(77) 99152-6666

Luiz Bacci com MEDO, faz APELO: ”Estou sofrendo ameaças GRAVES e ninguém faz NADA”


O apresentador do Cidade Alerta, Luiz Bacci da TV Record está deixando sua marca no jornalismo brasileiro, pelo sua personalidade forte. Luiz Bacci cobra soluções de crimes das autoridades e não foi diferente com a morte de Rafael Miguel e seus pais, crime que acorreu há mais de 2 meses, mas a Polícia até hoje, não deu o parecer final do crime. A Polícia ainda não encontrou o autor dos disparos que ceifou as vidas de Rafael e seus pais, Paulo Cupertino Matias, o pai da namorada de Rafael.

Na última semana, Luiz Bacci voltou a falar sobre o crime e além de colocar á Polícia contra a parede diante da situação, Bacci disse ao vivo que está sendo ameaçado pelo irmão do assassino. Bacci ainda postou em suas redes sociais, deixando telespectadores e fãs bastante preocupados com a segurança do apresentador.

Revoltados, os seguidores de Bacci questionaram a Polícia sobre as ameaças e se isto também ficaria impune. ”Quem está acobertando a fuga?”, questionou o apresentador.

VEJA AQUI

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

“A cretinice não tem limites”, diz Orlando Silva sobre declaração de Bolsonaro de que ONGs queimam Amazônia


Marcelo Freixo também criticou: “Bolsonaro é um cínico. O objetivo do presidente é desqualificar e criminalizar órgãos e movimentos de preservação ambiental. Queimadas abrindo caminho à barbárie”

Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT

A declaração de Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (21), acusando organizações não governamentais (ONGs) de estarem por trás das queimadas na Amazônia provocou revolta nas redes sociais. Veja repercussão:

“A cretinice não tem limites. O cara passa décadas a incentivar todo o tipo de barbaridades, assume o governo e diz que vai autorizar uma nova Serra Pelada na Amazônia, que vai acabar com as terras indígenas demarcadas e ainda culpa os outros pelas consequências. Dá nojo!”, disse o deputado Orlando Silva (PCdoB).

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

“Bolsonaro é um cínico. Mas não dá pra atribuir apenas ao cinismo a declaração de que ONGs estão incendiando a Amazônia. O objetivo do presidente é desqualificar e criminalizar órgãos e movimentos de preservação ambiental. Queimadas abrindo caminho à barbárie”, tuitou o deputado Marcelo Freixo (PSOL).

“Globo News irresponsável. Exibir a fala estúpida de Bolsonaro sem nenhum jornalista para contrapor na hora é de uma irresponsabilidade gigantesca no exercício da profissão. Como esse ignorante DIZ QUE PODE SER AÇÃO DE ONGs o desmatamento e ninguém contesta. Cadê a prova? Patético”, destacou a deputada Jandira Feghali (PCdoB).

Veja também:  “The Guardian” chama Bolsonaro de “segundo Trump” e critica “retórica ofensiva” do brasileiro

“Bolsonaro é um mentiroso, mas não um mentiroso qualquer. Sua mentira alimenta destruição e morte. Precisamos interromper esse governo, antes que não reste mais nada: nem verdade, nem floresta. Quem realmente devasta são madeireiros, ruralistas, mineradoras!”, disse a deputada Talíria Petrone (PSOL).

Dinheiro

Bolsonaro disse o seguinte aos jornalistas, na manhã desta quarta: “O crime existe. Isso temos que fazer o possível para que não aumente, mas nós tiramos dinheiro de ONGs, 40% ia para ONGs. Não tem mais. De modo que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Então, pode, não estou afirmando, ter ação criminosa desses ongueiros para chamar atenção contra minha pessoa, contra o governo do Brasil”, afirmou, em entrevista ao deixar o Palácio da Alvorada.

Orlando Silva

@orlandosilva

A cretinice não tem limites. O cara passa décadas a incentivar todo o tipo de barbaridades, assume o governo e diz que vai autorizar uma nova Serra Pelada na Amazônia, que vai acabar com as terras indígenas demarcadas e ainda culpa os outros pelas consequências. Dá nojo! https://twitter.com/Estadao/status/1164170286922686464 

Estadão

@Estadao

“Pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses ‘ongueiros’ para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa”, diz Bolsonaro sobre queimadas na Amazônia http://bit.ly/31UA51c 

75 pessoas estão falando sobre isso

Marcelo Freixo

@MarceloFreixo

Bolsonaro é um cínico. Mas não dá pra atribuir apenas ao cinismo a declaração de que ONGs estão incendiando a Amazônia. O objetivo do presidente é desqualificar e criminalizar órgãos e movimentos de preservação ambiental. Queimadas abrindo caminho à barbárie.

