Delegado que apoiou Aécio montou acusação contra Lula em menos de um dia útil, segundo GGN


Para advogado Roberto Teixeira, nova denúncia da Polícia Federal é “clara demonstração de que o ato já estava preparado e não havia efetivo interesse na apuração dos fatos”

copia_de_seguranca_de_copia_de_seguranca_de_copia_de_seguranca_de_03

 

Jornal GGN – O delegado da Lava Jato Marcio Anselmo, que assina dois inquéritos contra Lula e mais seis pessoas, entre elas Marísa Letícia e o advogado Roberto Teixeira, é acusado de ter montado a denúncia apresentada nesta segunda (12) em menos de um dia útil, em “clara demonstração de que o ato já estava preparado e não havia efetivo interesse na apuração dos fatos” envolvendo o ex-presidente.

Segundo Roberto Teixeira, Anselmo deflagrou mais um ato de retaliação por ter sua imparcialidade em relação a Lula colocada em xeque. O delegado apoiou Aécio Neves na eleição de 2014 e fez uso das redes sociais para sugerir que Lula não tem honra, além de chamá-lo de “anta”.

Mais recentemente, um colega de Anselmo, o delegado Filipe Pace, indicou em um despacho que o ex-presidente é o “amigo” de Emílio Odebrecht que aparece numa planilha apreendida pela Lava Jato como receptor de propina. O problema é que Pace sequer tinha competência legal para opinar sobre esse assunto mas o teria feito, mesmo assim, para produzir manchete negativa para Lula.

Por conta dessa postura, Pace é alvo de uma ação por danos morais movida pela defesa de Lula. Na sexta-feira passada, dia 9, o juiz Sergio Moro se manifestou sobre esse processo, dizendo que é “lamentável” que os advogados de Lula atuem contra agentes da Polícia Federal que apenas estão cumprindo seu dever.

Dois dias antes da manifestação de Moro, ou seja, no dia 7 de dezembro, o delegado Anselmo, que tocava dois inquéritos contra Lula – um envolvendo um apartamento no mesmo edíficio onde vive o ex-presidente, em São Bernardo, e outro sobre a compra de um terreno que poderia ser usado para a construção do Instituto Lula – pediu informações à defesa de Lula, e deu prazo de apenas dois dias para obter respostas.

O advogado Roberto Teixeira tentou recorrer do prazo, mas não teve sucesso. Em nota à imprensa, ele diz que enviou as informações que desmontam a denúncia de Anselmo no dia 9 e, por isso, ficou surpreso ao descobrir que ele e Lula, e mais cinco pessoas, foram indiciadas pelo delegado da PF em menos de um dia útil. Isso significa, na visão do defensor, que Anselmo já estava com a denúncia pronta e pediu a posição da defesa apenas para cumprir o protocolo.

“O delegado federal Marcio Anselmo recebeu resposta aos quesitos apresentados na última sexta-feira, 09/12, às 20h30min. Isso significa dizer que recebi a notícia do meu indiciamento menos de um dia útil após haver encaminhado os esclarecimentos solicitados – com as provas correspondentes -, em clara demonstração de que o ato já estava preparado e não havia efetivo interesse na apuração dos fatos”, disse Teixeira.

“Merece repúdio a constatação de que alguns agentes do Estado brasileiro estejam usando de seus cargos para promover retaliações contra aqueles que, no exercício do seu dever profissional, contestam e se insurgem contra ilegalidades e arbitrariedades”, disparou.

RETALIAÇÃO

Junto aos esclarecimentos que deveriam ser anexados aos inquéritos, Teixeira também enviou ao delegado Anselmo um pedido para que ele se declarasse suspeito para investigar Lula, na sexta-feira (9), sob o argumento de que o agente da PF “havia proferido xingamentos em relação ao meu cliente, além de haver manifestado simpatia a agentes políticos que com ele rivalizam no campo político ou pessoal, como foi registrado pela imprensa”. O defensor referia-se à reportagem do Estadão que revelou que vários delegados da Lava Jato apoiaram Aécio e o “Fora PT” em 2014.

“O delegado federal, no entanto, recusou a suspeição no mesmo sem qualquer fundamento — afirmando apenas que “não assiste qualquer razão ao requerentes (sic).”

Na nota à imprensa, Teixeira diz que não tem dúvidas de que sua atuação como advogado do ex-presidente Lula, demonstrando a parcialidade da Lava Jato, foi “decisivo para o indiciamento realizado pelo delegado federal Marcio Anselmo. O ato não é proveniente de uma apuração ou de uma investigação, mas de um objetivo previamente estabelecido em busca de retaliação e de causar prejuízo à minha atividade profissional.” matéria na íntegra do GGN (Luiz Nassif)

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Trump acredita piamente que Estados Unidos vai dominar o mundo, e irrita chineses


1478660050_114058_1478680450_noticia_normal

Trump começa esquentar as turbinas, demonstrando que quem vai mandar no mundo são os EUA

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, no domingo, sugeriu publicamente que a política de Uma China Única pode ser usada como uma moeda de troca para fazer com que Pequim se comprometa com Washington em áreas como acordos comerciais. O empresário calculista pode se sentir esperto tentando empurrar garganta abaixo o destino da China através da questão de Taiwan. No entanto, a verdade é que este inexperiente presidente eleito provavelmente não tem conhecimento do que está falando. Ele superestimou a capacidade dos EUA de dominar o mundo e não consegue entender a limitação dos poderes dos EUA na era atual.

A China tornou-se um país com força substancial entre os países no Oceano Pacífico Oeste. Nunca expandiu sua frente de batalha e, portanto, acumulou poder suficiente para lidar com qualquer desafio estratégico em suas áreas periféricas. Especialmente no Estreito de Taiwan, a China agora está bastante segura para lutar com os EUA.

Uma série de observações ultrajantes de Trump refletem que ele despreza a China estrategicamente. O orgulho aparece antes de uma queda. Mesmo antes de entrar na Casa Branca, ele deu mostras de querer chantagear a China. Após a cartada na política de Uma China Única, a maior parte de sua iniciativa estratégica tem sido usada em excesso.

