(77) 99152-6666

A bebê que nasceu com o coração fora do corpo – e sobreviveu


bebê britânica Vanellope Wilkins nasceu em novembro de 2017 com o coração fora do corpo. Ela foi submetida a três cirurgias para fazer com que o órgão ficasse encaixado em seu peito.

Foto: BBC News Brasil

A menina sofre de uma malformação congênita rara chamada de ectopia cordis ou ectopia cardíaca. Ela nasceu sem o osso esterno, que protege a parte central do tórax.

No futuro, ela ainda precisará fazer uma operação reconstrutiva usando seus próprios ossos ou outros materiais.

Foto: BBC News Brasil

Mas, agora, seus médicos no hospital de Nottingham, no Reino Unido, fazem os preparativos para que ela possa viver em sua casa permanentemente.

Só depois de nove meses internada, a bebê foi liberada para ser levada para casa pelos pais.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Patrícia Poeta direto da semana de moda de NY. Uau!  


Patrícia Poeta durante a NYFW || Créditos: Yuri Graneiro/Getty Images

 

GLAMURAMA: Patrícia Poeta anda dando pinta por Nova York desde a última semana, quando desembarcou na cidade para acompanhar a New York Fashion Week, que segue até esta sexta-feira. A apresentadora, que adora moda e até já apresentou um programa sobre o assunto no GNT, tem acompanhado de perto diversos desfiles.

“É muito interessante ver até onde a criatividade pode chegar: seja nas cores, nos cortes, nas modelagens e até mesmo nos tecidos e/ou materiais usados pra fazer as peças de roupa”, comentou Patrícia sobre o que tem visto. A apresentadora também tem caprichado nas produções, apostando em muito couro e acessórios como toda boa fashionista, como os óculos do momento tipo cat-eye e sapatos transparentes. Tudo com a supervisão de sua personal stylist Flavia Piña. Outras tendências praticadas por Patrícia são: barra de calça arrastando no chão, como usam Bella Hadid e Victoria Beckham, anel na parte superior do dedo e calça tipo pantacourt.

Por lá, ela ainda assistiu ao musical de Donna Summer, na Broadway, na companhia dos amigos Helio de Sousa e Gogoia Sampaio, e se prepara para assumir importante papel nesta quinta-feira, quando pilota o leilão do concorrido gala da Brazil Foundation, no Plaza Hotel. Fontre: Glamurama.

AGORA É A VEZ DE SÃO PAULO. FESTIVAL LULA LIVRE NO PRÓXIMO DOMINGO NA PAULISTA. VAI BOMBAR


A tarde do dia 16 de setembro promete ser de muito movimento em prol de Lula Livre. Vai ser um grande festival na cidade de São Paulo, especificamente na mesma avenida que já aconteceram muitos movimentos em prol de Lula desde a sua primeira candidatura, a PAULISTA. Muitos artistas devem participar deste ato de luta e descontração para dar liberdade ao COMPANHEIRO do Brasil. Quem quiser participar é só embarcar aí no buzu, quem tiver em Sampa…ou metrô. Quem tiver mais longe pode ir na sua marinete ou no aza dura. começa as 12 e vai até às 18 horas.

Vacina do futuro será autoaplicável e ‘enviada pelo correio’, apontam cientistas


Grupo de 14 pesquisadores dos EUA, Canadá e Israel publicaram nesta quarta-feira estudo em que mostram uma nova técnica para fabricação de vacinas para administração intradérmica, que podem ser aplicadas sem o auxílio de um profissional.

Aplicação de vacina poderá ser feita sem o auxílio de um profissional no futuro, diz estudo — Foto: LuAnn Hunt/Pixabay

Aplicação de vacina poderá ser feita sem o auxílio de um profissional no futuro, diz estudo — Foto: LuAnn Hunt/Pixabay

Imagine só a seguinte situação: você quer tomar uma vacina contra a gripe. Mas em vez de procurar o posto de saúde mais próximo, ou mesmo aquela clínica particular que vai cobrar um valor considerável pelo procedimento, você faz uma compra on-line, recebe a dose e uma seringa com microagulha pelo correio e aplica em si mesmo o produto.

Simples? Sim. Impossível? Na verdade, não.

Pelo menos é isso que querem mostrar cientistas da área de imunologia.

Um grupo de 14 pesquisadores de universidades americanas, canadenses e israelenses publicou nesta quarta-feira (12) um artigo no periódico científico “Science Advances” explicando a tecnologia – que, no estudo, foi feita para uma cepa letal de gripe, mas que na vida prática poderia ser aplicada a outros tipos de vacinas.

Os pesquisadores criaram um medicamento para injeção intradérmica – ou seja, na pele, entre a derme e a epiderme –, o que facilita muito o esquema self-service: essa aplicação é fácil e pode ser feita mesmo que a pessoa não tenha nenhum conhecimento médico.

A maioria das vacinas hoje é aplicada com injeção subcutânea, que atinge camadas mais profundas do tecido e, por isso, só pode ser administrada por alguém com conhecimento médico.

As vacinas contra a gripe, por exemplo, são aplicadas no músculo deltoide, que recobre o ombro. Para adultos, usa-se uma agulha que pode chegar a 3,8 centímetros de comprimento.

O método desenvolvido pela equipe atingiu bons resultados tanto em furões – usados para verificar a eficácia dos medicamentos – quanto em humanos, mesmo quando foi testada uma das variedades mais nocivas do vírus da gripe.

O procedimento, conforme explica o artigo, é todo feito sem o auxílio de um profissional.

Pelo mecanismo, o aplicador utiliza uma microagulha que, a partir da pele, pode penetrar nos tecidos profundos ou vasos sanguíneos.

