Dilma pretende voltar com mais força


Resultado de imagem para foto de dilma
Resumo de uma informação:- Em entrevista coletiva concedida no Palácio da Alvorada, ao lado do ex-presidente Lula, de vários ex-ministros e líderes de movimentos sociais, logo após ter sido afastada definitivamente da presidência da República, Dilma Rousseff fez um de seus discursos mais incisivos contra o golpe e contra o governo do presidente interino, Michel Temer.
A decisão do Senado, segundo ela, “entra para a História das grandes injustiças”. “Senadores decidiram rasgar a Constituição. Condenaram uma inocente e consumaram um golpe parlamentar”, afirmou, sobre políticos que “buscam o poder desesperadamente” sem seguir o caminho do “voto direto, como fizemos Lula e eu”.
“A história será implacável com eles”, declarou, em referência aos artífices do golpe. Ela foi enfática quanto à continuação da luta contra a perda de direitos dos trabalhadores e para “construir um Brasil melhor”. “Haverá contra eles a mais determinada oposição que um governo golpista pode sofrer”, prometeu Dilma Rousseff.
“Nada poderá nos fazer recuar”, assegurou. “Não direi adeus a vocês, tenho certeza que poderei dizer ‘até daqui a pouco'”, acrescentou. “Nós voltaremos. Voltaremos para continuar nossa jornada rumo a um Brasil onde o povo é soberano”, prometeu Dilma ainda. “Eu, a partir de agora, lutarei incansavelmente para construir um Brasil melhor”, concluiu.

LEIA  MAIS

Ao cumprimentar o ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva, cumprimento todos os senadoras e senadores, deputadas e deputados, presidentes de partido, as lideranças dos movimentos sociais. Mulheres e homens de meu País.
Hoje, o Senado Federal tomou uma decisão que entra para a história das grandes injustiças. Os senadores que votaram pelo impeachment escolheram rasgar a Constituição Federal. Decidiram pela interrupção do mandato de uma Presidenta que não cometeu crime de responsabilidade. Condenaram uma inocente e consumaram um golpe parlamentar.
Com a aprovação do meu afastamento definitivo, políticos que buscam desesperadamente escapar do braço da Justiça tomarão o poder unidos aos derrotados nas últimas quatro eleições. Não ascendem ao governo pelo voto direto, como eu e Lula fizemos em 2002, 2006, 2010 e 2014. Apropriam-se do poder por meio de um golpe de Estado.
É o segundo golpe de estado que enfrento na vida. O primeiro, o golpe militar, apoiado na truculência das armas, da repressão e da tortura, me atingiu quando era uma jovem militante. O segundo, o golpe parlamentar desfechado hoje por meio de uma farsa jurídica, me derruba do cargo para o qual fui eleita pelo povo.
É uma inequívoca eleição indireta, em que 61 senadores substituem a vontade expressa por 54,5 milhões de votos. É uma fraude, contra a qual ainda vamos recorrer em todas as instâncias possíveis.
Causa espanto que a maior ação contra a corrupção da nossa história, propiciada por ações desenvolvidas e leis criadas a partir de 2003 e aprofundadas em meu governo, leve justamente ao poder um grupo de corruptos investigados.
O projeto nacional progressista, inclusivo e democrático que represento está sendo interrompido por uma poderosa força conservadora e reacionária, com o apoio de uma imprensa facciosa e venal. Vão cazpturar as instituições do Estado para colocá-las a serviço do mais radical liberalismo econômico e do retrocesso social.
Acabam de derrubar a primeira mulher presidenta do Brasil, sem que haja qualquer justificativa constitucional para este impeachment.
Mas o golpe não foi cometido apenas contra mim e contra o meu partido. Isto foi apenas o começo. O golpe vai atingir indistintamente qualquer organização política progressista e democrática.
O golpe é contra os movimentos sociais e sindicais e contra os que lutam por direitos em todas as suas acepções: direito ao trabalho e à proteção de leis trabalhistas; direito a uma aposentadoria justa; direito à moradia e à terra; direito à educação, à saúde e à cultura; direito aos jovens de protagonizarem sua história; direitos dos negros, dos indígenas, da população LGBT, das mulheres; direito de se manifestar sem ser reprimido.
O golpe é contra o povo e contra a Nação. O golpe é misógino. O golpe é homofóbico. O golpe é racista. É a imposição da cultura da intolerância, do preconceito, da violência.
Peço às brasileiras e aos brasileiros que me ouçam. Falo aos mais de 54 milhões que votaram em mim em 2014. Falo aos 110 milhões que avalizaram a eleição direta como forma de escolha dos presidentes.
Falo principalmente aos brasileiros que, durante meu governo, superaram a miséria, realizaram o sonho da casa própria, começaram a receber atendimento médico, entraram na universidade e deixaram de ser invisíveis aos olhos da Nação, passando a ter direitos que sempre lhes foram negados.
A descrença e a mágoa que nos atingem em momentos como esse são péssimas conselheiras. Não desistam da luta.
Ouçam bem: eles pensam que nos venceram, mas estão enganados. Sei que todos vamos lutar. Haverá contra eles a mais firme, incansável e enérgica oposição que um governo golpista pode sofrer.
Quando o Presidente Lula foi eleito pela primeira vez, em 2003, chegamos ao governo cantando juntos que ninguém devia ter medo de ser feliz. Por mais de 13 anos, realizamos com sucesso um projeto que promoveu a maior inclusão social e redução de desigualdades da história de nosso País.
Esta história não acaba assim. Estou certa que a interrupção deste processo pelo golpe de estado não é definitiva. Nós voltaremos. Voltaremos para continuar nossa jornada rumo a um Brasil em que o povo é soberano.
Espero que saibamos nos unir em defesa de causas comuns a todos os progressistas, independentemente de filiação partidária ou posição política. Proponho que lutemos, todos juntos, contra o retrocesso, contra a agenda conservadora, contra a extinção de direitos, pela soberania nacional e pelo restabelecimento pleno da democracia.
Saio da Presidência como entrei: sem ter incorrido em qualquer ato ilícito; sem ter traído qualquer de meus compromissos; com dignidade e carregando no peito o mesmo amor e admiração pelas brasileiras e brasileiros e a mesma vontade de continuar lutando pelo Brasil.
Eu vivi a minha verdade. Dei o melhor de minha capacidade. Não fugi de minhas responsabilidades. Me emocionei com o sofrimento humano, me comovi na luta contra a miséria e a fome, combati a desigualdade.
Travei bons combates. Perdi alguns, venci muitos e, neste momento, me inspiro em Darcy Ribeiro para dizer: não gostaria de estar no lugar dos que se julgam vencedores. A história será implacável com eles.
Às mulheres brasileiras, que me cobriram de flores e de carinho, peço que acreditem que vocês podem. As futuras gerações de brasileiras saberão que, na primeira vez que uma mulher assumiu a Presidência do Brasil, a machismo e a misoginia mostraram suas feias faces. Abrimos um caminho de mão única em direção à igualdade de gênero. Nada nos fará recuar.
Neste momento, não direi adeus a vocês. Tenho certeza de que posso dizer “até daqui a pouco”.
Encerro compartilhando com vocês um belíssimo alento do poeta russo Maiakovski:
“Não estamos alegres, é certo,
Mas também por que razão haveríamos de ficar tristes?
O mar da história é agitado
As ameaças e as guerras, haveremos de atravessá-las,
Rompê-las ao meio,
Cortando-as como uma quilha corta.
Um carinhoso abraço a todo povo brasileiro, que compartilha comigo a crença na democracia e o sonho da justiça”,  Dilma.
Blog
Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Planaltino tremeu com Rome, Mita e Lícia


