Polícia prende na Paraíba miliciano suspeito de ser o mandante do assassinato de Marielle Franco


Marielle Franco: a quem interessava seu assassinato? | VEJA

A Polícia Civil da Paraíba prendeu nesta quarta-feira (28) um chefe de milícia acusado de mandar matar a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), assassinada em março de 2018.

Apesar do nome do miliciano não ter sido revelado pelas autoridades, o Congresso em Foco afirma se tratar de Almir Rogério Gomes da Silva, chefe da milícia da Gardênia Azul e do Morro do Tirol.

A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), no município de Queimadas, a cerca de 140 km de João Pessoa, capital paraibana. A operação foi um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), responsável por investigar a morte de Marielle. A matéria continua após publicidade.

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "Oficina Chaparia & Pintura do Hélio Groselha 4930 Quem trabalha bem é sempre REQUISITADO!! Pintura Hélio; Chaparia Rodrigo (Nadim). Essa dupla vai cuidar bem do seu carro!! Em Maracás, Rua Renato Vaz Sampaio s/n. Fone para contato (73) 98858 7727"

Almir Rogério Gomes da Silva estaria na companhia de outro homem, que também foi preso. A operação atendeu a um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que investiga o caso.

A polícia teria chegado ao nome de Almir por meio de delação de Julia Lotufo, viúva de Adriano da Nóbrega, morto pela polícia no interior da Bahia no início de 2020.

Segundo o delegado Diego Beltrão, Almir é “um criminoso muito perigoso, com indícios fortes de que estava traficando drogas e planejando ataques a instituições financeiras no nosso estado”.

A informação foi do 247.

 

 

Pode ser uma imagem de texto que diz "_ancell Celulares e acessórios é aqui E mais Bonés, carteiras óculos, caixas de som sofisticadas, camisas esportivas e muito mais Ao lado da padaria Bentivi, em Maracás. Fone (73) 99167-4639"

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Após governo Bolsonaro mostrar imagem de jagunço, Lula faz verdadeira homenagem ao Agricultor


Lula já age como o presidente do Brasil e fez a verdadeira homenagem ao Dia do Agricultor. O petista publicou uma linda imagem em comemoração à data, depois do governo Bolsonaro ter exibido uma foto de jagunço para falar da passagem do dia.

Indo contra a onda de ódio que tomou conta da política brasileira, o ex-presidente segue a linha de quem quer pacificar a sociedade e assumiu o papel de líder da nação com a postagem sobre o Dia do Agricultor.

“Se a roça não roça, a cidade não almoça. Se a roça não planta, a cidade não janta. Feliz Dia do Agricultor!”, escreveu o líder na corrida eleitoral, segundo as pesquisas.

 

Pode ser uma imagem de texto que diz "MERCADO RPM Sua satisfação em 10 Lugar! 73 3533 -2850 VISA AUGUSTO ELOY, 11, MARACAIZINHO MARACÁS BA MasterCard"

Pode ser uma imagem de 4 pessoas, óculos de sol e texto que diz "Ãtica Flor de Maracás Essa você conhece! Essa étradição! Aqui você encontra os melhores preços. Estamos com uma grande variedade em óculos. Venha escolher o seu! Lá você vai encontrar também outras novidades 21 Trabalhamos também com uma grande variedade de perfumes, lindas bolsas e outros itens. Venha nos fazer uma visita. Estamos lhe esperando na AV Dr. João Pessoa número 175. Maracás. Fones (73)98801 971 999231178"

Pode ser uma imagem de texto que diz "Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! MassaFin Massa F Massa ina Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você."

Pode ser uma imagem de texto que diz "MADEITEIRA JK Tudo para a sua construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944"

#ForaBorbaGato: ou a Revolução será periférica ou não será!


Uma terra cortada por cicatrizes doloridas, em que se veem plantações de cadáveres irrigados com o sangue de indígenas e negros, essa terra ainda homenageia o capitão-mór desses massacres: Manuel da Borba Gato (1649-1718). Chega!
Na cidade de Maracás, na Bahia, não é diferente. O sangue derramado dos índios não entrou para o conhecimento de muitos, pelo fato das distorções do genocídio, o que ao comentar sobre a história, em variados textos, sempre exalta os Bandeirantes, que são vistos como heróis e bravos Bandeirantes.
Estátua do bandeirante Borba Gato é incendiada em São Paulo - Notícias - R7 São Paulo

O dia 24 de Julho de 2021 marca a entrada em cena de jovens moradores das periferias de São Paulo na luta pela derrubada de Jair Bolsonaro. Jovens periféricos que se cansaram de apenas fazer número em manifestações ultra-institucionalizadas, organizadas pelos partidos políticos de esquerda e pelas organizações tradicionais de trabalhadores. Sempre na avenida Paulista, centro financeiro do País — tão distante em todos os sentidos dos bairros pobres da cidade.

Por Laura Capriglione

Organizados em algumas das principais favelas de São Paulo, esses jovens, auto-denominados “Revolução Periférica”, têm profunda consciência de classe. E ela não veio das leituras teóricas, às quais muitos deles dedicam-se com afinco há bem pouco tempo. Foram as letras do rap, principalmente na voz dos Racionais MC’s, que mostraram a eles que o Estado burguês é uma máquina de guerra permanente contra os pobres, os negros, os indígenas, os habitantes das periferias. Que o genocídio é um projeto de País, não um acidente de percurso.

