Médico chama agente de saúde de “vagabunda” e avança com o carro sobre ela


Neman Salomão Neto
Neman Salomão Neto (reprodução)

Cirurgião plástico chama agente comunitária de saúde de “puta” e “vagabunda” e avança com o carro sobre ela em Minas Gerais. Agressão foi registrada em vídeo

Lucas Rocha, Revista Fórum

Cirurgião plástico e apoiador de Jair Bolsonaro, o médico Neman Salomão Neto recusou a fazer a medição de temperatura em uma barreira sanitária na cidade de Alfenas, no Sul de Minas, e agrediu uma fiscal.

Em vídeo que circula em grupos de Whatsapp na região, Neman Salomão para com uma caminhonete na barreira sanitária e começa a desferir xingamentos à fiscal sanitária.

“Eu moro aqui (inaudível), palhaça. O que você é? Bosta nenhuma”, diz o médico a mulher, ao fazer ameaças e fechar a porta do veículo. “Sem médico que nem eu você não estava em pé, oh palhaça. Isso aqui vai acabar, isso é o maior roubo da prefeitura. Vagabunda”, disse, antes de sair sem medir a temperatura e sem máscara.

Nemam Salomão é sócio da mulher, Anelena Moretto Salomão, em uma clínica de cirurgia plástica na cidade mineira. O casal foi capa da revista “Gente Muito Importante” em 2016, quando inauguraram a nova clínica.

Nas redes sociais, “Dr. Anelena” ostenta diversas publicações com elogios a Bolsonaro entre posts de sua pré-campanha à vice-prefeita da cidade, na chapa Avante Alfenas, encabeçada por Jovane Jr.

Boletim de Ocorrência

A agente comunitária de Saúde que atuava em barreira sanitária de Alfenas (MG) registrou Boletim de Ocorrência contra o médico. No documento, a fiscal relata o que ocorreu antes do vídeo que ganhou repercussão nas redes sociais. Segundo ela, “Dr. Neman” não respeitou as agentes que mandaram ele parar o carro em duas oportunidades e quase a atropelou. Após isso, uma delas decidiu começar a gravar.

“O autor acelerava e freava seu veículo agressivamente e que ele deu uma acelerada mais forte para cima dela, quase atropelando-a”, diz o BO. O homem acabou passando, mas teve a placa anotada pelos agentes.

Em seguida, o médico voltou com seu veículo para a barreira, saiu do carro, começou a xingar a fiscal e tentou agredi-la. “Eu quero falar com aquela puta, eu sou médico e posso passar aqui quantas vezes eu quiser, você não pode anotar a placa do meu veículo”, relatou ela no BO.

O BO ainda registra as declarações que aparecem no vídeo.

Siga-nos no Instagram | Twitter | Facebook