Por que Rússia e Ucrânia entraram em guerra? Entenda em poucos minutos no vídeo no final da matéria


A cientista política Ana Prestes e o internacionalista Pedro Costa Jr fizeram um resumo dos antecedentes da Guerra na Ucrânia e do que esse conflito pode modificar na ordem mundial.

Vladimir Putin, Volodymyr Zelensky e Joe Biden. Créditos: Montagem (Isac Nóbrega/PR, Reprodução/Twitter e Erin Scott/Casa Branca)

 

Da Revista Fórum: A guerra na Ucrânia não pode ser enxergada como um processo isolado dos conflitos que o país mantém com a Rússia desde, pelo menos, 2014. Tomando como pontapé inicial o golpe de Estado conhecido como Euromaidan que derrubou o presidente Viktor Yanukovych, a cientista política Ana Prestes, colunista da Fórum, e o cientista político Pedro Costa Jr, professor de Relações Internacionais da Facamp, fizeram um resumo de 20 minutos sobre o conflito no Fórum Global gravado no dia 8 de março. Assista no fim da matéria.

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!"

Em 2014, houve um processo de golpe na Ucrânia. Isso se deu em um contexto em que desde o final da Guerra Fria, com o colapso da União Soviética, a Ucrânia e aquela região da fronteira da Federação Russa foi se tornando um palco de conflito bastante intenso do Ocidente com o que virou a Rússia. A Ucrânia e outros países do Leste europeu foram sendo ‘ganhos’ para a Otan, iniciativa de contensão da União Soviética”, afirmou Ana Prestes.

A partir disso, a Ucrânia, a Geórgia e outros países da região passaram a ser vítimas do que se chama de ‘revoluções coloridas’, ou guerras híbridas, ou infiltração de conflitos na sociedade civil… Grande parte da sociedade da Ucrânia foi ganha para ingressar na União Europeia e nisso estoura o conflito do maidan e anti-maidan em 2014. O Putin não admite isso como forma de proteção do território russo”, explicou. “Tem que ficar claro: existia uma parte da sociedade ucraniana que queria adesão à UE, mas também existia uma grande parte que não e que se mobilizou anti-maidan”, destacou.

Ana Prestes lembra que com Yanukovych houve uma série de acordos da Rússia com a Ucrânia para demover o país da ideia de entrar na UE e que, a partir disso, estoura a Revolução de Maidan. Nesse processo, uma série de grupos armados neonazistas se sublevaram, ao mesmo tempo em que o separatismo ganhou força como resposta à guerra civil instaurada.

Pode ser uma imagem de comida e texto que diz "EM MARACÁS, CENTER PÂES Center & DOCES MANAAIM. Só aqui você encontra: bolos, tortas, salgados e frios com a Pães & Doces melhor qualidade da cidade. Não fique de fora dessa!!!. Um ambiente agradável e aconchegante para você e sua família Delicia é comer aqui! Conheça Ο nosso restaurante. Manaaim කදහය 國周り国館 Av. Brasília, N°1011, Maracás-Ba. Fone: (73)3533-3639"

“Há uma dramaticidade social muito grande e que a imprensa ocidental não mostra: as perseguições, as torturas, as mortes filmadas, o incêndio do Palácio dos sindicatos, os parlamentares em prisão forçada, o apedrejamento de sede de partidos… Começou a se instalar na Ucrânia uma guerra civil“, apontou.

O conflito fez com que fossem assinados os acordos de Minsk, que não foram respeitados – o que fez o conflito se agravar nos últimos 8 anos, em especial na região de Donbass. “Integrou-se a Crimeia à Rússia, mas ficou o passivo de Donetsk e Lugansk como regiões separatistas. E exatamente essa não-resolução do Donbass seria o estopim para um nova guerra”, completou.

A guerra na Ucrânia não pode ser enxergada como um processo isolado dos conflitos que o país mantém com a Rússia desde, pelo menos, 2014. Tomando como pontapé inicial o golpe de Estado conhecido como Euromaidan que derrubou o presidente Viktor Yanukovych, a cientista política Ana Prestes, colunista da Fórum, e o cientista político Pedro Costa Jr, professor de Relações Internacionais da Facamp, fizeram um resumo de 20 minutos sobre o conflito no Fórum Global gravado no dia 8 de março. Assista no fim da matéria.

Nenhuma descrição de foto disponível.

“Em 2014, houve um processo de golpe na Ucrânia. Isso se deu em um contexto em que desde o final da Guerra Fria, com o colapso da União Soviética, a Ucrânia e aquela região da fronteira da Federação Russa foi se tornando um palco de conflito bastante intenso do Ocidente com o que virou a Rússia. A Ucrânia e outros países do Leste europeu foram sendo ‘ganhos’ para a Otan, iniciativa de contensão da União Soviética”, afirmou Ana Prestes.

“A partir disso, a Ucrânia, a Geórgia e outros países da região passaram a ser vítimas do que se chama de ‘revoluções coloridas’, ou guerras híbridas, ou infiltração de conflitos na sociedade civil… Grande parte da sociedade da Ucrânia foi ganha para ingressar na União Europeia e nisso estoura o conflito do maidan e anti-maidan em 2014. O Putin não admite isso como forma de proteção do território russo”, explicou. “Tem que ficar claro: existia uma parte da sociedade ucraniana que queria adesão à UE, mas também existia uma grande parte que não e que se mobilizou anti-maidan”, destacou.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Ana Prestes lembra que com Yanukovych houve uma série de acordos da Rússia com a Ucrânia para demover o país da ideia de entrar na UE e que, a partir disso, estoura a Revolução de Maidan. Nesse processo, uma série de grupos armados neonazistas se sublevaram, ao mesmo tempo em que o separatismo ganhou força como resposta à guerra civil instaurada.

“Há uma dramaticidade social muito grande e que a imprensa ocidental não mostra: as perseguições, as torturas, as mortes filmadas, o incêndio do Palácio dos sindicatos, os parlamentares em prisão forçada, o apedrejamento de sede de partidos… Começou a se instalar na Ucrânia uma guerra civil”, apontou.

O conflito fez com que fossem assinados os acordos de Minsk, que não foram respeitados – o que fez o conflito se agravar nos últimos 8 anos, em especial na região de Donbass. “Integrou-se a Crimeia à Rússia, mas ficou o passivo de Donetsk e Lugansk como regiões separatistas. E exatamente essa não-resolução do Donbass seria o estopim para um nova guerra”, completou.

Pode ser uma imagem de comida e texto que diz "Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! Massa Fina ิตรรต ino Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você."

A situação de tensão fez com que os Estados Unidos e Otan se aproveitassem para aproximar a Ucrânia do bloco militar.

Pedro Costa Jr. centrou sua análise na questão da “transição hegemônica”. “Os Estados Unidos estão vendo o declínio da sua hegemonia e eles tem, pela primeira vez, um desafiante à altura, que é a China. O jogo é entre Estados Unidos e China, mas a Europa está sendo disputada nesse momento”, explicou.

O pesquisador destacou que não é possível dizer que a Rússia está isolada do mundo, tendo em vista que ela está nos braços da China. “Quem é a grande perdedora dessa guerra é a Europa, que é dependente estruturalmente da Rússia, a maior potência energética do sistema-mundo, com gás, petróleo, carvão, níquel”, destacou.

Nenhuma descrição de foto disponível.

“No dia 4 de fevereiro desse ano, foi assinado um acordo que mexe com as estruturas do sistema-mundo, entre o Putin e o Xi Jinping. Eles assinaram uma parceria sem limites equivalente ao que foi o Tratado de Vestfália, o Tratado de Versalhes, o Pacto de Ialta, uma tentativa concreta de início de uma nova ordem mundial, uma ordem euroasiática, pós-ocidental”, destacou.

