(77) 99152-6666

Lula falará ao Conselho Nacional de Direitos Humanos


A juíza Carolina Lebbos autorizou nesta terça-feira (10) que o ex-presidente seja ouvido pelo Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) para analisar a possibilidade de violação no seu direito à defesa. A audiência está marcada para a próxima terça-feira (17). “Será uma oportunidade para aprofundar o debate técnico sobre as denúncias de grosseiras violações de direitos humanos que ele vem sofrendo no âmbito da operação Lava Jato”, afirma a defesa

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)

A matéria publicada no site 247 diz que a juíza Carolina Lebbos autorizou nesta terça-feira (10) que o ex-presidente Lula seja ouvido pelo Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) para analisar a possibilidade de violação no seu direito à defesa.

O órgão havia aberto um processo de sindicância em julho para investigar se Lula teve seu direito de defesa cerceado. A audiência em que Lula será ouvido está marcada para a próxima terça-feira (17) em Curitiba, onde Lula está preso.

conforme atesta o site, o procedimento foi aberto após a divulgação dos vazamentos de conversas entre autoridades da Lava Jato pelo site The Intercept, que escancararam a trama política para que Lula fosse condenado sem provas e preso para que não disputasse as eleições de 2018.

“Será uma oportunidade para aprofundar o debate técnico sobre as denúncias de grosseiras violações de direitos humanos  que ele vem sofrendo no âmbito da operação Lava Jato”, manifestou-se a defesa, em nota assinada pela advogada Valeska Teixeira Zanin Martins.

Leia a íntegra da nota da defesa de Lula:

“A defesa do ex-presidente Lula entende que será uma oportunidade para aprofundar o debate técnico sobre as denúncias de grosseiras violações de direitos humanos  que ele vem sofrendo no âmbito da operação Lava Jato. As referidas violações foram comunicadas ao Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas já em 2016 em um processo com amplo conjunto probatório. Hoje, o processo injusto ao qual Lula foi submetido é cabalmente comprovado pelo importante trabalho jornalístico do The Intercept e outros veículos, no que se denominou vazajato. A injustiça contra o ex-presidente Lula é um dos maiores ataques à nossa democracia.”  

Valeska T. Zanin Martins.

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Bolsonarismo é liderado por covardes! disse Glenn Greenwald:


O jornalista Glenn Greenwald, editor do Intercept Brasil, aproveitou comentário do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) para reforçar sua convicão sobre os bolsonaristas. “Vou repetir: o movimento Bolsonaro é liderado por covardes. Eles espalham mentiras só enquanto estiverem escondidos atrás de seus computadores ou aplaudidos por seus seguidores”, escreveu

O jornalista Glenn Greenwald, editor do Intercept Brasil, aproveitou comentário do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) para reforçar sua convicão sobre os bolsonaristas.

“Vou repetir: o movimento Bolsonaro é liderado por covardes. Eles espalham mentiras só enquanto estiverem escondidos atrás de seus computadores ou aplaudidos por seus seguidores. Mas quando você vai enfrentá-los na cara deles – como @demori fez hoje em Brasília – eles se escondem”, escreveu Greenwald.

O debate teria a participação do procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que desistiu.

Deputados bolsonaristas também “fugiram” do debate, conforme escreveu o deputado federal Henrique Fontana (PT-RS). “O Deltan Dallagnol não foi único a se acovardar na comissão que tratou as revelações da #VazaJato. Deputados bolsonaristas, que desqualificam o trabalho do Intercept, não apareceram p/ fazer um debate com o jornalista Leandro Demori. A bravata se restringe à internet e ao telegram”, provocou.

Glenn Greenwald

@ggreenwald

Vou repetir: o movimento Bolsonaro é liderado por covardes. Eles espalham mentiras só enquanto estiverem escondidos atrás de seus computadores ou aplaudidos por seus seguidores. Mas quando vc vai enfrentá-los na cara deles – como @Demori fez hoje em Brasília – eles se escondem. https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1171498067851272192 

@DeputadoFederal
Paulo Pimenta

ABSOLUTAMENTE NENHUM deputado da base de Bolsonaro apareceu na audiência que a Comissão do Trabalho fez hoje sobre a #VazaJato com o @demori e o Eugênio Aragão. Nas redes, já pediram prisão do @ggreenwald e o fechamento do @TheInterceptBr, mas fugiram do debate…#DelataDeltan

Com informação do 247.

