(77) 99152-6666

TEMER REDUZ AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO


Em mais um golpe contra os trabalhadores, aposentados e pensionistas, o governo de Michel Temer, rejeitado por mais de 90% dos brasileiros, reduziu a previsão de aumento do salário mínimo para 2019; em nota técnica do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano, Temer reduziu o reajuste previsto de R$ 1002, feita em abril, para R$ 998; valor atual do salário mínimo é de R$ 954 e serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas; com a nova previsão, o governo estima que vai deixar de gastar R$ 1,21 bilhão em 2019.

O governo de Michel Temer, rejeitado por mais de 90% dos brasileiros, reduziu a previsão de aumento do salário mínimo para 2019. Em nota técnica do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano, divulgada pela Comissão Mista de Orçamento, o governo reduziu a previsão de reajuste de R$ 1002, feita em abril para R$ 998.

O valor atual do salário mínimo é de R$ 954 e serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas. A revisão na estimativa para o salário mínimo em 2019 ocorre porque o governo revisou de 3,8% para 3,3% sua previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2018 – que é utilizado como referência para correção do salári mínimo no ano que vem.

Com a nova previsão, o governo estima que vai deixar de gastar R$ 1,21 bilhão em 2019. Isso porque, para cada R$ 1 de aumento, há o impacto de R$ 303,9 milhões em despesas, sendo R$ 243 milhões apenas nos gastos do INSS (previdência do setor privado). Fonte 247

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Alckmin perde a paciência e diz que procurem outro nome do PSDB pra candidato


Resultado de imagem para foto de alckmin

Cafe Com Leite Notícias: Com a crise política que se alastrou pelo Brasil, principalmente nos partidos de direita que são ligados ao presidente Michel Temer, que está cada vez mais despencando na credibilidade, não adianta criar estratégia para deslanchar nas pesquisas, uma vez que as pesquisas são perguntas ao povo e se esse povo disser não, a popularidade do candidato não vai crescer. Pode ter média com a mídia grande, pode bater nos candidatos de esquerda, que só vai piorar a situação. Já quando o povo quer, mesmo sendo massacrado se sai bem nas pesquisas, como acontece com o Lula.

 

Em um jantar com tucanos, o pré-candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), perdeu a paciência e perguntou aos presentes se eles preferiam ter outro candidato – e, neste caso, disse para que eles o escolhessem. Só que que o grande problema é a falta de um nome da sigla. O último candidato do PSDB, Aécio Neves, todos sabem a situação em que se encontra politicamente, o ex-presidente FHC, o vendedor do Brasil, só apronta, fica pelo meio como uma espécie de vírus, foi quem impôs o Pedro Parente na Petrobrás, nem fala em ser candidatura, pois sabe que não está bem. Quem seria o substituto do Alckmin?

A Folha de S. Paulo, tem publicado que o Geraldo tem recebido muita pressão para decolar nas pesquisas, mas o próprio Alckmin sabe que não ha caminhos, só se for uma mágica.

No Jantar estavam fazendo parte diversas figuras do PSDB, mas tiveram que ficar calados, pois não há mesmo um nome da sigla que possa decolar. Pelo visto, mais uma vez a tucanata vai ter que assistir outro ganhar.

 

Policial é chamado para tirar pedinte de restaurante e…


Foto: reprodução / Facebook Victoria Summer

Foto: reprodução / Facebook Victoria Summer

Um policial surpreendeu ao ser chamado para retirar de um restaurante um morador de rua que estava pedindo comida para os clientes.

Em vez de tirar o homem do prédio, o oficial comprou uma refeição para o pedinte, sem fazer alarde.

Quem presenciou tudo e divulgou um vídeo com a boa ação nas redes sociais foi uma funcionária chamada Victoria Summer.

O vídeo foi visto mais de 170 mil vezes desde a semana passada, quando aconteceu a gentileza.

Os seguidores que assistiram as imagens chamaram o oficial de “grande homem” e “ótimo policial”.

A história

Victoria trabalha no restaurante Hardee, no condado de Horry, na Carolina do Sul, EUA.

Victória contou que um cliente insatisfeito ligou para a polícia pedindo providências contra um homem que há horas pedia doações na lanchonete.

Mas o oficial que chegou para fazer o serviço, deu resposta contundente: ele comprou uma refeição quente e doou para o sem-teto.

“O policial comprou a comida para o homem sem-teto e lidou com a situação de forma surpreendente!”, escreveu Victoria Summer no Facebook , ao lado de um clipe de 20 segundos.

 

Ela disse à emissora de notícias local WMBF que o oficial comprou dois cheeseburgers para o homem.

“Fiquei emocionada que o policial tivesse tanta compaixão, então pensei em fazer um vídeo”, acrescentou ela.

O policial

O vídeo recebeu tanta atenção que o Departamento de Polícia do Condado de Horry deixou seu próprio comentário, identificando o oficial como CJ Mullinax.

Coincidência ou não, Mullunax é o mesmo oficial que se tornou viral no ano passado por um vídeo dele jogando futebol com um grupo de garotos locais.

“Obrigado a todos pelos comentários positivos e de apoio sobre o oficial CJ Mullinax e sua assistência a um dos nossos cidadãos necessitados”, escreveu o departamento.

Assista ao vídeo:

Com informações do TheIndependent e WMBF.

