Pai se passa por filha de 7 anos e ajuda a prender suspeito de enviar fotos íntimas para crianças no PI


Homem enviava mensagens ara crianças e convidava para fazer sexo. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Homem enviava mensagens ara crianças e convidava para fazer sexo. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

O pai de uma menina de sete anos ajudou a Polícia Civil do Piauí a prender um homem suspeito de enviar fotos íntimas e aliciar várias crianças. A prisão aconteceu na manhã desta terça-feira (21) na cidade de Pedro II, onde o suspeito morava. A criança e o pai são de Teresina e o caso foi registrado no 12º Distrito Policial. A defesa alega que o suspeito sofre de problemas mentais.

Homem mandava fotos íntimas para crianças do Piauí, disse a polícia. — Foto: Divulgação/Polícia CivilHomem mandava fotos íntimas para crianças do Piauí, disse a polícia. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Homem mandava fotos íntimas para crianças do Piauí, disse a polícia. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com o delegado titular do DP, Ademar Canabrava, a criança avisou ao pai que uma pessoa estava lhe mandando mensagens “estranhas” e o pai começou a trocar mensagens com o suspeito. Quando o homem começou a enviar fotos íntimas para o telefone da filha, o pai procurou a polícia.

Nas mensagens, fornecidas pela polícia ao G1, o suspeito diz que quer “transar” e fazer “sexo” com a menina. Pede ainda que ela envie fotos para ele usando apenas calcinha e das partes íntimas.

Homem chegou a dizer que "transou" com uma menina de 9 anos, nas mensagens. — Foto: Divulgação/Polícia CivilHomem chegou a dizer que "transou" com uma menina de 9 anos, nas mensagens. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Homem chegou a dizer que “transou” com uma menina de 9 anos, nas mensagens. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Diante disso, o delegado pediu a quebra do sigilo telefônico e o suspeito foi identificado. O nome do homem é Francisco James, segundo o delegado, ele foi preso em casa e já prestou depoimento. O delegado informou que o homem contou já ter estuprado uma menina de 9 anos há algum tempo, em Pedro II.

“O pai pegou o celular da filha de 7 anos, viu as mensagens e passou a conversar com esse homem. Em seguida ele nos procurou e passamos a acompanhar as conversas. Após isso, entramos em contato com a operadora para identificar o nome, endereço e verificamos que ele se encontrava na cidade de Pedro II. Determinei que uma equipe se deslocasse até lá e prendesse em flagrante”, explicou o delegado.

Delegacia do 12º Distrito Policial de Teresina. — Foto: Glayson Costa/G1Delegacia do 12º Distrito Policial de Teresina. — Foto: Glayson Costa/G1

Delegacia do 12º Distrito Policial de Teresina. — Foto: Glayson Costa/G1

O celular do homem, apreendido pela polícia, tinha várias mensagens com outras crianças. A polícia vai investigar se alguma delas manteve contato com o suspeito pessoalmente. Ele foi autuado pelo artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê que é crime “aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso”.

O homem está preso e passará por audiência de custódia. O advogado do homem esteve na delegacia e alegou que o suspeito sofre de problemas mentais.

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

AMOR ETERNO: Mãe grávida e com câncer, recusa quimioterapia e morre para salvar o filho


A mãe Suelen Camilo, de 27 anos, emocionou a família e os moradores de Londrina, ao preferir não fazer quimioterapia, para tratar de um câncer no ovário para não prejudicar e tentar salvar a vida de seu bebê.

As sessões de quimioterapia poderiam salvá-la ou prolongar a sua vida, mas para isso, ela teria que abortar o bebê. Suelen então, optou por não fazer o tratamento para dar a chance de seu filho nascer.

Suelen deu a luz ao menino que nasceu saudável mas ela não resistiu e veio a falecer, duas semanas após o parto.

Seu esposo, Luciano Alberto, comandante do Corpo de Bombeiros muito abalado, não quis dizer nada, quer somente cuidar do menino como se fosse ele, pai e mãe.

