(77) 99152-6666

Em dia que Brasil supera os 1.200 mortos, Bolsonaro diz que “parece que o vírus está indo embora”


O que ninguém consegue entender, nem mesmo os bolsonaristas mais fanáticos, é como o presidente afirma que o vírus está indo embora, se os números de infectados e mortos no país só cresce. Será que ele, juntamente com os pastores, que estão resistido em apoia-lo, mesmo com o que estão vendo. A carreata em São Paulo, cidade que vem liderando o número de infectados e mortos, foi a gota d’agua para mostrar,  para os que não estão dominados pelo ódio, para não ter mais dúvida de que o país inteiro corre grande risco com o presidente que  tem no Brasil, principalmente nesse momento delicado. Até aqui Café com Leite Notícias. Leia também.
Bolsonaro em videoconferência com religiosos. Foto: Reprodução

“Eu tenho dito desde o começo, temos dois problemas pela frente: o vírus e o desemprego. 40 dias depois, parece que está começando a ir embora a questão do vírus, mas tá chegando e batendo forte o desemprego. Devemos lutar contra essas duas coisas”, disse Bolsonaro em videoconferência com bispos e pastores evangélicos neste domingo (12).

A fala do presidente, de fontes completamente desconhecidas, ocorrem no dia em que o Brasil registra 22.169 casos confirmados de coronavírus e 1.223 óbitos.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Salto de 600% de internações em estado aponta manipulação de dados da Saúde sobre a Covid


Publicado originalmente no Tijolaço:

Por Fernando Brito

É evidente que diante de Jair Bolsonaro, restou-nos apoiar o mínimo de sanidade mental que apresenta o sr. Luís Henrique Mandetta.

E assim seguiremos fazendo, porque a alternativa é entregar a saúde pública a carniceiros.

Isso, porém, não pode nos impedir de dizer que o Brasil está completamente às cegas nesta luta.

Por uma razão muito simples: o país passou a considerar casos de coronavírus apenas os confirmados por testes, ao contrário do que fez até o dia 20 de março, quando divulgava os “casos suspeitos” que eram, então, 11 mil. Os confirmados em laboratório, apenas 904.

Operou-se, ali, a redução de 90% do total, o que facilmente se pode provar ser uma, no mínimo, “inocência estatística”.

Como?

No último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, o número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), na comparação com os números de 2019, quando não havia o Covid 19, nas semanas epidemiológicas de 1 a 9 (aproximadamente janeiro e fevereiro) cresceram 17%, passando de 3.770 casos para 4.412.

Mantida esta média de crescimento – que nada tem de anormal, pois pode ser provocada por uma série de fatores – os resultados das duas semanas finais de março (as de número 12 e 13), deveriam ter atingido, respectivamente, um valor próximo a 1241 (17% a mais que os 1.061 de 2019) na semana 12, e 1.314 casos, com a mesma ampliação, frente aos 1.123 casos da semana 13 de 2019.

Mas não foi assim.

As semanas 12 e 13, somadas, passaram de 2.184 casos em 2019 para nada menos que 15.309‬! Um aumento 601% contra o que, na média das nove primeiras semanas, foi de apenas 17%.

É claro que, em meio a um pandemia de proporções inauditas no mundo, nossos epidemiologistas sabem que isso não se deve à febre do feno, ou ao pólen das flores ou a alguém ter tomado chuva.

Mas o MS só atribui 1.295 dos 12.714 casos excedentes – mesmo considerando a média de aumentos registrada nas nove semanas iniciais do ano, na média – deixando na conta de “outras razões” mais de 11 mil casos de internação, que ficam inexplicados.

Estranhamente, na hora de considerar o percentual de internações por Covid-19, o Boletim do MS diz que a isso se devem apenas 7% dos casos, o que não explica, nem de longe, a brutal variação no número de internações, exceto pela recusa em aceitar que, ao menos so ponto de vista clínico -já que não há testes – sejam devidas ao novo coronavírus.

É isso o que mostra o que aconteceupor adotar um método que minimiza o grau de espalhamento da doença quando, ao revés, poderia ser adotada a contagem por diagnóstico clínico e, depois, expurgar-se o que os testes laboratoriais seguros descartassem.

Se foi ou não uma forma deliberada de minimizar o problema, artificialmente, não posso afirmar, é claro.