A morte mais cruel é vizinha desses jovens. Os nove meninos e meninas mortos depois de uma ação desastrosa da PM em Paraisópolis, os 62 tiros disparados pelo Exército contra o carro de um sambista que estava com a família no Rio de Janeiro, o assassinato de Marielle Franco, o massacre na favela do Jacarezinho são apenas exemplos de violência que conseguiram realce ante a permanente indiferença do establishment com as vidas dos mais vulneráveis.

A periferia está com raiva…

…da fome que se alastra, das mortes por covid (que no território da pobreza é muito pior), do desemprego, da falta de horizonte e de perspectivas, da violência policial.

E é por isso que eles não se sentem representados pelos atos bem comportados da avenida Paulista, um falatório jogado ao léu, de cima de carros de som a que poucos escutam, guardados por seguranças que decidem quem sobe e quem desce.

A avenida Paulista fala do genocida Bolsonaro. De genocídio, no entanto, quem entende mesmo é a periferia de São Paulo. “Revolução Periférica” sabe que não começou com Bolsonaro, embora o capitão-miliciano tão bem o represente. E foi por isso que esses jovens uniram-se em assembleias populares para planejar a ação contra a estátua monstruosa do bandeirante Manuel da Borba Gato, símbolo do Genocídio convertido em Heroísmo, no dia de mais um protesto pelo #ForaBolsonaro na avenida Paulista.

Primeiro, repassaram a biografia do Borba Gato. Bandeirante, especializou-se em massacrar, escravizar, roubar, assassinar, torturar e corromper. Indígenas experimentaram toda a dor que a cobiça e a ambição podem gerar, já que eram escravizados para suprir com mão-de-obra as lavouras de cana-de-açúcar do Nordeste. Outra especialidade era a caça aos escravos negros fugidos e a repressão aos quilombos. Borba Gato era um miliciano, numa época em que não havia câmeras e nem leis. Matou à vontade quem quis matar.

Punição? Nenhuma. Ao contrário. Teve perdão para o assassinato de um fidalgo a serviço do Império Português na Colônia do Brasil (a única das vidas que ceifou a ser contada em sua biografia oficial), ganhou comenda para o pescoço, honras, glórias, privilégios. E, por fim, em 1963, a estátua encravada no bairro de Santo Amaro, obra do escultor Julio Guerra (1912-2001).

A ação foi cuidadosamente planejada. Estudada. Cronometrada. A estátua, radiografada. A periferia entendeu como foi construída, com trilhos de bonde servindo-lhe de esqueleto –difícil derrubá-la já que a gigantesca escultura de 10 metros de altura (13 metros contando seu pedestal) pesa 20 toneladas (3 toneladas só a cabeça).

Então, puseram-lhe fogo! E que fogo! Centenas de pneus velhos foram empilhados no pedestal pelos jovens em apenas 2 minutos. Daí, foi jogar gasolina e… FOGO! As labaredas e a fumaça preta envolveram o corpo do assassino. A cena era tão surreal que levou os policiais militares que atenderam à “ocorrência” a uma espécie de estupor. Todos apontavam as câmeras de seus smartphones para o fogaréu de onde mal se viam os contornos do bandeirante.

Não podemos permitir que esse símbolo do Genocídio se perpetue. Borba Gato fez parte do passado, mas não precisa fazer parte do nosso presente. Homenageá-lo é perpetuar o culto ao assassino que ele foi. É uma afronta a todos os espíritos dos homens e mulheres que ele matou. Manter Borba Gato em seu pedestal significa uma autorização para que, amanhã, sejam construídos monumentos para homenagear o genocida Jair Bolsonaro ou os milicianos que atuam nas favelas de todo o País, semeando a morte”, disse um dos jovens à reportagem dos Jornalistas Livres.

Que a direita reivindicasse respeito ao assassino, seria normal. Defendendo Bolsonaro, porque não defenderia Borba Gato?

O que foi surpreendente, entretanto, foi o clamor entre setores da esquerda mais conservadora contra a ação dos jovens periféricos:

— Vandalismo!

— Violência!

— Porra-louquice irresponsável!

Trata-se de pura ignorância. Em todo o mundo, espalham-se as ações contra os monumentos e homenagens a genocidas e outros monstros morais que, vencedores, seguem espezinhando “os corpos dos que estão prostrados no chão”, segundo o filósofo Walter Benjamim. (obrigada, Lucas!)

Veja aqui. E aqui. E aqui. E aqui. E aqui. E aqui. E aqui.

Quanto à violência periférica, mirem-se no exemplo dos Estados Unidos.

Donald Trump estava virtualmente reeleito, segundo todas as pesquisas de intenção de votos, até que o povo negro das quebradas americanas se levantou, colocando fogo em delegacias, destruindo cidades inteiras, em protesto contra o assassinato de George Floyd em Minneapolis no dia 25 de maio de 2020, estrangulado pelo policial branco Derek Chauvin, que ajoelhou em seu pescoço durante uma abordagem.

Foi essa energia revolucionária que impediu a continuidade do governo da extrema-direita supremacista americana, representada por Trump.

A esquerda coxinha, que quer fazer acordos com o Centrão para derrubar Bolsonaro, e repudia a energia e a autonomia da juventude pobre que integra o coletivo “Revolução Periférica”, ainda pode respirar aliviada porque a raiva focalizou-se até agora na estátua de pedra. Mas não será sempre assim. Apenas imagine o que estará passando pelas mentes dos meninos e meninas que viram o genocida ardendo. A temperatura sobe. Vem mais luta pela frente!

Matéria publicada no Joralistas Livres.