“Um dia, isto pode ser enviado pelo correio para autoadmistinistração. Isso poderia aliviar grandemente as multidões em centros de saúde no caso de um surto ou de uma pandemia”, afirmam os cientistas no estudo.

O artigo ainda lembra que, mais do que mutirões para aplicar vacinas, um grande desafio enfrentando em períodos críticos, de pandemias, é justamente a produção e a distribuição das vacinas – e a autoaplicação facilitaria a disseminação dos agentes imunológicos na população.

Vacinas turbinadas

Para melhorar a qualidade das vacinas, os cientistas têm utilizado adjuvantes – aditivos, ou melhor, agentes químicos que tornam as tornam mais eficazes -, que aumentam a resposta imunológica do organismo.

O bioquímico Darrick Carter, do Instituto de Pesquisas de Doenças Infecciosas de Seattle, nos Estados Unidos, combinou três tecnologias para obter um produto eficiente e seguro. Sempre, ressalta-se, por meio da tal microagulha.

A maioria das vacinas hoje é aplicada com injeção subcutânea, que atinge camadas mais profundas do tecido e, por isso, só pode ser administrada por alguém com conhecimento médico — Foto: U. Leone/Pixabay

A maioria das vacinas hoje é aplicada com injeção subcutânea, que atinge camadas mais profundas do tecido e, por isso, só pode ser administrada por alguém com conhecimento médico — Foto: U. Leone/Pixabay

Carter utilizou ainda uma técnica alternativa ao uso do vírus inativado, a chamada vacina recombinante, para produzir uma resposta imunológica ainda mais forte.

Por fim, o pesquisador fez com que fosse aplicado, junto à vacina, um adjuvante à base de um lipídio que pode aumentar sua eficácia – pelo menos este foi o resultado observado em furões.

Depois de testada em animais, a vacina contra a gripe foi utilizada em 100 humanos. Não foram registrados efeitos adversos e os resultados foram positivos.

De acordo com os pesquisadores, o sucesso do teste permite um planejamento para que, num futuro próximo, seja realidade a ideia de a população receber um pacote com vacina e dispositivo para aplicação intradérmica com facilidade, pelo correio.

Reforço na produção de vacinas

Também hoje, o periódico especializado Vaccine publicou uma pesquisa que pode ser um avanço na outra ponta da questão das vacinas: a produção.

Os cientistas descobriram uma maneira, utilizando feixes de laser, para medir rapidamente a infectividade viral (a capacidade de um agente de causar infecção) no desenvolvimento e na produção das vacinas.

Isso significa melhorar a efetividade dos medicamentos, “acertando” com mais destreza a carga viral da vacina.

No artigo, os pesquisadores, das empresas Thermo Fisher Scientific e LumaCyte, mostram como o laser possibilita que cientistas analisem rapidamente as vacinas virais. Com a maior precisão, a ideia é que o desenvolvimento de medicamentos seja acelerado, com um grau de eficácia mantido.

“Muitas vacinas utilizam o próprio vírus para a criação de uma resposta imunológica no corpo. Assim, a medição da concentração dos vírus infecciosos é crítica para a segurança e eficácia das doses”, explicam os cientistas.

A quantificação viral durante uma doença, enquanto ela é manifestada, é muito importante: afinal, atrasos na produção e distribuição da vacina podem ter efeitos sérios no dia a dia das pessoas.

Em geral, hoje em dia, essa medição é feita por meio do que se chama “teste de placas de lise”. Isso significa que amostras da vacina são colocadas em uma superfície pequena e, por meio de observação microscópica, analisa-se a disseminação – ou não – do vírus. Um processo, portanto, menos acurado e menos ágil do que a novidade proposta.

Os cientistas acreditam que, com o novo método, gargalos do processo sejam eliminados. E, em breve, vacinas mais eficazes estejam disponíveis para males como ebola, zika vírus e influenza, a gripe.

Gripe

A maior dificuldade na imunização contra a gripe é a rápida mutação das cepas do vírus, que mudam praticamente a cada nova temporada de vacinação.

Cientistas, entretanto, têm trabalhado para que, em breve, esteja disponível uma vacina “universal” contra a doença – o que eliminaria a necessidade, por exemplo, de campanhas anuais de imunização, como ocorre no Brasil, sobretudo focadas na população mais idosa.

Estudo publicado no ano passado na revista Scientific Reports mostra que uma das estratégias que vêm sendo testadas pelos cientistas é a criação de uma vacina que combata a “raiz” do vírus da gripe, em vez do vírus de modo geral. Isto faria com que toda a árvore genealógica do agente infeccioso fosse combatida.

Esta é a ideia de pesquisadores do centro médico da Universidade de Rochester, instituição localizada ao norte de Nova York, nos Estados Unidos.

Para explicar o conceito, os cientistas envolvidos no projeto fazem uma analogia com uma flor comum. Eles afirmam que há uma proteína, chamada hemaglutinina, que tem a capacidade de cobrir o exterior do vírus da gripe. Esse efeito é semelhante ao de uma flor: há o talo e a cabeça, o caule e as pétalas.

Até então, as vacinas são todas focadas na cabeça, ou seja, a parte do vírus que acaba sendo a mais exposta – e, consequentemente, aquela que mais muda evolutivamente, no esforço para escapar das defesas imunológicas.

Os cientistas utilizaram supercomputadores para analisar as sequências genéticas dos vírus da gripe H1N1 em circulação entre humanos desde 1918. Em laboratório, o vírus foi manipulado e juntado com anticorpos humanos. O software de computador encontrou variações evolutivas no vírus tanto na cabeça quanto no caule – mas, segundo os cientistas, a variação observada na cabeça sempre foi muito maior.