O Brasil quer saber o que o Tacla Durán tem a dizer


 Resultado de imagem para foto de Tacla duran

 Café com Leite: O brasileiro já vive triste e sem esperança de ao menos ter uma justiça mais justa. Principalmente depois da paralisação dos caminhoneiros, que era uma notícia mentirosa atrás da outra, (não gosto de falar fake News. Os americanos querem tomar de assalto o nosso Brasil e ainda temos de falar a sua língua?) Gosto de dizer que foram muitas notícias falsas que rolaram e sempre rolam. Só que agora essas mentiras foram mais abrangentes e ficou bem claro que a mídia aberta brasileira, televisiva, bem como os grandes jornais, rádios e revistas têm não compromissos com o povo, mas sim com os governos, sobretudo os envolvidos em falcatruas. É triste o cidadão comum olhar para todos os lados, em se tratando dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário lá em Brasília e saber que nos três poderes há sempre um propósito, uma meta. Pelo menos isso é o que as pessoas de bons ouvidos, bons corações, bons olhos e de boas mentes têm observado. Uma campanha com artistas está no ar: “cadê as provas que incriminaram o Lula? Alguém já apresentou ou  o que valem são as palavras dos delatores?.  Delação Premiada que é considerada uma indústria de valores altos, também está caindo na graça do povo, através da mídia alternativa!  Por que não ouvem o Tacla Durán? Por quê? Que acreditemos na justiça de Deus. O barco está andando.

DCM: Rodrigo Tacla Durán afirmou nesta terça-feira (5), em audiência na Câmara dos Deputados, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba (PR), teve seu direito de defesa cerceado porque o testemunho dele foi vetado.

“Não querem me ouvir porque têm medo do que eu tenho a dizer”, disse.

Em seu depoimento, por videoconferência desde a Espanha, onde vive, Tacla falou que não vão deixá-lo falar em nenhum processo porque ele revela o esquema de venda de proteção na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Resta saber se as TVs vão comentar sobre o depoimento do Durán da forma que aconteceu.

Café com Leite bate um papo com o ex-prefeito Nelson Portela sobre Maracás


Portela assegura ser candidato a prefeito de Maracás em 2020

 

Num encontro meio que informal com o ex-prefeito de Maracás, Nelson Portela, no supermercado WS, rolou um bate papo improvisado, porém nada de informal, pois a conversa se aprofundou e o que não faltou foi assunto.

Questionado sobre como ele vê Maracás, na atualidade, Portela respondeu que não pode falar com precisão sobre o que está acontecendo com Maracás, pois passa boa parte do tempo fora, mas disse que ouve de maracaenses, que as coisas por aqui não andam bem e que muita coisa está a desejar. Disse que quando o grupo que foi formado pelo saudoso Fernando Carvalho estava administrando a cidade, as críticas eram grandes, que Maracás merece muito mais, mas quando essa oposição chegou ao poder, o que gerou foi decepção em muita gente. “Na verdade Walter, o que acontece é que muita gente fala sem saber nem o que está falando. Administração pública é coisa séria, tem que ter conhecimento de fato sobre fazer gerar resultados”, dise e continuou: “Eu entrei na vida pública através do saudoso Fernando Carvalho, o qual eu considero o meu professor de administração, pois ele entendia e eu consegui lhe substituir, o que não foi uma tarefa fácil, mas fiz um trabalho que agradou a população, prova disso é que eu ganhei na minha primeira campanha com 522 votos de frente e na minha segunda campanha a vitória foi com 2680 votos, ou seja cinco vezes mais, porque o povo viu a minha forma de administrar. Como eu disse, agradeço o que aprendi em administração pública a Fernando Carvalho, que foi meu professor e foi quem colocou Maracás em uma nova trilha e a gente que gosta de Maracás não pode deixar sair”, comentou Nelson, lembrando que as condições hoje estão mais favoráveis para uma administração, citando que a luta para melhorar o ICMS da prefeitura, travada por ele e Paulo, cresceu muito, porém os resultados vieram agora, onde a arrecadação deu um grande salto. Também, foi lembrado por Portela, que na sua época não tinha o imposto do vanádio.

 

“São fatos assim que me entristece. Eu não queria ouvir o que ouço sempre, que é o povo dizer que as coisas não estão funcionando como deveria nesta atual gestão”, alfinetou e foi mais adiante lembrando dos benefícios da sua época: “o trabalho social da minha gestão era muito diferente, ou seja, acontecia. Fizemos muitas reformas de casas, construção de banheiros, cestas básicas para famílias que realmente precisavam, procurava não deixar faltar remédios nos centros de saúde, mas quando por acaso não tivesse lá, a pessoa recebia uma autorização para pegar numa farmácia, mas era sempre atendido. Outa coisa que acontecia na minha gestão era procurar cumprir o que prometia. Se eu dissesse não era porque a prefeitura não estava em condição de atender àquela solicitação, mas se eu desse a minha palavra de sim, a pessoa poderia ficar tranquila que a palavra seria cumprida”, Lembrou.

