União Brasil pode abandonar terceira via e lançar chapa “puro-sangue” com Moro e Bivar


www.brasil247.com - Sergio Moro e Luciano Bivar

A sinalização do União Brasil de que vai deixar as negociações com outros partidos da terceira via está ligada a seu de disputar a eleição presidencial por meio de uma candidatura própria, tendo o ex-juiz Sergio Moro, declarado suspeito e parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lava Jato, como cabeça de chapa e o presidente da legenda, Luciano Bivar, como candidato a vice-presidente.

No photo description available.

Em entrevista à CNN Brasil, Bivar  – que até o momento é o pré-candidato da legenda para disputar o Palácio do Planalto – afirmou que caso não haja um acordo sobre uma candidatura única, o plano de uma chapa “puro-sangue” ganha força, já que a legenda possui recursos robustos para segurar uma campanha presidencial e pelo fato de, segundo integrantes do partido, ter conquistado “capital político” com o ingresso de Moro nos quadros da sigla.

May be an image of food and text that says 'EM MARACÁS, CENTER PÂES Center & DOCES MANAAIM. Só aqui você encontra: bolos, tortas, salgados e frios com a Pães & Doces melhor qualidade da cidade. Não fique de fora dessa!!!. Um ambiente agradável e aconchegante para você e sua família Delicia é comer aqui! Conheça Ο nosso restaurante. Manaaim කදහය 國周り国館 Av. Brasília, N°1011, Maracás-Ba. Fone: (73)3533-3639'

De acordo com a jornalista Ana Flor, do G1, as discussões em torno da saída do União Brasil das negociações com outros partidos da terceira via foram alvo de uma reunião, realizada na terça-feira (26), que contou com a presença de Bruno Araújo, presidente do PSDB, Baleia Rossi, presidente do MDB, e Antonio Rueda, vice-presidente do União Brasil.

Do 247

No photo description available.

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

ONU reconhece que Moro foi parcial e dá vitória para Lula com 6 anos de atraso


O Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) concluiu que o ex-juiz Sergio Moro foi parcial em seus julgamentos dos processos contra o ex-presidente Lula (PT) nos processos da operação Lava Jato. O comitê de Genebra levou seis anos para a conclusão da análise.

Além disso, o Comitê da ONU também entendeu que os direitos políticos do ex-presidente Lula foram violados na eleição de 2018. 

O resultado surge após seis anos de análise do caso em Genebra. A decisão é legal e vinculante e, com o Brasil tendo ratificado os tratados internacionais, o Estado tem a obrigação de seguir a recomendação.

A defesa de Lula e o governo Bolsonaro já foram notificados da decisão.

A queixa foi apresentada em 2016 pela defesa do ex-presidente onde argumenta que o processo contra Lula não foi imparcial e que o então juiz Sergio Moro atuou de forma irregular, o que fere o pacto internacional de Direitos Humanos do qual o Brasil é signatário.

Mesmo com as decisões do STF, a defesa do ex-presidente decidiu por manter processo

O Comitê é o espaço da ONU para analisar e supervisionar o cumprimento do Pacto Internacional de Direitos Civis e Político, o qual é assinado pelo Brasil.

Ainda que o órgão não tenha meios para exigir que um Estado cumpra suas decisões, uma condenação é considerada como uma “obrigação legal” se o país denunciado ratificou os tratados que criaram o mecanismo.

May be an image of outdoors and text that says 'MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!'

 

Análise do processo

As equipes legais da ONU, em outubro de 2016, aceitaram dar início ao exame. Para que uma queixa seja aceita, a entidade em Genebra precisa concluir que o sistema judicial brasileiro não tem a capacidade ou garantias suficientes de independência para tratá-lo.

Em agosto de 2018 o Comitê de Direitos Humanos da ONU deu a primeira vitória para Lula: o órgão concedeu medidas cautelares e solicitou às autoridades brasileiras que mantivessem os direitos políticos do ex-presidente até que o seu caso fosse avaliado pelo Supremo Tribunal Federal e que o mérito fosse tratado em Genebra.

No entanto, a decisão do Comitê foi ignorada pelo Brasil, o que levou o órgão a considerar essa recusa em aceitar a decisão em sua decisão final.

De acordo com informações do UOL, o Comitê indica que concluiu tanto a avaliação sobre a admissibilidade do caso como a questão do mérito. Porém, a decisão cabe aos 18 peritos do órgão, que se reúnem em maio de 2022 e quando deve ser proferida uma decisão final sobre o caso.

Do Fórum

May be an image of food and text that says 'Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! Massa Fina ิตรรต ino Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você.'

Cavalo consola cuidadora triste que estava se divorciando. Vídeo


Imagem de capa para Cavalo consola cuidadora triste que estava se divorciando. Vídeo
O cavalo Shiner de 4 anos consola sua cuidadora Shania que estava se divorciando Foto: reprodução Instagram

O vídeo de um cavalo consolando sua cuidadora, que estava triste, está conquistando a internet. Nas cenas, dá para ver a mulher chateada chorando.  E o animal vai se aproximando dela, num gesto de compreensão e a protege com seu carinho.

De acordo com Pubity, que compartilhou o vídeo viral no Instagram, o cavalo marrom de quatro anos chamado Shiner foi flagrado confortando a sua cuidadora Shania, que passava por um momento de divórcio.

No photo description available.

“Eu estava em processo de divórcio e estava me mudando naquele dia […] Eu apenas estava me escondendo das minhas emoções e meu cavalo Shiner, sentiu isso. Ele sentiu minha dor e apenas me puxou em seu peito para me deixar chorar e me tranquilizou com seus empurrões”, contou Shania

As cenas foram possíveis de gravar porque a cuidadora dos cavalos sempre mantem a câmera ligada, para mostrar suas interações com os animais.

