Muita tristeza e dor com a partida do maracaense Diógenes


A imagem pode conter: 1 pessoa

 

Quando se pensa sobre a vida, muita gente acha que se tiver com 46 anos, que era a idade do amigo Diógenes, ainda falta muito tempo pra viver, talvez mais 46. Muito engano!! Como dizia o Raul Seixas, que se foi aos 44, “a morte surda caminha ao meu lado e eu não sei em qual esquina ela vai querer me beijar”. Pois é. O Raul foi levado durante uma madrugada do mês de agosto de 1989 lá em São Paulo enquanto dormia no seu pequeno apartamento. Já o amigo Diógenes, figura que todos gostavam do seu jeito amigo e educado de tratar as pessoas, viveu dois anos a mais e se foi aos 46. Figura trabalhadora e de visão empreendedora, que gerou muitos empregos em parceria com o seu sócio Carlos Mota. Era um cidadão de prosa franca e agradável, demonstrava ter saúde até de sobra, como de fato teve até o dia em que foi diagnosticado o infeliz de um câncer no seu cérebro. Relutou contra esse mal quase 6 meses, mas no dia três de dezembro foi vencido por este maldito câncer.

Vá descansar, Diógenes! Apesar de você ter vivido metade de uma vida inteira, você fez muito! Mostrou que o homem tem que acreditar na força de Deus e do próprio homem; você deixou marcas positivas que irão fazer muita gente lembrar-se de você por  muitos e muitos anos. Esposa e filhas serão confortadas por Deus, mas as lembranças serão eternas.