Renan diz que irá requerer prisão de Wajngarten caso se confirmem mentiras do ex-secretário


Relator da CPI da Covid, Renan Calheiros afirmou que pode requerer a prisão do ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten caso sejam confirmadas as mentiras dele em depoimento na comissão. O emedebista afirmou que irá requerer o áudio da revista Veja, que entrevistou o ex-secretário. “Se mentiu, vou querer a prisão do depoente”, disse.

Senador Renan Calheiros e o ex-chefe da Secom Fabio WajngartenSenador Renan Calheiros e o ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que pode requerer a prisão do ex-chefe da Secom Fabio Wajngarten por causa de mentiras ditas por ele em depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito. O emedebista afirmou que irá requerer o áudio da revista Veja, que entrevistou o ex-secretário. “Vou cobrar da revista, que se ele mentiu, que se retrate. Se mentiu, vou querer a prisão do depoente”, afirmou o emedebista.

“Vossa senhoria é a primeira pessoa que incrimina o presidente, porque iniciou uma negociação em nome do ministério como secretário de comunicação e se dizendo em nome do presidente”, acrescentou Calheiros, que fez referência às negociações do governo com representantes da Pfizer para a aquisição de vacinas.

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) também enviou um recado objetivo ao ex-secretário: “Com todo o respeito que o senhor merece aqui na comissão, se vossa excelência não for objetivo nas suas respostas, nós iremos dispensá-lo desta comissão, pediremos à revista Veja que mande a degravação e o convocaremos de novo, mas já não mais como testemunha e sim como investigado”.

A fonte desta matéria foi o 247.