Fatos são fatos e morreu bola sete. Por Walter Salles


O governo veta dinheiro do combate à covid-19 e no Fantástico diz que lamenta as quase 40 mil mortes. É hora do povo brasileiro defender ao menos as suas próprias vidas. Normal um presidente dizer que lamenta a grande quantidade de mortes no seu país, porém, depois de lutar muito para salvá-las. Sem nada ser feito, ou quase nada, ou ainda pior, incentivar as pessoas a morrerem, como agora, não se pode aceitar as lamentações.

A imagem pode conter: Walter Salles, óculos de sol e close-up

Walter Salles: Já faz muito tempo que eu não assisto a TV Globo, o que não tem feito falta para os meus conhecimentos, pela informações direcionadas aos seus interesses. Se agora ela se mostra contra o Governo de Bolsonaro, por algum motivo, é um fato de mera coincidência com a maioria dos brasileiros, mas o fato é que ela é uma das culpadas do Brasil ter o governo que tem. Mas o que quero relatar aqui é outro assunto.

No domingo, vendo o Fantástico depois de muito tempo sem vê-lo, como já disse, teve um episódio que me chocou e chocaria qualquer um ser pensante. Quando a repórter questionou sobre a quantidade de mortes no país pela Covid-19, o presidente da república não falou desta vez que lamenta e que morrer é o futuro de todos. No entanto, disse que lamenta as mortes e que está torcendo para isso passar logo. Hora, quem está torcendo pra tudo acabar é o povo em geral. O presidente da República tem que ir além de torcer, tem que lutar e mostrar que é patriota e ama seu povo.

Quando começaram aurgir os primeiros casos, o presidente teria que se reunir com todos os governadores e ministros, também com empresários e instituições para juntos formarem meios de segurar o povo em casa, como fizeram muitos países e já conseguiram se livrar do vírus. Mas atitudes assim deste presidente é utopia.

Agora, em plena pandemia em que o povo está perdendo o senso e o medo, as portas são abertas para que o povo vá com sede ao pote, pois não teve o apoio merecido para permanecer em casa.

Talvez seja o único país do mundo que abre o comércio, incluindo empresas de ônibus transportando pessoas infectadas de um estado para outro do país, seja o Brasil. Já aconteceu com um ônibus de uma empresa por nome de Moacir Tur, que transportou agora, depois da abertura, nada menos que 10 passageiros contaminados de São Paulo para a cidade de Nova Soure na Bahia. A cidade estava com 15 casos e num piscar de olhos atingiu 25.

De que adianta abrir comércio, abrir empresas e depois ter que fechar por crescer a pandemia?

Um presidente realmente patriota e que coloca em primeira prioridade vidas humanas, teria separado 100 bilhões de Reais para gastar segurando famílias de menor renda, em casa. Aí você leitor ou leitora me pergunta, “com que dinheiro”? E eu respondo pra vocês: O atual presidente, juntamente com o seu ministro Paulo Guedes, que é quem trabalha com as finanças, encontraram, quando tomaram posse, nada menos que 377 bilhões de dólares na reserva internacional, que transferido em Real, soma quase 2 trilhões de Reais, com o Dólar quase a seis, como estava, e só agora que teve uma pequena queda. Pois é, separando 100 bilhões de Reais para segurar os mais precisos em casa, que podemos estipular 50 milhões de famílias com hum mil reais, por mês durante dois meses, ia ter um gasto exatamente de 100 bilhões de Reais, pois dois meses seriam suficientes para zerar a contaminação do vírus e tudo voltar ao normal, com segurança e não como está acontecendo.

Lembrando que 100 bilhões seria apenas 05% de dois trilhões encontrados na reserva internacional. Ou seja: ainda ficaria um trilhão e 900 bilhões de reais para outras finalidades. Vale lembrar mais uma vez, que quem deixou esse recurso lá como reserva foram os governos do PT, isso depois que pagou a dívida externa do FMI, que se arrastava, humilhando o Brasil e Brasileiros, desde os governos dos militares, que foi quem iniciaram a tomada de dinheiro emprestado lá no Fundo Monetário Internacional.

Mas, no entanto do entretanto, se o Governo for usar esse dinheiro para socorrer grandes empresários e banqueiros, deixando o povo não a ver navios, mas sim, muito pior, morrer pelo coronavírus, isso é inaceitavel, isso é crime, isso é algo muito pior, porque é deixar milhares de pessoas morrer. Isso é fato e o povo tem que defender ao menos as suas próprias vidas.

Walter Salles é fundador do Jornal Café com Leite impresso e criador do site Café com Leite Notícias.