Ao contrário ao que disse em CPI, Queiroga manteve entrega de hidroxicloroquina a municípios


O Ministério da Saúde, sob o comando de Marcelo Queiroga, não encerrou a distribuição de hidroxicloroquina para municípios brasileiros como forma de combate a Covid-19. De acordo com a plataforma Localiza SUS, dois municípios do interior de São Paulo receberam o medicamento mesmo depois da posse do novo ministro.

O ministério enviou 27,7 mil comprimidos para Limeira (SP) no dia 30 de março, uma semana depois que Marcelo Queiroga assumiu a pasta. No dia 27 de abril, foram enviadas 100 mil cápsulas para Presidente Prudente (SP).

Porém, em depoimento à CPI da Covid, Queiroga afirmou que não tinha conhecimento e que não autorizou tais envios de hidroxicloroquina.

“Não autorizei distribuição de cloroquina na minha gestão. Não tenho conhecimento que esteja havendo distribuição de cloroquina na nossa gestão”, disse Queiroga.

A fonte foi a Revista Fórum.