(77) 99152-6666

Polícia apura suposta ligação de ataques com grupo que convocou greve da PM


De acordo com comunicado da SSP, “indícios apontam que as ações foram coordenadas para gerar sensação de insegurança”.

[Polícia apura suposta ligação de ataques com grupo que convocou greve da PM]
Foto : Alberto Maraux/ SSP-BA

A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA) divulgou hoje (9) que a Polícia Civil iniciou investigações sobre os ataques contra estabelecimentos comerciais registrados horas depois de um grupo anunciar ontem (8) uma paralisação da Polícia Militar.

O coordenador-geral da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), o deputado estadual Soldado Prisco, havia afirmado, na tarde de ontem (8), que a categoria parou, mas o governo estadual nega desde então e sustenta que não foram registradas faltas na corporação.

De acordo com comunicado da SSP, “indícios apontam que as ações foram coordenadas para gerar sensação de insegurança”.

A secretaria informou que foram solicitadas perícias nas munições encontradas, além de imagens de câmeras da SSP e de segurança privadas.

Equipes dos departamentos de Polícia Metropolitana (Depom) e de Inteligência Policial (DIP) também buscam testemunhas das práticas de vandalismo.

“Não temos ocorrências desta natureza e, esta coincidência com os acontecimentos, logo depois do anúncio de greve, é determinante para o início das apurações”, disse, em nota, o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Silvio Santos terá que se explicar ao MP sobre sexualização precoce de crianças


Um dos principais aliados de Jair Bolsonaro, que se diz defensor da família e contra a sexualização precoce de crianças, o apresentador Silvio Santos, dono do SBT, terá que explicar à Justiça sobre o fato de menores de 10 anos desfilarem de maiô no seu programa. Crianças tiveram seus corpos avaliados para saber quem tinha o “busto mais bonito” e o “colo mais belo”

(Foto: Reprodução)

A Promotoria de Justiça de Osasco (SP) exige explicação do STB sobre o Miss Infantil, exibido no ‘Programa Silvio Santos‘ no dia 22 de setembro. Na ocasião, crianças menores de 10 anos desfilaram de maiô no palco da atração e tiveram seus corpos avaliados para saber quem tinha o “busto mais bonito” e o “colo mais belo”. A emissora agora terá 30 dias para responder aos questionamentos feito pela Promotoria.

Em um dos momentos, Silvio Santos fala à plateia: “Agora, vocês do auditório, que estão com o aparelhinho (de votação), vão ver quem tem as pernas mais bonitas, o colo mais bonito, o rosto mais bonito e o conjunto mais bonito”.

De acordo com a procuradora do MPT Ana Maria Vila Real, coordenadora nacional de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Coordinfância), casos como esse merecem a atenção da sociedade “porque as crianças podem estar sujeitas à erotização e sexualização precoces, a situações adultas, a desgastes emocionais, constrangimentos e exposições”.

A legislação proíbe o trabalho artístico infantil para menores de 16 anos, sendo apenas autorizado em situações excepcionais.

Segundo a colunista do O Globo, Patrícia Kogut, Ismael de Oliveira Mota é o promotor responsável pelo caso, que corre em sigilo, pois envolve menores de idade.

Fonte 247.

Bolsonaro dá passaporte diplomático a parentes de suspeito da morte de Marielle. Por Igor Carvalho


Marielle Presente / Carl de Souza /AFP

Publicado originalmente no site Brasil de Fato

POR IGOR CARVALHO

João Vitor Moraes Brazão e Dalila Maria de Moraes Brazão, filho e esposa do deputado federal Chiquinho Brazão (Avante-RJ), receberam do Itamaraty o passaporte diplomático em 9 de julho deste ano. O parlamentar, que também possui o documento, é irmão de Domingos Inácio Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) acusado de obstruir as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, ocorrido em março de 2018, e suspeito de ser num dos mandantes do crime.

Os integrantes da família Brazão estão em uma lista com os 1694 passaportes diplomáticos emitidos pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) até 15 de agosto, a qual o Brasil de Fato teve acesso por meio da Lei de Acesso à Informação.

Domingos Brazão é investigado desde fevereiro deste ano sob suspeita de obstruir as investigações do caso Marielle. No último dia 17 de setembro, a ex-procuradora geral da República, Raquel Dodge, apresentou uma denúncia contra ele nesse sentido e também solicitou a abertura de um inquérito no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para apurar se o conselheiro foi o mandante do assassinato.

