Deputado Daniel Silveira propõe Forças Armadas matar sem punição durante operações


O Palácio do Planalto apoia a proposta e ainda justifica que isso ofereceria mais amparo aos agentes

Daniel Siqueira desafia o STF e diz que retirou a tornozeleira

Na última segunda-feira (20), o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), relator do projeto do presidente Jair Bolsonaro (PL) – que cria a “circunstância exculpante” que inibe a punição caso um policial militar ou civil atire e mate alguém durante o serviço – quer ampliar a abrangência do projeto, incluindo também as Forças Armadas.

Além dela, a proposta abrangeria também os policiais legislativos e os servidores efetivos que exerçam atividades de polícia das audiências na autorização do Poder Judiciário.

May be an image of text that says 'MERCADO RPM Sua satisfação em 10 Lugar! 73 3533 -2850 VISA AUGUSTO ELOY, 11, MARACAIZINHO MARACÁS BA MasterCard'

Nisso, novas situações seriam consideradas, além das que já estão previstas o CP (Código Penal) e no CCP (Código de Processo Penal), para que esses agentes não sejam punidos. O Palácio do Planalto apoia a proposta e ainda justifica que “conceder maior amparo jurídico aos profissionais integrantes dos órgãos de segurança pública, no sentido de atenuar a insegurança para a incolumidade física e psicológica desses profissionais”.

Essa ”liberação” está ocorrendo em um ano de eleição, em um cenário onde o atual presidente faz ameaças recorrentes de um golpe e aposta no caos para conquistar sua reeleição.

O que não se entende é como um presidente pra se reeleger. a saída é levar o país ao caos. O que estaria acontecendo com o eleitor brasileiro se isso viesse a acontecer?

com informação do DCM.