(77) 99152-6666

Triste e arrasada, Marta abandona por ser abandonada. Saudade de outrora no PT


Fim melancólico: senadora Marta Suplicy saiu do PT, aliou-se a Cunha e a Temer para derrubar Dilma e acaba abandonada pelo próprio MDB.

Publicado na Rede Brasil Atual

POR HELENA STHEPHANOWITZ

De acordo a matéria publicada no DCM, a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, está passando por um momento que político nenhum gostaria de experimentar. Três anos depois de ser recebida de braços abertos no PMDB (agora MDB) por gente como Eduardo Cunha, Renan Calheiros, Michel Temer e companhia e de ser denunciada e investigada no STF – acusada de receber recursos não contabilizados para campanhas eleitorais –, a senadora por São Paulo Marta Suplicy divulgou recentemente uma “carta aos paulistas”,  na qual comunicou sua desfiliação e a desistência de disputar a reeleição ao Senado, e por último, que está abandonando a política. Em nota que divulgou à imprensa (leia aqui), ela diz genericamente que, encerrado seu mandato, vai passar a atuar na “sociedade civil”. Na mesma carta, a senadora criticou partidos políticos, o toma lá dá cá, a ocupação de cargos no Executivo, mas em momento algum fez críticas ao MDB ou a Temer, com quem diz ter boas relações na mônia de filiação ao partido – depois de sair atirando contra o PT –, Marta discursou: “O PMDB quer um Brasil livre da corrupção e das mentiras, livre daqueles que usam a política como meio de obter vantagens pessoais”. E afirmou: Temer “vai reunificar o país”.

Recordista de impopularidade, sem credibilidade, alvo de dois inquéritos e três denúncias criminais, Temer não pacificou, muito menos unificou o país. Mas uniu 83% dos brasileiros, contra si mesmo. E só não caiu porque financiou sua permanência na presidência com dinheiro público.

Mas essa não foi a causa da desfiliação da senadora emedebista. Jornalistas que cobrem os bastidores da política em Brasilia publicaram algumas vezes que a senadora vinha se queixando da falta de prestígio no partido e reclamou de não ter sido nem ao menos cogitada para ser vice do candidato ao governo paulista Paulo Skaf (MDB). Também teria pesado na decisão a última pesquisa do Ibope, divulgada em julho, mostrando Marta Suplicy em terceiro lugar na disputa deste ano ao Senado.

Pela lealdade que jurou a Temer, Marta traiu seus eleitores e a própria democracia, quando votou pelo impeachment da presidenta Dilma no Senado, em maio de 2016. Em uma entrevista após a votação a senadora declarou: “Meu voto pelo impeachment não é relevante para o eleitor da periferia”. Um mês depois, a senadora foi ao bairro de Guaianases, periferia da capital paulista, sondar a aceitação de sua candidatura à prefeitura de São Paulo. Encontrou justamente os eleitores que ela achou que não se incomodariam com seu voto que ajudou derrubar Dilma. Ouviu críticas severas pelo fato – e pelas razões – de ter deixado o PT e foi chamada de traidora. Saiu derrotada.

Certamente, essa população da periferia mostrou não confiar em quem participou do golpe. E muito menos em quem votou contra os trabalhadores, ajudando a aprovar, por exemplo, a “reforma” trabalhista proposta por Michel Temer, que está destruindo a rede de proteção aos direitos dos trabalhadores do país.

O modo como Marta Suplicy cavou o buraco em que se meteu lembra a derrocada de Fernando Gabeira, que fez carreira política no PV e no PT. Com o processo do chamado “mensalão”, entrou no barulho da “grande mídia”, e resolveu bandear-se para os lados do DEM, PSDB, PMDB e nanicos similares, virou ídolo da imprensa e capa da revista Veja, mas perdeu todas as eleições a que se candidatou, tanto para prefeito, como para governador do Rio de Janeiro. Acabou no PIG (Partido da Imprensa Golpista), e agora tem um programa na GloboNews.

Marta Suplicy, por sua vez, fez toda a sua carreira política no PT, pelo qual se elegeu prefeita de São Paulo, fazendo um bom governo, mas depois disso perdeu a eleição para a prefeitura três vezes, em 2004 e 2008. Dentro do PT passou a perder também disputas internas e, má perdedora, não aceitou o resultado da maioria. Quis ser candidatar à prefeita de São Paulo em 2016, mas o PT já tinha escolhido Fernando Haddad como candidato à reeleição. Foi o que a fez mudar-se para o PMDB, pelo qual concorreu à prefeitura paulistana, perdendo para Haddad.

Se Marta simplesmente tivesse decidido procurar outro partido e ir à luta, fazendo críticas honestas ao PT, tudo bem, direito de escolha dela. O problema é que, como Gabeira, ela resolveu ir para a oposição da direita raivosa, cuspindo no prato em que havia comido (e bem), atirando para todos os lados: contra Dilma, contra Lula, contra companheiros de partido, por “esperteza”, para ganhar generosos espaços na imprensa partidária .

O problema não é fazer críticas, é fazer o jogo de quem luta contra a melhoria de vida dos trabalhadores e dos mais pobres. É fazer pacto de poder com a Globo, com a Veja, como fez Gabeira, ou com o Itaú, como fez Marina Silva, traindo as lutas do passado. Tudo por ambição pessoal de poder.