887 pessoas estão falando sobre isso

Jandira Feghali

@jandira_feghali

Globo News irresponsável. Exibir a fala estúpida de Bolsonaro sem nenhum jornalista p/ contrapor na hora é de uma irresponsabilidade gigantesca no exercício da profissão. Como esse ignorante DIZ QUE PODE SER AÇÃO DE ONGs o desmatamento e ninguém contesta. Cadê a prova? Patético.

453 pessoas estão falando sobre isso

Talíria Petrone

@taliriapetrone

Bolsonaro é um mentiroso, mas não um mentiroso qualquer. Sua mentira alimenta destruição e morte. Precisamos interromper esse governo, antes que não reste mais nada: nem verdade, nem floresta. Quem realmente devasta são madereiros, ruralistas, mineradoras! https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/08/21/bolsonaro-diz-que-ongs-podem-estar-por-tras-de-queimadas-na-amazonia-para-chamar-atencao-contra-o-governo.ghtml 

Bruna Marquezine surge nua e fumando maconha em sua primeira protagonista no cinema


Resultado de imagem para foto de bruna marquezine
São Paulo – Bruna Marquezine se emocionou durante a exibição do seu primeiro filme como protagonista, no 47º festival de cinema de Gramado, nesta segunda-feira. Em “Vou Nadar Até Você”, a atriz interpreta a jovem fotógrafa Ophelia, de 20 anos, que decide nadar de Santos à Ubatuba, em São Paulo, quando descobre que o pai, um alemão que a abandonou antes dela nascer, está de volta ao Brasil.
Bruna comentou as cenas de nudez e disse que não houve motivo para ficar incomodada durante as gravações: Não são cenas gratuitas, fazem parte da história. Não foi uma preocupação. O foco era fazer arte, e o ambiente no set era de parceria e liberdade’, avaliou a jovem de 24 anos.
Alguns espectadores, no entanto, consideraram o cenário em que a atriz aparece nua, problemático. Durante o encontro da equipe com a imprensa, nesta terça, o diretor foi questionado sobre “fetichizar” e “objetificar” o corpo de Bruna (algo que não faz com os atores masculinos), em especial quando ela aparece sem roupa numa banheira e numa cama de hotel. O questionamento foi aplaudido.
“Talvez você não tenha entendido algumas coisas. São cenas naturais. A parte da banheira tem ligação com trabalhos que fiz nos anos 1990. Sempre trabalhei com a plasticidade dos corpos, inclusive de mulheres, e isso ficou bem representado pela Bruna”, rebateu o diretor Klaus Mitteldorf, que também é fotógrafo. ele destacou que os detalhes fazem parte de sua arte.Bruna comentou que a aventura pela qual passa sua personagem como uma jornada de autoconhecimento: “Sempre tive necessidade artística de fazer cinema, mas sempre emendei trabalhos na TV, não tinha tempo para me dedicar a um projeto com o qual me identificasse “, explica Bruna, cujo último trabalho foi na novela “Deus salve o rei”, da TV Globo . “Eu me encantei com a Ophelia. Não acho que escolhi fazer ela. Ela que me escolheu”. A atriz fez aulas de natação para o filme.

Enquanto isso: a Cracolândia pode se espalhar por São Paulo


Se aparece um administrador que pensa em tratar os dependentes como deve, logo é taxado de irresponsável e começam a o prejudicar politicamente, como já aconteceu. Mas, a tolice dos espertalhões, faz pensar que na truculência é mais fáscio, mas a estupidez não os deixa ver que o caos só aumenta apesar de parecer que está tudo se resolvendo
Foto da ONG Craco Resiste

 

A Prefeitura de São Paulo se prepara para fechar a última unidade de Atendimento Diário Emergencial (Atende) em funcionamento na região da Cracolândia. Os usuários do equipamento, situado na Rua Helvetia, o mais próximo do fluxo, estão sendo orientados a procurar outros locais.

No início de agosto, a prefeitura desativou o Atendimento que ficava na Rua dos Gusmões e, em junho, a havia desativado a unidade localizada na Rua Marechal Rondon. O encerramento dos serviços que oferecem banho, pernoite e alimentação faz parte do projeto de empurrar a população em situação vulnerável para longe da região.

Durante a inauguração das obras do hospital que será construído na área, o governador João Doria (PSDB) admitiu que pretende remover parte das pessoas para um novo espaço na zona norte de SP. O governador só finge ignorar que os serviços de atendimento foram instalados na Luz porque a população em situação de rua e com uso problemático de drogas vivia e frequentava o bairro e não o contrário.