Com informação de Londrina 24h

 

China isola segunda cidade para tentar frear epidemia de coronavírus


Passageiros usam máscaras para evitar a contaminação pelo coronavírus em estação ferroviária de alta velocidade, em Hong Kong, nesta quarta-feira (22) — Foto: Kin Cheung/APPassageiros usam máscaras para evitar a contaminação pelo coronavírus em estação ferroviária de alta velocidade, em Hong Kong, nesta quarta-feira (22) — Foto: Kin Cheung/AP

Passageiros usam máscaras para evitar a contaminação pelo coronavírus em estação ferroviária de alta velocidade, em Hong Kong, nesta quarta-feira (22) — Foto: Kin Cheung/AP

China suspendeu a circulação de trens em mais uma cidade do país para tentar conter uma epidemia de coronavírus. A medida foi tomada nesta quinta-feira (23) no município de Huanggang, onde vivem 7,5 milhões de habitantes. Antes, a China já havia adotado medidas para isolar Wuhan.

Segundo a agência France Presse, o prefeito de Huanggang suspendeu a circulação de trens da cidade, situada a 70 quilômetros de Wuhan. A medida vale até o final desta quinta. Depois, ela poderá ser retirada ou mantida pelas autoridades locais.

Pedestre cobre o rosto com máscara sanitárias após a confirmação dos primeiros casos de coronavírus em Hong Kong, China. Foto de 23 de janeiro de 2018. — Foto: Miguel Candela Poblacion/Anadolu AgencyPedestre cobre o rosto com máscara sanitárias após a confirmação dos primeiros casos de coronavírus em Hong Kong, China. Foto de 23 de janeiro de 2018. — Foto: Miguel Candela Poblacion/Anadolu Agency

Pedestre cobre o rosto com máscara sanitárias após a confirmação dos primeiros casos de coronavírus em Hong Kong, China. Foto de 23 de janeiro de 2018. — Foto: Miguel Candela Poblacion/Anadolu Agency

A Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu o primeiro alerta da doença em 31 de dezembro de 2019, depois que as autoridades chinesas notificaram casos de uma misteriosa pneumonia na cidade de Wuhan. Foram, então, adotadas medidas como isolamento de pacientes e realização de exames para identificar a origem da doença.

Casos de coronavírus em outros cinco países

Além da China, outros 5 países já registraram pacientes afetados pelo vírus, que provoca um tipo de pneumonia: Estados Unidos, Japão, Tailândia, Taiwan e Coreia do Sul

Há ainda casos suspeitos no México, em Hong Kong, nas Filipinas e na Austrália.

Ministério da Saúde descarta caso em MG

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) investiga a suspeita de um caso de coronavírus em Belo Horizonte. A paciente é uma mulher, brasileira, de 35 anos, que veio de Xangai, na China.

O Ministério da Saúde, no entanto, disse que, até o momento, não há detecção de nenhum caso suspeito no Brasil de pneumonia “relacionado ao evento na China”.

A pasta falou também que “o caso noticiado pela SES-MG não se enquadra na definição de caso suspeito da Organização Mundial da Saúde (OMS)”. A SES informou que o caso em questão foi notificado ao órgão como suspeito e que as investigações “precisarão seguir o curso definido até sua conclusão”.

 

Filha encontra pai biológico após 56 anos com aviso do Facebook


Pai e filha - Foto: SWNS

Pai e filha – Foto: SWNS

Uma filha conseguiu achar o pai biológico porque o nome dele foi sugerido como amigo pelo Facebook.

Karen Harris, de 56 anos, foi dada para adoção logo que nasceu, no início dos anos 1960. Os pais delas eram adolescentes na época e não se casaram.

Quando Karen completou 18 anos, ela procurou uma agência de adoção para tentar rastrear os pais biológicos.

Ela não sabia praticamente nada sobre a família, mas depois que uma assistente social compartilhou com ela detalhes que eles poderiam ter, Harris primeiro conseguiu encontrar a mãe biológica dez anos depois.

Faltava então encontrar o pai.

Ela sabia que ele era eletricista de Croydon e seu nome era Trevor Sinden, mesmo assim não conseguiu localizá-lo na época.

O aviso

Décadas depois, o nome dele apareceu no recurso “Amigos sugeridos” do Facebook.

Karen Harris vive em Penryn, na Cornualha e Trevor Sinden a mais de 500 km de distância, em Kent, EUA

Ao vasculhar o perfil e histórico on-line, ela percebeu que poderia estar realmente olhando para o pai.

Conversas

Os dois conversaram por várias semanas antes de se encontrarem pela primeira vez, na semana passada e ambos disseram que era como se se conhecessem a vida inteira.

“É tão surreal que as chances de se encontrar são tão pequenas”, disse Sinden, 72 anos.

