Morre catador de lixo baleado ao tentar ajudar família que foi alvo de 80 tiros do Exército no Rio


Por Henrique Coelho e Elza Gimenez, G1 Rio e TV Globo

O catador de materiais recicláveis Luciano Macedo, baleado no último dia 7 após o Exército atirar 80 vezes contra um carro em Guadalupe, Zona Norte do Rio, morreu nesta quinta-feira (18). Ele foi atingido ao tentar ajudar a família do motorista do veículo, o músico Evaldo Santos Rosa, que morreu no local.

A morte de Luciano foi confirmada por familiares do catador, que receberam a notícia às 6h. Em seguida, a informação foi repassada aos advogados que cuidam do caso.

O catador estava internado no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na região onde foram feitos os disparos. Na quarta-feira (17), a Justiça ordenou que Luciano fosse transferido para o Hospital Moacyr Carmo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A Secretaria Estadual de Saúde, no entanto, informou que a transferência não seria possível devido ao estado de saúde da vítima, que era considerado gravíssimo.

Luciano Macedo levou um tiro ao ajudar a família que teve o carro atingido por mais de 80 disparos — Foto: Reprodução Redes Sociais

Luciano Macedo levou um tiro ao ajudar a família que teve o carro atingido por mais de 80 disparos — Foto: Reprodução Redes Sociais

Tentativa de ajudar família

Luciano foi baleado quando tentava ajudar a família que estava no carro atingido pelos disparos do Exército. As cinco pessoas que estavam dentro do veículo iam para um chá de bebê: Evaldo dos Santos Rosa; a esposa dele; o filho, de 7 anos; o sogro de Evaldo (padastro da esposa); e uma amiga da família.

Evaldo morreu na hora. O sogro dele, Sérgio Guimarães de Araújo, foi baleado nos glúteos e segue internado no Hospital Albert Schweitzer, em Realengo. A esposa, o filho de 7 anos e a amiga não se feriram.

Militares afastados

Dez dos 12 militares do Exército que estavam na patrulha no dia que o carro foi atingido foram presos após prestarem depoimento sobre a ação. Nove seguiram presos após audiência. A investigação do caso ficará a cargo da Justiça Militar.

No dia dos disparos, o Comando Militar do Leste (CML) informou, por meio de nota, que os agentes tinham respondido a “injusta agressão” de criminosos ao desferir os tiros. A Polícia Civil informou na ocasião que “tudo indica” que o veículo foi confundido com o de criminosos.

Em um boletim de ocorrência registrado na 30ª DP (Marechal Hermes), um motorista contou que foi assaltado por cinco homens em um sedã branco por volta das 14h (meia hora antes do incidente) na mesma região.

Na manhã do dia seguinte à morte do motorista atingido pelos disparos, uma segunda-feira, o CML disse que identificou “inconsistências” entre os fatos reportados pelos militares e informou que os agentes acabaram afastados.

“Esse procedimento prolongou-se pela madrugada, tendo sido coletado também, até o presente momento, o depoimento de uma testemunha civil. Um membro do Ministério Público Militar acompanhou todo o procedimento”, diz a nota.

Carro fuzilado pelo Exército em Guadalupe, Rio — Foto: Fábio Teixeira/APCarro fuzilado pelo Exército em Guadalupe, Rio — Foto: Fábio Teixeira/AP

Carro fuzilado pelo Exército em Guadalupe, Rio — Foto: Fábio Teixeira/AP

 

 

 

 

 

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Governo decide aumentar preço do diesel; caminhoneiros ameaçam greve


Após nova medida do Planalto, custo do combustível chegará a R$ 2,2470 nas distribuidoras a partir desta quinta-feira (18)

[Governo decide aumentar preço do diesel; caminhoneiros ameaçam greve]
Foto : Marcelo Camargo/AgBR

Por Matheus Simoni

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, anunciou hoje (17) uma alta de R$ 0,10 por litro do óleo diesel. A medida contraria o recuo feito pelo próprio governo dias atrás, que havia negado o aumento, através de decisão do presidente Jair Bolsonaro (PSL). No entanto, após nova medida do Planalto, a alta foi confirmada, fazendo o custo do combustível chegar a R$ 2,2470 nas distribuidoras a partir desta quinta-feira (18).

De acordo com o presidente da Petrobras, a alta representa uma variação mínima de 4,5% e máxima 5,1% nos pontos de venda da companhia. O novo preço pegou de surpresa caminhoneiros de todo o país, contrários à medida. “Esse governo está louco”, afirma o caminhoneiro Wanderlei Alves, conhecido como Dedéco, que foi considerado um dos líderes da greve de 2018.