Como dizia Brizola, “a política ama a traição, mas abomina os traidores”. Os votos dos eleitores da direita, de São Paulo ela não ganhou e não ganhará mais. Os votos petistas ela não levou para o MDB. Talvez, pelo menos, garanta um lugar ao lado de Gabeira na GloboNews. Fonte DCM.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Ciro, de maneira radical, abre o “bocão” mais uma vez


Não me deixem só. Eu preciso de vocês” (Fernando Collor, em junho de 1992, pouco antes de cair). O Ciro começou a largada da sua pré campanha sem nem ele mesmo saber qual o rumo que iria tomar. As pessoas que tinham admiração por ele, aos poucos começaram a questionar sobre o seu jeito estranho e demonstrando insegurança para seguir. Hora defendia o PT hora batia. Quando se esperava um posicionamento seguro dele, sobre ser parceiro do PT, principalmente pela situação do líder maior da política brasileira, o Lula, que é um preso político, o Cirão sem medir palavras nem consequências, dava uma “machadada” na cabeça do Partido dos Trabalhadores. essa atitude, na verdade, tanto tiraram a sua credibilidade em relação à fidelidade, como também prejudicou o seu futuro político. Apesar disso tudo, ele continua chutando de vez em quando o “pau da barraca”. Muita gente hoje já arrisca perguntar se numa final entre Alckmin e o candidato do PT, que está entre Lula e Haddad, quem dos dois o pedetista vai apoiar. Você sabe, leitor? Café com Leite Notícias.

Resultado de imagem para foto de ciro

De repente, o cenário eleitoral clareou, se afunilou, e restaram neste momento apenas três concorrentes para valer na disputa por uma vaga no segundo turno: o candidato do PT, Alckmin e Bolsonaro.

Ao chutar o pau da barraca na segunda-feira, depois de se coligar apenas com o nanico Avante, Ciro Gomes me fez lembrar o apelo desesperado de Fernando Collor citado na epígrafe, na véspera da sua queda.

“Querem resolver a eleição nos gabinetes ou em celas, o que é até pior em certos aspectos”, disparou o ex-ministro de Lula num encontro com empresários da construção, alvejando ao mesmo tempo a aliança da direita de Alckmin com o Centrão e as articulações do PT de Lula pela esquerda.

Depois de passar o ano ciscando à direita e à esquerda, Ciro acabou órfão de pai e mãe, com uma chapa-pura do PDT e o tempo de TV de Enéas.

Daqui a exatos dois meses, no dia 7 de outubro, o Brasil vai às urnas, mas neste momento ainda não dá para saber para onde pretende ir depois da eleição.

O mais provável é um novo embate entre PT e PSDB, como querem os dois partidos hegemônicos na política nacional neste último quarto de século.

Mas também pode acontecer um inédito confronto entre a direita de Geraldo Alckmin e a extrema-direita de Bolsonaro, se Fernando Haddad, o mais provável candidato do PT, não conseguir herdar pelo menos uma parte do tesouro de votos de Lula confinado numa cela em Curitiba.

A Ciro só restará uma última chance de voltar ao jogo, se abater por nocaute os seus principais adversários nos debates da televisão, que começam nesta quinta-feira na TV Bandeirantes.

E é exatamente nestes debates, e na propaganda eleitoral, a partir de 31 de agosto, que a candidatura de Bolsonaro pode desmilinguir, pela absoluta falta de preparo e compostura do candidato da chapa-pura verde oliva do capitão com o general.

Portugal dá visto a brasileiro que compra casa ou é aposentado


Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Boa nova para quem quer sair do Brasil e morar em Portugal. O país europeu está dando visto para brasileiro que compra casa, ou é aposentado.

Portugal é um dos países mais tranquilos e seguros da Europa. Por isso, o número de brasileiros que pediram visto no Consulado Geral de Portugal, em São Paulo, aumentou 46% em apenas um ano.

Há oportunidades para quem é aposentado, quer investir, abrir um negócio, estudar ou trabalhar. Até mesmo comprar um imóvel pode possibilitar a concessão do visto.

Saiba os principais tipos de visto de residência em Portugal e como dar entrada:

1) Visto de aposentado (D7)
O governo português tem um programa de incentivo aos estrangeiros aposentados e titulares de rendimentos que pretendem se mudar para lá: isenção de impostos sobre a renda por dez anos.

Além disso, o país europeu oferece segurança, clima ameno, baixo custo de vida e ótimas praias, afirmou advogado Flavio Martins Peron, fundador do portal Nacionalidade Portuguesa. Também é fácil de viajar, porque é pequeno e existem muitos trens.

Por esses e outros motivos, o país é um dos preferidos dos aposentados brasileiros, que representam o segundo grupo que mais busca permissão para morar em Portugal (visto para aposentados ou titulares de rendimentos).

Quem pode pedir: aposentados ou pessoas que vivem de rendimento e têm renda suficiente para viver ao menos um ano em Portugal.

Como pedir: o primeiro passo é reunir os documentos solicitados na página do consulado português, incluindo cópia da última declaração do Imposto de Renda, comprovante de aposentadoria (para aposentados) e/ou disponibilidade de outros rendimentos em Portugal.

Em seguida, é preciso preencher o formulário de pedido e o requerimento, pagar o boleto com a taxa específica e enviar os documentos ao consulado mais próximo. Depois é só aguardar a convocação e comparecer no horário agendado pelo consulado.

 

2) Visto de investidor (ARI ou Golden Visa)
O Regime Especial de Autorização de Residência para Atividade de Investimento em Portugal (ARI), mais conhecido como Golden Visa, é um visto especial para investidores. Inclui quem vai apenas comprar uma casa em Portugal.

Alguns benefícios do Golden Visa: permite residir e trabalhar em Portugal, livre circulação pelo espaço Schengen (26 países europeus), reagrupamento familiar, requerimento de residência permanente (após cinco anos de estadia) e da nacionalidade portuguesa (após seis anos).

Quem pode pedir: estrangeiros que queiram exercer uma atividade de investimento em Portugal por um período mínimo de cinco anos.

Aquisição de imóveis com valor igual ou superior a 500 mil euros, construído há, pelo menos 30, em área urbana no valor igual ou superior a 350 mil euros.

Como pedir: o investidor deve reunir os documentos solicitados na página dos consulados, incluindo a declaração de compromisso de honra, que alega a intenção de investir por ao menos cinco anos em Portugal.