DSCN7240

A estimativa foi de 4 mil pessoas na praça

Rome e Mita fizeram do que seria uma pequena reunião para muitos que torcem para isso, se transformou em um mega comício, onde as ruas da cidade ficaram tomadas de carros da sede e zona rural. Isso aconteceu no começo da noite do dia 29 de Agosto de 2016. Data bem marcada, porque certamente vai ficar na memoria e na história de Planaltino como o dia em que a praça recebeu o maior número de pessoas em todos os tempos. Foram muitos abraços, muitos gritos de alegria e muitas lágrimas de emoção. Quando o povo se aglomerou no espaço que fica na rua larga no centro da cidade,de cima do palanque as vistas não conseguiam alcançar ate onde estava a o povo. Foi realmente um evento que emocionaria até quem não tem coração.

DSCN7261

Doutora Lícia , Mita e Rome saudando o povo

 

Os primeiros a falar foram os vereadores, uns falavam mais calmos e outros mais acoitados, mas na verdade é que todos foram aplaudidos. A candidata conhecida carinhosamente por Tita, foi a única da ala feminina que estava como candidata a vereadora. Tita falou forte, mostrou garra e assegurou que vai trabalhar ao lado de Rome, para contribuir pelo bem de todos. Outros vereadores também falaram. O mais velho da ala masculina, Raimundo Luciano, considerado “o pai da garotada que aprendeu a jogar bola”, se emocionou ao falar sobre as crianças que precisam de cuidados para não se perderem nesse mundo perverso. Raimundo já vem tentando uma vaga na câmara há mais de uma eleição, tem batido na trave, mas agora é hora daquele que ainda não firmou compromisso com seu voto, dar um voto, até porque trata-se de uma pessoa que merece e que tem planos e sonhos para uma Planaltino melhor.

DSCN7258

Tita almeja uma vaga na câmara e tem o apoio de uma forte liderança, que é Lícia Freire

Quem estava no palanque também foi a Doutora Lícia, como é chamada, por ser considerada uma das mais gabaritadas pediatras do Brasil. Vale lembrar que Lícia já foi prefeita por duas gestões em Planaltino, onde deixou muitos serviços prestados e segue prestando serviços até hoje e quando Deus permitir, principalmente na área de saúde. Não é atoa que muita gente sempre comenta: “essa doutora já salvou muita gente da morte nesse Planaltino”. Mas continuando a falar de Lícia Freire de Andrade, sem sombras de dúvida ela entrou pro pequeno grupo de grandes líderes que já passaram por Planaltino, como os saudosos Lauro Ribeiro de Novaes, Celino José Fontes e outros. Na sua breve fala ela lembrou de como encontrou a prefeitura quando tomou posse a primeira vez, lembrou de alguns desmandos do passado e das perseguições que sofreu durante um bom tempo, porém, como ela nunca recuou de lutas, principalmente quando essa luta envolve melhor qualidade de vida para o povo, sobretudo os mais precisos, ela foi em frente com o seu objetivo, Deus no coração e o povo lhe apoiando. Com essa luta da ex-prefeita e grande liderança política da cidade, Planaltino ganhou muito. Com palavras de apoio a Rome, por enxergar ser o melhor para Planaltino, inclusive o seu esposo é o candidato na chapa de vice prefeito, Lícia disse que pelo amor a sua profissão, que é a medicina, ela abriu mão da sua candidatura para apoiar Rome, por saber que um gestor ou uma gestora que tem compromisso com o seu povo, não lhe sobra tempo para cuidar em outros interesses e que por isso ela optou por apoiar Rome e Mita, para poder seguir trabalhando como médica tempo integral.

unnamed

Rome com Reivaldo fagundes ex-prefeito de Lajedo, Mita e Doutora Lícia

Outra grande figura no cenário político e como cidadão, que estava lá representando o deputado Euclides Fernandes, foi o Lajedense Reivaldo Fagundes, que além de trazer as recomendações de Euclides, que não pode estar presente, falou também em favor de Rome. Reivaldo relembrou as velhas lutas dele e Lícia, para trazer os benefícios para Lajedo e Planaltino quando ambos administravam as cidades, onde falou que para ser um bom prefeito tem que trabalhar muito, tem que não medir esforços para ir até aonde está a fonte, que, apesar da crise brasileira, quem insiste termina conseguindo.