A China precisa ser respeitada pela equipe de Trump, caso contrário, será difícil interagir com Washington nos próximos quatro anos. Fantasiar sobre uma política de apaziguamento não é uma opção. Uma nova rodada entre os dois países será necessária para testar o respeito que os dois devem ter um com o outro com base em suas forças.

chinaglobal

Grande Jornal da China já trouxe a resposta que a os chineses não come H

Ao longo de décadas de desenvolvimento, os interesses fundamentais da China pouco foram ampliados, mas sua capacidade de controlar os riscos no Estreito de Taiwan e no Mar da China Meridional tem sido muito ampliada. Temos toda uma série de ferramentas para lutar contra as ameaças econômicas e comerciais de Trump. Será uma batalha decisiva para Pequim para salvaguardar seus interesses fundamentais. Se Trump quer jogar duro, a China não vai correr do jogo.

Pequim deve começar a punir severamente as forças de independência de Taiwan, explorando a possibilidade de disciplinar essas forças por meios não pacíficos e tornar o uso da força militar uma opção real para realizar a reunificação.

Enfrentando Trump, que é sempre imprevisível, a China precisa de mais imaginação em suas políticas externas. Deve se atrever a fazer movimentos-surpresa e criar um novo padrão sobre o relacionamento com os EUA – enquanto você joga o seu jogo, eu jogo o meu.

Pequim nunca vai aceitar chantagem e recolher-se a uma existência ignóbil. A diferença de força entre a China e os EUA é, atualmente, a menor da história. Que razão então temos para aceitar um acordo injusto e humilhante de Trump? Fonte Tijolaço

Ex-presidente Lula lança livro sobre perseguição e violações da Lava Jato


 

lula-e-cristina

 

O livro apresenta artigos escritos por 22 juristas e especialistas que detalham e explicam supostas violações da Operação Lava Jato contra o petista

O ex-presidente Luliz Inácio Lula da Silva lançou na última terça-feira (6) o livro: “O Caso Lula: a Luta pela Afirmação dos Direitos Fundamentais no Brasil” para denunciar supostas violações cometidas pela Operação Lava Jato contra ele.

Organizada por Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, advogados do ex-presidente Lula e pelo professor da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Rafael Valim, traz artigos que, segundo os autores, apontam violações de garantias fundamentais cometidos pela Operação Lava Jato contra o ex-presidente.

“Os artigos são todos escritos por juristas renomados, especialistas, com uma visão estritamente jurídica e que mostram em cada ponto onde é que houve violações das garantias fundamentais”, explica Cristiano Zinin.

Entre outras questões abordadas nos 18 artigos do livro, escrito por 22 autores, está a condução coercitiva do ex-presidente, ocorrida em março, autorizada pelo juiz federal Sergio Moro, e a interceptação e divulgação de telefonemas de Lula e familiares, autorizadas pelo mesmo juiz. A obra é publicada pela editora Contracorrente.
Perseguido

Por meio de seus advogados, Lula entrou no dia 18 de novembro com uma ação judicial pedindo a prisão do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações penais decorrentes da Operação Lava Jato em primeira instância. O petista é réu em três processos decorrentes da operação, que apura a formação de cartel e desvio de recursos da Petrobras.

A defesa de Lula apresentou queixa-crime contra Moro no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre (RS). A equipe do petista argumenta que o juiz cometeu abuso de autoridade, crime cuja pena, prevista pela lei 4.898/1965, é a prisão de dez dias a seis meses, além da demissão do cargo ocupado.

De acordo com os advogados do ex-presidente, Moro cometeu irregularidades ao longo da condução das ações penais que envolvem Lula no âmbito da Lava Jato, como sua condução coercitiva, em março deste ano, além da emissão de mandados de busca e apreensão e de escutas telefônicas, considerados ilegais pela defesa.

Um dos fatos que têm deixado a população, principalmente a parte mais exigente e que busca o dever das emissoras de televisão, principalmente as abertas, que podem ser vistas sem a necessidade de antenas parabólicas ou algo mais sofisticado é a falta de coerência com os fatos, para que a notícia real chegue aos confins com credibilidade. De acordo a muitos telespectadores que clamam por emissoras imparciais, a saída está sendo as navegações pelos blogs e sites de credibilidade, como o Cafezinho, (que foi fonte desta matéria) Jornalistas Livres, Tijolaço e muitos outros. Só que essa coisa de mostrar tartarugas chocando ovos enquanto acontece horrores no país, aos poucos o mais desinformado já começa a estranhar. Estranhar, por exemplo, a permanência do presidente do senado brasileiro com tantas denúncias de corrupção, que apesar dos fatos, a TV pouco fala no assunto, mas, na verdade, ele e outros da mesma marca, dentro das suposições e denúncias de fatos criminosos, deveriam, além de perder os cargos, a grade seria o lugar desses, pois eles já provaram  que não têm respeito pelo povo brasileiro.

É triste se vê, por exemplo, pessoas em frente a uma tela bonita de 50 polegadas na parede da sua sala, transmitindo um jornalismo preparado por emissoras mercenárias, que pouco têm respeito e compromisso com a verdade. Pior é que muitos acreditam em tudo e seguem reproduzindo tudo que viu como se fosse papagaio de pirata. Mas aos poucos está havendo um transporte das pessoas à procura de fontes mais seguras. Quem avisa amigo é: as emissoaras vão perder a credibilidade, caso ela não comece a servir o povo, ao invés de se servir do mesmo. Isso não é este blog que fala e sim o povo que vê a incoerência das notícias de determinadas redes de televisão e rádio, com a mídia imparcial que são as redes sociais comprometidas com a verdade.

Fonte: O cafezinho. Os dois últimos parágrafos blog café com leite.

Vereador eleito Roque Machado (PSL): Venho trabalhando pelo Entroncamento desde 1994 e vou continuar trabalhando


 

Exibindo 20161207_134530.jpg

Vereador eleito mostra documentos protocolados, em que conseguiu muitos benefícios para o Entrocamento, mas também já tem projetos para apresentar

para o executivo municipal, para obras importantes para o município

 

Roque Machado tem sido um Bravo Lutador para trazer benefícios pra população do Entroncamento de Jaguaquara, onde ao longo desses anos ele realmente conseguiu, através de requerimentos junto às secretarias de governo estadual, mas também enviando muitos requerimentos para os ministérios do governo federal, todos protocolados e muitos teve o pedido aceito. Por muitos anos Roque não foi reconhecido pelo povo do Entroncamento, pois quando se candidatava a vereador da cidade não obtinha uma quantidade de votos correspondente com o seu trabalho,  pois ele não era, como ele disse, o modelo de candidato de andar pagando cachaça nos bares das esquinas, mas, no entanto, de procurar trazer o melhor para o distrito. Finalmente, pessoas de bom senso percebendo que o Entroncamento precisa exatamente de um representante assim, tomaram a frente da campanha do guerreiro Roque Machado, onde foi realizada uma grande campanha e dessa vez, como diz uma das músicas da sua campanha, “pocou” a urna com mais de um mil votos, sendo o terceiro mais votado do município e o mais votado do Entroncamento de Jaguaquara, o qual ele aproveita o espaço e diz muito grato pela votação expressiva do povo, prometendo trabalhar com muita garra para retribuir a todos..