 

Pode ser uma imagem de fruta e texto que diz "MB HORTIFRUTTI 73 98817 1489 99117 Frutas, verduras e raízes como batata, aipim, inhame e outros você encontra aqui no MB HORTIFRUTI. São alimentos fresquinhos, de boa qualidade e preços que agradam o cliente Estamos instalados na Rua Landulfo Spínola 18, ao lado do Comando da Polícia Militar, em Maracás. Telefone (73) 99117 9651"

Pode ser uma imagem de 2 pessoas, fruta e texto que diz "SUPERMERCADO COMPRE BEM Aqui é mais barato SÃO MIGUEL SUPERMERCADO Aqui é mais barato Aqui prevalece a economia. A dona de casa já descobriu isto. Venha você também comprovar! SEF Praça da Feira, Fone (73) 3533 2427 e AV Dr. João Pessoa, n° 55, Maracás. Fone 3533 2095"

 

Pode ser uma imagem de texto que diz "Em Maracás: Vem aí mais uma nova loja de celulares e acessórios! ShopCell Celulares Acessórios Variedades 73 99186 6245 shopcell_maracas vivo TIM Celulares, acessórios e outras utilidades, você vai encontrar na ShopCII, que será inaugurada nesta terça feira 13 de Julho. Fique de olho nas novidades!! A ShopCell está instalada ao lado do hospital"

Nenhuma descrição de foto disponível.

“Eu cheguei, mamãe”: jovem reencontra o filho após pai ficar com ele por mais de três meses; veja vídeo


“Eu cheguei, mamãe”: jovem reencontra o filho após pai ficar com ele por mais de três meses; veja vídeo

“Eu cheguei, mamãe! Sou eu!”. Com apenas três anos, o garoto que não via a mãe há mais de três meses tentou tranquilizá-la, no reencontro que ocorreu por volta das 14h30 deste sábado (24/7).

Quando o porteiro do condomínio ligou para Catharina Galvão, 23, avisando que a criança tinha chegado (acompanhada do avô paterno e advogado do pai), a jovem não conseguiu conter o nervosismo. Assim que viu o carro, correu para carregar o filho no colo, chorando.

Veja o reencontro:

 

“A gente vai entrar com pedido de suspensão das visitas, porque ele [o pai da criança] quebrou o acordo, então vai ter que ser reformulado”, explicou a advogada de Catharina, Monica Santana, ao Aratu On.

RELEMBRE O CASO

O desespero de Catharina começou no dia 18 de abril, quando a criança deveria voltar para a casa dela após um fim de semana com o pai, o advogado Paulo Roberto de Aguiar Valente Junior, de 38 anos, mas não retornou. Na segunda-feira (19/7), ela decidiu expor a situação.

“A guarda unilateral é minha. Ele só tinha direito à visita, mas, desde o início, se apossou ilegalmente do meu filho”, disse Catharina ao Aratu On. “Tenho medida protetiva contra ele, então não falo com ele, meu contato era com o avô paterno. A gente [família dela] pediu para que ele devolvesse a criança, mas ele me acusou de maus-tratos, o que obviamente não conseguiu provar, porque é mentira”, acrescentou. “Só que ele tem feito alienação parental com meu filho, diz que [o menino] não quer voltar para casa, que está me negando, e que quando houvesse uma decisão do juiz ele iria obedecer”.

Paulo burlou a decisão judicial e revelou que não pretendia devolver a criança para a mãe. Catharina disse que sempre pedia notícias do filho, mas raramente conseguia. “Só quando ele [Paulo] queria, mandava um ‘ele está bem’”. Foi aí, então, que a família da mãe tentou medidas mais sérias, e no período do São João saiu um despacho judicial de busca e apreensão.

Na ação, o juiz determina que a busca pelo menino seja cumprida com “a presença de força policial”. Há também uma multa de descumprimento de R$ 1 mil por dia. “Acho que ele pensa que está acima da lei”, disse a mãe, destacando que Paulo Roberto é advogado: “não é um leigo”.

Paulo Roberto compartilhou uma série de vídeos, no Instagram, rebatendo as acusações feitas por Catharina. Ele diz que não é foragido e que estava viajando para Mangue Seco, divisa entre Bahia e Sergipe, e que o filho teria ficado com os pais, em Salvador.

Na quarta-feira (21/7) nas redes sociais Paulo Roberto de Aguiar Valente Junior, 38, prometeu devolver a criança, de três anos, mas não foi localizado. “Esclarecendo: pela terceira vez tentamentos cumprir o mandado de busca e apreensão do meu filho e não tivemos êxito. Não encontramos o genitor, não encontramos os avós e o mais importante e doloroso: não encontramos o meu filho”, desabafou Catharina na ocasião.

 

 

Pode ser uma imagem de texto que diz "_ancell Celulares e acessórios é aqui E mais Bonés, carteiras óculos, caixas de som sofisticadas, camisas esportivas e muito mais Ao lado da padaria Bentivi, em Maracás. Fone (73) 99167-4639"

Bolsonaro sinaliza filiação ao PP, elogia Ciro Nogueira e diz que Ramos é “nota 9”


A verdade é que houve uma negociação para entrega do ministério para o Ciro Nogueira, que foi o direito do Bolsonaro se filiar ao PP, partido que o Ciro é presidente, uma vez que  Bolsonaro não conseguiu fundar, juntamente com os filhos, um partido novo. Como estava em dificuldade de encontrar uma legenda que o aceitasse, o jeito foi negociar com o presidente do Progressista.