“Toda essa articulação e essa invasão russa está desenhada há muito tempo. Essa invasão foi desenhada. Basta ver o tipo de guerra, feita com cautela para ter o mínimo de baixas ucranianas possível”, completou. “O que Putin precisava era do respaldo chinês, e o respaldo chinês chegou”, acrescentou.

“O urso saiu da toca, mas só mostrou a pata. A Europa, que não pode enfrentar a Rússia de igual para igual, vende a Ucrânia. Enquanto isso, Putin avança, a China respalda, a Europa derrete, os Estados Unidos parecem que ganham – porque reunificou a Otan e aumenta a popularidade do Biden – , mas cometem um grande erro geoestratégico que colocar Rússia e China em uma união inexorável, o que vai ser mortal para os EUA lá na frente”, finalizou.

O Fórum Global é apresentado por Lucas Rocha e Ana Prestes e contou também com a presença da cientista política Clarisse Paradis, professora da Unilab e militante da Marcha Mundial de Mulheres, que comentou sobre a situação das mulheres em meio à guerra.

Entenda a guerra na Ucrânia em 20 minutos, com Ana Prestes e Pedro Costa Jr:

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Guaidó foi jogado na lixeira pelos EUA para negociar com Maduro, diz deputado venezuelano


www.brasil247.com -

O Governo dos Estados Unidos usou o opositor venezuelano Juan Guaidó e agora o deixou de lado, para se sentar e negociar com o legítimo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse Saúl Ortega, deputado e membro da Comissão de Política Externa do Parlamento.

“Eles nem levaram em conta Juan Guaidó, essa é a política real, que essa figura fictícia que causou tanto dano ao país nesta conjuntura não lhes serve mais. Eles o usaram e o jogaram no lixão, e eles têm que se entender com o único governo legal na Venezuela”, disse Ortega, membro do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "MARACÁS X SÃO PAULO SÃO PAULO X MARACÁS É com a Expresso Coopertai! HREA COOPERTA ERETE 華 SEDEX O Azulão que conquistou o viajante! Maracás, V. da Conquista, Montes Claros, BH e São Paulo. Saída todas as quartas e sábados das duas cidades. Reserve a sua passagem pelos fones.. (73)99107-7820 & (11) 98368-6447 Trabalhamos também com encomendas!"

Em 5 de março, Maduro recebeu uma delegação do governo Joe Biden no palácio presidencial em Caracas, com quem concordou em estabelecer uma agenda de interesse comum.

O presidente venezuelano não deu detalhes sobre os pontos discutidos na reunião, mas a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse que autoridades americanas viajaram a Caracas para discutir uma “variedade de questões, incluindo segurança energética”.

Em 2019, os Estados Unidos reconheceram o opositor Guaidó, que em janeiro daquele ano se autoproclamou “presidente interino”, e ignorou Maduro, que foi reeleito em 2018 para um segundo mandato entre 2019-2025.

Nesse mesmo ano, Maduro rompeu relações diplomáticas com Washington, após argumentar que o governo do então presidente Donald Trump (2017-2021) estava por trás da autoproclamação de Guaidó, ato que ele descreveu como intervencionismo.

Após três dias do encontro entre Maduro e a delegação norte-americana, a justiça venezuelana libertou Gustavo Cárdenas, um dos seis ex-diretores da petrolífera Citgo detidos em Caracas desde 2017, e Jorge Fernández, cubano-americano preso na terça-feira, em fevereiro de 2021 no estado de Táchira (oeste) por um suposto crime de terrorismo.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Sanções

Desde então, a nação norte-americana aumentou as sanções contra a Venezuela, que segundo o governo Maduro são os principais responsáveis ​​pela crise econômica em seu país.

Nesse sentido, Ortega considerou que a reaproximação entre os governos de Maduro e Biden poderia ser o palco para o fim das sanções.

“Essas medidas ilegais, unilaterais e coercitivas nunca deveriam ter existido, que o governo [dos EUA] esteja ciente de que nesse quadro não vamos nos entender e corrigir, não apenas levantando as sanções que causaram muito dano ao povo da Venezuela, mas também que podemos avançar em diversas áreas”, comentou.

Pode ser uma imagem de texto que diz "Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! MassaFin Massa F Massa ina Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você."

O parlamentar considerou que o governo Biden também deve devolver à Venezuela os recursos econômicos e as empresas estatais que lhe foram retiradas.

“Não são apenas as sanções, é o roubo vergonhoso da (petrolífera) Citgo, o problema do diplomata venezuelano Alex Saab [extraditado de Cabo Verde para os Estados Unidos], é o problema bancário em que nossos

Com informação do 247

VÍDEO: Ed Motta se desculpa por avacalhar Raul Seixas; “Tristeza. Vergonha”


Ed Motta pede desculpas por ter detonado Raul Seixas.Créditos: Reprodução/YouTube

O cantor revelou que que a resposta da filha de Raul Seixas às suas críticas foi “a cajadada final” para ele; “Peço perdão”.

O cantor Ed Motta, nesta terça-feira (8), resolveu pedir desculpas por conta das duras críticas que fez ao ídolo da música brasileira Raul Seixas no mês passado.

Em live realizada no dia 18 de fevereiro, Ed detonou Raul, o xingando com uma quantidade enorme de adjetivos pejorativos. “Raul Seixas tem uma falha de caráter terrível na vida dele: ele foi funcionário de gravadora, ou seja, ele trabalhou contra os colegas. Eu não tenho medo nenhum de falar contra o Raul Seixas, que era uma p*ta de uma merda, ruim pra c*ralho musicalmente, de tudo“, havia disparado, entre outros impropérios.

Pode ser uma imagem de texto que diz "Doy Motos Peças, serviços e acessórios em geral Com a sua moto em boas mãos não há com que se preocupar!!! Fale dom Doy. Em Maracás, AV. Brasília, ao lado da garagem da Camurugipe. Fone- (73) 99137 3522"

A fala do cantor gerou grande repercussão, envolvendo usuários das redes sociais, fãs de Raul Seixas, músicos, artistas e até mesmo a filha do compositor baiano.

Diante da enxurrada de críticas, Ed Motta decidiu se retratar. “Peço perdão pela forma agressiva e grosseira que falei do Raul Seixas. Eu posso ter uma opinião sobre ele, posso ter uma crítica sobre ele, pelo fato de ele ter sido produtor de discos. Eu tenho críticas a quem é produtor de discos, eu tenho direito a isso. O motivo não é porque os fãs gritaram no meu ouvido… O motivo aqui é vergonha, é tristeza”, declarou.

O cantor disse ainda que um dos principais motivos para sua tristeza, em meio às críticas, foi a resposta dada a ele por Scarlet Seixas, filha de Raul. “O nível de desrespeito desse Ed não era necessário. […] Talvez ele tenha esquecido de tomar a medicação. Estou ofendida e magoada com essa exibição pública de atenção negativa que ele apresentou”, havia dito.

Nenhuma descrição de foto disponível.

“Antes de ler o depoimento da filha do Raul Seixas, que foi a cajadada final de tristeza e de vergonha… Você não imagina… Eu dentro da minha estupidez e inocência e sinceridade… Eu peço perdão a você e toda a família do Raul Seixas pela forma como eu falei desse artista que eu conheci uma vez pessoalmente em uma situação totalmente adversa. Não tenho nada contra a pessoa dele, nada. O que eu falei é uma outra coisa que eu estou errado em abrir o microfone aqui e esbravejar para o planeta. Eu estou errado”, lamentou Ed Motta.

