falta de sinalização adequada pode ser uma das causas de acidentes graves


copia_de_seguranca_de_copia_de_seguranca_de_copia_de_seguranca_de_03

 

Muitos acidentes com vítimas fatais acontecem nas estradas brasileiras, principalmente no nordeste, muitas vezes por falta de sinalização adequada, correspondente com o perigo que oferece a estrada. Recentemente um caminhão com uma carga de melões capotou na serra próximo à Maracás, onde o motorista morreu preso às ferragens. Essa serra tem fama de uma das mais perigosas da Bahia e Brasil, mas, no entanto, não se vê uma sinalização compatível com o perigo que o trecho de mais ou menos 6 km representa e apresenta para o usuário. Para quem já conhece a estrada, uma placa indicando curva à esquerda ou direita é o suficiente, pois ele já sabe de todo o trajeto. Só que para quem não a conhece , que passa pela primeira vez, como pode ter sido o caso deste motorista de nome não anotado, também não importa saber, a falta de uma sinalização mais minuciosa, faz uma grande diferença. Realmente saber o nome do cidadão ou pra onde estava indo,não importa tanto. O que importa é que ele era um cidadão trabalhador e que, provavelmente, tinha uma família para dar conta. Nesses casos, sendo constatado que realmente a estrada não possui uma sinalização adequada, e que essa falha pode ter causado o acidente fatal, familiares devem entrar na justiça em busca de uma indenização, pois em muitos casos, aquele homem que foi a óbito numa curva da estrada, é responsável por colocar o pão na mesa para alimentar a família.

Na cidade de Planaltino, próximo ao distrito de Nova Itaípe, na localidade chamada Figueiredinho, existe um local que por muito tempo era uma curva que chegou a ser chamada de curva da morte, pois não existia ali uma única placa que indicasse aquela curva em frente. O jornal Café com Leite cobrou do poder público Estadual e Municipal, mas só depois de muito tempo e muitas mortes, resolveram  colocar uma placa que indicava curva perigosa em frente, o que foi o suficiente para chegar ao fim das mortes naquela curva. O blog e Jornal Café com Leite chama a atenção das autoridades para que façam uma busca sobre a questão sinalização nas estradas baianas, principalmente nos trechos considerados perigosos como Mutum, Serra do Pé da Serra em Maracás, Serra do Maçal, (entre Conquista e Itapetinga) e muitas outras. No caso da serra que matou o motorista do caminhão carregado de melões, não basta sinais de curvas, mas sim frases. “Desça engrenado”, “respeite a sua vida e as dos demais viajantes”, “Alguém em casa espera por você”, Desça devagar pra você voltar vivo pra casa”, “trecho de muitos locais perigosos” e muitos outras frases de reflexão rápida.

Nós do blog cafecomleite.com.br não temos prazer em publicar tragédias de forma sensacionalista, mas sim contribuir para diminuir o quadro alarmante de acidentes com vítimas fatais que acontecem.

O que vem contrariando os motoristas é que placas de sinalização para ajudar realmente o motorista, está em falta em muitas estradas, mas, no entanto, instalação de câmeras para multar os motoristas, os chamados pardais, está sempre crescente as suas instalações, muitas vezes pegando os motoristas de surpresa, com as câmeras num poste em meio a escuridão. Na verdade, já passou da  hora de reaver essas falhas, senhores responsáveis. A final de contas, o certo é saber que o certo está sempre certo. Fora disto vamos continuar vendo tragédias de todas as naturezas crescendo no país.