Mas se harmoniza com a tese oficial de uma “gripezinha”.

E isso é fatal para a necessidade de mobilização (ou de aceitação) social das medidas restritivas, só o que temos até agora de eficácia algo provada para aliviar o sistema de saúde e sua capacidade de dar suporte aos que tiverem a sua situação agravada.

Fonte DCM

VÍDEO: Globo mostra Bolsonaro esfregando o nariz de gripe e apertando a mão de idosa


Bolsonaro vai a hospital, farmácia e prédio de Brasília e ...
É muito triste quando parte da população e autoridades brasileiras querem fazer a coisa certa, baseada em orientações da Ciência, medicina e a OMC, quando quem começa a atrapalhar o bom andamento é o próprio presidente da república, como vem agindo o Bolsonaro. Veja dois vídeos onde Bolsonaro no meio de apoiadores, sai ás ruas de Braília indo na contramão de como vem agindo o resto do mundo e autoridades brasileiras.

Pois é: em sua louca cavalgada pelo fim do isolamento social, Bolsonaro tem feito coisas que até Deus duvida.

Bolsonaro volta a passear por Brasília, causa aglomeração e é ...

Nesta sexta-feira santa, em contato com populares em Brasília, esfregou o nariz e depois apertou a mão de apoiadores, incluindo uma mulher idosa. veja o vídeo da Globo, postado pelo deputado federal Paulo Pimenta.

A deputada Sâmia Bomfim (PSOL) compartilhou um dos vídeos e escreveu: “Jair Bolsonaro voltou a circular pelas ruas de Brasília nessa sexta-feira, reafirmando seu esforço para enfraquecer o isolamento social. O compromisso do presidente não é com as orientações de saúde. É com o caos e com a morte. Esse genocida precisa deixar a presidência algemado.”

Paulo Pimenta

Fontes: Blog do Esmael e DCM.

Lula participa de reunião do PT, que pode aprovar impeachment de Bolsonaro. A pauta principal foi o Coronavírus


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na manhã desta quinta-feira (9), via teleconferência, da reunião do Diretório Nacional do PT.

Além dos dirigentes da sigla, o partido também mobilizou virtualmente governadores e prefeitos para discutir a pandemia do coronavírus.

Na semana passada, durante entrevistas à mídia alternativa, Lula disse que os petistas irão discutir na reunião do diretório a possibilidade de aprovar a bandeira de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A materia continua após o vídeo. Assista.

“O Bolsonaro se fosse sério já teria pedido uma reunião com o Xi Jinping e a China poderia ajudar o Brasil como está ajudando outros países. Mas não, ele prefere deixar o filho dele e o ministro da Educação falando bobagem”, disse na terça-feira, dia 7, durante uma live.

Lula afirmou ainda, na live, que o governo está tratando essa crise como se fosse uma qualquer. “Eles dão liquidez aos bancos enquanto aos pobres não se dá nada. Enquanto isso, os americanos e alemães estão imprimindo dinheiro. O Brasil precisa imprimir moeda urgente”, comparou.

“Os que precisam de liquidez neste momento são pessoas pobres. É quem precisa de liquidez, não o sistema financeiro brasileiro”, completou, em entrevista à americana Associated Press.

Em entrevista ao Blog do Esmael, nesta quinta, o presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, disse que as ações do PT e do ex-presidente Lula em relação à Covid-19 são muito “tímidas” em comparação às do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pré-candidato ao Palácio do Planalto na eleição de 2022.

Materia na íntegra no Blog do Esmael

“Vamos desmascarar esses esquerdopatas”: diz médica bolsonarista ao convidar pessoas a verem hospitais vazios


A coisa mais fácil de descobrir a diferença de quem fala com responsabilidade e respeito, sobretudo às vidas, de quem fala mostrando o ódio que sai de dentro, no desejo de alimentar os que sentem a mesma coisa, é tirando o próprio ódio que ela tenta plantar nos corações e prestar a atenção com sabedoria. A verdade é que as pessoas, aos poucos, estão descobrindo esse diferencial e ficando ‘espertas’ com esse tipo de palavreado. Ela, [essa médica] deve ter aprendido com o Malafaia, ao chamar as pessoas de corja, e quem fez uma opção de admirar a esquerda de “esquerdopatas”. Alguém já ouviu alguma vez os esquerdistas tratarem a  turma da direita de direitopatas? Isso mostra de onde nasce o ódio e tentam jogar para o resto do Brasil. Só que da mesma forma que acabou a tinta da caneta do presidente, essas palavras de ódio, principalmente num momento desses, já não fazem mais efeito. Que seja inteligente o povo brasileiro, pra enxergar essas diferenças de palavras. Vejam a forma de como essa mulher se dirige às pessoas com as suas palavras. E é médica. Até aqui Café com Leite.