Chiquinho Brazão, que é sócio do irmão Domingos Brazão em uma rede de postos de gasolina, fez toda sua trajetória política em Rio das Pedras, zona oeste do Rio de Janeiro, e região controlada pelas milícias.

Em 2012 e 2016, Chiquinho Brazão foi o vereador mais votado na região de Rio das Pedras. Em 2018, foi eleito deputado federal, usando o bairro como base para sua campanha. Entre 2016 e 2018, seu patrimônio subiu de R$ 2,3 milhões para R$ 3,4 milhões, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Joice Hasselmann

A relação com os 1694 beneficiários do benefício, que ainda será alvo de outras matérias no Brasil de Fato, mostra, também, que a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), eleita com um discurso contra os privilégios da classe política, requereu e conseguiu um passaporte diplomático para sua filha, a estudante Gabriela Hasselmann, e outro para o marido, o médico Daniel França Mendes de Carvalho. Ambos vencem em 31 de julho de 2023.

As vantagens para os que possuem passaporte diplomático começam na gratuidade para a emissão do documento, que custa R$ 257,25 para os demais viajantes. Além disso, os portadores do documento não pegam filas nos aeroportos internacionais e conseguem o visto mais facilmente. Em alguns países, a depender de acordos com o Brasil, o visto é dispensado.

Imoral

Em nota enviada ao Brasil de Fato, o Itamaraty aponta que o passaporte diplomático é um direito garantido pelo Decreto 5.978 de 2006, que prevê a entrega do documento para os seguintes cargos: Presidente e vice-presidente da República; Ministros de Estado e chefes de Secretarias ligadas à Presidência da República; Governadores de estados; Adidos credenciados pelo Ministério das Relações Exteriores; militares a serviços em missões da Organização das Nações Unidas (ONU); Membros do Congresso Nacional; Ministros do Supremo Tribunal Federal, dos Tribunais Superiores e do Tribunal de Contas da União; Procurador-Geral da República; e juízes brasileiros em Tribunais Internacionais Arbitrais.

Sobre a entrega do documento para parentes de parlamentares, o decreto afirma. “A concessão de passaporte diplomático ao cônjuge, companheira ou companheiro e aos dependentes das pessoas indicadas neste artigo será regulada pelo Ministério das Relações Exteriores.”

Para Gisele Ricobom, professora da Faculdade Nacional de Direito e membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), o decreto permite uma interpretação ampla, que afasta a possibilidade de ilegalidade. Porém, “é uma prática imoral, já que filhos de deputados não representam o Brasil no exterior.”

“Qual a função do passaporte diplomático? Não é um privilégio, é uma prerrogativa de um funcionário público que estará representando o país em uma missão internacional, seja ela permanente ou temporária. Por essa lógica, o passaporte tem que ser utilizado para o cumprimento da função pública. Ele pode não ser estritamente irregular, mas podemos avaliar que existem princípios administrativos, que a Constituição prevê, que é, por exemplo, a impessoalidade, que proibiriam esses abusos que estão ocorrendo”, explica Ricobom.

Segundo o embaixador e ex-secretário geral do Itamaraty, Samuel Pinheiro Guimarães, “todo privilégio é injusto”.“A concessão de passaporte diplomático se justifica para pessoas em missão oficial. Isso é o que significa, porque a situação diplomática é o indivíduo que está em missão oficial, então ele está representando o Brasil. Agora, o sujeito que vai a passeio, não há justificativa.”

Ricobom recorda o episódio ocorrido em Sevilla (Espanha) em 25 de junho deste ano, quando um integrante da comitiva presidencial de Jair Bolsonaro (PSL) foi detido com 39 quilos de cocaína, na escala para a reunião do G20 no Japão.

“Se no avião presidencial tivemos essa bomba, uma quantidade expressiva de cocaína, não é de se duvidar que pode ser uma facilidade para que eles cometam ilícitos. Sabemos que há uma passagem privilegiada pelas alfândegas, há o pressuposto que essas pessoas têm prerrogativas maiores que as demais”, encerra a jurista.

Outro lado

Procurados, os deputado federais Chiquinho Brazão e Joice Hasselmann não enviaram nenhuma nota até o fechamento desta matéria.

Fonte DCM.