“Procurei na internet, mas nunca a encontrei. É cedo, mas sinto que já nos conhecemos muito bem. Se não fosse pelo Facebook, não teríamos nos conhecido.”

O encontro

O pai e a filha decidiram se encontrar em Lyme Regis, Dorset, a meio caminho entre Cornwall e Kent.

Quando se viram pela primeira vez, eles se abraçaram por tanto tempo que um pedestre disse: “Espero que vocês se conheçam.”

Eles tiveram muito o que fazer nos dias seguintes, que foram gastos em caminhadas e em passeios.

Harris também foi apresentada a dois de seus primos e passou “um tempo maravilhoso com muitas memórias novas”.

Gratidão

“É algo que alguém que não é adotado provavelmente não consegue se identificar ou entender, mas muda a maneira como você olha o mundo.

“Agora há alguém como eu, me amando por mim e eu aprecio cada momento. Sou incrivelmente abençoada por encontrá-lo agora.

Com informações do GNN

Mulher sem mãos e pernas tem pedido de benefício negado pelo INSS por não poder assinar papel, em RO


Ex-sinaleira diz ter feito três pedidos no INSS, mas todos foram negados. Ela diz que precisa do benefício, pois a filha fica em casa para ajudá-la na alimentação e banho.

Benefício Negado: Cleomar fez 3 pedidos ao INSS para tentar receber benefício

Olhar em Pauta: sem mãos, mulher fica sem INSS por não assinar documento

Essa matéria que foi publicada pelo G1, narra a história de uma mulher sem mãos e pernas que teve um pedido de benefício negado por não poder assinar os documentos oficiais que autorizam o pagamento do auxílio pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Porto Velho.

Em entrevista ao Jornal de Rondônia 1ª Edição, a ex-sinaleira Cleomar Marques conta que entrou com três pedidos no INSS em 2019, mas todas as solicitações foram negadas. Uma delas porque Cleomar não poderia assinar os papéis.

Olhar em Pauta: sem mãos, mulher fica sem INSS por não assinar documento

“Uma servidora puxou os papéis e perguntou: ‘quem vai assinar? Você assina?’. Eu disse que não podia assinar, mas sim a minha filha ou minha mãe. A mulher então olhou e disse: ‘ah, então não vale’. Daí ela pegou, rasurou o papel e jogou fora”, afirma.

O INSS foi questionado a respeito da frase que, segundo Cleomar, a servidora falou, mas não respondeu até a última atualização desta reportagem.

Mesmo com a negativa do INSS, Cleomar fez um novo requerimento para tentar um benefício assistencial à pessoa portadora de deficiência,que também foi indeferido por ela ter uma renda per capita familiar superior a 1/4 do salário mínimo, ou seja, uma média de R$ 238,50.

À Rede Amazônica, o INSS informou que a renda foi apurada com as informações do Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do governo.

Em um terceiro requerimento, a ex-sinaleira teve a solicitação de benefício indeferida porque o INSS alegou “falta do período de carência”.

Cleomar diz que se sente constrangida após tantas negativas do INSS — Foto: Rede Amazônica/ReproduçãoCleomar diz que se sente constrangida após tantas negativas do INSS — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Cleomar diz que se sente constrangida após tantas negativas do INSS — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Cleomar diz que precisa do auxílio do INSS, pois não pode trabalhar e sua filha fica em casa para ajudá-la na alimentação e banho, por exemplo. Atualmente, mãe e filha dependem de doações para sobreviver.

“Olha, é um constrangimento para mim tudo isso. Eu trabalhava, tinha minha vida e agora sou dependente dos outros. É a minha filha, única que mora comigo, que faz tudo para mim”, desabafa.

Amputações dos membros

Cleomar trabalhava como sinaleira em uma das usinas de Porto Velho e, de uma hora pra outra, passou a sentir dores fortes no estômago. Ela foi várias vezes na emergência e o médico desconfiou de uma gastrite.

A mulher então fez um novo exame e foi informada que seu problema poderia ser Helicobacter pylori, uma bactéria que aparece na mucosa do estômago. Em uma outra consulta o médico informou que o problema era na vesícula.

A dor continuou e, após idas e vindas na emergência, Cleomar pediu para ser internada no pronto socorro do Hospital João Paulo II.