“Uma vacina contra a gripe universal baseada no caule seria mais amplamente protetora do que as que usamos agora, mas essa informação deve ser levada em conta à medida que avançamos com pesquisa e desenvolvimento”, afirma o professor de microbiologia e imunologia David J. Topham, um dos autores da pesquisa.

“É muito mais difícil promover as mutações no caule do vírus, mas não é impossível.”

Dados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mesmo com intensas campanhas de vacinação ao redor do mundo, estima-se que 1 bilhão de pessoas, em todo o mundo estejam infectados com o vírus da gripe. Os casos graves estão entre 3 a 5 milhões por ano – que causam de 300 mil a 500 mil mortes decorrentes da doença.

Nos Estados Unidos, as vacinas existentes ainda hoje protegem de 40% a 70% da população, também de acordo com dados da OMS.

ONGs denunciam à ONU violação a direitos políticos de Lula


Valeska Teixeira Martins. Foto: Sérgio Silva/FPA

 

De acordo à matéria que veiculou no Diário do Centro do Mundo, demonstrando insatisfação com os acontecimentos dos 2 últimos anos no Brasil, mas principalmente nos últimos dias, cinco organizações da sociedade civil brasileira apresentarão à ONU (Organização das Nações Unidas) relatório sobre as recentes violações aos direitos humanos e a ruptura do Estado Democrático e de Direito que vêm acontecendo no Brasil, com destaque para a interferência do Poder Judiciário no processo eleitoral.

O documento será lido e entregue às autoridades internacionais na próxima sexta-feira (14), durante a 39ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Caberá à jurista Valeska Teixeira Martins, que compõe a banca de Defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, relatar todo o caso de perseguição político-jurídica e impedimento eleitoral praticados contra seu cliente, já denunciado pelo próprio Comitê de Direitos Humanos da ONU.

Já Maria José Fariñas Dulce, catedrática de filosofia do direito na Universidade Carlos III (Madrid, Espanha), abordará a seletividade do sistema criminal, os privilégios e as capturas corporativa e ideológica do Sistema de Justiça. De acordo com a especialista espanhola, o Brasil está passando por uma grave situação de retrocesso em suas políticas sociais e de desconstrução de direitos, o que estaria afetando as próprias estruturas democráticas do Estado de Direito. “O problema mais grave começa quando os mecanismos de controle democrático não funcionam e os limites ao poder se dissolvem. Estamos assistindo à normalização de um poder arbitrário no Brasil que não aceita seus próprios limites.”

Completam a missão brasileira: Rafael Valim, professor de Direito Administrativo da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), especialista em estudos sobre o autoritarismo e o estado de exceção; Darci Frigo, da ONG Terra de Direitos e Plataforma Dhesca Brasil; Flávio Vicente Machado, do Conselho Indigenista Missionário; e Leila Rocha, liderança indígena Guarani-Ñandeva. O documento ainda leva assinatura da ONG Justiça Global e FIAN Brasil.

Teor do relatório

O relatório das organizações brasileiras aponta o sistema judiciário do país como elemento estrutural da política de retrocessos: “Em tempos de austeridade, onde um quarto da população vive com menos de 387 reais (90 dólares) por mês, a extrema pobreza já atinge mais de 14 milhões de pessoas. Enquanto isso, o Supremo Tribunal Federal aprova um reajuste salarial de 16,38% para magistrados”, apontam os especialistas.

A perseguição aos movimentos sociais e a crescente violência contra defensores dos direitos humanos são outras preocupações da missão brasileira, que deve lembrar ao Alto Comissariado que as investigações sobre a execução de Marielle Franco e Anderson Gomes seguem sem chegar a qualquer resultado prático e nenhuma prestação dos trabalhos até aqui executados.

Alta Comissária Michelle Bachelet

Na segunda-feira (10), quem abriu os trabalhos da 39ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU foi Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile e presidente do Conselho.
Em seu primeiro discurso à frente do órgão, Bachelet lembrou o aniversário de 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, afirmando ser “um compromisso com valores e políticas que proporcionaram inúmeros benefícios a milhões de pessoas”.

Lembrou do início da sua trajetória política no Chile: “Eu fui presa política e filha de presos políticos. Esta é a véspera do dia em que nós, os chilenos, marcamos a memória do golpe de Estado, há 45 anos, e os anos seguintes de opressão e derramamento de sangue brutais. Meu país conheceu a dor e o terror da tirania. Mas tenho orgulho de dizer que conseguimos superar as divisões e enfrentar grandes desafios – moldar instituições que possibilitem maior participação e maior liberdade, justiça e dignidade para nosso povo”.

Para Bachelet, o Conselho tem a responsabilidade de denunciar todas as violações de direitos humanos, “independentemente de sexo, identidade de gênero, raça ou etnia, religião, deficiência ou status de migração, ou outras características. Independentemente do tipo de regime político em um determinado país, o Conselho de Direitos Humanos tem o dever de defender e ajudar melhorias transformadoras na defesa de todos os direitos”.

Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas

A 39ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, que ocorre no Palais des Nations, em Genebra, Suíça, começou no dia 10 e terminará dia 28 deste mês.

O Conselho de Direitos Humanos realiza três sessões regulares por ano, num total de pelo menos dez semanas. Caso um terço dos Estados Membros solicitarem, o Conselho pode decidir a qualquer momento realizar uma sessão especial para abordar violações de direitos humanos e emergências.

Policial confunde o próprio apartamento e mata homem negro


Policial mata homem negro inocente de 26 anos depois de errar seu próprio apartamento nos Estados Unidos

Policial confunde apartamento mata homem negro texas eua

Autoridades do Texas prenderam neste domingo uma policial branca que atirou e matou um negro quando entrou por engano no apartamento da vítima, informou o Departamento de Segurança Pública daquele estado.