Seis novas mutações para câncer de mama e ovário são descobertas


Pesquisadores brasileiros descobriram seis novas mutações nos genes BRCA 1 e 2 em mulheres do país. As alterações indicam risco aumentado de câncer de mama e ovário para suas portadoras. O estudo, realizado pelo laboratório de genômica da Dasa, empresa especializada em medicina diagnóstica, foi apresentado no encontro anual da Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO, na sigla em inglês), realizado entre os dias 27 de setembro e 1º de outubro, em Barcelona, na Espanha. Os cientistas analisaram dados de 1.284 pacientes diagnosticadas ou com histórico familiar de câncer de mama ou ovário em busca de mutações nos genes BRCA 1 e 2. Os resultados mostraram seis variantes genéticas que não haviam sido associadas a um aumento no risco da doença até então. “Essas variantes ainda não estavam em bancos de dados genômicos de referência pública. A descoberta permite diagnósticos e tratamentos cada vez mais assertivos e individualizados, com mais chances de cura para os pacientes”, explica Gustavo Campana, diretor médico da Dasa. Na prática, isso significa que até o momento, pessoas que apresentavam essas mutações não eram consideradas com um risco aumentado de câncer.A partir de agora, todos os pacientes testados serão avaliados para essas novas mutações e, se o resultado for positivo, saberão que têm maior probabilidade de desenvolver a doença. “Essas mutações não haviam sido descobertas em estudos feitos com populações mais homogêneas e foram aparecer em maior prevalência na população brasileira, que é altamente heterogênea e miscigenada. Estudos assim são importantes para descobrir mutações específicas na nossa população, mas que também podem beneficiar pessoas de outros lugares do mundo, uma vez que esses dados estarão disponíveis no banco de dados genômicos de referência pública, que pode ser acessado em qualquer lugar”, explica Campana. As mutações detectadas pela equipe brasileira foram associadas a uma vasta gama de etnias: Europa Ocidental e Central, judeus da América Latina, África, Ásia, Oriente Médio e ashkenazi, confirmando a mistura da população brasileira. “Apresentar esses resultados no ESMO 2019 mostra que o mapeamento da genética do brasileiro é altamente relevante para a comunidade científica global”, afirma Maria Fernanda Milanezi, pesquisadora do Centro de Diagnóstico em Genômica da Dasa. Cerca de 8% a 10% dos casos de câncer de mama são hereditários, principalmente em pessoas com histórico familiar da forma precoce da doença. Nos homens, as mutações genéticas são responsáveis pela maioria dos casos de câncer de mama. Embora vários genes estejam associados ao aumento do risco da doença, o BRCA 1 e BRCA 2 são os principais.

‘Maníaco em série’: Marinésio Olinto vira réu por estupro e feminicídio na Justiça do DF


Marinésio de Sousa Olinto — Foto: Polícia Civil do DF/Divulgação

Marinésio de Sousa Olinto — Foto: Polícia Civil do DF/Divulgação

A Justiça do Distrito Federal aceitou denúncia do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) e tornou réu o cozinheiro Marinésio Olinto, de 41 anos. Ele é acusado de matar a funcionária do Ministério da Educação (MEC) Letícia Sousa Curado Melo, de 26 anos (relembre abaixo).

Marinésio está preso desde agosto e, a partir desta terça-feira (8), se tornou formalmente acusado por feminicídio. Já na Vara de Sobradinho, ele virou réu em mais um processo, dessa vez por estupro.

O cozinheiro também foi denunciado pelo MP por violência sexual contra uma mulher, em 2013. O nome da vítima não foi divulgado. A agressão teria ocorrido em uma estrada de chão, em Sobradinho.

Ao aceitar a denúncia, o juiz também determinou a manutenção da prisão dele. Segundo o magistrado, a “medida é imprescindível” porque Marinésio apresenta “personalidade altamente agressiva” e “indícios reais de que vai voltar a delinquir se ficar em liberdade”.

Advogada Letícia Sousa Curado Melo está desaparecida desde sexta-feira — Foto: TV Globo/Reprodução

Advogada Letícia Sousa Curado Melo está desaparecida desde sexta-feira — Foto: TV Globo/Reprodução

Acusações

Além das denúncias já oferecidas pelo Ministério Público, o cozinheiro foi indiciado por mais um feminicídio e uma série de abusos sexuais.

Na última quinta-feira (3), a Polícia Civil concluiu inquérito e indiciou Marinésio pelo assassinato de Genir Pereira de Sousa, de 47 anos. A empregada doméstica desapareceu no dia 2 de junho e o corpo dela foi encontrado dez dias depois. O cozinheiro confessou o crime.