Na foto, cada um tem o seu histórico político. É só pesquisar e avaliar o valor de cada um. Na matéria abaixo, muitos elogios ao Ciro Nogueira por parte de Bolsonaro, mas todos sabem do real negócio. A pergunta é: se o Ciro Nogueira tem tantas qualidades e o general que ocupava a pasta lhe falta qualidade, por que só agora foi feita essa troca de ministros. Até aqui Café com Leite Notícias.

Da esquerda para a direita: Ricardo Barros (PP-PR), Jair Bolsonaro, Ciro Nogueira (PP-PI) e Arthur Lira (PP-AL) | Foto: Reprodução/Twitter

Em entrevista à Rádio Mundial na manhã desta quarta-feira (28), Jair Bolsonaro sinalizou que deve retornar ao PP, partido pelo qual passou a maior parte de sua carreira para disputar as eleições de 2022.

“É natural, obviamente, que tenho que ter um partido político. Eu não sei se vou disputar as eleições do ano que vem. Devo disputar, não posso garantir. E temos conversado com vários partidos, dentre eles o Partido Progressista, ao qual eu integrei por aproximadamente 20 anos dos 28 anos em que fui deputado federal”, afirmou.

Ao citar o partido, Bolsonaro destilou elogios ao novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, que segundo ele é o “homem mais adequado para conversar com o parlamento” e, por isso o nomeou para o ministério “mais importante”.

“Trouxe para dentro do ministério agora, o mais importante, da Casa Civil, o senador Ciro Nogueira, do Piauí. O homem adequado para conversar com o parlamento”, disse.

Bolsonaro ainda lembrou que é companheiro de Nogueira há muitos anos, desde o período em que dividiam o Congresso Nacional, quando o atual ministro acumulou processos por sonegação fiscal e recebimento de propinas.

“Senador que está agora no Senado, mas teve seis mandatos de deputado federal e foi meu companheiro de casa por muito tempo. E tenho certeza que a interlocução vai melhorar e muito. E ninguém melhor que o Ciro Nogueira, que foi meu colega por muito tempo dentro da Câmara dos deputados”, afirmou o presidente.

Bolsonaro ainda criticou o ex-ministro da pasta, general Luiz Ramos, que ganhou cargo em “ministério palaciano”, como secretário-geral da Presidência.

“O general Ramos é uma pessoa nota 9. Ele não é 10 porque falta conhecimento para melhor conversar com parlamentar. É a mesma coisa que querer que o Ciro converse com o alto comando das Forças Armadas. Ele não sabe conversar de forma adequada, vamos assim dizer”.

Veja vídeo a partir de 5 minutos.

 

Pode ser uma imagem de texto que diz "MERCADO RPM Sua satisfação em 10 Lugar! 73 3533 -2850 VISA AUGUSTO ELOY, 11, MARACAIZINHO MARACÁS BA MasterCard"

Pode ser uma imagem de 4 pessoas, óculos de sol e texto que diz "Ãtica Flor de Maracás Essa você conhece! Essa étradição! Aqui você encontra os melhores preços. Estamos com uma grande variedade em óculos. Venha escolher o seu! Lá você vai encontrar também outras novidades 21 Trabalhamos também com uma grande variedade de perfumes, lindas bolsas e outros itens. Venha nos fazer uma visita. Estamos lhe esperando na AV Dr. João Pessoa número 175. Maracás. Fones (73)98801 971 999231178"

Pode ser uma imagem de texto que diz "Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! MassaFin Massa F Massa ina Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você."

Pode ser uma imagem de texto que diz "MADEITEIRA JK Tudo para a sua construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944"

 

Mãe se torna advogada para defender direitos de filha trans


A mãe americana Katie Jenifer, 49, costumava ficar frustrada ao ver sua filha Maddie, uma menina trans, sofrer preconceito por sua identidade de gênero. Ela então resolveu estudar direito e se tornar advogada, para que pudesse lutar pelos direitos da filha.

Katie Jenifer se formou advogada para apoiar a filha, que é trans (Foto: Reprodução/Twitter/Equality NC)

Katie Jenifer se formou advogada para apoiar a filha, que é trans (Foto: Reprodução/Twitter/Equality NC) 

Em entrevista ao Washington Post, Katie contou que Maddie, que atualmente tem 14 anos, já se sentia diferente desde muito nova. Aos 2 anos, ela gostava de usar as fantasias de princesa da irmã e, aos 4, dizia repetidamente aos pais que não queria sair de casa vestida como um menino. “Ela dizia que Deus cometeu um erro e que ela deveria ser uma menina”, disse a mãe. Foi nessa época que Katie percebeu que a filha estava ficando deprimida.

Maddie então começou a fazer terapia e, cerca de dois anos depois, iniciou sua transição. “Por mais estressante que fosse me preocupar com o que as pessoas iriam dizer ou fazer com ela, a mudança foi tão profunda que realmente tornou nossas vidas mais fáceis. O fato de ela poder afirmar quem realmente era fez toda a diferença”, avaliou a mãe. Apesar de se sentir bem consigo mesma, a transição fez com que Maddie muitas vezes se sentisse discriminada ou excluída.

Katie lembra que a filha chegou a ser removida do time de softball da escola por “desafiar a política de gênero”, além de ser impedida de praticar algumas atividades escolares consideradas “de meninas”. Foi então que ela percebeu que a filha precisaria de um advogado. Ao invés de contratar um, a mãe resolveu estudar direito para que ela mesma pudesse defender Maddie. “Ela provavelmente precisará de apoio jurídico ao longo de sua vida e vai precisar de alguém para lutar por ela nessas frentes jurídicas, e quem melhor para lutar por ela do que a própria mãe dela?”, declarou Katie.