Numa rápida entrevista ao blog e jornal Café com Leite, Machado falou sobre o que seu pai lhe ensinou quando ele tinha seis anos de idade, recordando que  numa das muitas viagens de Ipiaú para a região do Entroncamento, no cabeçote da sela sobre um cavalo, seu pai lhe ensinava como um homem deve se proceder nesse mundo, onde ao passar pelo Entroncamento disse a saudoso velho, “ esse lugar vai ser grande e desenvolvido. Aqui é uma terra muito boa de se morar”. Foi quando Machado guardou tudo que seu pai falou, veio morar na terra boa e sempre procurando ajudar a no que fosse possível. “Como disse meu pai, aqui é uma terra boa e vou continuar lutando para ajudar no que for possível. Aos seis anos de idade meu pai me ensinou e tenho que seguir como ele me ensinou”, lembrou Machado com os olhos cheios de lágrimas e a voz trêmula.

Sobre a posição de como vai atuar como vereador, a partir de primeiro de Janeiro, o vereador eleito disse que vai procurar trabalhar muito para melhorar o Entroncamento e toda Jaguaquara, que pretende apoiar o prefeito, desde que o mesmo trabalhe e traga os benefícios que o povo precisa. “O Entroncamento e seus moradores vêm sofrendo muito há muitas décadas”, comentou Roque, acrescentando que o mandato de Giuliano não foi de obras para o Entroncamento, mas, como ele explicou que teve que pagar muitos débitos do gestor que lhe antecedeu, o povo aceitou, acreditando que o seu mandato que inicia em Janeiro vai ser de muitas realizações para o Entroncamento e toda Jaguaquara.

Roque ainda não foi empossado como vereador, mas já está trabalhando, como algumas indicações importantes para o município, especialmente para o Entroncamento,  que ele já preparou como:  Reforma do cemitério Terra Brás no Entroncamento, uma vez que está carente;  melhorar o escoamento da água em dia de chuva, que desce da entrada da cidade (a onça) para o centro da cidade, que em dia de chuva forte é um verdadeiro caos; regularização do território para incluir zona rural ao distrito Stela Câmara Du Bois, uma vez que ele andou investigando e percebeu uma falha, ao seu ver, quando o povoado passou a distrito, e que é preciso que o distrito tenha as suas divisas territoriais também na zona rural; plantio de palmeiras ou árvores parecidas com coqueiros na central da Avenida Presidente Médice, para que a avenida com a nova iluminação fique ainda mais bonita; uma faculdade presencial com variados cursos, para que possa servir aos estudantes de Jaguaquara, cidades do Vale Jiquiriçá  e outras cidades da região, para  parar com o sofrimento e perigo de todas as noites estudantes terem que ir pra Jequié. Essas e muitas outras indicações importantes já estão na agulha para serem apresentadas pelo vereador Roque Machado assim que começar os trabalhos da câmara de Jaguaquara.

Vale lembrar que muitos benefícios que chegaram para a população do Entroncamento foram através do amigo Roque, e, como ele mesmo disse, como vereador vai trabalhar incansavelmente para trazer mais obras .

Aproveito para desejar a todos meus eleitores e não eleitores, um natal de muita paz, harmonia e saúde, bem como um 2017 mais promissor para todos”. Vereador Roque Machado.

Todo dia é dia de falar sobre determinados assuntos. Racismo: a casa grande ainda precisa ser derrubada


Por Joselicio Junior, especial para os Jornalistas Livres

Dia da Consciência Negra, contra o Racismo!

 Ainda em tempo o Blog Café com Leite leva para os leitores uma matéria produzida quase que na íntegra pelos Jornalistas Livres, pois todos os dias é dia de consciência humana. [Consciência Negra] Eu, como editor e redator do jornal e blog Café com Leite, escrevi, há alguns anos atrás, sobre as cores branca e preta do café e do leite, quando misturadas o que surgiu foram cores  lindas e que coloriu o mundo com tantas cores e  raças, que são os negros de olhos azuis  e os brancos com traços de descendências negras, que formam raças extras e que têm dado certo. Infelizmente, como diz o título do texto, ainda não está tudo misturadinho, A CASA GRANDE AINDA PRECISA SER DERRUBADA. Veja a matéria dos [Livres]
   Desde o final da década de 1970, o movimento negro brasileiro revindica o dia 20 de novembro como dia nacional da Consciência Negra, data que remonta à morte do líder Zumbi do Quilombo dos Palmares, símbolo de resistência contra o regime escravocrata e o racismo.
 
Essa foi a forma encontrada para fazer um contraponto ao dia 13 de maio, data da assinatura da Lei Áurea que instituiu o fim da escravidão, mas que, para o movimento, simbolizou uma falsa abolição, ou uma abolição inconclusa, pois as negras e negros foram entregues a sua própria sorte.
A chegada de mais um dia da Consciência Negra nos enche de orgulho. Somos herdeiras e herdeiros de guerreiras e guerreiros que dedicaram suas vidas na luta por liberdade, o que nos encoraja a seguir firme na nossa caminhada em busca de uma sociedade mais justa e nos faz refletir profundamente sobre os ataques brutais que continuamos sofrendo.
 
O projeto que está em curso em nosso país impõe sacrifícios homéricos para o andar de baixo da pirâmide social brasileira. Sabemos que a democracia não chegou plenamente nas periferias, que o racismo ainda determina quem são os cidadãos de bem e os suspeitos-padrão, quem são protegidos e os que são assassinados pelo Estado, adolescentes com direitos e menores infratores.

Projetos contra o povo negro

Ataques à escola pública como o projeto de Escola Sem Partido, a reforma do ensino médio retirando disciplinas que provocam o pensamento crítico com objetivo de torná-la tecnicista e o congelamento dos gastos por vinte anos, são expressões do projeto da elite nacional que não tolera as conquistas do último período como, por exemplo, a educação como direito de todos e um dever do Estado. Sem contar o processo de sucateamento dos equipamentos públicos e completa desvalorização dos profissionais que sofrem perdas salariais há anos.
 