Colocar os serviços em outro ponto da cidade não vai causar um deslocamento das pessoas. Por isso, se torna cada vez mais evidente a intenção do governo do estado e da prefeitura de fazer ações policiais violentas para espalhar e esconder a Cracolândia. Esse processo também prevê a expulsão da população pobre da região.

Para a construção do hospital, dezenas de pessoas foram despejadas. Pequenos comerciantes do bairro têm sofrido dura perseguição, com os estabelecimentos sendo emparedados. “Doria e Covas continuaram a usar as pessoas em situação vulnerável para destruir outros bairros. A Armênia, onde foram instalados os novos equipamentos de atendimento, parece ser o próximo alvo”, dizem os integrantes do movimento A Craco Resiste, um coletivo empenhado em auxiliar a população em vulnerabilidade na Cracolândia.

Luz

O equipamento que oferecia banho, refeições e pernoite na Rua dos Gusmões foi desmontado. No lugar, foi instalado um estacionamento para a Guarda Civil Metropolitana (GCM). Um símbolo de como a prefeitura trata as pessoas que dormem nas ruas e com uso abusivo de drogas – na pancada.

Uma parte do serviço que funcionava no mesmo local já havia sido desativada, deixando as pessoas sem serviços essenciais para manutenção de dignidade mínima. A medida faz parte de um esforço de expulsar as pessoas que formam a Cracolândia da Luz.

O desmonte dos serviços está acompanhando de uma violência constante, especialmente da GCM. No dia 8 de agosto, equipes de assistência social da prefeitura foram obrigadas a sair do território para dar espaço para mais uma ação truculenta da guarda. A finalização das obras dos últimos prédios do conjunto habitacional do Complexo Júlio Prestes aumenta o temor de uma grande operação policial, como as realizadas em 2017.

Iniciado no primeiro semestre de 2017, o programa Redenção, voltado especialmente ao resgate e tratamento dos dependentes químicos na região da Cracolândia, no bairro da Luz, apresenta como saldo, segundo a Prefeitura de São Paulo, a redução do número de usuários de drogas naquele local de 4 mil para 420 pessoas, durante o dia.

Amazônia: foto de tamanduá cego fugindo do fogo comove as redes


O fotógrafo Araquém Alcântara captou com sua lente a fuga de um tamanduá mirim cego que fugia do fogo na região amazônica. Araquém dá um depoimento comovente em seu perfil no Facebook, alertando para os riscos reais de a floresta ser devastada pela irresponsabilidade de um governo.

Café com Leite Notícias: Pois é Araquém: não é só você que se comove e se entristece com o que está acontecendo nem só com a Amazônia, mas com todo Brasil, com este atual governo. O pior de tudo é saber que todos estão vendo tudo isso acontecer, mas boa parte continua o chamando de mito, como se aprovasse o que ele faz e fala.

Se não acontecer uma mudança de postura no Parlamento, Senado, Judiciário, Polícia Federal e outros órgãos responsáveis pelo bom andamento em todas as esferas, pra que possam barrar as irresponsabilidades de um governo que quando abre a boca estremece o mundo, no sentido ficar estarrecido com o que ouve, o fim desse país, que apesar de ter potencial para ser uma das maiores potências do planeta terra, vai se tornar um pobre coitado com uma cuia nas mãos pedindo esmolas, que serão as migalhas que sobram dos EUA..

Ele de novo! Idoso conhecido por furtar ônibus é novamente preso, dessa vez em Dias D’Ávila


Medina
Crédito da Foto: leitor/Aratu On

Você já conhece Jorge Fernando Pereira da Silva, de 62 anos. Duvida? Ele é o idoso que ficou conhecido por roubar um ônibus na Estação Mussurunga e afirmar que o próximo alvo seria o helicóptero do Graer (Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia). Nesta quarta-feira (21/8), por volta das 5h, Jorge foi preso mais uma vez por roubar um terceiro ônibus, dessa vez em Dias D’Ávila.

Policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadial disseram ao Aratu On que uma guarnição do Posto Rodoviário da Canal de Tráfego foi acionada para atender à ocorrência de furto de veículo e o localizou na BA-528, conhecida como estrada do Derba.

Jorge foi capturado e apresentado, junto com o ônibus, na Delegacia de Dias D’Ávila, onde já tinha sido aberta ocorrência, para formalização da prisão. Com isso, o idoso acumula, agora, 21 passagens pela polícia.