935 people are talking about this

Mulher se arrisca para salvar cachorro durante assalto em Armação; “atirou três vezes, mas falhou”


Medina
Crédito da Foto: leitor/Aratu On
 

Moradores da Rua Doutor João Mendes, no bairro de Jardim Armação, em Salvador, reclamam dos constantes assaltos na região. Uma das ações criminosas, inclusive, causou pânico em mulheres duas vítimas de criminosos.

O caso, que aconteceu no estacionamento do Condomínio Horizonte das Dunas, foi registrado em três vídeos de 15 segundos cada por uma testemunha. As imagens mostram que dois suspeitos rendem uma motorista que estava a bordo de seu carro, modelo Ônix. A outra vítima, amiga da motorista, diz ainda estar com trauma do crime.

“Eu estava com o telefone na mão quando saíram das dunas dois rapazes. Um deles bateu o revólver no carro e ela [condutora] resistiu. Ele veio, tomou meu celular e estou machucada […] Ele ainda atirou três vezes na cara dela e a arma falhou duas vezes. No último tiro nós corremos. Foi Deus quem nos protegeu”, conta, sem revelar sua identidade.

Os homens conseguiram fugir em seguida pelo mesmo local que conseguiram entrar no estacionamento, um extenso matagal. O policiamento no Jardim Armação é feito pela 39ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Boca do Rio).

Entidade não descarta greve de PM a partir desta quarta; “revolta maior que em 2014”


Medina
Crédito da Foto: Fábio Gomes/TV Aratu

Uma assembleia de policiais militares baianos promovida pela Associação de Praças da PM (Aspra) pode decidir, nesta quarta-feira (11/9), pela ocorrência de mais uma greve da tropa. Em pauta, estão antigas reivindicações.

“Existe uma lei estadual que, desde 2001, não é cumprida pelo governo”, ressaltou o coordenador da Aspra e deputado estadual, Soldado Prisco. Dois acordos, segundo ele, já foram realizados anteriormente sem o cumprimento da gestão estadual.

De acordo com Prisco, entre os pontos discutidos até então não atendidos estão os pagamentos de periculosidade e insalubridade, a reforma do estatuto e o plano de carreira dos policiais militares. “Vamos negociar com a categoria, [na quarta-feira], para ver se tem como esticar, ou não, as negociações”, comentou. A assembleia acontece às 15h no Clube Adelba, no bairro de Patamares.

Por se tratar de reivindicações discutidas em diferentes ocasiões, o coordenador da Aspra diz que o momento atual, para a categoria, é próximo daquele que acabou deflagrando uma paralisação das atividades em 2014. Naquele ano foram três dias de greve.

Para este ano, o deputado não descarta nem confirma a possibilidade de greve. “É uma incógnita! Não posso dizer que vai ter ou não. A assembleia é majoritária e soberana. O desgaste hoje é pior do que em 2012 e 2014. A revolta é muito maior e não é somente dos praças. Os oficiais, basicamente, tirando o alto escalão, todos estão revoltados”, frisou.

A reportagem do Aratu On pediu um posicionamento da entidade que representa os oficiais da Polícia Militar da Bahia, a Força Invicta, mas até a publicação desta reportagem o grupo não tinha se pronunciado sobre a assembleia da Aspra.

O representante dos PMs, que já chegou a falar do tema no plenário da Assembleia Legislativa, reforça que não é dos seu interesse, tampouco da tropa, que aconteça uma paralisação e espera que o governo do estado esteja disposto a dialogar sobre a situação. Prisco ressalta que a categoria é a única entre os servidores públicos baianos que não recebe insalubridade e periculosidade.

“A gente vai aguardar até o final da assembleia, na expectativa de que chegue alguma proposta de negociação por parte do governo do estado”, declarou, com a expectativa de que um novo acordo possa acontecer.

