Polícia faz busca na casa do presidente do PSL. Por que só agora?


Há quem esteja sem entender por que só agora, justamente “depois da briguinha” entre Bolsonaro e PSL, um mandado de busca e apreensão contra o presidente do partido foi emitido.

Jair Bolsonaro e Luciano Bivar

 

O mandado de busca e apreensão contra Luciano Bivar, presidente do PSL, foi interpretado por internautas como “a hora de Bolsonaro está chegando”.

Nesta terça-feira (15), a Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na residência do deputado federal e presidente do PSL, Luciano Bivar, em Jaboatão dos Guararapes (PE), em meio ao esquema das candidaturas de laranjas na eleição de 2018.

Além da casa de Luciano Bivar, a sede do PSL em Pernambuco, duas gráficas e os endereços de três candidatas entraram nos mandados de busca e apreensão.

Os mandados foram autorizados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco a pedidos da polícia e do Ministério Público.

Internautas não perderam tempo, e assim que se tornou público o mandado contra Luciano Bivar, já criaram uma hashtag, marcando o tempo do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de ser investigado.

Há quem esteja sem entender por que só agora, justamente “depois da briguinha” entre Bolsonaro e PSL, um mandado de busca e apreensão contra o presidente do partido foi emitido.