Em seguida, é preciso se registrar na página do ARI, preencher um formulário falando sobre o tipo de investimento que será feito, anexar os documentos e o comprovante de pagamento da taxa de análise no valor de 513,75 euros.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deve analisar o pedido em até 72 horas.

Se a solicitação do Golden Visa for deferida, o investidor deve pagar uma taxa de 5.135,50 euros.

Dúvidas e demais solicitações devem ser enviadas aos e-mails [email protected] ou [email protected] ou esclarecidas pela Agência de Investimento e Comércio Externo de Portugal (Aicep).

 

3) Visto de empreendedor (D2)
O visto para emigrantes empreendedores também é bastante solicitado por brasileiros. De 2016 para 2017, o aumento nos pedidos foi de 120%.

Quem pode pedir: estrangeiros que pretendem efetuar uma operação de investimento em Portugal como abrir ou comprar uma empresa.

Como pedir: é preciso reunir os documentos solicitados no site dos consulados, incluindo plano de negócio da empresa aberta ou comprada, certidão permanente, declaração de registro de início de atividade, registro de constituição da sociedade e extrato bancário com o saldo em conta.

Os passos seguintes são preencher o formulário do pedido e o requerimento do visto, pagar a taxa específica, enviar a documentação ao consulado mais próximo e aguardar pela convocação.

4) Visto de trabalho (D1)
visto para exercício de atividade profissional subordinada em Portugal não está entre os mais pedidos do último ano, mas é um dos cinco principais caminhos para morar no país europeu, segundo Peron.

Quem pode pedir: qualquer brasileiro que seja contratado por uma empresa portuguesa.

Como pedir: os principais documentos solicitados neste tipo de visto são o contrato de trabalho assinado pela empresa e pelo contratado e uma declaração do Instituto do Emprego de Portugal comprovando que a empresa pode contratar estrangeiros.

Em seguida, é preciso reunir os demais documentos solicitados pelo consulado, preencher o formulário do pedido e o requerimento, pagar a taxa do visto e aguardar a convocação.

Existem também alguns vistos similares a este, como visto para atividade profissional altamente qualificada, prestadores de serviços, trabalho sazonal de até três meses e trabalho sazonal de três a nove meses.

5) Visto de estudo (D4)
O visto para fins de estudo em Portugal , chamado D4, está no topo da lista de mais pedidos.

Isso porque as universidades portuguesas são algumas das preferidas dos brasileiros que querem estudar no exterior, segundo Peron.

Quem pode pedir: qualquer brasileiro que queira fazer um intercâmbio de estudo durante a graduação ou cursar mestrado, doutorado ou pós-doutorado em Portugal.

Como pedir: o primeiro passo é escolher a instituição de ensino em que deseja ingressar, disse Peron. Universidades renomadas como a de Lisboa, do Porto, de Aveiro e de Coimbra aceitam estudantes estrangeiros.

Após estar matriculado na instituição de lá, o passo seguinte será reunir a papelada necessária para o visto, preencher o formulário de pedido e o requerimento, pagar a taxa, enviar tudo ao consulado mais próximo e aguardar a convocação para comparecer à entidade.

As regras a seguir valem para todos os vistos
– Todos os vistos, com exceção ao Golden Visa, são inseridos no passaporte e têm validade de quatro meses.

– Ao chegar a Portugal, é necessário solicitar a autorização de residência junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), segundo o advogado especialista.

– Essa autorização tem validade de um ano, renovável por períodos sucessivos de dois anos. Após cinco anos de residência legal em Portugal, o estrangeiro pode solicitar a residência permanente (validade de cinco anos) e, após o 6º ano de residência, pode solicitar a nacionalidade portuguesa.

– O país também permite ao imigrante solicitar a reunificação familiar do cônjuge e filhos menores de 18 anos.

– Para todos os vistos, é preciso ter: comprovante de alojamento (onde a pessoa pretende morar), comprovante de renda (como vai se sustentar em Portugal), passaporte e seguro médico internacional. No caso de aposentados pelo INSS, é possível substituir o seguro médico por uma declaração do Ministério da Saúde comprovando que é beneficiário do INSS.

Com informações da Uol

Rui Costa vai registrar candidatura e entregar programa de governo na próxima segunda


“Temos quatro eixos de prioridades, que são Educação, Saúde, Segurança Pública e Infraestrutura”, revela Jerônimo Rodrigues[Rui Costa vai registrar candidatura e entregar programa de governo na próxima segunda]

O candidato à reeleição Rui Costa (PT) vai registrar a candidatura e entregar o programa de governo na manhã da próxima segunda-feira (13), segundo o coordenador da campanha Jerônimo Rodrigues.

Ao Metro1, o ex-secretário afirmou que o documento foi elaborado após a caravana do petista por cidades baianas, com propostas colhidas pela internet e também de partidos da coligação.

“Tudo isso foi sintetizado e será concluído no próximo sábado. Temos quatro eixos de prioridades, que são Educação, Saúde, Segurança Pública e Infraestrutura. Agora, o eixo da Educação o governador já disse que vai apertar mais o pé”, declarou Jerônimo.

A chapa é formada, além de Rui, por João Leão, postulante a vice-governador, Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD), aspirantes ao Senado.

Tacla Durán vai à OEA denunciar Moro por perseguição judicial, por Joaquim de Carvalho


 

O advogado que representou Rodrigo Tacla Durán no Comitê de Controle de Arquivos da Interpol, Sebastian Suarez, comunicou à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados que vai denunciar o Brasil “a organismos internacionais competentes”. O objetivo é que o Estado brasileiro sofra sanções em razão da violação da Declaração Universal dos Direitos Humanos praticada pelo juiz Sergio Moro e convalidada pelo Tribunal Regional Federal da 4a. Região.