O candidato na chapa de vice prefeito, Mita, como é conhecido, apesar de ainda baqueado, por ter submetido a uma cirurgia recentemente, conseguiu falar forte e em bom som para uma praça repleta, onde assegurava que na prefeitura um vice tem que trabalhar assim como um prefeito também tem que trabalhar. Mita disse que o povo não vai se decepcionar, pois ele sempre conversa com Rome e ambos já sabem do compromisso de cada um. Mita pediu desculpas por não poder se alongar, pois não podia forçar muito a cirurgia que ainda estava recente, onde foi muito aplaudido pela multidão.

DSCN7277

Emocionado Rome fala para milhares de pessoas

O locutor anunciou o nome dele e o povo o aplaudiu. Foi uma das mais lindas cenas já vistas em Planaltino. Como diziam muitos que estavam sobre o palanque, “faz muito tempo que não se vê tanta gente numa concentração. O ex-prefeito de Lajedo, Reivaldo Fagundes, que está acostumado com grandes encontros de pessoas em comícios, fez um sinal em gestos, como se dissesse, “esse candidato tá bem na finta, pois a praça tem muita gente”. Rome fez uma pausa, olhou a multidão, respirou e pensou: “é muita responsabilidade, mas eu não vou decepcionar ninguém”. A prova que ele pensou exatamente isto, é que no começo da sua fala ele já dizia que não vai decepcionar ninguém, que dará o seu suor em prol do povo. “gente boa de Planaltino, eu não entrei nessa campanha pra brincar! Entrei com responsabilidade e vou administrar com responsabilidade. Estou cercado de pessoas boas e sei que todos vão me ajudar, como o meu vice e a doutora Lícia que tem muitos serviços prestados nessa terra. Fico muito feliz e emocionado ao ver uma quantidade tão grande de gente reunida, numa noite fria sem ninguém arredar o pé da praça. Que maravilha isso”, dizia Rome demonstrando muita emoção. Vale lembrar que Rome é filho da terra e de família renomada na cidade, pai  já falecido, perdeu um irmão recentemente, mas tem uma mãe, a qual é a grande matriarca e soube muito bem educar os filhos. Dona Ieda do Cartório, como ficou conhecida carinhosamente por todos, Mulher de fibra e que ficou viúva com os filhos ainda pequenos, mas olhou pra Deus e soube cria-los muito bem. Rome trabalhou por mais de 24 anos na EBAL (Cesta do Povo) hoje extinta. Duas décadas e meia trabalhando numa única empresa do Estado, prova que há competência. Mas voltando aos discursos para cerca de 4 mil pessoas na praça, essa foi a estimativa de quem está acostumado com concentrações de pessoas por metros quadrados, Rome falou de como pretende governar, que é sem trégua e sem corpo mole. O candidato já havia falado ao blog e jornal Café com Leite, anteriormente, onde disse que está consciente de que ser prefeito de uma cidade pobre, em épocas difíceis, não se trata de status e vaidade, mas sim muito trabalho e noites sem dormir, mas que ele está preparado. No final Rome, já com a voz rouca, repetiu o que disse no começo da sua fala: “vou derramar muito suor em prol de uma qualidade de vida melhor pra cada um de vocês. Não tenham medo de serem decepcionados, pois eu quero ganhar as eleições, se assim Deus permitir, é pra trabalhar incansavelmente”. Assim finalizou o candidato Rome.

O que chamou mais a atenção da reportagem do Café com Leite, foi que, apesar do frio intenso e das horas já estarem seguindo para altas horas, o povo permaneceu ali esperando a vez de falar o candidato a prefeito. Como todos seguem o protocolo, o candidato a prefeito sempre é o último a falar. A equipe deste blog parabeniza o candidato Rome, o seu vice Mita, à Doutora Lícia e a todos os candidatos a vereadores que ali chegaram e pronunciaram as suas palavras.

Dilma respondeu todas as perguntas, demonstrou segurança e deixou muitos senadores desequilibrados


Brasilia - Presidenta Dilma Rousseff recebe o presidente da Ucr‰nia, Viktor Yanukovitch

A presidenta da República Brasileira, afastada, Dilma Rousseff, iniciou a sabatina de perguntas na segunda feira e foi até tarde da noite respondendo todas as perguntas que lhes foram dirigidas, onde afirmava e reafirmava que não houve crime de responsabilidade, onde assegurava com palavras firmes que é golpe sim e que é algo no mínimo estarrecedor, não só para o Brasil, mas para o mundo. A programação foi transmitida através da TV Senado, o que não foi possível uma maior quantidade de telespectadores assistirem uma das mais importantes programações, pois o que está em jogo o futuro do país e dos seus habitantes. A verdade é que muitos senadores acreditavam que a presidenta ia titubear com as perguntas, mas, no entanto, muitos se envergonharam.

Na TV  convencional, principalmente a de mais audiência, passou na hora dos telejornais, os momentos em que eram feitas as perguntas que dava um parecer que realmente teve crime de responsabilidade e que merecia  o impeachment, mas não mostravam as respostas firmes de Dilma. Fizeram montagem nas perguntas e nas respostas e mandaram para o povo. Vamos esperar para o desfecho final que será no final deste dia de quarta feira primeiro do mês de setembro.