 

A oficial Amber Guyger, do Departamento de Polícia de Dallas, foi levada para a penitenciária do condado, depois que na quinta-feira à noite, ao final de seu expediente e ainda vestindo seu uniforme, ela entrou em um apartamento e atirou contra quem achou que era um intruso, explicou a polícia.

Pouco depois do incidente, ligou para a emergência e disse que achava que havia entrado em sua própria casa.

A vítima, um afro-americano identificado como Botham Shem Jean, de 26 anos, era originário da ilha caribenha de Santa Lúcia.

Jean havia se formado em uma universidade cristã particular no estado de Arkansas em 2016 e, desde então, trabalhava na firma de contabilidade PricewaterhouseCoopers, em Dallas.

A agente, de acordo com o Dallas Morning News, saiu do elevador no andar errado do prédio e se dirigiu para o apartamento logo abaixo do seu.

Ela então notou que a porta estava aberta, as luzes apagadas e então, na escuridão, viu uma figura em movimento. A agente abriu fogo pensando se tratar de um intruso, informou o jornal local.

De acordo com a polícia de Dallas, Guyger, de 30 anos, trabalha no departamento há quatro anos e, segundo a imprensa local, esteve envolvida em um tiroteio em maio de 2017.

A chefe da polícia de Dallas, Renee Hall, entregou o caso aos Texas Rangers, divisão do Departamento de Segurança Pública.

Hall, também afro-americana, tornou-se a primeira chefe de polícia feminina da cidade em setembro de 2017.

Professora é demitida após atacar nordestinos nas redes sociais


A mulher apagou seu perfil após a postagem, mas foi descoberta e acabou perdendo o emprego

professora nordestinos redes sociais
Professora que atacou nordestinos nas redes sociais tentou se desculpar, mas acabou perdendo o emprego

Uma professora foi demitida da escola onde trabalhava por causa de um comentário preconceituoso direcionado aos nordestinos.

A mulher, identificada como @RezendeLoraC no Twitter, apagou seu perfil após a má repercussão do comentário. Internautas, no entanto, descobriram perfis da agressora em outras redes sociais.

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal receberam denúncias sobre o episódio.

Tudo começou quando uma jornalista do Ceará denunciou que uma facção criminosa estaria proibindo campanhas relacionadas a um candidato à Presidência da República.

A agressora @RezendeLorac retuitou a postagem com o seguinte comentário: “Por isso tem que separar norte e sul. Se f*** esses nordestinos alienados. Fiquem com os presidentes comunistas perfeitos de vocês”.

A mulher demitida trabalhava em uma escola municipal de Teresópolis, no Rio de Janeiro.

Segundo a jornalista cearense Camila Soares, a professora já havia realizado outras postagens raivosas nas redes sociais.

“Pesquisei para ver se havia outros tweets no mesmo nível e achei alguns. Pensei que ela fosse mais uma dessas contas falsas e não era”, disse Camila.

Camila denunciou a professora usando o registro das publicações como prova ao Ministério Público Federal (MPF), à Polícia Federal e ao Safernet, ONG que defende os direitos humanos na internet.

Depois que Camila divulgou nas redes sociais que havia oficializado a denúncia, a professora tentou se desculpar.

“Logo depois, no Twitter que tinha sido denunciado, ela reativou a conta pra me pedir perdão e também para retirar as denúncias, mas eu não retiro nenhuma denúncia. Daí disse que estava arrependida, que era cristã, que não deveria ter feito aquilo, que não sabia que era ofensivo, que lamentava”, relatou Camila.

A Secretaria da Educação de Teresópolis informou que a autora dos insultos contra nordestinos foi advertida e teria a demissão oficializada em breve.

A Prefeitura disse ainda que a funcionária, que não teve o nome divulgado, fazia parte de programa chamado Operação Trabalho, mas que “por problemas de enquadramento”, seria desligada.

Camila disse que esperava mais que uma demissão: “A princípio, ela chegou a dizer que eu poderia denunciar à vontade porque ela tinha uma conta reserva. Melhor que ela ser demitida é que ela seja suspensa e que o Município realize, de algum modo, uma atividade escolar de valorização do Nordeste, talvez, a realização de uma semana escolar do Nordeste…”.

“Quero pedir, de coração, a todos que votariam em mim, que votem em Haddad”, diz Lula em carta ao povo brasileiro


Ex-presidente Lula divulga carta ao povo brasileiro após PT oficializar Fernando Haddad como candidato à Presidência.

Leia na íntegra:

Meus amigos e minhas amigas,

Vocês já devem saber que os tribunais proibiram minha candidatura a presidente da República. Na verdade, proibiram o povo brasileiro de votar livremente para mudar a triste realidade do país.

Nunca aceitei a injustiça nem vou aceitar. Há mais de 40 anos ando junto com o povo, defendendo a igualdade e a transformação do Brasil num país melhor e mais justo. E foi andando pelo nosso país que vi de perto o sofrimento queimando na alma e a esperança brilhando de novo nos olhos da nossa gente. Vi a indignação com as coisas muito erradas que estão acontecendo e a vontade de melhorar de vida outra vez.

Foi para corrigir tantos erros e renovar a esperança no futuro que decidi ser candidato a presidente. E apesar das mentiras e da perseguição, o povo nos abraçou nas ruas e nos levou à liderança disparada em todas as pesquisas.

Há mais de cinco meses estou preso injustamente. Não cometi nenhum crime e fui condenado pela imprensa muito antes de ser julgado. Continuo desafiando os procuradores da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro e o TRF-4 a apresentarem uma única prova contra mim, pois não se pode condenar ninguém por crimes que não praticou, por dinheiro que não desviou, por atos indeterminados.