A foto de Eduardo Bolsonaro com uma arma na cintura é mais um tiro no pé do turismo


 

No mesmo dia em que um de seus irmãos deixou explícito que as mudanças pretendidas pelos Bolsonaro não se dariam por vias democráticas e que seu pai revelou o nível de profundidade intelectual de seu programa de TV favorito, Eduardo Bolsonaro também não surpreendeu.

Vulgo zero-três visitou o pai no hospital Vila Nova Star com uma pistola Glock enfiada na cinta.

Nada de novo. Na primeira vez que vi Eduardo Bolsonaro numa das manifestações pró impeachment, ele estava armado. Sabe-se que anda assim sempre. Zero-três possui porte de arma por ter cargo de policial federal.

E como não bastasse ser troglodita, é preciso mostrar-se troglodita. Postou a foto nas redes sociais com a legenda:

“Tudo bem com Jair Bolsonaro. Mais uma vez agradecemos a equipe médica que realizou a cirurgia e a todos que oraram, rezaram ou de alguma maneira enviaram energias positivas. Deu certo.”

Pergunto-me o que um pretenso turista, em planejamento de férias, pensaria ao ver uma imagem como aquela.

Se as pessoas estão portando armas na cintura até para visitar o pai – que é presidente do país – dentro de um hospital, qual o grau de segurança desse lugar? Você optaria pelo Brasil para a próxima viagem?

Enquanto seu pai assistia ao programa infantil Chaves (acredite se quiser), Eduardo Bolsonaro conseguiu, num só tiro, desacreditar o aparato de segurança da presidência e piorar mais um pouco a imagem do país perante o mundo.

O candidato à diplomata (indicado por notório saber na arte de fritar hambúrgueres) deve crer que sua pose de pistoleiro colabora com a imagem do Brasil.

Na verdade, associado aos vídeos toscos na mesa da sala de casa, expõe-nos como um país de jagunços.

Enquanto o território arde em chamas, programas de assistência social viram cinzas, a economia patina, livros são amaldiçoados e a segurança pública vai de mal a pior, o clã biroliro demonstra truculência em verborragia e fotos.

“Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá”, disse Carlucho.

“Cara, se quiser fechar o STF sabe o que você faz? Não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo”, falou Eduardo.

“Isso daí, tá ok”, meditou o patriarca.

Assim vamos assistindo a imagem do país se deteriorando em velocidade assustadora.

A inaptidão dessa turma não se resume a nomear como embaixador do turismo brasileiro alguém que está com o passaporte apreendido (sim, a Embratur – instituto ligado ao Ministério do Turismo – cometeu a façanha ao dar o cargo ao jogador Ronaldinho Gaúcho). É preciso desrespeitar esposas de presidentes com termos baixos, é necessário cometer a grosseria de não receber um ministro francês alegando agenda cheia e, provocativamente, fazer uma live direto da barbearia.

É preciso incentivar o extermínio de populações indígenas e liberar centenas de agrotóxicos proibidos no resto do mundo.

O que os Bolsonaro estão fazendo com o país foi sintetizado ontem: Apreço pela ditadura, incentivo à violência civil armada e emburrecimento em frente à TV. Tudo num só dia.

Qual futuro nos espera? Fonte DCM.

 

Número de vítimas do furacão Dorian nas Bahamas sobe para 45


Segundo autoridades, muitas pessoas ainda estão desaparecidas e o total de mortos deve aumentar

[Número de vítimas do furacão Dorian nas Bahamas sobe para 45]
Foto : Wikimedia Commons

Pelo menos 45 pessoas morreram após a passagem do furacão Dorian nas Bahamas, segundo novo balanço provisório anunciado na noite de domingo (8) pela polícia local. No total, 37 corpos foram encontrados na Ilha de Abaco e oito em Grand Bahama.

Segundo as autoridades, no entanto, muitas pessoas ainda estão desaparecidas e o total de mortos deve aumentar. O furacão devastou o norte das Bahamas na semana passada e deixou um rastro de caos, com milhares de pessoas esperando resgate nas ilhas mais afetadas.