 

Candidato em 2020:

Quando questionado sobre o futuro de Maracás, o ex-prefeito disse que apesar de fazer parte do Governo do Estado, com a Coordenação das Policlínicas e saber da grande possibilidade do governador ser reeleito, ele já se coloca como candidato a prefeito de Maracás nas próximas eleições, para que o município volte a trilhar no mesmo trilho em que foi colocado por Fernando. Disse que em todos os lugares públicos que ele anda na cidade, seja numa farmácia, num banco ou outro local, o povo pede a sua volta, pela organização da sua administração. “Fiquei muito triste ao saber, através do Café Com Leite Notícias, que Maracás perdeu 100 casas populares pelo fato da prefeitura não ter entrado com a contra-partida que é a compra do terreno. É o normal em todas as cidades a prefeitura entrar com o terreno para as construções das casas”, disse. Sobre a Retran Avançada, Portela disse que não se pode recusar um benefício tão grande nem só para Maracás, mas pra toda a região, pois iria ajudar muito as pessoas que não mais precisariam sair para outras cidades resolver seus problemas”, lamentou e completou: “Maracás precisa deste órgão”.

Deputados:

Disse que está colado com Paulo dos Anjos nas eleições próximas, na questão de deputados, onde estão com Alex Lima para Estadual e Marcelo Nilo Federal, para que no futuro Maracás possa ganhar muitos benefícios através desses dois parlamentares.

Nelson Portela hoje tem um cargo de confiança no Governo da Bahia, que tem como governador o seu amigo Rui Costa, onde ele, como coordenador das Policlínicas do Estado, aproveitou o momento para falar sobre o grande trabalho que vem realizando o Rui em toda Bahia, principalmente nas áreas de Saúde e Educação, mas que na questão Saúde, que é o seu setor, disse que nem é preciso falar porque o povo está vendo, onde citou Jequié como exemplo, que foi inaugurada uma policlínica que serve a toda região, o que trouxe conforto e tranquilidade para a população, sobretudo os que não têm condições de pagar planos de saúde. “Quero informar que a meta do governo é realizar 18 Policlínicas até o final do ano, para que todas as regiões da Bahia sejam beneficiadas. Posso dizer aqui, que as policlínicas que foram inauguradas até agora, é algo que nem clínicas particulares se vê melhor. É realmente obra de primeiro mundo. No caso de Jequié, ainda teve a ampliação do Prado Valadares, que hoje passou a ser um dos hospitais mais completos e modernos da Bahia. Eu costumo dizer que o Governador Rui Costa parece que sabe fazer mágica para fazer dinheiro render”, comentou Portela.

Pra finalizar o bate papo com o ex-prefeito, ele disse que com esse trabalho de coordenar as policlínicas de toda a Bahia, ele adquiriu muito mais experiência, que será de grande valia para o seu currículo, no caso de aplicar numa possível administração no futuro em Maracás.

Petrobras anuncia reajuste de 8,9% no gás de cozinha a partir de terça feira


A Petrobras anunciou ; mais um novo reajuste de 8,9% no gás GLP (gás de cozinha) a partir da próxima terça feira (05).Petrobras anuncia reajuste de 8,9% no gás de cozinha a partir de terça feira (05)

A justificativa do reajuste ficou por conta ; das altas cotações do produto no mercado internacional.

Com o novo reajuste o preço do botijão de gás em Cuiabá e Várzea Grande deverá ser comercializado  ;na média de 105 a 110 reais.

Valor esse considerado alto pelo presidente do Sinergás Alan Rener Tavares (Alan Top Gás), mas que infelizmente as empresas revendedoras do produto serão obrigadas a repassar esse aumento ao consumidor final que com certeza irá impactar diretamente no orçamento familiar.

Pela nova política de preços adotada pela Petrobras o valor do Gás Liquefeito de Petróleo passou a ser revisado mensalmente, sendo que o ultimo reajuste pratica foi a cerca de um mês.

O novo reajuste ;pegou de surpresa tanto os empresários como a população e acontece exatamente no momento em que o setor passa por ;dificuldades de abastecimento em virtude da paralização dos caminhoneiros deixando a dúvida se não um certo oportunismo por parte da Petrobras. ; ;

O reajuste de 8,9% não se incidirá sobre o produto destinado ao uso comercial e industrial. Com Informação do MTÉNOTÍCIA

Você sabe quem é Rogrigo Tacla Durán? Não? É uma espécie de “Homem Bomba”


Acompanhe pelo DCM o que o Tacla Durán tem em mãos e pode dizer hoje à Câmara dos Deputados. Por Joaquim de Carvalho

Durán na CPI

 

O advogado Rodrigo Tacla Durán prestará depoimento daqui a pouco na Comissão de Direitos Humanos na Câmara, resultado de uma corajoso e acertado convite apresentado pelo deputado Wadih Damous, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seção Rio de Janeiro.

Será o segundo depoimento de Tacla Durán — o primeiro foi em novembro do ano passado, na CPI da JBS.

Tacla Durán foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção e lavagem de dinheiro depois de ser insistentemente procurado para fazer acordo de delação premiada.

Teve contato com dois advogados do que agora se conhece por “panela de Curitiba”, aquele que reúne um grupo seleto de profissionais que costumam ter êxito nesse tipo de negociação.

Foi pressionado e orientado até a gravar reunião de advogados, que é protegida por sigilo profissional. No livro que começou a escrever, contando que essa proposta ilegal lhe foi feita por Marcelo Miller, quando este ainda era publicamente apresentado pela velha imprensa como uma profissional honesto e rigoroso na luta contra a corrupção.

A lenda criada em torno de Miller começou a desmoronar ao mesmo tempo em que se conhecia a outra face de Tacla Durán, não aquela apresentada pelas denúncias do Ministério Público Federal.