Genir Pereira, empregada doméstica assassinada por Marinésio Olinto, participou de campanha do Metrô-DF no Dia Internacional da Mulher de 2017 — Foto: Metrô-DF/Reprodução

Genir Pereira, empregada doméstica assassinada por Marinésio Olinto, participou de campanha do Metrô-DF no Dia Internacional da Mulher de 2017 — Foto: Metrô-DF/Reprodução

Além de feminicídio, ele também foi indiciado por ocultação de cadáver, no caso de Genir, e em outros sete inquéritos, por estupro ou abuso sexual. Confira a lista:

  1. Abuso sexual contra duas irmãs, de 18 e 21 anos. Elas usaram uma barra de ferro para conseguir fugir do carro.
  2. Em 2015, uma mulher de 25 anos, que foi abordada próximo ao Hospital Regional de Planaltina. De acordo com os investigadores, o cozinheiro tentou esganar a vítima, mas ela consegui fugir. De acordo com a polícia, o carro do irmão do suspeito foi usando no crime.
  3. Uma mulher de 39 anos. A vítima teria sido atacada entre 2013 e 2014. Em depoimento, ela contou que foi abordada em Sobradinho. O cozinheiro a levou ao Polo de Cinema de Sobradinho, mas a mulher conseguiu descer do carro e fugir.
  4. Uma jovem que à época tinha 19 anos contou ter sido abordada em 2017, no Vale do Amanhecer. Segundo os investigadores, o carro usado no crime foi um veículo preto, do irmão de Marinésio.
  5. Abuso sexual contra uma jovem de 23 anos. Ela pulou do carro em movimento para evitar ser estuprada.
  6. Uma mulher de 50 anos que foi abordada perto da região rural do Vale do Amanhecer.
  7. Jovem de 17 anos atacada por Marinésio em abril de 2019, em uma parada de ônibus.

‘Maníaco em série’

Marinésio dos Santos Olinto, autor confesso de dois assassinatos — Foto: TV Globo/Reprodução

Marinésio dos Santos Olinto, autor confesso de dois assassinatos — Foto: TV Globo/Reprodução

Chamado de “maníaco em série” por investigadores, Marinésio Olinto foi acusado de, pelo menos, 10 casos de abuso sexual.

As vítimas que registraram ocorrência são mulheres, com idades entre 17 e 50 anos. O caso mais antigo teria acontecido em 2013, quando uma vítima foi estuprada em Sobradinho.

As investigações sobre sete dessas denúncias já foram concluídas pela 31ª Delegacia de Policia (Planaltina) e encaminhadas ao Ministério Público. Marinésio está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.Com informações do G1.

 

Bahia registra quinta cidade atingida por óleo


O último lugar a ter o registro foi a Praia do Forte, em Mata de São João

[Bahia registra quinta cidade atingida por óleo]
Foto :João Arthur/Tamar

Subiu para cinco o número de cidades baianas atingidas pela mancha de óleo que afeta o litoral do Nordeste. A informação foi confirmada hoje (8) pelo Projeto Tamar, que atua na preservação de espécies marinhas em extinção.

As cidades atingidas pelo óleo são: Jandaíra, Conde, Esplanada, Entre Rios e Mata de São João. Em Jandaíra há dois pontos de contaminação.

O último lugar a ter o registro foi a Praia do Forte, em Mata de São João. Segundo dados do Projeto, três tartarugas já foram contaminadas pela substância, que ainda não teve procedência identificada.

‘Nunca gostei de Silvio Santos. Ele é libidinoso e mal educado’, dispara Pedro Cardoso


O ator criticou o dono do SBT após viralizar o vídeo em que ele pergunta a uma criança de oito anos se “prefere sexo, poder ou dinheiro”?

['Nunca gostei de Silvio Santos. Ele é libidinoso e mal educado', dispara Pedro Cardoso ]
Foto : Divulgação

Pedro Cardoso usou seu perfil no Instagram para se juntar ao coro dos que estão criticando Silvio Santos por causa de um vídeo em que o dono do SBT pergunta a uma criança de oito anos se ela prefere sexo, poder ou dinheiro? “Faz tempo que venho querendo falar sobre Silvio, que de santo não tem nada. Pudores de respeito para com a democracia me dificultavam, no entanto. Mas diante do concurso de beleza de crianças desfilando de maiô para serem julgadas por sua aparência, meus pudores deram lugar a revolta”, iniciou o ator.

E prosseguiu: “Nunca gostei de Silvio. Acho o trabalho dele de péssima qualidade. Acho o programa dele chatíssimo. Acho que Silvio fez dinheiro vendendo ilusão para pobres brasileiros. Acho Silvio um irresponsável social. Estive na TV dele para dar entrevista sobre o meu trabalho e nunca gostei de ir lá. Silvio participa de longa data do projeto fascista brasileiro. Agora é garoto propaganda declarado dele! Acho que Silvio presta um desserviço ao Brasil com sua televisão medíocre e seu comportamento libidinoso e mal educado. Dane-se o meu pudor. Não me acho mais obrigado a garantir a democracia para quem se dedica a destruí-la”.