 

De olho em herança de R$ 800 mil, madrasta envenena criança de 11 anos


Madrasta é presa por matar criança de 11 anos. Sem saber, criança tomou doses diárias de veneno durante dois meses e morreu aos poucos

madrasta envenenou enteada 11 anos
Madrasta envenenou Mirella (imagem) aos poucos para não deixar suspeitas

Mirella Poliane Chue de Oliveira, de 11 anos, faleceu no dia 14 de junho em Cuiabá (MT), mas a sua morte só foi esclarecida nesta segunda-feira, dia 9 de setembro.

Investigadores da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) concluíram que a menina de 11 anos foi envenenada pela madrasta, Jaira Gonçalves de Arruda, de 42 anos.

A mulher cometeu o crime para conseguir a herança da enteada, de R$ 800 mil. A vítima tinha direito a uma indenização pela morte da mãe durante o parto, por erro médico em um hospital de Cuiabá. A ação foi movida pelos avós maternos da criança.

Em 2019, após 10 anos, o processo foi encerrado, e o hospital foi condenado a pagar uma indenização de R$ 800 mil à família, já descontando os honorários advocatícios.

Parte do dinheiro ficaria depositada em uma conta para a menina movimentar na idade adulta. A Justiça autorizou que fosse usada uma pequena parte desse fundo para despesas da criança, mas a maior quantia só poderia ser acessada aos 24 anos. O dinheiro começou a ser pago neste ano.

Até 2018, a menina era criada pelos avós paternos. Em 2017, a avó paterna morreu e, no ano seguinte, o avô também faleceu. Então, a garota passou a ser criada pelo pai e pela madrasta, Jaira Gonçalves de Arruda. A partir daí, a mulher deu início ao plano de matar a criança para ficar com a indenização, segundo investigadores.

Envenenada aos poucos

A investigação apontou que a madrasta deu doses diárias de veneno para a menina durante dois meses. Uma substância de venda proibida foi ministrada gota a gota, entre abril e junho deste ano.

Mirella Poliane morreu após ser internada em um hospital particular da capital mato-grossense. Inicialmente, houve suspeita de meningite, bem como de abuso sexual, mas um exame de necrópsia no Instituto de Medicina Legal (IML), da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), descartou estas hipóteses.

O laudo pericial, até aquele momento, apontava como morte por causa indeterminada. Depois, através de exames, foram detectadas duas substâncias no sangue da vítima: uma delas veneno que provoca intoxicação crônica ou aguda e a morte.

Segundo a polícia, a substância não é encontrada em medicamentos, portanto, a ingestão por humanos somente pode ocorrer de forma criminosa. Os sintomas da ingestão são visão borrada, tosse, vômito, cólica, diarreia, tremores, confusão mental e convulsões.

A menina era envenenada aos poucos para não levantar suspeitas. Todas as vezes que a menina passava mal era levada ao hospital, onde ficava internada de três a sete dias e, depois, melhorava. Ao retornar para casa, ela voltava a adoecer.

Ao todo, foram nove internações em dois meses. Ela recebia diagnósticos de infecção, pneumonia e até meningite. Na última vez em que foi parar no hospital, a menina já chegou morta. O hospital não quis declarar o óbito, mas suspeitava ser meningite.

Avó materna

A avó materna está inconsolável com a informação de que a neta foi assassinada pela madrasta. “Lutei dez anos pela morte da minha filha Poliane [Mãe de Mirella]. Quando ganhei para dar um futuro melhor para minha neta, acontece isso”, lamentou a avó Claudina Chue Marques.

A família materna de Mirella agora cobra Justiça e pede a responsabilização do pai como cúmplice. “Ele sendo marido dela, como pai, ele tinha que chamar a avó materna, porque somos responsáveis. Ele não teve a capacidade, ele não é um homem de palavra, não é um homem de caráter, não teria que ter deixado a responsabilidade para ela, obrigado ela chamar a mulher de mãe. Ele foi irresponsável, um pai desnaturado”, diz a avó.