Hoje Miller é investigado por prestar serviços formais e informais a Joesley Batista, o milionário da JBS,

Não sei exatamente o teor do serviço prestado por Tacla Durán às empresas como a Odebrecht. Sei que ele tinha um escritório de advocacia em Alphaville, na Grande São Paula, e trabalhava com um grande número de advogados no Brasil inteiro, inclusive um amigo de Moro, Carlos Zucolotto Júnior.

Também sei que, apresentado como doleiro nas denúncias do MP, não vi prova de que fazia operações desse tipo, exceto depoimentos em delação premiada de corruptos confessos, como Rodrigo Pessoa, da construção UTC, e o diretor financeiro da mesma empresa, Walmir Pinheiro.

Depoimentos que foram colhidos de maneira não convencional – foram advogados da UTC que colheram o depoimento dos clientes como se fossem policiais. Usaram o mesmo estilo de redação e até jargão dos escrivães.

Essas peças estranhas foram encaminhadas como adendo a longos depoimentos que já tinham sido prestados pelos clientes Rodrigo Pessoa e Walmir PInheiro, nos quais o nome de Tacla Durán não aparecia.

O advogado, hoje “exilado” na Espanha, onde tem nacionalidade, disse ao pequeno círculo de amigos que possui que o nome dele foi pescado sob encomenda. Queriam, através dele, pegar a Odebrecht e, com esta na rede, implicar Lula.

Por isso, o adendo colhido pelos advogados, como se fosse um depoimento prestado em repartição pública.

Tacla Durán colaborou com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, fazendo o mesmo caminho da Procuradoria da República do Brasil e, inclusive, conversando com os mesmos interlocutores.

Prestava informação aos procuradores americanos quando Moro decretava sua prisão no Brasil. Os Estados Unidos ignoraram a ordem do juiz brasileiro, e os procuradores de lá deram demonstração de que, para eles, não eram só seus colegas no Brasil que tinham serventia. Tacla Durán era útil.

O depoimento dele ajudou na formatação de um acordo em solo americano, em que a Odebrecht aceitou indenizar países onde realizou obras e fez outros negócios, bancários inclusive, incluindo aí os Estados Unidos, o Brasil e outros países latino-americanos.

Dos Estados Unidos Tacla Durán viajou para a Espanha. Embora houvesse ordem de prisão contra ele, não foi incomodado.

Dois dias depois de chegar a Madri, foi, finalmente, preso, mas não pela ordem de prisão inicialmente decretada, mas porque Moro, vendo que seu primeiro mandado não estava sendo cumprido pelas autoridades estrangeiras, fez um segundo mandado e mandou direto para a Espanha.

Ele foi preso enquanto tomava café no saguão do hotel Intercontinental. Levado ao presídio Soto Del Real, permaneceu lá alguns meses antes que uma corte superior de Justiça, a Audiência Nacional da Espanha, considerou que, por ter cidadania espanhola, não poderia ser entregue às autoridades brasileiras.

Mas, se cometeu crime, a Espanha se dispôs a julgá-lo, mas com base nas leis de lá e, para isso, sugeriu ao Brasil que enviasse as provas contra Durán.

Por decisão de Sergio Moro, reiterada há algumas semanas, o estado brasileiro não enviou nada para a Espanha, o que indica que o juiz brasileiro talvez não esteja tão seguro do que o Ministério Público Federal tem em mãos.

 

 

Imagine-se a repercussão que haveria caso a Espanha, analisando a acusação contra Tacla Durán, a considerasse imprestável, e o absolvesse?

Talvez Moro não queira correr esse risco e, desautorizando uma juíza substituta que havia entendido que, dado o caráter impessoal que deve prevalecer no Judiciário, decidiu que o melhor a fazer era enviar o processo de Tacla Durán para Madri.

Moro, ao reassumir o posto, cassou a decisão da colega que o havia substituído.

Tacla Durán tem ainda outras informações que podem aumentar a pressão sobre a panela de Curitiba, pressão que aumentou depois que doleiros que trabalhavam para Dario Messer contaram que pagavam 50 mil dólares por mês a um advogado de Curitiba, Antônio Figueiredo Basto, para não serem citados em delação e contarem com proteção na Polícia Federal e no Ministério Público Federal.

Figueiredo Basto é um antigo frequentador da sala de audiência de Sergio Moro, desde o tempo do Banestado, quando Alberto Youssef, seu cliente, obteve os benefícios de sua primeira colaboração.

No que diz respeito especificamente sobre a violação de direitos humanos, Tacla Durán pode relatar a ameaça que os procuradores teriam feito de envolver sua irmã, advogada como ele, mas com atuação em outra área, não empresarial, caso não concordasse em delatar.

Durán não concordou, mudou-se para a Espanha e levou toda a família para lá.

Tacla Durán tem também informações que podem comprometer ainda mais Carlos Zucolotto Júnior, que trabalhou em processos para ele no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná — não federal.

 

Esse trabalho, em tese, poderia colocar Moro na condição de suspeito, já que a mulher do juiz, Rosângela, era apresentada como uma das advogadas do escritório de Zucolotto.

Com essa teia de relação exposta, Sergio Moro poderia se declarar impedido de julgar Tacla Durán, que, afinal, havia tinha tido relacionamento profissional com o escritório onde a mulher atuava.