Ter escolas públicas espalhadas pelos quatro cantos do país, principalmente nas periferias, formando jovens com o mínimo de pensamento crítico é uma armadilha para o sistema. O mínimo de inclusão permitiu que jovens negros e periféricos entrassem na universidade e se formassem professores, produziu uma geração de profissionais de educação que retornaram para as suas comunidades e deram um novo sentido para a educação, estreitou a relação professor, aluno, contribuiu para formação de uma geração de estudantes críticos que, alinhados com as novas tecnologias e a era da informação, protagonizaram importantes mobilizações populares como: contra o aumento da tarifa em junho de 2013; contra a reorganização escolar em 2015 e hoje há diversas escolas ocupadas contras as reformas no ensino.
É FÁCIL PERCEBER COMO CRESCEU A IDENTIDADE ÉTNICA, O AUMENTO SIGNIFICATIVO DE JOVENS ASSUMINDO SUA NEGRITUDE ATRAVÉS DA AFIRMAÇÃO DO SEU CABELO, DA SUA ESTÉTICA. O AVANÇO DOS NÚCLEOS CULTURAIS DE “PERIFERIA” DÁ A ESTE TERMO NOVO CONTORNO.
Ser periférico torna-se sinônimo de identidade cultural, territorial, social e política. Pautas como o feminismo, identidade de gênero e orientação sexual, ganham mais espaço.
 
Dentro de um país aristocrático, extremante conservador, concentrador de riqueza e patriarcal como o nosso, que tem o racismo e o machismo como base estrutural, o avanço da discussão racial e de gênero é uma ameaça à estrutura de poder vigente.
 
Não por acaso, as Leis 10.639/2003 e 11. 645/2008 que instituíram a obrigatoriedade do ensino da história e da cultura africana, afro-brasileira e indígena não conseguem avançar. Além das dificuldades estruturais do sistema educacional, também enfrentam barreiras e resistências ideológicas que perpassam desde o papel da grande mídia até o fundamentalismo religioso que criminaliza as manifestações tradicionais e religiosas de matriz africana, produzindo intolerância e perseguições. Tudo isso chega à formação dos professores e à sala de aula.
 

Batalha das idéias

Os ataques conservadores atuais não se restringem ao campo econômico, com perdas de direitos e perda da capacidade de consumo dos mais pobres, não se restringem ao campo social, onde também estamos assistindo a um avanço brutal da faxina étnica do nosso povo, mas o ataque também está no campo ideológico, na batalha das ideias, das narrativas, dos valores sociais e humanitários, por isso, nunca foi tão necessário falar de consciência negra, de resistência negra, de identidade negra.
 
O movimento negro brasileiro conseguiu desmistificar a balela da democracia racial, conseguiu abrir fissuras no sistema com a implementação de políticas de cotas nas universidades e serviços públicos, medidas que inclusive estão ameaçadas. O racismo nunca esteve tão escancarado como hoje. A construção de uma narrativa de resistência, um processo sistemático de conscientização e formação social, denunciar as armadilhas da meritocracia e das saídas individuais são tarefas urgentes que devem se somar à luta de sobrevivência do nosso povo. Quanto menos democracia, quanto menos escola pública crítica e de qualidade, quanto menos distribuição de riqueza, sobra repressão, violência e ação genocida do Estado.
Joselicio Junior, mais conhecido como Juninho, é jornalista, militante do movimento
negro Círculo Palmarino e presidente estadual do PSOL-SP

Prisão de prefeita de Ribeirão Preto deve deixar muitos prefeitos em alerta


Resultado de imagem para foto da prefeita de ribeirao preto

 

Com a prisão da prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (PSD) São Paulo, nesta sexta feira 2 de dezembro, prefeitos de muitas cidades, que se sentem na mira de uma possível investigação, já fica em alerta, até porque, a prefeita riopretense não imaginava que estava sendo investigada há muito tempo.

A prisão de Vera ocorreu quando ela estava numa boa na sua residência, logo no começo da manhã, onde sentiu a casa cair e ter que acompanhar os policiais até a superintendência da Polícia Federal na capital Paulista.

Dárcy foi presa a pedido do Procurador-Geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, Mas não ficou só na prisão, pois o Ministério Público também requereu a decretação da indisponibilidade dos bens da prefeita, o que também foi autorizado pelo desembargador Marcos Correa, da 6ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça, relator do caso, pois o  Tribunal de Justiça de São Paulo é a instância responsável por julgar prefeitos.

Prefeita ameaçava vereadores de “desgraçar” as suas carreiras políticas 

 Interceptação telefônica da Operação Sevandija, sobre fraudes de R$ 203 milhões, pegou prefeita mandando recado a vereadores da base que não estariam apoiando seus projetos: ‘eu tô de saco cheio desse povo’. A verdade é que as investigações vão avançar e muitos nomes podem ter envolvimento com as fraudes, inclusive muitas empresas.
A prisão foi sob a  Operação que foi batizada de Mamãe Noel, segunda fase da Operação Sevandija – que revelou um esquema de desvios de cerca de R$ 203 milhões em Ribeirão Preto (SP) -, a prefeita Dárcy Vera (PSD), foi afastada do cargo e denunciada pelo Procurador de Justiça de São Paulo Gianpaolo Smanio por corrupção passiva, peculato e associação criminosa. A denúncia tramita em segredo de Justiça, mas ainda não foi aceita.
A prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (PSD), deixa a sede da PF em Ribeirão após ser presa

A prefeita foi presa as 06 horas da manhã desta sexta feira 2

Além da prefeita, foram presos nesta sexta a advogada Maria Zueli Librandi, o também advogado Sandro Rovani, ambos do sindicato dos servidores públicos municipais. A suspeita do Ministério Público de São Paulo é de que eles teriam repassado recursos de honorários arrecadados em uma ação que movimentou R$ 800 milhões para políticos da cidade, entre eles a prefeita.

Outro preso é Marco Antônio Santos, ex-superintendente do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão de Preto (DAERP), considerado um dos operadores do esquema.  Planilhas e apontamentos de combinação para o pagamento de propinas foram encontrados na fase anterior da operação e, graças a um acordo de delação premiada de um dos envolvidos o esquema de falsificação de documentos para justificar a transferência dos honorário teria sido comprovado.