May be an image of food and text that says 'EM MARACÁS, CENTER PÂES Center & DOCES MANAAIM. Só aqui você encontra: bolos, tortas, salgados e frios com a Pães & Doces melhor qualidade da cidade. Não fique de fora dessa!!!. Um ambiente agradável e aconchegante para você e sua família Delicia é comer aqui! Conheça Ο nosso restaurante. Manaaim කදහය 國周り国館 Av. Brasília, N°1011, Maracás-Ba. Fone: (73)3533-3639'

“Sempre coloco minha câmera quando interajo com meus cavalos”, disse Shania.

A postagem da criadora e tutora mostra como é puro o amor dos animais, em especial dos cavalos.

Assim que ‘pressente’ que algo não está bem, o animal começa a acariciar as costas da Shania e aos poucos vai puxando a tutora para perto do coração dele.

A cena é incrível e compartilhamos no nosso Instagram @sonoticiaboaoficial .

Assista:

Da Só Notícia Boa.

Esquemão dos robôs: TCU suspende kits de R$ 35 milhões fornecidos por amigo de Lira


As obscuras emendas do relator defendidas pelo presidente da Câmara, que segue em silêncio em relação ao autoritarismo de Bolsonaro, pagariam fortunas por bugigangas destinadas a escolas de pequenas cidades de Alagoas.

Escrito en POLÍTICA el 

Parece que os robôs que interessam ao governo extremista de Jair Bolsonaro e aos seus aliados não são apenas os perfis fakes que interagem e aplaudem o presidente nas redes sociais. O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nesta segunda-feira (25) que o Palácio do Planalto suspenda o repasse de R$ 35 milhões destinados à aquisição de kits de robótica para escolas de pequenos municípios pobres e sem qualquer infraestrutura dos estados de Alagoas e de Pernambuco.

No photo description available.

O motivo para o bloqueio nos pagamentos é bem simples. O dono da empresa que vende as caixas com pecinhas para montar robôs destinadas a instituições de ensino que sequer têm internet (e algumas não têm descarga nos vasos sanitários dos banheiros) é pai de um amigo do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). O dinheiro é oriundo das obscuras e famigeradas emendas do relator, defendidas com unhas e dentes pelo próprio Lira, e o material está superfaturado, com preços muito acima dos de mercado e até de concorrentes importados, em algumas situações 420% mais caros.

No photo description available.

Edmundo Catunda, dono da empresa Megalic, que fornece os kits de robótica e tem sede em Maceió (AL), é pai do vereador João Catunda (PP), da capital alagoana, notório amigo íntimo de Lira, o homem que como presidente da Câmara Federal simplesmente ignora todas as estrepolias autoritárias de Jair Bolsonaro e segue apoiando seus desmandos.

A história se torna ainda mais absurda quando a verba destinada aos tais kits de montar robôs é comparada com outros gastos. As emendas destinadas para construção de creches em Alagoas, por exemplo, foram de R$ 30 milhões, inferiores ao aporte para compra das caixinhas fornecidas pelo amigo de Lira. A destinação dos recursos é efetivada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

May be an image of food and text that says 'Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! Massa Fina ิตรรต ino Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você.'

Os oito municípios “contemplados” com os kits (União dos Palmares, Canapi, Santana do Mundaú, Branquinha, Barra de Santo Antônio, Maravilha, Flexeiras e Joaquim Gomes) enfrentam precariedade em várias áreas. Em alguns deles não sequer água encanada, nem nos banheiros. Há escolas que receberam kits, também em situação precária, em três cidades de Pernambuco, todas governadas por aliados do deputado federal mais poderoso de Brasília.

O que chama a atenção, igualmente, é a velocidade com que o dinheiro é liberado pelo governo Bolsonaro aos parceiros de Lira, que não abre um só processo de impeachment contra o presidente, das centenas que já chegaram à sua mesa.. Em poucas semanas, ou meses, os valores são transferidos para as prefeituras, que então realizam o negócio com a Megalic. Em contrapartida, o FNDE trava a liberação de recursos para administrações municipais das cinco regiões do Brasil, deixando de repassar aproximadamente R$ 434 milhões. Em muitos casos, como na cidade de Umuarama (PR), que sofre com um grave déficit de vagas para crianças de até três anos, há escolas com obras paralisadas há sete anos.

Da Fórum.

Indulto de Bolsonaro não tira inelegibilidade de Silveira: assegura Alexandre Moraes


De acordo a matéria que cirlula na Revista Fórum e outras fontes, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira (26) que a “graça constitucional” concedida por Jair Bolsonaro (PL) a Daniel Silveira (PTB-RJ) não tira a inelegibilidade do deputado, que faz campanha para o Senado Federal.

“Ressalte-se, ainda, que, dentre os efeitos não alcançados por qualquer decreto de indulto está a inelegibilidade decorrente de condenação criminal em decisão proferida por órgão judicial colegiado”, escreveu.

No photo description available.

A decisão é a primeira resposta do Judiciário ao indulto concedido por Bolsonaro menos de 24 horas após a corte sentenciar o parlamentar a 8 anos e 9 meses de prisão.

A corte ainda terá que decidir um recurso de Arthur Lira (PP-AL), que quer que a cassação do mandato do bolsonarista seja decidido pela Câmara.

Além da decisão sobre a inelegibilidade, Moraes ainda deu 48 horas para que defesa de Silveira, que teria retirado a tornozeleira eletrônica, se manifeste sobre descumprimento de medidas cautelares.

No photo description available.

Análise pelo STF

O ministro também determinou que o indulto concedido por Bolsonaro seja incluído no processo em que Silveira é réu.

