(77) 99152-6666

Barack Obama compara Bolsonaro a Trump em entrevista ao Conversa com Bial na Globo


Barack Obama compara Bolsonaro a Trump em entrevista ao Conversa com Bial na Globo

Foto: Reprodução / Globo

Ex-presidente dos EUA, Barack Obama foi o convidado do programa Conversa com Bial, da Rede Globo, da madrugada desta terça-feira (17). Quatro anos após deixar o cargo ele está lançando “Uma Terra Prometida”, o primeiro volume de suas memórias. No papo, conversou sobre a obra, a relação com o expresidente Luís Inácio Lula da Silva, a visita que fez ao Rio de Janeiro em 2011, a pandemia, a vitória de seu ex-vice Joe Biden nas eleições norte-americanas e a relação com o Brasil.

 

Ao ser questionado sobre o comentário do presidente Jair Bolsonaro sobre o uso de pólvora contra os EUA (relembre aqui), ele respondeu: “Eu não conheço o presidente do Brasil. Eu já tinha saído quando ele assumiu o cargo. Então não quero dar uma opinião sobre alguém que não conheci. Posso dizer que, com base no que vi, as políticas dele, assim como as do Donald Trump, parecem ter minimizado a ciência da mudança climática. E o Brasil é obviamente um ator central na ação de poder ou não frear os aumentos de temperatura que podem causar uma catástrofe global. A minha esperança é que, com o novo governo de Biden, exista uma oportunidade de redefinir a relação”, pontuou.

 

“Sei que Joe Biden vai enfatizar que a mudança climática existe. Tanto os Estados Unidos quanto o Brasil vão desempenhar um papel de liderança. Sei que Joe Biden vai enfatizar a ciência quando se trata da existência da Covid-19. Precisamos nos mobilizar dentro no nosso país e de forma internacional para tentar dar um fim a essa pandemia. Mas, no fim das contas, os Estados Unidos e o Brasil têm muitas coisas em comum. O progresso que precisa acontecer, não só no hemisfério, mas no mundo, vai ser, em parte, determinado pela qualidade da relação entre os nossos dois países”, considerou.

 

Em relação a vice-presidente eleita, Kamala Harris, lembrou que o trabalho de empoderar as mulheres é contínuo. “Foi interessante, como presidente, poder observar que os países que oprimem as mulheres, que não usam os talentos das mulheres, tendem a ser os países que não se desenvolvem economicamente e que têm outros problemas. Os países que muitas vezes estão se saindo bem e que conseguem desfrutar de todo o potencial do país em parte é porque reconhecem que, se não incluírem meninas e mulheres, metade da população envolvida em resolver os problemas, criar negócios e encontrar curas para novas doenças”, avaliou

 

“Se não treinamos metade da população, é como uma equipe de futebol que deixa metade dela fora de campo. Você vai perder. Espero que Kamala Harris seja apenas o início de um processo no qual cada vez mais mulheres no mundo sejam vistas como líderes viáveis nos níveis mais altos”, desejou. Para assistir a entrevista completa clique aqui.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Mais de 10 bairros de Salvador têm ‘apagão’ durante a madrugada


Falta de energia foi causada pelo desligamento de uma subestação da Chesf

Moradores de diversos bairros de Salvador foram surpreendidos por um apagão na madrugada desta terça-feira (17). Há relatos de falta de luz em bairros da Orla e também do miolo da cidade.

O apagão aconteceu por volta de 1h. Ficaram sem energia os bairros de Mussurunga, São Cristóvão, Sussuarana, São Rafael, Federação, Stella Maris, CAB, Itapuã, Patamares, Monte Serrat, Cidade Baixa, Pituba, Costa Azul, Cabula VI, Retiro, Cajazeiras, Itapagipe e Lobato.

Em nota, a Coelba informou que a causa da falta de energia foi o desligamento de uma subestação da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), às 0h34. “Dois minutos depois, a Coelba iniciou a normalização de 50% dos clientes, através de transferências de cargas direto do Centro de Operações da distribuidora. A normalização total ocorreu após a energização da Subestação da Chesf e o retorno das cargas para a Coelba, por volta de 01h50”, diz a nota enviada pela empresa.

