Lideranças e intelectuais reunidos no México denunciam perseguição a Lula e criam comitê de defesa da democracia


Aloizio Mercadante e Fernando Haddad representaram o Brasil

Reunidos em Puebla, no México, lideranças e intelectuais progressistas da América Latina lançaram, no último domingo (14/7), declaração conjunta sobre a necessidade de responder à escalada do lawfare como instrumento de perseguição política no continente.

De acordo com o documento, “a guerra legal que foi desencadeada nos últimos anos contra os líderes progressistas da América Latina é uma forma inédita e agressiva de substituir as armas militares pela manipulação de recursos legais”.

O documento aponta a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como o caso mais emblemático da ruptura do Estado de direito.

“Os juízes e investigadores do caso dele, em conivência passível de punição, como ficou demonstrado na recente revelação de conversas no portal “The Intercept”, tem violado sistematicamente as garantias do ex-presidente ao devido processo legal, com a presunção de inocência, o princípio do juiz natural, o direito de defesa, o contraditório e a possibilidade de defender-se em liberdade”, diz a declaração.

“As condições de isolamento em que Lula se encontra neste momento não condizem com a dignidade e o respeito que merece uma pessoa que derrotou a pobreza de seu país, liderou a economia no caminho da competitividade e colocou o Brasil nos cenários regionais e globais de maior importância estratégica”, prossegue o texto.

A declaração é assinada por 25 lideranças e intelectuais da América Latina, de países como México, Chile, Brasil, Equador, Colômbia, Paraguai, Argentina e Uruguai. Representaram o Brasil os ex-ministros Fernando Haddad e Aloizio Mercadante.
Leia a íntegra da declaração:

GRUPO PROGRESSISTA LATINO-AMERICANO 
PUEBLA 2019

Declaração conjunta sobre a necessidade de responder à guerra judicial, o “Lawfare”.

 

A guerra legal que foi desencadeada nos últimos anos contra os líderes progressistas da América Latina é uma forma inédita e agressiva de substituir as armas militares pela manipulação de recursos legais.

O caso mais emblemático dessa ruptura do Estado de Direito é o processo contra o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva. Os juízes e investigadores do caso dele, em conivência passível de punição, como ficou demonstrado na recente revelação de conversas no portal “The Intercept”, tem violado sistematicamente as garantias do ex-presidente ao devido processo legal, com a presunção de inocência, o princípio do juiz natural, o direito de defesa, o contraditório e a possibilidade de defender-se em liberdade.
Da mesma forma, as condições de

isolamento em que Lula se encontra neste momento não condizem com a dignidade e o respeito que merece uma pessoa que derrotou a pobreza de seu país, liderou a economia no caminho da competitividade e colocou o Brasil nos cenários regionais e globais de maior importância estratégica.

Tratando-se de uma séria ameaça contra a democracia regional e o Estado de direito, os dirigentes participantes do Primeiro Encontro do Grupo Latino-Americano Progressivamente, celebrado na cidade de Puebla, México, decidimos constituir o Comitê Latino-Americano pela Defesa da Justiça e da Democracia, integrado por personalidades da região para enfrentar a guerra jurídica que, hoje, aparece como uma das mais sérias ameaças à institucionalidade democrática regional.

Este Comitê vai projetar ações concretas para denunciar os casos de perseguição jurídica contra ex-chefes e chefes de Estado e líderes progressistas no Brasil, Equador, Argentina e outros países latino-americanos. Nos próximos dias, tornaremos públicos os nomes dos seus integrantes.

Assinado na cidade de Puebla em 14 de julho de 2019.

1. Cuauhtémoc Cárdenas Solórzano
2. Karol Aída Cariola Oliva
3. Julián Andrés Domínguez
4. Marco Enríquez-Ominami
5. Carlos Figueroa Ibarra
6. Fernando Haddad
7. Miguel Barbosa Huerta
8. José Miguel Insulza Salinas
9. Camilo Lagos
10. Guillaume Long
11. Clara Eugenia López Obregón
12. Esperanza Martinez
13. Daniel Carlos Martínez Villamil
14. David Méndez Márquez
15. Aloizio Mercadante Oliva
16. Alejandro Navarro Brain
17. René Ortiz
18. Carlos Octavio Ominami Pascual
19. Yeidckol Polevnsky Gurwitz
20. Gabriela Alejandra Rivadeneira Burbano
21. Ernesto Samper Pizano
22. Felipe Carlos Solá
23. Carlos Sotelo García
24. Jorge Enrique Taiana
25. Carlos Alfonso Tomada

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

O bem retorna para o maqueiro que acalentou idosa


Fotos: GloboPlay e Facebook
Fotos: GloboPlay e Facebook

O bem vai e volta! E não foi diferente com o maqueiro Farofa, que ficou famoso no mês passado depois de aparecer em uma foto acalentando no colo uma idosa que sentia dores. Reveja aqui.