“Entendemos que esta decisão deve servir de alerta ao Estado Brasileiro sobre os excessos, os equívocos, a má qualidade das investigações e parcialidade de alguns magistrados e procuradores responsáveis pela Lava Jato, os quais romperam os limites da ética e do Direito ao transformar esta importante investigação em instrumento de poder e disputa política”, escreveu Sebastian Suarez, no ofício encaminhado ao deputado Wadih Damous, membro da Comissão de Direitos Humanos, em 1o. de agosto.

O DCM entrou em contato por telefone com o escritório de Sebastian Suarez, sediado em Tallin, capital Estônia, e confirmou que a primeira ação será protocolada ainda este ano na Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA, com base no pacto de San Jose, que trata, entre outros direitos essenciais da pessoa, o de ter garantias judiciais.

Tacla Durán poderia acionar também a comissão de direitos humanos da ONU, mas preferiu a OEA por entender que a corte inter-americana tem poderes para adotar sanções contra o Brasil, ao contrário da ONU, que pode condenar o Estado Brasileiro, mas não aplicar sanções imediatas. Durán acusou o juiz Sergio Moro de pré-julgamento e de se comportar como parte e não magistrados nas ações da Lava Jato.

A Interpol aceitou os argumentos de Tacla Durán, depois de ouvir as autoridades brasileiras, através do escritório central na rede no Brasil. Ouviu também o escritório central da Interpol na Espanha. Na comparação dos argumentos, entendeu que havia dúvidas sobre imparcialidade de Moro. Disse que uma pesquisa em mecanismo de busca (não cita, mas é Google) era suficiente para comprovar algumas das  dos processos conduzidos por Moro.

Mencionou um programa de entrevista (é o Roda Viva), em que Moro classificou Tacla Durán de “simplesmente um mentiroso”. Na época, o site de extrema-direita O Antagonista comemorou: “É mais: trata-se de um vagabundo a quem só a Folha deu ouvidos”. Canal preferencial de vazamento da Lava Jato, o site agora sabe que não é só a Folha. A Interpol também.

A repercussão da fala de Moro em sites engajados como O Antagonista influiu também na análise da Interpol. A manifestação de juízes a respeito de investigados sob sua jurisdição é um sinal da falência do princípio do julgamento justo porque, com a repercussão da fala do magistrado, cria-se um ambiente em que é impossível alcançar isenção para aplicar pena, um princípio decorrente do conjunto de regras da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Por essa razão é que a Interpol, analisando o requerimento de um cidadão, desmoralizou o Estado brasileiro, ao desconsiderar uma ordem judicial. Mandou retirar o alerta vermelho determinado por Moro. Para a Interpol, a decisão de Moro vale tanto quanto o conteúdo da lata de lixo do fórum da justiça federal em Curitiba. Não é comum que a Interpol tome decisões tão radiciais em relação a um dos Estados-membros, como é o caso do Brasil.

 

 

Na decisão, a Interpol também mencionou estranheza quanto ao fato de não ter sido investigada a denúncia de que um advogado (amigo de Moro, Carlos Zucolotto Júnior) e três procuradores da república se uniram em conluio para vender facilidades no acordo de delação premiada de Tacla Durán.

Também citou a reiterada negativa de Moro de ouvir Tacla Durán como testemunha no processo do ex-presidente Lula. Tacla Durán, que trabalhou na Odebrecht, tem demonstrado, com perícias, fraude nas provas apresentadas pela empresa ao Ministério Público. Trata-se do sistema de comunicação e de contabilidade da Odebrecht, da qual foi extraída planilha usada pelo Ministério Público Federal na acusação ao ex-presidente.

O deputado Damous, que foi presidente da OAB do Rio de Janeiro, já recebeu ofício e decidiu tomar três providências: dará conhecimento formal à Comissão de Direitos Humanos da Câmara, encaminhará uma cópia para o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, pasta à qual a Polícia Federal está subordinada, e, com base na decisão da Interpol, representará contra Moro no Conselho Nacional de Justiça por falta disciplinar.

“A decisão da Interpol confirma o que já vínhamos dizendo há algum tempo: o juiz Moro é um magistrado que age fora da lei”, disse ao DCM. “Num país de democracia consolidada, Moro já teria sido afastado de suas funções”, afirmou.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, que revelou parcialmente a decisão da Interpol na semana passada, a assessoria de imprensa da justiça federal em Curitiba disse que não iria comentar “oficialmente” o assunto envolvendo Moro nem a decisão da Interpol.

O Ministério Público Federal também foi ouvido pelo jornal e afirmou que o decreto de prisão de Tacla Durán continua válido (agora se sabe, apenas no Brasil) e que “continua adotando todas as providências legais cabíveis para que ela seja respeitada e cumprida, inclusive no exterior.”

Talvez tenha êxito em um canto do planeta onde a civilização não é plena. No mundo onde a democracia está consolidada, dificilmente.

 

Abaixo, a íntegra da carta do advogado de Rodrigo Tacla Durán ao deputado Wadih Damous, membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB:

A decisão do Comitê de Controle de Arquivos da Interpol (CCF) de baixar a difusão do alerta vermelho, solicitado pelas autoridades brasileiras, está fundamentada no entendimento sobre a violação de leis, princípios, tratados e normas do Direito internacional, reconhecidos pelo Brasil.

Desde o início denunciamos os graves abusos cometidos pelas autoridades brasileiras responsáveis pela Operação Lava Jato e as perseguições sofridas pelo advogado Rodrigo Tacla Duran, as quais violaram a Declaração Universal dos Direitos humanos, as prerrogativas da advocacia, comprometeram a imparcialidade do juíz e do devido processo legal, além da divulgação inapropriada de dados pessoais seus e de familiares.

