‘Herdeiro’ de Lázaro, Leandro Guerrilha quer manter ‘legado’ dele na Câmara


'Herdeiro' de Lázaro, Leandro Guerrilha quer manter 'legado' dele na Câmara

Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Convocado nesta terça-feira (30) para assumir na Câmara de Salvador o lugar deixado por Irmão Lázaro (PL), que faleceu no último dia 20 vítima por complicações da Covid-19 (leia mais aqui), o radialista Leandro Guerrilha (PL) garante que vai dar prosseguimento ao legado político do ex-vereador.

 

“Infelizmente, o destino nos pregou essa peça e nos deixou essa lacuna. Mas, como Lázaro sempre foi preocupado com o ser humano e a família, e eu também sou, vamos continuar neste legado de família e combate às drogas. Ele teve uma história com drogas, é um recuperado, e todo mundo sabe disso. Em nome dele, vou continuar esse trabalho com atenção especial”, afirma, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Vale ressaltar que Guerrilha não é novato no cargo. Ele já foi vereador na capital entre 2013 e 2016, período que coincidiu com a primeira gestão de ACM Neto (DEM).

 

AMIZADE COM LÁZARO
Apesar de demonstrar empolgação com a posse, marcada para a próxima terça-feira (6), Guerrilha se diz entristecido com a morte do amigo. Ambos tinham amizade desde o início da década de 1990. “É conflitante [o sentimento] por conta da minha amizade e aproximação. Eu conheço Lázaro desde os 17 anos. Primeira banda que eu fiz teste, ele era músico. Inclusive, pouca gente sabe, mas fui eu que lancei Lázaro, quando eu trabalhava na 104 FM, com a música ‘Melô do Pom Pom Pom’”, conta.

 

“Nossa amizade sempre foi forte. Morávamos no mesmo bairro e entramos no mesmo partido”, acrescenta, ressaltando que o objetivo era fortalecer o nome de Lázaro para 2022, quando o cantor gospel tentaria retornar à Câmara dos Deputados.

 

CONTINUIDADE DA CARREIRA
Atualmente, o novo parlamentar comanda o programa “Bom Dia, Salvador”, na rádio Salvador FM 92,3. Ele garante que seguirá no comando da atração. “Eu sou radialista, estou vereador e jamais vou sair do rádio. Os meus ouvintes e eleitores podem ficar tranquilos. É até uma forma de ampliar minha voz. Meu programa é uma caixa de ressonância da sociedade, onde as pessoas reclamam de diversos assuntos. Isso tudo é um complemento do meu mandato”, pontua.

 

Ele, no entanto, assegura que dará prioridade ao cargo no Legislativo soteropolitano. “É claro que, se tiver uma reunião ou algo importante, eu estarei, afinal a prioridade é a cidade”, acrescenta.

 

PROJETOS
Além de defender “a família” e o combate às drogas, Guerrilha diz que vai tratar de assuntos relativos à cidade, principalmente em assuntos relacionados à estruturação de Salvador para o período das chuvas, e incentivo a programas de moradia.

 

Ele também diz que terá atenção especial a assuntos relacionados à cultura, como a viabilização da Casa do Museu do Samba, e do fortalecimento do samba junino como patrimônio imaterial da capital baiana.

 

Por fim, ele diz que volta à Câmara mais maduro. “Não tem como passar por uma experiência sem trazer aprendizados. O que aconteceu de não renovar foi uma questão que a democracia exige. Fui bem votado, mas, por composição partidária, não fui eleito”, conclui.