O caso aconteceu em abril no hospital público Professor Eládio Lasserre, em Cajazeiras, Bahia. E neste domingo, o maqueiro Idelmar Pereira dos Santos, de 56 anos, teve o reconhecimento pelo seu trabalho em forma de ajuda.

Marco Antonio Andrade, diretor do hospital onde Farofa trabalha, anunciou que os colegas da instituição se uniram e vão reformar a casa do maqueiro.

“Resolvemos com toda equipe aqui, nos mobilizarmos e vamos dar um presente a você que é a reforma da sua casa. Acho que você merece isso pelo que tem feito ao longo desses 15 anos de trabalho e por seu um exemplo para todo mundo”, disse o diretor em entrevista ao Domingão do Faustão, da TV Globo.

A realidade

Idelmar mora em uma casa simples, sem cama. Ele e o filho dormem em colchões espalhados no chão.

Ele Trabalha em dois hospitais, 12 horas em cada para manter a família.

“Eu trabalho em dois lugares para dar uma educação para o meu filho…. Eu pago colégio para ele ter um preparo melhor, para chegar até um vestibular, pra chegar a um setor melhor na vida”, disse Farofa em entrevista a Fausto Silva.

O maqueiro se emocionou ao receber a notícia de que os colegas do hospital vão reformar a casa dele. Humilde, ele se limitou a agradecer a todos os amigos!

Foto: reprodução/TV Globo

Assista a homenagem a Farofa aqui.

Camelô do Rio procura cliente que pagou balas de R$ 2 com nota de R$ 100


Vendedor de balas dá uma aula de honestidade e empatia

Vendedor de balas dá uma aula de honestidade e empatia

Um camelô que vende balas na Zona Oeste do Rio procura uma cliente que lhe deu uma nota de R$ 100 por um pacote que custa R$ 2. Phellipe Guimarães acredita que a senhora se enganou. Ele mobilizou as redes sociais para localizá-la e devolver o “troco”.

A honestidade de Phellipe viralizou: em cinco dias, a postagem do camelô teve quase três mil compartilhamentos.

“Ela me deu o que parecia ser uma nota de R$ 2. Coloquei na bolsa, como sempre faço. Quando parei para contar meu dinheiro, fui ver que a nota não era de R$ 2, mas de R$ 100, toda dobrada”, detalha.

O camelô Phellipe Guimarães vende balas em ônibus em Vila Valqueire — Foto: Reprodução/Redes sociaisO camelô Phellipe Guimarães vende balas em ônibus em Vila Valqueire — Foto: Reprodução/Redes sociais

O camelô Phellipe Guimarães vende balas em ônibus em Vila Valqueire — Foto: Reprodução/Redes sociais

O caso aconteceu na última quarta-feira (10), na Estrada Intendente Magalhães, em Vila Valqueire. Ele estava em um ônibus da linha 383 (Realengo-Praça da República) quando uma senhora o chamou. Comprou dois saquinhos de bala — uma de café, outra de coco.

Ele ainda tentou correr atrás do ônibus, mas não conseguiu.

O ambulante a descreve como “uma senhora de cabelo ruivo, com uma tatuagem de borboleta na mão, de cor branca” e trazia “uma bolsa de onça”.

Phellipe mora em Vila Valqueire. De manhã, vende balas em sinais do bairro e dentro de ônibus. À noite, dá expediente como chapeiro numa barraquinha de lanches em Padre Miguel.