A ideia surgiu durante um jantar de família, e seu marido e a filha a apoiaram imediatamente. A mãe então começou a e estudar para entrar na faculdade e, em 2017, foi aceita. “Lembro-me de quando ela recebeu o email dizendo que havia sido aceita, ela apenas leu e chorou”, lembrou Maddie, que tinha 10 anos na época.

 

Pode ser uma imagem de bolo e texto que diz "Predileta Lanchonete & Confeitaria Chegou para Maracás mais uma novidade. Bolos de aniversário, salgados e doces para festas, ou até mesmo matar o desejo de comer uma bela torta. Lá também você encontra o delicioso pão nosso de cada dia!!! redileta NCHNEOM 98885-7448988549467 988549467 Avenida João pessoa nº 514, em Maracás. Fones (73) 98885 7448 & 98854 9467"

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, área interna e texto que diz "BigSol aça BigSol Açai Entre e figue a vontade!!! Aqui você agrega ambiente espetacular ao sabor do açaí outras iguarias, o que certamente você se sentirá muito a vontade, confortável feliz. Bigsol açai S Estamos instalados à Praça Rui Barbosa, ao lado da Câmara de Vereadores, em Maracás."

Intervalo da Pfizer será reduzido só após todos os adultos tomarem 1ª dose, diz Queiroga


Distância entre as aplicações deve passar de 3 meses para 21 dias, como sugere a bula do imunizante

Intervalo da Pfizer será reduzido só após todos os adultos tomarem 1ª dose, diz Queiroga

Foto: Agência Brasil

O intervalo para aplicação das doses da Pfizer só será reduzido após toda a população adulta receber ao menos a primeira vacina contra a Covid-19. A informação foi divulgada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“A nossa expectativa é atingir essa população acima de 18 anos, vacinada, até o final de agosto, começo de setembro. A partir daí nós vamos discutir a redução do intervalo da dose da Pfizer, assim a gente avançaria com a D2 (segunda dose) em um número maior de pacientes”, disse Queiroga nesta terça-feira (27).

Com a medida, o intervalo entre as doses da Pfizer deve passar de cerca de três meses para 21 dias, como é sugerido na bula do imunizante.

Queiroga confirmou a intenção de reduzir o intervalo entre as doses da Pfizer à colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, na segunda (26). No mesmo dia, o secretário-executivo da Saúde, Rodrigo Cruz, disse que era dada como certa a decisão e que a pasta apenas avaliava qual o momento de orientar a mudança.

O Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) reagiu às declarações da Saúde, e pediu que a mudança fosse feita apenas em setembro. Os secretários de estados e municípios chegaram a um acordo nesta terça com Queiroga para empurrar a decisão para depois da entrega da primeira dose a todos os adultos.

O ministro afirmou que as alterações de intervalos entre as doses serão tomadas com base em pareceres técnicos e aval de secretários de estados e municípios.

Dinheiro em espécie, sonegação, propina: conheça a vida fiscal de Ciro Nogueira, o novo ministro da Casa Civil de Bolsonaro


O senador Ciro Nogueira (PP-PI), escolhido para ser o novo ministro da Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro (Sem Partido), foi autuado pela Receita Federal que cobra dele impostos e multas que somam R$ 17 milhões

 

Os autos de infração que apontam os débitos foram lavrados nos anos de 2017 e 2018. Um deles se refere ao suposto pagamento de propina de R$ 6,4 milhões pelas empresas JBS e UTC, sob investigação no Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com os auditores fiscais, houve omissão dos rendimentos. Eles ainda cobram o recolhimento dos impostos correspondentes aos cofres públicos. O outro caso está relacionado a transações financeiras envolvendo diversas empresas do senador que não foram devidamente declaradas, segundo o Fisco.

Os auditores mencionaram ainda diversas movimentações financeiras em dinheiro vivo feitas pelo político e pessoas próximas na época. No início de 2019, ele foi alvo de uma operação da PF dentro dessa investigação, batizada de Compensação. Na ocasião, foram encontrados em endereço dele em Teresina US$ 33,5 mil (equivalente a R$ 173 mil em valores atuais). A investigação criminal ainda não foi encerrada.

O procedimento da Receita afirma que o político foi questionado sobre a movimentação das quantias e que “abdicou de apresentar” explicações.  Revisa Forum

 

Mulher vive 15 anos cega por erro médico, depois volta a enxergar e vê os netos pela primeira vez


Connie vê a neta pela 1ª vez e se emociona Foto: SWNS
Connie vê a neta pela 1ª vez e se emociona Foto: SWNS

Uma mulher, que ficou cega por 15 anos, após um diagnóstico errado de glaucoma, finalmente pode recuperar sua visão com uma cirurgia e ver os netos pela 1ª vez.

Connie, de 59 anos, perdeu a visão rapidamente, e começou então uma rotina para se ajustar a nova realidade. E perdeu por mais de uma década os momentos mais importantes da sua família.

Mas, um oftalmologista lhe disse em 2018 que o seu caso era simples de resolver. Connie tinha catarata – um dos problemas de visão mais comuns e tratáveis ​​em adultos.

Diagnóstico

Connie, que mora no Colorado, EUA, começou a notar halos e prismas nas luzes enquanto dirigia em 2003 e foi a um médico que disse que ela tinha glaucoma. Três semanas depois, ela perdeu ainda mais visão e visão periférica.