“Apesar de o indulto ser ato discricionário e privativo do chefe do poder Executivo, a quem compete definir os requisitos e a extensão desse verdadeiro ato de clemência constitucional, a partir de critérios de conveniência e oportunidade, não constitui ato imune ao absoluto respeito à Constituição Federal e é, excepcionalmente, passível de controle jurisdicional, pois o Poder Judiciário tem o dever de analisar se as normas contidas no decreto de indulto, no exercício do caráter discricionário do presidente da República estão vinculadas ao império constitucional”, sentenciou.

Ministros do STF “miram” sinal de golpe com afronta de Bolsonaro


Em silêncio em frente às câmeras, nos bastidores os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já falam na possibilidade de um golpe diante dos novos ataques de Jair Bolsonaro (PL) – e de militares de seu governo – ao judiciário.

May be an image of outdoors and text that says 'MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!'

Na noite desta segunda-feira (25), Rosa Weber abriu prazo de 10 dias para Bolsonaro explicar indulto a Daniel Silveira (PTB-RJ). Neste período, os ministros – exceto Nunes Marques e André Mendonça – devem desenvolver uma estratégia para lidar com os arroubos autoritários crescentes do presidente, que agora conta com a anuência dos militares no governo.

Em entrevista a Mônica Bergamo, um dos ministros disse que com o indulto Bolsonaro “deixou claro que não vai largar a rapadura com facilidade”, em referência a uma possível derrota nas urnas.

May be an image of outdoors and text that says 'Tudo para a sua MADEIREIRA EIRAJK construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944'

A estratégia é exatamente essa. Com a aproximação das eleições e sem armamento para reverter os altos índices de rejeição – em torno de 60% -, o que dá a Lula a possibilidade cada vez maior da vitória, Bolsonaro busca sustentação militar para sua tese de fraude nas urnas eletrônicas.

Não é à toa que os últimos ataques do Bolsonaro foram desferidos justamente contra Luis Roberto Barroso e Edson Fachin, ex e atual presidentes do TSE.

Outro alvo constante é Alexandre de Moraes, que vai assumir o comando da corte eleitoral em agosto e será responsável pela condução da disputa presidencial.

Fonte Revista Fórum

Bolsonaristas se revoltam com voto de André Mendonça contra Daniel Silveira


Parlamentares bolsonaristas que defenderam a indicação do ministro ao STF foram às redes manifestar sua decepção

Acabou o amor. André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para ser seu ministro “terrivelmente evangélico” no Supremo Tribunal Federal (STF), irritou apoiadores e parlamentares aliados do mandatário por ter votado a favor da condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) em julgamento realizado nesta quarta-feira (20).

Mendonça evitou acompanhar integralmente o voto do relator Alexandre de Moraes, mas foi favorável à condenação de Silveira por crime de coação – o que já renderia ao deputado uma pena de 1 ano e 9 meses de prisão e a consequente perda do mandato parlamentar. Os demais ministros, com exceção de Kassio Nunes Marques (também indicado por Bolsonaro), votaram pela condenação do deputado por coação e por atentar contra o Estado Democrático de Direito, o que garantiu uma pena final de 8 anos e 9 meses de detenção.

“Quem diria que Kassio Nunes acertaria e André Mendonça erraria tanto”, escreveu a deputada Carla Zambelli (PL-SP).

“Terrivelmente decepcionante!”, tuitou o deputado Carlos Jordy (PL-RJ). “Terrivelmente chateada e decepcionada”, disse Soraya Manato (PTB-ES). “Estou TERRIVELMENTE DESAPONTADO!”, escreveu Marco Feliciano (PL-SP), da Bancada Evangélica.

Uma postagem que ganhou grande repercussão nas redes bolsonaristas acusou o magistrado de “terrivelmente traidor”.

Durante o julgamento, o ministro Dias Toffoli elogiou a postura de Mendonça. “Todos nós sabemos que sua excelência sofreu pressões”, disse.

Fonte Revista Fórum

Fernando Horta: STF preservou Bolsonaro e puniu o “ajudante de ordens do fascista”


Do Brasil 247

www.brasil247.com - Fernando Horta e Jair Bolsonaro

O historiador Fernando Horta apontou certa hipocrisia na decisão do Supremo Tribunal Federal, que preserva Jair Bolsonaro, mas condena seu “ajudante de ordens” Daniel Silveira à prisão. Segundo ele, é uma ilusão acreditar que as instituições estão funcionando no Brasil. Confira:

A liberdade de expressão protege opiniões contrárias, jocosas, satíricas ou errôneas, mas não opiniões criminosas, discurso de ódio, atentados contra o Estado democrático de Direito e a democracia. E a imunidade parlamentar só é aplicável quando as manifestações têm conexão com a atividade legislativa ou são proferidas em razão desta, não podendo ser usada como escudo para atividades ilícitas.

Com esse entendimento, o Plenário do Supremo Tribunal Federal, por 9 votos a 2, condenou, nesta quarta-feira (20/4), o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) a oito anos e nove meses de reclusão, em regime inicial fechado, e multa de R$ 192,5 mil, corrigida monetariamente.

May be an image of outdoors and text that says 'Tudo para a sua MADEIREIRA EIRAJK construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944'

Com isso, o STF determinou a perda do mandato de deputado federal de Silveira e a suspensão de seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos da condenação. Dessa maneira, se a decisão for mantida após o julgamento de eventuais embargos de declaração e transitar em julgado, ele não poderá se candidatar nas eleições de outubro, com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/2010).

A corte entendeu que Silveira praticou os crimes de coação no curso do processo (artigo 344 do Código Penal) e tentativa de impedir o livre exercício dos poderes da União (artigo 23 da Lei de Segurança Nacional — Lei 7.170/1973). Os ministros o absolveram da acusação de incitação à animosidade entre as Forças Armadas e o Supremo (artigo 286, parágrafo único, do Código Penal).