Essa matéria foi publicada na Revista Fórum, aliás, uma matéria muito interessante, mas eu Walter Salles, do Café com Leite, estou relembrando aqui um episódio de uma garota, muito bonita por sinal, que namorava um brucutu ciumento e estúpido, que um dia falou um monte de besteira para a moça, depois jogou um presente que teria recebido dela nos pés dela e se foi todo cheio de ira e a garota ficou chorando e envergonhada. Não demorou muito o cidadão voltou arrependido, pois esses caras inseguros são assim, com um belo de um buquê de flores para ela, ajoelhou e pediu perdão. Coitado, nessa hora foi ela que atirou o buquê no cara e ainda bateu a porta na cara dele e nunca mais quis saber desse cidadão na vida dela.

Pois é meu, caro Ed Mota…Muitas vezes o pedido de desculpas acaba de jogar o resto da melecança no ventilador. Como dizem os baianos, “pense muito pra falar algo, porque quando falar tem que segurar a sua porra”. É por aí.

 

 

“Totalmente desproposital”, diz Mourão sobre militares não aceitarem a volta de Lula


“Fomos, ao longo de anos, governados pela esquerda, pelo PT, sem problema nenhum”, destacou o vice-presidente, lembrando da boa relação de Lula e Dilma com as Forças Armadas.

www.brasil247.com -

O vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), em entrevista a Igor Gadelha, do Metrópoles, classificou como “totalmente desproposital” os rumores de que as Forças Armadas não aceitariam a possível vitória do ex-presidente Lula (PT) nas eleições presidenciais deste ano.

Ele afirmou que os militares têm agido dentro de seus deveres constitucionais e destacou que as Forças Armadas tiveram boa relação com Lula e com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) nos últimos anos. “Isso é algo totalmente desproposital. As Forças Armadas têm se mantido dentro dos limites dos deveres constitucionais dela, têm agido dessa forma ao longo de todo esse período, desde o término do período de presidentes militares. As Forças Armadas não se meteram em nenhum processo eleitoral. Fomos aí, ao longo de 12 anos, 13 anos, governados pela esquerda, pelo PT, sem problema nenhum”.

Pode ser uma imagem de texto que diz "1 Enpressa COOPERTAI 7077-004 COPERTAI NOHOFU5 O AZULÃO QUE CONQUISTOU O VIAJANTE De Maracás para São Paulo todas as quartas e sábados, via Jequié, Vitória da Conquista Montes Claros Belo Horizonte e São Paulo. De São Paulo para Maracás nos mesmos dias. Conforto, segurança e preços baixos nas passagens é aqui. Trabalhamos também com encomendas. Reservem as suas passagens pelos telefones 11 98627-5310/ 98368-6447 & 73 99161-0792/ 99107-7820 e façam uma excelente viagem"

Perguntado sobre quem será o candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PL), ele confirmou a expectativa pelo nome do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto. “Os indícios mais fortes são que o candidato a vice junto do presidente Jair Bolsonaro seria o Braga Netto”

Sobre sua relação com Bolsonaro neste último ano de mandato, ele definiu como “protocolar”. “Uma relação, vamos dizer assim, protocolar. Nossa relação é protocolar. Ele é presidente, eu sou vice-presidente. Procuro executar as tarefas que ele me dá, como essa tarefa que ele me deu de ir ao Chile (para a posse do novo presidente eleito, Gabriel Boric, nesta semana). Ele tem meu apoio no projeto de reeleição dele, e eu também espero contar com o apoio dele no meu projeto de ser eleito senador”.

A informação foi do 247

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "Tudo para a sua MADEIREIRA EIRAJK construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944"

Foi na “Bahea”: Gêmeas passam em Medicina para mais de 30 faculdades estudando online


Imagem de capa para Gêmeas passam em Medicina para mais de 30 faculdades estudando online

Na Bahia, duas irmãs gêmeas deram muitas alegrias para os seus familiares! Ser aprovado em uma universidade para Medicina já é um super desafio, imaginem para 30! Pois é; só que duas irmãs gêmeas baianas foram muito além disso! Samyra e Sarah Aramuni conseguiram aprovações no curso em mais de 30 faculdades públicas do Brasil.

As jovens de 19 anos são estudantes de uma escola pública de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia.

A vitória das duas ganha um gostinho ainda mais especial quando a informação é que elas estudaram 100% online e fizeram disso um estímulo.

Nenhuma descrição de foto disponível.

“Ainda não caiu a ficha, mas é realmente muito gratificante porque só a gente sabe tudo que estudou, levantar todos os dias para estudar. A gente estava 100% online então ninguém ficava no nosso pé e a gente estudava”, relatou Samyra.

Rotina de estudos

Samyra e Sarah concluíram o ensino médio no ano passado no Centro Territorial Estadual de Educação Profissional do Extremo Sul (CETEP), em Teixeira de Freitas. Na primeira tentativa do Enem, o resultado não foi tão bom.

“Foi muito difícil, foi o ano em que o Enem aconteceu em janeiro e o Sisu abriu em abril, então as universidades tiveram pouquíssimas vagas e notas de corte absurdas”, contou Samyra.

Elas então criaram uma rotina de estudo de mais de 10 horas por dia. Afinal, a realização do sonho de ser médica tinha que se concretizar através de uma faculdade pública.

“Um curso com 50% desconto era R$ 5 mil a mensalidade, então eu não tinha outra forma”, disse Sarah.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Ótimo desempenho

As gêmeas usaram a nota do Enem para se candidatarem pelo Sisu em todas as universidades.

Elas contam que tinha dúvida se a aprovação viria dessa vez, mas a mãe das duas, Flavia, já tinha certeza de que elas passariam devido a dedicação que tiveram com os estudos.

“Não tinha dúvidas nenhuma porque quando a gente quer, a gente alcança. Elas nasceram com um minuto de diferença e passaram [em medicina] por um centésimo de diferença, em segundo e terceiro lugar. Lembrei disso na hora e não tem como a gente não lembrar”, conta a mãe.

Samyra e Sarah Aramuni decidiram pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. A primeira passou em segundo e a outra em terceiro lugar.

Agora elas se preparam para mudar de cidade e partir para a nova fase da vida. “Vai ser um momento que vai trazer muito ensinamento para elas e muitas alegrias para nós”, comemorou o pai das jovens, Joaquim José Aramuni.

Samyra e Sarah com os pais, Flávia e Joaquim - Foto: reprodução TV Bahia

Samyra e Sarah com os pais, Flávia e Joaquim – Foto: reprodução TV Bahia

A fonte foi Notícia Boa.

Pode ser uma imagem de comida e texto que diz "Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! Massa Fina ิตรรต ino Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você."

Primeiro dia de aula da idosa de 71 anos foi de muita emoção


De Guerra a gente fala mais tarde. Agora vamos falar da alegria da Dona Calu que aos 71 anos resolveu, ou teve tempo de de começar a realizar um antigo sonho, e assim começou uma nova etapa da sua vida, que foi começar os estudos.

Imagem de capa para Idosa de 71 anos realiza sonho de ir à escola pela primeira vez
,Dona Calu resolveu começar a estudar aos 71 anos em Teresina — Foto: Layza Mourão

A Calorinda Rosa de Mesquita Silva, de 71 anos, tinha um sonho antigo e, somente agora em 2022, pela primeira vez, pôde realizá-lo: aprender a ler e escrever.

Ela nunca foi à escola. Dona Calu, como é conhecida em Alto Longá, interior de Teresina, ajudava a mãe a cuidar da casa e do irmão quando tinha apenas 8 anos. Depois disso, ela começou a trabalhar, casou-se e o sonho da alfabetização foi ficando adormecido.

“Eu tinha vontade, mas sempre deixei para as meninas que vinham morar aqui para que elas estudassem e eu ficava sem estudar. Passaram algumas meninas por aqui, e algumas até se formaram. Teve a Valdirene, uma moça que veio aqui, e também meu sobrinho Celso, que veio pra cá com 13 anos para estudar” explicou ela.