 

Minha condenação é uma farsa judicial, uma vingança política, sempre usando medidas de exceção contra mim. Eles não querem prender e interditar apenas o cidadão Luiz Inácio Lula da Silva. Querem prender e interditar o projeto de Brasil que a maioria aprovou em quatro eleições consecutivas, e que só foi interrompido por um golpe contra uma presidenta legitimamente eleita, que não cometeu crime de responsabilidade, jogando o país no caos.

Vocês me conhecem e sabem que eu jamais desistiria de lutar. Perdi minha companheira Marisa, amargurada com tudo o que aconteceu a nossa família, mas não desisti, até em homenagem a sua memória. Enfrentei as acusações com base na lei e no direito. Denunciei as mentiras e os abusos de autoridade em todos os tribunais, inclusive no Comitê de Direitos Humanos da ONU, que reconheceu meu direito de ser candidato.

A comunidade jurídica, dentro e fora do país, indignou-se com as aberrações cometidas por Sergio Moro e pelo Tribunal de Porto Alegre. Lideranças de todo o mundo denunciaram o atentado à democracia em que meu processo se transformou. A imprensa internacional mostrou ao mundo o que a Globo tentou esconder.

E mesmo assim os tribunais brasileiros me negaram o direito que é garantido pela Constituição a qualquer cidadão, desde que não se chame Luiz Inácio Lula da Silva. Negaram a decisão da ONU, desrespeitando do Pacto Internacional dos Direitos Covis e Políticos que o Brasil assinou soberanamente.

Por ação, omissão e protelação, o Judiciário brasileiro privou o país de um processo eleitoral com a presença de todas as forças políticas. Cassaram o direito do povo de votar livremente. Agora querem me proibir de falar ao povo e até de aparecer na televisão. Me censuram, como na época da ditadura.

 

Talvez nada disso tivesse acontecido se eu não liderasse todas as pesquisas de intenção de votos. Talvez eu não estivesse preso se aceitasse abrir mão da minha candidatura. Mas eu jamais trocaria a minha dignidade pela minha liberdade, pelo compromisso que tenho com o povo brasileiro.

Fui incluído artificialmente na Lei da Ficha Limpa para ser arbitrariamente arrancado da disputa eleitoral, mas não deixarei que façam disto pretexto para aprisionar o futuro do Brasil.

É diante dessas circunstâncias que tenho de tomar uma decisão, no prazo que foi imposto de forma arbitrária. Estou indicando ao PT e à Coligação “O Povo Feliz de Novo” a substituição da minha candidatura pela do companheiro Fernando Haddad, que até este momento desempenhou com extrema lealdade a posição de candidato a vice-presidente.

Fernando Haddad, ministro da Educação em meu governo, foi responsável por uma das mais importantes transformações em nosso país. Juntos, abrimos as portas da Universidade para quase 4 milhões de alunos de escolas públicas, negros, indígenas, filhos de trabalhadores que nunca tiveram antes esta oportunidade. Juntos criamos o Prouni, o novo Fies, as cotas, o Fundeb, o Enem, o Plano Nacional de Educação, o Pronatec e fizemos quatro vezes mais escolas técnicas do que fizeram antes em cem anos. Criamos o futuro.

Haddad é o coordenador do nosso Plano de Governo para tirar o país da crise, recebendo contribuições de milhares de pessoas e discutindo cada ponto comigo. Ele será meu representante nessa batalha para retomarmos o rumo do desenvolvimento e da justiça social.

Se querem calar nossa voz e derrotar nosso projeto para o País, estão muito enganados. Nós continuamos vivos, no coração e na memória do povo. E o nosso nome agora é Haddad.

Ao lado dele, como candidata a vice-presidente, teremos a companheira Manuela D’Ávila, confirmando nossa aliança histórica com o PCdoB, e que também conta com outras forças, como o PROS, setores do PSB, lideranças de outros partidos e, principalmente, com os movimentos sociais, trabalhadores da cidade e do campo, expoentes das forças democráticas e populares.

A nossa lealdade, minha, do Haddad e da Manuela, é com o povo em primeiro lugar. É com os sonhos de quem quer viver outra vez num país em que todos tenham comida na mesa, em que haja emprego, salário digno e proteção da lei para quem trabalha; em que as crianças tenham escola e os jovens tenham futuro; em que as famílias possam comprar o carro, a casa e continuar sonhando e realizando cada vez mais. Um país em que todos tenham oportunidades e ninguém tenha privilégios.

Eu sei que um dia a verdadeira Justiça será feita e será reconhecida minha inocência. E nesse dia eu estarei junto com o Haddad para fazer o governo do povo e da esperança. Nós todos estaremos lá, juntos, para fazer o Brasil feliz de novo.

 

Quero agradecer a solidariedade dos que me enviam mensagens e cartas, fazem orações e atos públicos pela minha liberdade, que protestam no mundo inteiro contra a perseguição e pela democracia, e especialmente aos que me acompanham diariamente na vigília em frente ao lugar onde estou.

Um homem pode ser injustamente preso, mas as suas ideias, não. Nenhum opressor pode ser maior que o povo. Por isso, nossas ideias vão chegar a todo mundo pela voz do povo, mais alta e mais forte que as mentiras da Globo.

Por isso, quero pedir, de coração, a todos que votariam em mim, que votem no companheiro Fernando Haddad para Presidente da República. E peço que votem nos nossos candidatos a governador, deputado e senador para construirmos um país mais democrático, com soberania, sem a privatização das empresas públicas, com mais justiça social, mais educação, cultura, ciência e tecnologia, com mais segurança, moradia e saúde, com mais emprego, salário digno e reforma agrária.

Nós já somos milhões de Lulas e, de hoje em diante, Fernando Haddad será Lula para milhões de brasileiros.