Após o primeiro crime que ganhou repercussão, no início de agosto, o idoso já expulso de uma garagem localizada próxima à Rótula do Abacaxi, no Cabula, roubou outro ônibus, em Barra do Jacuípe, e foi preso novamente por furtar objetos da Delegacia de Camaçari.

PRIMEIRO CASO:

 

Deltan queria fazer marketing com monumento à Lava Jato, apontam mensagens


Reportagem dos jornalistas Felipe Bächtold, da Folha de S.Paulo e Paula Bianchi, de The Intercept Brasil informa que Deltan Dallagnol queria erguer um monumento à Operação Lava Jato, que condenou o presidente Lula, criminalizou a atividade política e destruiu a engenharia nacional

O procurador da república Deltan Dallagnol
O procurador da república Deltan Dallagnol (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

247 – Reportagem dos jornalistas Felipe Bächtold, da Folha de S.Paulo e Paula Bianchi, de The Intercept Brasil informa que Deltan Dallagnol queria erguer um monumento à Operação Lava Jato, que condenou o presidente Lula, criminalizou a atividade política e destruiu a engenharia nacional.

“Precisamos de estratégias de marketing. Marketing das reformas necessárias”, disse o procurador Deltan Dallagnol em grupo de conversa com colegas em maio de 2016  aponta a reportagem

Mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil indicam que Dallagnol alimentava a ideia de fazer um monumento à Lava Jato em Curitiba.

O projeto nunca foi concretizado, mas foi discutido por procuradores com a chefia do Ministério Público Federal no Paraná e até com o então juiz Sergio Moro.

O plano de Deltan era erguer uma escultura que simbolizasse a operação Lava Jato e suas ideias sobre projetos legislativos tramitando no Congresso “A minha primeira ideia é esta: Algo como dois pilares derrubados e um de pé, que deveriam sustentar uma base do país que está inclinada, derrubada. O pilar de pé simbolizando as instituições da justiça. Os dois derrubados simbolizando sistema político e sistema de justiça…”

O plano foi levado pelo procurador, que é chefe da força-tarefa, a Moro. Deltan esperava obter apoio do magistrado para colocar a peça na praça em frente à sede da Justiça Federal, que já virara local de atos em apoio à Lava Jato. Fonte 247.

Trinta anos depois de partir, Raul Seixas tem mensagens atuais


As mensagens de Raul Seixas ainda ecoam depois de 30 anos de sua morte, completados neste 21 de agosto. A música foi seu transporte, o que ajudou a massificá-lo, mas seu pensamento seria certamente combustível para se tornar best seller em publicações filosóficas .

A música de Raul teve seus méritos na história, sobretudo ao mostrar o quanto o discurso nordestino de Luiz Gonzaga andava de mãos dadas com o rock and roll, mas Raul estava preocupado sobretudo com a mensagem. Um exercício rápido mostra a força de um pensamento que, mesmo quando recorreu a inspirações ocultistas de Aleister Crowley, que poderiam acabar datados, estariam atuais 30 anos depois.

Assim dizia Raul, isolando algumas de suas melhores frases: “Antes de ler o livro que o guru lhe deu, você tem que escrever o seu”, “é chato chegar a um objetivo num instante”, “A coisa mais penosa do nosso tempo é que os tolos possuem convicção e os que possuem imaginação e raciocínio vivem cheios de dúvida e indecisão”, “A desobediência é uma virtude necessária à criatividade”, “Do materialismo ao espiritualismo, é uma simples questão de esperar esgotarem-se os limites do primeiro.”

Seu existencialismo rendia algo de melancólico. “Não sei por que nasci, pra querer ajudar a querer consertar o que não pode ser. Carpinteiro do universo inteiro eu sou”. “Eu perdi o meu medo da chuva. Pois a chuva, voltando pra terra, traz coisas do ar”, “Há homens que nascem póstumos”, “eu não preciso ler jornais, mentir sozinho eu sou capaz.” Mas lá vinha a beleza trazida pela outra parte do mesmo Raul equilibrando-se no amor, o que evitava que se tornasse um niilista apocalíptico. “Só há amor quando não existe nenhuma autoridade”, “O amor só dura em liberdade. O ciúme é só vaidade. Sofro, mas eu vou te libertar”, “Como as pedras imóveis na praia, eu fico ao teu lado, sem saber dos amores que a vida me trouxe e eu não pude viver”, “Hoje eu sei que ninguém nesse mundo é feliz tendo amado uma vez” e a bela “Diga o que você quer, se acaso não quiser, feliz eu serei seu nada, mas um nada de amor.”