Ainda em nota, a Coelba informou que aguarda um posicionamento da Chesf sobre o desligamento da subestação. Do Correio da  Bahia

 

Aos 21 anos, prefeito eleito de Tucano, na Bahia, está entre os mais novos do Brasil


125869225_3936156136403224_4157881248562608977_o

Eleito prefeito da cidade de Tucano, com 49,27% dos votos, Ricardo Maia (PSD), de 21 anos, está entre os novos gestores municipais mais jovens do Brasil.

Ricardo Maia teve 14.166 votos no total e derrotou o candidato Rubinho (DEM) que obteve 10.695 votos (37,20%). O vice-prefeito na chapa é a Robson Ferreira (PSD).

Por outro lado, o mineiro José Braz (PP), de 95 anos, será o prefeito mais idoso do país. A partir de 1º de janeiro ele vai comandar o município de Muriaé (MG), a 314 quilômetros de Belo Horizonte. Braz não é estreante na política, o empresário já havia ocupado o cargo na cidade em outros dois mandatos, entre 2005 e 2012. Desta vez, ele teve 42,80% dos votos. Ele foi dos 71 candidatos a prefeito acima de 80 anos no pleito de 15 de novembro.
Prefeitos mais jovens e mais velhos eram minoria entre os 3.546 eleitos no primeiro turno até a madrugada de domingo. Apenas 24 candidatos vencedores tinham até 25 anos. E 284 tinham mais de 65 anos.Fonte Blog Macaubense

Número de mulheres eleitas para a Câmara de SP bate recorde


O resultado deste ano destinará 23% das 55 cadeiras a mulheres

 


Foto: Arquivo/Fernando Frazão/Agência Brasil

O total de mulheres eleitas vereadoras por São Paulo nesta eleição bateu recorde. De acordo com dados oficializados nesta segunda-feira, 16, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os paulistanos elegeram 13 candidatas – duas delas estão entre as dez mais votadas, sendo uma transexual: Erika Hilton (PSOL). Nos últimos oito anos, o aumento da participação feminina no Legislativo Municipal foi de 116%. Em 2012, foram eleitas seis parlamentares e há quatro anos, o total foi de 11.

 

O resultado deste ano destinará 23% das 55 cadeiras a mulheres. Na comparação com a atual composição, o ganho é ainda maior, já que atualmente são 8 exercendo o mandato. A diferença se dá porque uma foi eleita deputada federal em 2018, uma se licenciou do cargo para disputar a reeleição e outra deixou o cargo para virar secretária municipal.

A partir de janeiro de 2021, a lista de mulheres novas na Câmara também será alta. Das 13 eleitas, apenas cinco renovaram seus mandatos. As demais vão estrear na Casa, que também terá mais diversidade no ano que vem, com cinco negros eleitos (entre homens e mulheres).

Na divisão por bancadas, o partido mais “feminino” na Câmara será o PSOL, que elegeu quatro mulheres de um total de seis parlamentares. Porcentualmente, no entanto, o Novo só obteve duas vagas, mas as duas conquistadas por mulheres: Janaína Lima (reeleita) e Cris Monteiro.

Na lista de mulheres vencedoras desta eleição estão ainda representantes de dois coletivos, ambos do PSOL: Silvia Andrea Ferraro, da Bancada Feminista, e Elaine Cristina Mineiro, do Quilombo Periférico. Fonte:Carta Capital

Confira a lista completa:

– Erika Hilton (PSOL) – 50.508 votos

– Silvia da Bancada Feminista (PSOL) – 46.267 votos

– Rute Costa (PSD) – 41.546 (reeleita)

– Luana Alves (PSOL) – 37.550

– Janaína Lima (Novo) – 30.931 votos (reeleita)

– Sandra Tadeu (DEM) – 28.464 votos (reeleita)

– Juliana Cardoso (PT) – 28.402 votos (reeleita)

– Edir Sales (PSDB) – 23.106 votos (reeleita)

– Ely Teruel (Podemos) – 23.084 votos

– Elaine do Quilombo Periférico – 22.742 votos

– Sandra Santana (PSDB) – 19.591 votos

– Cris Monteiro (Novo) – 18.085 votos

– Sonaira Fernandes (Republicanos) – 17.881 votos

Com prêmio estimado de R$ 300 milhões, apostas para a Mega da Virada começam a ser feitas


Com prêmio estimado de R$ 300 milhões, apostas para a Mega da Virada começam a ser feitas
Crédito da Foto: Marcelo Cmargo/Agência Brasil

As apostas para o sorteio especial da Mega-Sena da Virada já podem ser feitas nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. O prêmio estimado para esta edição é de R$ 300 milhões e o sorteio será realizado no dia 31 de dezembro.