Notícia como essas de certa forma traz à população brasileira um parecer de que os grandes estão sendo punidos, e que por isso todos [os brasileiros] querem que continue as investigações da Lava a Jato, pois barrar investigações quando tudo leva a crer que ha muitos “grandalhões” que estão na mira das grades e perda de mandatos lutando para parar com as investigações, é algo inaceitável. As suas justificativas, que está acontecendo abuso de poder do supremo. Esse assunto tem virado piada em redes nacionais, de que o “Brasil é o único país que o ladrão quer colocar o juiz na cadeia”, Isso não pode acontecer e o povo já mostrou que quer investigações doa em quem doer. Se duas milhões de assinaturas não resolveu, que tal 10 milhões? Fonte de pesquisa Estadão. Matéria Blog Cafe com Leite.

FIDEL CASTRO: do começo ao fim atraindo multidões. “Valeu, Fidel”


 

Resultado de imagem para foto de multidao e havana

 

Fidel Alejandro Castro Ruz, nascido em 13 de agosto de 1926, em Havana. Partiu no dia 25 de novembro de 2016). Fidel Castro foi um político e revolucionário cubano que governou a República de Cuba como primeiro-ministro de 1959 a 1976 e depois como presidente de 1976 a 2008. Portanto, 49 anos no comando diretamente e mais 08 de comando, na orientação do seu irmão Raul Castro. Desde o começo, quando ainda não existia em Cuba, a TV em quatro cores, que o Fidel já atraía muitos cubanos que acreditavam no seu projeto para Cuba.(vejam foto) Quase 60 anos depois, lá se foi Fidel para outra dimensão, mas na hora da sua despedida, olha já em foto colorida, a quantidade de gente para o último adeus.

Exibindo IMG-20161130-WA0007.jpg

Valeu a pena, Fidel, você ter feito com que Cuba e a sua capital Havana, vivessem sem moradores de ruas; valeu também a quantidade de médicos no país, tanto que sobrou uma parte pra vir socorrer o Brasil, apesar das críticas. Será que quem lhe criticaram vão ter uma quantidade de gente assim no dia do seu enterro? Valeu Fidel. Essa homenagem é do Jornal Café com Leite.

Atlético Nacional de Medelim lota estádio em emocionante homenagem ao Chape


 

 Jogadores e dirigentes do Atlético Nacional de Medelim pedem para que o Título da Copa Sul Americana seja da Chapecoense. Atitude que teve o aval de todos os colombianos. Isso engrandece a Colômbia perante o Brasil, não só no futebol, mas em outros laços. Como disse a jornalista colombiana, “O futebol não tem fronteiras” 

 

As palavras de carinho logo após o acidente se transformaram em um gesto ainda mais grandioso. No horário marcado para o jogo contra a Chapecoense, pela primeira partida da final da Copa Sul-Americana, o Atlético Nacional preparou uma homenagem impressionante, à altura das 71 vítimas fatais do acidente do voo da LaMia. Vestidos de branco e segurando velas e celulares, cerca de 52 mil torcedores do clube colombiano lotaram o estádio Atanasio Girardot para lembrar os envolvidos. Em toda a arquibancada, o grito ecoou por diversas vezes: “Vamos, vamos, Chape”. No fim, uma chuva de flores jogadas ao gramado pelos torcedores.

Mónica Jaramillo, uma das principais jornalistas do país, foi uma das apresentadoras da noite. Em uma faixa, o recado: “O futebol não tem fronteiras”. Na outra, o anúncio: “Uma nova família nasce”. José Serra, ministro de Relações Internacionais do Brasil, representou o país na cerimônia. Com a voz embargada, com o choro interrompendo o discurso por algumas vezes, o ministro agradeceu.

– Obrigado, Colômbia. De coração, muito obrigado.Neste momento de muita dor para todos nós, as expressões de solidariedade que aqui encontramos, como a solidariedade que cada um de vocês, colombianos e torcedores, nos oferece um consolo imenso. Uma luz quando todos estamos tentando entender o incompreensível. Os brasileiros jamais esquecerão a forma como os colombianos sentiram o terrível desastre que interrompeu o sonho desse heroico time da Chapecoense, uma espécie de conto de fadas, com final trágico. Assim como não esqueceremos a atitude do Atlético Nacional e de todos os torcedores que pediram que o título da Copa Sul-Americana fosse para a Chapecoense. Um gesto que honra o esporte de toda Colômbia e honra essa querida Medellín, e que faz ainda maior o Atlético de Medellín. Depois do ocorrido, o Brasil viu uma dura realidade de uma festa que não existiu, em um jogo histórico que não foi realizado. Que as cores da Chapecoense e do Atlético, o verde e o branco, sejam da esperança e paz – disse o ministro.

O time do Atlético Nacional também foi a campo para lembrar as vítimas. Em uma série de homenagens, com discursos de carinho ao povo de Chapecó, a torcida colombiana homenageou todas os envolvidos no acidente. Os nomes dos jogadores, dos jornalistas e da tripulação mortos, assim como os sobreviventes, foram lembrados um a um no gramado.”Estamos contigo, Chape”, disse a locutora após uma grande onda de incentivos à equipe brasileira. Em meio a lágrimas de emoção da torcida, os colombianos também encontravam força para dar força à equipe.

Perto do fim, os torcedores jogaram flores ao gramado. Helicópteros que ajudaram no resgate às vítimas também fizeram homenagens. Um recado do Papa Francisco foi lido antes que membros da Chapecoense ganhassem uma placa e camisas com o recado: “Ninguém nos separa”. A Orquestra Filarmônica de Medellín também fez uma homenagem à equipe brasileira.

No fim da cerimônia, Luciano Buligon, prefeito da Chapecó, se disse emocionado. Diante da festa do povo colombiano, afirmou que a equipe tinha um sonho e acabou se tornando uma lenda dentro do futebol.

–  Estou acordado todo esse tempo, estava em São Paulo para embarcar no voo, mas acabei tendo uma audiência e não embarquei. O apoio que tivemos do presidente, do porteiro, do taxista, do povo colombiano na rua, não tem preço. Muito obrigado Colômbia. Nunca tivemos tanta gente gritando “Chape, Chape, Chape!”. A Chapecoense veio aqui com um sonho, e saiu como uma lenda do futebol. A chapecoense deixa essa marca. Nada vai devolver a vida, o pai de família, mas isso ameniza. Não tem nada que fazer? Tem, fazer essa homenagem. Muito obrigado, em nome do povo de Chapecó, ao povo colombiano – disse Luciano Buligon.