Europa irritada: Declarações de Bolsonaro podem emperrar acordo com a União Europeia


As declarações e críticas infantis – e mentirosas – de Jair Bolsonaro à líderes e países europeus, como Alemanha e Noruega, estão emperrando a ratificação do acordo entre a União Europeia e Mercosul, assinado em junho e comemorado pelo governo brasileiro.

 

“Se vamos fazer uma política de confronto não estamos realmente servindo ao acordo”, disse nesta terça-feira (20) o novo embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, ressaltando que as declarações de Bolsonaro “não são positivas” e criam dificuldades para ratificação do acordo.

Ele ponderou, no entanto, que o bloco trabalha “mais com fatos do que com declarações”.

Ybáñez, que recebeu jornalistas ontem em sua residência oficial em Brasília, está há menos de um mês no Brasil e ainda não apresentou suas credenciais a Bolsonaro.

 

Paciente é agredido por Técnico de Enfermagem, dentro de UPA; VÍDEO


Paciente é agredido por Técnico de Enfermagem em UPA e vídeo provoca revolta; Caso aconteceu no Paraná DETALHES NO WWW.JEQUIEURGENTE.COMSIGA O INSTAGRAM DO JEQUIÉ URGENTE>>https://www.instagram.com/jequie_urgente/?hl=pt-br

Posted by Jequié Urgente on Monday, August 19, 2019

 

Um paciente foi agredido por um dos membros da equipe da UPA do Jardim do Sol, bairro de Londrina (Paraná), na noite deste domingo (18). O vídeo que circula na internet mostra o rapaz com um braço imobilizado levando um forte tapa no rosto de um homem com jaleco branco que reclama que o paciente teria invadido os consultórios médicos. Em seguida, a vítima é levada para dentro de uma sala e outras três pessoas entram: gritos e barulhos de possíveis novas agressões são escutados. Outras pessoas presentes abrem a porta para tentar evitar o espancamento.

Médicos escoceses receitam natureza e viagens pra curar pacientes


Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

A natureza tem tantos benefícios para a nossa saúde que os médicos escoceses já começaram a receitá-la oficialmente para curar pacientes.

Médicos da Escócia foram autorizados a prescrever “a natureza” para reduzir a pressão arterial, ansiedade e aumentar a felicidade de pessoas com diabetes, doença mental, estresse, doenças cardíacas…

As prescrições incluem uma viagem ou ficar em contato com a natureza. E eles usam estudos científicos  que comprovam os benefícios que isso provoca na saúde mental e física.

Se você passar 90 minutos do seu dia ao ar livre em uma área cheia de árvores a parte do cérebro que está associada à depressão terá uma diminuição na atividade.

Passar parte do tempo na natureza ajuda a reduzir a pressão arterial, diminuir a ansiedade e aumentar a felicidade.

O contato com o verde também reduz o comportamento violento e os sintomas do TDAH – transtorno do déficit de atenção e hiperatividade.

Ir a um parque, por exemplo, pode ajudar ainda a melhorar o controle da dor e o sistema imunológico.

Por isso o sistema de saúde escocês decidiu prescrever a natureza aos pacientes, para combater as doenças provocadas por maus hábitos e a rotina estressante das grandes cidades.

Com informações do Nation

Helicóptero da PRF colide com placa ao tentar pousar em Eunápolis


Três pessoas estavam a bordo da aeronave e não ficaram feridas

[Helicóptero da PRF colide com placa ao tentar pousar em Eunápolis]
Foto : Reprodução / Facebook

Um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) colidiu com uma placa ao tentar pousar no pátio da PRF, no km 720, da BR-101, em Eunápolis, no Sul da Bahia, na tarde desta terça-feira (20). Três pessoas estavam a bordo da aeronave e não ficaram feridas.

À imprensa local, a titular da 9ª Delegacia da PRF, inspetora Leila Cardoso, informou que, inicialmente, descartou algum problema técnico. Segundo ela, o piloto relatou que tentava fazer um pouso técnico, quando uma das hélices bateu na placa. As causas do acidente serão investigadas.

Segundo a PRF, a aeronave foi usada na Operação Lábaro, deflagrada em todo o Brasil. A área foi isolada e aeronave deve passar por perícia. Os esquis de pouso e o cone de cauda ficaram parcialmente destruídos.

 

Topei jogar esse jogo, diz Frota sobre fake-news em favor de Bolsonaro na campanha


A verdade é que a campanha do atual presidente foi baseada em matérias inexistentes, ou seja: matérias mentirosas que invadiram os celulares e assim o deputado de 27 anos, que apesar de não ter projetos dele durante esse período, terminou virando presidente. O que? não foi fake news? então cadê os kits gays tão falados? Foram milhões de fake e o Brasil continua aceitando essas mentiras até hoje.

