Cristiane Brasil se deu mal mais uma vez, com vídeo vazado em que a deputada coagia funcionários públicos


 

 

 

A deputada escolhida por Michel Temer para ocupar pasta de Ministra, está recebendo várias denúncias

 

A indicada pelo presidente Michel Temer para comandar o Ministério do Trabalho, Cristiane Brasil, entrou na mira de novas polêmicas, desta vez, flagrada em áudio ameaçando servidores públicos para conseguir votos.

O áudio foi transmitido pelo programa Fantástico, da rede Globo, neste domingo. A fala da deputada federal fluminense ocorreu em uma reunião, convocada por ela, em 2014, quando estava licenciada da Câmada dos Vereadores, atuando como Secretária Especial do Envelhecimento Saudável e da Qualidade de Vida, na prefeitura do Rio de Janeiro.

Cristiane tentava se eleger deputada federal pelo PTB e convocou cerca de 50 servidores públicos e prestadores de serviço da pasta que comandava para a reunião. A indicada de Temer cobrava o empenho dos funcionários para conseguir votos, em tons de ameaças.

“Bom dia! Aqui não é uma reunião tensa. É apenas pra gente situar vocês de coisas que não estão no dia a dia de vocês e que vocês precisam entender pra ajudar a gente. Se eu perder a eleição de deputada federal…Eu preciso de setenta mil votos. Eu fiz quase trinta (mil votos). Agora são setenta mil. No dia seguinte, eu perco a secretaria. No outro dia, vocês perdem o emprego”, afirma.

“Só tem importância na política quem tem mandato. Só tem mandato quem tem voto. Só tem voto quem tem pessoas como vocês que estão na ponta ajudando a gente pedir e propagar o voto. Do contrário, não funciona”, completou Cristiane Brasil.

“Eu só tenho um jeito de manter o emprego de vocês. Me elegendo”, disse a então candidata a deputada federal e indicada por Temer para comandar o Ministério do Trabalho, posto que ainda não conseguir se empossar por ter problemas com a Justiça do Trabalho.

De acordo com o Fantástico, o áudio ao que o programa teve acesso foi checado por um perito, que comprovou a autenticidade das falas de Cristiane, em 2014. O programa procurou a deputada para que ela ouvisse o áudio e responder, mas ela não aceitou.

O áudio e a matéria do programa foram reproduzidos nas redes sociais: Fonte GGN.