A decisão da Interpol restabelece a verdade e deixa claro ao Brasil e ao mundo que o advogado Tacla Duran não é foragido, mas sim perseguido por um juiz parcial, o qual se nega a respeitar os mais elementares princípios do Direito. Como consequência desta decisão tomada pelo CCF, fica vedado às autoridades brasileiras o uso dos canais de comunicação e cooperação internacional da Interpol em relação a Rodrigo Tacla Duran.

A defesa também adotará as medidas jurídicas cabíveis junto aos organismos internacionais competentes, com objetivo de sancionar o Estado Brasileiro e as autoridades responsáveis pelas ilegalidades constatadas. Entendemos que esta decisão deve servir de alerta ao Estado Brasileiro sobre os excessos, os equívocos, a má qualidade das investigações e parcialidade de alguns magistrados e procuradores responsáveis pela Lava Jato, os quais romperam os limites da ética e do Direito ao transformar esta importante investigação em instrumento de poder e disputa política.

Sebastian Suarez Advogado

.x.x.x.

Você viu esta notícia no Jornal Nacional? Não. E dificilmente vai ver. Reflita. Fonte GGN.

 

Impedir Lula de concorrer será um tiro no pé


Paulo Pinto/Agência PT

Com o quadro sucessório presidencial já praticamente definido, após a escolha dos vices no último fim de semana, as atenções se voltam agora para a questão Lula: será que a Justiça Eleitoral vai manter a farsa da sua condenação e impedi-lo de concorrer? Será que vão continuar essa encenação de julgamento justo? Será que vão insistir nesse falso pretexto de ficha suja, já que ele não cometeu nenhum crime? Se tal acontecer cairá de uma vez a máscara dos homens e mulheres de toga que posam de democratas. E ficará escancarado para o mundo o regime de exceção em que mergulharam o Brasil, onde a Constituição, que diz que todo o poder emana do povo e em seu nome será exercido, perdeu a validade. Afinal, que diabo de democracia seria esta onde o povo não significa nada? Que diabo de democracia seria a nossa onde quem seleciona os candidatos a governantes são os juízes? Que diabo de democracia seria esta onde o maior líder popular do país e líder das pesquisas de intenção de votos é impedido de concorrer? É claro que isso só é possível num regime de exceção.

Até o próximo dia 15, quando se encerra o prazo legal para registro de candidaturas, a situação de Lula deverá ser definida. Segundo renomados juristas, nada impede que ele seja registrado e concorra ao pleito de outubro, até porque existem precedentes, mas quando se trata de Lula o procedimento da Justiça se altera, as decisões são tomadas antes do julgamento e vale tudo para ferrá-lo. Não é segredo para ninguém que há uma disposição, dentro do Judiciário, para banir o ex-presidente da vida pública, mesmo com todos conscientes da armação para atingir esse objetivo. Alguns magistrados não conseguem esconder o seu constrangimento, mas temem contrariar a corrente e serem linchados pela mídia, em especial pela Globo, a maior interessada na morte política do líder petista. Na verdade, será um tiro no pé, porque o substituto dele, caso se confirme o impedimento, fará exatamente o que ele faria se eleito fosse. Fernando Haddad, que terá a responsabilidade de substitui-lo na corrida sucessória, é o coordenador do seu programa de governo e, portanto, estará inteiramente à vontade para executá-lo. 247.

Veja um pouco da trajetória de Luiz Inácio Lula da Silva


Resultado de imagem para foto de lula

 

Luiz Inácio Lula da Silva (1945) foi o 35º. Presidente do Brasil. Eleito nas urnas governou o país durante dois mandatos, entre 01 de janeiro de 2003 e 01 de janeiro de 2011. Foi também líder sindical e um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores.

Luiz Inácio Lula da Silva nasceu em Caetés, na cidade de Garanhuns, Pernambuco, no dia 27 de outubro de 1945. Filho dos lavradores Aristides Inácio da Silva e Eurídice Ferreira de Melo, é o sétimo de oito filhos do casal. Em dezembro de 1952, junto com sua mãe e os irmãos, migrou para São Paulo, em busca de melhores condições de vida. Foram 13 dias viajando em um caminhão “pau de arara” até se instalarem em Vicente de Carvalho, bairro da periferia do Guarujá, no litoral Paulista. Em 1956 se mudaram para o bairro do Ipiranga na capital paulista.

Com 12 anos, Lula conseguiu seu primeiro emprego numa tinturaria. Também foi engraxate e office-boy. Com 14 anos, começou a trabalhar nos Armazéns Gerais Colúmbia, quando teve a Carteira de Trabalho assinada pela primeira vez. Em seguida, trabalhou na Fábrica de Parafusos Marte. Nessa época, iniciou o curso de torneiro mecânico no Serviço Nacional da Indústria – SENAI. Depois de três anos, já formado, ingressou na Metalúrgica Independência, onde permaneceu por 11 meses trabalhando no turno da noite. Em 1964, com 18 anos, teve o dedo mínimo da mão esquerda cortado por uma prensa.

 

 

Sindicato dos Metalúrgicos

Ainda em 1964, Lula perdeu o emprego depois de discutir com seu chefe reivindicando aumento de salário. Em 1965, foi admitido na Fris, no Ipiranga, mas logo foi demitido por faltar o emprego em um turno extra. Em 1966 foi admitido nas Indústrias Villares, localizada em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde se concentravam várias indústrias. Nessa época, passa a se envolver nos movimentos sindicais, levado por seu irmão José Ferreira da Silva, conhecido por Frei Chico. Em 1975 foi eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Em 1978 foi reeleito e no dia 13 de março de 1979, depois de 10 anos sem greves, comandou uma greve que paralisou 180 mil operários do ABC paulista.

Partido dos Trabalhadores

Nesse mesmo ano, começaram a surgir novos partidos políticos no país. No dia 10 de fevereiro de 1980, comandou a fundação do Partido dos Trabalhadores – PT, formado pela classe operária, sindicalistas, intelectuais, artistas e católicos ligados à Teologia da Libertação, com uma proposta socialista. Em abril de 1980, outra grande greve no ABC paralisou 330 mil operários durante 41 dias. Depois de uma intervenção federal, Lula, junto com outros sindicalistas, é preso, com base na Lei de Segurança Nacional, passando 31 dias recolhido às instalações do DOPS paulista.

