Maracás: “Uma grande Exposição”: Foi o que muitos acharam


Café com Leite Notícias:  Durante o último final de semana do mês de Abril foi de festa em Maracás. Foram muitas brincadeiras e apresentações, mas no domingo aconteceu o evento que, por ser um resgate de anos sem acontecer, foi criada uma grande expectativa, que foi a Exposição Agropecuária de Maracás.
Os visitantes vieram de longe, apesar de ter acontecido outras exposições na região, a exemplo de Brumado, Jequié e outras, muita gente compareceu.
numa rápida conversa com o contador Elias dos Anjos, ele salientou sobre a qualidade dos rebanhos. Disse que além da exposição, que a seu vê não foi uma grande exposição, porém, levando em consideração que foi a primeira depois de um longo período sem acontecer, foi um bom evento. Elias lembrou que a palestra do Suassuna, que aconteceu no sábado, sobre o plantio e cultivo da palma, foi de fundamental importância para quem quer cultivar a palma nas suas terras.
Samuel com o seu gerente Zé
O empresário no segmento de supermercado, mas que também é criador, Samuel do Maracás, como é chamado, disse está otimista com a exposição, pois depois de um longo período sem acontecer a Expor, “o evento está pra lá de bom”, vibrou Samuel. Questionado se ele ia comprar algumas cabeças, ele disse que sim, mas que primeiro ia vender o rebanho que ele trouxe. “Já achei proposta que dá pra vender, mas como movimento começa crescer agora, vou esperar mais um pouco, mas o certo é que hoje aqui eu vou comprar e vender”, disse muito otimista. A conversa com Samuel se prolongou e ele elogiou os criadores maracaenses, mas salientou que é preciso que os criadores de Maracás, que inclui ele, mudem a genética, para que Maracás seja referência no Estado da Bahia. Para ele, quantidade de animais nas fazenda já é mais sinônimo de município rico em criação de bovinos, mas sim qualidade do animal.
Estandes representou bem cada segmento e o destaque ficou com ADN e Flores Botelho
Foram muitas estandes e barracas espalhadas pelo circuito. O destaque ficou para ADN e Flores Botelho, que estavam lá representando bem Maracás no quesito flores, atestando que Maracás merece ter o adjetivo de Cidade das Flores. 
Agora é esperar mais um ano para mais uma grande Expor Maracás, se assim Deus permitir. É preciso ressaltar, que o fator primordial para que acontecesse essa exposição da forma que aconteceu, foi as fortes chuvas que têm caído em toda a Bahia, o que tem deixado o criador motivado, pois a boa pastagem engordou o animal para trazer para exposição, mas também a mesma pastagem garante engordar outro rebanho de gado novo adquirido na exposição.