Comunidade unida transforma lixão em área de lazer


Praça dos Ipês - Foto: Fábio Lima

Praça dos Ipês – Foto: Fábio Lima

Se os governantes não fazem, a população organizada faz. Foi assim que um lixão foi transformado em uma área de lazer na Cidade dos Funcionários, no Ceará.

O terreno baldio próximo ao Colégio Vital Didonet, vinha sendo usado como lixão nos últimos 40 anos.

Lá, a própria comunidade e carroceiros jogavam entulho e sujeira, que eram recolhidos em parte por caminhões da Prefeitura.

Há 5 anos, Míria Espíndola, diretora do colégio Vital Didonet, já tentava organizar a situação do local.

“Na época, fizemos um abaixo-assinado e encaminhamos para a Prefeitura, mas nada aconteceu”, reclama.

Este ano, o lixo já se acumulava na rua, obstruindo a passagem dos carros em uma das vias.

A ação

Diante da realidade, a diretora se uniu à comunidade para tomar uma atitude e transformar o espaço.

Primeiro eles adotaram o local oficialmente por meio do programa de Adoção de Praças e Áreas Verdes da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

15 dias depois a delimitação do espaço foi toda feita com pneus reciclados e brinquedos encomendados especialmente para o projeto.

Os muros foram cobertos por artes do grafiteiro Lápis de Lata, que estampou o novo nome do lugar, Praça dos Ipês, e poemas nas paredes.

O nome Praça dos Ipês surgiu inicialmente das seis mudas doadas pela Seuma, mas adquiriu um significado muito maior:

“Curiosamente, o significado dessa planta é justamente esse: transformação”.

Cada ipê foi adotado por um morador local. Eles receberam folhetos explicativos sobre como cuidar e manter a árvore.

Diretora Míria Espíndola – Foto: OPovo/Fábio Lima

Alunos

Segundo Míria, o processo de adoção não foi apenas burocrático, mas afetivo.

Os alunos do 4º e do 5º ano do ensino fundamental do colégio também participaram da transformação.

Em uma atividade na disciplina de Geografia, eles foram até o terreno e estiveram em contato com a situação degradante do local.

Em seguida, as melhores redações sobre o tema foram enviadas anexadas ao abaixo-assinado organizado com os moradores que reivindicava uma intervenção do Poder Público.

“Não queríamos apenas fazer a limpeza do terreno, mas tornar a área aprazível, onde as famílias possam passear, as crianças possam brincar, para toda a comunidade de um modo geral”, explica.

Conscientização dos carroceiros

O passo seguinte foi a conscientização dos trabalhadores. Míria organizou, com o marido, um café da manhã para os carroceiros locais. Eles focaram na educação ambiental.

“Conseguimos sensibilizar sete carroceiros. Agora eles mesmos se responsabilizam e falam uns pros outros que não se deve mais jogar lixo ali”.

Vários outros moradores da região também se envolveram. E agora o plano é envolver cada vez mais a coletividade.

Alexandre Aragão, que vive no bairro há oito anos, conta que já foram feitas parcerias com a iniciativa cultural do Projeto Plantando o Bem, que disponibiliza livros em locais públicos.

“As pessoas da comunidade falam que sempre foi o sonho de todo mundo fazer essa limpeza para transformar o terreno em uma área útil. Já estamos até planejando o São João do bairro na praça. Uma parte do arrecadado será investida no projeto.”

Com informações de OPovo

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Doria, o canalha, diz que o prédio desabado era ocupado por criminosos. Por Aldo Fornazieri


Declarações de um canalha: Enquanto mais de 400 pessoas perderam tudo o que tinham e que tinham pouco; enquanto o desespero se apossa do coração desses abandonados da vida e da história; enquanto milhões de pessoas não conseguem se dar um destino no Brasil por não terem renda e bens; enquanto pessoas se mobilizam para dar algum conforto aos desesperados desabrigados, um canalha como o Dória, que não cumpriu com seu dever como prefeito, que enganou o povo, que mora no conforto de uma mansão nos Jardins, e que quer continuar enganando o povo ao candidatar-se como governador, diz que o prédio desabado era ocupado por criminosos.

Eis como se comportam os canalhas e os covardes.

Declarações com tom de revolta do ALDO FONAZIERI, que é professor da Escola de Sociologia e Política (FESPSP). DCM.

Justiça bloqueia mais de R$ 1 milhão de médicos suspeitos de receber sem atender em UBS


 

Do G1:

A Justiça Federal determinou o bloqueio de mais de R$ 1 milhão de dois médicos em uma ação por improbidade administrativa que apura se eles receberam sem atender em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Jacarezinho, no norte do Paraná. Cabe recurso.

Em horários em que deveriam estar atendendo no posto, os profissionais faziam atendimentos em consultório particular, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF).

Segundo a ação civil pública, proposta pelo MPF, os médicos Guilherme Augusto Mariano de Faria e Otacílio Mariano de Faria Neto – que são irmãos – não cumpriram a jornada do Programa Saúde da Família (PSF), do Governo Federal, entre setembro de 2008 até o fim de 2014.

