Veja quem são os mortos pela chuva que atingiu a Baixada Santista


Bombeiros realizam buscas por pessoas soterradas em deslizamento em morro de Santos

Bombeiros realizam buscas por pessoas soterradas em deslizamento em morro de Santos

O temporal que caiu na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, provocou deslizamentos de terra em morros da região na madrugada desta terça-feira (3) e deixou 18 mortos e 30 pessoas desaparecidas. Dentre as vítimas, estão dois bombeiros que trabalhavam nas buscas em Guarujá.

Veja onde ocorreram as mortes:

  • Guarujá – 15 mortes
  • Santos – 2 mortes
  • São Vicente – 1 morte

A tempestade causou alagamentos em vias públicas, afetou serviços (transporte, educação, fornecimento de água, energia elétrica e telefonia) e fez rodovias serem bloqueadas.

Veja, abaixo, quem são os mortos já identificados:

Tathiana Lopes e Arthur de Lima

Mãe e filho morreram soterrados no Morro do Macaco em Guarujá, SP — Foto: Reprodução/FacebookMãe e filho morreram soterrados no Morro do Macaco em Guarujá, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Mãe e filho morreram soterrados no Morro do Macaco em Guarujá, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Tathiana Lopes de Lima Gomes, de 25 anos, e o filho, Arthur Rafael de Lima, de 10 meses, morreram soterrados no Morro do Macaco Molhado, em Guarujá. Dois bombeiros morreram enquanto tentavam resgatar a jovem e seu bebê do deslizamento. Tathiana e Arthur foram identificados e os corpos liberados na tarde desta terça.

Cabo Moraes

Cabo Moraes tentava resgatar vítimas quando morreu em Guarujá (SP) — Foto: Divulgação/Corpo dos BombeirosCabo Moraes tentava resgatar vítimas quando morreu em Guarujá (SP) — Foto: Divulgação/Corpo dos Bombeiros

Cabo Moraes tentava resgatar vítimas quando morreu em Guarujá (SP) — Foto: Divulgação/Corpo dos Bombeiros

Rogério de Moraes Santos trabalhava como bombeiro e estava lotado na corporação de Guarujá. Ele morreu durante a madrugada desta segunda-feira (3), tentando salvar mãe e bebê dos deslizamentos, no Morro do Macaco.

Cabo Batalha

Soldado trabalhava no Corpo de Bombeiros de Guarujá (SP) — Foto: Reprodução/ Redes SociaisSoldado trabalhava no Corpo de Bombeiros de Guarujá (SP) — Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Soldado trabalhava no Corpo de Bombeiros de Guarujá (SP) — Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O cabo Marciel De Souza Batalha atuava como bombeiro na corporação de Guarujá. Ele estava junto com o cabo Moraes e também morreu enquanto tentava salvar vítimas dos deslizamentos.

Moisés Elias Neto

Terceirizada precisou drenar água de cratera em São Vicente (SP) — Foto: Vanessa Rodrigues/ A TribunaTerceirizada precisou drenar água de cratera em São Vicente (SP) — Foto: Vanessa Rodrigues/ A Tribuna

Terceirizada precisou drenar água de cratera em São Vicente (SP) — Foto: Vanessa Rodrigues/ A Tribuna

O idoso de 86 anos morreu após o chão da clínica de repouso em que ele morava ceder, em São Vicente. Moisés Elias Neto ficou soterrado em uma cratera que se formou no chão do banheiro da clínica, localizada no bairro Vila Valença. Segundo o Corpo de Bombeiros, foi necessário uma empresa terceirizada ir até o local para bombear a água que estava no buraco. Após a drenagem, eles conseguiram encontrar o corpo da vítima.

Outras vítimas

Na noite desta terça-feira, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou os nomes de outras vítimas, que já tiveram os corpos liberados às famílias pelo Instituto Médico Legal (IML). São elas:

Aliffer Adailton Granero da Silva – 6 anos

Allana Granero de Oliveira – 3 anos

Edvaldo José Deolindo – 43 anos

Elisandra de Souza Santana Cândido – 28 anos

Esther Gabrielly Sousa da Silva – 11 anos

Jhenifer Maria de Souza Nunes – 25 anos

Karina Aparecida Pereira da Silva – 26 anos

Kátia de Oliveira Paulo – 37 anos

Laudemir Cilas Tiburcio – 60 anos

Samuel Alves dos Santos – 32 anos

As outras vítimas ainda não foram identificadas.