívio”.

Por fim, ela revelou como o marido está hoje: “Agora ele está muito melhor e pode se ajudar realmente, entendendo que é uma doença e que não é brincadeira”.

Em abril deste ano, Whindersson Nunes usou suas redes sociais para relevar que estava passando por uma depressão e que iria se afastar dos palcos para se dedicar ao tratamento. “Apesar de tudo de bom que vem acontecendo comigo, de tudo que já conquistei, eu me sinto há alguns anos triste”, escreveu ele no Twitter. Com informações do Metro1.

 

Câmara de Recife quer obrigar bares a auxiliar mulheres em situação de risco


Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara Municipal do Recife

Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara Municipal do Recife

 

A Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara Municipal do Recife aprovou um projeto de lei que visa coibir a violência contra a mulher diante do quadro de feminicídio que ainda ocorre na capital pernambucana. O texto aprovado, durante reunião do colegiado, visa obrigar os bares, restaurantes e casas noturnas do Recife a adotarem medidas de auxílio à mulher que se sinta em situação de risco. Fazem parte da parte da comissão a professora Ana Lúcia (PRB) e a Irmã Aimée (PSB).

O relator do projeto, o vereador Hélio Guabiraba (PRTB), explica que a matéria, caso se torne lei, pretende fazer com que o estabelecimento auxilie a mulher exposta em algum caso de violência. “O restaurante, por exemplo, deve tomar uma das seguintes medidas: ofertar o acompanhamento até o carro, outro meio de transporte ou chamar a polícia. Também devem ser afixados cartazes nos banheiros femininos ou em qualquer ambiente desses estabelecimentos informando a disponibilidade para ajudar a mulher que se encontre nessa situação”, explicou.

Resultado de imagem para foto da camara de vereadores de recife

O vereador, ao se mostrar a favor do projeto, ressaltou que em muitos casos os clientes não sabem ou não querem reagir. “Mas acreditamos que em briga de marido e mulher se mete a colher sim e, nesse caso, os estabelecimentos terão sua parcela de responsabilidade”, avisou. Ele ainda salientou que a matéria vem a somar à lei de sua autoria que visa combater os crimes contra a dignidade sexual no sistema de transporte público. A legislação, entre outros pontos, incentiva que as vítimas denunciem os casos de assédio sexual dentro dos ônibus, por exemplo.

O projeto de lei também destaca que os referidos estabelecimentos deverão treinar e capacitar seus funcionários para a aplicação das medidas previstas. O texto ainda diz que esses locais considerados ambientes de lazer devem zelar por “ações de relevância social e garantidoras de maior segurança para as mulheres que frequentam esses espaços”.

com informação do blog da folha de Recife.

Onde está o Queiroz? Assessor de Flávio Bolsonaro sumiu dos radares há exatos seis meses


Entre tantas crises expostas na cúpula do governo no primeiro semestre, muito já se viu das intenções de Bolsonaro – e até mesmo 39 quilos de cocaína no avião da comitiva presidencial apareceram. Enquanto isso, o antigo braço direito do clã segue à deriva. E fica a pergunta: O que está acontecendo com este país?

Resultado de imagem para foto do queiroz

Protagonista do primeiro grande escândalo do governo Jair Bolsonaro – que começou antes mesmo da posse presidencial -, o ex-PM Fabrício Queiroz voa há seis meses em céu de brigadeiro, bem longe dos holofotes que hoje estão focados nos 39 quilos de cocaína que o militar da Força Aérea Brasileira (FAB) traficava dentro de um avião da comitiva presidencial, estrelando a mais recentes das inúmeras crises que decolaram após a chegada do capitão da reserva ao poder.

Com ligação estreita com a milícia de Rio das Pedras – a mesma relacionada ao assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol) e do motorista Anderson Gomes -, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro deu as caras pela última vez no dia 26 de dezembro de 2018, na entrevista ensaiada para o SBT, em que “explica” a movimentação milionária detectada em suas contas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) como fruto da compra e venda de carros – os chamados “rolos”, como classificou o próprio Jair Bolsonaro.

O “cara de negócios”, como se definiu na conversa com a jornalista Débora Bergamasco – ex-IstoÉ, autora da famosa capa que chamava Dilma Rousseff de “descontrolada” e “fora de si” em 2016 – só voltou a aparecer mais uma vez depois disso: nas redes sociais em um vídeo em que aparece sambando no que seria seu pré-operatório no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Depois de sambar nas redes, Queiroz parece ter seguido o plano de voo da família Bolsonaro e sumiu do radar da mídia e da Justiça – onde o ex-patrão Flávio briga para anular o processo.

Entre tantas crises expostas na cúpula do governo no primeiro semestre, muito já se viu das intenções de Bolsonaro – e até mesmo 39 quilos de cocaína no avião da comitiva presidencial apareceram. Enquanto isso, o antigo braço direito do clã segue à deriva.

E a pergunta que norteou os primeiros dias do governo Bolsonaro persiste: Onde está o Queiroz?

Com informações da Forum.