O procurador Diogo Castor de Mattos, responsável pela ação, afirma que os médicos limitavam o número de pacientes atendidos diariamente. Guilherme atendia dez pessoas por dia e, Otacílio, outras cinco.

Essa prática levava os pacientes a madrugar na fila para conseguir consulta médica na UBS Vila São Pedro, onde os médicos atuavam, já que o atendimento era feito por ordem de chegada, conforme o MPF.

Ainda de acordo com o MPF, o município chegou a publicar uma Portaria que proibia a limitação do número de pacientes atendidos por dia em UBSs e reforçava a necessidade do cumprimento da carga horária semanal de 40 horas para todos os profissionais da Saúde.

 

 

 

 

 

 

 

   

 

PALOCCI SAI MILIONÁRIO DA CADEIA SE DELATAR LULA


Reportagem do jornalista Joaquim de Carvalho no Diário do Centro do Mundo revela, com base em uma fonte na Polícia Federal, que o ex-ministro Antonio Palocci terá R$ 30 milhões desbloqueados, além da liberdade, caso Sergio Moro homologue a delação premiada, anunciada pela Globo, em que incriminará o ex-presidente Lula; pela legislação brasileira, os acordos de delação devem ser feitos de forma espontânea

 

 Reportagem do jornalista Joaquim de Carvalho (clique e veja) no Diário do Centro do Mundo revela, com base em uma fonte da Polícia Federal, que o ex-ministro Antonio Palocci terá R$ 30 milhões desbloqueados, além de sua liberdade, caso Sergio Moro homologue a delação premiada em que ele incriminará o ex-presidente Lula.

A notícia é bastante grave, uma vez que, pela legislação brasileira, os acordos de delação devem ser feitos de forma espontânea. Palocci está preso desde setembro de 2016 e tem R$ 60 milhões de seus bens bloqueados pela Justiça do Paraná. Com a delação, terá metade de volta.

A matéria destaca que dois fatos estranhos acompanham a delação de Palocci: a data de seu anúncio, pelo jornal O Globo – logo após a decisão do STF de tirar de Moro os casos do sítio de Atibaia e do Instituto Lula – e a condução do acordo pela Polícia Federal, e não pelo Ministério Público Federal.

O jornalista lembra que os procuradores da força-tarefa da Lava Jato estão um tanto “queimados” depois das denúncias do advogado Rodrigo Tacla Duran, que recebeu uma proposta para que fizesse um pagamento “por fora” e, em troca, teria sua multa diminuída. Brasil 247

 

 

 

 

 

SETE CENTRAIS SINDICAIS SE UNEM POR LULA LIVRE


 

 

Pela primeira vez desde a redemocratização, as centrais sindicais farão um único ato pelo Dia do Trabalho, neste Primeiro de Maio; Curitiba, onde o ex-presidente Lula está preso, será a capital do encontro entre CUT, Força Sindical, CTB, NCST, UGT, CSB e Intersindical, com foco em pautas como a liberdade de Lula e o protesto contra a reforma trabalhista do governo Michel Temer, que tem agravado o quadro de desemprego no País; Beth Carvalho, Ana Cañas, Maria Gadú e Renegado são alguns artistas confirmados.

 

O Primeiro de Maio que ocorrerá enquanto o ex-presidente Lula estiver preso, nesta terça-feira, será histórico: reunirá pela primeira vez centrais sindicais que ficaram em campos opostos no processo do golpe contra Dilma Rousseff.

Estarão em Curitiba para o ato pelo Dia do Trabalhador as centrais CUT, Força Sindical, CTB, NCST, UGT, CSB e Intersindical e líderes de movimentos sociais, como MST, MTST, UNE e Central de Movimentos Populares. Beth Carvalho, Ana Cañas, Maria Gadú e Renegado são também alguns dos artigos confirmados.

Lideranças políticas de diferentes partidos também têm confirmado presença no ato em Curitiba pelas redes sociais. “O primeiro de maio será manifestação da nacionalidade pelo estado social e defesa do direito dos trabalhadores. Protesto ao entreguismo dos corruptos que vendem o Nosso Brasil. Será o grito da alma brasileira. Todos estaremos lá!”, postou no Twitter o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

“Estarei no Primeiro de Maio em Curitiba, numa mobilização nacional por direitos e democracia. Levaremos a exigência de justiça por Marielle, da liberdade de Lula e a denúncia da violência fascista. Dia 1 Curitiba será o centro da resistência. #1demaio #mariellevive #lulalivre”, publicou Guilherme Boulos, pré-candidato do PSOL e líder do MTST e da Frente Povo Sem Medo.

O foco do evento será a liberdade de Lula e um conjunto de pautas trabalhistas: o protesto contra a reforma trabalhista do governo Temer, que tem agravado o quadro de desemprego no País, uma política econômica de geração de empregos e renda, a defesa da seguridade e da Previdência Social pública, o fim da lei do congelamento de gastos e a revogação da reforma Trabalhista.

