‘Lula é inocente’, assegura Gleisi na véspera da possível soltura do ex-presidente


Para a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, o ex-presidente é inocente e cumpre pena política na Polícia Federal de Curitiba há 8 meses.

“Lula teve toda vida e contas investigadas. Como não acharam nada inventaram apartamento no Guarujá, atribuíram sítio de amigos em Atibaia e terreno que nunca foi do seu Instituto [Lula]. Palocci objetiva criminalizar os governos do PT, justamente quando o Brasil mais teve inclusão social e desenvolvimento”, declarou nesta sexta (30) a dirigente petista.

Lula poderá ser solto na próxima terça-feira, dia 4, quando a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) examinará novo pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente.

Os advogados do petista alegam que o juiz-ministro Sérgio Moro ‘perdeu a imparcialidade’ no curso do processo, pois agiu para prejudicar o PT e o acusado e — com a vitória do adversário de Lula, Jair Bolsonaro — foi anunciado ministro da Justiça.

A partidarização de Moro é igual ‘batom na cueca’, nem precisa de prova.

Portanto, os mundos político e jurídico contam como certa a revogação da prisão política de Lula na semana que vem.