BOLSONARO FEZ REUNIÃO NO PLANALTO PARA MUDAR BULA DA CLOROQUINA


Diretor da Anvisa confirma que Bolsonaro fez reunião no Planalto para mudar bula da cloroquina, o que é considerado crime.

Em depoimento na CPI da Covid, nesta terça-feira (11), o diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antônio Barra Torres, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promoveu uma reunião no Palácio do Planalto para mudar a bula da cloroquina.

Ele relatou que a reunião contou com a médica bolsonarista Nise Yamaguchi, Walter Braga Netto (à época ministro-chefe da Casa Civil), Luiz Henrique Mandetta (à época ministro da Saúde) e um médico do qual não se recorda o nome.

Segundo Barra Torres, a médica estava “mobilizada” para alterar a bula do medicamento, incluindo sua recomendação para pacientes com covid-19.

“A doutora de fato perguntou sobre essa possibilidade e pareceu estar mobilizada com essa possibilidade”, conta.

Segundo o diretor da agência, ele se posicionou contra a medida e deixou claro que só o fabricante do medicamento, que é detentor do registro da droga, pode solicitar mudanças na bula.

Para o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), a decisão de Bolsonaro é “grave e criminosa”.

A informação foi do DCM