Nenhuma descrição de foto disponível.

E foi com o apoio da família que a idosa entrou em uma sala de aula, emocionada, pela primeira vez.

“Todo mundo da minha família me apoiou e me apoia a estudar. Ninguém foi contra. Todo mundo ficou sorrindo, e até o meu menino se matriculou também, só que ele não ouve bem e não concluiu os estudos” explicou.

Nova realidade

Dona Calu lembra que sempre cuidou da casa e dos filhos com muito gosto. Só que a vontade de aprender a ler e escrever sempre estava dentro dela.

Foi a filha da idosa, Maria de Deus, quem incentivou a mãe a encarar o desafio e uma nova realidade.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Maria é coordenadora do projeto de alfabetização de adultos e o apresentou para a mãe, que logo aceitou e ficou feliz com a ideia de se alfabetizar.

Segundo a filha, a garra da mãe serve de inspiração, e é gratificante observar o interesse da idosa em buscar aprender.

“Para mim assim, é uma coisa gratificante, porque minha mãe sempre foi muito esforçada. Ela sempre foi um espelho para gente. Ela formou dois filhos sempre com muito esforço, então pra gente é uma coisa muito importante. Ela tá vivendo em prol de cuidar do meu irmão que deu derrame, e assim mesmo arranja tempo para estudar e ela tá muito interessada. Já disse que vai se formar”, explicou.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Vai sozinha para escola

E independente como sempre foi, dona Calu conta feliz que vai sozinha, todos os dias, para a escola.

Ela está matriculada na Unidade Escolar Tomaz de Area Leão Filho, localizada no bairro Três Andares, Zona Sul de Teresina. Todos os dias, ela pega o ônibus e se percorre o caminho com muita alegria.

Ela contou animada sobre as primeiras experiências em sala de aula, onde a sua neta, Jéssica Marcelle é uma das professoras da turma.

Maria de Deus explica que o objetivo do projeto é incentivar a alfabetização de jovens e adultos. Ainda segundo ela, a expectativa é de que sejam alfabetizadas 200 mil pessoas através do projeto durante o ano de 2022.

Idosa mostra orgulhosa o material escolar - Foto: Layza Mourão

Idosa mostra orgulhosa o material escolar – Foto: Layza Mourão

Mulher mais forte do Brasil tem 73 cm e precisa de apoio financeiro para competir


Imagem de capa para Mulher mais forte do Brasil tem 73 cm e precisa de apoio financeiro para competir

Camillinha, como é carinhosamente chamada, pesa 21 quilos e conseguiu levantar 53 quilos! Fotos: @donlimafotografias

Do Só Notícia Boa: A paratleta Camilla Feitosa, 35 anos, de Nossa Senhora do Socorro, Sergipe, é considerada a mulher mais forte do Brasil na modalidade halterofilismo (levantamento de peso) e a 3ª menor do mundo! Exemplo de força e superação, a atleta de 73 cm de altura coleciona títulos e medalhas.

Camilla tem nanismo e retinose pigmentar, uma degeneração na retina que não possui cura, mas pode ser controlada por meio de tratamento. Para vocês terem ideia da força dessa mulher, Camillinha, como é carinhosamente chamada, pesa 21 quilos e conseguiu levantar 53 quilos!

Pode ser uma imagem de texto que diz "1 Enpressa COOPERTAI 7077-004 COPERTAI NOHOFU5 O AZULÃO QUE CONQUISTOU O VIAJANTE De Maracás para São Paulo todas as quartas e sábados, via Jequié, Vitória da Conquista Montes Claros Belo Horizonte e São Paulo. De São Paulo para Maracás nos mesmos dias. Conforto, segurança e preços baixos nas passagens é aqui. Trabalhamos também com encomendas. Reservem as suas passagens pelos telefones 11 98627-5310/ 98368-6447 & 73 99161-0792/ 99107-7820 e façam uma excelente viagem"

Mas a nossa campeã enfrenta dificuldades como centenas de atletas brasileiros: falta de patrocínio e recursos financeiros. Em abril deste ano, do dia 7 ao 10, ela tem a competição da 1ª fase nacional do Circuito Loterias Caixa de Halterofilismo em São Paulo, o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo.

Porém, para que ela consiga ir em busca do ouro, Camilla conta muito com o nosso apoio. Os custos das passagens e da estadia são bem altos. Sem contar que em maio e julho, ela competirá respectivamente o Campeonato Brasileiro e a 2ª fase nacional do Circuito Loterias Caixa de Halterofilismo, ambos em São Paulo.

Clique aqui e contribua com a vaquinha no SVB para que a Camilla possa participar da competição.

Pode ser uma imagem de calçados e texto que diz "EM MARACAS Loja de Esportes Não precisa ir longe comprar produtos ligados ao esporte. Aqui você encontra tudo e outras novidades mais. Faça-nos uma visita efaça a sua compra no nosso mini-shopping de esportes. NIKE Rua Júlio Virgílio, ao lado do Só Montão Confecções. Maracás- Ba. Fone: (73)98849-5015"

Dificuldades e preconceito

A paratleta contou que enfrenta diariamente preconceito, falta de recursos para os treinos, dificuldades para enxergar, por conta da degeneração na retina, de locomoção e muita falta de acessibilidade, seja nas ruas, no transporte, até dentro de casa e com roupas também.

“Geralmente, a pessoas que tem nanismo, tem por volta 94 cm de altura. Eu sou menor que isso, portanto, o desafio se torna maior ainda para sair de casa, pegar um ônibus, andar na rua”, contou.

Esporte ensinou que não existe limite

Ela conheceu o halterofilismo paralímpico há 3 anos, após acompanhar um amigo que é cadeirante numa atividade física. Foi quando o professor da academia, Felipe Aidar, incentivou Camilla a praticar o esporte, relatando que não existiam muitos atletas nessa modalidade.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Receosa, Camilla foi convencida após o professor mostrar vídeos de pessoas com nanismo que já eram campeãs.

“Eu pensava ser impossível realizar aquela atividade por causa das minhas limitações físicas e que bom pra mim que eu estava totalmente enganada. Através do esporte enxerguei com meus próprios olhos um mundo de possibilidades, um mundo no qual vidas são totalmente transformadas assim como a minha vida vem sendo transformada”, disse.

História de vida se tornou inspiração para outras mulheres

Hoje, Camilla realiza palestras para contar sua história de vida tão inspiradora! Ela ressalta como o esporte mudou a sua vida e que nada é impossível quando queremos.

Ela também lançou um e-book, onde relato parte da minha história de superação e como através do Halterofilismo paralímpico, me tornei a mulher mais forte do Brasil.

Acompanhe o trabalho da Camilla pelo Instagram @camillinhafeitosa

Vamos apoiar essa campeã?! Clique aqui e contribua com a vaquinha.

Camilla tem nanismo e retinose pigmentar, uma degeneração na retina que não possui cura. Foto: @donlimafotografias

Camilla tem nanismo e retinose pigmentar, uma degeneração na retina que não possui cura. Foto: @donlimafotografias

Paratleta enfrenta diariamente preconceito e falta de recursos para os treinos. Foto: @donlimafotografias

Paratleta enfrenta diariamente preconceito e falta de recursos para os treinos. Foto: @donlimafotografias

Lula lança campanha digital no WhatsApp e Telegram e incomoda bolsonaristas


www.brasil247.com - Lula

Lula (PT) ainda não confirmou oficialmente sua candidatura, mas suas declarações e ações na busca por alianças mostram o propósito do petista. Tal objetivo foi concretizado ontem (7) ao se lançar no campo digital e inaugurar uma leva de grupos de WhatsApp dedicados a movimentar seguidores.