Phellipe postou a foto da nota dobrada em suas redes sociais — Foto: ReproduçãoPhellipe postou a foto da nota dobrada em suas redes sociais — Foto: Reprodução

Phellipe postou a foto da nota dobrada em suas redes sociais — Foto: Reprodução

Após selinho, Tatá Werneck e Fátima Bernardes sofrem ataques homofóbicos


“O namorado ou namorada vive agarrado com gays, travestis e ela mostrando também quem é. Ela deve ser o homem e ele, a mulher”, disse uma seguidora

[Após selinho, Tatá Werneck e Fátima Bernardes sofrem ataques homofóbicos ]
Foto : Divulgação

Fátima Bernardes e Tatá Werneck foram vítimas de vários comentários homofóbicos após a comediante compartilhar no Instagram uma foto do selinho que deu na boca da jornalista durante as gravações da próxima temporada do “Lady Night”.

A foto, recebeu mais de 600 mil curtidas e também muitos elogios. Porém, alguns seguidores fizeram questão de se manifestar contra o beijo entre elas. “Gosto do programa, mas esse beijo é desnecessário”, iniciou uma seguidora. “Aff, qual a necessidade?”, questionou outra, que recebeu uma resposta ainda mais agressiva: “Quer mostrar que é do vale tudo. O namorado ou namorada vive agarrado com gays, travestis e ela mostrando também quem é. Ela deve ser o homem e ele, a mulher”.

“Horrível essa cena dessas apresentadoras. principalmente de Fátima Bernardes”, escreveu uma internauta. E outro: “Apelaram demais, odiei”. “Bando de lésbicas”, comentou um usuário do Instagram.

Na legenda da imagem, Tata Werneck falou sobre a estreia do programa e elogiou Fátima Bernardes: “Segunda feira dia 15 estreia Lady Night versão especial grávida com hemorroida! Teremos a MARAVILHOSA (sério. Sem palavras. Que mulher) @fatimabernardes como vc nunca viu! Fiquei ainda mais fã! Ela é tão …?❤️❤️❤️❤️ te amo Fatima! Fofa, inteligente, engraçada, espirituosa”. Veja:

Jovem que vendia bombons no ônibus para pagar faculdade se forma em medicina!



Jessé Soares é um jovem que mora no Pará. No final de outubro de 2015, ele concluiu o curso de medicina na Universidade do Estado do Pará (UEPA).

Jessé nasceu em uma pequena cidade no interior do Pará, Limoeiro do Ajuru, com 25 mil habitantes. Ele veio de uma família simples e o esforço de seus pais foi fundamental para que Jessé concluísse o ensino médio e continuasse seus estudos.

No ano de 2009, o jovem conseguiu uma vaga na faculdade de medicina, então, mudou-se para a capital do estado, Belém. Nesse mesmo período, sua namorada engravidou da primeira filha do casal. A vinda da filha fez com que Jessé procurasse uma forma de aumentar a sua renda, e foi aí que ele teve a ideia de vender bombons nos ônibus coletivos da cidade. Cada bombom tinha o valor de R$ 0,50. Jessé chegou até mesmo a fazer uma campanha através das redes sociais em 2013, para conseguir manter-se até o final do curso.

 

No final do ano de 2015, Jessé colheu os frutos de todo o seu esforço e perseverança.  Ele conseguiu seu registro profissional e com o seu primeiro salário poderá comemorar com as pessoas que o apoiaram durante a sua jornada.

Em uma entrevista ao G1, Jessé comemora sua conquista: “Foram vários momentos em que batia uma angústia de querer estudar e não ter condições, mas sempre vinha um sentimento de que, quando eu terminasse, as coisas seriam melhores. E estão melhorando”. Jessé não deseja parar por aqui e já está pensando em qual especialização deseja fazer. “Eu quero oncologia ou neuro, que são áreas que exigem bastante dedicação e estudo. Ainda não decidi se vou fazer as provas no final do ano ou em 2016”.


A história de Jessé é inspiradora e um grande exemplo de que, por mais que as coisas estejam difíceis e todas as probabilidades estejam contra nós, sempre temos o poder de criar nossas realidades e manifestar coisas positivas em nossas vidas através de nossas ações. Que mais pessoas possam ser como Jessé!

Vazamentos que incriminam Moro e revelam a farsa da Lava Jato vão virar filme


Glenn Greenwald e Sérgio Moro. Foto: AFP

 

A série de reportagens que revelou os diálogos privados entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol vai virar filme.

Atualmente, há duas possibilidades de produção, sendo uma do próprio Intercept, veículo do qual o jornalista americano é um dos fundadores, e outra independente.

Segundo o blog apurou, a obra será feita nos moldes de “Democracia em vertigem”, documentário de Petra Costa que conta a ascensão e queda do PT no governo.