Outra enfoque é a defesa da candidatura do ex-presidente, para que a classe trabalhadora consiga resgatar direitos perdidos nos últimos anos. A manifestação de terça-feira será a partir das 14h na Praça Santos Andrade (Praça da Democracia), no centro histórico de Curitiba.

O Primeiro de Maio que defenderá a liberdade de Lula também terá repercussão internacional. O documentarista Celso Maldos, que acompanhou Lula durante as décadas de 80 e 90, liberou um vídeo inédito do ex-presidente discursando no Primeiro de Maio de 1986. As imagens foram distribuídas para todos os estados e serão projetadas em telões nas manifestações nacionais na data.

Confira a programação no País, divulgada no site da CUT:

Em São Paulo, o 1º de Maio vai reunir a CUT, a CTB e a Intersindical, com uma ampla programação que começa ao meio dia na Praça da República, no central da capital paulista.

 

 

Confira os atos e shows marcados no Brasil:

Em Curitiba (PR), o ato unificado contará com a participação dos presidentes nacionais das centrais, representantes dos movimentos sociais e parlamentares.

– a partir das 14h na Praça Santos Andrade (Praça da Democracia), haverá apresentação de artistas, como Beth Carvalho, Ana Cañas e o rapper Renegado e muitos artistas locais.

– a partir das 16h, começa o ato político.

Em São Paulo (SP), a partir do meio dia, na Praça da República, tem inicio o 1º de Maio da CUT, CTB, Intersindical e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, com apresentações de artistas, como a banda Liniker e os Caramelows, que mescla black music e soul e é encabeçada pela cantora trans Liniker; o cantor paraíbano Chico César; a rapper Preta Rara; e a sambista Leci Brandão. Além deles, se apresentam o grupo Mistura Popular, a ala de Unidos de Santa Bárbara, o compositor e intérprete de grandes escolas de samba, André Ricardo, e os cantores e intérpretes do carnaval em 2018 pela escola de samba Paraíso do Tuiuti, Grazzi Brasil e Celsinho Mody.

– A imprensa terá dois caminhões a disposição para fazer imagens. Não precisa se credenciar, basta apresentar o crachá da empresa de comunicação ou um documento de identidade.

Em Maceió (AL), a partir das 8h30, no Posto 7, na Jatiúca, tem início o ato em defesa de direitos, democracia e Lula Livre, com a participação da CUT, frentes Brasil Popular e Povo sem Medo e as centrais sindicais CSP, Conlutas, Nova Central e CTB.

Em Macapá (AM), às 9h, será realizada uma vigília com ato Público em Defesa da Democracia da Constituição e da Liberdade de Lula, na sede da CUT, na Avenida Manoel da Nóbrega,537 , no bairro Laguinho

 

 

No Amazonas (AM), a partir das 15h, tem início o ato na esquina da Sete de Setembro com Avenida Eduardo Ribeiro.

Em Salvador (BA), a partir das 13h, tem início o 1º de Maio Unificado, que será realizado na Barra, com uma série de serviços gratuitos, como retirada de carteira de trabalho, orientações jurídicas, atendimento à saúde da mulher, entre outras ações.

– Em Feira de Santana, das 8h às 16h, será realizada uma missa em memória à vereadora Marielle Franco, seguido de ato por Lula Livre, com atrações musicais.

– Em Santo Antônio de Jesus, a partir das 8h, terá caminhada nos bairros e palestra sobre a reforma Trabalhista, sindicalismo e o golpe de 2016.

– Em Santo Estevão, às 9h, será celebrado um ato ecumênico. Já em Canavieiras, às 8h, está agendado um café da manhã com trabalhadores na nova sede do Sindicato.

– Em Conceição de Feira, a partir das 8h, uma missa campal seguida pelo ato Lula Livre marcará o Dia do Trabalhador.

Em Fortaleza (CE), a partir das 15h começa o ato público que reunirá as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, CUT-CE, CTB-CE e Intersindical-CE.Ceará no Centro Poliesportivo de Parangaba, na Avenida General Osório de Paiva, Bairro Parangaba. No mesmo local, às 9h, tem o Lançamento Estadual do Congresso do Povo – Pela Revogação das Medidas Conservadoras do Governo Temer! Em Defesa da Soberania Nacional! Contra o Fascismo.

– Em Iracema, às 7h, tem início a Carreata dos Trabalhadores, que começa na Praça Casimiro Costa (Praça da Mangueira).

– Em Tabuleiro do Norte, às 10 h, tem início o ato de 1º de Maio Unificado do Vale do Jaguaribe, no Posto Alternativo.

– Em Caucaia, o 2º Acampamento Estadual do Levante Popular da Juventude encerra sua programação também no 1º de Maio.

Em Brasília (DF), a partir das 9h, os trabalhadores e trabalhadoras se reunirão no estacionamento entre a Funarte a Torre de TV. Haverá debate político com as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e CUT-DF, além de apresentações culturais e atividades para as crianças, com o samba da Tapera.

Em Vitória (ES), das 9h às 13h, o ato será na Praça Costa Pereira, das 9h às 13h. As atrações musicais são o Grupo “Só Sambando”e a “Bateria da Piedade”.