MARACÁS: Soya inaugura comitê do 12 na presença de políticos e milhares de pessoas


DSCN7189

O povo mostrou que quer mudança

“Muita gente aqui hoje” foi o que dizia um cidadão comum, certamente eleitor de Soya e Tião da Me Leva, que estava lá na frente do comitê, cujo os seus olhos brilhavam diante de tanta gente que compareceu ao evento. Um dos convidados de Soya, o deputado estadual Euclides Fernandes, chegou mais cedo e conversou com muita gente, tirou fotos com a galera e falou muito sobre política e eleições de 2 de outubro. Já o deputado federal Antônio Brito, também  convidado por Soya, chegou um pouco mais

 

DSCN7176

Som da Bahia afirmando que está no grupo para somar. ao seu lado Soya e Euclides

tarde, mas ainda deu tempo de receber abraços da galera e falar ao público. Soya tem falado sempre do prestígio destes dois parlamentares, principalmente na área de Saúde. Estava lá também dando apoio, um líder na cidade, que é o popular Som da Bahia, figura que tem realizado muitos eventos esportivos na cidade. Som assegurou ao jornal e blog Café com Leite, que vai trazer o seu deputado estadual, Claudio Cajado, para subir no palanque do 12, ou seja de Soya e Tião.DSCN7166

Soya com o seu amigo deputado Euclides Fernandes

Naturalmente que numa reunião onde participaram centenas e milhares de pessoas, os políticos não poderiam deixar de falar a todos, principalmente no sentido da mudança que Maracás está perto de experimentar. O primeiro a falar foi o vereador popular Zitinho do Maracujá. Na sua fala ele comentou sobre as carências que sofre Maracás, sem

DSCN7183

Zitinho falou e foi aplaudido

poder oferecer aos seus filhos, o que todos têm o direito, que é o básico como uma boa Saúde, uma boa Educação, esporte e muitos outros direitos. Em seguida falou Tião da Me Leva, que é o candidato a vice na chapa de Soya. Tião falou em seriedade com a coisa pública e que sente que o povo está clamando por uma mudança em Maracás. O deputado federal Antônio Brito chegou a tempo de levar uma palavra não apenas de elogio ao candidato Soya, mas, na verdade, quem é o candidato Soya e o que ele pretende

DSCN7213f

Com palavras seguras Soya passou segurança e esperança de uma Maracás melhor a partir de Janeiro

fazer por Maracás e sua gente. Brito falou sobre as feiras de saúde realizadas por Soya, lembrando de como ele {Soya}, ligava e solicitava apoio para realizar a feira, porque o povo estava carente de exames que não existem na cidade. O deputado Euclides Fernandes também falou sobre a importância de eleger um cidadão da marca de Soya para administrar os rumos da sua cidade. Falou sobre Maracás precisar experimentar um modelo novo de administrar. Euclides quando viu a multidão em frente ao Comitê, onde

DSCN7185

Outra parte do povo presente

chegou a ficar gente até do outro lado da pista, demonstrou felicidade e disse: “o povo está querendo mudança e a mudança vai chegar”, comentando que o que tiver ao seu alcance para Maracás e sua gente, no que tange a convênios com governo estadual, pode contar com ele la na assembleia legislativa da Bahia, que ele vai está a disposição. A mesma coisa disse o deputado federal Antônio Brito, no âmbito federal. Vale lembrar que esses dois deputados escolhidos por Soya para ser os verdadeiros representantes de Maracás, têm fama de deputados trabalhadores. Enquanto o deputado Euclides está sempre procurando trazer benefícios em vários segmentos para municípios que são representados por ele, Antônio Brito, lá em Brasília tem o mesmo comportamento, porém com um foco maior para a área de Saúde. Isso, de certa forma tranquiliza o povo maracaense, pois se existe um setor que preocupa o povo, é o setor da Saúde. Basta a gente saber que tudo vai bem até faltar a saúde em alguém; quando isso acontece, é como se o chão fugisse dos pés de toda a família. Porém, quando há um sistema de saúde na sua própria cidade, aí, de certa forma, já tranquiliza as famílias. Nesse sentido o deputado Antônio Brito pode ficar na expectativa que Soya já sinalizou ao nosso jornal e Blog Café com Leite, que uma das suas maiores prioridades, sendo eleito, é a Saúde.

 

,DSCN7200

Deputado Antônio Brito levanta a mão de Soya e e diz que pode contar com ele

DSCN7178

Guida, Elvira, Washington com esposa e Zitinho. Galera forte no grupo 

Quando Soya iniciou as suas palavras, muitos aplausos antecederam a sua fala. Ao reiniciar, mostrando firmeza, dirigiu palavras de confiança ao povo, onde assegurava que tem um sonho e sabe que é o mesmo sonho de todos, que é ver Uma Maracás mais promissora e que possa oferecer qualidade de vida para o seu povo, inclusive na geração de emprego. Soya falou de administração com respeito e canalizar bem os recursos, para que as coisas deem certo, e que Maracás possa sair da situação em que se encontra. Falou de transparência e respeito com os recursos que chegam para o povo. Vale lembrar que em muitas vezes o candidato foi interrompido com os aplausos do povo. Em outros momentos da sua fala, deixava transparecer no seu semblante uma certa preocupação e irritação pelo que falta em Maracás, uma vez que ele sabe que tendo boa vontade de lutar, respeito com o dinheiro público e saber canalizar os recursos, além de nunca fazer corpo mole para buscar os recursos seja no governo estadual ou federal, para construir uma Maracás da forma que o povo precisa e merece, a  realidade pode ser outra.

DSCN7203

Deputado Euclides assegurou trabalhar muito em prol de Maracás ao lado de Soya

Após as falas dos políticos Soya e deputados saíram conversando com o povo no meio da grande multidão, onde trocaram ideias, deram e receberam abraços.Em outros momentos Soya tem falado ao Cafe com Leite sobre a geração de emprego. “O povo precisa imediatamente de um sistema de Saude melhor para o nosso município, bem como de emprego para que a auto-estima dos pais de família seja levantada”. Na verdade o candidato Soya enxerga saídas para um avanço em Maracás, apesar da crise que assola o país, mas, ao mesmo tempo, vem assistindo, como sempre tem falado, uma mesmice, onde não se fala em esgotamento sanitário para a cidade, onde irá melhorar a saúde do povo; não ouve falar em lutar por uma faculdade presencial, com vários cursos, para que os jovens não precisem mais se deslocar para outros centros em busca de ampliar os seus estudos; não se ouve a voz de um governante municipal falar em um hospital regional, para atender todas as  outras cidades da região, enfim. para Soya, já não basta mais uma administração mediana, quando a cidade e o povo clama pelo avanço, uma vez que ha possibilidade disto, faltando apenas boa vontade do gestor e coragem de ir à luta.