“E não é só Silvio e o seu SBT. São inúmeras as concessões públicas de rádio e TV usadas para minar as bases intelectuais da nossa democracia. O compromisso para com a democracia nos exige tomarmos nítida posição contra quem a quer destruir. O poder da comunicação de massa é tamanho que as empresas a quem nós cedemos o uso devem estar submetidas ao mais rigoroso compromisso democrático. E nisso incluo todas! Umas mais outras menos, TODAS — redes Globo, TV, Band… todas! — as empresas de comunicação de massa no Brasil ainda devem a nós uma muito mais responsável atuação”, escreveu ainda o ator, que hoje mora em Portugal, e finalizou: “Os caminhos se fecharão para mim com o que digo aqui. Mas de que me valem caminhos abertos que conduzem ao lugar sombrio da ignorância?! Nada”.

 

 

Mais de um mês após furacão Dorian, cachorro é encontrado vivo entre escombros


Apesar do estado precário, Miracle abanou o rabo ao ver os socorristas

Foto:Divulgação/Big Dog Ranch Rescue

Um cachorro foi achado vivo entre os escombros de um prédio destruído pelo furacão Dorian um mês após a passagem do fenômeno natural pelas Bahamas. O resgate foi feito por membros da entidade Big Dog Ranch Rescue.

Miracle (Milagre), como o cão foi batizado pela equipe, foi encontrado na última sexta-feira (4) em Marsh Harbour, após um drone com infravermelho detectar presença de vida sob escombros. O animal estava debaixo de vidros, um aparelho de ar condicionado e outros destroços do prédio.

Miracle resgatado nas Bahamas

De acordo com a CNN, o animal sobreviveu bebendo apenas água da chuva. Miracle estava muito magro e não conseguia andar. Apesar do estado precário, abanou o rabo ao chegar o socorro. O cachorro agora será posto para adoção após se recuperar.

O Dorian arrasou as Bahamas no início de setembro, matando dezenas de pessoas e deixando outras dezenas desaparecidas. Em fuga, moradores deixaram um grande número de cães para trás. A Big Dog Ranch Rescue resgatou 139 animais.

Como reduzir a chance de ingerir agrotóxicos nos alimentos, segundo especialistas


Resíduos de agrotóxicos podem estar presentes na casca e na polpa de frutas e verduras, mas existem limites toleráveis dos resquícios desses produtos — Foto: Ja Ma/Unsplash

Resíduos de agrotóxicos podem estar presentes na casca e na polpa de frutas e verduras, mas existem limites toleráveis dos resquícios desses produtos — Foto: Ja Ma/Unsplash

 

Se você quer tirar o agrotóxico dos alimentos que compra, saiba que não existe um método 100% eficaz, segundo todos os especialistas ouvidos pelo G1.

Isso porque existem resíduos que podem estar na casca de frutas e legumes, que são mais fáceis de serem retirados, e também existem resquícios de medicamentos e agrotóxicos que podem estar dentro do organismo de frutas, hortaliças e animais abatidos, que não são possíveis de serem eliminados.

“É possível eliminar de 80 a 90% do que está na superfície do alimento. O que entrou, está lá na polpa, não tem como retirar”, explica o clínico geral e nutrólogo Roberto Navarro.

O professor de toxicologia da Universidade de São Paulo (USP) Ernani Pinto explica que isso não significa correr riscos de intoxicação. O motivo é que existem legislações que impõem limites que seriam toleráveis para consumo dos resíduos desses produtos químicos (leia mais abaixo).

Mas, se nenhuma técnica é 100% eficiente para eliminar esses resquícios, pelo menos é possível diminuir a chance de ingeri-los. Veja técnicas básicas do dia a dia que podem ajudar.

Frutas, verduras e hortaliças

Uma técnica muito comum e que já é feita nas residências pode ajudar a diminuir a ingestão de resíduos: deixar o produto de molho em água misturada com vinagre, ou bicarbonato de sódio ou água sanitária.

Segundo o professor Ernani Pinto, essas três misturas garantem uma preservação maior do alimento, destroem bactérias e podem retirar restos de produtos químicos também.

Para fazer a mistura:

  • 1 litro de água filtrada;
  • 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio ou 1 colher de café de hipoclorito (água sanitária) ou 2 colheres de vinagre;

Depois:

  • Deixar frutas, hortaliças e legumes de molho entre 30 minutos e uma hora;
  • Lavar em água corrente e armazenar.