Joselita Aguiar Sousa

A médica bolsonarista Joselita Aguiar Sousa, da cidade de Imperatriz, no Maranhão, convocou seus colegas a mostrarem imagens dos hospitais em que trabalham. Ela pede a todos que fotografem e mostrem “qual é a real situação”.

“Vamos desmascarar essa corja. A gente pode filmar os nossos hospitais, vamos mostrar ao país o que realmente está acontecendo. Nós não podemos ficar à mercê deste bando de esquerdopatas visando unicamente o bem-estar deles em detrimento do bem-estar da nação. Vamos lá”, continua a médica.

“Rede Globo ou Globolixo ou Globo Catástrofe querendo construir um caos deles pra que eles saiam beneficiados”, disse ainda.

Fonte 247. Veja o védeo aqui

Com bancos alheios a crise, ACM Neto compra R$ 5 mi em passagens das empresas de ônibus de Salvador


[Com bancos alheios a crise, ACM Neto compra R$ 5 mi em passagens das empresas de ônibus de Salvador]

o prefeito ACM Neto (DEM) anunciou que vai comprar R$ 5 milhões em passagens dos ônibus de transporte urbano da capital. A medida, que tem por finalidade evitar o colapso do sistema de transporte e garantir o pagamento do salário dos rodoviários, surge como medida de enfrentamento a crise econômica surgida pelo coronavírus. As empresas, de acordo como presidente nacional do DEM, relataram sérias dificuldades para conseguirem uma linha crédito com os bancos. “As empresas já viam com enorme dificuldade de contratar empréstimos nos bancos. Isso é um absurdo. O governo passou da hora de tomar medidas contra os bancos”, disse.

Com informações do Bnews

 

David Uip dá invertida em Bolsonaro: Respeitei seu direito de não revelar diagnóstico. Respeite o meu


David Uip tem sido atacado por Jair Bolsonaro, que não revelou seu diagnóstico sobre o coronavírus, mas insiste para que o infectologista diga se usou cloroquina para se curar da Covid-19
O médico infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, deu uma invertida em Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (8), depois de ser afrontado pelo presidente a revelar se usou cloroquina no tratamento pelo coronavírus.

Senhor presidente, eu respeitei seu direito de não revelar seu diagnóstico. Respeite meu direito de não revelar meu tratamento”, afirmou.

Diante de um suposto vazamento de uma suposta prescrição da hodroxicloroquina atribuída ao seu consultório, Uip disse que teve sua privacidade invadida e tomará medidas judiciais.

“Minha privacidade foi invadida. Tomarei as providências legais para a invasão da minha privacidade e de meus pacientes”, afirmou.

Fonte Pragmatismo.

 

Suspeito de assalto passa mal e desmaia no crime; veja vídeo


[Suspeito de assalto passa mal e desmaia no crime; veja vídeo]
  Por: Reprodução/ Youtube  

Um assalto ‘sem sucesso’ aconteceu na noite da última terça-feira (07), no bairro do Realengo, no Rio de Janeiro. Três homens armados desceram de um carro e uma moto para assaltar umas pessoas que estavam no ponto de ônibus, só que durante a ação criminosa, um dos suspeitos passou mal e desmaiou.

O condutor do veículo utilizado no assalto, socorreu o homem que passou mal e arrastou o carro, deixando para trás a mochila com os pertences das vítimas que assistiram o episódio sem esboçar reação, assustados com a prática criminosa.

O vídeo viralizou no Twitter e em veículos de comunicação da capital carioca. Os homens foram identificados, no entanto, não foram capturados até o momento. Não se sabe o estado de saúde do suspeito que passou mal.Por: Redação BNews

Assista: 

Ministro de Israel que afirmou que coronavírus é “punição divina aos gays” testa positivo


ministro da saúde israel coronavírus

O ministro da Saúde de Israel, Yaakov Litzman, 71, testou positivo para o Covid-19 apenas um mês depois de classificar o coronavírus como uma “punição divina à homossexualidade”. As informações são da mídia internacional.