Em entrevista à revista Veja, ele afirmou que dez centavos não é pouco para a categoria, exemplificando o custo de gasta R$ 9 mil em combustível por mês. Com o acréscimo de dez centavos, o custo subirá em R$ 900. Inicialmente, a categoria marcou protestos no dia 21 de maio. No entanto, já existem ameaças de paralisação em todo o país em um prazo de, no máximo, dez dias.

Uma fatia de bacon por dia é suficiente para ‘aumentar risco de câncer’, diz estudo


Por BBC

Uma fatia de presunto ou bacon tem cerca de 23 g de carne processada — Foto: Casey DeViese/Unplash

Uma fatia de presunto ou bacon tem cerca de 23 g de carne processada — Foto: Casey DeViese/Unplash

Mesmo o consumo de quantidades pequenas de carne vermelha e processada – como uma fatia de bacon por dia – pode aumentar o risco de câncer de intestino.

É o que mostra uma pesquisa recente da Universidade de Oxford, no Reino Unido, financiada pela Cancer Research UK, organização britânica dedicada a combater a doença.

O estudo reforça as evidências de que a ingestão de carne vermelha e processada pode ser prejudicial à saúde, conforme alerta a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Mas qual é exatamente o tamanho do risco? E o que configura o consumo excessivo? Confira abaixo o que você precisa saber:

O que o estudo encontrou

Os pesquisadores analisaram informações de quase meio milhão de pessoas cadastradas no UK Biobank, banco de dados de saúde do Reino Unido.

Em seis anos de estudo, eles descobriram que 2.609 participantes desenvolveram câncer de intestino.

Eles identificaram que:

  1. Comer três fatias de bacon por dia, em vez de apenas uma, pode aumentar o risco de câncer de intestino em 20%.
  2. Para cada 10 mil pessoas que consumiram 21g por dia de carne vermelha e processada, 40 foram diagnosticadas com câncer de intestino.
  3. O valor comparativo para aqueles que ingeriram 76g, foi de 48 casos.

De acordo com o sistema de saúde público do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês), uma fatia de presunto ou bacon tem cerca de 23g de carne processada.

O que é comer demais?

Não está claro. A Cancer Research UK afirma que 5,4 mil dos 41.804 casos de câncer de intestino registrados a cada ano no Reino Unido podem ser evitados se as pessoas não comerem carne processada de maneira alguma.

Estudo reforça as evidências de que a ingestão de carne vermelha e processada pode ser prejudicial à saúde, conforme alerta a OMS — Foto: AP Photo/J. Scott Applewhite, File

Estudo reforça as evidências de que a ingestão de carne vermelha e processada pode ser prejudicial à saúde, conforme alerta a OMS — Foto: AP Photo/J. Scott Applewhite, File

Mas a organização reconhece que fumar representa um risco muito maior – o cigarro é responsável por 54,3 mil casos de câncer por ano.

A Public Health England, agência vinculada ao serviço de saúde britânico, constatou, a partir de seus levantamentos, que muita gente come carne vermelha e processada em excesso.

Os especialistas aconselham quem consome grandes quantidades a encontrar maneiras de reduzir.

De acordo com o Departamento de Saúde, quem come mais de 90g por dia deve diminuir para 70g.

Tem problema comer um pouco?

O NHS afirma que há alguns benefícios na carne vermelha – rica em ferro e proteína, por exemplo – que devem ser equilibrados com os riscos potenciais.

As pessoas podem comer carne e ser saudáveis.

O que torna arriscado?

A carne processada – incluindo bacon, salsichas e salame – é modificada para estender seu prazo de validade ou alterar o sabor. Os principais métodos para isso são defumar, curar, adicionar sal ou conservantes.

Acredita-se que as substâncias químicas envolvidas nestes processos estejam aumentando o risco de câncer. O preparo de alimentos em alta temperatura, como nos churrascos, também pode gerar substâncias químicas cancerígenas.

Quando se trata de carne vermelha, como de vaca, cordeiro e porco, há indícios de que uma das proteínas (responsável pela coloração vermelha) pode danificar o intestino ao ser quebrada.

Mas os especialistas ainda estão tentando entender completamente esta associação.

A carne vermelha possui, por outro lado, uma grande quantidade de nutrientes — Foto: Jez Timms/Unplash

A carne vermelha possui, por outro lado, uma grande quantidade de nutrientes — Foto: Jez Timms/Unplash

O que dizem os especialistas?

O professor Gunter Kuhnle, da Universidade de Reading, no Reino Unido, descreveu o estudo como uma análise bastante minuciosa da relação entre o consumo de carne e câncer de intestino (também conhecido como colorretal).