Até breve, meus amigos e minhas amigas. Até a vitória!

Um abraço do companheiro de sempre,

Luiz Inácio Lula da Silva

Maracás volta a desagradar em determinados pontos


 

Por muito tempo não se via lixo revirado por cachorros. Maracás precisa voltar a ser uma cidade limpa”, disse um morador.

 

Café com Leite Notícias: O Whatsapp do Café com Leite Notícias de algum tempo pra cá passou a receber dos leitores e internautas, fotos que anteriormente não chegavam. Essas fotos são de animais nas ruas, praças e avenidas. Com isso não se quer dizer que é desleixo do poder público municipal, mas que seria bom o secretário de Infra Estrutura ter um pouco mais de cuidados. Outra reclamação que tem chegado, ou até mesmo é possível vê pelas ruas, inclusive pela própria reportagem da nossa agência, são lixos revirados por cachorros.

Aqui não se trata de elogiar ou criticar quem quer que seja. O que importa tanto para o Café com Leite Notícias como para a população em geral, é  mostrar a verdade, para que todos fiquem sabendo dos fatos. Vamos cuidar mais da nossa cidade. A população inteira pode contribuir.

 

“Conexão Repórter” alcança a liderança com investigação de atentado contra Bolsonaro


Segundo publicação do Na Telinha, posteriormente publicada  no DCM, agora o Café com Leite confirma que com uma investigação sobre o atentado sofrido por Jair Bolsonaro, o “Conexão Repórter” chegou à liderança de audiência nesta segunda-feira (10), no SBT.

Exibido das 23h58 à 01h00, o jornalístico de Roberto Cabrini registrou 9 pontos de média, pico de 11 e share de 23,3%.

O primeiro lugar foi alcançado nos últimos minutos da reportagem, durante disputa com o “Conversa com Bial”. Entre 00h52 e 01h00, o SBT marcou 7,8 pontos contra 7,0 da Globo.

Para a edição, Cabrini foi até Juiz de Fora (MG), onde o crime aconteceu, em busca de detalhes. Procurando entender as origens, a trajetória e as intenções de Adélio Bispo de Oliveira, o jornalista encontrou familiares do esfaqueador, que relataram estar sofrendo ameaças e falaram sobre uma pessoa diferente daquela que o Brasil conheceu, contando a história de um retirante calado e solitário que deixou a zona rural e atravessou diversas capitais em busca de emprego, sonhos e realizações.

Cabrini também entrevistou dois dos advogados de Adélio, que tentaram explicar se o ocorrido trata-se e um ato de desespero ou uma ação política planejada.

 

Análise no celular e computador de agressor de Bolsonaro indica que ele agiu sozinho, diz PF


O Globo informa que a primeira análise feita no celular e arquivos do computador de Adélio Bispo de Oliveira, homem que deu uma facada no candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), indica que ele agiu sozinho, segundo envolvidos na investigação. Até o momento, foi o único indiciado no caso.

Adelio Bispo de Oliveira durante audiência. Foto: Reprodução/YouTube
Integrantes da Polícia Federal que atuam no caso relataram ao Globo que, até o momento, não foram encontrados indícios materiais de que ele tenha se comunicado com co-autores ou com um suposto mandante. No entanto, os policiais ponderam que ainda há material para ser analisado, principalmente o que está armazenado em nuvens digitais.

A equipe médica que atende o candidato no Hospital Israelita Albert Einstein retirou na manhã desta terça-feira a sonda nasogástrica, que ajudava a reduzir o desconforto do paciente. Segundo o boletim médico, será reiniciada “alimentação oral e progredida de forma gradual, conforme aceitação”, em conjunto com a manutenção da alimentação endovenosa. Bolsonaro segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem previsão de alta.

(…)

Advogada negra é algemada e arrastada durante audiência


Advogada negra é detida, algemada e arrastada no exercício de sua profissão durante uma audiência no Rio de Janeiro. Humilhação foi registrada em vídeo

advogada negra algemada arrastada audiência rio de janeiro

André Zanardo, Justificando

A advogada, doutora Valéria Santos, negra, carioca, neste dia (10), foi detida e posta algemada no exercício de sua profissão durante uma audiência no 3˚Juizado Especial Criminal em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

A defensora aparece em vídeo divulgado em rede social requerendo à juíza leiga, durante audiência criminal, para que tivesse sua demanda apreciada em defesa da ré, sua cliente. Entretanto, a juíza teria dado por encerrada a audiência, sem analisar o pedido da advogada e em seguida ordenou que ela se ausentasse da sala. Valéria teria dito que não deixaria a sala de audiência sem a presença de um representante da OAB, visto que a audiência foi encerrada sem que apreciado e consignado o seu pedido.

Eu estou indignada de vocês como representante de Estado atropelarem a lei. Eu tenho o direito de ler a contestação e impugnar os pontos da contestação do réu. Isto está na lei, eu não estou falando nada absurdo aqui.”

Enquanto a advogada exercia seu direito de defender a ré que estava sentada ao seu lado e em frente da juíza, foi requerido aos policiais que faziam a segurança da repartição pública que retirassem a advogada da sala de audiência.

A única coisa que eu vou confirmar aqui é se a senhora vai ter que sair ou não. Se a senhora tiver que sair, a senhora vai sair!” rebate o policial não identificado.

A advogada, subjugada pelos presentes, faz a sua defesa neste momento direcionando sua fala diretamente para o policial que alterava a sua voz dizendo que iria prendê-la. Ainda requereu a presença de um membro da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB, para que a representasse a fim de fazer valer os seus direitos enquanto patrona da ré ali presente.