Atualmente, Cleomar diz depender de doações para viver com a filha — Foto: Rede Amazônica/ReproduçãoAtualmente, Cleomar diz depender de doações para viver com a filha — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Atualmente, Cleomar diz depender de doações para viver com a filha — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Foi então que os médicos decidiram operar a paciente. Após a cirurgia, Cleomar entrou em coma, teve infecção generalizada e os membros foram necrosando. Quando acordou não tinha mais os membros inferiores e superiores.

“Quando eu acordei eu já estava assim [amputada]. Abriram tudo em mim, mas eu não vi nada. Só lembro de entrar na sala de cirurgia”, diz.

O que diz o INSS?

Segundo a assessoria de comunicação do INSS, foi solicitado ao instituto um auxílio-doença para Cleomar e este foi indeferido por falta de período de carência, no ano passado. Depois, um novo benefício foi solicitado, também sendo indeferido por apresentar renda per capita familiar superior a 1/4 do salário mínimo.

Ainda segundo o INSS, a renda da família foi apurada em razão das informações constantes do cadastro único para programas do governo federal.

O INSS informou ainda que atendeu pessoalmente a filha de Cleomar e foi informado que um novo requerimento poderia ser feito se houvesse alteração da composição do grupo e também da renda familiar junto ao Cadúnico.

Ainda segundo o instituto, Cleomar agora pode procurar o INSS, pois poderá solicitar o requerimento de um novo benefício.

Matéria publicada na íntegra pelo G1

Associação de Juristas pede à PGR que enquadre por abuso de autoridade procurador que denunciou Glenn


O procurador Wellington Divino Marques de Oliveira

De acordo a matéria do DCM, a ABJD (Associação Brasileira de Juristas pela Democracia) protocolou nesta quarta-feira, 22/01, na PGR (Procuradoria Geral da República), uma representação (acesse aqui) contra o procurador no Distrito Federal, Wellington Divino Marques de Oliveira. A entidade aponta evidente prática de abuso de autoridade na denúncia apresentada pelo MPF (Ministério Público Federal) contra o jornalista Glenn Greenwald e pede que seja instaurado procedimento de investigação para apuração de conduta ilícita.

Para a Associação, a acusação apresentada pelo procurador descreve fato que não pode ser considerado crime. “Tenta criminalizar a livre manifestação do pensamento e a divulgação de informações, atingindo em cheio o direito fundamental à liberdade de expressão, liberdade de informação e liberdade de imprensa (art. 5º, incisos IV e IX, e art. 220 da CF)”, conforme representação.

Os Juristas pela Democracia afirmam que o uso do aparelho de Estado em desacordo com o que é determinado nas normas e em desrespeito aos direitos dos cidadãos foi o que levou à aprovação da Lei 13.869, em 2019, conhecida como Lei de Abuso de Autoridade.

“Ao acionar o Poder Judiciário de forma infundada e para dar vazão à sua posição político-ideológica, o procurador incide no que prevê o art. 30, da Lei 13.869/2019, com evidente abuso de autoridade”, aponta documento.

‘Quando vão perceber a fria na qual entraram?’ Marta questiona as elites sobre os retrocessos do governo Bolsonaro


Mais dias menos dias, Marta acredita que cada um da elite dominante, vai descobrir a barca furada que entrou. “Éramos felizes e não sabíamos”, logo vão dizer

Em um grupo de discussão nas redes sociais, a ex-prefeita de São Paulo e ex-senadora Marta Suplicy aproveitou a manhã deste sábado (18) para  perguntar quanto tempo as elites do país ainda vão demorar para entender os retrocessos do governo Bolsonaro.

Segundo Marta, os mais pobres já se tocaram.

E a classe média começa a se questionar.

“Quando as elites vão perceber a fria na qual entraram?

Os mais pobres deste país já perceberam.

A classe média começa a se perguntar. Nada justifica ter que passar a ouvir as falas vexaminosas e desrespeitosas de um presidente despreparado além de desequilibrado. Percebe-se o desmonte de ações e instituições fundamentais para os cidadãos e a ameaça de um governo cada vez mais autoritário e contra as liberdades inerentes a um governo democrático.

Temos que nos preparar para este enfrentamento. A resposta virá pelas urnas”. Fonte DCM.

Irmão de Bolsonaro faz intermediação de verbas do governo federal


Jair Bolsonaro ao lado do irmão, Renato

Da Folha:

O comerciante Renato Bolsonaro, irmão do presidente da República, Jair Bolsonaro, tem atuado como mediador informal de demandas de prefeitos do estado de São Paulo interessados em verbas federais para obras e investimentos.