Como todo concurso especial das Loterias Caixa,  o prêmio principal da Mega da Virada não acumula. Caso nenhum apostador acerte as seis dezenas, o prêmio será dividido entre aqueles que acertarem cinco números e assim por diante.

Se houver apenas um ganhador  e ele decidir aplicar todo o valor recebido na Poupança da Caixa, receberá mais de R$ 347 mil em rendimentos mensais. O dinheiro do prêmio é suficiente para comprar 42 iates no valor de R$ 7 milhões, cada. As apostas devem ser feitas com volante específico da Mega da Virada em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa Econômica Federal do país, além do app Loterias Caixa, disponível para iOS e Android, e do Portal online.

Para concorrer aos R$ 300 milhões basta marcar de 6 a 15 números dentre os 60 disponíveis no volante e torcer. O apostador ainda pode deixar que o sistema escolha os números por meio da Surpresinha. O valor da aposta simples, com 6 números, custa R$ 4,50. O jogador também pode aumentar as chances de ganhar adquirindo os bolões comercializados nas lotéricas. Na Mega-Sena, os bolões têm preço mínimo de R$ 10,00. Porém, cada cota não pode ser inferior a R$ 5,00. É possível realizar um bolão de no mínimo 2 e no máximo 100 cotas. Do

Após aumento de internações, São Paulo prorroga quarentena no estado


Governo estendeu validade de decreto até 16 de dezembro em função da alta de casos de Covid-19

[Após aumento de internações, São Paulo prorroga quarentena no estado]
Foto : Roberto Parizotti/FotosPublicas

O governo de São Paulo decidiu prorrogar a quarentena no estado até o dia 16 de dezembro. A medida foi publicada no Diário Oficial de hoje (17). O estado vive um aumento nas internações por Covid-19. Mesmo com os avanços, a quarentena é realizada desde março em todo território paulista.

Dados das autoridades de Saúde, com base na última semana epidemiológica, que vai do dia 8 ao dia 14 de novembro, apontam que as internações de casos suspeitos e confirmados da doença cresceram 18% em relação à semana anterior: a média diária das novas internações subiu de 859 para 1.009.

O Plano São Paulo, que regulamenta os estágios da quarentena nas diversas regiões do estado, estabelecendo medidas mais duras ou leves de acordo com os indicadores de saúde de cada local, não será atualizado nesta semana.Por Metro1

PLANALTINO: Romi e Luciana agradecem ao povo pela vitória no domingo 15


Foto do dia da carreata histórica que já sinalizava a vitória

 

O candidato eleito na cidade de Planaltino, popular Romi, ao lado da sua companheira de chapa Luciana do Sindicato, disseram se sentir muito agradecido, primeiramente a Deus e depois na grande parte do povo de Planaltino que acreditou na candidatura de ambos, onde no domingo foi a consumação de tudo, com a cidade repleta de pessoas vestidas de vermelho, mostrando assim que era apenas uma questão de horas para os votos serem apurados para então sair o grito da vitória entalado na garganta de cada um, como de fato aconteceu.

Romi e o povo depois da vitória
Romi e eleitores. Pessoas simples, pessoas boas

Foi muita comemoração, muita alegria, muita zoada, porém dentro de muita paz e respeito, até porque, como já vinha falado o próprio Romi, que ele sendo eleito iria governar para todos sem marcação a ninguém, pois o que faz ter disputa e a cidade ficar dividida para uma eleição é a democracia. O prefeito eleito disse que pedia sempre a Deus duas coisas: uma era para ele ganhar as eleições, para poder cuidar dos que mais sofrem. Outra coisa que Romi disse pedir a Deus era sabedoria para fazer a coisa certa, caso fosse eleito. O primeiro pedido Deus já concedeu, faltando agora o segundo que certamente será concedido também.

A vice prefeita Luciana, será sem dúvida uma grande ajudante no executivo, pois trata-se de uma conhecedora dos problemas do homem do campo, é querida por muita gente e certamente irá contribuir muito para a melhoria de vida do homem do campo.

Mas voltando a falar sobre euforia e muita alegria em cada coração que acompanhou e apostou em Romi e Luciana, logo após o resultado dando a vitória ao 22, a galera, que não foi pequena, saiu para as ruas e praças extravasando muita alegria. Nesse clima foi até altas horas do domingo e hoje, segunda feira, a cidade e povoados estão em clima de comemoração.