Já o Ministério da Saúde orienta que o período de molho seja de 15 minutos, enquanto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sugere que o consumidor deixe frutas e hortaliças de molho por 20 minutos.

Para frutas e legumes com casca recomenda-se lavar o alimento com uma esponja nova com detergente (veja na reportagem abaixo, do Profissão Repórter).

Saiba como retirar resíduos de agrotóxico dos alimentos

Saiba como retirar resíduos de agrotóxico dos alimentos

De olho na origem

A Anvisa recomenda que você opte por alimentos que tenham a identificação do produtor no rótulo.

Por meio de um QR Code (código que pode ser lido pela câmera do celular, por exemplo), essas embalagens permitem saber a origem do alimento e, inclusive, questionar quais pesticidas foram usados.

A identificação faz parte de uma legislação de rastreabilidade do Ministério da Agricultura, implementada em 2018 e que todos os produtores de frutas e hortaliças deverão seguir até agosto de 2021.

Limão com a identificação implementada pelo Ministério da Agricultura — Foto: Rikardy Tooge/G1Limão com a identificação implementada pelo Ministério da Agricultura — Foto: Rikardy Tooge/G1

Limão com a identificação implementada pelo Ministério da Agricultura — Foto: Rikardy Tooge/G1

Prefira alimentos da época

Outra orientação é, sempre que possível, adquirir alimentos de agricultores orgânicos (que não usam produtos químicos), assim como os chamados alimentos “da época” (safra), que costumam receber, em média, carga menor de pesticidas.

Na última avaliação de resíduos de agrotóxicos da Anvisa, de 2016 (veja abaixo), a laranja foi o produto com mais resquícios, que podem estar tanto dentro da fruta como na casca.

O professor de agronomia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Jacinto Batista explica que produtores de frutas e hortaliças utilizam tanto agrotóxicos de contato (que ficam na casca) quanto os que entram na fruta (defensivos sistêmicos), na produção convencional.

Na análise da Anvisa, nos casos da laranja, do abacaxi e da maçã, a maior parte dos resíduos estava na superfície.

*Arroz, milho (fubá), trigo (farinha), banana, abobrinha, pimentão, tomate, batata, beterraba, cebola, cenoura, mandioca (farinha) — Foto: Roberta Jaworsk e Diana Yukari/G1*Arroz, milho (fubá), trigo (farinha), banana, abobrinha, pimentão, tomate, batata, beterraba, cebola, cenoura, mandioca (farinha) — Foto: Roberta Jaworsk e Diana Yukari/G1

*Arroz, milho (fubá), trigo (farinha), banana, abobrinha, pimentão, tomate, batata, beterraba, cebola, cenoura, mandioca (farinha) — Foto: Roberta Jaworsk e Diana Yukari/G1

Dá para saber pela aparência?

O toxicologista da USP Ernani Pinto diz que, visualmente, não dá para detectar a presença de agrotóxicos em frutas e hortaliças. Segundo ele, nenhuma característica da casca pode garantir se aquele produto está com resíduos de pesticidas ou não.

Portanto, não é possível determinar um fruto que tenha resíduos apenas na casca ou apenas na polpa.

Também não dá para detectar resíduos de agrotóxicos pelo paladar ou pelo cheiro dos alimentos.

E os medicamentos nas carnes?

No caso das carnes bovina, suína, de porco e de peixe, e do leite, o único método para garantir uma ingestão menor de resíduos de medicamentos veterinários, se eles estiverem presentes, é por meio do cozimento.

Ernani Pinto, da USP, explica que medicamentos mais sensíveis, como o grupo de antibióticos das amoxicilinas, são sensíveis ao calor, podendo ser eliminados em altas temperaturas. Além de retirar resíduos, o fogo mata bactérias e evita a salmonela.

Caso você queira comer um desses produtos cru, como peixes e carne bovina, a recomendação é checar muito bem a procedência.

Na última avaliação de resíduos de medicamentos veterinários nas carnes, feita pelo Ministério da Agricultura em 2018, das 12.495 amostras analisadas, 55 não estavam dentro do padrão da legislação, o que equivale a 0,44%.

Dessas carnes, a de peixe chamou atenção, já que 16 de 59 amostras apresentaram limites acima dos permitidos.

Como funciona o limite de resíduos?

O Brasil possui legislação específica, fiscalizada pelo Ministério da Agricultura e pela Anvisa, sobre o limite máximo de resíduos de agrotóxicos e medicamentos veterinários que cada produto deve ter.

