Bolsonaro pode acabar com o Ministério do Trabalho


A equipe de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), quer acabar com o Ministério do Trabalho. Estudam fatiar as áreas do ministério para abrigá-las em outras pastas. Também está discutindo novos modelos relacionados a questões sindicais e de fiscalização.

Aliado dos empresários, Bolsonaro vai promover o aprofundamento dos retrocessos na área trabalhista iniciada por Temer (MDB).

Entre outros, no seu programa de governo se fala em criar uma carteira de trabalho verde e amarela para que o trabalhador negocie “livre” e individualmente os termos de sua contratação. Ou seja: dê adeus aos seus direitos!

O ministério que foi criado nos anos 30 por Getúlio Vargas com o objetivo de harmonizar o conflito entre capital e trabalho e estabelecer uma rede de proteção ao trabalhador. Fonte Blog do Esmael.