Em Goiás (GO), às 14h, o 1º de maio será na Praça Universitária e começa com apresentação da banda Sã Consciência, além de rodas de conversa, oficina, exibição de curtas-metragem, com curadoria de Benedito Ferreira. Às 15h, tem Diego Mascate; às 16h, Mundhumano; às 17h, Cocada Coral; às 18h, tem Terra Cabula; e, às 19h – Maíra Lemos.

 

Em Campo Grande (MT), os atos começam no dia 30 (segunda-feira), com om a Noite Cultural do Trabalhador, a partir das 18h, na Esplanada Ferroviária, sob a organização da Fetems, CUT-MS, UGT, Nova Central, CTB, Fórum dos Servidores Públicos Estaduais do MS e Simted’s filiados a Fetems.

No dia 1º, a partir das 7h, o ato será na Associação Colônia Paraguaia, R. Ana Luísa de Souza, 610, no Bairro Pioneiros. Das 8h às 13h, haverá atos esportivos e políticos no Pagode dos Bancários, no Clube de Campo dos Bancários, localizado na Rua Caldas Aulete, no bairro Coopharádio. O evento é organizado pelo SEEB-CG. Às 11h, organizado pelo PC do B, haverá a “Feijoada do Trabalhador”, no Bar da Valu. Às 17h, tem início a manifestação por Lula Inocente, na esquina da Afonso Pena com 14 de Julho.

– Em Corumbá, a partir das 9h30, tem o ato Internacional do Dia do Trabalhador, na Fronteira Brasil-Bolívia, organizado pela CUT-MS e Central Obrera Boliviana.

– Em Dourados, às 16h, tem o ato Unificado dos Trabalhadores , no Parque Rego D’água Jardim Água Boa, organizado pelo Comitê de Defesa Popular/Bancários Dourados/Simted.

Em Belo Horizonte (MG), das 8h às 11h, o 1° de Maio será na Escola Municipal Pedro Guerra, na Rua João Ferreira da Silva, 230.

– Em Contagem, a partir das 7h30, haverá uma manifestação na Praça da Cemig, Cidade Industrial, seguida da 42ª Missa do Trabalhador.

Em Belém (PA), às 9h, haverá ato na Praça da República. No Estado tem programado também atos nas cidades de Abaeté, Altamira, Barcarena, Cametá e Igarapé Miri.

Em João Pessoa (PB), os atos FORAM ANTECIPADOS para sexta-feira (27). Ás 7h, teve um café da manhã dos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade, na Fetag. Às 10Hm caminhada até a Superintendência Regional do Trabalho, em frente ao Pavilhão do Chá. Às 10h30, Ato Público por “Mais Direitos, Democracia e Lula Livre”, em frente à Superintendência Regional do Trabalho.

No Rio de Janeiro (RJ), às 14h, tem início a concentração na Praça XV (próximo a Rua do Mercado). Haverá um esquete com o grupo Emergência Teatral. Em seguida, começa a batucada com o Bloco da Democracia e caminhada pelo Boulevard Olímpico até a Praça Mauá.

Em Recife (PE), a partir das 8h30, começa o 1º de Maio na Praça do Derby.

Em Porto Alegre (RS), às 10h, o ato será no Parque da Redenção e começa com apresentações de Nei Lisboa, Raul Ellwanger, Grupo Unamérica e outros artistas.

No interior paulista

– Em Osasco, a partir das 8h, tem início a tradicional corrida e caminhada dos trabalhadores e trabalhadoras, em frente à sede da Prefeitura de Osasco, na Avenida Bussocaba, 300, no centro.

– Em Campinas, a partir das 9h, tem concentração no Largo do Pará, no centro, de onde os trabalhadores e trabalhadoras sairão em caminhada até a Catedral de Campinas, na Praça José Bonifácio, s/n, também na região central, onde ocorrerá ato unificado.

– Em Araraquara, às 14h, tem início apresentações culturais e ato político começam na Praça Scalamandré Sobrinho, no bairro Vila Ferroviária.

– Em São Bernardo do Campo, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC realizam uma procissão, a partir das 7h e uma missa a partir das 10h, na Igreja Matriz de São Bernardo do Campo.

Fonte Brasil 247.

Casal de 100 anos mantido no mesmo quarto de Hospital tem alta


Foto: Jane Alves/Arquivo Pessoal

Foto: Jane Alves/Arquivo Pessoal

Teve alta médica o casal de 100 anos que ficou internado no mesmo quarto, depois que um hospital de Brasília quebrou o protocolo em nome do amor.

Sebastiana Matos, 101 anos, e Francisco de Alencar, 102, receberam alta depois de 10 dias no Hospital Regional de Samambaia, no Distrito Federal.

O casal que vive junto há 82 anos, como mostrou o SoNotíciaBoa na semana passada, continua unido e “dormindo de mãozinhas dadas”, descreveu a família.

Os dois ganharam alta médica por volta do meio-dia desta quinta, 26.

Francisco ficou ansioso e rejeitou o lanche das 10h para almoçar em casa, na companhia da família.