Talvez, o Frota, por mais mal falado que seja, dentre outras coisas estão o fato dele ter acompanhado o Bolsonaro e ter sido artista pornô, não aguentou mais tanta ilegalidade e saiu fora. Até aqui Café com Leite Notícias.

Dep. Alexandre Frota

Expulso do PSL, partido de Jair Bolsonaro, o deputado federal Alexandre Frota, recém-filiado ao PSDB do governador de São Paulo, João Doria, afirmou nesta segunda-feira (19) ao programa Roda Viva, da TV Cultura, que “sabia que tinha fake news, sabia que tinha todo esse jogo” na campanha eleitoral do ano passado.

“Não acho normal, mas faz parte do jogo”, disse o parlamentar. “É um jogo sujo”, disse. “Topei jogar esse jogo, tanto topei que estou aqui.”

Frota disse, no entanto, que nunca presenciou distribuição de notícias falsas durante a campanha de Bolsonaro à Presidência. Disse que fez sua campanha sozinho.

No ano passado houve uma campanha ilegal contra o então presidenciável do PT, Fernando Haddad, financiada por empresas e que se baseou na divulgação de fake-news (notícias falsas) no WhatsApp para prejudicá-lo, conforme denunciou uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a matéria, cada contrato chega a R$ 12 milhões e, entre as empresas compradoras, está a Havan.

Com informação do 247.

 

Apostador de Amargosa fatura R$ 441 mil na Lotofácil


Um morador de Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, faturou 441 mil reais na lotofácil.

 

O sorteio ocorreu na sexta-feira (16), e cinco pessoas acertaram as 15 dezenas, sendo elas: 03-04-05-06-08-11-13-14-15-16-17-18-20-22-24.Leia também: Aposta feita em Jiquiriçá fatura R$ 1,8 milhão na Dia de Sorte

As apostas vencedoras do concurso 1854 foram feitas em Amargosa (BA), Aquidabã (SE), Mamanguape (PB), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

A identidade do ganhador não é revelada pela Caixa Econômica Federal, o que faz a curiosidade dos amargosenses crescer.

 

Conheça as profissões do futuro e as atividades que podem desaparecer


Estudo recente da UNB mostra que boa parte das ocupações serão transformadas ou mesmo extintas para dar lugar a dispositivos dotados de IA — Foto: Deposit Photos

Estudo recente da UNB mostra que boa parte das ocupações serão transformadas ou mesmo extintas para dar lugar a dispositivos dotados de IA — Foto: Deposit Photos

Para quem sempre está reclamando que o trabalho é repetitivo, que executa muitas tarefas manuais e usa pouco sua criatividade, cuidado: seu posto de trabalho pode estar com os dias contados. Dentro de alguns anos, robôs ou dispositivos de Inteligência Artificial (IA)devem substituir algumas funções.

Um estudo recente da Universidade de Brasília (UnB) sobre o avanço da tecnologia no mercado de trabalho brasileiro mostra que boa parte das ocupações conhecidas serão radicalmente transformadas, ou mesmo extintas, para dar lugar a dispositivos dotados de IA. A notícia boa é que outras profissões serão criadas e algumas, mantidas com adaptações.

Para levantar os dados, o Laboratório de Aprendizado de Máquina em Finanças e Organizações (Lamfo), da UnB, avaliou 2.062 ocupações. O levantamento concluiu que 25 milhões de empregos (ou 54% do total) estão alocados em funções com probabilidade alta (de 60% a 80%) ou muito alta (80%) de automação. Sobreviverá por mais tempo o que depender de empatia, cuidado ou interpretação subjetiva, como assistentes sociais, babás e psicanalistas.

Com apenas variações de velocidade, as máquinas vão seguir otimizando produções e substituindo profissionais, mesmo qualificados, mas que vão se tonando obsoletos. Há pouco tempo, a automação eliminava atividades de baixa qualificação. O que há de novo é que robôs dotados de inteligência podem substituir ao menos parte das funções exercidas por advogados, engenheiros e médicos.

Um exemplo: em Cingapura, o hospital Mount Elizabeth Novena adotou “enfermeiras-robôs” para monitorar os sistemas vitais dos pacientes em sua unidade de terapia intensiva. Outro: 13 tribunais de Justiça no Brasil, entre eles o Supremo Tribunal Federal (STF), instalaram IA para reduzir o volume de trabalho. No TJ do Rio Grande do Norte, o robô “Clara” lê documentos, sugere tarefas e até recomenda decisões.