Os médicos acreditavam que sua visão era inoperável. Ela ficou cega.

Mesmo cega, ela continuou fazendo coisas que amava antes – como patinar no gelo, andar de caiaque, acampar e participar de eventos esportivos e concertos.

“Eu simplesmente vivi a vida ao máximo que pude, da maneira que vivia antes de perder a visão”.

Cirurgia

Então, há três anos atrás, ela fez a cirurgia que mudou tudo em sua vida. Numa consulta, ela descobriu que tinha catarata.

“Quando eles tiraram meu adesivo no dia seguinte, a primeira coisa que vi foi a sobrancelha, os cílios e a pupila da enfermeira e comecei a chorar”, disse Connie. Eu fiz o segundo olho logo após o Dia de Ação de Graças.”

Depois do procedimento, ela pôde enxergar sua neta mais velha, que tinha visto ainda bebê, e pela primeira vez, os seus outros oito netos que não conhecia a fisionomia.

“A mais velha não se parece em nada de quando tinha três semanas”, brincou Connie. Eu pude observar todas as flores brotando e as árvores dando folhas”, disse ela, encantada.

De ver o marido mais uma vez? Connie diz: “Ele ainda é o homem mais bonito de todos os tempos e ainda estou completamente apaixonada por ele”.

Agora, ela está animada para retomar as férias que o casal teve quando ela era cega.

“Ele me levou para a costa do Oregon, Yellowstone e por todas as Montanhas Rochosas. Agora eu só quero experimentar isso de novo ”, disse ela.

Assista:

Com informações do GNN

Marcos Pontes recebe deputada neonazista alemã e ministério apaga fotos do encontro


De acordo a matéria publicada no 247, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, se reuniu com a deputada alemã de extrema direita Beatrix von Storch. As fotos do encontro, no entanto, foram apagadas da flataforma de fotos do ministério.

A reunião de Marcos Pontes com a dirigente do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) ocorreu na quinta-feira e foi registrada na agenda oficial do ministro. A pauta não foi divulgada. As fotos foram apagadas no mesmo dia em que foi divulgado que o presidente Jair Bolsonaro também recebeu Von Storch.

A deputada neonazista alemã, que é neta do ex-ministro das Finanças de Aldolf Hitler, Lutz Schwerin von Krosigk. Na semana passada, a parlamentar já havia se reunido com os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Bia Kicis (PSL-DF).

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) repudiou a reunião realizada por Jair Bolsonaro com a deputada alemã Beatrix von Storch, do Alternativa para a Alemanha (AfD). “Trata-se de partido extremista, xenófobo, cujos líderes minimizam as atrocidades nazistas e o Holocausto”, disse a Conib.

O partido AfD (acrônimo em alemão que significa ‘Alternativa para a Alemanha’) é uma organização ultrarradical que abriga os membros mais extremistas do espectro político daquele país. A sigla defende abertamente ideias xenofóbicas, racistas, segregacionistas e violentas. Seus principais alvos são os muçulmanos, mas ainda pode ser notado um vigoroso antissemitismo em suas fileiras.

Ainda que seus quadros tenham perdido força durante o período da pandemia, a AfD tem um bancada significativa no Bundestag, o parlamento federal da Alemanha, com 92 deputados de um total de 709 da câmara.

Planalino: Sandra manda fazer análise de água e resultado é inadequado ao consumo


PLANALTINO-BA-BARRAGEM NOVA ESPERANÇA-FOTO:NADOAUTODIDATA.BLOGSPOT.COM.BR - PLANALTINO - BA

Assim que percebeu que algo errado acontecia com a água que abastece Planaltino, a moradora Alexandra Souza Morais, popular Sandra, que é comerciante na cidade, tomou a frente para que fosse realizada uma analise na água na cidade de Itabuna, o que, após aguardar o resultado com certa ansiedade, para ela não foi surpresa quando este resultado foi que a água não é adequada para consumo humano.

A água da cidade vem de um manancial grande, conhecido como Barragem de Planaltino,  que foi construída ainda na gestão de Lauro Ribeiro de Novais, há mais de 50 anos, sendo considerada uma das maiores obras de todos os tempos, diga-se de passagem. A Matéria continua após publicidade.

 

 

Na verdade, o que precisa acontecer com esse manancial, é mais cuidado para que nada de dejetos sejam jogados dentro. De acordo às palavras de Sandra, após essa analise, o poder público municipal tomou a seguinte providência, que foi misturar a água contaminada com uma água que vem de poços artesianos do município de Maracás, que é de boa qualidade. Ainda de acorda às palavras da responsável por ter corrido atrás de descobrir a qualidade do líquido precioso, o que chegou até ela, foi que a prefeitura já mandou analisar a água depois desta mistura e que deu resultado bom para consumo. ( A redação do Café com Leite gostaria de ter posse deste resultado).

É preciso que os órgãos responsáveis pelo abastecimento, no caso a Embasa e prefeitura, tomem providências para que seja solucionado cem por cento o problema, pois a população paga contas caras, mas, no entanto, a qualidade do produto, como foi constatado com análise, não é o que o povo merece.

Sandra já avisou que pretende mais uma vez levar o produto depois da mistura para uma nova análise em  Itabuna,

Veja abaixo fotos comprovando que realmente a análise foi realizada.

