MP retoma investigação sobre caso Queiroz, com foco em Flávio Bolsonaro


 

O Ministério Público do Rio de Janeiro retomou as investigações sobre o esquema da ‘rachadinha’, envolvendo Fabrício Queiroz, ex-assessor financeiro da família Bolsonaro, e com foco no senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro, o filho mais velho do presidente, Jair Bolsonaro.

A retomada da apuração se deu após decisão do Supremo Tribunal Federal que permitiu o compartilhamento de dados fiscais e bancários de órgãos correspondentes ao MP sem autorização da Justiça. O caso completou um ano nesta semana, quando foram reveladas movimentações atípicas de R$ 1,2 milhão nas contas de Queiroz.

O MP também apontou suposta ação de organização criminosa no gabinete de Flávio na Alerj e supostos sinais de que o hoje senador lavou o dinheiro na compra e venda de imóveis. O parlamentar acusou a promotoria de tentar atingir o governo do seu pai. O Coaf, porém, também apontou suspeitas de outros assessores, deputados e ex-deputados, no documento gerado na Operação Furna da Onça, sobre corrupção na Alerj, lembra reportagem do Estado de S.Paulo.

Com informação do 247.

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, texto e atividades ao ar livre

Nenhuma descrição de foto disponível.