No Brasil e no mundo

A ameaça a alguns empregos representada pela robotização é um fenômeno mundial. Relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) chamado “O Futuro do Trabalho” estima que 14% dos empregos entre os 36 países que formam o bloco têm alta probabilidade (70%) de automação. Outros 32% serão “radicalmente transformados” e têm de 50% a 70% de chances de serem robotizados.

Um outro estudo, do McKinsey Global Institute, mostra que essas mudanças vão ganhar intensidade rapidamente, e a tecnologia vai afetar as carreiras de 25% dos profissionais até 2030. De acordo com o levantamento, operadores de maquinário devem perder 40% das vagas.

Por outro lado, os novos postos de trabalho para humanos devem ser mais produtivos, pagar melhor e trazer mais satisfação ao trabalhador. Mas, para ocupar uma dessas vagas, os profissionais devem adquirir habilidades técnicas de bom relacionamento com a tecnologia. E os contratantes devem exigir mais habilidades cognitivas, como pensamento crítico e interação interpessoal.

No Brasil, o cenário é particularmente desafiador para o trabalhador, que, além de enfrentar a economia estagnada depois da pior recessão da história do país, ainda corre o risco de se ver obsoleto daqui a não muito tempo.

Profissões do futuro

Nessa nova onda de transformação, o mercado de trabalho caminha para a era da convergência entre mundo físico e virtual. As profissões que estão surgindo são as que vão alavancar ou ajudar a construir essas ideias.

O ser humano não vai competir com as máquinas ou ser substituído totalmente pelos robôs. Muito pelo contrário. Habilidades tipicamente humanas, como criatividade, comunicação, colaboração (criação de comunidades e conexões) vão se tornar essenciais para os profissionais, independentemente da área de atuação.

Antes de mostrar as profissões abertas por esse futuro, vale a pena dar uma passada em algumas que ganharam força nesse mundo cheio de conexões. É crescente a demanda por antropólogos, etnógrafos e psicólogos para entender como as pessoas estão se comportando ante o avanço das tecnologias.

Por exemplo, as empresas que desenvolvem carros autônomos contratam antropólogos e psicólogos para entender como as pessoas reagem dentro de um carro desses.

Agora, sim, vamos às dez profissões:

Compliance de algoritmos de inteligência artificial

A inteligência artificial está a cada dia tomando mais decisões pelas pessoas. Em algum momento, podem ocorrer falhas e danos. Nessas horas, alguém precisa olhar para a questão do ponto de vista jurídico e definir qual foi o racional por trás de uma decisão da máquina, ou seja, os aspectos éticos, morais e legais.

Engenheiro de holograma ou realidade mista

Em novembro do ano passado, o Imperal Colege de Londres ministrou sua primeira aula por meio de holograma. Para este ano, estão previstos diversos shows usando esse tipo de tecnologia. Consequentemente, tende a crescer a procura por profissionais capazes de desenvolver sistemas e apresentações que utilizem hologramas, como ocorreu (e ainda ocorre) com os cientistas de dados.

Engenheiro de tráfego multidimensional

O espaço aéreo já é dominado por aviões e helicópteros. Ate aí, nada de novo. Mas como será daqui a alguns anos, com o avanço de drones ou mesmo carros projetados para voar? Nos Estados Unidos, empresas começaram a testar drones para transportar amostras de sangue ou fazer entregas, por exemplo. Profissionais capazes de organizar essa frota aérea vão ser cada vez mais demandados.

Designer/arquiteto de realidade virtual

As soluções que utilizam realidade virtual têm aumentado. Os videogames já proporcionam essa experiência. Mas a tendência é que outras áreas adotem a tecnologia. Daí surgirá a necessidade de profissionais especializados em projetar e criar os ambientes de realidade virtual. E não deve demorar a chegar o dia em que um profissional de marketing precisará ter especialização nessa área.

Personal trainer/nutricionista de dados pessoais

Assim como as pessoas convivem com os excessos da alimentação, também há o excesso de compartilhamento de dados. Por conta disso, surgirão profissionais que farão o papel de coaches em determinar para quais mídias, softwares, aplicativos e redes sociais cada pessoa deve direcionar maior ou menor atenção.

Psicólogo/psiquiatra especialista em transtornos digitais

Mais de dois terços dos brasileiros têm smartphones e gastam, em média, nove horas na internet todos os dias, conforme o relatório Brazil Digital Report, divulgado nesse mês pela McKinsey. Com as pessoas cada vez mais viciadas em tecnologia, a capacidade de concentração passa a ficar menor. Isso fará com que os profissionais da área de psicologia e medicina se inovem para poder auxiliar nesse tipo de transtorno.