Entre outras manifestações, o parlamentar defendeu o retorno do Ato Institucional nº 5, instrumento da ditadura militar, para promover a cassação de ministros do STF, com referências aos militares e aos ministros, visando a promover uma “ruptura institucional”. Ele também incitou a população, por meio de suas redes sociais, a invadir o Supremo.

Prevaleceu o voto do relator, ministro Alexandre de Moraes, seguido integralmente pelos ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Luiz Fux.

Só não seguiram integralmente Alexandre os dois ministros indicados pelo presidente Jair Bolsonaro, André Mendonça e Nunes Marques. Mendonça votou para condenar Silveira à pena de dois anos e quatro meses de reclusão, além de multa de R$ 91 mil.

Já Nunes Marques entendeu que as declarações estão protegidas pela imunidade parlamentar e votou pela absolvição do deputado.

Ameaças ao Supremo

Relator, Alexandre de Moraes votou para absolver Daniel Silveira de incitação à animosidade entre as Forças Armadas e o Supremo. Isso porque a pena para o crime previsto no artigo 23, II, da Lei de Segurança Nacional foi atenuada pelo novo artigo 286, parágrafo único, do Código Penal, inserido pela Lei 14.197/2021. E a lei penal deve retroagir para beneficiar o réu.

No photo description available.

No entanto, Alexandre entendeu que o delito de tentativa de impedir o livre exercício dos poderes da União, anteriormente previsto pelo artigo 18 da Lei de Segurança Nacional, foi encampado pelo artigo 359-L do Código Penal (atentado ao Estado democrático de Direito). No entanto, como a nova pena é mais dura, deve se aplicar a penalidade prevista na Lei de Segurança Nacional, segundo o relator.

De acordo com ele, a Constituição Federal garante a liberdade de expressão exercida com responsabilidade. Portanto, não pode ser usada para manifestações contrárias às cláusulas pétreas e aos três poderes.

“A liberdade de expressão existe para a manifestação de opiniões contrárias, jocosas, satíricas ou errôneas, mas não para opiniões criminosas, para discurso de ódio, para atentados contra o Estado democrático de Direito e a democracia”, disse Alexandre.

Ele também ressaltou que o Supremo já decidiu que a imunidade parlamentar só protege manifestações relacionadas à atividade legislativa ou proferidas em razão desta (Ação Penal 474). Assim, tal garantia “não pode ser usada como escudo para atividades ilícitas”, declarou ele.

No photo description available.

As frases de Silveira em vídeo configuram graves ameaças ao Judiciário e a seus integrantes, ressaltou Alexandre de Moraes.

“No vídeo intitulado ‘Na ditadura você é livre, na democracia você é preso’, o réu [Silveira] começa me chamando de advogado do PCC. Escudando-se no que, de uma forma absurda, pretende ser liberdade de pensamento — o que me lembra a frase de Albert Einstein sobre a infinita estupidez humana [“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta”] —, passa o réu a instigar o povo a entrar no STF, me agarrar pelo colarinho e me jogar em uma lixeira”, citou o magistrado.

Para o relator, as declarações do deputado sobre agredir, destituir e prender ministros e extinguir o Supremo e a Justiça Eleitoral nada têm de jocosas, como alegou o parlamentar. “Trata-se de severa tentativa de intimidação dos membros da Corte. Sem um Judiciário independente e autônomo, não existe Estado democrático de Direito. E sem Estado democrático de Direito não existe democracia”.

Alexandre também ressaltou que Silveira cometeu o delito de coação no curso do processo, pois ele ameaçou ministros enquanto investigado no inquérito das fake news. E repetiu as ameaças e ofensas inclusive nesta quarta, quando afirmou que o ministro era um “marginal”.

No photo description available.

O ministro entendeu que há quatro circunstâncias desfavoráveis ao deputado: culpabilidade (usar o cargo de parlamentar como escudo para crimes e descumprir decisões judiciais), conduta social (representante do povo eleito democraticamente não pode atentar contra a própria democracia), circunstâncias do crime (ter sido praticado na internet, o que multiplica seu alcance) e motivo para o delito (gerar polêmica e se reeleger).

Dessa maneira, fixou a pena final de Daniel Silveira em oito anos e nove meses de reclusão, em regime inicial fechado, e multa de R$ 192,5 mil, corrigidos monetariamente.

Além disso, determinou a perda do mandato de deputado federal de Silveira e a suspensão de seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos da condenação. Dessa maneira, ele não poderá se candidatar nas eleições de outubro, com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/2010).

No photo description available.

Preservação da democracia

Edson Fachin disse que há provas suficientes de que Daniel Silveira praticou crimes em suas declarações. Rosa Weber avaliou que as falas buscam minar a existência do Judiciário e do STF, o “último refúgio de tutela das liberdades públicas”. Já Ricardo Lewandowski opinou que as afirmações extrapolam a imunidade parlamentar.

Luís Roberto Barroso destacou que a liberdade de expressão não é um direito absoluto e que a imunidade parlamentar não é salvo-conduto para crimes. Caso contrário, o Congresso Nacional poderia ser transformado em “reduto de criminosos”.

“Quem pensa que isso foi exercício legitimo da liberdade de expressão deveria juntar a família na sala, passar os pavorosos vídeos e, em seguida, dizer ‘esse é o país que nós queremos’, ‘nós consideramos isso normal’, e ‘vocês podem seguir esse caminho, sem que haja nenhuma consequência'”, declarou Barroso.

O ministro lembrou do histórico de Silveira, que foi expulso da Polícia Militar do Rio de Janeiro e confrontou a Justiça diversas vezes. “O vídeo é de perder a fé na condição humana. A grosseria, a baixeza não podem nem devem fazer parte da vida normal. Não podemos naturalizar a barbárie”, disse Barroso.