Abuso de crianças: se você conhece o suspeito, desconfie ainda mais


Poucas horas após viralização de vídeo do pastor, pessoas próximas saíram em defesa dele, com o clássico argumento: ‘eu o conheço, ele não seria capaz’. Essa é uma das alegações mais perniciosas utilizadas na defesa de suspeitos, porque reforça a mentira de que o agressor sexual é sempre um desconhecido ou uma pessoa introvertida da qual ninguém sabe muita coisa

André Vitor wesley safadão
Acusado de pedofilia, pastor André Vitor ‘batiza’ cantor Wesley Safadão (Divulgação/Instagram)

Isabela Del Monde, Universa

Alerta de gatilho: esse texto aborda violência sexual contra crianças e adolescentes e pode ser desconfortável para sobreviventes.

Circulou nas redes sociais na segunda-feira (26) um vídeo que se passa em uma festa, na área externa de uma casa. Nas cenas, vemos alguns adultos e várias crianças com roupas de praia. Um homem abraça uma das meninas por trás, com seu pênis mais ou menos na altura das costas da garota, passando o braço pelo peito dela. Ela demonstra resistência ao abraço e faz dois movimentos para conseguir ser solta.

É possível saber a intenção daquele abraço? Não. Antes de uma investigação, não podemos afirmar que houve objetivo sexual por parte daquele homem. Caso isso seja comprovado, estaremos diante do crime de satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente.

Entretanto, é possível afirmar que é absolutamente inadequado tocar no corpo de uma pré-adolescente nos locais onde o tal homem tocou e da forma como tocou.

Poucas horas após a viralização do vídeo, pessoas próximas a esse homem saíram em defesa dele, com o clássico argumento: ‘eu o conheço, ele não seria capaz’. Essa é uma das alegações mais perniciosas utilizadas na defesa de suspeitos, porque reforça a mentira de que o agressor sexual é sempre um desconhecido ou uma pessoa introvertida da qual ninguém sabe muita coisa.

Segundo o 15º Anuário de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 60.460 estupros foram registrados no Brasil em 2020. Cerca de 53% das vítimas tinham até 13 anos, 86,9% eram do sexo feminino e em 85,2% dos casos o autor era conhecido da vítima. E esse dado é sobre apenas 10% dos estupros, ou seja, ano passado tivemos mais de 600 mil no Brasil.

Por causa disso, hoje eu ouço o argumento “quem me conhece sabe que eu não faria isso” pelo paradigma das estatísticas. É justamente pelo fato de a vítima e sua família conhecerem o suspeito que se deve aumentar ainda mais os sinais de alerta. No caso em questão, temos todos os elementos estatísticos dos crimes de violência sexual: a criança aparenta ser menor de 13 anos, é do sexo feminino e o suposto autor é conhecido dela e de sua família.

Os casos de flagra ou de suspeita de violência sexual contra crianças, portanto, devem ser sempre analisados com base na série histórica de dados e na conduta. Se a conduta não está clara ou pelo menos seu objetivo não está claro, o simples fato de a situação concreta reunir todos os elementos presentes nesses crimes deve ser gatilho para que seja instaurada uma investigação séria.

É necessário que as pessoas presentes no local dos fatos sejam ouvidas sobre o que viram, especialmente a pessoa que gravou as cenas. A polícia deve questionar, inclusive, se as testemunhas sofreram alguma intimidação do investigado para mentirem sobre os fatos ou sobre suas condutas

É preciso ouvir outras crianças e adolescentes com os quais ele convive a respeito de seu comportamento com elas. É preciso ouvir ex-companheiras, especialmente as que tinham filhas, sobre o comportamento dele com as crianças.

Importante ressaltar que todas as crianças e adolescentes presentes no local, caso uma investigação seja de fato instaurada, têm direito a serem ouvidas de acordo com a Lei da Escuta Protegida, em vigor no Brasil desde 2018, com objetivo de preservar a integridade de vítimas crianças e adolescentes quando forem depor sobre as violências apuradas.

Não sejamos cúmplices do silêncio e do medo de nossas meninas. Não precisamos esperar o pior do pior dos cenários para, enfim, conduzirmos uma apuração séria.

Em situações como essa não devemos nem condenar sem apuração, nem sair em defesa de um suspeito, sem que uma investigação seja conduzida – as duas respostas mais comuns que vemos hoje nas redes sociais

É preciso apurar e garantir a todas as pessoas envolvidas o direito de falarem e serem ouvidas com atenção e respeito. O suspeito pode, inclusive, solicitar ele mesmo que a polícia inicie a apuração dos fatos para provar sua inocência.

VÍDEOS:

‘Me jogaram de cima da ponte no rio’, diz motorista de app que fingiu estar morta após ser espancada por ladrões em MT


motorista de transporte por aplicativo que foi espancada por assaltantes durante uma corrida no sábado (24), em Tangará da Serra (MT), chegou a ser jogada de cima da ponte no Rio Sepotuba pelos criminosos. Quatro adolescentes foram apreendidos e confessaram o crime.

Marcia Angola, de 40 anos, fingiu estar morta duas vezes para tentar salvar sua vida: enquanto era agredida dentro do carro pelos ladrões e quando emergiu da água após ser jogada no rio.

Marcia Angola é a motorista de app que fingiu estar morta após ser espancada por ladrões em Tangará da Serra — Foto: Facebook

Marcia Angola é a motorista de app que fingiu estar morta após ser espancada por ladrões em Tangará da Serra — Foto: Facebook

A vítima foi brutalmente agredida por quatro homens que se passaram por clientes.