O trabalho de Zucolotto para Tacla Durán foi confirmado por Moro, numa nota que divulgou quando a Folha de S. Paulo noticiou, no ano passado, que ele escrevia um livro sobre sua experiência com a lava Jato.

Segundo Moro, era para extrair cópias de processos na Justiça —é altamente improvável que Zucolotto fizesse esse tipo de serviço, mais comum no caso de iniciantes, dado que era sócio de um escritório conhecido na cidade.

Durán tem em mãos cópias de mensagens que evidenciam um papel mais relevante para Zucolotto nos processos de seu interesse em trâmite no Judiciário do Paraná, com procuração trocada inclusive.

Ocorre, porém, que essa procuração teria desaparecido de um processo em andamento no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, eliminado a prova do elo formal existente entre Zucolotto e Durán.

Tacla Durán, porém, tem em mãos elementos que provam que o documento foi juntado ao processo. E agora, se confirmado o sumiço do documento, ficará demonstrado que a panela de Curitiba, já detectada na Justiça Federal, especificamente na Vara de Moro, seria maior, um panelão de feijoada, com um pé Judiciário estadual também. Um panelão onde cabe todo tipo de carne, principalmente de porcos.

Selfie que tirei no restaurante do Hotel Intercontinental, em Madri, quando fiz reportagens para recontar os passos de Tacla Durán na cidade, na luta dele para denunciar a Lava Jato

 

Serviço: O depoimento à Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, nesta terça-feira (5), começa às 10 horas e terá transmissão ao vivo pelo DCM.

Matéria na íntegra do jornalista Joaquim de Carvalho do DCM.

Em cinco meses, Bahia registra 18 mortes por meningite; oito foram em Salvador


Dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde do estado (Sesab)

ezoito mortes por meningite foram registradas na Bahia nos cinco primeiros meses de 2018, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (4) pela Secretaria de Saúde do estado (Sesab). Desse total, oito óbitos foram em Salvador.

Os números correspondem ao período de 1º de janeiro a 12 de maio. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma redução do número de mortes — em 2017, nos cinco primeiros meses, foram contabilizados 21 óbitos.

O número de diagnósticos da doença também caiu. Nesse ano, já foram contabilizados 116 casos, sendo 44 de meningite bacteriana, 43 de meningite viral, um caso de meningite por outro fator e 28 casos de meningite não especificada.

Já em 2017, de janeiro a maio, foram 185 casos, sendo 58 de meningite bacteriana, 72 de meningite viral, 3 por outro fator e 52 casos de meningite não especificada.

Morte

A última morte pela doença registrada no estado ocorreu no dia 31 de maio. Um morador de Jussari, na região sul da Bahia, morreu com diagnóstico de meningite bacteriana feito pelo Hospital de Base de Itabuna, sul da Bahia.

Manoel Ferreira de Oliveira, 75 anos, chegou à unidade médica no dia 29, em estado grave, e morreu por volta das 6h do dia 31. O idoso morava no distrito de Areia Branca, em Jussari, que fica a cerca de 50km de Itabuna.

Segundo informações do Hospital de Base, o idoso chegou desorientado, com situação grave de otite, que é uma infecção no ouvido. Com suspeita de que o quadro tivesse evoluído para meningite, o paciente foi isolado e um exame constatou o diagnóstico de meningite bacteriana.

Em caso de uma infecção acentuada, há o risco de a otite desencadear uma meningite, pois a meninge (membrana que reveste o sistema nervoso central, o cérebro e a medula espinhal) passa próximo do ouvido médio.

A Vigilância Epidemiológica de Jussari informou que medicou as pessoas da família e aquelas que tiveram algum contato com Manoel. Os especialistas também estão monitorando o local onde ele morava. O último caso de meningite registrado em Jussari foi há dois anos.

Meningite

Entenda a meningite (Foto: Arte/G1/Arquivo)Entenda a meningite (Foto: Arte/G1/Arquivo)

Entenda a meningite (Foto: Arte/G1/Arquivo)

A meningite é uma inflamação das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal, geralmente causada por uma infecção, normalmente viral. Mas a doença também pode ser causada por bactérias ou fungos. Existem vacinas para a prevenção de algumas formas da meningite.

Os sintomas incluem dor de cabeça, febre e torcicolo. Dependendo da causa, a meningite pode melhorar com o tempo, com tratamento a base de antibióticos, ou ser fatal.

Devem ficar atentas as pessoas que apresentarem os seguintes sintomas:

  • Dores locais: costas, nos músculos ou pescoço;
  • No corpo: calafrios, fadiga, febre, letargia, mal-estar, perda de apetite ou tremor;
  • No aparelho gastrointestinal: náusea ou vômito;
  • Na pele: erupções avermelhadas ou manchas vermelhas;

Também é comum a pessoa doente ter alimentação insuficiente, confusão mental, sensibilidade a barulhos altos, irritabilidade, meningismo, respiração acelerada, sonolência ou taquicardia.A imagem pode conter: carro e textoA imagem pode conter: texto

Bebê de Joinville recebe transplante de coração no dia do aniversário de 1 ano


Família fez uma campanha na internet para estimular doação de órgãos.Henrique com a família dois meses antes do transplante em que recebeu um coração (Foto: Cristiane Santos/ Arquivo Pessoal)

Henrique com a família dois meses antes do transplante em que recebeu um coração (Foto: Cristiane Santos/ Arquivo Pessoal)

Depois de seis meses de espera, a família do bebê Henrique dos Santos Delfino, de Joinville, no Norte catarinense, soube que havia um doador compatível para o transplante capaz de salvar a vida do menino. Ele recebeu um novo coração na última quarta-feira (30), dia do aniversário de 1 ano.

