Maracás: Zé da Manaaim atuando também na área rural


Zé se esticando para mostrar, com orgulho, o modelo dos cachos de bananas que são colhidos no seu pomar 

 

O empresário no ramo de panificação e restaurante José Gomes da Silva Filho, conhecido como Zé da Manaaim, da cidade de Maracás, mostrou que não é só em empreendimentos ligados ao comércio na cidade que ele entende não. Quem visitar a fazenda do empresário, a cerca de 10 km de Maracás, vai se deparar com nada menos que tecnologia de ponta no plantio na sua fazenda. Ali tudo é muito bem pensado e planejado. As plantações vão desde as mais rasteiras, como feijão, milho e outras, à plantações de árvores de grande porte como bananeira, laranja, manga e outras.

Outra coisa: Tudo que for útil tem que ser aproveitado, como folhas e cascas, que serão transformadas em adubo orgânico da melhor qualidade, o que tem melhorado e muito a produção dos frutos, como se pode vê aí na foto do cacho de bananas.

Naturalmente que apesar da nova tecnologia para quem tem visão e segue os passos, não está descartada alguma coisa da forma tradicional de lidar com  terra, como plantio de capim, que já está preparada a terra para a plantação da semente.

Atualmente está muito na moda se criar gado em alta escala todo confinado. Ou seja: o gado se alimenta  apenas de ração, tudo na hora certa, até ficar bom pro abate. No caso de Zé, ele disse que pretende fazer uma coisa um pouco mista, para assim manter um pouco do tradicional, mas já  existe, em média escala, a preparação de alimentos para gado confinado, como palmas, capim de corte, que será triturado e, para enriquecer ainda mais o cardápio, existe lá uma produção de milho que é um verdadeiro colírio para quem gosta do verde.

 

A equipe do Café com Leite Notícias parabeniza o amigo Zé tanto pela visão de empreendedor, como pela coragem de enfrentar uma terra bruta, sem nada plantado e conseguir transformar numa paisagem tão bonita.

Já foi comentado no Café com Leite, tanto no digital como impresso, sobre Zé ter sido uma espécie de precursor de uma nova era nem só na cidade de Maracás, mas em toda região, no sentido de passar para uma nova página, a história do comércio de Maracás. Há muitos anos ele adquiriu uma casa na esquina da Avenida Brasília com a Rua Nestor Sá, onde a desmanchou e visualizou, como ele disse, uma padaria, lanchonete e restaurante como nunca visto antes. Foi o que aconteceu e o que abriu portas para outros tantos segmentos na cidade, elevando assim a bela Maracás a não se intimidar diante das cidades grandes. Mais empreendimentos virão, garante Zé.