O ex-presidente lançou links para grupos disponibilizados em um site chamado Lulaverso, feito para abrigar links, memes e vídeos, se tornando o braço digital de Lula.

Com estética e linguagem dirigida ao público mais jovem, o site oferece materiais específicos para cada rede: vídeos para o Reels do Instagram, TikToks, gifs e figurinhas. Endereços Lulaverso foram inaugurados em quase todas as redes sociais, menos o Meta (ex-Facebook), de acordo com O Globo.

No entanto, cabe dizer que o petista estreou “em terreno bolsonarista”, uma vez que o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), é conhecido por seu vasto uso de redes sociais antes e depois de ser eleito, tendo com ele um verdadeiro exército de seguidores que compartilham suas postagens.

De acordo com a mídia, no lançamento de Lula ontem (7), foram 11 grupos criados para o WhatsApp, dos quais seis abertos a postagens de internautas e cinco apenas para envio de conteúdo, além de mais um canal no Telegram.

Este último, atualmente se encontra na mira do Supremo Tribunal Eleitoral (STF), uma vez que o Supremo acredita que a plataforma pode ajudar a proliferar a ação das chamadas “milícias digitais”, conforme noticiado.

Na segunda-feira (7) à noite, os grupos criados ainda não estavam lotados, mas a mídia relata que mesmo assim Lulaverso chamou a atenção dos bolsonaristas.

Entre os seguidores de Bolsonaro, mensagens falsas atribuídas à iniciativa petista já estavam circulando no final do dia, e vários deles se mobilizavam para se infiltrar entre os lulistas. “Vou lá ver os roubos, perdão, obras que ele realizou!”, disse um deles.

Embora o PT não confirme que o Lulaverso é uma produção da campanha de Lula, (até porque oficialmente a campanha não começou) o divulgou sua apuração e comprovou que o Lulaverso é feito por uma empresa terceirizada ligada à comunicação lulista. Fonte 247.

8 de Março não é apenas o dia de homenagear mulheres, é muito mais que isso


Aqui o Café com Leite vai homenagear e parabenizar essas mulheres guerreiras da atualidade, mas também lembrar das grandes MULHERES com letras grandes, que muito fizeram por onde andaram e que ficaram na história. Em primeiríssimo lugar vai aqui o nome de uma saudosa que é Donária Bonfim Sales. Essa tinha que ser a primeira, porque foi uma mulher de muita luta e coragem sempre ao lado do seu esposo Elizeu, mas que precocemente deixou 9 filhos e se foi aos 40 anos de idade. Mas eu, particularmente, sou fã de Márcia Tiburi porque conheço um pouco da sua história. Dilma Rousseff que deixou um grande legado e uma espécie de referência em honestidade. Também vamos lembrar e falar sobre duas ex-secretárias do Café com Leite que são a saudosa Leilma, que já não está entre a gente, mas que era, como se diz por aí, “pau pra toda obra”. Já a gloriosa Eliza Correia, foi e ainda é uma grande lutadora. E a Bidu Sayão? Essa foi uma das primeiras a enfrentar e dar as primeiras pauladas no preconceito logo no começo do século 20 aqui no Brasil.  Irmã Dulce; essa ficou na história por ter um coração maior que o Estado da Bahia. Mas, bem particularmente, eu, Walter Salles, sou fã de duas guerreiras que moram dentro do meu coração, que são Nyde Salles e Alyne Salles, mãe e filha, ( que lindas mulheres!) Não poderia deixar de citar aqui mais uma grande mulher que é a ex-presidenta da UPB Maria Quitéria, que além de muito bonita e educada é uma mulher forte e de luta. Ahh, minha amiga e meu amigo, pra você que talvez não sabia, a Marta Rocha!! Essa nasceu ali no povoado do Baixão, em Jequié e depois foi ser nada menos que Miss Brasil. Pois é. Aí estão alguns nomes de guerreiras que são iguais a tantas outras anônimas. Parabéns a todas! Veja depois da ilustração um pouco da história das grandes lutas das mulheres.

História do Dia Internacional da Mulher

De acordo com os registros históricos, o primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de fevereiro de 1909, nos Estados Unidos, por iniciativa do Partido Socialista da América.

Foi a partir da Revolução Industrial de 1789, que elas passaram a ir para as ruas, exigindo melhores condições de trabalho, igualdade entre os sexos, melhores salários, entre outros fatores.

Durante anos consecutivos, em diversos países ocorreram manifestações, reunindo multidões de mulheres que reivindicavam por seus direitos.

Nesta época, as condições trabalhistas, principalmente em fábricas, eram insalubres, perigosas e desumanas. Frequentemente, homens e mulheres protestavam por melhorias. Apesar do sofrimento ocorrer com todos os funcionários (ambos os sexos), as mulheres eram ainda mais prejudicadas

Os salários das mulheres eram mais baixos, as jornadas de trabalho de indústrias têxtil e de vestuário, por exemplo, chegavam até 16 horas, além de serem espancadas e assediadas sexualmente.

Em 1910, aconteceu a primeira Conferência Internacional de Mulheres, em Copenhague, na Dinamarca, direcionada pela Internacional Socialista – organização global de partidos social-democratas, socialistas e trabalhistas. Na ocasião, a proposta de instituir uma data em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, da socialista Clara ZetKin, foi aprovada. No entanto, nenhuma data havia sido especificada. Zetkin, liderava um grupo que lutava pela igualdade de direitos.

No ano seguinte, em 1911, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado por milhares de pessoas na Alemanha, Áustria, Dinamarca e Suíça. Em 25 de março do mesmo ano, houve um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist, nos Estados Unidos, onde morreram 146 trabalhadores, sendo a maioria mulheres. Depois desta tragédia, para muitas pessoas foi um fato que deu origem ao Dia Internacional da Mulher.

Os primeiros protestos das mulheres pelo direito ao voto iniciou em 1893, na Nova Zelândia por meio do Sufrágio Feminino (conquista pelo voto), liderado por Kate Sheppard. Em 1897, no Reino Unido, com a fundação da União Nacional pelo Sufrágio Feminino, liderada pela educadora britânica, Millicent Fawcett. Nos Estados Unidos, as mulheres começaram a protestar pelo direito ao voto em 1912.

Em 23 de fevereiro de 1917 – no antigo calendário russo e considerado 8 de março no calendário gregoriano, um grupo de operárias foi às ruas para lutar contra a Primeira Guerra Mundial e suas consequências, como a fome, a calamidade, entre outros aspectos. Este foi o marco inicial da Revolução Russa. Após a revolução, a data foi oficializada entre os soviéticos como celebração da “Mulher heroica e trabalhadora”.

Em muitos países o Dia Internacional da Mulher é considerado feriado nacional. O objetivo da criação da data não foi apenas para homenageá-las nas lutas e conquistas ao longo do tempo, mas também, continuar debatendo e buscando por seus direitos e igualdade. Apesar de muitas vitórias obtidas, a mulher ainda sofre discriminação, preconceito, desvalorização profissional, violência física e psicológica, assédio, entre outras injustiças. As mulheres continuam lutando e, certamente, um dia, que não está longe, tudo isso vai acabar e elas irão comemorar e ter outra data além do oito de Março. Pois mulher é como água, quanto mais se junta mais ficam fortes. Mm abraço para todas as mulheres brasileiras e do planeta Terra.

Falaremos da guerra depois. Agora vou mostrar o maior navio do mundo, com 19 piscinas e 20 mil plantas e árvores, zarpando pela primeira vez


Cruzeiro Wonder of the Seas, o maior do mundo, em 2022 Foto: Royal CaribbeanCruzeiro Wonder of the Seas, o maior do mundo, em 2022 Foto: Royal Caribbean

O maior navio de cruzeiro do mundo, com 236.857 toneladas — cinco vezes mais pesado que o Titanic — zarpou na última sexta-feira, com suas 19 piscinas, 20 restaurantes, 11 bares, uma pista de gelo, um cassino e uma área verde, com 20 mil plantas e árvores. A viagem inaugural de sete dias partiu de Fort Lauderdale, na Flórida, nos EUA, e vai até o Caribe.