Assessor de privacidade

Com a quantidade imensa de dados e informações circulando por notebooks, smartphones e outros dispositivos, a tendência é que surja um profissional para ajudar a lidar com toda essa exposição no ambiente on-line. O assessor de privacidade vai entender quais dados estão expostos ou como evitar mostrar demais. E isso vale tanto para pessoas físicas quanto empresas.

Detetive de dados

Assim como hoje existem cientistas, arquitetos e analistas de dados, no futuro próximo haverá o detetive de dados. Teremos tanta informação que será necessário investigar os dados. É o profissional que vai realizar esse trabalho de investigação mais profunda.

Advogados especializados em digital

Apesar de o direito digital já existir, a previsão é que a área ganhe ainda mais força no futuro. Isso porque o aumento no volume de dados tem um lado negativo: o crescimento dos ataques por hackers. Com disputas de transações feitas de forma digital, é natural que os advogados também tenham que intervir mediando e julgando as relações entre pessoas e empresas.

Engenheiro genético

Essa já é uma área bastante regulamentada e com uma série de restrições. E os especialistas apontam que a tendência é o surgimento de profissões ligadas à genética.

Carreiras em perigo

Assim como o futuro do trabalho prevê o surgimento de profissões, outras carreiras podem simplesmente desaparecer ou ganhar novos contornos com o avanço da tecnologia. Estão ameaçadas atividades que exigem competências como trabalho repetitivo, coleta e processamento manual, concordam especialistas em carreira e inovação.

Entre os profissionais com os dias contados estão funcionários em fábricas de maneira geral, contadores, atendentes, operadores de call center, caixas de supermercados e outros tipos de estabelecimentos comerciais.

Pessoas que trabalham recebendo dinheiro em bancos também vão sumir. Mesmo o caminhoneiro, na esteira dos veículos autônomos, tende a perder espaço.

É possível que exista risco de diminuição de profissões ligadas a atividades de manutenção, como mão de obra em fábricas. Também estão na berlinda os guias de museus, ameaçados por tutores virtuais.

Em contrapartida, empregos que lidam com imprevisibilidade têm chance pequena de desaparecer. É o caso de bombeiros, cuidadores de idosos ou profissionais da saúde. Os computadores podem elaborar diagnósticos, mas a capacidade de análise do médico e a empatia são competências difíceis de substituir, assim como o tato humano.

A reinvenção vai ser algo fundamental para a maioria das carreiras, incluindo atividades tradicionais, como advogados, professores, corretores de seguros e médicos. A tendência é que profissões que requerem criatividade, resiliência e pensamento crítico ganhem mais força.

Confira agora cinco profissões seriamente ameaçadas de extinção pelo avanço tecnológico:

Cartorário

Os registros começam a ser feitos por meio da tecnologia blockchain, e o Brasil já passou a ter jurisprudência a esse respeito. A tendência natural é que essa profissão desapareça não mais no longo prazo, mas no médio prazo.

Copiloto de avião

Hoje, piloto e copiloto são redundantes. A tendência é caminhar para ter apenas um profissional na cabine. Há até empresas fazendo testes com aviões autônomos, ou seja, sem piloto. O ato de pilotar também está se tornando automático, e o profissional só será indispensável por alguns minutos, durante a decolagem e aterrissagem.

Engenheiro calculista (civil, elétrico, mecânico, etc.)

Toda a tarefa de cálculos, sejam estruturais ou de sistemas elétricos, é algo que está deixando de fazer sentido em razão do uso cada vez maior de softwares específicos que conseguem prever uma série de variáveis.

Profissionais de estoques/inventários

Os estoques estão se tornando robotizados e automatizados, a exemplo do que a Amazon tem feito. Uma fabricante chinesa passou a vender, neste ano, 100 mil robôs para atuar em estoques e armazéns. No Vale do Silício foi demonstrado um robô estoquista que acompanha todo o inventário.

Gestor de compras

Esse profissional, que passa o dia fazendo inúmeras cotações, também está desaparecendo. O que estamos vendo agora é a integração entre empresas, ou seja, uma conexão digital entre quem tem a demanda e quem possui a oferta. O processo de decisão em relação aos melhores fornecedores, portanto, passa a ser cada vez mais digital, com o uso de softwares especializados.

Quer acessar uma plataforma completa, para investir com facilidade e custos zerados, a partir de R$100? Crie sua conta gratuita agora!