De acordo com o The Times of Israel, Litzman violou as diretrizes de seu próprio ministério sobre distanciamento social para continuar participando de cultos e orações.

Além de ministro da Saúde de Israel, Yaakov Litzman é líder do partido ultra-ortodoxo ‘Judaísmo Unido da Torá’. Testemunhas disseram que ele foi visto rezando nas casas de outros membros de sua congregação religiosa, apesar das recomendações de isolamento.

A esposa do ministro, Chava, também foi diagnosticada com coronavírus. Os dois tiveram nos últimos dias contatos próximos com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e vários outros altos funcionários do governo. “Ele pôs as nossas vidas em risco”, reclamou um outro ministro, anonimamente.

“Punição divina contra homossexuais”

No mês de março, durante discurso em que falou sobre as suas crenças a respeito da origem do coronavírus, Yaakov Litzman disse a seguidores: “É um castigo divino contra a homossexualidade”.

Clik e Veja matéria completa no Pragmatismo.

Apresentador do SBT sugere “campo de concentração” para infectados com coronavírus


apresentador sbt campo de concentração

O vídeo de um apresentador do SBT provocou revolta na manhã desta quarta-feira (8) porque o homem sugere que infectados por coronavírus no Brasil sejam colocados em um “campo de concentração”.

Marcão do Povo, que comanda o programa ‘Primeiro Impacto’, comentava sobre as recentes notícias envolvendo a pandemia de covid-19 e se posicionou a respeito das medidas que o Brasil está adotando.

“Na China, na cidade de Wuhan, as pessoas que estavam com sintomas e assintomáticas, que estavam com coronavírus, foram levadas para esta cidade. Montaram vários hospitais e essas pessoas foram tratadas naquele local. Não seria interessante também, presidente [Bolsonaro], montar um local… O exército, a marinha, a aeronáutica, montar um local onde todas as pessoas que tivessem os sintomas, que tivessem o coronavírus, fossem levadas para esse local?”, começou ele.

“Não seria interessante pegar o exército, a aeronáutica, a marinha e montar um campo de concentração, de cuidados, com os equipamentos mais sofisticados, com os melhores profissionais e colocar essas pessoas com problemas, com sintomas?”, questionou o apresentador bolsonarista.

Marcão explicou, após sugerir o campo de concentração para as vítimas de Covid-19, que esta, em sua opinião, seria uma boa medida em termos econômicos. “Acaba com esse negócio de ter que espalhar dinheiro para os estados. Tem estado que não teve nada, um caso lá, e nem sequer foi comprovado e o estado decretou calamidade. Tocantins teve um caso, não teve uma morte. O estado tem necessidade de decretar calamidade?”, esbravejou.

Na realidade, há 19 casos confirmados no Tocantins. Veja matéria completa e os vídeos no Pragmatismo

No final do ano passado, Marcão do Povo também causou polêmica ao ridicularizar um homem que cometeu suicídio.  Relembre aqui.

 

Cargueiro russo pousa no Brasil com 40 toneladas de máscaras importadas da China: não é obra do governo Bolsonaro


Fica uma pergunta do povo brasileiro. Por que o Governo já não pediu antes uma carga dessa para abastecer os postos de saude do Brasil? 

 

 

 

O cargueiro Antonov 124-100, considerado o segundo maior avião do mundo, pousou na madrugada desta quarta-feira (8/4) no aeroporto de Brasília. Aeronave trazia cerca de 40 toneladas de máscaras faciais para a prevenção contra a Covid-19. A carga é particular e seguiu para o Estado de Goiás via terrestre.
A carga pertence à empresa Nutriex, que investiu aproximadamente R$ 160 milhões de reais em máscaras  faciais.  São cerca de 6 milhões de unidades, que foram encaminhadas para o Estado de Goiás. A Nutriex é uma empresa de importação e distribuição de cosméticos e produtos hospitalares, com sede em Goiânia
Em visita rara, o avião chama a atenção pelo seu tamanho. O Antonov 124 tem 65 metros de comprimento e 21 metros de altura. A última vez que o cargueiro pousou na capital federal foi em setembro de 2018, quando a aeronave fez um pouso técnico no terminal do aeroporto para abastecimento e descanso da tripulação. A outra aparição foi em 2009.
A aeronave decolou da China e fez duas paradas antes de chegar a Brasília. O cargueiro foi recebido com todos os cuidados de higiene e precauções necessárias para evitar contaminação pela COVID-19. O avião gigante parte para Luanda, em Angola, nesta quinta-feira (9/4) de madrugada.
Fonte DCM.