Dias Toffoli afirmou que, em seus 13 anos no STF, esse é o julgamento mais importante de sua carreira. Afinal, a corte está julgando a defesa da democracia do país.

Nessa mesma linha, Cármen Lúcia apontou que a discussão versa sobre o Estado democrático de Direito. E, de acordo com ela, as incitações feitas por Silveira poderiam resultar em situações sociais caóticas.

Não há como argumentar que as declarações do deputado estão protegidas pela liberdade de expressão, avaliou Gilmar Mendes. “O intuito do parlamentar é o de provocar um tipo de agressão, de constrangimento à Corte e às instituições”.

Por sua vez, Luiz Fux, presidente do STF, opinou que as expressões usadas por Silveira seriam caracterizadas, em qualquer país do mundo, como “anarquia criminosa”.

Votos divergentes

Revisor do caso, Nunes Marques votou pela absolvição de Daniel Silveira. Em sua visão, as declarações do deputado são lamentáveis, mas estão protegidas pela liberdade de expressão. O ministro também entendeu que não houve coação no curso do processo, pois as ameaças de Silveira são “bravatas”, “incapazes de intimidar quem quer que seja”.

Já André Mendonça votou pela absolvição de Silveira do crime de tentativa de impedir o livre exercício dos poderes da União. Para ele, o delito previsto pelo 359-L do Código Penal (atentado ao Estado democrático de Direito) é diferente ao anteriormente previsto pelo artigo 18 da Lei de Segurança Nacional.

Assim, Mendonça avaliou que o parlamentar cometeu apenas o crime de coação no curso do processo. Por isso, votou para condená-lo a dois anos e quatro meses de reclusão, em regime aberto, com multa de R$ 91 mil.

Defesa do deputado

Em sustentação oral, o advogado Paulo César Rodrigues de Faria defendeu a inocência de Daniel Silveira, alegando a existência de irregularidades durante o andamento da ação penal. Segundo o advogado, não é cabível a prisão preventiva de parlamentares.

Além disso, Faria argumentou que era preciso haver comunicação prévia da prisão do parlamentar, de até 24 horas, à Câmara dos Deputados para deliberação de medidas. De acordo com o advogado, a informação ocorreu somente três dias após o fato, quando Silveira já estava preso, e a casa legislativa tem instrumentos necessários para punir seus integrantes, inclusive com a cassação de mandatos.

Para a defesa, houve também desrespeito à imparcialidade do juiz, pois o STF não pode ser, ao mesmo tempo, acusador, vítima e julgador. Na visão do advogado, diante da suposta prática de crime contra a honra, o caminho seria o ajuizamento de ação penal privada por representação.

Pedido de condenação

Já a Procuradoria-Geral da República pediu a condenação de Daniel Silveira pelos crimes de coação no curso do processo e atentado ao Estado democrático de Direito (artigos 344 e 359-L do Código Penal). Segundo a vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, o discurso que incentiva e instiga a violência não está amparado pela Constituição Federal.

Para a procuradora, Silveira, por meio de suas redes sociais, usou mensagens depreciativas e linguagem repugnante capazes de pôr em perigo a paz pública, colocou em xeque a existência do Poder Judiciário e atacou o direito de personalidade de um dos ministros, mediante grave ameaça à sua integridade física.

A PGR entende que as condutas praticadas pelo parlamentar preenchem os elementos objetivos do crime de coação ao processo, na medida em que atingiram a Justiça como instituição e como função, e de atentado à soberania, pois tentaram impedir o exercício dos poderes constitucionais. A seu ver, as ações tinham o objetivo de constranger os ministros do STF a não praticarem atos legítimos, compreendidos nas suas funções.

Ainda na avaliação da vice-procuradora, o discurso de apoio à intervenção militar, a lembrança de eventos como os ataques com explosivos à sede do STF e as várias ameaças dirigidas aos magistrados nos vídeos divulgados por Silveira são indicativos de risco à segurança de um órgão de Estado. Com informações da assessoria de imprensa do STF.

AJUDE AO CAFÉ COM LEITE SE MANTER NO AR. (PIX 04047405000136)

 

Brasileiro é recorde mundial por trabalhar na mesma empresa há 84 anos


Imagem de capa para Brasileiro é recorde mundial por trabalhar na mesma empresa há 84 anos
Seu Walter bateu recorde mundial e mostra orgulhoso o certificado que recebeu do Guinnes Book – Foto: arquivo pessoal

O brasileiro Walter Orthmann, de 100 anos, mais uma vez foi citado no Guinness Book por um recorde mundial bastante inusitado: ele é o funcionário mais antigo da fábrica de tecidos RenauxView, em Santa Catarina, onde trabalha há 84 anos.

Esta é a terceira vez que Walter é reconhecido com o mesmo título. Ele recebeu o primeiro certificado do recorde em 2008 e depois em 2018.

Como ele consegue se manter ativo até essa idade? Seu Walter explica: “Precisa manter a cabeça boa, a mente em dia. E é assim que eu consigo, trabalhando”, completa.

Ele credita ao trabalho o fato de ainda estar vivo, e motivado, para levantar da cama todos os dias.

“Se você não tem um motivo, você vai ficar dormindo. Infelizmente, todos os meus amigos que se aposentaram e pararam de trabalhar já morreram. É o trabalho que nos mantém vivos”, afirma.

May be an image of food and text that says 'EM MARACÁS, CENTER PÂES Center & DOCES MANAAIM. Só aqui você encontra: bolos, tortas, salgados e frios com a Pães & Doces melhor qualidade da cidade. Não fique de fora dessa!!!. Um ambiente agradável e aconchegante para você e sua família Delicia é comer aqui! Conheça Ο nosso restaurante. Manaaim කදහය 國周り国館 Av. Brasília, N°1011, Maracás-Ba. Fone: (73)3533-3639'

Contratado em 1938

O idoso foi contratado pela RenauxView em 1938, cinco anos antes de a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) ser aprovada.