Vale lembrar que Romi já vem de outra eleição onde ele não foi vencedor, o que fez ainda mais a galera soltar o grito de liberdade que está contido há quatro anos. “agora é nois, pai”.É isso mesmo. Chegou a hora de Romi e Luciana governarem. O que se espera é que a exemplo das carreatas e a grande vitória no domingo, a gestão também entre para história de uma gestão espetacular.

 

Maracás: Soya foi reeleito para governar a cidade por mais quatro anos


Soya e Samel ao lados das suas esposas

 Por Walter Salles: Tendo como companheiro de chapa para fortalecer a campanha, como de fato aconteceu, o popular Samuel do Mercado Maracás, o prefeito Wilson Novaes, popular Soya, venceu as eleições de Maracás , tendo como principal adversário o empresário Fábio Penna, mas também estavam na disputa os candidatos Paulo dos Anjos, que já foi prefeito da cidade e o petista Val fontes que ficou em quarto lugar.

Dentre as coisas que surpreenderam o maracaense ao fazer a contagem dos votos, foi a pequena votação do candidato e ex-prefeito Paulo dos Anjos, que inclusive ele fez uma administração considerada pela população boa.

Muitos comentários durante a campanha sugiram, como sempre surgem, dentre estes, um foi que estava havendo uma espécie de transferência de votos do 40 para o 12. Inclusive isso foi falado pelo presidente da câmara Eugênio. Com a baixa votação que obteve o candidato do 12, fica na mente de todo mundo um: será?

Na verdade o Paulo dos Anjos era o fiel da balança, uma espécie de voto de minerva, que é aquele que desempata numa votação de algo importante numa câmara de vereadores. Nesse caso não era para o desempate, mas para dar a vitória. vai ficar no será.

Que a administração agora com o Samuel ao lado, sem racha, é o que se espera,  as coisas melhorem em Maracás, pois são os dois eleitos para ambos trabalhar pelo município. Como sempre o Café com Leite vem publicando matérias sobre a cidade de Maracás que merece mais. Merece inclusive ser mais limpa e fica aqui a sugestão para que a empresa que faz a limpeza da cidade, ou se equipe para melhorar os serviços ou ceda o lugar para outra, pois certamente haverá uma nova licitação e o povo está de olho.

Sobre a votação de cada candidato, a observação que se faz é que Fábio e Fal foram guerreiros, bateram na trave ficando para outra oportunidade.Sobre Paulo dos Anjos fica um incógnita, pois se esperava muito mais até por merecer. Sobre Val Fontes, fica os parabéns de forma especial, pois enfrentou tudo, registrou a sua candidatura ao lado da companheira Ane, seguiu firme e mostrou coragem.

Veja o resultado após o fim da apuração:
Soya – PDT – 52,72%
Fábio Penna – PSD – 40,46%
Paulo dos Anjos – PSB – 5,89%
Val de Zica Fontes – PT – 0,93%

Agora, o que o maracaense tem que exigir é que o povo seja a principal prioridade da administração, sobretudo os mais carentes. A campanha acabou, naturalmente que um ganhou e outros perderam, as coisas são assim. Que todos toquem as suas vidas para a frente e esqueçam mágoas em decorrência da campanha. Eu, como editor deste site, desta vez terminei me envolvendo um pouco mais na política ao lado de Fábio e Fal, mas já vou deixando aqui o meu abraço a todos os moradores desta amável cidade e dizer que a borracha já passou e apagou as coisas que causaram um certo mal estar. Agora é todos ajudarem o prefeito realizar uma gestão a altura do maracaense.

Investigação aponta que ataques hackers ao TSE foram uma operação coordenada


Investigação feita pela empresa SaferNet aponta que a intenção foi “desacreditar a Justiça Eleitoral”

[Investigação aponta que ataques hackers ao TSE foram uma operação coordenada]
Foto : Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Uma investigação feita pela empresa SaferNet aponta que os ataques hacker sofridos ontem (15) pelo TSE foram uma “operação coordenada” para “desacreditar a Justiça Eleitoral”. O tribunal foi alvo de negação de serviço (DDoS) contra os seus servidores e o vazamento de dados de funcionários.