O procedimento ocorreu no Hospital da Criança Santo Antônio em Porto Alegre, onde Henrique está internado há dois meses e meio. “É um milagre. Ele nasceu e reviveu em 30 de maio. Não se trata de uma coincidência, é um sinal de Deus na vida do meu guerreiro”, disse a mãe do bebê Cristiane dos Santos.

Durante a espera pelo transplante, Cristiane, o marido Edson e filha do casal de 5 anos, se mudaram para Porto Alegre para acompanhar a internação do menino. Enquanto isso, a família fez uma campanha pela internet.

“Muitas crianças acabam morrendo na fila do transplante por falta de informação. A gente fez essa campanha para as pessoas se conscientizarem sobre a importância da doação de órgãos”, disse Cristiane.

Henrique ficou dois meses e meio internado em Porto Alegre (Foto: reprodução NSC TV)Henrique ficou dois meses e meio internado em Porto Alegre (Foto: reprodução NSC TV)

Henrique ficou dois meses e meio internado em Porto Alegre (Foto: reprodução NSC TV)

Em 2017, dos 282 doadores de Santa Catarina, só oito tinham menos de 10 anos. Embora o estado seja referência nacional em doação de órgãos, não faz transplantes pediátricos. No Hospital Santo Antônio, desde o ano 2000 foram feitos 20 transplantes do coração em crianças.

O tratamento do menino começou em Joinville, mas quando foi constatada a necessidade do transplante, ele foi encaminhado para Porto Alegre.

“A gente acredita que ele tenha feito uma miocardite, que é uma infecção viral que atingiu o coração e causou uma dilatação desse coração, levando ao que a gente chama de miocardiopatia dilatada. Isso faz com que o coração cresça, dilate e perca a função”, explicou a médica Aline Botta, responsável por transplantes pediátricos do Hospital Santo Antônio.

Bebê ficou internado em Porto Alegre por mais de dois meses até o transplante (Foto: reprodução NSC TV)Bebê ficou internado em Porto Alegre por mais de dois meses até o transplante (Foto: reprodução NSC TV)

Bebê ficou internado em Porto Alegre por mais de dois meses até o transplante (Foto: reprodução NSC TV)

Não bastava que o doador fosse criança, precisava ter até 2 anos, ter no máximo duas a três vezes o peso dele, com o mesmo tipo sanguíneo, segundo a médica Aline Botta. Além disso, o coração não podia ter passado por uma parada e precisava estar a uma distância de, no máximo, três ou quatro horas do hospital.

Mesmo com todos esses critérios, Henrique conseguiu um doador e, na manhã desta segunda-feira (4) se recupera na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Conforme a mãe do bebê, por enquanto, ele está sedado se recuperando bem.

“Agora há um longo caminho de recuperação. Para quem estiver a espera um transplante, só posso dizer: não perca as esperanças, tenha fé em Deus. Agora, vivemos um misto de muitas emoções, mas a principal delas é gratidão”, disse Cristiane. Fonte:G1

Após pesquisa, ACM Neto grava video em apoio a José Ronaldo e publica nas redes sociais


Segundo levantamento, metade dos baianos não sabe quem prefeito de Salvador vai apoiar na eleição

[Após pesquisa, ACM Neto grava video em apoio a José Ronaldo e publica nas redes sociais]
Foto : Silvio Tito/Divulgação

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 04 de Junho de 2018 ⋅ 09:39

 

Depois de o levantamento do instituto Paraná Pesquisa mostrar que quase metade dos baianos não sabe quem o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), vai apoiar na eleição deste ano ao governo da Bahia, o democrata soteropolitano gravou um vídeo em apoio a José Ronaldo e publicou nas redes sociais.

“Esse ano vai ser muito importante para o futuro da Bahia e dos baianos. E é exatamente por isso que o meu partido escolheu José Ronaldo como o nosso pré-candidato a governador. […] Vamos juntos construir o futuro da Bahia”, diz, ao ressaltar que o ex-prefeito de Feira de Santana tem “experiência administrativa” e “sabe governar”.

No mesmo vídeo, Zé Ronaldo agradece o apoio e afirma que ACM Neto é “o melhor prefeito de capital do Brasil”.

De acordo com a consulta, 49,7% desconhecem a informação de quem ACM Neto vai apoiar, e 7,6% disseram que o soteropolitano não deve apoiar ninguém. Já 17,1% dos baianos sabem que o chefe do Palácio Thomé de Souza vai apoiar José Ronaldo.

Outros 11,2% acreditam que o democrata soteropolitano vai apoiar o governador Rui Costa (PT), adversário do democrata.

A pesquisa também apontou que Rui seria reeleito no primeiro turno, com 58,8% das intenções de votos, se eleição fosse hoje. Já José Ronaldo (DEM) teria 9,5% dos sufrágios. Fonte Correio.

Jogadores de um time de futebol salva senhor preso em ferragens


Foto: reprodução / InsideEdition

Garotos de time de futebol juvenil salvaram um casal de idosos que capotou com o carro e ficou preso no automóvel.

Os adolescentes estavam voltando para casa, depois de vencer um jogo no último fim de semana em um torneio na Califórnia, quando viram o acidente acontecer e o carro ficar com as rodas para cima.