“Ele disse que queria o prato preferido dele: carne moída, arroz, feijão e mandioca”, contou a neta, Jane Alves ao G1.

“Foi uma festa! Teve riso e choro. Eles sentaram juntos na mesa e comeram bem. Agora só querem descansar.”

História de amor

A história de amor inseparável dos dois começou na década de 1930, no interior de Goiás.

Francisco havia saído do Maranhão com quase nada na mochila. Era um menino pobre em busca de sobrevivência nas fazendas goianas, quando conheceu Sebastiana.

Morena, bonita, rica, filha de fazendeiros, ela estava ao seu alcance, pensou Francisco.

De vez em quando, depois do trabalho com a enxada, ele entrava na cozinha da casa grande para beber um pouco de água do pote de barro. Nesses momentos, Sebastiana dava um jeito de aparecer na cozinha também.

Quando o amor entre os dois ficou claro, Sebastiana não hesitou em enfrentar o pai para se casar com homem da sua vida. Com a ajuda de uma tia dela, os dois fugiram da fazenda se casaram.

 

Não foi fácil. Eles trabalharam na lavoura, moraram em vários municípios do interior do Brasil e criaram os seus 12 filhos.

Hoje são patriarcas de uma família enorme: quase 80 netos e oito bisnetos.

Inspiração

O amor entre Sebastiana e Francisco ganhou repercussão na última sexta, 20, quando a direção do hospital público quebrou o protocolo de atendimento e manteve os dois lado a lado, no mesmo quarto.

Ela, com o agravamento no quadro de diabetes, foi internada na segunda, 16.

Já Francisco deu entrada no dia seguinte por causa de um problema renal. Em alas diferentes, os dois “não cansavam de perguntar um pelo outro”, contou a neta.

Ao contar como os avós reagiram ao saber da repercussão do caso, Jane disse que o avô gostou de saber que a aventura de amor dos dois se tornou conhecida e já inspira outros casais.

“Mas ele ficou se perguntando como um sentimento pode supreender tantos as pessoas”.

“Agora eles já sabem que o Brasil todo conhece o amor deles. Meu avô sorriu e confirmou: ‘eu amo mesmo a Bastiana’.”

A família também ficou tocada com a história de amor dos dois.

A neta lembra que alguns tios e outros netos passaram a valorizar mais o amor entre eles quando perceberam a força do sentimento dos avós.

Mais debilitada por causa dos sintomas da doença de Alzheimer e, às vezes, inconsciente, Sebastiana expressa poucas reações.

“Ela ficou tranquila quando sentiu que comeu ao lado do meu avô, quando ouviu a vozinha dele perto dela”.

 

Carpinteiro encontra R$ 2 mil na rua e procura dono por quase um mês no PI


José Erisvaldo achou dinheiro espalhado, com um cartão, e não desistiu de encontrar o dono.Dinheiro foi devolvido depois de quase um mês de buscas (Foto: Reprodução/Facebook)

Dinheiro foi devolvido depois de quase um mês de buscas (Foto: Reprodução/Facebook)

carpinteiro José Erisvaldo, morador de Brasileira, 160 km de Teresina, deu um grande exemplo de honestidade e emocionou Carlos Borges, comerciante, morador de Piripiri, cidade vizinha. Erisvaldo passou quase um mês em busca do dono de R$ 2,3 mil que ele achou quando passava pela BR-343, no início de abril.

A devolução foi registrada em foto pela irmã de Erisvaldo, Charlane Sousa, porque a busca foi difícil, mas Erisvaldo foi incansável. “Meu irmão é um abençoado”, disse ela. Ele voltava para casa quando encontrou o dinheiro espalhado na rodovia e um cartão com poucas informações.

“O nome que tinha era de uma pessoa chamada Tertuliano, que eu procurei, fui até a casa dessa pessoa, mas ele já havia se mudado e ninguém sabia o endereço. Continuei buscando até que encontrei uma pista”, explicou Erisvaldo ao G1.

O homem tinha dado entrada em um hospital de Piripiri e estava internado. Mas não era o dono do dinheiro. “O rapaz que cuidava do paciente me falou que sabia quem era, que ele era comerciante e fornecia alimentos para seu Tertuliano, por isso o cartão estava junto”, relatou.

À esquerda, o rapaz que ajudou os dois a se encontrarem. De branco, José Erisvaldo e Carlos, à direita. (Foto: Chalane Sousa/Arquivo pessoal)À esquerda, o rapaz que ajudou os dois a se encontrarem. De branco, José Erisvaldo e Carlos, à direita. (Foto: Chalane Sousa/Arquivo pessoal)

À esquerda, o rapaz que ajudou os dois a se encontrarem. De branco, José Erisvaldo e Carlos, à direita. (Foto: Chalane Sousa/Arquivo pessoal)

“Quando eu recebi a ligação, achei que era um trote. Meus boletos todos atrasados, já tinha um mês que eu tinha perdido, achei que era brincadeira, alguém ficar tanto tempo assim com o dinheiro tentando devolver”, disse Carlos ao G1, sobre o momento em que finalmente foi localizado por Erisvaldo.