Por Fabricio Crepaldi Direto de Medellín, Colômbia/ Fotos: LUIS ACOSTA/AFP/Reprodução / Twitter oficial de Federico Gutiérrez, prefeito de Medellín

 

Padre de Jequié suspenso das funções devido acusações de pedofilia


Resultado de imagem para foto da igreja catolica de jequié

 

Está circulando nos blogs da região a notícia de que o  padre Fábio Bastos Pereira, da Diocese de Jequié, está suspenso do exercício do sacerdócio e pode ser demitido definitivamente de suas funções religiosas por ter abusado sexualmente de uma menor, em 2014. O caso também está prestes a ser julgado e corre em segredo de justiça.

Após tomar conhecimento do caso, o bispo de Jequié, Dom José Ruy Lopes, abriu processo canônico (no qual são seguidas as leis da Igreja Católica), apurou os fatos e determinou a suspensão de ordem do sacerdote, quando ele fica afastado das funções na diocese.

Após concluir a fase diocesana, o bispo enviou um processo para o Vaticano no qual pede a demissão do estado clerical, ou seja, que o padre perca definitivamente as suas funções como sacerdote. “Ainda estamos aguardando o julgamento junto ao Vaticano, que pode resultar na absolvição ou condenação”, explicou Dom José Ruy.

O bispo diocesano ressaltou que o processo causa um choque. “Vemos o sofrimento da vítima, do povo de Deus que lamenta, vemos o contratestemunho que gera escândalo. Mas o importante é que as providências foram tomadas, como determinou que seja feito o papa Francisco”, ressaltou Dom José Ruy.

Pedofilia

Em junho deste ano, o papa Francisco endureceu ainda mais as penas contra religiosos que cometem abusos contra menores ou contra bispos que acobertam os casos. Os bispos culpados de “negligência no exercício de suas funções” ante casos de abusos poderão ser destituídos de seus cargos, segundo decreto papal que foi incorporado ao Código de Direito Canônico.

O papa Francisco pediu em diversas ocasiões punições severas para os religiosos que abusam de crianças ou adultos vulneráveis e recomenda que a Igreja tenha especial atenção com quem sofre tais abusos.

Julgamento civil

Civilmente, o caso foi investigado pela Delegacia da Mulher de Jequié, que indiciou o sacerdote por estupro de vulnerável, o que pode resultar em pena de prisão de 8 a 15 anos. A prisão do sacerdote também foi pedida pela polícia, mas a Justiça não deferiu o pedido por considerar o réu primário, com residência fixa, entre outros aspectos.

Segundo apurado por #AgoraNaBahia, o sacerdote atuava no bairro de Cidade Nova, em Jequié. O inquérito realizado na Delegacia da Mulher apontou que não houve conjunção carnal entre o sacerdote e a menina: as investigações apontaram que a menor foi “beijada” e “alisada” pelo padre.

O caso foi descoberto quando a garota, em sala de aula, começou a chorar, pensando que estaria grávida. O desempenho escolar dela, segundo a polícia, também apresentou queda. Foi então que o caso foi descoberto e a denúncia feita à justiça. O #AgoraNaBahia, que foi o fornecedor da matéria, até o momento da publicação do texto, não conseguiu contato com o padre Fábio Bastos Pereira.

Você acredita em 6 dias de escuridão ainda este mês? Entre o falso e verdadeiro é bom se preparar


Resultado de imagem para foto da terra na escuridão
Daqui pra frente a coisa está mais ou menos assim: Quem viver verá!
Pesquisa de Texto de Walter Salles:  Circula pela internet uma notícia dizendo que a agencia espacial norte-americana confirmou que a Terra terá seis dias de escuridão em dezembro. Segundo o texto, que foi reproduzido por vários sites e compartilhado recentemente nas redes sociais e também no WhatsApp (alguns citando como fonte o blog CTN-News), a NASA confirmou que a Terra experimentará 6 dias de escuridão quase completa entre os dias 16 a 22 de Dezembro. “O mundo continuará a existir durante esses dias, sem luz solar, devido a uma tempestade, que fará com que poeira e detritos espaciais tornem-se abundantes ao ponto de bloquearem 90% da luz solar”.
 O texto diz que o chefe da NASA, Charles Bolden, fez o anúncio. Porém, é muito estranho que em nenhum de seus post recentes, o Major-General reformado do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos é atual administrador da NASA,  não tenha sequer publicado uma nota sobre essa história de que a Terra experimentará 6 dias de escuridão quase completa entre os dias 16 a 22 de dezembro. Então! Por que ele não postou nada? Porque não é verdade.
Outro detalhe que revela que está história de que a NASA confirmou que a Terra experimentará 6 dias de escuridão quase completa é FALSA. Podemos encontrar no próprio texto dizendo que o fenômeno está previsto para ocorrer em dezembro. De que ano? Basta uma simples pesquisa no Google para ver que essa história circula pela internet pelo menos desde 2014. E já foi desmentida ➜ “Isso é falso. Embora tempestades solares certamente são fenômenos reais, eles não são como tempestades terrestres que podem explodir poeira e sujeira”, como podemos conferir no portal
Esse assunto tem criado uma discussão grande nas redes sociais, mas nada certo e nem nada incerto. Muita gente até acha que é uma paranoia, discutir essa tese, mas, na verdade, ha uma pitada de preocupação entre todos. Já aconteceram outras alertas, não pela NASA, mas sim pelas “profecias” dos Maias, que foi um povo que viveu entre os séculos quatro e nove antes de Cristo. Tudo bem que não eram povos que acreditavam no Deus Verdadeiro, criador de todas as coisas que há na terra, mas eram povos que acertavam as suas, digamos assim, visões de futuro em outras teses.  No caso dos Maias, que “profetizaram” que em dezembro de 2012 ia ser o fim da terra, erraram. Ou não erraram? Eu, Walter Salles, editor do blog e jornal Café com Leite, não estou aqui pra assustar ninguém. Mas, diante da parafernália que virou o mundo, nos últimos 100 ou 150 anos, (criação do carro, do avião e a evolução e invasão da comunicação, o que pra muitos significa ter tirado o planeta do eixo, olhando pelo lado comportamental do homem, que envolve a selvagem exploração do planeta, considerando tudo isso que está acontecendo e admitir uma margem de erro para mais ou para menos de 00000000,1 por cento, os Maias ainda têm cerca de 30 anos de direito, que iria até 2042.
A verdade é que o homem se dividiu em duas partes, principalmente nas últimas décadas, que é aquele capitalista selvagem que só acredita no dinheiro, mas também aquele que tem descartado a necessidade da grana em excesso e partiu para conhecer Jesus Cristo mais de perto. Ambos os povos estão crescendo e sinalizando que algo está pra acontecer. Qualquer pessoa, principalmente quem tiver mais de 50 anos, como eu que já 50quentei, que fizer uma reflexão, vai logo perceber que há cerca de 40 anos atrás, nem o homem estava louco por riqueza, nem também com uma bíblia aberta lendo as palavras das escrituras sagradas, como dizem os mais velhos, se referindo à bíblia. Houve uma mudança no comportamento humano. Essa é a mais pura verdade. Vou abrir aqui um parêntese para falar de uma parábola que acabo de lembrar. (Um gerente de uma fazenda chegou para o seu patrão, demonstrando muita preocupação, e dizia o seguinte: Patrão, o que me traz aqui é que eu fui lá na roça de trigo e percebi que tem muitos pés de joio pelo meio. Eu vim lhe perguntar se posso arrancar os joios, já que eles não produzem nada bom? o patrão, com a sua sabedoria, disse o seguinte: Não…deixe correr como está, no dia da colheita do trigo a gente separa o joio e queima). Quem tiver ouvidos para ouvir que ouça. A sociedade do mundo, de certa forma vive misturada, aparentemente todos são iguais e não tem como saber quem é quem a não ser no dia da colheita. A diferença é que aqui, pela bondade e misericórdia de Deus, muitos pés de joio podem se transformar em pés de trigos, basta reconhecer Jesus como Único Salvador e mudar o coração. O que é mudar o coração? Se arrepender das besteiras que fez, até porque, um coração novo e lapidado por Deus não vai mais aceitar, por exemplo, a corrupção e, sendo assim, naturalmente o pé de joio vai virar o pé de trigo para produzir frutos e grãos bons.
Eu desconfiei desde o começo do texto, que eu ia terminar falando desse novo caminho pro leitor. Pois é, amiga e amigo leitor. Eu diria pra vocês e pra mim, que Deus está de olho na terra e, não temos o direito de falar muita coisa, mas ele pode estar planejando uma mudança, já que a carruagem perdeu os freios. Quanto aos seis dias de escuridão, se você quiser compre comida que aguente esse período em casa e fique preparado. Nunca se sabe. Pode ser que o chefe da NASA preferiu não alertar temendo um pânico geral. É só uma ideia, fiquem tranquilos. Um abraço!