 

 

Em 1982 o PT já estava implantado em quase todo o território nacional. Lula liderou a organização do partido e disputou, nesse mesmo ano, o Governo de São Paulo, mas não se elegeu. Em agosto de 1983 participou da fundação da CUT – Central Única dos Trabalhadores. Em 1984 participou, como uma das principais lideranças, da campanha das “diretas já” para a Presidência da República. Em 1986 foi eleito deputado federal por São Paulo, o mais votado do país.

Presidência da República

O PT lançou Lula para disputar a Presidência da República em 1989, após 29 anos sem eleição direta para o cargo. Perdeu a disputa, no segundo turno, por pequena diferença de votos para o candidato Fernando Collor de Mello. Dois anos depois Lula liderou uma mobilização nacional contra a corrupção que acabou no “impeachment” do presidente Fernando Collor de Mello. Em 1994 e em 1998 Lula voltou a se candidatar para presidente da República, mas foi derrotado por Fernando Henrique Cardoso.

Em 2002, Lula concorreu pela quarta vez ao cargo de presidente da República, tendo como vice o empresário e senador José de Alencar, do PL de Minas Gerais. No dia 27 de outubro de 2002, com quase 53 milhões de votos, Lula é eleito Presidente da República, derrotando José Serra. Concorreu novamente em 2006, para reeleição de presidente, sendo eleito, derrotando Geraldo Alckmin do PSDB. Em 29 de outubro de 2011, Lula é diagnosticado com um câncer na garganta, mas depois do tratamento com quimioterapia e radioterapia estava curado.

Condenação

Os dois mandatos do presidente Lula foram marcados por grandes avanços, mas também por grandes escândalos. Lula teve todas as condições de passar para a história como o presidente que realizou grandes feitos e priorizou políticas que beneficiaram os mais pobres se tornando o mais popular presidente da história do Brasil. Mas ganhou a marca de ser o primeiro presidente da República condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o acusando de ter recebido um apartamento de presente da OAS, (O acusando de ser como propina, embora não apresentaram provas). Essa investigação foi considerada a maior realizada no país. No dia 12 de julho de 2017, o juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente a nove anos e seis meses de prisão, baseado  nesta acusação.

No dia 24 de janeiro de 2018, por 3 votos a 0, o Tribunal Regional Federal confirmou a condenação de Lula e ainda aumentou sua pena para doze anos de prisão, ainda sem provas do que lhe acusava. Na madrugada do dia 5 de abril de 2018, o Supremo Tribunal Federal (STF), por 6 votos a 5, rejeitou o habeas-corpus preventivo que garantiria a liberdade de Lula. No mesmo dia, uma ordem de prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro, deu a Lula o prazo de se apresentar na Polícia Federal de Curitiba até as17 horas da sexta-feira e começar a cumprir a pena. Lula se dirigiu para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista, cercado de grande número de apoiadores e só se entregou no sábado, dia 7 de abril de 2018.

Empresário se diverte disparando arma de fogo contra o caseiro e vídeo viraliza


Vídeo em que empresário aparece atirando contra o seu caseiro viralizou nas redes sociais. As imagens foram gravadas pelos amigos do atirador, que riem e se divertem com a cena. Ele foi preso nesta segunda-feira após a repercussão do conteúdo

yury do paredão empresário atira caseiro

O empresário Yury do Paredão

A polícia prendeu nesta segunda-feira (6) na cidade do Juazeiro do Norte (CE) o empresário do ramo musical Yuri Bruno Alencar Araújo, conhecido como ‘Yury do Paredão’.

O empresário de 30 anos foi detido depois da divulgação de um vídeo (ver abaixo) em que ele aparece disparando uma arma de fogo contra o seu caseiro. As imagens foram registradas por amigos de Yuri, que se divertem e riem da cena. Pelo menos seis tiros foram realizados.

“Olha se ele tem cócegas agora, vagabundo”, diz um dos homens que presencia a situação. “Pegou, pegou!”, diz outra pessoa. A vítima dos disparos pede para que a “brincadeira” acabe. “Deixa de brincadeira”, diz o caseiro, que é funcionário de Yuri.

O empresário responderá por porte ilegal de arma de uso restrito e disparo de arma de fogo. o primeiro caso, a pena é de dois a quatro anos de reclusão e multa. Já por ter efetuados os tiros, também poderá ser preso por dois a quatro anos e pagar multa. Os dois crimes são inafiançáveis.

A prisão foi pedida pelo Ministério Público de Juazeiro do Norte. Durante uma busca na casa do empresário, a polícia encontrou uma arma pertencente à Polícia Civil de Pernambuco. “A gente precisa saber agora como essa arma foi parar na casa do empresário e o que ele fazia com ela”, explica o delegado Regional de Juazeiro do Norte, Juliano Marcula.

Na internet, o caso reabriu o debate sobre o porte de armas de fogo no Brasil. “Ah, vamos armar o cidadão de bem. Não vai ter problema, não. Todo mundo só vai usar a arma para proteger a família”, ironizou um internauta.