Segundo Ernani Pinto, os índices são baseados em estudos científicos que não encontraram efeitos à saúde consumir as carnes, frutas e hortaliças tratadas com pesticidas e medicamentos, se os alimentos respeitarem os parâmetros estabelecidos pela lei.

Por isso que os limites de resíduos se tornaram fundamentais para garantir a segurança alimentar da população.

Ambientalistas afirmam, porém, que o Brasil é mais permissivo em comparação a outros países, pois os estudos se baseariam na falta de evidências de problemas à saúde e não à comprovação de que não faz mal.

Já a indústria de agroquímicos e as agências reguladoras em todo o mundo garantem que, desde que consumidos em limites baixos e aplicados nas plantações conforme manda a lei, os agrotóxicos são seguros para a saúde humana.

Outro ponto importante é que os produtores rurais precisam seguir um período de carência após a aplicação do produto químico antes de colher o alimento ou levar o animal para o abate. Essa informação consta na bula do produto que o agropecuarista usou.

As indústrias compradoras e o ministério devem analisar se esse período foi respeitado antes de vender ao consumidor.

 

Lula já levou: golpistas tentam contraofensiva, mas são obrigados a recuar


15/03/2016 – Brasília – DF, Brasil – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aceitou ocupar um ministério no governo da presidente Dilma Rousseff e irá assumir a Casa civil (Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula)

15/03/2016 – BRASÍLIA – DF, BRASIL – O EX-PRESIDENTE LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA ACEITOU OCUPAR UM MINISTÉRIO NO GOVERNO DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF E IRÁ ASSUMIR A CASA CIVIL (FOTO: RICARDO STUCKERT/ INSTITUTO LULA)

Se a manobra infame assume o rumo da fraude, cai por terra a mais esmaecida chance de legalidade desta patética versão do faroeste

Lula monitorado pela tornozeleira e tolhido em seus movimentos não será livre e é liberdade que o preso exige. Os golpistas tentam aviar um antídoto para encobrir a fraude de um processo contra a Lei, a Razão e os Valores da Civilização, encenado de sorte a impedir a participação do ex-presidente na eleição de 2018 como candidato largamente favorito. A manobra atual é tão ingênua quanto primária. Se a pretensão for confirmar o acerto das sentenças da Inquisição nativa, à luz de uma análise isenta, e até superficial, soa como sinal de derrota, enquanto cresce, como tendência irrefreável em frentes diversas, o antilavajatismo, à revelia da mídia que sagrou heróis Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.

 

O ex-capitão que o Brasil alçou à Presidência da República diz que, se Lula quiser permanecer preso, poderá ficar atrás das grades. Não cabe a ele, contudo, a decisão. Teoricamente, a um juizeco curitibano, da turma que fez tantos estragos. Há, porém, juristas que negam a obrigatoriedade da obediência à decisão judicial. Teria espaço uma tentativa de chantagem, como seria ameaçar a transferência do ex-presidente para uma prisão comum? Quem pensa nisso esquece que o Supremo já vetou esta possibilidade tempos atrás, quando Moro e Dallagnol a aventaram com esgar maligno.

DELTAN DALLAGNOL FALA NO CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL (FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL) / FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

Para sair da gaiola, Lula propõe condições irrevogáveis, além de justas. Quem aspira à democracia tem uma dívida de apreço e gratidão com Glenn Greenwald e seu The Intercept, que forneceram as provas da farsa judicial e das suas motivações, a serviço de um golpe urdido à sombra dos próprios poderes da República, com o incentivo de Tio Sam. Tudo, de fato, é possível neste Brasil medieval, sem olvidar a exemplar atuação, no sentido de representativa da demência geral, do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, a tocaiar o ministro-empresário Gilmar Mendes para abatê-lo a tiros.

Em outros tempos, eu diria que as autoridades em questão se fartaram de assistir a filmes western, os quais hoje em dia não estão mais na moda, infelizmente. Não é, diga-se, que o nosso Darth Vader desmereça o papel de vilão, daí a moral da história: nenhuma bala é perdida. E não deixa de ser irrefutável que, com a chegada da Lava Jato em 2014, tudo quanto aconteceu em seguida, o impeachment de Dilma Rousseff, o governo de Michel Temer, a condenação e a prisão de Lula até a eleição de Jair Bolsonaro, fica automaticamente invalidado.