A Folha identificou a participação do irmão do presidente na liberação de dinheiro para ao menos quatro municípios do litoral e do Vale do Ribeira, região de origem da família Bolsonaro.

Sem cargo público, Renato participa de solenidades de anúncio de obras, assina como testemunha contratos de liberação de verbas, discursa e recebe agradecimentos públicos de prefeitos pela ajuda no contato com a gestão federal comandada pelo irmão.

Ao todo, após a atuação de Renato, foram mais de R$ 110 milhões repassados para construção de pontes, recapeamento asfáltico e investimento em centros de cultura e esportes nas cidades de São Vicente, Itaoca, Pariquera-Açu e Eldorado, município onde moram familiares do presidente.

 

Minas Gerais tem primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil


Paciente de 35 anos veio de Xangai, na China, e chegou à capital mineira na semana passada

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) investiga um caso suspeito de coronavírus em Belo Horizonte. Trata-se de uma mulher de 35 anos que esteve em Xangai, na China, e desembarcou na capital mineira no sábado 18, “com sintomas respiratórios, compatíveis com doença respiratória viral aguda”.Tendo em vista o contexto epidemiológico atual do país onde a paciente esteve, foi considerada a hipótese de doença causada pelo novo Coronavírus, que é microrganismo de alerta sanitário internacional”, informou a SES-MG, em nota.

Marinha alerta para ventos de até 87 km/h na Bahia durante ciclone


A Marinha do Brasil emitiu um alerta na noite de ontem (21) para o índice de ventos fortes na Bahia por conta da passagem de um ciclone no litoral do estado. Segundo o comando militar, a partir desta quinta-feira (23), o fenômeno pode apresentar características subtropicais, quando poderá ser classificado como Depressão Subtropical. A formação do ciclone está associada ao estabelecimento de uma zona de convergência sobre uma região em que a temperatura da superfície do mar está sendo observada entre 26ºC e 27ºC. Caso a intensidade dos ventos observados alcance ou supere 63 km/h (34 nós), o fenômeno será reclassificado como Tempestade Subtropical “Kurumí”, expressão em tupi-guarani que significa “menino”.
De acordo com a Marinha, a provável área de formação do ciclone subtropical será em alto-mar, entre o Norte do estado do Rio de Janeiro e o Sul do estado do Espírito Santo, com deslocamento inicialmente para Sul, afetando as condições de tempo e mar entre os estados de Santa Catarina e Bahia, a partir de quinta-feira pela manhã.
São esperados ventos com direção de Nordeste a Norte e intensidade de até 87 km/h (47 nós) em alto-mar, entre o estado do Rio de Janeiro, ao Norte de Arraial do Cabo (RJ) e o estado da Bahia, ao Sul de Caravelas (BA), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25. Também são esperados ventos com direção de Nordeste a Norte e intensidade de até 61 km/h (33 nós) em alto-mar, no estado da Bahia, entre as cidades de Caravelas (BA) e Ilhéus (BA), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25.
Os ventos poderão ocasionar agitação marítima resultando em ondas de direção de Sudeste a Leste e
altura entre 3,0 e 4,0 metros em alto-mar, entre o estado de Santa Catarina, ao Norte de Laguna (SC) e o
estado do Rio de Janeiro, ao Sul de Arraial do Cabo (RJ), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25. Também é
esperada agitação marítima resultando em ondas de direção de Nordeste a Norte e altura entre 3,0 e 4,0
metros em alto-mar, entre o estado do Rio de Janeiro, ao Norte de Arraial do Cabo (RJ) e o estado da Bahia,
ao Sul de Caravelas (BA), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25.
O alerta foi emitido por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), em colaboração com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE) e o Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica da Força Aérea Brasileira (CIMAER/FAB).

Fonte: Amargosa News

Após demissão sem aviso prévio, médico atende pacientes na calçada


Uma demissão nunca é um momento fácil para ninguém. Mas ser demitido sem aviso prévio pode ser ainda mais complicado e foi assim com o médico clínico-geral e de saúde da família, Rodrigo Ferreira Gomes, de 31 anos. Assim que o Dr. chegou no Hospital Maternidade João Ferreira Gomes, no bairro Padre Lima, em Itapajé, recebeu a notícia que havia sido demitido, segundo matéria do site O Povo.