Em entrevista ao G1, a motorista contou que esteve consciente o tempo todo, mesmo quando era espancada pelos ladrões.

“Eles me chamaram por aplicativo e paramos em uma esquina onde disseram que buscariam uma pessoa. Mas essa pessoa não existe e anunciaram o assalto”, relatou a motorista.

Motorista de transporte por aplicativo foi espancada por assaltantes — Foto: Divulgação

 

Gandu: Em vídeo, pai de agressor registra momento em que mulher é espancada


Gandu: Em vídeo, pai de agressor registra momento em que mulher é espancada

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um homem agrediu a companheira com tapas e socos, nesta quinta-feira (22), na cidade de Gandu. Enquanto apanhava, a mulher segurava um bebê no colo e outra criança acompanhava a agressão, que foi filmada pelo pai do agressor. Não há informações de que o agressor, identificado como João Pedro Barreto, seja pai das crianças. A ocorrência foi registrada na delegacia de Gandu e testemunhas já foram ouvidas. Um mandado de prisão preventiva contra o homem foi solicitado à justiça. Por enquanto, ele segue solto.

 

Conforme divulgou o Portal G1, as informações foram confirmadas pela Polícia Civil após as imagens da agressão viralizaram nas redes sociais. No vídeo é possível ver o pai do agressor avisando que estava filmando a ação e pedindo que o filho parasse de ameaçar e bater na companheira. O pai do suspeito narrou ainda que o bebê estava chorando porque foi jogado de cima da cama, para que o agressor batesse na vítima. “Você pegou a criança e derrubou a criança atrás da cama, para bater na sua mulher”, disse.

 

O homem ameaçou a mulher dizendo que iria “acabar com a vida” e, apontando para uma das crianças, disse que queria “que ela morresse”. Depois de agredir verbalmente a mulher, o homem deu um tapa na cara dela. Quando a vítima se levantou para tentar se defender, ele a arremessou na cama e a agrediu repetidas vezes com tapas e socos no rosto. A mulher gritou em desespero.

 

A mulher gritou por socorro e pediu para que o suspeito parasse de bater no próprio pai. Neste momento a gravação encerrou. De acordo com a  Polícia Civil, depois das agressões, o suspeito sofreu uma tentativa de linchamento por moradores do local. Não há detalhes sobre os estados de saúde da mulher, do agressor, do pai dele e do bebê. BN Noticías

 

 

Publicidade Brasil Rayssa, a Fadinha, é a mais jovem medalhista olímpica da história: skate


Rayssa Leal exibe a medalha de prata no skate nas Olimpíadas 2020 - Foto: TOBY MELVILLE/REUTERS
Rayssa Leal exibe a medalha de prata no skate nas Olimpíadas 2020 – Foto: TOBY MELVILLE/REUTERS

Emoção brasileira no pódio. Rayssa Leal, a Fadinha do skate, conquistou medalha de prata e se tornou a mais jovem medalhista olímpica da história do Brasil.

Com apenas 13 anos, a menina da cidade de Imperatriz, no interior do Maranhão, deu um verdadeiro show em Tóquio. No dia seguinte à medalha de Kelvin Hoefler, Rayssa, conquistou mais uma prata brasileira nesta segunda-feira , 26, no Ariake Urban Sports Park.

“Não caiu a ficha ainda de poder representar bem o Brasil e ser uma das mais novas a ganhar uma medalha. Esse dia vai ficar marcado na história”, disse Rayssa, logo após receber a medalha.

E com a soma de 14,64 em suas quatro melhores notas, ela foi superada apenas pela japonesa Momiji Nishiya, que teve 15,26 e ficou com o ouro. Funa Nakayama, também do Japão, completou o pódio.

Por que Fadinha?

Como já mostramos aqui no Só Notícia Boa, Rayssa é conhecida como “Fadinha” desde que se fantasiou de fada para andar de skate em setembro de 2015.

Na época ela fez um heelflip vestida como fadinha e o vídeo viralizou no YouTube. A pequena brasileira foi elogiada por Tony Hawk, o skatista mais famoso do mundo.

O curioso é que a fadinha declarou que queria se tornar profissional do esporte, mas não sabia que a evolução seria tão meteórica.

A disputa

No início da disputa final, nas duas voltas, Rayssa somou 2,94 e 3,13 (6,07 no total) e terminou na segunda posição, atrás apenas da holandesa Roos Zwetsloot, com 7,14.

Nas manobras, a jovem zerou na primeira, depois conquistou 3,91, 4,21, 3,39 e chegou a assumir a liderança da disputa, antes de ser ultrapassada por Nishiya.

Pâmela Rosa (líder do ranking) e Letícia Bufoni (4º lugar) caíram precocemente na disputa e sequer estiveram entre as oito finalistas. Coube a Rayssa Leal, de apenas 13 anos, 2ª no ranking, representar o Brasil.

Entrou para a história

E Rayssa entrou para a história do Time Brasil como a mais jovem atleta em uma edição dos Jogos Olímpicos e, consequentemente, a mais jovem a conquistar uma medalha.

As disputas no skate olímpico agora dão uma pausa e voltam só em 4 e 5 de agosto com a modalidade park, em um circuito com bowls que imitam uma piscina vazia.

No feminino, Dora Varella, Isadora Pacheco e Yndiara Asp estão na disputa. Entre os homens, Luiz Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas brigarão por medalhas para o Brasil.

Assista ao vídeo que Rayssa postou no Instagram para comemorar a medalha histórica:

Com informações do R7