Durante o depoimento de Glenn no Senado, ontem (11), cinegrafistas estrangeiros com equipamentos cinematográficos registravam imagens da audiência pública. Uma produtora confirmou que estava trabalhando em uma produção independente iniciada havia pouco tempo.

Ao fim da reunião, o próprio Glenn confirmou a informação ao blog. “Sim. Estamos trabalhando nisso”.

 

(…)

Bispo de Limeira recebia ‘mensalinho do abuso’ para acobertar padres denunciados


NO VATICANO – O bispo Vilson Dias de Oliveira com o papa Francisco em 2014: acusado de extorquir os pedófilos (Diocese de Limeira/.)

Da Veja:

(…) No escândalo de Araras, o bispo Vilson Dias de Oliveira não deu andamento às denúncias que estavam sob sua jurisdição. Além do envolvimento de Leandro, há vítimas dos padres Carlos Alberto da Rocha e Felipe Negro. O dossiê enviado ao Vaticano não trata apenas de pedofilia. Há indícios fortes ali também de uma espécie de “mensalinho do abuso”.

As vítimas afirmam que o bispo exigia propinas dos párocos de conduta condenável para deixá-los atuar sem ser investigados. A prática teria rendido dividendos visíveis. Vilson possui dez imóveis registrados em seu nome, todos em São Paulo. Metade deles na cidade de Guaíra e os outros em Itanhaém, no litoral sul paulista. Em uma avaliação conservadora, a soma do patrimônio supera a marca de 1,5 milhão de reais.

É o verdadeiro milagre da multiplicação imobiliária. Procurado por VEJA, o bispo disse, por meio de seu advogado, que não cometeu condutas ilícitas. Acusado de abuso contra Paula Vallentin e de ter assediado Mariele da Silva Dibbern, Felipe Negro negou os crimes. “Essas denúncias não conferem”, limitou-se a dizer. O advogado Paulo Henrique de Moraes Sarmento falou em nome do padre Leandro: “Das seis pessoas, apenas duas foram ouvidas na delegacia competente para apurar o caso, e as outras quatro foram levadas até outra delegacia, onde foram ouvidas à revelia deste defensor, violando-se o direito de ampla defesa de meu cliente”. O defensor também refuta a história do “mensalinho do abuso”. “O padre Leandro nunca fez nenhum pagamento a dom Vilson”, afirma.

 

RACISMO: Apresentador faz comentário racista ao vivo e repórter abandona o programa.


No telejornal da TV alterosa de Minas Gerais, afiliada do SBT, o apresentador Stanley Gusman, foi infeliz ao fazer um comentário ao vivo, quando o repórter Rafael Miranda fazia uma reportagem de rua. Durante a transmissão, quando foi indagado sobre o Ibope, o apresentador citou que conhecia muito bem o dono.

Ao continuar a gravação, o apresentador disse que o Ibope era duvidoso pois o dono se chamava Montenegro, pois se fosse idôneo, o dono chamaria Montebranco, o que causou grande indignação ao repórter que falava com ele e aos telespectadores.

 

O repórter Rafael Miranda que é deputado, abandonou a transmissão e pediu dispensa a emissora, não conformando de maneira alguma com o episódio ocorrido,

Informações: R7

Veja o vídeo que viralizou negativamente nas redes sociais:

Vídeo incorporado

 

 

Após rompimento de barragem, casas em Coronel João Sá são evacuadas


O Corpo de Bombeiros de Paulo Afonso foi acionado para ajudar nos atendimentos da região

[Após rompimento de barragem, casas em Coronel João Sá são evacuadas]
Foto : Divulgação

Após o rompimento de uma barragem de água em Pedro Alexandre, na Bahia, moradores que vivem às margens de rios na cidade Coronel João Sá – município vizinho – foram retirados.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Diego de Jesus, escolas serão usadas para abrigar moradores. “Colocamos as pessoas nas escolas. Todas as pessoas que estavam na margem do rio foram retiradas”, afirmou, à Record TV Itapoan.

Segundo Jesus, mais de 350 famílias precisaram ser movidas. A Superintendência de Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec) informou que o caso ocorreu por volta das 11h, no distrito de Quati. Por causa da quantidade de lama, as estradas estão intransitáveis, o que dificulta o atendimento pelos órgãos à população.