Eu não vou sair, não, eu tenho que esperar o delegado da OAB, porque eu quero fazer cumprir o meu direito. Eu não vou sair eu estou no meu direito, eu estou trabalhando. Eu não estou roubando, não estou fazendo nada não. Estou trabalhando!”, insiste a defensora.

Alguns advogados presentes, mesmo presenciando a cena absurda não fizeram a defesa da colega. Reclamavam, entretanto, que a advogada terminasse a atuação brevemente, para que eles pudessem fazer as suas audiências e pudessem terminar logo seus trabalhos.

A altiva advogada neste momento se dirige aos advogados presentes e reclama solidariedade:

Eles estão preocupados com audiência e (permitem) atropelar a lei, que país é esse? Depois querem reclamar de político que rouba, que faz tudo errado. Se vocês são advogados e não estão respeitando a lei.”

Neste momento, outros advogados presentes na sala de audiência diminuem o ocorrido dizendo que ela não estaria fazendo a defesa dela corretamente e a acusaram de estarem sendos desrespeitados, por estarem perdendo tempo com o episódio.

A senhora não está respeitando a gente” afirma uma das advogadas que esperavam para a próxima audiência. Outro afirmou: “a senhora pode pleitear o seu direito da forma adequada”.

Instantes depois, em segundo vídeo é possível ver a advogada sendo presa, algemada com a mão nas costas e arrastada no chão da sala de audiência.

A advogada agredida, ainda no chão, grita insistentemente em sua defesa que está trabalhando e sinaliza indiretamente o racismo que estaria ocorrendo naquele flagrante violação de prerrogativa e abuso de autoridade:

É meu direito enquanto negra, como mulher, de trabalhar. Eu estou trabalhando. Eu quero trabalhar.

De acordo com o Presidente da Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do BrasilLuciano Bandeira, foi enviado um representante da que acompanhou o caso e conseguiu ao menos que fosse retirada as algemas postas ilegalmente em Valéria.

Nada justifica o tratamento dado à colega, que denota somente a crescente criminalização de nossa classe. Iremos atrás de todos os que perpetraram esse flagrante abuso de autoridade.” defendeu o Presidente da Comissão.

Frente de Juristas Negras e Negros do Rio de Janeiro repudiam o ocorrido e se solidarizam com a advogada agredida

A FEJUNN-RJ, vem a público repudiar veementemente o tratamento a que foi submetida a ilustríssima advogada, Dra. Valéria Santos, em pleno exercício da profissão.

Não há como não nos manifestarmos enquanto uma Frente que busca inserir no meio jurídico o recorte étnico racial necessário para pensar o Direito de forma ampla e igualitária. Deste modo, nos solidarizamos com a Dra. Valéria, compreendendo que à luz da história, negros e negras são tratados de maneira violenta pelo Estado. Não basta ser Doutora, operadora do Direito. O Estado de maneira eficaz ousa nos colocar no lugar o qual pretende que estejamos por todo o sempre.

O Supremo Tribunal Federal por meio da Sumula Vinculante n.º 11 regulou a utilização excepcional das algemas. No caso do fato ocorrido com a Dra. Valéria, ainda assim, em momento algum se enquadra na hipótese prevista no referido verbete, ainda mais sem a presença de um delegado da OAB.

Repudiamos o uso das algemas e o tratamento da Dra. Valéria Santos, em pleno exercício na profissão. O episódio de hoje mais uma vez demonstra a importância da FEJUNN – RJ existir. Demonstra a fragilidade que vivemos enquanto negros e negras, para além dos dados estatísticos do cárcere e da letalidade, também no exercício de nossa profissão, com o agravante pelo fato ter ocorrido no meio jurídico.

Queremos justiça, o exercício do Direito, a dignidade para alcançarmos uma sociedade livre, justa e verdadeiramente democrática.

Se jogando no precipício: Marina Silva diz ver Lula como “corrupto” e não se arrepende de ter apoiado o golpe contra Dilma


Publicado em 11 setembro, 2018 11:43 am

O Globo informa que a candidata da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, participa neste momento de sabatina organizada pelo jornal da

família Marinho, Valor Econômico e revista Época. Marina abre, nesta segunda-feira, uma série de entrevistas com os principais candidatos na disputa pelo Palácio do Planalto, segundo as pesquisas de intenções de voto.

De acordo com a publicação, durante a entrevista que acontece neste momento, Marina justificou sua queda nas pesquisas e seu baixo desempenho entre o eleitorado feminino por conta do pouco tempo de TV (21s) que possui.

Ao responder questão sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marina foi taxativa e diz considerá-lo ‘corrupto’. Sobre o ataque a Jair Bolsonaro (PSL), a ex-senadora vê a falha na política de segurança do candidato que lidera as pesquisas. “A proposta do Bolsonaro não foi desmoralizada por um discurso, mas por um ato”. Ela diz que não se arrepende de ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, completa o jornal.

A Marina está deixando transparecer o desespero, no momento em que ela, mesmo vendo os acontecimentos do Brasil com esse governo que aí está, ainda tem a coragem de dizer que não se arrependeu de ter apoiada a cassação de Dilma, bem como dizer que vê Lula como corrupto. Ela não vai conseguir diminuir a credibilidade de Lula junto ao eleitorado, bem como não vai criar uma nova credibilidade dela perante os Marinhos. A única coisa que pode acontecer com as suas palavras na contra mão dela mesma, é fazer exatamente ela mesma cair ainda mais. Fonte DCM, último paragrafo Café com Leite Notícias.

Marina Silva (Rede) lança a campanha Nem Dilma Nem Temer, em 2016 (Foto: Elza Fiuza /Agência Brasil)

Potencial de voto em “candidato do Lula” é de 49%, segundo Datafolha


 

DCM: Muitos duvidaram quando publiquei os dados do Ibope afirmando que Fernando Haddad poderia alcançar o mesmo patamar de Lula (39%) registrado nas pesquisas Ibope e Datafolha.