Segundo um morador que não quis ser identificado, “Quando ele chegou ao hospital hoje pela manhã, um pouco atrasado, já havia médicos de uma cooperativa substituindo ele e outro médico, que foi retirado da função de direção clínica devido à questões políticas, por não apoiar o candidato do prefeito. O Dr. Rodrigo foi informado pela direção que estava exonerado.” Aparentemente, a demissão ocorreu com a mudança da direção clínica da unidade hospitalar.

O médico também resolveu esclarecer o ocorrido. “A gestão está querendo justificar a minha retirada porque teve um dia, duas semanas atrás, que não tinha médico para atendimento durante uma manhã inteira, pois eu estava viajando. Eu avisei com um mês de antecedência sobre essa viagem e tenho os documentos que comprovam isso. Era obrigação deles fazer uma substituição. Foi falta de responsabilidade deles e querem responsabilizar a gente”, revelou.

demissão, médico Itapajé atende pacientes calçada

Segundo ele, se um médico precisa faltar, o Conselho Federal de Medicina (CFM) revela que é responsabilidade do diretor clínico fazer a substituição até 24 horas antes do plantão. Dr. Rodrigo já trabalhava há mais de seis anos no hospital e nas quintas-feiras era um dia fixo para atender aos pacientes naturais da cidade. “Meus pacientes estavam me esperando e eu avisei para eles que tinham me demitido, mas que aguardassem pois eu ia atender a todos. Voltei em casa e peguei uma mesa e cadeira”, disse. E assim, ele conseguiu atender seus pacientes na calçada ao lado do hospital mesmo.

O mesmo morador revelou: “Eu me sinto indignado pela falta de respeito porque como já havia boatos de bodes expiatórios, eles deviam ter avisado com antecedência. Eles colocaram outro médico lá, que disse ter sido escalado para o plantão”. Segundo Rodrigo, o diretor administrativo não soube revelar o motivo do outro profissional ter sido chamado para substituí-lo.

O que você achou da ação do médico? Ele não quis deixar seus pacientes sem o atendimento que mereciam e fez tudo ao seu alcance para ajudá-los. Lindo, não?!

 

Colunista de mídia do Washington Post comenta o caso Glenn: “Jornalismo não é crime”


Glenn Greenwald. Foto: Reprodução

De Giuliana Vallone na BBC Brasil.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal em Brasília nesta terça-feira (21) contra o jornalista americano Glenn Greenwald é um “ataque perigoso à liberdade de imprensa” e deve ser “condenada pelo que é”, disse a colunista de mídia do jornal Washington Post, Margaret Sullivan.

“O jornalismo não é um crime”, afirmou Sullivan à BBC News Brasil, por email.

“Denunciar o jornalista vencedor do Prêmio Pulitzer Glenn Greenwald por conduta criminosa é uma tentativa clara de puni-lo por reportar firmemente em nome do interesse público ao longo de vários meses.”

A jornalista, que já foi ombudsman do jornal The New York Times, ressalta que a própria Polícia Federal brasileira disse, no fim do ano passado, “que Greenwald manteve seu trabalho de reportagem dentro dos limites razoáveis, ressaltando que ‘não foi possível identificar participação material ou moral’ dele em nenhuma atividade ilegal”.

 

 

Escritor colunista da Folha volta a atacar Maiara & Maraísa: “Filhas do inferno escolheram Deus Dinheiro”


Maiara & Maraísa. Foto: Divulgação

Publicado originalmente na fanpage de Facebook de Anderson França, colunista da Folha de S.Paulo

Maiara & Maraisa, porque choras?

A Folha de S.Paulo retirou o desenho do ar. Do site deles. Como é meu, amanhã estarei fazendo uma camiseta e uma bandeira, pra esperar por vocês em Lisboa.

Eu lembro de quando alguns políticos perseguiram pessoas, dizendo que iam processar quem divulgasse texto, desenho, etc.

É preciso ter muito tempo livre, e fígado, pra gastar tempo precioso nas redes se preocupando com o que dizem de vocês.

Mas tempo livre eu penso que vocês duas tem.
Já fígado, a contar pelo conteúdo das músicas de vocês, que glamourizam a cachaça, a bebedeira, o adultério, e tudo aquilo que Jesus não disse que era pra fazer,

bem.
Se vocês fazem o que cantam, e eu espero que não seja o caso, pois quero crer que são minhas irmãs em Cristo,
mas se vocês fazem o que cantam, para depois defenderem valores moralistas, então,

vocês se tornam duas vezes mais filhas do inferno que os fariseus que Jesus combateu. Porque eles eram assim.