Claudina contou que sempre tentou visitar a neta no hospital durante as internações da menina, mas sempre era impedida. Após muita insistência, ela conseguiu uma vez. “Fui ao Juizado para tentar visitar ela no hospital. Eles estavam escondendo ela de mim. Era estranho porque não deixavam a gente chegar perto”, lembra.

Polícia indicia seguranças de mercado por chicotear jovem negro em São Paulo


Adolescente reconheceu os acusados e foi encaminhado a um abrigo da rede socioassistencial da Prefeitura de São Paulo

[Polícia indicia seguranças de mercado por chicotear jovem negro em São Paulo]
Foto : Reprodução

A Polícia Civil de São Paulo indiciou Davi de Oliveira Fernandes, 37 anos, e Valdir Bispo dos Santos, 49 anos, ex-seguranças do supermercado Ricoy, por chicotear e torturar um jovem negro de 17 anos, após ele tentar furtar um chocolate. O adolescente foi levado ontem (9) para o 80º Distrito Policial, da Vila Joaniza, zona Sul de São Paulo, e reconheceu seus agressores, que estão presos temporariamente.

Valdir Bispo dos Santos se entregou à Polícia Civil no último sábado (7). O outro investigado, David Oliveira Fernandes, já havia sido preso na sexta (6).

A ordem de prisão temporária com prazo prorrogável de cinco dias partiu da juíza criminal Tatiana Saes Valverde Ormeleze, acolhendo representação da Polícia Civil de São Paulo. A magistrada também autorizou buscas e apreensões contra os investigados.

O adolescente foi encaminhado a um abrigo da rede socioassistencial da Prefeitura de São Paulo.

 

Batismo: Rubens, sua esposa Rosélia e mais seis cristãos desceram às águas em Planaltino


A imagem pode conter: 10 pessoas, incluindo Loi Britto, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

 

O dia 8 de Setembro foi de festa, regada de muito louvor na voz do cantor gospel André, mas também muita  alegria dos dezenas de membros e visitantes para receber mais oito novos irmãos que entregaram os seus caminhos para Deus tomar conta, mas que neste dia houve a confirmação do querer, ao aceitar descer às águas quase geladas num dia de muito frio na cidade de Planaltino.

Quem estava ministrando o culto para acontecer o batismo, foi o pastor Ivan, da cidade de Jequié, que é responsável, na condição de pastor, de uma congregação Batista no bairro Joaquim romão na Cidade do Sol. O pastor Ivan disse que já faz parte da família planaltinense e que se sente privilegiado por estar sempre participando e trazendo mensagem para o povo de Planaltino. “Pra mim, é um privilégio estar mais uma vez nesta cidade e nesta igreja para um encontro tão importante como este. Me lembro que no dia 30 de Março eu estive aqui nesta mesma casa para realizar os laços matrimoniais de ‘Rubão’ e Rosélia, onde hoje pude ter a alegria de ter vindo realizar, ao lado do pastor Claudionor, o batismo do casal e mais seis almas”, comentou o pastor Ivan, demonstrando alegria e emoção. (Continue lendo depois das fotos.)

 

André canta e alegra os corações dos membros da igreja

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, casamento

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, incluindo Loi Britto, casamento, criança e área interna

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo

O pastor jequieense lembrou ainda que no dia anterior ao batismo, o pastor da Batista de Planaltino, Claudionor foi consagrado para Pastor, juntamente com os seus auxiliares Diáconos, Diaconisas e Missionária, que foram: Neuza, Adailton e Adailza. A esposa do pastor Claudinor, Elenilza foi consagrada Missionária.

As Pessoas que foram batizadas no domingo 8 de setembro foram: José Rubens (Rubão) Rosélia (Lôi), Claudia, Sivaldo, Gerolina, Laís, Izabel, José Carlos e Antônio.

O Pastor Claudionor disse estar muito feliz em vê o rebanho crescendo, mas que tem conhecimento da sua responsabilidade de cuidador deste rebanho. “Acreditamos que com muita humildade e amor, a gente vai poder conduzir bem, pois em tudo a gente tem que colocar o Senhor à frente, e até aqui o Senhor tem nos sustentado e acredito que assim vai seguir”, disse o pastor que acaba de ser consagrado.

