Padaria dar pão fresco de graça a quem não tem dinheiro


Ninguém passa fome próximo a uma padaria em Guarapari, no Espírito Santo.

Uma cesta cheinha de pão quentinho aguarda quem precisa na calçada do estabelecimento com um recado:

“Pode pegar. Pegue apenas o necessário pra você, pois tem mais pessoas com fome.”

E é assim há quase um mês.

“Os funcionários abraçaram a causa, não deixando a cesta vazia durante o dia”, explica a gerente Fabíola Gonçalves.

A intenção é atender a população carente e os pãezinhos ficam sempre repostos.

O SóNotíciaBoa faz questão de enfatizar o nome da padaria: República dos Pães.

“Para nós é bom, porque a gente come. Ninguém joga fora, não. A gente aproveita”, disse a pensionista Edna Ralta.

Quem não precisa, faz questão de pagar e deixar os pães intactos.

“De repente alguém precisa, tem mais necessidade do que a gente. Se a gente tem condições, por que não comprar?”, opinou o motorista Antônio Marcos Almeida.

Emoção

Um caso emocionou a gerente da padaria.

Um homem que catava materiais recicláveis na rua contou que toda a família estava desempregada.

“Ele falou: estou levando esse pão para o meu dia de amanhã. Isso, para nós, é muito gratificante”, contou Fabíola.

“Os funcionários abraçaram a causa, não deixando a cesta vazia durante o dia”, explica a gerente Fabíola Gonçalves.

A intenção é atender a população carente e os pãezinhos ficam sempre repostos.

O SóNotíciaBoa faz questão de enfatizar o nome da padaria: República dos Pães.

“Para nós é bom, porque a gente come. Ninguém joga fora, não. A gente aproveita”, disse a pensionista Edna Ralta.

Quem não precisa, faz questão de pagar e deixar os pães intactos.

“De repente alguém precisa, tem mais necessidade do que a gente. Se a gente tem condições, por que não comprar?”, opinou o motorista Antônio Marcos Almeida.

Emoção

Um caso emocionou a gerente da padaria.

Um homem que catava materiais recicláveis na rua contou que toda a família estava desempregada.

“Ele falou: estou levando esse pão para o meu dia de amanhã. Isso, para nós, é muito gratificante”, contou Fabíola.Fonte: Sonoticiaboa