 

Lajedo: Irmão Reinaldo quer fazer a diferença na câmara


 

DSCN7092

 

Num bate papo com o Café com Leite, Reinaldo Lopes, popular Irmão Reinaldo, disse ser um homem feliz e abençoado. É casado com Cristiane, tem um filho de nome Silas e mais um filho de criação chamado Erik Barreto. “Essa família foi Deus quem me deu de presente e posso dizer que é uma família abençoada”, afirmou Reinaldo. Questionado sobre o que lhe fez sair candidato a vereador na cidade de Lajedo, disse que foi por vários motivos, onde um só engloba todos, que é contribuir no que for possível para melhorar as condições do povo. Disse que um vereador quando quer trabalhar pelo povo, sem dúvida passa a ser uma peça fundamental e de muita utilidade no sentido de desenvolver o município em todas as áreas. Irmão Reinaldo deu alguns exemplos, como no caso de fiscalizar não só as contas do executivo, mas também fiscalizar o andamento dos trabalhos em todas as áreas. Disse que se há um médico no hospital, por exemplo, e chega um paciente e só uma hora depois ele vem atender, que é preciso saber o por que de não atender assim que chegou.  Outro item que o candidato questiona na câmara, é criação de novas leis. “Você pode ver, que a câmara de vereadores já é chamada de casa de leis, mas o que pouco se vê ali é uma nova lei sendo criada. Eu cheguei pra Lajedo em 2007 e durante todos esses anos ainda não vi uma nova lei que venha favorecer ao povo, e isso faz as coisas começarem  a desandar. É nesse sentido também que digo que um vereador é peça importante para o município”, enfatizou. Sobre está coligado no grupo de Mariane, candidata a prefeita da cidade, inclusive do mesmo partido, o PSD, Irmão Reinaldo disse que é uma questão de coerência e que ele acredita na gestão de Mariane. “E te digo aqui uma coisa, pode escrever aí que se Mariane não consertar Lajedo eu nunca mais quero dar um voto a ninguém. Digo isso por saber da sua capacidade como administradora das empresas da família”, assegurou o Irmão Reinaldo, lembrando ainda de falar para o lajedense que, se acreditar nos seus planos como vereador da cidade, pode depositar o seu voto na urna, que não será decepcionado.

Celso Russomanno lidera pesquisas em São Paulo


 

 

 

 

alx-celso-russomanno-original1448806740

Recentemente foi realizada uma pesquisa pelo instituto Datafolha, para saber como anda a opinião do eleitorado paulistano, onde o resultado deu Celso Russomanno na frente de vários candidatos, inclusive o atual prefeito, Fernando Haddad que perde com grande diferença. Quando se ouviu o eleitorado para saber a opinião sobre e os demais candidatos, o resultado ficou assim na pesquisa de 1º turno: – Celso Russomanno (PRB) – 31% – Marta (PMDB) – 16% – Luiza Erundina (PSOL) – 10% – Fernando Haddad (PT) – 8%
– João Doria (PSDB) – 5% – Major Olimpio (SD) – 2% – Levy Fidelix (PRTB) – 2%
– Ricardo Young (REDE) – 1% – Altino (PSTU) – 0%- João Bico (PSDC) – 0%
– Henrique Áreas (PCO) – 0% – Branco/nulo – 17%- Não sabe – 7%.

Já no simulado para o 2° turno ficou assim: Celso Russomanno (PRB) – 63%
– João Doria (PSDB) – 16%- Branco/nulo – 19%- Não sabe – 3%

– Celso Russomanno (PRB) – 60%- Fernando Haddad (PT) – 21%
– Branco/nulo – 18%- Não sabe – 2%- Celso Russomanno (PRB) – 56%- Luiza Erundina (PSOL) – 29%- Branco/nulo – 14%
– Não sabe – 2%- Celso Russomanno (PRB) – 51%- Marta (PMDB) – 32%- Branco/nulo – 15%- Não sabe – 2%- Fernando Haddad (PT) – 35%- João Doria (PSDB) – 33%- Branco/nulo – 28%- Não sabe – 4%.

Isso mostra que o domínio do PSDB em São Paulo, que sempre foi o seu curral eleitoral, apesar do Rio Tietê está daquele jeito com tantos anos no poder. Por outro lado, o que se espera é que, se eleito for, o Russomanno não frustre os eleitores que estão lhe confiando o voto baseado na sua defesa no programa de televisão, junto às pessoas que são ludibriadas por donos de lojas, principalmente as donas de casa. Com esse jeito de agir no seu programa, Russomanno seguiu em frente na trilha da política e terminou sendo Senador da república. Em outras cidades do Brasil, na Bahia, por exemplo, outros ex-apresentadores de programas que enfrentava os políticos e a justiça, terminou sendo prefeito, aliás, um péssimo prefeito. Que em Sampa seja diferente. G1

 

Maracás: Cresce adesão em favor de Soya e Tião


 