Vídeo:

Haddad fala sobre o Plano Lula para o Brasil em entrevista para blogueiros


Cada partido e coligação parte para as suas estratégias para seguir rumo à campanha que vai começar a pegar fogo. Aí está a ala do PT, que, ao contrário dos demais candidatos, principalmente o tucano, não tem a mídia convencional, por isso está determinando como será a campanha junto à mídia alternativa. No caso do Lula estar preso politicamente falando, quem vai fazer a sua campanha vai ser o Haddad. Mas se o Lula não poder ser candidato, pois estão a cada dia mais apertando a situação, e como ele criou a Lei da Ficha Limpa, já pensando em limpar o Brasil, terminou a “galerinha direitinha” utilizando a própria lei para impedir do Lula ser candidato. Na verdade, quem está enterrado até o pescoço, na lama, esse não tem ficha suja, não é interessante sujar a ficha dele, como é o caso do Romero Jucá e muitos outros. Acontecendo a interdição do Lula, o Haddad já vai está na estrada para seguir como cabeça de chapa e Manuela como vice.

 

 

Fernando Haddad fala sobre o Plano Lula para o Brasil em entrevista para blogueiros. #planoLula

Posted by Lula on Tuesday, August 7, 2018

Fernando Haddad (São Paulo, 25 de janeiro de 1963) formou-se bacharel em Direito na Universidade de São Paulo (USP) em 1985 e se especializou em Direito Civil. Mestre em Economia e doutor em Filosofia também pela USP, Haddad foi professor de Teoria Política Contemporânea da universidade.
Haddad enveredou para a política ainda em seus tempos de faculdade, quando se filiou ao PT em 1983 e virou tesoureiro do Centro Acadêmico XI de Agosto, entidade dos estudantes do Largo São Francisco.
Chegou a trabalhar como analista de investimento no banco Unibanco, mas em 2001, quando Marta Suplicy assumiu a Prefeitura de São Paulo, se tornou subsecretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico da cidade.
Dois anos mais tarde, foi para Brasília trabalhar como assessor especial do Ministério do Planejamento e Finanças na gestão Guido Mantega (2003-2004). Enquanto estava no cargo, foi convidado por Tarso Genro, então ministro da Educação, para ser secretário-executivo, uma espécie de número dois na pasta.
Em 2005, Genro deixou o ministério para comandar a presidência do PT, em meio à crise do escândalo do Mensalão, e Haddad assumiu o ministério. No governo Dilma manteve-se no cargo, deixando de ocupá-lo em novembro de 2011, quando foi lançado candidato do PT na corrida municipal em São Paulo.
O segundo de três filhos, o petista tem origem libanesa e é filho de Khalid Haddad e Norma Thereza Goussain Haddad. Com cinco livros publicados, Haddad é casado há mais de 25 anos e é pai de dois filhos, Carolina e Frederico. Café com Leite Notícias, vídeo GGN.

Menina tem cérebro infestado por 100 ovos de verme “solitária” após comer frutas sem lavar e carne malcozida


ma menina de apenas oito anos, de Nova Déli, Índia, foi levada à emergência após desenvolver dores de cabeça incapacitantes e ataques epiléticos causados por uma infestação de ovos de tênia em seu cérebro.

 

Inicialmente diagnosticada com cistos cerebrais, ela foi tratada com uma dose alta de esteroides. No entanto, ao invés de curar os sintomas, a medicação fez com que ganhasse 20 quilos em cerca de seis meses, o que provocou também perda de fôlego constante e incapacidade de andar.

 

Os pais, desesperados, a levaram para um hospital diferente, em Gurgaon, onde exames revelaram que ela estava sofrendo de uma condição chamada neurocisticercose, uma infecção causada pela forma cística do verme Taenia solium.

 

Acredita-se que os ovos tenham viajado pela corrente sanguínea até o cérebro da criança, a partir do estômago. As causas prováveis foram apontadas como consumo de frutas e legumes não lavados ou carne de porco malcozida.

Após um tratamento para matar os mais de 100 ovos no cérebro, a menina se recuperou gradualmente e agora já é capaz de andar novamente. Ela também começou a perder o peso que ganhou pelo uso dos esteroides.

 

O que é a neurocisticercose?

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), trata-se de uma infestação parasitária causada por cistos larvais da tênia (Taenia solium). Quando entram no cérebro, podem levar a convulsões fatais.

 

A infeção é adquirida através do consumo de alimentos contaminados, incluindo carne de porco malcozida, bem como pelo consumo dos ovos microscópicos presentes nas fezes de uma pessoa com tênia intestinal que não lavam as mãos adequadamente após ir ao banheiro e contaminam a superfícies ou alimentos não cozidos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a neurocisticercose como uma das principais causas de epilepsia em adultos em todo o mundo. A prevenção da doença é feita através da lavagem adequada das mãos, enquanto que o tratamento geralmente envolve medicamentos para reduzir o inchaço no cérebro e matar o parasita.

Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]

Marcão de Clóvis se recupera e manda dizer que está voltando pra casa


Marcão com o seu deputado e amigo Bobô

 

O vereador de Maracás, conhecido como Marcão de Clóvis, que teve um probleminha de saúde, a ponto de ser transferido do hospital Álvaro Bezerra de Maracás para o Roberto Santos, em salvador, finalmente manda uma notícia que tranquiliza os maracaense e a ele mesmo. De acordo informações do vereador Marcão, depois de muitas visitas que ele recebeu tanto em Maracás como no Roberto santos em salvador, bem como ser bem tratado pela equipe médica, finalmente está se preparando pra voltar para a sua cidade e  abraçar a galera. O seu deputado estadual, o Bobô foi um dos que foi levar o seu abraço e encorajar o político maracaense, inclusive disse que ele tem muito a fazer em Maracás como vereador, e, quem sabe, até em cargos mais elevados. Quem esteve também visitando o vereador internado, foi o ex-secretário de Justiça da Bahia, Carlos Martins, agora candidato a deputado federal, onde em Maracás tem o apoio de Marcão.

