Pazuello é aconselhado a não disputar vaga no Senado após relatório da CPI


Pazuello de máscara
Eduardo Pazuello. Foto: Sérgio Lima

Com o desgaste causado pela CPI da Covid, Eduardo Pazuello tem sido aconselhado a disputar vaga na Câmara. Aliados avaliam que seria melhor concorrer como deputado do que como senador. Ele já admitiu a aliados que vai disputar vaga no Congresso, mas ainda não decidiu qual posto.

Interlocutores do ex-ministro e membros do governo Bolsonaro acreditam que ele não vai vencer a eleição para o Senado. Acreditam que o Planalto vai escolher somente um nome para apoiar, segundo a coluna de Bela Megale no Globo.

Pazuello é um dos indiciados no relatório da CPI

O general sofre desgaste por ter sido indiciado no relatório da CPI da Covid. O documento atribui a ele cinco crimes: causar epidemia com resultado em morte, emprego irregular de verbas públicas, prevaricação e comunicação falsa de crime. Ele também é acusado de cometer crimes contra a humanidade, nas modalidades extermínio, perseguição e outros atos desumanos.

Ele é um dos 69 citados no documento final da CPI. Além dele, estão no relatório Élcio Franco e Mayra Pinheiro, também funcionários da pasta. Do DCM