Exibindo IMG-20160822-WA0006.jpg

A mesma chapa da campanha passada segue com mais garra, segundo o grupo

As campanhas políticas em todo Brasil já começaram. Em alguns casos em cada região alguns candidatos ainda são pré, pois ainda estão pendentes para registrarem as suas candidaturas.  Enquanto isso os candidatos maracaenses, PDT, Uilson Novaes (Soya) e Tião Silveira na chapa de vice,  vão seguindo em frente com a corrente de adesões  crescendo a cada dia, pois muitos dizem que já chegou a hora de entrar um gestor diferente. Só que para Soya, não basta apenas entrar um gestor diferente mas sim uma gestão diferenciada, para que seja feita a diferença. Com a adesão de Som da Bahia, que desistiu da candidatura para apoiar o amigo Soya, bem como outras lideranças, a exemplo de Carlos da Pousada Menina Bonita e a adesão do próprio povo, segundo o grupo, vai ficando mais fácil para chegar à vitória. O candidato sempre fala em procurar trazer para Maracás uma faculdade, para que  essa terra que todos gostam tanto, e que já pode ser considerada de médio porte em extensão, que seja também em qualidade de vida para a população. Outro fator que o PDTista tem questionado e garante que vai lutar, é pela geração de emprego e renda para o município, tanto na produção agrícola, aproveitando assim a riqueza do solo da terra de Maracás, como também incentivo na pecuária, “pois a terra tem potencial e o homem do campo também”, enfatizou o candidato. Na verdade o que falta, e Soya diz observar isto, é a presença de técnicos para acompanhar e orientar para que o produtor e criador possam produzir mais em menos terra, já que o clima vem forçando esta nova tecnologia. Mas os candidatos, prefeito e vice, Soya e Tião, respectivamente,  não param por aí não. Para eles, há outras vertentes que podem gerar empregos, que será a busca de empresas pequenas, médias e por que não dizer grandes empresas, para fazer desta terra que é geograficamente privilegiada, um pólo industrial. No setor de Saúde, Educação, Social, Cultural etc, Soya tem planos de dar uma volta pelo menos, pra começar, de 180 graus. Na área educacional, por exemplo,  o sonho do empresário Soya é de trazer uma faculdade para a cidade, como foi dito, que já é considerada mãe de muitas outras cidades menores da região, como Planaltino, Irajuba, Nova Itarana, Iramaia, Lajedo do Tabocal, Itiruçu, Contendas do Sincorá e outras. A mesma coisa seria com um Hospital Regional que serviria às mesmas cidades. Parabéns  a Soya e Tião pelas idéias e que, se eleitos forem, consigam tira-las do papel.

Crianças criam grupo”carona a pé” e é sucesso


carona-à-pé-close-1

Foto Karime Xavier

 

Nada de ônibus, van, mãe, babá, nem filas duplas de carros na porta da escola.

Crianças de um colégio particular formaram o “grupo carona à pé”. Sim, elas vão juntas para a aula, acompanhadas por um adulto na frente e outro atrás.

A ideia foi da professora Carolina Padilha do Colégio Equipe, em Santa Cecília, região central de São Paulo.

O projeto que hoje envolve 80 alunos, 24 pais e professores, já entrou no radar de outras escolas da capital.

História

Ela começou a guiar a primeira rota de alunos em julho de 2015.

Pais e alunos gostaram do projeto. Uma mãe fez o site. Outra, advogada, o termo de consentimento dos pais.

As crianças também deram ideias como criar pontos de encontro próximos à escola para quem mora longe poder participar.

Com a adesão de mais pais e professores, o número de rotas cresceu. Hoje, são oito.

Regras

Há algumas regras gerais.

  • Crianças vão em duplas de mãos dadas
  • Um adulto vai na frente, outro atrás
  • Todos usam uma espécie de colar de identificação do projeto.

Cada grupo tem autonomia para definir fatores como frequência semanal e cancelamento, ou não, se chover.

José Pupo, pai de uma aluna, coordena uma das rotas. A mais longa de todas, tem 1,9 km, da região do parque da Água Branca ao colégio, o que leva cerca de 25 minutos.

Seu grupo tem uma regra própria: a cada semana, uma das crianças é a líder: vai à frente, checa se há carros saindo de garagens e dita o ritmo da caminhada.

Esportista, Pupo leva uma mochila de turismo de aventura com quatro garrafas de água. “É uma oportunidade de fazer algo regularmente com a minha filha e passar alguns valores para ela”, diz.

Segundo a professora que idealizou o projeto, a ideia é, de fato, ir além da questão da praticidade e trabalhar temas como parceria, diálogo, mobilidade e segurança.

Após a divulgação da iniciativa na internet, pais de outras escolas a procuraram para replicar o projeto.

Só notícia boa

As voltas da vida…40 anos depois


Foto: reprodução / Facebook

Um amor desde adolescência

Um casal que namorou na adolescência se reencontrou 40 anos depois, se casou e decidiu passar 6 meses de lua de mel na estrada.“Nos separamos, seguimos nossas vidas. Eu casei, ele casou, tive três filhos e ele quatro. Depois, já separados, sempre pensávamos um no outro até que encontrei ele no Facebook”, contou Ana Rita, de 52 anos. Pra tentar recuperar o tempo perdido, ela e Claudinei Dutra Vesco, de 58 anos, começaram a viajar por várias cidades do Brasil a bordo de uma Kombi 1979.

A aventura começou no último dia 12. Ana abandonou o emprego de babá e seguiu seu caminho com Claudinei, que é aposentado.Os dois saíram de Bragança Paulista, onde moram, com destino a Barreirinhas (MA) para conhecerem o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.  Eles pretendem rodar 12 mil quilômetros nas estradas pelo país.

Na primeira semana de viagem eles conheceram cidades em Minas Gerais, entre elas Poços de Caldas, São João del Rei e Lavras. Na volta, eles pretendem passar por novos destinos, como Goiás, Brasília (DF) e Goiânia.