Com capacidade para transportar 6.988 clientes e 2,3 mil tripulantes, o Wonder of the Seas também pode conter, segundo a Royal Caribbean, cerveja suficiente para encher duas vezes todas as piscinas a bordo.

O transatlântico, com 362 metros de comprimento, levou três anos para ser construído em Saint-Nazaire, na França, mediante um custo equivalente a R$ 6,7 bilhões. São 18 deques, sendo 16 para passageiros, com uma velocidade máxima de 22 nós (40 quilômetros por hora). O navio já tem previsão de realizar um novo passeio no verão do hemisfério Norte, pelo litoral europeu.

Entre os destaques estão coquetéis feitos por robôs no Bionic Bar, na área Royal Promenade, possibilidade de assistir ao musical “Chicago”, apresentado por um elenco da Broadway, uma piscina de surf com ondas de quatro metros de altura, uma tirolesa de 25 metros de comprimento e duas paredes de escalada.

Quanto dura a imunização:  Saiba quais são os prazos de validade das vacinas contra Covid-19 para viagens internacionais

Há ainda um campo de minigolfe, fliperama, cinema ao ar livre, spa de luxo, academia e um escorregador de 30 metros que vai do deque 16 para ao 6 em 13 segundos. Além disso, a suíte Ultimate Family, que pode acomodar 10 pessoas, vem com um escorregador de dois andares do quarto para a sala de estar.

Tecnologia:O que é preciso saber sobre o novo reconhecimento facial nos aeroportos dos EUA

Segundo a companhia responsável pelo cruzeiro, ele estava originalmente planejado para realizar sua estreia na China no último ano, mas teve a inauguração adiada devido à pandemia.

Confira as imagens:Maldivas têm os aeroportos com os cenários mais bonitos do mundo

— Os restaurantes foram renomeados e as placas em mandarim foram alteradas para o inglês. Ela navegará pelo Caribe antes de mudar para os cruzeiros europeus neste verão — afirmou um porta-voz da empresa ao “Daily Mail”.

Matéria completa no O Globo.

Jaques Wagner anuncia que PT terá candidato próprio na eleição para o governo da Bahia, mas que não será ele


De O Globo

Senador Jaques Wagner (PT-BA) Foto: Jorge William/Agência O Globo

Senador Jaques Wagner (PT-BA) Foto: Jorge William/Agência O Globo

O senador Jaques Wagner anunciou nesta segunda-feira que o PT terá um candidato próprio na eleição para o governo da Bahia. Em entrevista à Rádio Metrópole de Salvador, disse também que o governador Rui Costa cumprirá o seu mandato até o fim e não disputará a eleição para o Senado. As definições aconteceram no sábado em uma reunião que teve também a participação do senador Otto Alencar (PSD), que vinha sendo cogitado como possível candidato a governador da eleição, mas decidiu que tentará um novo mandato no Senado.

Pode ser uma imagem de texto que diz "Panificadora Massa Fina Aqui também é lanchonete e o produto é de qualidade!! MassaFin Massa F Massa ina Venha comprar seu pão na certeza que estará levando um ótimo produto para sua casa. Aqui também você faz o seu lanche, onde pode escolher dentre a nossa variedade de salgados e sanduiches. Entre e fique a vontade!!! Estamos em Planaltino, ao lado da Feira Livre, aguardando você."

A definição do palanque do ex-presidente Lula no quarto estado do país com mais eleitores se tornou uma crise depois que Wagner desistiu de se candidatar, na semana passada.

— Ele (Otto) não demostrava tesão para fazer campanha e campanha sem tesão não existe. Otto não demonstrou essa vontade. Realmente não era pedido dele (ser candidato), era uma solução para botar o Rui na chapa.

Ainda segundo Wagner, ficou acertado que agora o candidato será escolhido pelo PT. A decisão deve sair até quarta-feira. O senador citou os nomes do secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues, do secretário estadual de Relações Institucionais, Luiz Caetano, e da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho. Os dois primeiros têm mais chances porque Costa gostaria de ter um representante de seu governo na eleição.

Será necessário ainda acertar a participação do PP na chapa. O partido tinha a perspectiva de comandar o estado a partir de abril com o atual vice João Leão se o governador renunciasse para concorrer ao Senado.

Estados Unidos avisa: se China não cumprir sanções contra a Rússia vamos ‘tomar medidas’


Da 247

www.brasil247.com - Xi Jinping e Joe Biden

Porta-voz da Casa Branca diz que EUA podem reagir caso sanções contra Moscou não forem executadas por Pequim. Ainda hoje (7), em videochamada com Macron, Scholz e Boris Johnson, Biden se comprometeu a aumentar “custos da Rússia”.

Os Estados Unidos têm meios para “tomar medidas” contra a China se Pequim não cumprir as sanções aplicadas à Rússia em meio à crise ucraniana, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, nesta segunda-feira (7).

Pode ser uma imagem de texto que diz "1 Enpressa COOPERTAI 7077-004 COPERTAI NOHOFU5 O AZULÃO QUE CONQUISTOU O VIAJANTE De Maracás para São Paulo todas as quartas e sábados, via Jequié, Vitória da Conquista Montes Claros Belo Horizonte e São Paulo. De São Paulo para Maracás nos mesmos dias. Conforto, segurança e preços baixos nas passagens é aqui. Trabalhamos também com encomendas. Reservem as suas passagens pelos telefones 11 98627-5310/ 98368-6447 & 73 99161-0792/ 99107-7820 e façam uma excelente viagem"

“[…] Eles [os chineses] obviamente se ausentaram da votação do Conselho de Segurança da ONU e fizeram alguns comentários sobre a soberania e integridade territorial da Ucrânia. Não cumprir as sanções que sempre temos, você sabe, claramente temos meios de tomar medidas […]”, disse Psaki durante uma coletiva de imprensa.

Também hoje (7), o presidente dos EUA, Joe Biden, e líderes europeus – como Emmanuel Macron e Olaf Scholz – se comprometem a aumentar os custos da Rússia durante uma reunião em videochamada, informou a Casa Branca.

“O presidente Joe Biden realizou hoje [7] uma videochamada com o presidente Emmanuel Macron da França, o chanceler Olaf Scholz da Alemanha e o primeiro-ministro Boris Johnson do Reino Unido. Os líderes afirmaram sua determinação em continuar aumentando os custos da Rússia […]”, disse a Casa Branca em um comunicado à imprensa.

Caro visitante, tendo em vista o risco de a Sputnik Brasil sofrer bloqueios na Internet, para você não perder nosso conteúdo se inscreva em nosso canal no Telegram.

Pode ser uma imagem de calçados e texto que diz "EM MARACAS Loja de Esportes Não precisa ir longe comprar produtos ligados ao esporte. Aqui você encontra tudo e outras novidades mais. Faça-nos uma visita efaça a sua compra no nosso mini-shopping de esportes. NIKE Rua Júlio Virgílio, ao lado do Só Montão Confecções. Maracás- Ba. Fone: (73)98849-5015"

‘EUA não cumprem promessas’

O ministro das Relações Exteriores da China acusou Washington de alimentar tensões em torno dos principais interesses de Pequim.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (7), o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse que nenhum lugar deve ser considerado como “quintal dos EUA”, e que o “mundo não é um tabuleiro de xadrez geopolítico”.