Na Colômbia, quem burla a quarentena fica preso pelo pé no meio da rua


Na cidade de Tuchín, ao menos 12 pessoas já receberam castigo

 


A prefeitura da cidade de Tuchín, na Colômbia, está adotando mais severas para quem descumprir as nomais do isolamento social. Agora, quem burlar a quarentena e estiver vagando sem motivo pelas ruas pode ficar de castigo, presos pelos pés em uma estrutura de madeira, conhecida como cepo, em uma das praças públicas da cidade.

“Aumentamos a base de força no município, juntamente com a Guarda Indígena, o Exército e a Polícia. Pessoas que não estão cumprindo as medidas obrigatórias de isolamento estão sendo punidas”, explicou, em seu Facebook, o prefeito Alexis Salgado.

De acordo com Salgado, apesar de não utilizada há alguns anos, a medida é prevista em lei e já fazia parte da tradição do povo indígena Zenú, da qual a população de Tuchín é descendente. Ele explica que a aplicação desse tipo de sanção é uma maneira de preservar a cultura.

“Para preservar a estrutura institucional e respeitar os usos e costumes do povo Zenú, essa articulação está sendo realizada. Queremos ser um exemplo de respeito e demonstrar que, apesar da diversidade existente em nosso território, as instituições estão se unindo para proteger a saúde de todos”, disse ao jornal local “El Tiempo”.

O prefeito afirmou que, em poucas horas da aplicação do castigo, os resultados foram favoráveis e o tráfego de pessoas nas ruas diminuiu. “Se impusermos uma sanção econômica, a grande maioria não terá como pagá-la, mas se recorrermos a essas práticas típicas de sua cultura, as estamos fazendo com que cumpram as leis e mantenham vivas suas tradições.

Segundo o site oficial da Prefeitura, Tuchín tem cerca de 35 mil habitantes. Em uma entrevista a rádio local “Blue”, o coordenador da Guarda Indígena Zenú, Misael Suárez, disse que no primeiro dia que o cepo foi usado para punir os que não estavam cumprindo a quarentena, pelo menos uma dúzia de pessoas tiveram os pés presos por meia hora numa espécie de “socialização”. A intenção é aumentar o tempo desse castigo.

Governador Rui Costa prorroga suspensão de transporte até 15 de abril


O Governo do Estado da Bahia publicou, no Diário Oficial (DOE) deste sábado (4), decreto que prorroga a suspensão do transporte intermunicipal em cidades da Bahia até o dia 15 de abril. A medida, que tem como objetivo conter o avanço da contaminação por coronavírus na população baiana, estava programada até 5 de abril, mas foi estendida por mais 10 dias por determinação do governador Rui Costa. Também foi prorrogado até 15 de abril, de acordo com a publicação de hoje, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais, em todo território do Estado da Bahia.



Na publicação de hoje, o governador restringiu o transporte intermunicipal em mais cinco cidades baianas: Conde, Uruçuca, Itapetinga, Conceição do Coité e Utinga, onde o decreto passa a vigorar a partir deste domingo (5). Já são 49 municípios com o transporte suspenso na Bahia: Salvador, Feira de Santana, Porto Seguro, Prado, Lauro de Freitas, Simões Filho, Vera Cruz, Itaparica, Itabuna, Ilhéus, Itacaré, Camaçari, Luís Eduardo Magalhães, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Guanambi, Vitória da Conquista, Santa Maria da Vitória, Correntina, Entre Rios, Jequié, Brumado, Conceição do Jacuípe, Juazeiro, Teixeira de Freitas, Nova Soure, São Domingos, Canarana, Ipiaú, Itagibá, Itamaraju, Itororó, Pojuca, Dias D’Ávila, Alagoinhas, Barra, Candeias, Coaraci, Itajuípe, Medeiros Neto, Santa Cruz Cabrália, Barra do Rocha, Eunápolis, Belmonte, Conde, Uruçuca, Itapetinga, Conceição do Coité e Utinga.