Foto: Reprodução / Facebook

Garantem que agora vão curtir a vida com muito amor

“Sempre achei legal fazer um mochilão, mas achei que não tinha conforto nenhum. Então, há quatro anos comprei a Kombi e comecei a modificar para poder fazer a viagem, mas não sabia quando ia. Depois que reencontrei a Ana Rita, o sonho se intensificou e ela topou concretizar. Assim que aposentei começamos a viagem”, contou Vesco. Só notícia boa

Presidente em Exercício, Michel Temer, disse não ir ao encerramento dos Jogos Olímpicos


 

 

O presidente em exercício, Michel Temer, decidiu não ir ao encerramento dos Jogos Olímpicos, que será realizado no próximo domingo, 21, no Rio de Janeiro. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 15, pela Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto.

Temer foi vaiado pela plateia durante sua rápida participação na cerimônia de abertura da Olimpíada, no último dia 5.

De acordo com auxiliares do presidente em exercício, o costume é que a transferência da “chave” dos Jogos Olímpicos para um representante da próxima sede — no caso Tóquio, capital do Japão — seja feita pelo prefeito da atual cidade sede. Desta forma, não haveria necessidade de Temer participar da cerimônia no próximo domingo, para essa finalidade.

Fontes revelaram que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, confirmou presença no evento e que Temer já teria sido informado sobre isso.

A assessoria do Planalto disse que, mesmo que não compareça à cerimônia de encerramento dos Jogos, Temer poderá se encontrar com o premier japonês, mas certamente o Japonês vai estranhar a ausência do chefe da nação brasileira.- Opinião e notícia

 

 

 

Maracás e a sua política embolada


Enquanto isso o Índio fica ali parado relembrando a sua triste história

Ao que tudo indica realmente Maracás vai ter cinco candidatos a prefeito esse ano. Com o “racha” entre Paulo e Nelson a coisa se complicou um pouco. Paulo disse não abrir mão da sua candidatura à reeleição, só que o mesmo diz Nelson, em relação a ser candidato, justificando que está melhor nas pesquisas e que por isso deve ser o candidato apoiado por Paulo. E assim a coisa vai se complicando politicamente em Maracás. Para muitos, e faz sentido, o racha é momentâneo e que algum acerto já deve ta acontecendo. Se o Paulo não decolar a ponto de ganhar a política, o Nelson entra apoiado por Paulo, porém, se o Paulo decolar, aí inverte a situação. Ou seja, não chega, na opinião do povo,  até o final os dois sendo candidatos individuais, principalmente que acontecendo isso, o favorecido seria Soya, que vem mantendo a sua candidatura, inclusive sem mudar muito as estratégias da campanha passada, onde até o vice é o mesmo, ou seja Tião Silveira.

Mas ainda existem mais dois candidatos, os quais não devem ser menosprezados pelas lideranças, digamos, convencionais, pois ambos têm planos bons para Maracás, que é Som da Bahia,(DEM), e Professor Flávio, (Fal), (PC  do B). Som diz conhecer todas as casas e famílias da cidade e interior de Maracás, bem como todos os problemas do município. Fal apresenta uma candidatura mais voltada para o ser humano, principalmente com o objetivo de transformar o modelo de administração convencional, que sai prefeito, entra prefeito e o sistema é o mesmo, que é o chamado trocar seis por meia dúzia.

O que se sabe é que o povo está ligado no movimento, talvez se engane quem tiver confiando no toma lá da cá, porque o eleitor está ficando mais exigente. Sabe que precisa das telhas para a casa que está construindo, mas também precisa de boas escolas, bons atendimentos médicos e muitas outras coisas que a cidade anda carente. Muita água vai rolar até o dia dois de outubro.

 

Processo contra PMDB e PP é autorizado pelo Ministro do TSE Gilmar Mendes


 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, autorizou a abertura de processos de investigação eleitoral contra o PP e o PMDB, feitos terça-feira (9) pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, os pedidos foram autorizados na noite do dia 10/8. A ministra pediu investigação também do PT.

Os pedidos têm como base informações obtidas em depoimentos de delação premiada, dados por envolvidos na Operação Lava Jato. Os partidos são acusados de ter recebido propina disfarçada em doações eleitorais declaradas oficialmente. Caso as acusações sejam comprovadas, os três partidos podem até perder o registro na Justiça Eleitoral.

Também na terça-feira os processos relacionados ao PP e ao PMDB foram encaminhados a Mendes, que anteriormente havia pedido à ministra, que também é corregedora-geral eleitoral, a abertura de procedimento para investigar o PT. A ministra decidiu pela abertura da investigação contra o Partido dos Trabalhadores, mas durante a sessão de julgamento pediu ao plenário do Tribunal que os três processos fossem distribuídos livremente entre os ministros do TSE. Ela entendeu que a questão não deve ser analisada somente pelo corregedor. Durante o debate a respeito da questão de ordem apresentada, o ministro Henrique Neves pediu vista.

No despacho de Mendes que abre os processos contra o PP e o PMDB, o ministro lembra os pedidos de vista de Henrique Neves e de livre distribuição feito pela ministra e diz que os processos contra o PP e o PMDB devem ser distribuídos “na forma que vier a ser definida pelo plenário”. As investigações, então, só terão início depois que o plenário decidir sobre a questão de ordem apresentada. A previsão é que o julgamento seja retomado no próximo dia 23. *Agência Brasil.

 

 

 

 

 

 

Agora quem vai julgar as contas do poder executivo é o poder legislativo da sua cidade e não mais o TCM


 

TCM não mais julgará contas das prefeituras

 

Decisão errada vai tornar a disputa partidária ainda mais viva no Legislativo, com vereadores sem formação técnica para julgar contas públicas. Isso em virtude de o Supremo Tribunal Federal (STF) definiu nesta quarta-feira (10), por 6 votos a 5, que a competência de julgamento de contas do chefe do Poder Executivo que age na qualidade de ordenador de despesas é do Poder Legislativo. Os prefeitos que possuíam contas rejeitadas por decisão do Tribunal de Contas Municipais (TCM) se tornavam inelegíveis. Com a decisão do STF, a Câmara dos Vereadores passa a ter decisão exclusiva. O Recurso Extraordinário (RE) 848826 envolvia discussão acerca da definição do órgão competente, se o Poder Legislativo (Câmara dos Vereadores) ou o Tribunal de Contas Municipais (TCM).