Ainda de acordo com o órgão estadual, o Corpo de Bombeiros de Paulo Afonso foi acionado para ajudar nos atendimentos da região.

DEMITIDO DA GLOBO, MAURO NAVES É SONDADO PELA RECORD, DIZ O DIA


Mauro Naves virou alvo de emissora (Imagem: Reprodução / Globo)

O site RD1 informa que Mauro Naves saiu da Globo após mais de 30 anos de serviços prestados à emissora. Um dos pilares das transmissões esportivas do canal carioca, o jornalista deixou a casa após ser envolvido na polêmica do caso Neymar Jr e Najila Trindade.

De acordo com a publicação, sem emprego, Mauro Naves virou alvo da principal concorrente da Globo: a Record. Segundo informações da jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a emissora do bispo Edir Macedo tem o desejo de tê-lo em seu quadro de funcionários. Questionado, Mauro respondeu: “Olha só, eu ainda não formalizei juridicamente minha saída da Globo. E antes disso prefiro não me manifestar”. O repórter esportivo avisou que por enquanto não manteve contato com nenhuma emissora. “Fico feliz em saber porque estarei aberto a novos caminhos a partir do momento que minha saída for concretizada. Mas não mantive contato com ninguém, por enquanto!”, declarou.

TÁBATA EXPLICA PORQUE VOTA SIM PELA REFORMA DA PREVIDÊNCIA


Não adianta a Tabata querer tapar o sol com Uma peneira, pois os seus eleitores não irão votar mais Nela. Isso que ela fez, de trair o povo e o partido, é imperdoável. Se Ela levou alguma vantagem com isso, que faça um bom proveito. Mas que ela hoje é Vista Como mais Uma aliada do governo, isso é fato. Até aqui Walter salles.

 

Reforma da Previdência: Entenda os critérios para o meu voto, a partir de estudos com o Movimento Acredito

Batman da vida real resgata animais que seriam mortos em abrigos


Foto: reprodução

Foto: reprodução

Ele usa capa, é um morcego, um super-herói… o Batman que ajuda animais em perigo e vítimas de maus-tratos.

O nome dele por trás da máscara é Chris Van Dorn, fundador da organização sem fins lucrativos de resgate de animais, Batma4Paws – em tradução livre, Batman 4 Patas –

O cavalheiro das trevas, que poderia ser muito bem das luzes, salvou, entre outros, um pit bull abandonado chamado Koko.

A cachorra chegou ao Pet Resource Center de Tampa, nos EUA, como desabrigada e foi colocada na lista para eutanásia, ou seja, iria ser morta por causa da superlotação de animais no abrigo.

Uma hora antes que se cumprisse a sentença de morte, chegou o salvador, o homem morcego, para resgatá-la e levá-la para o novo lar adotivo.

Koko foi retirada do abrigo e levada a Gatlinburg, no Tennessee.

Uma viagem de oito horas e Chris a caráter, com a fantasia de Batman.

“Eu diria que sou apenas o intermediário”, disse Van Dorn ao The Dodo.

“Os verdadeiros heróis são as pessoas que dão a esses cães um lar bom e amoroso.”

Koko é um dos muitos cães e gatos que Van Dorn ajudou a transportar de abrigos superlotados para a segurança de lares adotivos.

Motivo

E o que tem a ver se vestir de Batman para salvar um animal?

Bem, isso ajudou Van Dorn a despertar o interesse sobre a importância da adoção de animais.

” O traje apenas deixa todo mundo feliz e sorrindo”, disse Van Dorn.

“É especial ver o Batman andando por aí e, quando descobrem que ele está fazendo uma boa ação no mundo, ficam ainda mais impactados”.

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Com informações do MSN/The Dodo

 

Câmara aprova reforma da Previdência que deixa os pobres mais longe da aposentadoria


O texto-base da reforma da Previdência é aprovada em 1º turno na Câmara com 379 favoráveis e 131 contrários; PEC que na prática inviabiliza aposentadoria dos mais pobres ainda passará por segunda votação no Plenário

Agência Câmara – O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou em 1º turno, por 379 votos a 131, o texto-base da reforma da Previdência (PEC 6/19). Agora os parlamentares começarão a votar os destaquesapresentados à proposta.

Os destaques podem ser de emenda ou de texto. Para aprovar uma emenda, seus apoiadores precisam de 308 votos favoráveis. No caso do texto separado para votação à parte, aqueles que pretendem incluí-lo novamente na redação final da PEC é que precisam garantir esse quórum favorável ao trecho destacado.