O dinheiro seria usado para pagar algumas contas. O encarregado do pagamento foi quem perdeu o envelope com a quantia. Ele estacou que há alguns anos achou quantia semelhante e também devolveu. “Deus é bom e eu acho que colhi o que plantei. Porque levar um baque desses, num momento de crise como esse, não foi fácil. Eu fiquei muito emocionado quando ele me devolveu, porque foi um gesto de muita honestidade”, disse Carlos.

Como agradecimento, ele deu a Erisvaldo a quantia de R$ 200 e contou que esse foi o momento em que mais se emocionou: “Foi quando ele disse: ‘agora eu ganhei, posso gastar, esse aqui é meu’. Me deu vontade de chorar, ele foi muito bom e honesto”, lembrou o comerciante.

O carpinteiro finalizou dizendo que muita gente falou a ele para desistir e gastar logo o dinheiro, mas a resposta foi simples quando questionado sobre por que não desistiu: “Porque não era meu”

Parlamento do Mercosul homenageia Lula e pede fim dos abusos e violência


 

 

É notícia, mas a TV não mostra

Lula livre

Direto do Uruguai, com parlamentares do Mercosul, pedimos #LulaLivre e fim da violência e abusos no Brasil.

Posted by Humberto Costa on Friday, April 27, 2018

Supremo pode investigar procurador da Lava Jato que criticou o tribunal


De Mônica Bérgamo da  Folha.

 

Fonte DCM. O STF (Supremo Tribunal Federal) pode abrir, de ofício, uma investigação contra o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, uma das estrelas da Lava Jato em Curitiba.(…)

Ministros da corte acreditam que ele passou dos limites com as reiteradas críticas que faz ao tribunal –elas se enquadrariam nos crimes de injúria e difamação, punidos com detenção e multa.

(…)

Os magistrados esperam que providências sejam tomadas pela própria PGR (Procuradoria-Geral da República) ou pelo CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Caso isso não ocorra, a corte abriria inquérito. Procurado, Santos Lima não se manifestou.

(…)

A última crítica foi feita depois que o STF retirou trechos da delação da Odebrecht sobre Lula das mãos do juiz Sergio Moro. “O que acontece hoje é o esperneio da velha ordem. A pergunta que devemos fazer é qual o motivo pelo qual precisam sacrificar o bom nome do tribunal”, disse o procurador.

(…)

Ele também postou: “Fica claro que há um conflito entre uma nova Justiça e o velho sistema de impunidade dos poderosos”. Para um magistrado, ele está acusando ministros de prevaricação.

(…)

Apesar da oposição da PGR, o tribunal já abriu inquéritos para investigar o uso de algemas em Sergio Cabral e o vazamento de informações de delações premiadas.

(…)

Carlos Lima, da Lava Jato, em palestra na AMCHAM. Foto: Pedro Zambarda/DCM

 

Ciro: “Não sou Dilma. Você acha que um marginal como Cunha me derrubaria?”


 Resultado de imagem para foto do ciro

Do Diário Catarinense:

Pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes disse na manhã desta quinta-feira, 26, que, se for eleito, não será tarefa fácil derrubá-lo do cargo, mas admitiu que precisará de respaldo popular para governar. “Se vocês (vereadores, sociedade, povo) deixarem, vão me derrubar. (Mas) Não vai ser fácil não, porque não sou a Dilma (Rousseff), sou do ramo. Tu acha que um marginal como Eduardo Cunha me derrubaria? É preciso ser muito mais homem do que eu para me derrubar”, disse na 16ª Marcha dos Vereadores, em Brasília.

Em discurso, o pré-candidato disse que é preciso dar apoio ao próximo presidente, caso contrário “eles vão derrubar o terceiro, o quarto, o quinto porque isso está escrito nesse país enquanto não virarmos o jogo”. Para o ex-ministro do governo Luiz Inácio Lula da Silva, ter na história da redemocratização dois presidentes cassados faz com que o País “não aguente esse nível de instabilidade”. “A Nação vai precisar se dar as mãos para sair dessa profunda encalacrada”, declarou.

Na avaliação de Ciro, o Congresso Nacional derrubou Dilma Rousseff, “uma presidente honrada, embora estivesse fazendo um governo ruim”, num processo de impeachment “inventado” e que não dá mais para aceitar “gente que não tem voto” governando. “Remédio para governo ruim é pressão popular e data de eleição para mudar”, afirmou.

Ao criticar o ativismo judicial, Ciro disse que a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil por Dilma foi um “erro brutal” por passar a mensagem de fim da autoridade dela e de que Lula precisava sair da jurisdição do juiz Sérgio Moro. Para o presidenciável, ao barrar a nomeação de Lula, o Supremo Tribunal Federal (STF) invadiu as prerrogativas do Executivo. (…)

 

Cresce a pobreza no Brasil e só Deus pode mudar na atual circunstância. Walter Salles


Café com Leite Notícias– Quando se lê uma matéria num site que é ligado ao governo, como G1, UOL  e outros, ficam com receio de dizer que após o governo Temer aumentou a pobreza no Brasil e fala em outras palavras, em crise coisa e tal.

