O cerco começa a ficar apertado para a família Bolsonaro


Café com Leite Notícias: Não adianta falar por falar, ou falar alimentando um ódio que impregnou em uma alas do povo brasileiro. O que se percebe é que o novelo que foi enrolado, onde escondia e ainda esconde verdades e mentiras, que por muito tempo ficaram escondidas em meio as voltas do barbante, com o desenrolar do tempo e do novelo, começa a aparecer para todos os brasileiros, tanto as verdades como também as mentiras.

O ser humano nem deve e nem pode julgar quem quer que seja, por não ter capacidade pra isso. Só a justiça da terra, com credenciais para isto, com a permissão de Deus que é quem sabe a hora certa de mostrar aonde estão escondidas as verdades e as mentiras, é quem pode investigar e revelar os fatos e aí sim vem as punições.

O que se espera é que as investigações sejam realizadas com critérios e responsabilidade para que a verdade dos fatos sejam esclarecidos para a sociedade brasileira.

Até agora, com essa nova operação da polícia do Rio de Janeiro, que é onde nasceu o estopim de tudo, percebe-se, logo nas primeiras investigações, que a situação da família Bolsonaro, principalmente do Flavio, é complicada.

Os meios de comunicação, ainda que aliados ao novo governo, a ponto de não fazer uma única entrevista com um ex-presidente ao sair de uma prisão, puramente por medo do “chefe”, vai ter que noticiar os fatos ou perder audiência com o público.

Até os aliados do passado, da Família do império, fazem comentários nada agradável para a turma. Veja o que disse a deputada Joice: “O mentor do bando pago com dinheiro público para forjar dossiês, perseguir pessoas, espalhar notícias falsas que destroem vidas, carreiras, imagens tá nervoso! Não é pra menos. Todos estão encrencados: Um irmão com o pé na xilindró, o outro…quase lá. O crime não compensa”.

A verdade é que muitas coisas estranhas estão acontecendo com o Brasil e com o povo brasileiro nos últimos 3 anos. O ódio na população e a apologia à violência, com uma campanha que pegou força ensinando até crianças a fazer arminha com a mão, algo que mexe profundamente com o estado psicológico do ser humano, é visto em outros países como absurdo. Se coisas assim agradaram a Deus ninguém sabe. Para os evangélicos, em parte, a maior parte, aliás, sim. Fazer arminha e espalhar notícias falsas, como a do Kit Gay, que só agora o TSE proibiu até de mencionar a palavra, pois nunca existiu, foi criada para alavancar a campanha, ainda assim tem o apoio da classe.

O que se deve fazer neste momento de turbulência no país é pedir a Deus para que a Sua justiça impere e que seja punido quem merecer ser punido.

” style=”box-sizing: border-box; display: inline-block; line-height: 1; vertical-align: bottom; padding: 0px; margin: 0px; text-indent: 0px; text-align: center;”>

: “