Após a cerimônia batismal e num clima de muita paz e alegria, um gigantesco bolo foi dividido em dezenas de pedaços e servido a todos, tanto membros quanto visitantes.

Como disse o título, foi realmente um dia de grande festa.

Promessa do judô brasileiro, Gabriel Schlichta morre aos 20 anos na piscina de casa


Gabriel Schlichta: Integrante da seleção brasileira e um dos principais talentos da nova geração do judô nacional

morte Gabriel Schlichta judô brasileiro
Gabriel Schlichta

Considerado uma promessa do judô no Brasil, Gabriel Schlichta Adriano, de 20 anos, foi encontrado morto neste domingo (8) na piscina de sua casa, no bairro de Tingui, em Curitiba.

O jovem era tido como um dos principais talentos da nova geração na modalidade e defendia a seleção brasileira sub-21 de judô na categoria até 73kg.

“A morte de Gabriel Adriano nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor. Agradecemos a todas as mensagens de conforto recebidas até agora. Elas só mostram o quanto era querido por todos, com seu profissionalismo, inteligência, amizade e grande atleta. Devemos sempre lembrá-lo com alegria, gratidão e muita saudade”, comunicou a Sociedade Morgenau, clube no qual o atleta treinava.

Gabriel, segundo informações da Federação Paranaense de Judô, foi bronze no Campeonato Pan-Americano sub-18 e campeão sul-americano no peso leve (até 73kg). O atleta de 20 anos também chegou várias vezes ao pódio em competições estaduais e nacionais.

A Sociedade Morgenau e a federação também comunicaram que o corpo de Gabriel Adriano foi velado no início do dia e será sepultado na tarde desta segunda-feira (9) no município de Colombo, na Grande Curitiba.

O falecimento prematuro do jovem gerou forte comoção no meio esportivo e nas redes sociais. Amigos e familiares foram surpreendidos com a perda. As circunstâncias da morte ainda não foram completamente esclarecidas.

Conheça temperos diferentes e nutritivos para substituir o sal e o açúcar


Temperos saudáveis são opções para inserir na alimentação de maneira benéfica à saúde

Os maiores vilões de pessoas adeptas a seguir uma dieta saudável e balanceada são o sal e o açúcar, presentes em grande quantidade na maioria das comidas. Esses temperos podem trazer sabor, porém, quando consumidos de maneira incorreta, podem impactar a saúde negativamente.

O consumo excessivo de sódio (presente no sal de cozinha) causa graves problemas à saúde, entre eles hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças renais, e outros. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo diário de sódio não ultrapasse 2.400 mg, o que representa 6 gramas de sal, porém grande parte da população brasileira ingere o dobro por dia (12 gramas).

Foto: Reprodução | Instagram

Já o açúcar (sacarose) é um carboidrato que, apesar de oferecer benefícios ao organismo com a produção de serotonina (sensação de bem-estar) e a regulação do sono e humor, pode gerar problemas ao organismo e deve ser consumido com cautela. O consumo de açúcar recomendado pela OMS é de 25g, porém os brasileiros tendem a consumir 80g por dia (mais que o triplo sugerido). A obesidade, problemas cardiovasculares, hipertensão e diabetes são doenças recorrentes do consumo exagerado do açúcar.

Por isso, o mercado tem oferecido cada vez mais produtos que podem substituir o sal e o açúcar na alimentação de maneira saudável e nutritiva. Confira abaixo algumas opções.

Para substituir o sal
Sal Rosa do Himalaia: O sal Rosa do Himalaia é originário das superfícies rochosas do Himalaia e possui na sua composição diversos minerais como magnésio, cálcio e potássio, importantes para o bom funcionamento do organismo. Utilizado para temperar alimentos, adicionando mais sabor e leveza aos pratos, o sal Rosa do Himalaia, pode ser utilizado em preparações salgadas e doces

Tempero de Cúrcuma: Utilizada há mais de 4000 anos, a cúrcuma é uma planta da mesma família do gengibre que possui ações anti-inflamatória, antioxidante, antibacteriana e digestiva. Esse tempero combina com qualquer tipo de prato salgado.