Porque o que sai da boca de vocês aparentemente provém de Satanás. Esse, esse Satanás combatido hoje a unhas e dentes pela Bancada Evangélica, que segundo ela existiu nos governos do PT.

Satanás é pai do entorpecimento, da bebida sem medida, do desejo pelo rompimento de afetos, de tudo aquilo que destrói famílias, que vocês dizem tanto prezar. Mas na letra de vocês, diz outra coisa.

A menos que cantem pra destruir a família dos outros.

Mas a de vocês, continua intocável, no culto da manhã. E rica. Ganham dinheiro com os ímpios. Em shows onde rola sexo nos corredores, nas pistas, drogas, porque em todo show tem, né, vocês não são exatamente um exemplo de Ministério de Louvor.

Se enganam, e são enganadas por pastores e pastoras que dizem o que vocês querem ouvir.

Apesar de sair obra musical de vocês todo perfume do inferno, o perfume que Satanás usa para sair de casa, do sertanejo que se recusa, porque são hegemonicamente racistas, a cantar músicas do Natiruts que reverenciam Iemanjá.

Saibam que aqueles a quem vocês denominam de macumbeiros, e endemoniados, que, inclusive, sustentam a carreira de vocês, eles tem uma vida mais regrada, e princípios mais elevados que os que vocês propagam.

Porque Orixá não quer ver filho seu em cachaçal, humilhado pela cidade. Povo de terreiro tem história. Tem dignidade.

Eu, nascido na igreja, vejo muito mais a mão de Deus operando ali, que nas suas letras sertanejas. O sertanejo, cultura nascida com o homem simples e humilde do campo. Homem por quem Deus se fez amor. Hoje, tem sua cultura violada por pessoas que preferem incentivar a bebedeira e a destruição humana.

Mas eu sou seguidor de Jesus a muito tempo.

E falando de Jesus, bem.
Deus tem lado.

E eu tenho lado.
E o lado de Deus é o lado do oprimido.
Eu posso errar muitas vezes, mas erro por tentar.
Não erra quem não se expõe. Quem se omite, não erra.

A nota medíocre que me foi entregue é ruim, de raciocínio, de proposta, de argumento e mesmo jurídica.

A Folha, dentro da liberdade que tem, tirou do ar o desenho, e conversaram comigo. Mas a Folha fez isso, segundo os seus critérios.

Eu não faço.

Pelo contrário, o desenho já ganhou o mundo.
Haja dinheiro pra processar todo mundo que vai usar esse que já virou um clássico.

Vocês estão com tanto medo de serem despidas em público, que ao olhar uma charge, pensam que estão se vendo num espelho.

Vocês se viram ali.
Eu não escrevi o nome de vocês.
Mas vocês se viram.

Isso a terapia explica.
Isso nem é mais carapuça, isso é atestado de culpa, em cartório, registro de B.O., recibo de prestação de serviços.

Nenhum juiz dará ganho de causa a vocês. E seus advogados, se não sabem disso, deveriam.

Portanto, o que as pessoas dizem de vocês agora?
Ouçam as vozes.

Não sou eu quem diz.

O que eu digo, e repito, com toda visibilidade que vocês tem, é que não se posicionar diante de questões urgentes e sociais, diante de um fato grave como o praticado por Roberto Alvim, secretário do governo do presidente que VOCÊS elegeram,

é apoiar.

O silêncio de vocês, é apoio.
Apoio consciente.

Ao projeto de poder de Bolsonaro.
Aos princípios de Bolsonaro.
Ao projeto de país de Bolsonaro.
Ao racismo, sexismo, homofobia, ódio a pobre, de Bolsonaro.
Ao nazismo presente no fazer ideológico de Bolsonaro.
Bolsonaro representa César. Bolsonaro representa Roma. O poder das Trevas, diluído no Estado, para legitimar uma opressão aos pobres, sustentado pela religião.

Mas calma.
Vocês não criaram esse perfil de artista neutro.
Roberto Carlos é o pai de vocês. Ele recebeu medalha de general da ditadura. Quantos jogadores, cantores, músicos, artistas, escolheram lados no Brasil?

Neutro, ninguém é.

Ou você usa a arte para transgredir pelo povo, ou você é braço auxiliar do poder que oprime o povo.

Essa neutralidade que vocês buscam nessa nota de repúdio feita de maneira nojenta, não existe.

