GLEISI: AO TENTAR DESTRUIR LULA, MORO VAI CONSEGUIR A AUTODESTRUIÇÃO


A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), criticou no Twitter a decisão do juiz Sergio Moro, da Lava Jato, em tornar pública parte da delação do ex-ministro Antonio Palocci a seis dias da eleição presidencial. Para Gleisi, na tentativa de destruir o ex-presidente Lula, o magistrado vai acabar destruindo a si mesmo.

“Moro divulga para imprensa parte da delação de Palocci. Não podia deixar de participar do processo eleitoral! A ação política é da sua natureza como juiz. Vai tentar pela enésima vez destruir Lula. Tudo que consegue é a autodestruição”, postou Gleisi na rede social.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) anunciou que ele e os deputados Paulo Teixeira e Wadih Damous, também do PT, entrarão com uma ação no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) denunciando a suspeição de Moro por atacar a democracia e o processo eleitoral. Pimenta lembra que a decisão de Moro é “absurda por vários motivos”.

A verdade é que não precisa ser político e nem candidato a cargos, para perceber que trata-se de algo proposital e, talvez, ainda pior, que é o que se almeja dentro de um plano maquiavélico. Isso fica claro, pois apenas faltam 6 dias para as eleições e vendo que o presidente Lula, mesmo preso, está liderando as pesquisas e transferindo os votos para o candidato Haddad, aqueles que queriam ver o fim do Lula e do petismo, terminam ficando eufóricos. E Isso está ficando de forma muito claramente. Só que no caso Lula, que já virou um fenômeno, o que vem acontecendo é que enquanto mais tentam desmoralizá-lo ele cresce, e nesse caso o risco é a casa do feiticeiro cair sob seu próprio feitiço. Fonte 247, ultimo paragrafo Café com Leite Notícias.