Ele começou como auxiliar de expedição, aos 15 anos. Depois, foi promovido a office-boy, assistente administrativo e gerente de vendas, função que exerce até hoje.

Seu Walter lembra que, na mesma empresa, recebeu o salário em nove moedas. O único momento em que se sentiu um pouco inseguro foi em 2006, com a mudança na diretoria da instituição.

No photo description available.

Medo de demissão

Com 68 anos de casa, achou que poderia ser dispensado, afinal, “não iriam querer uma pessoa velha na equipe”.

Só que logo veio a surpresa: o novo presidente, Armando Hess Souza, decidiu renovar o contrato de Walter por mais 15 anos.

“Em 2021, venceram os 15 anos e, para nossa alegria, seu Walter continua sendo um profissional de destaque”, disse Armando.

Ao longo dos 84 anos de trabalho, Walter viu muita coisa mudar na empresa, no país e no mundo. No entanto, ele explica que se adaptou facilmente em todas as mudanças.

“Hoje em dia tudo é mais rápido. Antigamente, precisava de muito tempo para resolver as coisas. Agora, em dois minutos tudo se resolve”, afirma.

May be an image of outdoors and text that says 'MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!'

Orgulho da empresa

Walter conta orgulhoso que é muito valorizado na empresa e que se tornou uma referência para outros funcionários.

Ao longo dos 100 anos de vida, e 84 de RenauxView, recebeu diversas homenagens das mais variadas entidades.

Do Corpo de Bombeiros Militar de Brusque ao Tribunal Superior de Trabalho, todos reconhecem o feito extraordinário de seu Walter.

De acordo com o Guiness, a mais longa carreira na história foi de Susan OHagan, em Lisburn, na Irlanda do Norte. Ela trabalhou com serviços domésticos por 97 anos, dos 10 aos 107, de 1812 a 1909, quando morreu.

Aos 100 anos, ele conta que é o trabalho que o mantém vivo - Foto: arquivo pessoal

Aos 100 anos, ele conta que é o trabalho que o mantém vivo – Foto: arquivo pessoal

O idoso hoje tem cargo de gerente de vendas - Foto: arquivo pessoal

O idoso hoje tem cargo de gerente de vendas – Foto: arquivo pessoal

Com informações de R7

 

EMISSÁRIOS DE LULA SONDAM EXÉRCITO SOBRE REAÇÃO A POSSÍVEL VITÓRIA


Lula e exército
Lula, como comandante supremo do Exército

Pessoas próximas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva têm conversado com generais da cúpula do Exército para saber se o ex-presidente conseguirá tomar posse do cargo se vencer as eleições contra o presidente Jair Bolsonaro. Os militares deixam claro que o vencedor assumirá o comando do Palácio do Planalto. A informação é do Estadão.

No photo description available.

O petista colocou Nelson Jobim, ex-ministro da Defesa e da Justiça, para conversar com membros das Forças Armadas. “A impressão que fico, nessas conversas, é a de que as Forças Armadas são totalmente legalistas”, explicou ao Estadão.

Na última terça-feira (19), Bolsonaro participou de um evento em que comemorava o Dia do Exército. O chefe do executivo federal declarou que as Forças Armadas “não dão recados” e “sabem o que é melhor para o povo”. Inclusive, elogiou Luís Roberto Barroso, ex-presidente do TSE.

No photo description available.

O discurso golpista do presidente da República acendeu o sinal de alerta entre os políticos, do mercado e membros do poder judicial. Há um grande temor sobre a reação dos bolsonaristas mais radicais que fazem parte das Forças Armadas e também da polícia militar caso Bolsonaro não vença as eleições.

May be an image of food and text that says 'Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! Massa Fina ิตรรต ino Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você.'

Emissário de Lula tentou unir PT e PSDB

Diante de toda essa situação, Jobi segue trabalhando a favor de Lula. No ano passado, ele reuniu o ex-presidente com Fernando Henrique Cardoso numa tentativa de unir PT e PSDB. Não obteve êxito.

Antes das eleições de 2018, defendeu a tese da união entre tucanos e petistas. Isto porque tinha muita preocupação que um “Donald Trump caboclo” fosse eleito presidente da República. No fim, acabou acertando, já que Bolsonaro é um discípulo do ex-presidente dos EUA.

Fonte DCM.

Anitta descobriu que estava sendo usada por “fulaninho”


O recado, claro, era para Bolsonaro. Ainda assim, ele escreveu no post:

Anitta e Jair Bolsonaro

Algumas pessoas podem ter achado estranho. Anitta, que se apresentou no festival Coachella com as cores do Brasil, postou, ontem, nas suas redes sociais:

“A bandeira do Brasil e as cores do Brasil pertencem aos brasileiros. Representam o BRASIL em GERAL. NINGUÉM pode se apropriar do significado das cores da bandeira do nosso país”.

O recado, claro, era para Bolsonaro. Ainda assim, ele escreveu no post: “Concordo com a Anitta”. Mas ela retrucou: “Ah, garoto, vai procurar o que fazer, vai”.

E bloqueou o presidente da República.

May be an image of text that says 'Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! MassaFin Massa F Massa ina Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você.'

“Meti logo um block”, escreveu a cantora “pra esses adms. dele não ficarem usando minhas redes sociais pra ganhar buzz na internet”.

Ela percebeu que “eles estão com uma equipe de redes sociais mais jovem e descolada pra justamente passar essa imagem dele. Fazer o público esquecer as merdas com piadas e memes na internet que faça o jovem achar que ele é um cara maneiro, boa praça, então nesse momento qualquer manifestação contra ele por meio dos artistas vai ser revertida em forma de deboche pelas mídias sociais dele. Assim o artista vira o chato mimizento e ele o cara bacana que leva tudo numa boa”.