Marcão com Carlos Martins, seu candidato a deputado federal

 

A informação de Marcão é de que foram muitas as pessoas que lhe visitaram, tanto de Maracás como de Salvador, onde ele não consegue sitar nomes, pois sabe que vai terminar esquecendo de pessoas. Marcão tem falado sempre que está ansioso para voltar às atividades, pois trabalhar para o povo é uma das coisas que ele gosta de fazer. Vale lembrar que o vereador tem conseguido muitas coisas para o povo de maracás, sempre através do seu deputados Bobô. Em conversa, ele disse que quando o seu candidato Carlos Martins for eleito, caso seja, ele certamente vai conseguir mais benefícios para o maracaense, sobretudo  o mais carente. Recentemente conseguiu 60 cisternas para a zona rural, mas já está querendo mais 100. Mas agora o que precisa mesmo é ele ter muita paciência e esperar a hora certa. Tem muita gente torcendo e orando pela sua recuperação o mais rápido possível. Pois mesmo depois de ter alta, é preciso muito repouso.

A equipe do Café com Leite Notícias lhe dá as boas vindas à sua terra natal e deseja melhoras e que tudo dê certo.

Consumidores podem pagar R$ 1,4 bilhão a mais para cobrir déficit do setor elétrico


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs nesta terça-feira (7) uma revisão no orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) de 2018. A revisão vai significar um custo de R$ 1,446 bilhão para os consumidores, que será destinado ao fundo do setor elétrico. O valor será repassado por meio da tarifa de energia, na conta de luz.

O fundo financia medidas como pagamento de indenizações a empresas; subsídio à conta de luz de famílias de baixa renda; e compra de parte do combustível usado pelas termelétricas que geram energia para a região Norte do país e para programas como o Luz Para Todos.

O aumento foi proposto depois que a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável por administrar o fundo, verificou que o orçamento da CDE de 2018 seria insuficiente para pagar todas as despesas.

A proposta da Aneel ainda passará por audiência pública entre os dias 8 e 28 de agosto, mas mesmo antes de ser efetivado o aumento da CDE já será repassado para as tarifas de energia que forem reajustadas a partir desta terça-feira. DCM

Alemã é condenada por alugar filho a pedófilos na internet


Mulher oferecia menino, que tinha 9 anos quando começou julgamento, para fins sexuais na dark web; um espanhol que abusou do menino foi condenado; outros cinco homens também respondem por abusos.Casal chocou a Alemanha ao vender criança para pedófilos (Foto: Thomas Kienzle / AFP)

Menino prodígio entra na universidade com 12 anos


Carlos Santamaria, 12 anos - Foto: UNAM

Carlos Santamaria, 12 anos – Foto: UNAM

Um menino de apenas 12 anos terá nesta segunda-feira, 06, seu primeiro dia de aula na universidade.

Carlos Santamaría, vai fazer o curso de Física Biomédica da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM).

Ele se tornou o estudante mais novo a ingressar na universidade mais importante do país.

Desde o segundo ano, Carlos queria mais das aulas.

Prodígio, ele achava o conteúdo oferecido na escola insuficiente para suprir a sua curiosidade.

Aos 8 anos, o menino começou a frequentar aulas na universidade e a participar de algumas pesquisas como ouvinte.

Agora, quatro anos depois, foi oficialmente aceito como estudante.

Momento histórico

Para a instituição — que já teve alguns estudantes de 15 anos, mas nunca de 12—, este é um momento histórico:

“Se abre um capítulo de inclusão na vida universitária”, afirma a UNAM em nota.

Na Faculdade de Ciência, onde Carlos estudará pelos próximos quatro anos, metade dos alunos inicia os estudos com idades entre 18 e 20 anos… e um quarto com mais de 26.

“A maior dificuldade para entrar na Universidade foi que os meus pais tiveram que convencer as pessoas a me deixarem fazer as provas do ensino médio e superior, porque elas diziam que com certeza se tratava de uma mentira”, disse Carlos, que acertou 105 das 120 questões do exame da Unam, sendo que a nota de corte para seu curso é 103.

Antes do curso de Física Biomédica, em 2016, Carlos já havia recebido um certificado em Química.

Por esta proeza, ele foi convidado para conhecer a Câmara dos Deputados mexicana e, quando perguntado se queria ser político quando crescesse, rapidamente respondeu: “Não, não quero ser como vocês, eu quero ser cientista”, conta o jornal La Jornada.

Com informações de Verne — El País.

Jovem é preso ao tentar embarcar, em Confins, após ingerir cápsulas com cocaína


Segundo a Polícia Federal, rapaz contou que ingeriu 100 cápsulas com substância que ele acreditava ser cocaína; suspeito tentava viajar para Lisboa.Imagem da tomografia feita no jovem preso ao tentar embarcar, em Confins, após ingerir cápsulas com cocaína (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Imagem da tomografia feita no jovem preso ao tentar embarcar, em Confins, após ingerir cápsulas com cocaína (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Um jovem de 20 anos foi preso em flagrante ao tentar embarcar no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, após ingerir cápsulas com cocaína. De acordo com Polícia Federal (PF), o rapaz contou que ingeriu 100 cápsulas com substância que ele acreditava ser cocaína.

A prisão ocorreu neste domingo (5), quando ele embarcava no terminal com destino a Lisboa, em Portugal. A corporação informou que descobriu a posse da droga durante fiscalização sobre o tráfico internacional de drogas.

Por haver risco de vida, o jovem, que é natural de Barcarena (PA), foi levado para um hospital, para que as cápsulas fossem retiradas. Um exame de tomografia foi feito, constatando a presença das cápsulas de cocaína. De acordo com a polícia, às 11h30 desta segunda-feira (6), ele seguia internado e tinha expelido 79 cápsulas.

A PF informou que o suspeito será encaminhado para a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, assim que todas as cápsulas sejam retiradas. Conforme a corporação, o rapaz pode cumprir até 15 anos de reclusão, caso seja condenado.

Jovem é preso ao tentar embarcar, em Confins, após ingerir cápsulas com cocaína (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Jovem é preso ao tentar embarcar, em Confins, após ingerir cápsulas com cocaína (Foto: Divulgação/Polícia Federal)