Veja como funciona o sistema da Bahia que pode acabar com roubos de celulares


Veja como funciona o sistema da Bahia que pode acabar com roubos de celulares

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia disponibilizou nesta terça-feira (11/5) o serviço “Alerta Celular”, que tem como objetivo dificultar a revenda de aparelhos furtados e roubados, além de facilitar a devolução dos itens subtraídos em ações criminosas

Para ter acesso ao serviço basta ir até o site alertacelular.ssp.ba.gov.br e fazer o cadastro do IMEI – número que identifica o aparelho, o proprietário vincula o equipamento ao seus dados.

O IMEI consta na nota fiscal, na embalagem original do bem e pode ser consultado discando *#06# do próprio aparelho. Com o cadastro realizado, caso o celular seja alvo de criminosos, o proprietário pode entrar no site e ativar o alerta.

Após esse passo, a vítima deve registrar o Boletim de Ocorrência na Delegacia Digital (nos casos de crimes sem violência física) ou em qualquer unidade da Polícia Civil e aguardar. O proprietário tem 48 horas para, após acionar o sistema de alerta no site, registrar o BO. Caso não conclua esse processo, o alerta é cancelado.

O “Alerta Celular” permite que, nas abordagens, policiais consigam consultar o banco de dados e verificar se o item apreendido ou em análise está cadastrado na página como fruto de roubo ou furto.

Confirmado de que se trata de um equipamento de origem ilícita, ele é apreendido, encaminhado à Delegacia e, com base nos dados cadastrados no site, o dono é acionado através do e-mail cadastrado e o aparelho é devolvido.

“O grande objetivo do sistema é facilitar a identificação de smartphones que são oriundos de crimes, interromper o ciclo da receptação. A polícia sabendo a origem ilícita do aparelho, fica muito mais fácil responsabilizar quem alimenta esse tipo de comércio ilegal”, afirmou o secretário da SSP, Ricardo Mandarino. Aratuon