A China acusa Washington de não cumprir sua promessa de não buscar confrontos com Pequim ou provocar divisões em outras partes do mundo. As informações são do South China Morning Post.

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "Tudo para a sua MADEIREIRA EIRAJK construção Aqui você encontra tudo. Do alicerce ao interruptor! E mais: temos preços bons, qualidade e atendimento. Estamos lhe aguardando na AV. Brasília 404, em frente a Pousada Menina Bonita, em Maracás. Telefone whatsapp (73) 3533-2944"

Após reunião com Rússia, Ucrânia fala em “pequeno avanço”; saiba qual foi o acordo


Representantes de Rússia e Ucrânia se reúnem na Bielorrússia.Créditos: Ministério da Relações Exteriores da Bielorrússia

Representantes de Rússia e Ucrânia voltaram a se reunir na Bielorrússia nesta segunda-feira (7) para a terceira rodada das negociações de paz que estão sendo realizadas entre os países. Segundo os negociadores, foi possível realizar alguns pequenos avanços sobre a questão dos corredores humanitários, que já haviam sido pactuados no encontro anterior.

“A terceira rodada de negociações terminou. Há pequenos avanços positivos na questão da logística dos corredores humanitários”, disse Mikhail Podolyak, conselheiro do gabinete presidencial da Ucrânia, em seu canal do Telegram após o encontro.

“Em relação ao caminho político, que inclui cessar-fogo, trégua e fim das hostilidades em geral, as conversas continuarão; hoje não há resultados que melhorem significativamente a situação, mas enfatizo mais uma vez que as negociações continuarão”, disse Podolyak.

Ucrânia e Rússia pactuaram o pleno funcionamento dos corredores humanitários criados para evacuação de civis e envio de suprimentos.

A Rússia esperava assinar protocolos com a Ucrânia sobre uma série de questões já acordadas em princípio, mas disse que isso não aconteceu. 

A expectativa é que a quarta rodada de negociações aconteça em breve.

O clima entre os russos foi menos animador que entre os ucranianos. Vladimir Medinsky, chefe da delegação russa nas negociações, admitiu que esperava mais.

“Falarei com franqueza. Nossas expectativas com as negociações não se concretizaram, mas esperamos que da próxima vez possamos dar passos mais substanciais. As negociações vão continuar”, disse o negociador à mídia local.

A Rússia esperava assinar protocolos com a Ucrânia sobre uma série de questões já acordadas em princípio, mas disse que isso não aconteceu.

A expectativa é que a quarta rodada de negociações aconteça em breve. Enquanto não avança os acordos a guerra e as mortes continuam.

Ucrânia confirma morte de negociador de paz

A Ucrânia confirmou no sábado (5) a morte do banqueiro Denis Kireev, um dos membros da delegação ucraniana que participou da primeira conversa de paz com a Rússia. Kireev foi capturado pelo Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) acusado de traição e teria sido executado dentro das instalações do SBU.

A informação foi da Revista Fórum.

 

Rússia divulga lista de países hostis. Brasil fica de fora


www.brasil247.com -

Governo da Federação Russa aprovou na segunda-feira uma lista de estados e territórios estrangeiros que cometem ações hostis contra a Rússia, suas empresas e cidadãos.

A lista inclui Estados Unidos e Canadá, Estados da UE, Reino Unido (incluindo Jersey, Anguilla, Ilhas Virgens Britânicas, Gibraltar), Ucrânia, Montenegro, Suíça, Albânia, Andorra, Islândia, Liechtenstein, Mônaco, Noruega, San Marino, Macedônia do Norte, e também Japão, Coreia do Sul, Austrália, Micronésia, Nova Zelândia, Cingapura e Taiwan (considerado território da China, mas governado por sua própria administração desde 1949).

Os países e territórios mencionados na lista impuseram ou aderiram às sanções contra a Rússia após o início de uma operação militar especial das Forças Armadas Russas na Ucrânia.

O governo observou que, de acordo com este decreto, cidadãos e empresas russas, o próprio estado, suas regiões e municípios que têm obrigações cambiais com credores estrangeiros da lista de países hostis poderão pagá-los em rublos. O novo procedimento temporário se aplica a pagamentos superiores a 10 milhões de rublos por mês (ou valor similar em moeda estrangeira).

Fonte Revista Fórum.

A vida das crianças e adolescentes órfãos e a Pandemia no Brasil


A realidade de crianças e adolescentes órfãos de mãe, pai e avós chegam a aproximadamente 12 milhões no Brasil. As novas famílias vivem o luto, a pobreza e a fome. O silêncio e a ausência de políticas públicas apenas agravam com a Pandemia, uma situação que ainda continua crescente no país.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que 12 milhões de mães criam seus filhos sozinhas, sendo mais de 64% as que vivem abaixo da linha da pobreza, aqui no Brasil. São as famílias monoparentais e, na maioria desses casos, as mães são as únicas referências e provedoras dessas crianças. Em caso de perda das mães, quem irá acolher, educar ou mesmo instruir essas crianças, para viverem em sociedade? 

Há casos em que as crianças perderam tanto mãe, pais e avós. Em algumas dessas famílias, a renda dos avós aposentados era a única garantia da sobrevivência de todos. Portanto, além da crise sanitária enfrentamos também um problema socioeconômico. Podemos observar o empobrecimento das famílias, advindo da perda de empregos e renda.

O negacionismo de Bolsonaro em relação à ciência se agravou nestes últimos anos a partir da Pandemia Covid-19. A falha na aquisição de imunizantes em tempo oportuno, resulta em um verdadeiro caos. O Brasil é apontado como o epicentro da Pandemia no mundo e teria todas as condições para não ser percebido assim. Acompanhamos, atônitos, momentos trágicos no estado do Amazonas, Rio de Janeiro, Minas Gerais, onde faltam insumos importantes para salvar vidas. Por exemplo, faltam insumos básicos como o oxigênio para garantir que as pessoas pudessem respirar. Em muitas cidades brasileiras, houveram casos de pessoas perdendo os seus entes queridos asfixiados pela falta de oxigênio.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Alguns familiares desesperados, compraram insumos por conta própria na esperança de preservar a vida de quem se ama. Outras pessoas infelizmente não tiveram condições financeiras ou ao mesmo tempo, pois já estavam próximos do óbito antes que o recurso chegasse até eles.

No presente momento, de acordo com especialistas, não há dados suficientes sobre os órfãos que perderam seus pais e avós pela Covid-19. Isso seria de suma importância para validar a implementação de políticas públicas que garantam o mínimo em relação à subsistência dessas crianças e adolescentes.

Dessa forma, recursos do Estado ainda não tem previsão de chegar a esses órfãos, ainda que a garantia à alimentação seja uma demanda constitucional, de acordo com o art, 5º da Constituição e segundo o (ECA) Estatuto da Criança e do Adolescente sobre a proteção destes. Certamente, teremos uma geração inteira que vai necessitar de auxílio não só financeiro, mas, principalmente, psicológico para lidar com a questão da orfandade.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Na contemporaneidade novos arranjos familiares, em algumas residências têm os avós como responsáveis pela criação dos netos e o falecimento de familiares agravou este número. O direito à renda como aposentadoria e/ou Benefício de Prestação Continuada (BPC), em muitos dos casos é a única fonte de renda daquela família.