A empresa trabalha em parceria com o Ministério Público Federal no monitoramento de fraudes eleitorais cometidas pela internet. “Trata-se de uma operação coordenada e planejada para ser executada no dia das eleições com o objetivo de desacreditar a Justiça Eleitoral e eventualmente alegar fraude no resultado desfavorável a certos candidatos”, disse o presidente da companhia, Thiago Tavares

Ainda segundo Tavares, os dados vazados foram obtidos de um banco de dados com informações desatualizadas sobre o sistema de recursos humanos da Justiça Eleitoral. O ataque foi feito antes do dia 23 de outubro, mas os responsáveis, deixaram para publicar ontem, para causar mais impacto.

O TSE afirmou que os IPs dos hackers que invadiram os sistemas do tribunal seriam de Portugal ou coordenados por um cidadão português. Metro1

Dez estratégias de campanha que levaram Boulos ao segundo turno em SP


Do convite à Erundina para ser a vice à oposição ferrenha a Bolsonaro, passando pela atuação nas redes: as estratégias que levaram Boulos ao segundo turno em São Paulo.

Luíza Erundina, companheira na chapa como vice, realizou uma das melhores administrações de São Paulo

 

Da Revista Fórum: Filho de um casal de médicos – a mãe é a infectologista Maria Ivete Castro Boulos, e o pai é o professor Marcos Boulos, do Departamento de Moléstias Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – e crescido em meio à classe média alta paulistana, Guilherme Boulos pediu aos pais, ainda na adolescência, para ser transferido da escola particular onde estudava para um colégio público.

A opção, diz ele, mudou sua vida e deu início à sua luta por moradia, que cresceria e mais tarde se consolidaria como principal liderança do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), enfrentando a alcunha e todo o preconceito que os movimentos sociais atraem, especialmente da mesma classe média alta de onde vivia.

No entanto, em pouco mais de dois anos – com uma candidatura às eleições presidenciais nesse meio – Guilherme Boulos conseguiu se ver livre da pecha de invasor e conquistou muitos adeptos à luta, ao explicar que eram os bancos – e não os sem-teto – os responsáveis pela “invasão” das casas de milhares de brasileiros de classe média a cada ano.

 

Covid-19: vacina da Moderna apresenta eficácia de 94,5%, diz empresa


A Moderna agora “pretende submeter-se a uma Autorização de Utilização de Emergência” nos EUA nas próximas semana

[Covid-19: vacina da Moderna apresenta eficácia de 94,5%, diz empresa]
Foto : Ingrid Anne/Semcom

Por Kamille Martinho no dia 16 de Novembro de 2020 ⋅ 10:39

A empresa americana Moderna anunciou hoje (16) que a sua vacina contra a Covid-19 revela resultados positivos e um grau de eficácia de 94,5%. Recentemente, a empresa concluiu os resultados preliminares da Fase 3 dos testes clínicos.

O teste foi realizado com 95 participantes com casos confirmados da doença. A Moderna agora “pretende submeter-se a uma Autorização de Utilização de Emergência” nos EUA nas próximas semanas.

Segundo o jornalista Jammil Chade, a expectativa é que, antes do final do ano, 20 milhões de doses possam ser liberadas ao mercado americano. Do Metro1

Quem quer o apoio de Bolsonaro no 2º turno? Por Fernando Brito


Originalmente publicado em TIJOLAÇO

Por Fernando Brito

Jair Bolsonaro nem deu tempo para que se apontasse que, apesar do cargo e do fato de ter tido, durante mais de seis meses, ter se beneficiado com o fato de sua popularidade contar com o “auxílio emergencial” dos subsídios – necessários, aliás – dados durante a pandemia, saiu avariado das eleições municipais.

Ele próprio foi às redes sociais dizer que “a esquerda sofreu uma histórica derrota nessas eleições, numa clara sinalização de que a onda conservadora chegou em 2018 para ficar” e projetar uma vitória (sua) em 2022 com base em “DEUS, PÁTRIA e FAMÍLIA”, assim mesmo, gritando em maiúsculas.

É vestir a carapuça de um pífio resultado eleitoral e dos sinais de que a normalização do processo político está fazendo seu caminho de volta em nosso país.

Os candidatos bolsonaristas – verdade que com resultados na casa dos 10% ou pouco acima que lhe deram os fanáticos que ainda remanescem – foram, em várias capitais, mais prejudicados que beneficiados pela sua presença na campanha.

