Bahia com um caso: Coronavírus já é transmitido de brasileiro pra brasileiro. Já são 9 casos confirmados


A Secretaria de Saúde da Bahia confirmou nesta sexta-feira (6) o primeiro caso no estado.

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (5) que o Brasil já tem casos de coronavírus transmitidos localmente, ou seja, sem que os pacientes tenham viajado para outros países. Dois dos casos de São Paulo mostram que infecação aconteceu através do contato com pessoas que já estavan com o vírus.

O primeiro caso registrado no país foi de um idoso de 61 anos que viajou à Itália e, ao chegar ao país, passou a dar sinais da doença. Contudo, logo que retornou de viagem, o empresário fez um churrasco em sua casa com a família. Um dos seus parentes que esteve na reunião pegou o coronavírus e, depois, o transmitiu para uma outra pessoa.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, disse que não há ainda transmissão comunitáriano país, o que ocorre quando um vírus circula livremente entre a população. Ele diz que, por enquanto, ainda é possível rastrear a origem de todos os casos confirmados e, no caso das transmissões locais, verificar que elas têm uma relação entre si.

“Até agora, conseguimos identificar a cadeia de transmissão do vírus. Isso significa que temos transmissão local, que é restrita, mas não temos uma transmissão comunitária, que é mais ampliada, em nosso território”, disse Oliveira.

Casos no Brasil

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou, na manhã desta sexta-feira (6), o primeiro caso de novo coronavírus no estado. A paciente é uma mulher de 34 anos, moradora de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro. No país europeu, ela teve passagens pelas cidades de Milão e Roma.

Ainda de acordo com a secretaria, a paciente manifestou os sintomas depois de ter chegado ao Brasil.

Com a confirmação na Bahia, o país agora tem nove casos de coronavírus. Na quarta-feira eram apenas quatro confirmações.

Todos os casos, até então, eram na região Sudeste: 6 em São Paulo, um no Rio de Janeiro e um no Espírito Santo. Outros 636 casos são dados como suspeitos e 378 foram descartados.

Com informação da Revista Forum