Jovem de 22 anos morre após explosão de churrasqueira


 Tragédia não é caso isolado e serve de alerta para que se redobrem cuidados

churrasqueira Natali Steffani Martins
Natali Steffani Martins

Natali Steffani Martins, de 22 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (16) em decorrência de queimaduras causadas por uma explosão na churrasqueira de sua própria casa, na cidade de Vera Cruz (SP).

A vítima teve 98% do corpo queimado após tentar acender a churrasqueira utilizando álcool. Wellington Martins, de 23 anos, marido da jovem, também se feriu na tragédia e teve 38% do corpo queimado.

Os dois foram levados para a unidade de queimados da ‘Santa Casa de Marília’ após a explosão, mas Natali não resistiu aos ferimentos. O marido dela permanece internado sob os cuidados da unidade.

Testemunhas relataram que, no momento da explosão, Natali auxiliava o marido utilizando álcool para acender a churrasqueira. O casal recepcionava amigos em um churrasco que se iniciou no sábado (14).

A festa entrou pela madrugada do domingo (15) e o acidente aconteceu quando o casal tentou reacender a churrasqueira, que já estava apagada. Amigos disseram que a churrasqueira é do tipo portátil, que é montada cada vez que é usada.

O que era para ser uma festa acabou em tragédia. No velório, nesta segunda-feira, a vendedora Vanessa Osório de Lima, amiga de Natali, estava bastante abalada.

A amiga afirmou que o casal sempre gostava de reunir os amigos aos finais de semana. “Era um casal festeiro. Gostavam de se divertir”, disse.

Alerta

O Corpo de Bombeiros alerta que a recomendação é nunca utilizar líquidos inflamáveis para acender a churrasqueira, como álcool ou gasolina. “Estes líquidos são voláteis e liberam vapores que tendem a se concentrar e no momento em que entram em contato com a faísca ou o fósforo podem vir a explodir”, afirmou a corporação.

Outra orientação é não jogar líquidos quando o fogo já está aceso. “Muitas vezes, as pessoas jogam estas substâncias para alimentar as chamas, mas também há riscos de explosões. É importante também nunca fazer fogo próximo de idosos e crianças. E, caso ocorra um acidente, é importante acionar o Corpo de Bombeiros (Disque 193) para atendimento adequado”, orienta a corporação.

Casos de erros no manuseio de churrasqueiras provocam acidentes graves com mais frequência do que se imagina. Em Araçatuba (SP), um churrasco que era feito pelo pai para comemorar o aniversário de uma de suas filhas acabou com ele (39 anos) e as duas filhas (11 e 12 anos) queimados após a churrasqueira explodir. Embora gravemente feridos, todos sobreviveram.

Um outro acidente em Cuiabá (MT) deixou 4 pessoas feridas. Na ocasião, um homem tentou reacender a churrasqueira durante uma comemoração do Dia dos Pais e provocou a tragédia. Uma criança de 2 anos teve queimaduras por todo o corpo.