“Os resultados confirmam descobertas anteriores de que o consumo de ambos, carne vermelha e processada, aumenta o risco de câncer colorretal”, diz ele.

“O aumento de aproximadamente 20% no risco pelo acréscimo de 50g no consumo de carne vermelha e processada está de acordo com o que foi relatado anteriormente e confirma essas descobertas.”

“O estudo também mostra que a fibra alimentar reduz o risco de câncer colorretal. Um aumento no consumo de fibras, como mostrado neste estudo, seria consideravelmente mais benéfico”, destaca.

Já Carrie Ruxton, do Meat Advisory Panel, grupo de estudos sobre o consumo de carne financiado pela indústria, lembra os benefícios do alimento:

“A carne vermelha fornece nutrientes valiosos, como proteínas, ferro, zinco, vitaminas D e vitaminas B.”

“Uma série de fatores de estilo de vida têm um impacto significativo no risco de câncer de intestino, principalmente idade, genética, falta de fibra alimentar, sedentarismo e alto consumo de álcool”, pondera.

 

 

 

 

 

 

POLÍTICA Após ação popular, juiz anula passaporte diplomático para Edir Macedo


Juiz da 11ª Vara Federal do Rio considerou que a atuação como líder religioso não significa que Macedo represente interesses do país

Um dia depois de o governo de Jair Bolsonaro dar passaporte diplomático a Edir Macedo, a Justiça Federal tornou nula a concessão. O veto judicial atende uma ação popular e se estende a Ester Bezerra, esposa do religioso e também beneficiada com o passaporte especial.O pedido é baseado na ausência de menção estrita a líderes religiosos nas regras de concessão de passaporte diplomático. Argumenta ainda que a condição de bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, por si só, não confere ao religioso status de “pessoa detentora de função de interesse do país”, prevista no decreto que regula a concessão do documento.

 

 

 

O juiz Vigdor Teitel, da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, considerou que “a atuação como líder religioso, no desempenho de atividades da Igreja, ainda que em prol das comunidades brasileiras no exterior, não significa que o mesmo represente ‘interesse do país’”, e que mesmo no caso de viagens missionárias constantes “não ficam, de modo algum, prejudicadas sem a utilização do documento em questão.”

Teitel anotou inda que a concessão foi editada “em contrariedade aos ditames normativos” e que há “risco de dano à moralidade no uso do passaporte diplomático, sem a inequívoca demonstração de interesse público que o justifique.”

O líder da Igreja Universal e dono da TV Record havia recebido o passaporte pela última vez em 2014 e estava com o documento vencido desde 2017. Após o vencimento, é preciso que o ministro das Relações Exteriores autorize a confecção de um novo passaporte — sem nenhum custo à autoridade beneficiada.

Entre as vantagens está o acesso a fila separada e tratamento diferenciado nos países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas. Em alguns países que exigem visto, o passaporte diplomático o torna dispensável.

 

 

 

 

Idosa de 79 disputa faixa preta no Taekwondo


Foto: Reprodução Inside
Foto: Reprodução Inside

Aos 79 anos, Mary Daily Lange tem uma conquista pela frente: a faixa preta no Taekwondo.

Além do karatê, o Taekwondo é uma arte marcial muito disputado no mundo tudo.

E a vovó de Iowa, nos EUA, entrou nesta disputa desde que começou a treina aos 65 anos de idade.

“Eu não sou muito grande e sou velha”, disse.

Mas, nada disso impediu que ela vá atrás do prêmio máximo do esporte.

“Eu conversei com meus filhos e disse: ‘Vocês querem que eu compre um seguro de assistência a saúde ou faça taekwondo ?

‘Daí elesdisseram: “Vá em frente, mãe”, conta Lange.

E pelos planos da septagenária, não está parar tão cedo.

“Eu acredito que você precisa estar ativo fisicamente, socialmente, mentalmente, espiritualmente, também significa que, qualquer que seja o tempo que você tenha na Terra, você estará usando bem”, acrescentou Lange.

Ela espera que seu faixa preta seja para comemorar com chave de ouro o seu aniversário de 80 anos.

Foto: CBS

Foto: CBS

Veja agora a performance dessa vovó:

Com informações do Inside

GUEDES ENQUADRA BOLSONARO E DIZ QUE PETROBRÁS É INDEPENDENTE PARA DEFINIR PREÇOS


ABr | Reuters

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (16) que a Petrobras é independente para estabelecer preços, e que o presidente Jair Bolsonaro deixou claro entender que seria fora de propósito manipular preços da estatal, informou a Reuters.