O treinador do time Cavaleiros Negros imediatamente parou o ônibus e os integrantes da equipe, com 13 anos de idade em média, correram para resgatar o casal. (vídeo abaixo)

Unindo forças, eles conseguiram levantar o carro e ajudaram primeiro o homem a sair do carro.

Em seguida os jovens se concentraram para salvar a esposa dele, que estava presa ao cinto de segurança.

Um dos adolescentes usou uma faca para cortar o cinto de segurança, e então os meninos combinaram sua força – e aproveitaram a adrenalina – para levantar o SUV do chão para que o treinador pudesse ajudar a mulher a sair dos destroços.

O marido e a esposa, Allen e Maggie Hartman, passam bem e se recuperam de algumas costelas quebradas.

Eles agradeceram pelo empenho do time dos Cavaleiros Negros. Com informação de Notícia Boa. Veja o vídeo.

 

 

Pílula barata para diabetes pode prevenir infartes e derrames


Foto: Reprodução Daily Mail

Foto: Reprodução Daily Mail

 

Pílulas pra diabetes que custam menos de 1 pound – menos de 5 reais – podem prevenir milhares de ataques cardíacos e derrames todos os anos, de acordo com uma nova pesquisa feita na Europa.

Dois estudos britânicos descobriram que pessoas que tomam a droga metformina, também vendida no Brasil, tiveram pressão arterial mais baixa, perderam peso e viram o aumento do coração ser revertido.

Os cientistas acreditam que a prescrição poderia reduzir o número de pessoas que morrem de ataque cardíaco, derrame, ou insuficiência cardíaca.

Eles apresentaram as descobertas na Conferência da British Cardiovascular Society, em Manchester.

A pesquisa

Pesquisadores da Universidade de Dundee deram a droga a pacientes com doença coronariana para ver como ela afetava o coração e o sistema circulatório.

Eles descobriram que a metformina, que é comumente prescrita para diabetes tipo 2, pode reverter o espessamento prejudicial do ventrículo esquerdo, a principal câmara de bombeamento do coração.

Depois de tomar diariamente por um ano, o espessamento foi reduzido em duas vezes mais naqueles que tomam metformina em comparação com aqueles que tomam um placebo.

Pacientes que tomaram metformina também tiveram redução da pressão arterial e perderam uma média 3 kg, em comparação a nenhuma perda de peso no outro grupo.

Segundo estudo

No segundo estudo, conduzido pela mesma universidade, os pesquisadores testaram o medicamento em relação a uma condição chamada estenose aórtica (EA), que causa insuficiência cardíaca.

A conclusão é que pacientes diabéticos com EA que foram tratados com metformina tinham menor probabilidade de morrer de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou insuficiência cardíaca do que aqueles em outros tratamentos para diabetes.

O Dr. Ify Mordi, professor de cardiologia clínica na Universidade de Dundee, disse:

“Precisamos realizar estudos maiores para confirmar nossas descobertas, mas se for bem sucedido isso pode oferecer esperança para milhares, senão milhões de pacientes em todo o Reino Unido”.

Com informações do Daily Mail


Com Parente, caem os últimos resquícios de credibilidade de sua amiga Miriam Leitão. Por Miguel Enriquez

Abraço dos afogados: Miriam Leitão e Pedro Parente, presidente da Petrobras

POR MIGUEL ENRIQUEZ

Exatos dois anos depois de sua posse, no dia 1º de junho de 2016, Pedro Parente, não é mais o presidente da Petrobras.

Queridinho do mercado, fora apresentado como o homem providencial e o melhor gestor de crises de que o país dispunha, o executivo adequado para sanar a estatal, abalada pelo chamado Petrolão.

Entre os áulicos, ninguém superou a jornalista Miriam Leitão, a decana dos comentaristas de economia dos veículos do grupo Globo.

Há menos de três semanas, Miriam, que não tem o menor pudor em deixar-se fotografar em poses lânguidas ao lado de Parente, FHC e outros amigos, dedicou-lhe seu programa na GloboNews para uma espécie de egotrip.

“A Petrobras virou a página da sua pior crise, sem dúvida nenhuma, o que não quer dizer que a gente possa relaxar. Estamos seguindo um planejamento estratégico com muita disciplina. Por outro lado, temos que reconhecer que tem evidentemente o efeito do petróleo subindo. E como ele sobe, pode descer”, disse Parente, ante o olhar embevecido de Miriam.

Na ocasião, Parente revelou que todo o esforço na empresa estava dirigido para fazer os ajustes operacionais necessários, a renegociação para mudar o perfil da dívida e as melhoras na área de segurança, porque a Petrobras tem que ser lucrativa com o barril a US$ 35 ou a US$ 75.

“Como o preço do petróleo é cíclico, a gente faz bem de seguir a sabedoria, as lições da Bíblia”, afirmou. “Sete anos de bonança e depois sete anos de tempestade. Vamos durante a bonança nos preparar para a tempestade, fortalecendo a empresa e trabalhando no menor custo possível.”

Na ocasião, Parente comemorava o lucro de R$ 6,9 bilhões obtido pela Petrobras no primeiro trimestre e 2018, o primeiro após quatro de prejuízos. Um dos pilares desta mudança, expressada pela retomada da lucratividade, pontificou Miriam Leitão, é a não intervenção política.