Vocês não são neutras. Vocês sabem o que querem. Dinheiro. Não importa o que custe, e quantas vidas custe. Mesmo que estejamos falando da vida dos judeus.

Mamon. Não podeis servir a Deus, e a Mamon.
Vocês escolheram o deus Dinheiro. E o Deus Dinheiro faz exigências. Demandas. Manda no que você vai ou não falar, vai ou não fazer. Olhem em volta. Essa casa onde moram, esses carros, esses empregados, essa vida: isso foi uma escolha.

E não é possível dizer que Deus habita nesse meio.
O Deus que habita aí é a ideia que vocês fazem de Deus.
Mas Deus não está, nunca, nas mansões.

Vocês são a Nova Jovem Guarda.
Raivosa. Que liga pra Folha, desesperada, ameaçando empregos de pessoas. Não o meu. Porque,
olha aqui, Maiara,
olha aqui, Maraisa:

eu existo antes de escrever na Folha, e vou existir, mesmo depois que vocês mergulharem no mar do esquecimento das pessoas. Quando vocês afundarem, arrogantes, soberbas, sozinhas, no profundo da escuridão dos mares, a solidão dos indigentes, a morte dos incircuncisos, no vazio avassalador das trevas, sentindo, inclusive, a espada que hoje apontam para mim.

Porque Deus tem lado.

E o lado de Deus não é a cachaça.
Não é demonizar Iemanjá.
O lado de Deus é com o oprimido.
O lado de Deus é com quem se levanta, neste tempo, para ter coragem e dizer a todos que estão no alto:

Deus vai cobrar vocês.

E é chegado o tempo de vocês, o tempo das trevas. A definitiva noite em Latinoamerica. E vocês farão com que os corajosos deste tempo saiam das cavernas. Milhares. Milhões.

Nem Cesar, nem Goebbels venceu.
A mensagem do amor, que vocês dizem acreditar, peitou governadores, imperadores, foi presa, ameaçada, perseguida, violada. Mas o Cordeiro que parecia estar morto,
não estava.

Eu estou falando com vocês aqui,
de um jeito que leitor nenhum foi convidado a entender.

Isso aqui, Maiara, Maraísa,
é uma palavra que deve ser ouvida com o benefício da dúvida.
Bem pode ser que vocês me odeiem.
Mas bem pode ser que Deus esteja dando um recado.

Porque Jesus não morreu de velho.
Jesus morreu como priosioneiro político, odiado pelos seus, abandonado pelos amigos, morto pelo Estado, na frente da mãe, inteiro, aberto, certo de que lado estava.

Eu não tenho medo de seu processo.
Eu não tenho sequer mais o medo de morrer, que seu presidente e a milícia do seu presidente me ofereceu como recompensa pelo meu trabalho na periferia.
Eu tenho a minha vida como entregue nas mãos Daquele que me porá de pé no último dia.

E dessas palavras na Folha,
e pelo lado que assumi na vida,
eu nunca vou me arrepender.

Poderia ter falado com vocês como escritor.
Falei com crente.
Estejam atentas.
Quem está de pé,
veja que não caia.

Porque nesse conflito, eu sou Davi. Com uma funda, uma ousadia, e uma verdade.
Não sejam o Golias, vaidoso, forte, no entanto, com uma brecha no meio da testa, vulnerável.

E procurem cantar coisas mais verdadeiras. Ligadas ao espírito sertanejo, do homem e da mulher do campo.

Fonte desta matéria DCM

 

Governo Bolsonaro teme processos depois de queixas em série sobre notas do Enem


Jair Bolsonaro e Abraham Weintraub. Foto: Agência Brasil/EBC

 

A ameaça de uma onda de ações judiciais com questionamentos ao Enem 2019 preocupa a alta cúpula do MEC (Ministério da Educação). O motivo é a insatisfação de estudantes com a correção das provas.

O governo Jair Bolsonaro até correu para dar respostas aos erros encontrados nas notas na avaliação deste ano. O problema, diz a gestão, está solucionado.

Procuradorias federais, porém, têm recebido uma enxurrada de representações de participantes. Eles contestam a solução dada pelo governo e pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais).

Essa movimentação dos estudantes coloca o ministério comandado por Abraham Weintraub e o órgão responsável pela aplicação do Enem em alerta.

(…)

O governo diz que os erros atingiram 5.974 participantes. Contudo, 172 mil queixas foram encaminhadas ao MEC. Fonte:DCM