Ela informou ainda que o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que o ‘eventual reajuste’ que Petrobras vai anunciar é 54% do preço do diesel, o restante diz respeito a tributos. E que “Bolsonaro foi esclarecido quanto ao reajuste de combustíveis no Brasil e que entendeu”.

De acordo com o ministro da Economia Paulo Guedes, quando o governo federal segurou o aumento do preço do diesel na última sexta-feira (12), Jair Bolsonaro reclamou com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco: “No dia que estou comemorando 100 dias de governo, você está jogando diesel no meu chopp?”. 247

Igreja Adventista de Maracás convida a população para uma visita durante a programação Semana do Calvário


O evangelismo da semana santa é um projeto de proclamação da Palavra de Deus que ocorre na igreja Adventista do 7º Dia desde 1970 e tem o objetivo de relembrar o ministério, sacrifício, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo em favor da humanidade.

Venha participar dessa programação. Procure uma igreja Adventista na sua cidade.

 

Igreja Central. Venham lotar a casa de Deus

A igreja Adventista do Sétimo dia de todo Brasil está com uma programação nesta semana santa que vale a pena as pessoas, independente da sua religião, comparecer  para conhecer melhor o significado da Páscoa. Procure uma igreja Adventista aí na sua cidade e faça parte também desse encontro com as pessoas e com Deus.

Igreja do Bairro Ayrton Sena. venham, vocês são os nossos convidados

Em Maracás existem três Igrejas Adventistas do Sétimo Dia para você fazer uma visita. Existe a Central, que fica na rua conhecida como  Rua de Lourides ( Saudoso Lourides),  próximo a Secretaria de Saúde; também, para quem mora nas proximidades do Bairro Irmã Dulce pode se informar, pois existe uma igreja lá esperando a sua visita. A terceira fica no Ayrton Sena, na divisa com o Bairro Iara, bem no começo do antigo campo de aviação.

Vá e leve amigos, familiares e faça parte desta linda e emocionante programação, onde além da palavra de Deus, que será ministrada , você vai poder conhecer pessoas novas, assistir um filme contando a historia de uma família e o melhor: você pode sair sorrindo e sentido a presença do Espírito Santo de Deus começando a fazer parte da sua vida.

Igreja do Bairro Irmã Dulce. Vá e leve familiares e amigos

Qualquer pessoa, por menos religiosa que seja, já descobriu que algo anda errado no meio da humanidade que está solta no mundo, mas, pedindo orientação a Deus sobre o que deve fazer diante de tanta adversidades, tantos horrores, tantas ambições e outros males, descobrirá que Deus está lhe chamando para ter uma vida mais calma e longe dos males. Vá fazer fazer uma visita e deixe Deus falar ao seu coração. Muita gente esqueceu o que significa a páscoa e termina fazendo parte das festas profanas. Faça diferente esse ano. Deus esteja no comando da vida de cada um.

 

Idosos diante dos riscos da obesidade e da desnutrição


Rio de Janeiro

Além de um novo olhar sobre o controle do diabetes em idosos, outra discussão importante do III Simpósio de Endocrinologia Geriátrica foi a preocupação com dois quadros extremos na saúde dos mais velhos: a obesidade e a desnutrição. A endocrinologista Ana Carolina Nader Vasconcelos Messias, coordenadora do ambulatório de obesidade e cirurgia bariátrica do Hospital Federal dos Servidores do Estado-RJ, alertou para o risco aumentado de mortalidade que acompanha os obesos. “Trata-se de uma epidemia global: em 2016, havia 1.9 bilhão de pessoas acima dos 18 anos com sobrepeso, sendo que 650 milhões eram obesas”, afirmou. No Brasil, a estimativa é de que 19% estejam obesos.

Muitos medicamentos facilitam o aumento de peso: corticosteroides, anti-hipertensivos, anticonvulsivantes (que servem para estabilizar o humor), antidepressivos e antipsicóticos. É o que a endocrinologista chamou de “polifarmácia obesogênica”, ou seja, remédios que contribuem para o ganho de quilos extras. O caminho inverso demanda disciplina e acompanhamento médico. “É importante revisar a prescrição do paciente, incluir atividade física rotineira e mudança de dieta, já que idosos tendem a consumir carboidratos e uma quantidade menor de proteínas. Há necessidade de uma verdadeira mudança de comportamento”, explicou.