A matéria foi aprovada na forma do substitutivo do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que apresenta novas regras para aposentadoria e pensões.

O texto aumenta o tempo para se aposentar, limita o benefício à média de todos os salários, aumenta as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS e estabelece regras de transição para os atuais assalariados.

Outros pontos

Ficaram de fora da proposta a capitalização (poupança individual) e mudanças na aposentadoria de pequenos produtores e trabalhadores rurais.

Na nova regra geral para servidores e trabalhadores da iniciativa privada que se tornarem segurados após a reforma, fica garantida na Constituição somente a idade mínima. O tempo de contribuição exigido e outras condições serão fixados definitivamente em lei. Até lá, vale uma regra transitória

Para todos os trabalhadores que ainda não tenham atingido os requisitos para se aposentar, regras definitivas de pensão por morte, de acúmulo de pensões e de cálculo dos benefícios dependerão de lei futura, mas o texto traz normas transitórias até ela ser feita.

Obstrução

A oposição obstruiu os trabalhos por ser contra os termos do substitutivo, argumentando que as regras são rígidas demais, principalmente para os trabalhadores de baixa renda. Com informações do 247.

Moro reaparece ao lado de general e comemora Previdência


Desaparecido desde seu desastroso depoimento sobre a Vaza Jato na Câmara, em 2 de julho, Sérgio Moro reapareceu na noite desta quarta-feira com um tweet em que comemorou a vitória do governo na votação do fim da Previdência, alinhando-se ao coração econômico do governo Bolsonaro; além disso postou uma imagem simbólica, com uma conotação ameaçadora: uma foto da visita que recebeu do general Villas Bôas, que ameaçou o STF publicamente em abril e setembro de 2018, caso a Corte acolhesse um habeas corpus a favor de Lula e, depois se o Supremo autorizasse a candidatura do ex-presidente; o general voltou a ameaçar o STF novamente logo após a Vaza Jato

(Foto: Reprodução/Twitter)

Desaparecido desde seu desastroso depoimento sobre a Vaza Jato na Câmara, em 2 de julho, Sérgio Moro reapareceu na noite desta quarta-feira (10)  com um tweet em que comemorou a vitória do governo na votação do fim da Previdência, alinhando-se ao coração econômico do governo Bolsonaro; além disso postou uma imagem simbólica, com uma conotação ameaçadora: uma foto da visita que recebeu do general Villas Bôas, que ameaçou o STF publicamente em abril e setembro de 2018, caso a Corte acolhesse um habeas corpus a favor de Lula e, depois se o Supremo autorizasse a candidatura do ex-presidente; o general voltou a ameaçar o STF novamente logo após a Vaza Jato.

Villas Bôas é o mais destacado líder do Exército, apesar de sua doença grave (ele tem esclerose lateral amiotrófica – ELA). Nomeado comandante do Exército em fevereiro de 2015 por Dilma Roussef, cumpriu papel similar ao do general chileno Augusto Pinochet que, nomeado pelo então presidente Salvador Allende comandante do Exército daquele país, comandou o golpe militar de 1973. Villas Bôas não precisou movimentar suas tropas, mas foi o fiador do golpe parlamentar contra Dilma e depois ameaçou o STF explicitamente por duas vezes, contra Lula.

Por seu papel no golpe e na eleição de Bolsonaro -que a ele atribiuiu sua vitória- ganhou um cargo importante no Palácio do Planalto, no Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Se não fosse por sua doença, seria ministro.

Villas Bôas está em campo para garantir Moro no cargo e, mais uma vez, ameaçando o STF. Dois dias depois das primeira revelações da Vaz Jato, mostrando a conspiração da operação da Lava Jato contra o país e Lula, o general lançou mais um de seus tweets sombrios:  ““Momento preocupante o que estamos vivendo, porque dá margem a que a insensatez e o oportunismo tentem esvaziar a operação lava a jato, que é a esperança para que a dinâmica das relações institucionais em nosso país venham a transcorrer no ambiente marcado pela ética e pelo respeito ao interesse público. Expresso o respeito e a confiança no Ministro Sérgio Moro.”

Veja a seguir o tweet de Moro com o encontro de ontem, o de Villas Bôas em apoio ao ex-juiz e a celebração pelo fim da Previdência Social: Fonte: 247