 

Pepe Mojica homenageia o seu companheiro de lutas, revolucionário Fidel Castro


 

 

Resultado de imagem para foto de Pepe Mujica e Fidel

Pepe (José Mojica) em uma das visitas ao amigo Fidel, quando já bastante debilitado

Apenas soube, a notícia foi devastadora. Não deixo de imaginar-te, estendido na pequena cama de madeira que se converteu em seu último refúgio. E aqui estou, sentado na entrada da chácara pensando no que direi ao mundo e como ocultarei esta lágrima, ainda que alguns publicitários digam que é melhor que ela seja vista, que assim se constroem as lendas.
As lendas não podem ser construídas, e você era uma, forjada com o mesmo golpe da metralha e a bandeira tremulando no acampamento, lá na serra, sem se importar se era selva ou pampa, é sempre igual: a batalha dói na entranha do que chamamos nossa terra, esse pedaço de geografia que podemos percorrer, mas que percorre nós mesmos.E penso que tive sorte porque cheguei velho ao cargo e a cara de bonachão nunca me deixou, apesar da prisão e da tortura; as críticas foram menores, não tive que enfrentar o rigor do escrutínio público ao qual você fez frente com essa estatura de gigante com a que deu exemplo ao mundo e não fui forçado a me debater entre patriotas e traidores, ninguém me chamou de tirano. Mas esta sorte também pode ser entendida de uma maneira diferente.

O mundo que eu encarei é o dos cartões de crédito e as vidas consumidas em uma luta para a qual não há guerrilha possível. Todos me escutam com atenção, sorriem, aplaudem e continuam tratando de levar suas vidas vazias com coisas que os consomem, a prazo, mas inevitavelmente. Com você está Cuba que seguirá aí, sem analfabetismo, com o melhor sistema de saúde pública, com a melhor educação do continente e eu ainda aqui, na batalha, não pela vida, mas contra o esquecimento, concentrado em uma luta que não tem sentido porque o Sul se converte em mais Sul a cada dia, os monstros insistem em avançar e agora nos atacam por todos os lados.
A breve ilusão do continente bolivariano volta a desvanecer, com a partida de Hugo, a ignominiosa saída de Dilma e de Cristina, meu confinamento a uma cadeira do Parlamento e a orfandade em que você nos deixa. Certamente logo o sem-sentido de um mundo que não aprende com sua história nos devorará novamente.
As sombras nos espreitam e por hoje, querido amigo, você partiu e não teremos, pelo menos neste ciclo, outra daquelas conversas intermináveis que insuflavam amor e vitória, das quais eu saía rejuvenescido, sentindo que podia enfrentar a mais temível das gárgulas ou cruzar o abismo em um só impulso. A tristeza é inevitável.
Mas o que você diria? “Anda, loco, que não é para ficar triste. E o que tem de mais? É só carne e pele, não se faça você de morto, que a luta segue e segue adiante mesmo assim”, e eu digo a minha mente desvairada “ele não falava assim, não seja irreverente”. Melhor pensar que você teria dito algo mais brilhante, não os contos deste velho louco que tira aplausos de multidões, mas não pôde mover seu povo como você. Que da Oriental surja uma batalha final? Difícil, não impossível… Enquanto isso, a você, nessa estrela do Caribe, uma piscadela e um “Hasta la victoria… siempre!””

Pepe (José Mujica)

Tragédia no ar: Avião cai com equipe da Chapecoense


O avião da LaMia prefixo CP-2933 que caiu com a delegação da Chapecoense, modelo Avro RJ85, é visto em foto de arquivo de setembro de 2015 em Norwich, na Inglaterra (Foto: Matt Varley/Reuters)

 

De acordo às primeiras informações, o avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29). Segundo autoridades colombianas, há 75 mortos e seis sobreviventes. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.Tão logo tornou-se de conhecimento público o ocorrido, a imprensa internacional começou a repercutir a tragédia ocorrida na Colômbia, na cidade de Antióquia, bem próxima a Medellín. Local em que o time catarinense enfrentaria o Atlético Nacional, pela primeira partida da final do Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira. Sites da Alemanha, Espanha, Itália, Chile e Uruguai já estampam a tragédia em suas páginas principais.