No photo description available.

Assumindo, de forma surpreendente, o papel de marqueteira da oposição, ela diz que a estratégia “do lado oposto” deve ser citar o nome dele o menos possível e trocar o “fora fulaninho” para alguma coisa como “muda Brasil”.

“Vocês não me verão falando ‘fora fulaninho’ até as eleições acabarem. E sugiro a quem for contra ele fazer o mesmo”.

Ela mandou essa mensagem para seus 60 milhões de seguidores. “Fulaninho” tem 41,9 milhões.

Fonte 247

No photo description available.

Ciro e seus ataques: Desta vez foi o PSOL, PC do B e a CUT. O povo quer saber para quem ele trabalha


Enquanto o Ciro chama toda a esquerda de doente, sem palavras, ele está elogiando a direita e deixando bem claro para quem ele trabalha, uma vez que nem patinar mais ele consegue. Até uma criança de 10 anos, ouvindo as palavras do Ciro, desde a campanha de 2018, vai entender o grau de desequilíbrio que ele tem. Mas enfim, para quem o Ciro trabalha mesmo com tanta porrada no PT, se o principal candidato rival do PT não é  ele? Se aliou por baixo do pano? É isso?

www.brasil247.com - Ciro Gomes

Na noite desta terça-feira, 19, o pré-candidato a presidência pelo PDT, Ciro Gomes, usou a transmissão da live nas suas redes sociais para fazer duros ataques contra o PSOL, PC do B e a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Mas antes disso, o pedetista acusou o ex-presidente Lula (PT) de destruir a indústria brasileira durante os governos do PT. “O Lula destruiu a indústria do Brasil. O Brasil tinha um terço da sua riqueza tirado da indústria que dar os melhores empregos, que paga os melhores salários”.

May be an image of outdoors and text that says 'MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!'

Em seguida, o ex-ministro chamou atenção da CUT por supostamente concordar com o desmonte.

“Alô, CUT! Como é que é CUT?! Tão tudo dizendo amém! Vocês vão querer a mesma política que destruiu (…) A Ford foi embora, a Sony foi embora. Essa é a política e vocês tudo aí dizendo amém? Bando de pelegos, tenham vergonha na cara! Aqui vai ser assim agora”, disparou.

Além disso, Ciro sugeriu que a central sindical estaria barrando “companheiros”, por ordem do ex-presidente Lula de participarem das reuniões com lideranças indígenas.

“Vai barrar companheiro de reunião com indígena? Até a hora deu tomar notícia e cada vez será respondido pessoalmente a você, Lula. Bando de pessoas que não tem escrúpulos”.

Por fim, o pré-candidato também acusou o PSOL e o PC do B de estarem comprometidos com a política neoliberal de Paulo Guedes.

May be an image of outdoors and text that says 'Tudo para a sua MADEIREIRA EIRAJK construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944'

“Elogiar e se comprometer de manter o centro da política econômica do Bolsonaro e ainda trazer PC do B e PSOL pra dentro dessa política. O Brasil tá doente e boa parte dessa doença é dessa gente de esquerda de goela que não tem compromisso com o povo e que tem a decência relativizada. A única corrupção que incomoda essa gente é a dos outros. Porque se for a deles, ficam todos calados. Não é isso Juliano [Medeiros, presidente do PSOL]?”.

A fonte foi o Cafezinho.

 

Mourão debocha da possibilidade de investigação de tortura na ditadura militar: ‘vai trazer os caras do túmulo de volta?’


General e vice-presidente Hamilton Mourão disse, ainda, que os crimes da ditadura são coisa do ‘passado’ e ‘fazem parte da história’

www.brasil247.com - Hamilton Mourão

O vice-presidente, Hamilton Mourão (Republicanos), ironizou as cobranças da sociedade civil e de parlamentares sobre a necessidade de realizar uma apuração rigorosa em torno dos áudios do Superior Tribunal Militar (STM) que comprovam a prática de tortura por agentes da ditadura militar no Brasil. “Vai apurar o quê? Os caras já morreram tudo. Vai trazer os caras do túmulo de volta?”, disse Mourão, de acordo com o Metrópoles.

 

O vice-presidente, que também é general da reserva do Exército, afirmou que “isso é história, já passou. Mesma coisa que a gente voltar na ditadura do Getúlio, né. São assuntos já escritos em livros e debatidos intensamente. Passado, faz parte da história do país”.

Os áudios do STM que confirmam a prática de tortura dirante o regime militar fazem parte de um conjunto de 10 mil horas de gravações feitas durante os 10 anos em que as sessões da Corte foram gravadas, inclusive as secretas. As sessões ocorreram entre os anos de 1975 e 1985.

 

Ainda segundo Mourão, “tem que conhecer a história. A história sempre tem dois lados a ser contados, né? Então, vamos lembrar: aqui houve uma luta, dentro do país, contra o Estado brasileiro por organizações que queriam implantar a ditadura do proletariado, que era um regime que na época atraía uma quantidade grande da juventude brasileira e também parcela da sociedade, mas que perderam essa luta”.

O vice-presidente também tentou minimizar a gravidade dos crimes da ditadura e comparou a situação ao atual conflito entre a Ucrânia e a Rússia. “Houve excessos? Houve excesso de parte a parte. Não, não vamos esquecer o tenente Alberto lá da PM de São Paulo morto a coronhada pelo Lamarca e os facínoras dele, né? Então, toda vez que há uma guerra, a coisa é complicada. Vocês estão vendo agora no conflito lá na Ucrânia, todas as coisas que estão acontecendo lá”, disse.

Veja o vídeo com a declaração de Hamilton Mourão.