Mesmo no Rio, onde logrou disputar o 2° turno nos braços de Marcelo Crivella (o que só ocorreu pela ausência do psolista Marcelo Freixo da disputa), boa parte dos votos que obteve vieram das máquinas da Igreja Universal e da prefeitura da que o ex-bispo ocupa até janeiro.

Até Carlos Bolsonaro, o enfant terrible do pai teve um resultado pífio para quem de tanta notoriedade gozava: um terço dos votos a menos do que teve em 2016.

A maior prova do seu desgaste pode ser respondida com uma única pergunta: quais candidatos conservadores que passaram à disputa de 2° turno querem o apoio explícito de Jair Bolsonaro na veloz segunda rodada eleitoral?

O fraco desempenho eleitoral do PT * – se é a isso que se refere Bolsonaro – não se confunde com o desempenho político da esquerda e, aliás, nem do próprio Partido dos Trabalhadores, que vai se fundir politicamente ao PSOL na campanha de Guilherme Boulos.

Se terão ou não chances de vencer eleitoralmente – acho até que serão muito maiores do que indicavam as pesquisas sobre segundo turno – já têm uma vitória política inegável e transformaram uma eleição que seria uma disputa entre forças de direita em um confronto entre conservadores e progressistas, com os primeiros encalacrados pelos ódios da briga entre Doria e Bolsonaro.

O fenômeno Boulos, até aqui, parece que vai atrair a atenção do país e dar a leitura nacional deste processo eleitoral, leitura que, independente do resultado formal do 2° turno, é o de uma vitória inacreditável.

*PS. Usei a expressão “fraco” para falar do desempenho do PT e não frisei que isso se referia a São Paulo. Para avaliação do quadro nacional a expressão é um exagero injusto, pois o partido está disputando o segundo turno em 13 das 100 maiores cidades com candidatos próprios, quase o dobro dos sete em que concorreu nos cem maiores colégios eleitorais em 2016.

A fonte foi DCM

Mãe de Jotinha recebe alta após se recuperar da Covid-19: “venci a Covid, papá!”


Mãe de Jotinha recebe alta após se recuperar da Covid-19: "venci a Covid, papá!"
Crédito da Foto: YouTube

A mãe do humorista Jotinha, falecido recentemente em decorrência da Covid-19, se recuperou da doença e teve alta neste domingo (15/11). Ela estava internada no Hospital Sagrada Família, em Salvador, e já está em Elísio Medrado, no Vale do Jiquiriçá.

Teresinha Cézar, de 88 anos, foi internada no último dia 6 de novembro, um dia após a morte de seu filho. Depois, teve confirmado o seu diagnóstico de contaminação pelo novo coronavírus.

 

MK: ‘Lamentável a falta de amor a Salvador por parte dos senadores da Bahia’


Âncora da Metrópole critica apoio de senadores a Isidório e reclamou de políticos que fazem “política pela política”

[MK: 'Lamentável a falta de amor a Salvador por parte dos senadores da Bahia']
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Mário Kertész comentou hoje (16) o resultado das eleições municipais na Bahia e analisou a vitória de Bruno Reis (DEM) em Salvador. Em comentário durante o Bom Dia com Mário Kertész na Metrópole, ele parabenizou a candidata que chegou ao segundo lugar, Major Denice (PT). “Fez uma belíssima campanha. Surgiu uma nova política e ontem ficou sozinha na coletiva, não apareceu ninguém do PT, nem Rui, nem Wagner, nem Lídice”, disse MK

Ainda sobre as eleições municipais, Mário Kertész relembrou a votação expressiva de Eliana Kertész para a Câmara Municipal em 1982. “O vereador que teve maior votação ontem teve 17 mil votos. Ao longo dos anos, nas votações, eu me lembro de Gilberto Gil, que foi candidato em 1988. Nós todos esperávamos que ele teria uma votação extraordinária e não teve. Depois foi a vez de Iolanda Pires, primeira dama do estado, que também no teve. E aí eu tive que voltar no tempo e ver que, há 38 anos passados, em 1982, Eliana Kertész teve 94 mil votos, 17% do eleitorado desta cidade, que era de 543 mil eleitores. Agora o eleitorado é três vezes maior. Mais de 1,8 milhão eleitores e o máximo que um vereador consegue é 17 mil votos. É verdade que a eleição de Eliana foi muito excepcional, que seguiu a minha demissão por ACM em novembro de 1981”, disse o âncora da Metrópole.