“A Petrobras foi atingida por várias tempestades: a corrupção, os investimentos errados impostos à direção executiva, a manipulação de preços de derivados”, afirmou.” Que os próximos governantes aprendam as lições, bíblicas e laicas, sobre por que evitar a interferência na gestão.”

Outro ponto alto do programa, foi quando Parente reafirmou a intocabilidade da nova política de preços da estatal, com a prática de reajustes diários nos preços dos derivados, em função da alta das cotações internacionais, mesmo que estas disparem.

 

Parente ratificou essa política, sustentando que a Petrobras não determina os preços, pois esses são o resultado da oscilação da matéria-prima.

“Nunca vi ninguém falar que, quando sobe o preço do trigo, em algum momento alguém vai dizer ao padeiro ‘não suba o pão.’ Não é culpa do padeiro”, respondeu um Parente autossuficiente, seguro de que sua posição era imexível, imune às interferências políticas.

Para desgraça de Parente e Miriam, a Petrobras não é exatamente uma padaria. Monopolista num setor estratégico, não tem como escapar às pressões da sociedade. Foi o que constataram Parente e o governo Temer ao serem surpreendidos pela gigantesca mobilização dos caminhoneiros, sublevados contra os resultados de sua política de preços.

Parente aprendeu, à custa do seu emprego, que o presidente da Petrobras pode muito, mas não pode tudo. Bastaram 10 dias de uma greve, que instalou o caos em todo o país, para a casa cair.

 

Mas não chorem por Parente, que em seus bons momentos chegou a ser cogitado como o candidato capaz de unir as forças de centro direita à presidência da República.

Ele já tem um emprego garantido na BRF, onde ocupa a presidência do Conselho de Administração, função que pode acumular com a presidência executiva.

E Miriam? Continuará no lugar de sempre, defendendo as causas de sempre, por mais impopulares e equivocadas que sejam. Com informação do DCM.

CAI PEDRO PARENTE, O CORAÇÃO DO GOLPE


Presidente da Petrobras, Pedro Parente, pediu demissão na manhã desta sexta-feira (1º); Parente foi o principal responsável pela política de reajustes de preços na Petrobras, que levou o País ao caos, com desabastecimento e paralisia em todas as regiões; quadro orgânico do PSDB, Parente foi indicado por FHC para promover a entrega do pré-sal e a venda aos pedaços da Petrobras; de acordo com comunicado da estatal, a nomeação de um CEO interino será examinada ao longo do dia pelo Conselho de Administração; vídeo

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, pediu demissão na manhã desta sexta-feira (1º), dois anos depois de tomar posse como presidente da Petrobras.

Imediatamente após a notícia, as ações da estatal entraram em leilão na B3.  De acordo com comunicado da estatal, a nomeação de um CEO interino será examinada ao longo do dia pelo Conselho de Administração.

Ainda de acordo com o comunicado, a diretoria executiva da companhia não sofrerá qualquer alteração.

Vale lembrar que essa queda aí do Parente, faz parte da grande vitória da greve dos caminhoneiros. Naturalmente que a greve dos Petroleiros foi a gota d’água, mas se não fosse a paralisação dos caminhoneiros, certamente os petroleiros não iria parar. Fonte 247…veja agora o vídeo.

Cartão de crédito: fim da bola de neve entra em vigor


Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

As novas regras para o cartão de crédito, que incluem o fim da bola de neve da dívida, entraram em vigor nesta sexta, 1º de junho.

As medidas, aprovadas no fim de abril pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), são para diminuir as taxas de juros cobradas nessa modalidade de crédito.

Acabou a possibilidade de cobrança de duas taxas de juros diferentes para quem deixa de pagar a fatura total: a do rotativo “regular” e a do rotativo “não regular”.

A partir de agora, os bancos poderão cobrar apenas uma taxa, a do rotativo regular, definida em contrato.

Em caso de inadimplência, quando as pessoas pagam menos que o mínimo ou não pagaram a fatura, as instituições vão poder cobrar multa de 2%, paga em uma única vez e juros de mora limitado a 1% ao mês.

Os juros do rotativo regular, mais baixos, são cobrados daqueles clientes que quitam pelo menos o pagamento mínimo de uma fatura. Já os juros do rotativo não regular, mais altos, são aplicados pelos bancos àqueles clientes que pagam menos que o mínimo ou não pagam a fatura, e ficam inadimplentes.

De acordo com o Banco Central, no mês de março a taxa média do rotativo regular foi de 10,8% ao mês e a do rotativo não regular, de 14,3% ao mês.

Pagamento mínimo

Outra mudança foi o fim da regra que fixava o pagamento mínimo das faturas em 15% do valor total.

A partir de agora, cada banco, ou empresa que emite cartões, poderá definir um percentual de pagamento mínimo para cada cliente, de acordo com o perfil dele e relacionamento com a instituição.

As novas regras foram anunciadas um ano após o governo divulgar as primeiras mudanças nas normas para uso dos cartões.

Na época, a principal medida foi o fim da possibilidade de os consumidores pagarem o valor mínimo das faturas por vários meses seguidos.

Desde então, é possível entrar no rotativo apenas em um mês. No mês seguinte, o cliente é obrigado a pagar o saldo total da fatura.

Caso não consiga, o banco é obrigado a oferecer a ele o parcelamento do débito em linhas de crédito com juros mais baixos que os do cartão.

Com informações do G1