Obesidade: no Brasil, a estimativa é de que 19% da população sofram com a doença — Foto: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2f/Ile_maurice_1357a.jpgObesidade: no Brasil, a estimativa é de que 19% da população sofram com a doença — Foto: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2f/Ile_maurice_1357a.jpg

Obesidade: no Brasil, a estimativa é de que 19% da população sofram com a doença — Foto: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2f/Ile_maurice_1357a.jpg

Já a nutricionista Nara Lopes, mestre em nutrição clínica pela UFRJ, abordou situações que levam o indivíduo a apresentar um quadro de déficit nutricional: doenças crônicas, dietas restritivas, depressão, medicamentos, infecções recorrentes. “Elas prejudicam a imunidade, predispõem o paciente a infecções e reduzem a capacidade do corpo de se recuperar. A fraqueza muscular e a imobilidade também representam um risco aumentado para quedas. Tudo isso leva a um número maior de internações hospitalares e ao aumento do tempo dessa internação”, analisou.

Disfagia, a dificuldade na sequência de movimentos da boca até o estômago ao engolir o alimento, e desnutrição são condições clínicas frequentemente associadas: idosos, pacientes que tiveram AVC (acidente vascular cerebral), portadores de doenças neurodegenerativas ou câncer, em especial de cabeça e pescoço, acabam se alimentando mal. A nutricionista explicou que a indicação de terapia nutricional se dá quando a pessoa consome menos que 60% das suas necessidades calóricas. A perda de peso – mais de 5% em três meses ou 10% em seis meses – se torna evidente e ela recomenda que os suplementos sejam administrados em pequenas doses e em horários definidos, de preferência entre as refeições, para que não provoquem a sensação de saciedade.

Flávio Bolsonaro dá chilique com proposta de CPI das Milícias e leva invertida no Twitter


– O senador do Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSL) criticou a proposta de criação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) com foco nas milícias. “A CPI das milícias nada mais é do que a tentativa midiática de alguns explorarem politicamente o assunto, mais nada. Não tem nenhuma efetividade, basta ver quem é o autor do projeto”, disse.

Na última sexta feira, dois prédios desmoronaram na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público, a região é comandada por milicianos. O líder do poder paralelo é, diz o MP, o ex-policial militar Adriano da Nóbrega. A mãe e a filha de Adriano eram nomeadas no gabinete na Alerj de Flávio Bolsonaro.

Em 2008, quando Flávio era deputado estadual, uma CPI foi instalada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para apurar denúncias sobre o tema. O grupo foi presidido pelo hoje deputado federal Marcelo Freixo (Psol).

Vários policiais já homenageados por Flávio ao longo de sua atividade legislativa são suspeitos ou condenados por integrar milícias. O senador disse que as homenagens foram feitas há cerca de quinze anos e que não pode se responsabilizar por “atos errados” que as pessoas venham a cometer no futuro. Adriano de Nóbrega, chefe da milícia Escritório do Crime, estava preso por assassinato quando foi homenageado por Flávio. Ele também deu emprego para a mãe e a esposa do miliciano, que hoje está foragido por outros crimes. Fonte Plantão Brasil.

PF LEVA COMPUTADOR DE GENERAL BOLSONARISTA QUE ATACAVA O STF


General Paulo Chagas. Foto: Divulgação/Twitter

Do portal Terra: 

A Polícia Federal (PF) apreendeu nesta terça-feira, 16, um computador do general da reserva Paulo Chagas, alvo de mandado de busca no inquérito que investiga supostas fake news contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A ordem judicial é do relator Alexandre de Moraes.

“Um notebook marca CCE, cor preta, modelo Ultrathin U25, s/nº 3226, pertencente ao general Paulo Chagas, sem a fonte de carregamento”, descreveu a PF no documento que registra a busca e apreensão.

Também são alvo da operação, o membro da Polícia Civil de Goiás Omar Rocha Fagundes, Isabella Sanches de Sousa Trevisani, Carlos Antonio dos Santos, Erminio Aparecido Nadini, Gustavo de Carvalho e Silva e Sergio Barbosa de Barros.

Alexandre de Moraes autorizou que os policiais apreendessem “computadores, tablets, celulares e outros dispositivos eletrônicos, bem como quaisquer outros materiais relacionados à disseminação de mensagens ofensivas e ameaçadoras”.

“Autorizo desde logo o acesso, pela autoridade policial, aos documentos e dados armazenados em arquivos eletrônicos apreendidos nos locais de busca, contidos em quaisquer dispositivos”, ordenou o ministro. “Após a realização das diligências, todos os envolvidos deverão prestar depoimentos.”

Moraes também mandou bloquear as redes sociais dos investigados. Na decisão, afirmou que documentos e informações coletados pela investigação apontam “sérios indícios da prática de crimes”. Segundo o ministro, as postagens em redes sociais contêm “graves ofensas a esta Corte e seus integrantes, com conteúdo de ódio e de subversão da ordem”.