Durante a sessão, foram suscitadas discussões sobre a diferença entre as contas do governo e as contas de gestão. Os argumentos utilizados pelos ministros que votaram em sentido do Tribunal de Contas também ser competente e poder tornar o prefeito inelegível, são que existem dois tipos de contas, que seriam julgadas pelos dois órgãos. Externamente, o TCM daria parecer prévio à Câmara em relação a contas de gestão, verificando onde os recursos públicos são aplicados. O voto do TCM só seria mudando mediante dois terços dos votos dos vereadores. Já internamente, a Câmara dos Vereadores analisariam as contas do governo, mediante auxílio técnico do TCM. A decisão do STF já preocupa a comunidade, uma vez que a Câmara não tem meios constitucionais para assegurar o ressarcimento aos cofres públicos no caso de recursos desviados. Já Lewandowski e Gilmar Mendes, que votaram que apenas a Casa Legislativa tem competência de julgar as contas dos prefeitos, uma vez que é um órgão constituído por representante democraticamente eleito, representando a soberania popular, e que essa é a jurisprudência da Corte.

Acontece que o STF não conhece o perfil de muitos vereadores do interior do Brasil, que apesar de ser p brother de todos da sua redondeza, a ponto de ser eleito vereador, não carrega na sua cabeça, ou, em muitos casos, um coração voltado para fazer o que é certo, mas sim para o que lhe favorecer. Se já existia compra de vereadores para crescer a quantidade dos nobres edis, agora é que vai correr esse risco. O que precisa sim e, a exemplo das grandes empresas privadas e órgãos públicos, não eletivos, que existisse uma espécie de teste, um “vestibularzinho” para cada candidato, para que fosse avaliado a sua capacidade de conhecimento, para então ser candidato. Caso contrário o mundo, que de certa forma, está entregue ao deus-dará, a tendência é piorar, a começar pela menor cidade do interior do Brasil.

Fonte Bahia Notícia! Último parágrafo, jornalcafecomleite.com.br

 

CONTENDAS DO CINCORÁ: “A minha luta será por uma Saúde cada vez melhor”, disse Nice, candidata a vereadora


 

13872947_184565601957836_2618058330377872800_n

“O meu olhar está voltado para o mais carente”

A candidata a vereadora da cidade de Contendas do Sincorá, que já foi vereadora por mais de um mandato, Adenice Rodrigues, (Nice) disse que ao vê uma contendas no caminho certo, se sentiu motivada em voltar ao legislativo da cidade, pois assim ela terá mais chances de contribuir no que for possível para o povo. Sempre de olho no mais carente, Nice tem estado do lado das pessoas e sente de perto as suas carências. Para ela, um dos setores que mais o povo utiliza é a Saúde, e que para isso ela tem como uma  bandeira cuidar do mais carente, brigando pelos direitos de cada um, que inclui o atendimento médico. Nice tem falado sempre que essa nova cara de Contendas, nos últimos anos, trouxe, de certa forma, ânimo para os moradores e que é exatamente por essa mudança no perfil da cidade, que ela pretende entrar para que seja uma peça a mais para ajudar no desenvolvimento do município em geral. Quando questionada sobre a sua simpatia perante o povo, ela disse, democraticamente, que o seu jeito de ser não depende da sua posição política, e que o povo tem todo direito de escolher o seu candidato, porém frisou, exaltando a inteligência do povo de Contendas, que certamente todos têm enxergado a olhos nus o desenvolvimento da cidade, onde citou com referência, a praça da cidade, que foi inaugurada recentemente, dizendo que aquela praça impactou mais, pela sua beleza e por ser um local que vai ser útil para muita gente, mas que em todas as áreas houve obras impactantes, a exemplo da grande quantidade de ruas calçadas e outras obras de grande importância, o atendimento à toda zona rural. “Isso é que faz a gente querer voltar pra fazer parte da política, para poder contribuir com o crescimento”, ressaltou, lembrando que, “em conversa com o prefeito Didi, ele tem falado sempre que o trabalho tem que continuar no município, para que todas as áreas sejam atendidas pelo poder público municipal, e que está chegando a vez do Social ser destaque na cidade”, Nice disse ainda que tem falado muito com o chefe do executivo municipal, onde o  projeto é fazer todas os setores poder  ter atenção dentro das possibilidades da prefeitura, mas que para isso é preciso ter um poder legislativo antenado no que venha beneficiar a cidade, para poder ajudar o executivo na hora que for preciso, em favor do povo. “Por isso que pretendo estar lá ocupando uma cadeira daquelas”, concluiu Nice.

PF apreende carreta com cigarros e prende três pessoas em Vitória da Conquista


 

 

 

carreta-cigarros-300x178

Carreta saiu do Paraguai e o destino seria Jequié

Uma carreta carregada com dez milhões de cigarros foi apreendida em um depósito na BR-116, região sudoeste do estado. De acordo com a Polícia Federal, a carreta vinha do Paraguai. O homem suspeito de ter encomendado a carga, um comprador e o motorista da carreta, que disse ter recebido dinheiro para transportar o cigarro até a cidade de Jequié, foram presos e vão responder por contrabando. De acordo com a publicação do G1, a Polícia Federal chegou até a carga por meio de uma denúncia de que um carregamento do Paraguai seria entregue no município de Jequié. A carreta foi apreendida em um depósito, no momento da entrega, e dono do depósito admitiu ter encomendado o carregamento. Os três presos foram encaminhados para o presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, e vão responder por contrabando. A carreta com os cigarros se encontram no pátio da Polícia Federal de Vitória da Conquista.

Jequié Urgente