Ele distribui abraços de graça para evitar suicídios. Assista!


Foto: YouTube
Foto: YouTube

Um poeta teve uma ideia incrível, de compaixão, para evitar que pessoas tentem o suicídio. Ele distribuiu abraços de graça para estranhos que precisavam de apoio, na rua.

 

Hussain Manawer fez um vídeo no qual aparece de olhos vendados distribuindo os abraços em dois locais de Santa Mônica, nos Estados Unidos.

Ele carrega uma placa pedindo às pessoas para abraçá-lo, se elas estivessem precisando: “If you have been through, are going through depression or anxiety, hug me” – em tradução livre, “Se você passou, está passando por depressão ou ansiedade, me abrace.”.

No vídeo, ele recebe 26 abraços em poucos minutos.

“Tantas pessoas, tão jovens e muitos homens também – foi muito emocionante”, contou.

“Eu passo muito tempo na América e as pessoas passam por um monte de coisas”, disse.

Intenção

Ele espera que o filme desencadeie conversas “disruptivas, porém sensíveis”.

Manawer diz que seu interesse em aumentar a conscientização sobre a doença mental decorre principalmente de viver em frente a um hospital psiquiátrico, mas também de suas próprias lutas.

“É muito triste a forma como vejo as pessoas tratadas, pessoas que foram diagnosticadas clinicamente com problemas de saúde mental.

Eles não recebem muitas visitas, as pessoas nas ruas os maltratam e são vulneráveis ”, diz ele.

“Isso me perturba. Eles são humanos e precisamos cuidar uns dos outros.

“Também tenho problemas pessoais, já passei por muitas coisas e estou sempre passando por muitas coisas – como tenho certeza de que todo mundo é – e eu acho que nós humanos realmente precisamos encontrar maneiras de cuidar de nós mesmos antes podemos começar a pensar em coisas como o oceano e o planeta.

“Não consigo entender como esperamos que as pessoas se importem com outras coisas quando as pessoas não se importam com elas mesmas e se importam umas com as outras”.

Saúde mental

A música de fundo é uma combinação de vocais de Beautiful Thing, um poema que o cantor de 27 anos escreveu a si mesmo e a música de Colin Salmon.

Manawer, que recebeu uma bolsa honorária do Kings College London por seu trabalho em saúde mental e ciências públicas no início deste ano, diz que ficou surpreso com o grande volume de pessoas que vieram abraçá-lo – um estranho nas ruas.

 

Todos os anos, 45.000 americanos morrem por suicídio. É a décima principal causa de morte nos EUA.

No Reino Unido, foram 5.821 mortes por suicídio em 2017, o que equivale a uma média de 16 por dia.

“Eu gostaria que as pessoas não se sentissem como um fardo se estiverem com problemas de saúde mental”, diz ele.

“Eu quero que eles entendam que muitas pessoas estão passando por isso e que há apoio lá fora, nós apenas temos que ser capazes de encontrá-lo.”

poeta_abracos2

Assista:

Com informações Huffington Post