Segundo Alexandre de Moraes, as mensagens escritas por Paulo Chagas são “propaganda de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política e social com grande repercussão entre seguidores. DCM.

 

Um pouco tarde para José Padilha ter conhecido realmente o Ministro Sergio Moro


Resultado de imagem para fotos de jose padilha

Padilha se mostra arrependido

José Padilha é cineasta, criador e diretor da série de televisão brasileira ‘O Mecanismo’, que enaltece os feitos de Sergio Moro e da equipe da Lava Jato, bem como apertou mais um parafuso em torno da demonização do PT. Padilha agora assina artigo intitulado ‘O ministro antiFalcone’, na Folha, afirmando que o pacote anticrime de Moro vai fortalecer milícias e que ele se enganou com o personagem. Fonte desta matéria GGN.

Ministro Sergio Moro

Padilha enumera fatos que Sergio Moro sabe, tem que saber. Coloca o que são as milícias, organizações criminosas controladas por policiais civis e militares corruptos e violentos. Que esses policiais utilizam o aparsto do Estado para expulsar o tráfico e dominar as favelas. Que cobram por proteção e dominam atividades econômicas importantes nas áreas que controlam. Que decidem quem é eleito e para isso decidem quem entra e financiam campanhas. ​E que milicianos e políticos ligados a eles foram eleitos para cargos legislativos e executivos em todas as esferas, inclusive a federal.

E aponta que Moro, mesmo sabendo tudo isso, declarou que as milícias representam a mesma coisa que facções criminosas dentro das prisões, como se fossem do varejo do tráfico de drogas.

E diz que sempre apoiou a Lava Jato e, inclusive, chamou Moro de ‘samurai ronin’, em alusão à ‘independência política’ que ele acreditava ter o juiz. E, agora, quer reconhecer o erro que cometeu.

E considera erro por não ver outra explicação possível, já que Moro finge não saber o que é milícia pois perdeu sua independência e hoje trabalha para a família Bolsonaro. E aponta o fato de que Flávio Bolsonaro não foi o senador mais votado em 74 das 76 seções eleitorais de Rio das Pedras por acaso.

Acredita Padilha que o pacote anticrime de Moro, enviado ao Congresso, é razoável no quesito combate à corrupção corporativa e política, mas é um absurdo no que se refere à luta contra as milícias. Vai mais longe, dizendo que o pacote é pró-milícia, posto que facilita a violência policial.

Daí enumera fatos que Moro saberia se tivesse estudado os autos de resistência no Brasil. Primeiro que, só no Rio, policiais em serviço matam alguém a cada seis horas. Que a versão apresentada por tais policiais costumam ser a única fonte de informações nos inquéritos porventura instaurados. Que, já que o policial tem fé pública, a sua versão ‘embasa a excludente de ilicitude’, evitando prisão em flagrante. Que a Polícia Civil raramente escuta testemunhas ou realiza perícias, e tem mania de desfazer as cenas do crime para prestar socorro às vítimas, apesar de a maioria morrer instantaneamente em decorrência de tiros no tórax. Que desde 1969, quando a ditadura editou a ordem de serviço 803, que impede a prisão de policiais em ‘auto de resistência’, apenas 2% dos casos são denunciados e menos ainda chegam ao Tribunal do Júri.

Caso o pacote de Moro seja aprovado, esse número vai para o zero, já que prevê, para justificar a legítima defesa, que o policial diga que estava sob ‘medo, surpresa ou violenta emoção’, ou então que era ‘ação para prevenir injusta e iminente agressão’.

Padilha continua dizendo que o hábito dos policiais milicianos de plantar armas e drogas nos corpos das vítimas para justificar execuções é tão comum que deu origem ao jargão: todo bom miliciano carrega consigo um ‘kit bandido’. E, caso aprovado o pacote de Moro, nem de ‘kit bandido’ os milicianos precisarão a partir daí.

O cineasta diz que Moro nunca sofreu atentados ou lidou com a Máfia, mas que o juiz Giovanni Falcone, em quem o atual ministro diz se inspirar, foi morto aos 53 anos de idade por bomba colocada pela máfia em seu caminho. Além dele morreram sua mulher e seguranças. E discorre sobre a operação ‘Maxiprocesso’ que prendeu mafiosos na década de 1980 e deu origem à operação ‘Mãos Limpas’.

E finaliza: “Ora, no contexto brasileiro, é obvio que o pacote anticrime de Moro vai estimular a violência policial, o crescimento das milícias e sua influência política. Sergio Moro foi de “samurai ronin” a “antiFalcone”. Seu pacote anticorrupção é, também, um pacote pró-máfia”.