Listas de passageiros

à medida em que o tempo vai passando, as notícias sobre mortos e sobreviventes vão tendo alterações, não se sabe ao certo se algum sobrevivente veio a obto após acidente ou se foi erros de primeiras divulgações.

Autoridades colombianas informam que 76 pessoas morreram e cinco sobreviveram. Os goleiros Danilo e Follmann, o lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel Valmorbida estão entre os sobreviventes confirmados, assim como uma aeromoça, ainda com identidade não revelada.

“Conheço William Thiego há muito tempo, as nossas avós moram na mesma rua. A última vez que o vi foi há cerca de dois meses quando ele veio a Aracaju. Desde 4h30 estamos reunidos e apreensivos com as notícias do acidente, as informações ainda são desencontradas. Thiego estava no melhor momento da carreira e sempre que estava de férias voltava para cá para rever os familiares e amigos”, disse o amigo do zagueiro, o jornalista Leonardo Barreto, que mora na capital sergipana.

“A família está muito abalada, aguardando informação oficial porque eles só estão sabendo o que está sendo divulgado pela imprensa”, disse o amigo de infância de Thiego, Marcos Paulo Nascimento Costa, que está reunido com familiares do jogador.

Amigos e familiares acompanham notícias de queda de avião com jogador sergipano (Foto: Denise Gomes/TV Sergipe)Amigos e familiares acompanham notícias de queda de avião com Casa dos familiares do jogador sergipano (Foto: Denise Gomes/TV Sergipe)

 

Willian Thiego começou a carreira como jogador de futebol no Sergipe e depois foi para a categoria de base do Grêmio. Ele foi emprestado para o clube japonês Kyoto Sanga e depois para o Bahia. O profissional também jogou no Ceará, Figueirense e pelo Khazar Lankaran, do Azerbaijão. Em janeiro de 2015, ele pediu liberação da equipe e acertou com a Chapecoense. Ele estava em processo de negociação com o Santos.

Segundo comunicado da Aeronáutica Civil da Colômbia, os seis sobreviventes são os jogadores Alan Ruschel, Danilo e Follmann, o jornalista Rafael Henzel e os comissários de bordo Erwin Tumiri e Ximena Suárez.

Segundo o Bom Dia Brasil, o jogador Neto também teria sobrevivido.

O ex-jogador Mario Sergio, comentarista do canal FoxSports, está entre as vítimas, segundo o Bom Dia Brasil.

VEJA A LISTA DE PASSAGEIROS E TRIPULANTES DO AVIÃO

Os jogadores da equipe de Santa Catarina são os goleiros Danilo e Follmann; os laterais Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo; os zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco; os meias Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.

Ferido em queda de avião da Chapecoense, jogador Alan Luciano Ruschel é atendido em hospital na Colômbia (Foto: Guillermo Ossa/Reuters)Ferido em queda de avião da Chapecoense, jogador Alan Luciano Ruschel é atendido em hospital na Colômbia (Foto: Guillermo Ossa/Reuters)

O acidente

O voo que transportava a equipe da Chapecoense partiu na noite de segunda-feira de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, em direção a Medellín. Segundo a imprensa local, a aeronave  perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h 15 de Brasília), entre as cidades de La Ceja e Abejorral, e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rio Negro, perto de Medellín.- fonte  G1

 

Voluntariamente policiais do Ceará dão aulas de violão para adolescentes e crianças


Geralmente a polícia no Brasil é vista como truculenta e repressora, mas esse quadro pode mudar, até porque ele não generalizado.

Seria bom em cada estado brasileiro existir ideias com o essa, não com violão, mas sim com artesanato ou outras novidades. O grande barato desta história, é que ha, na verdade, um preparo para abrir caminhos no futuro.

 

 

Foto: arquivo pessoal

A meninada está feliz com os seus violões

Policiais militares estão fazendo um trabalho revolucionário, uma mudança de cultura com jovens que moram em bairros com altos índices de violência de Fortaleza, no Ceará. Eles dão aulas de violão, fé e cidadania para 300 crianças de 8 a 18 anos. Segundo o idealizador, o soldado Denis Holanda, durante as primeiras aulas é possível quebrar a imagem de que a polícia só tem repressão e truculência.

“Queremos mostrar o policial como referência, para que deixem de admirar a imagem de um traficante”, diz o soldado Denis, que também faz ronda na região.

“O objetivo é falar de Deus, princípios, educação e comportamento, para que eles se aproximem da gente e tentar diminuir a criminalidade nessas áreas”, explica Denis.

As aulas são dadas por Denis, o soldado Milanez e o Cabo Ângelo, lotados na Messejana, com o apoio do Comandante Capitão Camilo Filho, que autoriza a participação deles no projeto.

As aulas

O projeto funciona nos bairros Tancredo Neves, Barroso e Edson Queiroz.

Os policiais dão aulas uma vez por semana em cada bairro. As reuniões são em associação de moradores e igrejas.

“Atuamos na prevenção e ostensividade. Nas folgas, a gente dá aulas de violão”, explica Denis.

O projeto existe há seis anos e tem dado resultados positivos, como os de jovens que avisaram aos policiais que iriam parar de frequentar as aulas porque finalmente conseguiram um emprego.

“Queremos retirar as crianças de uma situação de risco e fazer com que eles virem cidadãos”, destaca.

A ideia

“Tive essa ideia com o Milanez, quando a gente entrou na polícia. No início do Ronda falava-se sobre uma polícia comunitária, para se aproximar do cidadão. Nós queríamos fazer isso”, explica o PM. O projeto tem apoio do Governo do Estado, que já doou violões para serem usados nas aulas e também permite que os policiais atuem no projeto paralelo como oficiais. o policial conta que o violão foi só mais um atrativo para haver a aproximação. Disse também que os gastos são rateados entre a equipe.

Atitudes dessas deve ser divulgadas para que outros policiais, em outras cidades e estados tenha sigam o exemplo, assim como os poderes municipais, estaduais e federais comecem a preparar os jovens de amanhã por um caminho mais promissor. A coisa não é tão difícil.

 

 

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal. Fonte sonoticiaboa.

Com informações da TribunaDoCeará