FMI projeta pior recessão desde 1929 no mundo e queda de 5,3% do PIB no Brasil


Segundo a economista-chefe, Gita Gopinath, as reformas neoliberais que o FMI tenta impor aos países ficou em segundo plano neste momento. “A prioridade é lidar com a pandemia”

Nova York, cidade mais atingida pelo coronavírus nos EUA (Foto: NBC News)

Revista Forum: Um relatório divulgado nesta terça-feira (14) pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta que a economia global vai sofrer retração de 3% em 2020, a maior desde a crise de 29, e a recuperação deve aparecer somente no ano que vem, ainda de forma parcial e bastante incerta.

“É muito provável que este ano a economia global experimente sua pior recessão desde a Grande Depressão, superando a vista durante a crise financeira de dez anos atrás”, diz o documento assinado por Gita Gopinath, economista-chefe do FMI. Antes da pandemia, o órgão projetava um crescimento de 3,4% da economia mundial em 2020.

A queda do Brasil será, inclusive, maior que a do restante da América Latina e Caribe, que têm estimativa de retração de 5,2% no PIB este ano.

Segundo a economista, as reformas neoliberais que o FMI tenta impor aos países ficou em segundo plano neste momento. “A prioridade é lidar com a pandemia”.