Sal Marinho: O sal marinho é resultado da evaporação da água do mar. Como não passa pelo processo de refinamento do sal de cozinha comum, possui mais minerais importantes para o organismo, como o iodo, que combate doenças no organismo como problemas relacionados a tireoide. Pode ser utilizado em saladas, preparações salgadas e finalizações de pratos.

Para substituir o açucar
Açúcar Demerara: O açúcar demerara é obtido a partir da cana-de-açúcar, através de um processo especial, onde passa por um leve refinamento e não utiliza aditivos químicos para o seu branqueamento, preservando assim os seus nutrientes. É um tipo de açúcar cristal mais escuro e ligeiramente mais úmido do que o açúcar comum. Tem fácil diluição e não altera o sabor das preparações.

Açúcar de Coco: O açúcar de coco possui baixo índice glicêmico comparado com o açúcar comum, sendo uma alternativa mais saudável. Contém elevada quantidade de potássio, magnésio, zinco e ferro e também de vitaminas B1, B2, B3 e B6. Pode ser utilizado como substituto do açúcar comum na preparação de sucos, doces, bolos, biscoitos, entre outros.

Suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, diz OMS


Segundo o relatório, no Brasil foram registrados 13.467 casos, sendo a grande maioria entre homens

[Suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, diz OMS]
Foto : Marcel Ávila /Prefeitura de Pelotas

Um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito. O relatório também aponta que a cada 40 segundos uma pessoa se suicida, sendo que 79% dos casos se concentram em países de baixa e média renda. O documento foi divulgado hoje (9), véspera do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro).

Quando se considera a faixa etária de 15 a 19 anos, o suicídio aparece como segunda causa de mortes entre as meninas, atrás apenas das complicações na gravidez, e a terceira entre meninos, depois de acidentes de trânsito e violência.

A estimativa da OMS é que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano – os números do relatório são referentes a 2016. No Brasil, foram registrados 13.467 casos, sendo a grande maioria – 10.203 – entre homens.

No período de 2010 a 2016, a região das Américas foi a única a apresentar crescimento da taxa global de suicídios. A alta foi de 6%, enquanto a taxa global caiu 9,8%.

 

 

Maior árvore da Amazônia com 88 metros sobrevive às queimadas


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Espécies mais antigas estão a salvo dos efeitos causados pelas queimadas que atingiram a Amazônia nas últimas semanas.

Uma das árvores mais altas da região foi identificada por um sensor remoto no Pará em agosto e, quase por milagre, sobreviveu.

A árvore da espécie Dinizia excelsa, também conhecida como Angelim Vermelho, tem 88 metros de altura e 5,5 metros de circunferência.

Como

Para encontrar esta árvore, uma equipe de 30 pessoas fez uma viagem de barco e depois a pé. Moradores locais, bombeiros e cientistas do Brasil e da Grã-Bretanha percorreram 230 quilômetros até à Floresta Estadual do Pará.

Até então, a árvore mais alta registrada media 70 metros.

Quando descobriram esta ‘gigante’ da Amazónia, ela estava totalmente intacta e preservada do incêndio.

A Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia do Amapá publicou os detalhes das pesquisas realizadas pela Universidade Federal dos Vales de Jequitinhonha e pelas universidades britânicas, Cambridge e Swansea.

Distância 

Os incêndios originados há um mês, consumiram grande parte da Amazônia.

Entre as perdas causadas pela tragédia, cerca de 2.000 novas espécies, mais de 6 milhões de quilômetros quadrados de florestas num raio que abrange 350 grupos indígenas.

Embora essas perdas possam ter conseqüências complexas, algumas dessas árvores foram visualizadas e reconhecidas pelos sensores aéreos.

A distância dessas espécies em relação aos focos de incêndio fez com que permanecessem intactas sem risco à sobrevivência delas.