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que devido as dificuldades das famílias brasileiras, aquelas que estavam começando a sair da situação de miséria absoluta, que começaram a sentir o prazer de imitar a classe média, ainda que seja a baixa, viu as coisas pegarem um rumo obscuro novamente. É preciso lembrar que foram muitos milhões que saíra da linha de pobreza absoluta nos dois governos que antecederam o atual, mas depois começou a voltar ao que estava antes, pois esse é o “sistemão” para favorecer a elite. Agora, como aponta a pesquisa, parentes começam a ceder parte da casa que moram para parentes mais precisos.

 

Esses que estão começando a dar trabalhos para os parentes que têm um pouco mais de condição favorável, certamente já teriam conseguido a sua casa própria, caso não tivesse o entrave do impeachment de uma presidenta legitimamente eleita. Portanto, o certo é falar abertamente e diretamente, que após o atual governo no comando, além de sinalizar muita gente voltando a linha triste da pobreza, ainda estão vendendo o Brasil aos pedaços pros Estados Unidos.

Aí está o motivo de quererem o Lula preso, ainda que sem provas do que o mesmo é acusado. Ele se preocupou em governar para dentro do Brasil, que foi melhorando a qualidade de vida da população mais pobre financeiramente, de forma bem abrangente, que vai da Bolsa família ao jovem na faculdade, onde não demorou muito o consumo começou aumentar e o Brasil mudar de cara. Foi assim ou não foi, amigo e amiga? À medida que o povo cá das pontinhas das galhas, comparando com uma árvore, as últimas folhas tiveram o direito de comprar, naturalmente que o tronco da árvore, que é a indústria, teve que aumentar a sua produção e aí virou uma cadeia de segmentos ganhando. Com isso o Brasil se equiparou à China e à Índia. Mas como existem os que querem vender o Brasil lá pra fora e deixar os filhos da terra morrerem de fome, onde a Globo é uma emissora cheia de poder e prefere o lado da perversidade, aí, amigo e amiga, só Deus para ajudar os mais oprimidos, quem sabe, clareando as mentes e os corações dos membros do Judiciário Brasileiro, para que o Lula seja candidato e mais uma vez esse Brasil retome o crescimento como aconteceu em 14 anos que foi governado por quem quer ver um povo mais feliz, sobretudo com cuidado especial para quem precisa exatamente de cuidados. Café com Leite Notícias.

 

Moro deu a senha, MPF rejeitou e Palocci fecha delação com a Federal


De acordo às matérias publicadas do GGN, o ex-ministro  Antonio Palocci assinou acordo de colaboração premiada com a Polícia Federal, informa o jornal O Globo nesta quinta-feira (26). A notícia confirma que o Ministério Público Federal em Curitiba seguiu a senha deixada por Sergio Moro na sentença em que condenou o ex-ministro a 12 anos de prisão. Ali, Moro denotou que não tinha o menor interesse em aceitar um acordo com Palocci.
Em abril de 2017, durante depoimento gravado, diante de Moro, Palocci deixou claro que queria fazer um acordo de delação e arrastar para a Lava Jato nomes do mercado financeiro e de empresas de comunicação.
Exatamente dois meses depois daquele evento, Moro condenou Palocci a 12 anos de prisão e deixou na sentença um recado à Procuradoria, sobre o desinteresse em aceitar a delação do ex-ministro.
Escreveu o juiz que as declarações de Palocci, “de que seria inocente, mas que teria muito a contribuir com a Operação Lava Jato, só não o fazendo no momento pela ‘sensibilidade da informação’, soaram mais como uma ameaça para que terceiros o auxiliem indevidamente para a revogação da [prisão] preventiva, do que propriamente como uma declaração sincera de que pretendia naquele momento colaborar com a Justiça.”
Um ano depois, a preventiva de Palocci segue em vigor, com o Supremo Tribunal Federal tendo rejeitado, recentemente, um pedido de habeas corpus. O julgamento gerou inúmeros críticas por parte de juristas que apontam que as prisões preventivas na Lava Jato são usadas até para forçar um acordo de delação.
Certo é que, embora tenha dito claramente que a Lava Jato poderia ir além das relações entre políticos, agentes públicos e empreiteiros, Palocci não despertou o interesse de Moro nem dos procuradores de Curitiba.
Mas tampouco há sinais de que a promessa de implicar o mercado e a mídia será o diferencial no acordo com a Polícia Federal.
O Globo publicou que “embora tenha anexos ainda não conhecidos, que tratam de sua relação pessoal com o universo político, das negociatas com empresários e do lobby desempenhado por ele no governo em favor de empresários, a delação do ex-petista segue um roteiro conhecido.”
O “roteiro conhecido”, segundo o jornal, tem “Lula no alvo”, além de ataques à Dilma Rousseff.
“As vantagens oferecidas a Palocci em troca de suas revelações ainda estão sendo mantidas em sigilo pelas partes”, acrescentou o jornal, que acrescentou que “Palocci é um dos poucos condenados da Lava Jato que têm informações importantes para debelar estruturas criminosas ainda fora do alcance da polícia”, na visão de um “experiente investigador”.
Resta saber se a Justiça vai homologar.
Leia mais matérias publicadas no GGN.