O Datafolha de hoje, você vê aí em cima no gráfico da própria Folha de S. Paulo, diz que o potencial de votos de um candidato apoiado por Lula é de 49%.

Claro, a “análise” foge dos fatos, como seria de esperar de quem pensa fugindo dos fatos.

33% dos eleitores dizem que votariam em quem recebesse este apoio e mais 16% “poderiam votar”.

Somados, são 49%, o mesmo percentual dos que dizem que não o fariam.

Mas que talvez o façam se a alternativa for Jair Bolsonaro, cuja rejeição é crescente e já alcança 43%.

Há enorme possibilidade de que, inclusive, venham a obter votação maior do que a que Lula obteria, porque terá tudo o  que era dele e mais algum”trocado”, porque o pobre não tem preconceito, enquanto a classe média o tem sobrando.

A partir de amanhã,o candidato apoiado por Lula tem nome: Fernando Haddad.

Nome e número: 13.

Antes de fechar essa matéria chegou a notícia através de uma reportagem da Marina Dias na Folha de S.Paulo informando que, horas antes de ser anunciado o candidato do PT ao Palácio do Planalto, Fernando Haddad foi nesta terça-feira (11) à sede da Polícia Federal, em Curitiba, para, mais uma vez, conversar com o ex-presidente Lula.

De acordo com a publicação, após o encontro com o padrinho político, Haddad deve aguardar o fim da reunião da executiva nacional do partido, que vai ocorrer em um hotel na capital paranaense, para só então ser oficializado como substituto de Lula na chapa petista. O anúncio, a ser feito em frente à sede da PF, está previsto para as 14h30.

Nesta segunda (10), após horas de reuniões, Lula bateu o martelo e autorizou que Haddad fosse oficializado candidato, completa a Folha. Até aqui DCM.

 

Café Com Leite Notícias: Na verdade, isso já era de se esperar, até mesmo em bate papo pelas ruas, bares, ponto de ônibus e muitos outros lugares que aglomeram eleitores de Lula, a conversa que se ouve, independente de pesquisa, mas ao mesmo tempo uma pesquisa natural e verdadeira, era que se o Lula não poder ser candidato ele votaria no candidato indicado pelo ex presidente. A partir de amanhã, ao que tudo indica, começa de fato e de direito a campanha do Haddad, que promete ligar a turbina do motor.

A questão facada em Bolsonaro chegou a ser muito falado e levantado algumas dúvidas junto aos internautas. “Aquela facada rápida e que demonstra não ter aprofundado tanto não bate com uma abertura daquela na barriga do candidato”, é o que tem sido repetido no meio da população, ainda que realmente houve a cirurgia realizada pela equipe médica. A palavra esfaqueado sempre usada pela mídia, mais pela Globo, que o apoia, também foi um exagero, pois faz parecer que o candidato levou muitas facadas. Isso dava certo quando não existia uma mídia na mão de cada um presente ao acontecimento. O que se acredita é que de agora pra frente, apesar de faltar menos de um mês pras eleições, é que começa a sintonia entre candidatos e eleitores.

Pelo parecer até agora, o segundo turno está entre Haddad, Ciro e Bolsonaro. Isso não quer dizer que pode ficar um dos dois da esquerda contra o Bolsonaro, que é extrema direita. Pode acontecer uma caída do Bolsonaro e uma subida dos outros dois, como a areia da ampulheta, e ficar Haddad e Ciro no funil para o segundo turno. Isso deixaria a galera da direita muito revoltada, mas iam ter que dividir o apoio para o segundo turno. Os demais principais candidatos, Alckmin e Marina, não estão conseguindo sair da patinação. É preciso mudar o sistema da “embreagem” da máquina e ligar as turbinas. Está difícil?.

Há apenas dois anos para agir contra mudanças climáticas, alerta Guterres


Há apenas dois anos para agir contra mudanças climáticas, alerta Guterres

Uma rua de Manila, nas Filipinas, inundada pela tempestade tropical Yagi em 11 de agosto de 2018 – AFP/Arquivos

O mundo tem apenas dois anos para agir contra a mudança climática se quiser evitar “consequências desastrosas”, alertou nesta segunda-feira o secretário-geral da ONU, António Guterres.

“Se não mudarmos de direção até 2020, corremos o risco de cruzar o limite de podermos evitar a mudança climática descontrolada, com consequências desastrosas para os seres humanos e todos os sistemas naturais que nos sustentam”, disse Guterres.

Seu discurso na ONU acontece três dias antes de uma cúpula mundial sem precedentes para a ação climática, que reúne milhares de autoridades, prefeitos, líderes de ONGs e empresas em São Francisco.

“É urgente que a sociedade civil, os jovens, os grupos de mulheres, o setor privado, as comunidades religiosas, os cientistas e os movimentos de meio-ambiente de todo o mundo peçam para seus líderes prestarem contas”, afirmou Guterres.

“A mudança climática anda mais rápido que nós”, alertou. “Temos que romper com a paralisia”.

“Temos as ferramentas para tornar nossas ações eficazes, mas carecemos, mesmo depois do Acordo de Paris, de liderança e de ambição para fazer o que temos que fazer”.

Portanto, “devemos deter o desmatamento, restaurar os bosques deteriorados e mudar a forma como cultivamos”.

Ele também avaliou a necessidade de rever “a forma de esquentar, esfriar e iluminar nossos prédios para desperdiçar menos energia”.

Guterres lembrou que organizará uma cúpula climática global na ONU em setembro de 2019, um ano antes do prazo para que os signatários do acordo de Paris 2015 cumpram seus compromissos.