Menina surda ouve mãe dizer ‘eu te amo’ pela primeira vez. Assista!


Foto: reprodução
Foto: reprodução

Uma menina de um ano ouviu sua mãe dizer “eu te amo” pela primeira vez. (vídeo abaixo)

A’deja Rivers é surda desde o nascimento e viveu num mundo silencioso até o dia 20 de junho, quando os minúsculos implantes cocleares foram ativados.

O momento maravilhoso foi gravado  e toda a família de A’deja que é de Arcadia, Flórida, EUA, estava lá para celebrar.

No vídeo, a garotinha de 1 ano está sentada no colo da mãe, Patricia Shaw, enquanto brinca com alguns brinquedos musicais, antes de ouvir as palavras especiais.

“Oi, eu te amo querida, eu te amo tanto”, Shaw diz à filha, que fica de olhos arregalados ao ouvir a mãe pela primeira vez.

A avó de A’deja também está no vídeo:

“A vovó ama você. A primeira vez que você pode ouvir a vovó dizer: “Eu te amo””. E ela dá um grande beijo no rosto da neta.

“A’deja teve uma grande reação”, disse Shelly Ash, coordenadora da equipe de implante coclear no Hospital Infantil Johns Hopkins em St. Petersburg, na Flórida, ao Good Morning America na quarta-feira.

“Foi um momento muito bom. Pudemos ver sua consciência em seu rosto, seus olhos se iluminando”, disse Ash.

 

Gratidão

Shaw expressou gratidão pelos implantes de A’deja, chamando a experiência de uma “completa bênção”.

“Agora ela é capaz de ouvir todo nosso amor, graças a Deus”, disse a mãe.

“Saber que ela me ouviu dizer ‘eu te amo’, e ela pode ter visto minha boca se mover, mas a primeira vez que ela me ouviu dizer isso e seus olhos se iluminaram, foi uma bênção completa.”

Música

A’deja tem sido “curiosa” e “aventureira” desde que recebeu seus implantes, disse sua mãe à loja.

“Ela quer fazer parte de tudo”, disse Shaw – acrescentando que a pequena A’deja descobriu um amor pela música e pela dança.

“Sempre que tem uma música ela fica agitada. É como um momento do tipo “Oh meu Deus”, ela acrescentou.

“Estamos todos muito gratos e agradecemos a Deus todos os dias por essa oportunidade.

Assista ao momento em que a garotinha ouve pela primeira vez:

Com informações do MSN/People

PF prende assessor de ministro por esquema de laranjas


BELO HORIZONTE – A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje, 27, Mateus Von Rondon, assessor especial do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio (PSL), em operação que investiga um suposto esquema de candidaturas laranjas pelo partido nas eleições do ano passado em Minas Gerais. Marcelo Álvaro Antonio era presidente da legenda no estado à época. A prisão ocorreu em Brasília.

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio
Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio

Foto: Valter Campanato /Agência Brasil / Estadão Conteúdo

 

Em Minas, a Polícia Federal também prendeu Roberto Silva Soares. Robertinho, como é conhecido, foi preso em Ipatinga, Região Leste de Minas Gerais. De acordo com as investigações, ele atuava como coordenador da campanha de Marcelo Álvaro a deputado federal.

A operação foi batizada de Sufrágio Ostentação. As candidaturas laranja teriam sido de mulheres. O objetivo, ainda segundo as investigações, seria o de acessar fundos eleitorais e utilizar os recursos para pagamento de despesas de outras candidaturas.

NO JAPÃO

Em Osaka, no Japão, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, disse não ter conhecimento da operação. Segundo ele, o presidente Jair Bolsonaro também não deve ter recebido informação sobre o assunto até o momento. “Nem sabia. Foi agora? (Bolsonaro) Nem sabe, garanto que ele não sabe”, disse.

O ministro falou com jornalistas por volta das 21h em Osaka, no Japão – 9h no horário de Brasília -, quando Bolsonaro já havia subido de volta de um jantar para o quarto do hotel onde está hospedado para os compromissos do encontro do G-20. / COLABORARAM BEATRIZ BULLA E CÉLIA FROUFE, ENVIADAS ESPECIAIS A OSAKA, JAPÃO.

Com informações do Terra.

PEDRO BIAL ENTREVISTA PASTOR DE EDUARDO BOLSONARO E PERDE LIDERANÇA DE AUDIÊNCIA PARA SBT


Na última terça-feira (25), o Cine Espetacular tirou a liderança de audiência do Conversa com Bial com o filme Minha Super Ex-Namorada. Apresentado por Pedro Bial, o programa apresentou baixo desempenho na Grande São Paulo ao apostar em uma entrevista com o pastor Pedrão, que celebrou o casamento de Eduardo Bolsonaro.

Segundo dados divulgados pelo SBT, a sua sessão de filmes registrou média de 9,1 pontos, share de 22,4% e pico de 11 pontos na faixa das 23h35 à 01h09. Já a atração da Globo figurou vice-liderança com média de 8,9 pontos. A Record TV ficou com a medalha de bronze com 5,2 pontos de média. Com informações do UOL.

(…)