“A árvore está numa região cercada por dois grandes afluentes do Amazonas, os rios Parú e Jari.

Devido ao difícil acesso, a região não é visada por madeireiros, agropecuaristas, nem garimpeiros”, disse Eric Bastos Gorgens,  professor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, e coordenador da expedição.

Com informações do Nation e NIT Portugal

Procurador se irrita com salário de R$ 24 mil: “até quando esse mizerê?”


Em áudio vazado, procurador desabafa e diz que passou a viver a base de comprimidos e antidepressivos por conta do salário “miserável” de R$ 24 mil. “Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou passando a gastar R$ 8 mil, para poder viver com o salário atual”

procurador salário R$ 24 mil Minas Gerais
Prédio do Ministério Público de Minas Gerais (Imagem: Yuran Khan/Bhaz)

“Quero saber se nós, no ano que vem, vamos continuar nessa situação ou se vossa excelência já planeja alguma coisa, dentro da sua criatividade, para melhorar nossa situação. Ou se vamos ficar nesse mizerê. Estou fazendo a minha parte. Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou passando a gastar R$ 8 mil, para poder viver com os meus R$ 24 mil. Agora, eu e vários outros, já estamos vivendo à base de comprimidos, à base de antidepressivo. Estou falando desse jeito aqui com dois comprimidos sertralina por dia, tomo dois ansiolíticos por dia e ainda estou falando desse jeito. Imagine se eu não tomasse? Vamos ficar desse jeito? Nós vamos baixar mais a crista? Nós vamos virar pedinte, quase?”

O desabafo acima é do procurador Leonardo Azeredo dos Santos e foi registrado durante uma reunião da câmara de procuradores de Minas Gerais. O encontro discutia o orçamento do Ministério Público para 2020.

Leonardo reclamou do salário de R$ 24 mil e o áudio com a sua fala foi divulgado no site do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). A imprensa local repercutiu o caso.

O procurador estaria preocupado com a possibilidade de Minas Gerais assinar um acordo de recuperação fiscal com o governo federal, assim como fez o governo do Rio de Janeiro. Neste cenário, o estado ficaria impedido de conceder aumento salário aos membros do Ministério Público.

Nas redes sociais, o áudio do procurador provocou reações. “A pergunta que não cala: onde encontra R$ 24 mil na iniciativa privada? Anti-depressivo para mim seria ganhar R$ 24 mil”, observou um internauta.

“Nossa, fiquei com muita pena desse procurador. Imagina a maioria do povo brasileiro, que vive com um salário? Falta de vergonha na cara e de noção da realidade do País”, criticou outro.

“Esse é o fantástico mundo do Ministério Público e do judiciário brasileiro. Duvido que em um país sério alguém com tanta responsabilidade institucional teria essa postura”, publicou mais um.

Em nota, o MPMG informou que não estuda a adoção de benefícios para a carreira de procuradores, promotores ou de servidores, em vista da grave crise financeira vivida pelo estado.

Amazônia registra quase 5 mil focos de queimadas em setembro, segundo o Inpe


Do início de janeiro até o dia 8 de setembro de 2019, o bioma acumula 51.760 focos de queimadas, alta de 48% em relação ao mesmo período de 2018

[Amazônia registra quase 5 mil focos de queimadas em setembro, segundo o Inpe]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

O bioma Amazônia teve, até ontem (8), 4.935 focos de queimadas, segundo o sistema de monitoramento de focos ativos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A atualização dos dados é diária.

Do início de janeiro até o dia 8 de setembro de 2019, o bioma acumula 51.760 focos de queimadas, um aumento de 48% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram 34.995 focos.

Quando se considera todo o território nacional, o mês de setembro deste ano começou com menos focos ativos do que setembro de 2018. Até o dia 8, foram registrados 12.285 focos de queimadas, ante 17.705 nos mesmos dias do ano passado.

No acumulado do ano, de janeiro até 8 de setembro de 2019, foram 102.786 focos no Brasil, o que representa um aumento de 45% em relação aos 70.631 focos observados no mesmo período de 2018.