População de Maracás já cobra serviço do novo gestor


 

Resultado de imagem para foto de maracás

 

A cidade de Maracás, que fica há 350 Km de Salvador, considerada a cidade das flores e vanádio, possui um povo exigente, onde já pede alguma coisa que sinalize as mudanças que foram faladas em palanque pelo então candidato Soya durante campanha. A reportagem do blog e jornal Café com Leite esteve falando com  pessoas da cidade e também com funcionários do alto escalão da prefeitura, onde a informação que obteve, foi que ainda está faltando ter em mãos a documentação necessária, para que facilitem o começo dos trabalhos da nova administração, onde o último dia é 29 deste mês para que o ex-prefeito Paulo dos Anjos passe toda documentação. Ainda em conversa um pouco informal com o secretário de Administração, Reginaldo Amorim Novaes (Rege), ele disse que os trabalhos essenciais estão sendo mantidos, mas que assim que a prefeitura tiver apta a trabalhar como deve, com os documentos necessários, certamente os trabalhos serão iniciados com mais precisão. O que acontece é que quase todas as mudanças de gestões, principalmente quando o novo prefeito é adversário do que está saindo, como é o caso de Soya em Maracás, há um pouco mais de dificuldade para realizar a transição.

Resultado de imagem para foto do prefeito Soya

 

Claro que um candidato quando sobe em palanque e começa a crescer na aceitação popular, por promessas de mudanças caso seja eleito, certamente ele vai ser mais cobrado, bem como a sua responsabilidade perante o povo e o município passa a ser bem maior que um candidato de reeleição, que já vem de uma administração mediana e que ainda assim ganha as eleições. Esse não tem muito que se preocupar, pois o povo lhe escolheu, como se tivesse aprovando o seu trabalho como administrador. Pelo perfil de Soya como cidadão e empresário, a expectativa é que realmente ele vai fazer a diferença. Claro que ainda é cedo para tais cobranças. Pois até mesmo o secretariado precisa de um tempo para se adaptar às suas novas funções. E no caso de Maracás, que de acordo às palavras do secretário Rege, os documentos necessários ainda não foram passados para dar início aos trabalhos como deveria, como já foi dito, o que é mais um motivo para a população ter paciência. Existe um dizer popular na Bahia, que o ano só começa nessa terrinha boa depois do carnaval. Mas nesse caso aqui os atrasos são por outros motivos. O que a população deve fazer é aguardar os acontecimentos durante toda administração de forma responsável para ajudar Maracás crescer.