De acordo com a pesquisadora Ana Amélia Camarano, os idosos são vítimas duas vezes, pois além de ser os que mais morrem devido contágio com a Covid 19, também são os primeiros a serem dispensados pelas empresas, ficando sem renda, em segunda colocação no rol de desemprego estão muitas mulheres, boa parte dessas são chefes de famílias, denominadas monoparentais, o que acaba comprometendo a qualidade de vida dos jovens e crianças, dependentes. (CAMARANO, 2020, p. 14)

Além disso, outros fatores contribuem negativamente para essa situação de agravamento da pobreza. Por exemplo, a falta de saneamento básico para atender a essas famílias e até mesmo as condições de vida precárias que as pessoas nas comunidades em decorrência da má distribuição de renda e desigualdade de nosso país. Luis Nassif, em seu artigo Covid-19 e Desigualdade no Brasil (2020), defende que os mais pobres têm maior chance de serem afetados pela Covid-19 devido às dificuldades de “manter o isolamento social, o emprego e a renda”.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Diante dos níveis abissais de desigualdade de renda e de acesso a serviços no Brasil, não faltam motivos para esperar um efeito desproporcional do Covid-19 entre os mais vulneráveis no país. O estudo de Filho et al. (2017) sugere, por exemplo, que a carência de infraestrutura domiciliar, principalmente nas periferias, oferece um maior risco de contágio e propagação de infecções respiratórias.

O trabalho de Souza (2016) mostrou ainda que a mortalidade por doenças do aparelho respiratório aumentou de forma preocupante em todas as regiões do Brasil entre os anos 2000 e 2013. Ou seja, as famílias que têm suas moradias em favelas, quando foram orientadas a ficar em casa, com isolamento social, não tiveram essa possibilidade. Como se isolar em barracos sem as mínimas condições de distanciamento, lazer e/ou até trabalho remoto? Alguns desses imóveis abrigam até dez pessoas em dois ou três cômodos.

Como manter o isolamento sem ao menos espaço adequado para viver com um pouco de dignidade e provisões básicas dentro dos lares para oferecer aos filhos demais moradores? Essa é uma triste realidade enfrentada pelos moradores das regiões mais pobres, que sempre contam apenas com o mínimo para subsistência devido à vulnerabilidade social, nesse contexto pessoas com  insegurança alimentar tem procurado o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), onde os profissionais como Assistentes Sociais, inserem essas famílias nos programas de alta complexidade na busca de minimizar as mazelas sociais provocadas pela ausência do Estado.

A situação econômica é drástica, e agravada pela crise sanitária que estamos enfrentando. Várias vagas de emprego foram perdidas e muitos estabelecimentos fecharam definitivamente suas portas na pandemia. Os pequenos comércios viram sonhos de anos de trabalho se desfazer em meio à crise. As pessoas mais atingidas em meio a essas condições são os trabalhadores e trabalhadoras domésticas, as diaristas, as prestadoras de serviço e outros públicos de forma geral.

No mês de junho de 2021, o presidente em exercício Jair Messias Bolsonaro realizou um passeio de moto em São Paulo que custou de acordo com as informações da mídia um milhão e duzentos mil reais. A atividade contava com motos e carreatas com a presença de Bolsonaro e seus apoiadores. O ato ao ignorar o maior pico de mortes em 2021 trouxe aglomerações e o risco de contágio com a doença é iminente. O que contribui com mais óbitos e evidentemente aumenta o número de órfãos.

As pessoas vulnerabilizadas, devida classe social e lugar onde estão inseridas, deveriam ser prioridade no gasto público, mas não é assim, pois têm maior risco de se contaminarem pela Covid-19, o que já foi cientificamente comprovado e ao mesmo tempo a menor priorização na agenda da presidência. As mortes aconteceram ao longo do mesmo período de motos comemorativas.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Não se pode ignorar que o país é dotado pela conquista histórica de um amplo mecanismo de saúde pública que é referência para muitos países, o Sistema Único de Saúde (SUS). Apesar de amparado na Constituição Federal, o SUS tem como pressuposto a garantia da saúde pública para toda pessoa que dela necessitarem, mas em especial na pandemia o descaso ainda é eminente, nos hospitais faltam insumos, remédios e profissionais para o trabalho diário. Em decorrência da pandemia os trabalhadores estão sobrecarregados, o déficit de trabalhadores da saúde chega a 60% em Minas Gerais.

A palavra de figuras públicas, principalmente quando se trata de um chefe de Estado, tem “peso” e de certa forma influencia a vida das pessoas, inclusive nas decisões pessoais. Portanto, boa parte desses óbitos seriam evitados caso o discurso do presidente fosse outro. Segundo o pesquisador, Hallal, em cidades nas quais Bolsonaro teve menos de 10% dos votos, por exemplo, foram registradas 70 mortes por 100 mil habitantes. Nas regiões em que o presidente recebeu mais de 90% dos votos, as mortes chegam a 313 a cada 100 mil habitantes. (EPIDEMIOLOGISTA, Terceira Via, 24/06/2021)

Nenhuma descrição de foto disponível.

Desde o início da pandemia, as pessoas mais atingidas foram os idosos e os adultos. Notavelmente, esses grupos tiveram maior atenção, pois tinham iminência de risco. Entretanto, ao passo que os adultos e idosos chegavam a óbito, consequentemente, as crianças e adolescentes se encontram como atingidas. De forma que os familiares que ficavam responsáveis pela guarda desses menores, tinham pouco tempo para lidar com a questão da perda, e preparar os órfãos para nova realidade.

Entre outras fontes de dados, as estimativas de levantamento apontam que mais de 113 mil crianças ficaram parcialmente órfãs em consequência da Covid-19 no Brasil, sendo que 25,6 mil perderam a mãe, mais de 87,5 mil perderam o pai, e 13 crianças perderam tanto o pai quanto a mãe para a doença. Além disso, 17 mil perderam um dos avós que cuidavam delas, e 69 perderam os dois de acordo com o Brasil de Fato no caderno Pandemia, de julho de 2021.

Pode ser uma imagem de texto que diz "Doy Motos Peças, serviços e acessórios em geral Com a sua moto em boas mãos não há com que se preocupar!!! Fale dom Doy. Em Maracás, AV. Brasília, ao lado da garagem da Camurugipe. Fone- (73) 99137 3522"

Essa informação foi possível pela contribuição dos Cartórios através do seu banco de dados, e cruzamentos desses dados entre registros de nascimentos e óbitos, da população. Ressaltando que no momento não há dados oficiais referentes a esses números, por parte do governo federal. Ao menos 12.211 crianças de até seis anos de idade no Brasil ficaram órfãs de um dos pais vítimas da covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Segundo a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), 25,6% das crianças de até seis anos que perderam um dos pais na pandemia não tinham completado um ano.

Já 18,2% tinham um ano de idade; 18,2%, dois anos de idade; 14,5%, três anos; 11,4%, quatro anos; 7,8% tinham cinco anos e 2,5%, seis anos. São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná foram os estados que mais registraram óbitos de pais com filhos nesta faixa etária.

Historicamente, condições sanitárias contribuem com o aumento de órfãos, com a expansão nos grandes centros urbanos, cresce também a vulnerabilidade das famílias. A propagação de doenças, aliada à precariedade e vulnerabilidade, eleva o número de crianças que perdem seus progenitores.

Ainda não temos aqui no Brasil um número oficial de órfãos, mas sabemos que esse número aumentou consideravelmente em detrimento da Covid-19 considerando os novos casos de 2022.

Não podemos acompanhar o drama dessas crianças e adolescentes pela perda de seus entes, com normalidade. É comum o aumento da pobreza e a vida de crianças e adolescentes na desproteção do trabalho infantil entre os sinais, em situação de rua, no agravo da fome e sem a menor dignidade constitucional.

É inadmissível acharmos isso natural. As propagandas, campanhas publicitárias vendem o Brasil da normalidade e as crianças e adolescentes como o futuro de nosso país, “e de fato são”. Portanto, mais do que medidas paliativas, precisamos de forma urgente de dialogar sobre as ausências, de pessoas, de vidas, de brasileiras e brasileiros e o impacto desta realidade no país. Matéria publicada na íntegra n Jornalistas Livres.