PT: JUÍZA LEBBOS, QUE VETOU VISITA DE MÉDICO, COMETE CRIME CONTRA A HUMANIDADE


De acordo ao Brasil 247, em nota, o PT bate duro na juíza Carolina Lebbos, que proibiu o médico do ex-presidente Lula de visitá-lo sob o pretexto de que não houve “alegação de urgência”; “A decisão da juíza é mais uma arbitrariedade da Lava Jato contra o maior líder popular do país. É mais uma injustiça contra Lula. É uma atitude mesquinha e cruel. É um crime contra a humanidade, que terá repercussão internacional”, diz o texto, assinado pela presidente nacional do partido, senadora Gleisi Hoffmann, e pelos líderes da sigla na Câmara e no Senado, Paulo Pimenta (RS) e Lindbergh Farias (RJ), respectivamente.

 

A verdade é que qualquer atitude que foge o controle e extrapola, começa irritar a todos. Essa Juíza Carolina Lebbos não está sendo nada inteligente e vai terminar deixando na sua própria história, uma mancha e uma marca que não se apagará. Foram vários nomes de grande importância e que não encontraram ao menos a boa vontade e respeito por parte desta juíza, que certamente está cumprindo ordem de uma força “maior”. Proibir a visita de um médico a um paciente de 72 anos e que passou, é nada menos que falta de respeito humanidade a um idoso. Ultimo parágrafo CLN 

 

 

Brasil quebra patente de remédio: um dos mais caros do mundo


STJ - Foto: arquivo/SNB

STJ – Foto: arquivo/SNB

A Terceira Turma do STJ, Superior Tribunal de Justiça, decidiu por unanimidade tornar pública a patente do medicamento Soliris (eculizumab). A decisão abre espaço para a produção de genéricos do produto a preços mais baixos.

O eculizumab é única droga disponível para o tratamento de hemoglobinúria paroxística noturna (HPN), uma doença rara que afeta o sistema sanguíneo e é um dos remédios mais caros do mundo.

A unidade do medicamento custava R$ 21,7 mil em meados do ano passado, de acordo com a Advocacia Geral da União, que fez o pedido ao STJ.

O Soliris não é vendido em farmácias e só pode ser obtido por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em nota, o Ministério da Saúde informou que “o medicamento eculizumab não faz parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais ao SUS (Rename), sendo ofertado apenas por meio de demandas judiciais para atender casos específicos”.

Ainda assim, em 2017, o medicamento custou R$ 644,4 milhões ao SUS para o tratamento de cerca de 400 pessoas diagnosticadas com hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) e respondeu pelo maior gasto entre os 10 remédios judicializados do Ministério da Saúde.

No STJ, a Advocacia da União sustentou que patentes de medicamentos e de produtos químicos registradas entre janeiro de 1995 e maio de 1996, entre os quais o Soliris, já estão expiradas, abrindo possibilidade para a concorrência de genéricos.

O período é relativo ao intervalo entre a assinatura, pelo Brasil, do acordo internacional de proteção à propriedade intelectual (Trips, na sigla em inglês), e o início da vigência da Lei 9.279, que trata de propriedade intelectual.

Além disso, a AGU argumentou que a análise do caso deveria levar em conta a saúde pública, exemplificando com casos de pacientes que chegaram a custar R$ 1,5 milhão em um ano na compra do remédio para evitar os sintomas da doença, que destrói os glóbulos vermelhos do sangue e causa anemia, fadiga, dificuldade de funcionamento de diversos órgãos, dores crônicas, urina escura, falta de ar e coágulos sanguíneos.

Empresa nega 

A farmacêutica Alexion divulgou nota em que nega que a patente do Soliris tenha sido quebrada pelo STJ.

Segundo a empresa, nenhuma quebra de patente do medicamento foi solicitada ou concedida no Brasil.

“A recente decisão do tribunal [STJ] refere-se a uma questão legal distinta, relativa ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial [INPI] e relacionada a uma “patente mailbox” do Soliris, que expirou em 2015. A companhia está avaliando a decisão do tribunal antes de explorar as opções de resposta. A Alexion continua com pedidos de patentes pendentes no Brasil que forneceriam proteção adicional ao Soliris”, informou.

Preço-teto

Também em nota, o Ministério de Saúde destacou que, recentemente, o medicamento conseguiu registro de comercialização no país junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e precificação na Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed).

“O produto poderá ser vendido para o governo federal ao valor máximo de R$ 11.942,60, conforme menor preço internacional apurado. De acordo com dados do Comprasnet, que contém informações de compras feitas pelo Ministério da Saúde desde 2009, se já tivesse sido o preço-teto estabelecido nos últimos anos, teria gerado uma economia de quase R$ 300 milhões por ano”, estimou a pasta.

A Alexion, por outro lado, divulgou nota informando que o valor máximo para vendas ao governo aprovado pela Cmed para o Soliris, em outubro do ano passado, foi de R$ 13.899,35 por unidade/frasco.