Deputada do PSL chora e diz que tem medo de morrer


Aos prantos, deputada do PSL diz temer que ministro do Turismo arme ‘acidente provocado’ contra ela. Alê Silva já afirmou à Polícia Federal ter sido alvo de ameaça de morte

deputada alê silva ministro do turismo
Deputada Alê Silva (PSL) / Reprodução

A deputada Alê Silva, do PSL de Minas Gerais, afirmou temer sofrer um “acidente provocado”, causado por pessoas próximas a Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo do governo Bolsonaro. As informações são da coluna de Guilherme Amado, da Revista Época.

“A gente fica preocupada, né? Fica cismada. A gente pensa: ‘Poxa vida, a pessoa é superpoderosa, estou aqui muito perto’. Não sei… Tem pessoas difíceis que andam ao redor dele [Marcelo Álvaro]. Para dar uma ordem, para fazer qualquer coisa, um acidente provocado… Claro que a gente fica preocupada”, disse a parlamentar.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo no último sábado (13), a deputada admitiu que foi alvo de uma ameaça de morte. Ela confirmou a informação em depoimento oficial à Polícia Federal. Alê Silva disse ainda que conversou com Hamilton Mourão e o vice-presidente a aconselhou a “manter-se calma”.

Apesar de não contar com o apoio do presidente do PSL, Luciano Bivar, Silva disse pretender continuar na legenda. “Eu acordei a tempo. Minha única esperança é que um dia Bolsonaro acorde, porque está criando uma cobra do lado dele”, afirmou a deputada, que acredita que o presidente não sabe das falcatruas do seu ministro.

VÍDEO:

Proteção

A Procuradoria e a Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados farão uma reunião nesta semana para estudar medidas de proteção à deputada Alê Silva (PSL-MG). Ela denunciou um esquema de candidaturas de laranjas comandado em Minas Gerais pelo ministro do Turismo.

O caso, que envolve o uso de laranjas pelo PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, foi revelado pela Folha de S.Paulo em fevereiro.

Para a deputada Jandira Feghali, líder da minoria na Câmara, a denúncia de Alê Silva é grave e a Casa precisa adotar medidas para protegê-la. “Acho que qualquer denúncia contra uma mulher e, particularmente, uma parlamentar assume uma gravidade enorme, porque ela é uma representante política”, afirmou.

O episódio é investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público em Minas Gerais e em Pernambuco. A denúncia levou à queda do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que comandou o partido nacionalmente em 2018. Pragmatismo.

 

Estrada que dá acesso a Porto Alegre e mineradora causa transtorno em tempo chuvoso. Caminhão tombou


A estrada que liga Pé de Serra ao distrito de Porto Alegre, passando pela minerado que extrai o vanádio, no município de Maracás, já passou da hora de ser asfaltada, por ser uma estrada de muito movimento, tanto de carros pesados que viajam para a mina, como foi o caso deste que levava uma carga pesada, como veículos de menos porte, pois além da mineradora, um pouco mais à frente está o maior distrito de Maracás, Porto Alegre, que é muito visitado.

Como disse um dos comentarista, que narrava na gravação do vídeo, a empresa está provando do veneno, pois durante todo esse tempo já deveria ter formado uma parceria com o governo, para a realização do asfaltamento até Porto Alegre.

Não se pode culpar, neste caso específico, a prefeitura, pois foi feito um trabalho de melhora na estrada, só que a chuva chegou agradando a todo mundo, mudando a cor da paisagem, enchendo os mananciais, mas, no entanto, causou lameiro na estrada. A chuva não pergunta se a estrada está ou não asfaltada.

O que precisa, na verdade, é mais vontade e luta da prefeitura e diretoria da mineradora, para chegarem juntos ao governador Rui Costa e pedir a estrada. Afinal, quase não se vê algo assim, uma mineradora do porte da que explora o vanádio, mais à frente um grande distrito, porém ter uma estrada que num determinado período do ano ninguém consegue passar, como está acontecendo agora com o período chuvoso. Por outro lado, quando passa esse período fica a buraqueira causada pela própria chuva.

Outras estradas: É preciso lembrar que muitas estradas no interior da Bahia estão deixando a desejar, como é o caso da rodovia que liga Anagé à Chapada, onde as cidades de Tanhaçu, Ituaçu e Barra da Estiva estão pedindo socorro e quase intransitável. A estrada que liga as cidades de Iaçu a Itaberaba também está de difícil tráfego. Outro dia a reportagem do Café com Leite Notícias presenciou uma cena que só se via nos tempos de outrora, que foi crianças com enxadas tapando buracos e pedindo um trocado. Dois episódios juntos, que não se via há muito tempo.