Ficam suspensas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. Em algumas cidades sem casos de coronavírus, o sistema de transporte intermunicipal foi suspenso porque está integrado ao de municípios com registros da doença.

Ferry boat

Também foi publicado no Diário Oficial deste sábado (4) resolução da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) que determina redução de capacidade das embarcações do ferry boat, para Itaparica, e das lanchas, para Vera Cruz, para 50%. A medida passa a vigorar a partir da próxima segunda-feira (6) e também tem o intuito de desestimular a travessia de veranistas que têm realizado a travessia com frequência, neste momento de isolamento social.

 

Ronaldinho Gaúcho e irmão trocam prisão por hotel após fiança de R$ 8 milhões


Ronaldinho Gaúcho e irmão trocam prisão por hotel após fiança de R$ 8 milhões
Crédito da Foto: divulgação/MP do Paraguai

O jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto de Assis Moreira, vão trocar a prisão onde estavam no Paraguai por um hotel. A mudança para prisão domiciliar foi aceita pela justiça do país nesta terça-feira (7/4), após o pagamento da fiança de R$ 8,3 milhões.

A dupla é acusada de entrar no país com documentos paraguaios de conteúdo falso. De acordo com o portal Uol, “R10” e o irmão ainda não estão em liberdade: eles aguardam trâmites burocráticos para oficializar a troca da prisão preventiva pela domiciliar.

Eles serão vigiados por guardas no hotel e não poderão deixar o país enquanto durar o processo. A defesa da família espera que eles deixem a prisão ainda nesta terça. Outros dois pedidos de prisão domiciliar tinham sido negados. Fonte:Aratuon.

Brasil terá pico de Covid-19 em abril e maio, e vírus deve circular até meados de setembro, afirma Mandetta e especialistas em relatório técnico


Um relatório técnico assinado pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e especialistas em saúde afirma que o Brasil terá pico dos casos de Covid-19 em abril e maio e que o país continuará enfrentando a pandemia até meados de setembro. O texto foi publicado nesta terça-feira (7) na “Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical” e divulgado pela agência de notícias científicas Bori.

O texto fala sobre como o Brasil enfrenta a pandemia, traz a cronologia das ações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do país, e alerta para o período de outono e inverno, em que há maior ocorrência de doenças respiratórias. O relatório também cita medidas como isolamento social e uso de máscaras como formas de conter a pandemia no Brasil.

“Embora o Brasil esteja tentando implementar medidas para reduzir o número de casos, principalmente focados no isolamento social, um aumento nos casos de Covid-19 é esperado nos próximos meses. Vários modelos matemáticos mostraram que o vírus estará circulando até meados de setembro, com um pico importante de casos em abril e maio”, diz o relatório, sem citar números.

“Assim, existem preocupações quanto à disponibilidade de unidades de terapia intensiva (UTI) e ventiladores mecânicos necessários para pacientes hospitalizados com Covid-19, bem como a disponibilidade de testes de diagnóstico específicos”, alerta o documento.

Isolamento social e uso de máscaras

O isolamento social é apontado como uma das medidas usadas no Brasil para evitar a disseminação da doença.

“O isolamento social é uma medida que deve ser sugerida no início [do surgimento dos caso] para achatar a curva epidemiológica com o mínimo possível de impacto econômico”, dizem os especialistas no relatório.

“Se o distanciamento social é eficaz [para conter a pandemia] (…), o impacto econômico poderá ser mitigado quando a atual pandemia de Covid-19 for controlada”, afirma o documento.

O relatório também cita o uso de máscaras como uma das medidas de prevenção que podem ajudar a conter o avanço da pandemia. Na Ásia, o uso de máscaras é culturalmente aceito e não há o costume de abraços de beijos, como há no Brasil. “Essas diferenças podem ser decisivas em evolução das pandemias”, afirma o documento.

O autor principal do relatório é o médico infectologista Julio Croda, que em março deixou o cargo de diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis e é pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (MS) e da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Assina também Wanderson Kleber de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, entre outros.

Evolução dos casos de coronavírus no Brasil até 06 de abril de 2020 — Foto: Arte/G1Evolução dos casos de coronavírus no Brasil até 06 de abril de 2020 — Foto: Arte/G1

Evolução dos casos de coronavírus no Brasil até 06 de abril de 2020 — Foto: Arte/G1