Empresário embriagado mata professora no trânsito


Andreza de Oliveira
A professora de dança Andreza de Oliveira

Empresário que arremessou professora de viaduto estava bêbado, revela exame toxicológico. Homem ficou preso por poucas horas sob a acusação de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Alunos e amigos prestaram homenagens para a professora

 

 

A professora de dança Andreza de Oliveira, de 36 anos, foi atropelada na última quarta-feira (7) por um empresário de 30 anos que não teve o nome divulgado pela polícia. A mulher pilotava uma moto e o homem dirigia uma caminhonete.

Segundo o Boletim de Ocorrência, o empresário encontrava-se embriagado no momento da colisão, que aconteceu em São Roque (SP). Andreza estava no quilômetro 58 da rodovia Raposo Tavares quando o veículo invadiu o sentido contrário e a atingiu. Com a batida, a professora caiu do viaduto.

A professora chegou a ser socorrida pela equipe de resgate da concessionária que administra a região e levada para Santa Casa de São Roque, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a polícia, o motorista não apresentava lesões após a batida, mas foi constatada a embriaguez no valor de 0,46 miligramas de álcool por litro de ar alveolar.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o empresário foi preso em flagrante por embriaguez ao volante e homicídio culposo — quando não há intenção de matar.

O empresário permaneceu preso até as 13h30 de quinta-feira (8), quando o juiz deu alvará de soltura mediante fiança. Agora, o motorista tem cinco dias para pagar R$ 5 mil e aguardar a investigação em liberdade.

Nas redes sociais, alunos e amigos lamentaram a morte de Andreza. “Grande professora de uma alegria contagiante”, diz um dos posts. “Que Deus possa te receber lá no céu com o melhor ritmo, algo que você amava!”, diz uma colega. Fonte:PragmatismoPolítico

Caminhonete de empresário e moto da professora. (Foto: Divulgação/São Roque Notícias)