Margareth Menezes diz por que não teve a mesma projeção de Daniela Mercury e Ivete Sangalo


 

A cantora baiana Margareth Menezes, famosa por hits como “Faraó” e “Elegibô” e de grande importância para o Axé Music, explicou em entrevista para O Globo porque, apesar de ter vindo antes, as cantoras Daniela Mercury e Ivete Sangalo tiveram mais projeção do que ela.

Para Margareth, “são histórias de patamares diferentes e existem aí várias coisas dentro do mesmo pacote. Tem a questão racial, o racismo estrutural da nossa sociedade. A isso, soma-se a estética, o padrão da televisão. Nós, mulheres artistas negras, não tínhamos as mesmas oportunidades, aberturas, convites”.

No photo description available.

“Outro diferencial é que Daniela e Ivete, mulheres fantásticas e grandes talentos com contribuições enormes na cultura, tiveram a oportunidade de participar de blocos com estrutura, já com a logística arrumada, patrocinadores. Não tinham as mesmas preocupações que eu, que venho da música e de trio independente”, afirmou.

No photo description available.

Conseguir espeço

“Por outro lado”, continua a cantora, “tive a sagacidade de conseguir o meu espaço dentro disso tudo. Fui uma artista inquieta, sempre gostei de fazer coisas diferentes e sobrevivi a uma situação brutal, fiquei oito anos sem gravadora (depois do disco ‘Luz dourada’, de 1993, e até o ‘Maga – Afropop brasileiro’, de 2001, lançado em parceria com a Universal). Mesmo assim, fiz uma carreira de destaque aqui e fora do Brasil. Continuei os projetos e pude atravessar o deserto”.

“Mas consigo entender cada coisa em seu lugar sem ferir a minha relação com elas, por quem tenho muito respeito. Daniela, inclusive, vai fazer participação no meu show e sempre me convida também”, encerrou.

A informação foi da Revista Fórum

Ataque de Eduardo Bolsonaro a Miriam Leitão motivou divulgação de áudios de tortura na Ditadura


Segundo o pesquisador Carlos Fico, responsável pela compilação de áudios, os próprios ministros do STM faziam “piadas” com as vítimas da Ditadura: “morreu mesmo e está enterrado”

Da Revista Fórum

Miriam Leitão e Eduardo Bolsonaro.Créditos: Reprodução/ Twitter

A divulgação de áudios inéditos que comprovam que o Superior Tribunal Militar (STM) sabia da tortura a mulheres grávidas durante a Ditadura foi motivada pelo ataque que o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) fez com o que houve com a jornalista Miriam Leitão, da Globo, que foi presa pelo regime autoritário juntamente com uma cobra quando estava grávida.

A divulgação dos áudios foi feita pela própria jornalista no jornal O Globo e no programa Fantástico nesse domingo (17).

No photo description available.

O material está sendo compilado pelo historiador e pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Carlos Fico, que explicou ao jornal Extra, o motivo de tornar público os áudios.

“É importante que o estado e que as autoridades se manifestem sempre em defesa dos direitos humanos, e é o que a gente não tem desde a eleição do atual presidente. É preciso sempre, permanentemente, defender os direitos humanos, coisa que o governo Bolsonaro não faz. Em todos os governos, mesmo os mais conservadores, como Collor e Sarney, mais ao centro como o FHC e à esquerda com Lula, todos defenderam os direitos humanos. Tem o ineditismo do governo Bolsonaro, que é péssimo para sociedade porque afloram esses sentimentos de negacionismo“, disse o pesquisador.

Fico diz que o deboche da tortura ocorria já durante a ditadura. Segundo ele, áudios mostram que os próprios integrantes do STM faziam “piadas” a respeito dos torturados.

“Sobretudo em sessões secretas, esses ministros se sentiam muito confortáveis. Tem falas muito pesadas, grotescas, piadas com vítimas de tortura“, disse.

O pesquisador disse que “os ministros tinham consciência de que acontecia, e ficavam muito desconfortáveis quando a tortura era praticada por oficiais militares”.

Havia esse negacionismo. A ditadura tentou evitar a confirmação da existência de tortura o quanto pode, tanto que o maior número de proibições da censura é de casos de repressão”, conta.

Mesmo assim, os ministros militares faziam chacota com as vítimas.

May be an image of outdoors and text that says 'MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!'

“Esses ministros eram naturalmente inseridos nesse contexto autoritário, nessa ideologia extremista, segundo a qual era preciso reprimir e acabar com a subversão, com o que eles chamavam de subversivo. Em vários momentos, comentários muito inadequados eram feitos. Ouvia coisas dessa natureza, coisa como “morreu mesmo e está enterrado”. Isso é uma frase que eu me lembro”.

Miriam Leitão torturada

Em publicação nas redes no dia 3 de abril, Eduardo Bolsonaro debochou da tortura sofrida por Miriam Leitão, dizendo que estava “ainda com pena da cobra.

A postagem faz referência à tortura sofrida pro Miriam Leitão durante a ditadura militar. Grávida, a jornalista foi colocada nua em um quarto escuro junto com uma cobra jiboia.

Após a repercussão negativa do caso, o filho de Jair Bolsonaro (PL) colocou em dúvida a tortura sofrida pela jornalista.

“A Miriam Leitão certamente não se sentiu ofendida, ela só tem a palavra dela, dizendo que foi vítima de uma tortura psicológica quando foi jogada dentro de uma cela junto com uma cobra. Eu já fico com a pulga atrás da orelha, porque você não tem um vídeo, não tem outras testemunhas, não tem uma prova documental, não tem absolutamente nada”, disse o deputado.

May be an image of text that says 'MERCADO RPM Sua satisfação em 10 Lugar! 73 3533 -2850 VISA AUGUSTO ELOY, 11, MARACAIZINHO MARACÁS BA MasterCard'