Voltando a estrada de Porto Alegre e mineradora, é preciso que o governo tome providências, pois ali, como foi dito, é uma estrada de muito movimento, sobretudo, de carretas e ônibus. Veja o que diz a narrativa de um cidadão que chegou ao local após o acidente.

Posted by Walter Sales on Tuesday, April 16, 2019

 

URGENTE: STF manda bloquear redes sociais de investigados por fake-news


Matéria na íntegra do Plantão Brasil, inclusive a foto.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou bloquear as redes sociais de sete investigados no inquérito sobre as supostas fake news contra seus colegas da Corte. São alvo de buscas da Polícia Federal nesta terça-feira, 16, o general da reserva Paulo Chagas, o membro da Polícia Civil de Goiás Omar Rocha Fagundes, Isabella Sanches de Sousa Trevisani, Carlos Antonio dos Santos, Erminio Aparecido Nadini, Gustavo de Carvalho e Silva e Sergio Barbosa de Barros.

Na decisão, Alexandre afirmou que documentos e informações coletados pela investigação apontam ‘sérios indícios da prática de crimes’. Segundo o ministro, as postagens em redes sociais contêm ‘graves ofensas a esta Corte e seus integrantes, com conteúdo de ódio e de subversão da ordem’.

O ministro mandou bloquear contas no Facebook, no WhatsApp, no Twitter e no Instagram. “Autorizo desde logo o acesso, pela autoridade policial, aos documentos e dados armazenados em arquivos eletrônicos apreendidos nos locais de busca, contidos em quaisquer dispositivos”, ordenou Alexandre. “Após a realização das diligências, todos os envolvidos deverão prestar depoimentos.”

Segundo Alexandre, as mensagens escritas por Paulo Chagas são ‘propaganda de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política e social com grande repercussão entre seguidores’. O ministro destacou que ’em pelo menos uma ocasião, o investigado defendeu a criação de um Tribunal de Exceção para julgamento dos ministros do STF ou mesmo para substitui-los’.

Omar Rocha Fagundes, de acordo com Alexandre, publicou uma mensagem em 14 de março de 2019 com a frase ‘O nosso STF é bolivariano, todos alinhados com narcotraficantes e corruptos do País’. O ministro destacou que Omar anda ‘constantemente armado’.

“Em outra postagem, incita a população a impedir o livre exercício dos Poderes da União, afirmando que ‘O Peru fechou a corte suprema do país. Nós também podemos! Pressão total contra o STF (publicação de 16 de março de 2019)”, citou Alexandre.

O ministro apontou também uma mensagem escrita por Isabella Sanches de Sousa Trevisani em 23 de março. “STF Vergonha Nacional! A vez de vocês está chegando.”

Carlos Antonio dos Santos, segundo Alexandre, incitou a população ‘a impedir o livre exercício dos Poderes da União, afirmando que ‘É desanimador o fato de tantos brasileiros ficarem alheios ao que a Quadrilha STF vem fazendo contra a nação’. A mensagem foi escrita em 14 de março.

De acordo com o ministro, Erminio Aparecido Nadin também propagou ‘alteração da ordem política e social, compartilhando publicações como a de 21 de março’. “Não tem negociação com quem se vendeu para o mecanismo. Destituição e prisão. Fora STF”, escreveu o investigado, segundo a decisão.

Alexandre destaca ainda que Erminio Aparecido Nadin imputou ‘fato ofensivo à reputação dos ministros’. “Máfia do STF: empunha papeis e canetas, protege criminosos, cobra propina de proteção de corruptos, manipula a lei, mata pessoas.”

 

LAVA JATO ENTRA NA MIRA DO STF


De acordo ao Blog do Esmael, ele  entrou em contato com procuradores e advogados que operam no âmbito da força-tarefa, mas não obteve confirmação da suposta ação da Polícia Federal cujos alvos seriam procuradores da República.

Entretanto, registra a Folha, a PF deverá ouvir procuradores que tiveram contado com a suposta delação da Odebrecht que cita o presidente do STF Dias Toffoli. A bronca tem a ver com os sites Crusoé e O Antagonistas, apontados como disseminadores de notícias falsas (“amigo do amigo do meu pai”).

O ministro Alexandre de Moraes autorizou uma operação policial na manhã desta terça (16) acerca do inquérito que apura ataques e vazamentos relacionados ao Supremo Tribunal Federal.

Até o general Paulo Chagas teve sua casa em Brasília vasculhada pela Polícia Federal (PF) na madrugada de hoje.

A PF cumpriu oito mandados de busca e apreensão em três estados para aprofundar investigações de suspeitas de injúria e difamação contra ministros do STF, qual seja, contra as diabólicas fake news.