“Eu poderia ser candidato a deputado federal, mas teria que ser pelo partido de ACM e eu não queria. Então Eliana aceitou ser candidata. Ela nunca tinha sido política e se submetido a nenhuma eleição. Aliás, eu também não. A campanha dela foi muito interessante, feita por Duda Mendonça, grande figura. Era Eliana na frente e eu meio desfocado atrás, dizendo ‘Mário não pode ser candidato, mas eu posso’. O povo de Salvador compareceu maciçamente às urnas e deu a ela mais de 94 mil votos, nunca ninguém teve tantos % de votos como ela. Era um caso de amor que nós, ela e eu, tínhamos com o povo de Salvador, que permitiu inclusive que eu fosse eleito prefeito de Salvador com mais de 60% dos votos”, acrescentou.

Mário Kertész comentou ainda como o nome de ACM Neto e Rui Costa pode ser testado na Bahia como lideranças políticas. “ACM Neto é uma liderança nesse sentido, como prefeito. O governador Rui Costa também. É por isso que eu digo sempre que eles dois representam o novo, novas lideranças na Bahia. Nós não podemos perder nenhum deles”, declarou o apresentador.

Em desabafo, MK comentou o apoio governista à chapa do Pastor Sargento Isidório (Avante). Para ele, os grandes caciques políticos do estado fizeram “política pela política”. “Nesta eleição, fiquei muito decepcionado com muitas coisas. Primeiro com o apoio de líderes políticos à candidatura do Pastor Sargento Isidório. Não tenho nada pessoalmente com ele, nada, e nem quero ter. Mas admitir que o Pastor Sargento Isidório pudesse ser prefeito de Salvador é um desamor a esta cidade, é querer se agarrar à política de qualquer jeito para ter resultados. Me deu muita tristeza de ver queridos amigos como Otto Alencar, grande senador e como Jaques Wagner apoiando e participando disso”, disse.

“Confesso a vocês que engoli seco esse tempo todo esperando esse dia para desabafar. Considero um desserviço deles, uma falta de respeito com a cidade de Salvador. Fazer política por fazer política a qualquer custo. Não falo nem de Ângelo Coronel, que estava para se aposentar como deputado estadual. Sabe quem foi que articulou primeiro para presidente da Assembleia? Bruno Reis, hoje prefeito eleito. Ele viu uma possibilidade de derrotar Marcelo Nilo, que insistia em continuar mais uma vez presidente da Assembleia para participar da chapa majoritária. São estes tipos de político que fazem pela política. Não querem saber de respeitar o povo, respeitar a cidade, o estado e nada. Querem se dar bem”, afirmou Mário Kertész.

Ele também comentou a fragmentação de candidaturas à prefeitura de Salvador. “A ideia errada desde o governo de Wagner do governo ter três candidatos mais uma vez ajudou a enterrar da candidatura Major Denice, ou qualquer outro que fosse. Se agarram com Denice, Olívia, Isidório e Bacelar. Quatro varridos. Bruno Reis ganhou em todas as urnas desta cidade. Todas. O pessoal do governo achou que Neto não ia ter um bom desempenho na periferia. Quiseram vender uma imagem equivocada de que ele só trabalhou no circuito Barra-Ondina. Se deu mal. A prova está aí. Se Bruno Reis ganhou em todas as urnas, quem pode dizer o contrário?”, citou.

Confira o comentário na íntegra:

 

Governo do Estado prorroga decreto que suspende as aulas até 2 de dezembro


Governo do Estado prorroga decreto que suspende as aulas até 2 de dezembro
Crédito da Foto: Secom PMS

O decreto que suspende as aulas nas redes pública e privada de ensino na Bahia foi prorrogado até o dia 2 de dezembro pelo Governo do Estado. A informação foi divulgada neste sábado (14/11) por meio do  Diário Oficial (DOE).

Conforme o documento, seguem mantidas as suspensões de  atividades com público de mais de 200 pessoas, como shows, feiras, eventos religiosos, circo, eventos científicos e passeatas. A medida perderia, que foi imposta em 18 de março como parte das soluções para impedir a disseminação do novo coronavírus na Bahia, perderia validade no domingo (15/11).

A publicação também suspende o recadastramento de servidores inativos e pensionistas que fazem aniversário nos meses de março, abril, maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro. Fonte:Aratuon