O raciocínio atém-se a uma lógica inexorável. Se a manobra infame assume o rumo da fraude, cai por terra a mais esmaecida chance de legalidade desta patética versão do faroeste. Sabemos que, à falta de reação popular e ao preço dos erros cometidos pela oposição, é impossível sonhar com soluções ideais. É certo, porém, que o comportamento de Lula se insere nesta moldura. O exemplo é imperioso e obriga os golpistas a um recuo. E o ex-presidente já venceu esta parada. Fonte: CartaCapital.

 

 

“Dói”: Cleo Pires desabafa no Fantástico sobre ataques gordofóbicos nas redes sociais


“Eu achava que eram 10 kg, mas foram 20 kg a mais. Obviamente você vai mudar. E gente, qual é o problema? Não é normal você ser pressionada e julgada por causa da sua aparência”, disse a atriz durante a entrevista

Reprodução/Redes sociais

A atriz e cantora Cleo Pires fez um longo desabafo ao programa do Fantástico neste domingo (6) sobre a onda de ataques que passou a receber nas redes contra o seu corpo. A reportagem a colocou como vítima de body shaming, quando alguém é julgado por sua aparência física, e ela contou que passou a fazer terapia após ler tantos comentários negativos e gordofóbicos.

 

“Dói, né? Dói. Eu não estou imune a esse tipo de coisa. Não conheço alguém que não se importa quando tem uma enxurrada de gente dando opinião sobre a sua vida sem nem saber quem você é de verdade. E tudo bem também você ficar mal. Faz parte do processo, faz parte da vida”, desabafou a atriz.

Entre os comentários, Cleo lembrou que muitos diziam que seu rosto estava deformado após ter engordado. Outros especularam sobre possíveis cirurgias plásticas que ela teria feito às escondidas.

“Eu já falei abertamente que fiz plástica no nariz e preenchimento nas olheiras há anos atrás. Não tem por que mentir. É óbvio. Minha cara está muito mais inchada. Eu estou diferente. Ganhei peso, meu rosto está diferente. Eu achava que eram 10 kg, mas foram 20 kg a mais. Obviamente você vai mudar. E gente, qual é o problema? Não é normal você ser pressionada e julgada por causa da sua aparência”, reclamou.

Cleo também comentou que sempre teve problemas com a sua aparência, mas seu incômodo foi tamanho que a levou a desenvolver uma compulsão alimentar. Ao se ver com 20 kg a mais, ela passou a evitar sair de casa.

“Eu morria de vergonha, medo de sair, aparecer nos lugares. Parecia que eu estava fazendo algum mal. Aí eu parei pra pensar por que eu estava com tanta vergonha. Por que as pessoas estavam falando de mim desse jeito? Aí você fica mal, mais compulsiva ainda, come mais. Aí entra num rolo compressor de perda de controle mínimo de suas emoções, atitudes. Parece um pesadelo. Não é certo eu me sentir assim. Não vou deixar fazerem isso comigo”, disse. Fonte: Forum.

Jacobina: Incêndio destrói 22 ônibus em garagem de empresa


Ninguém ficou ferido; Polícia Civil investiga crime

[Jacobina: Incêndio destrói 22 ônibus em garagem de empresa]
Foto : Augusto Urgente

Um incêndio destruiu 22 ônibus da empresa de transporte intermunicipal Falcão Real/São Luiz, na madrugada de ontem (6), na cidade de Jacobina, localizada no centro-norte do estado. Ninguém ficou ferido. A Polícia Civil investiga o crime.

Em nota ao Metro1, a Polícia Militar informou que um grupo de homens invadiu a garagem da empresa, no bairro Tamarindo, e colocou fogo nos veículos.

Agentes da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Jacobina) foram encaminhados ao local, mas quando chegaram os suspeitos já tinham fugido. A PM fez buscas na região, mas ninguém foi preso.

O diretor da empresa, Valdir Brito, disse ao Correio, no entanto, que o ataque foi praticado por uma única pessoa, que rendeu o segurança antes de queimar os veículos.

Um pouco depois do incêndio na garagem, houve tentativa de incendiar mais dois ônibus da Falcão Real na BA-131, no acesso à cidade de Miguel Calmon, sem sucesso. Há 15 dias, outro coletivo da empresa já havia sido alvo de incêndio em Miguel Calmon. Com informações do Metro1.

Veterinária espancada por “cidadão de bem” está sem movimento em um dos braços


“Nunca tinha visto nada tão brutal”, revelou homem que interveio e salvou a vítima
murilo morais cantor gospel
Murilo Morais é personal trainer e cantor gospel

“Ele batia só na minha cabeça. Foi chute, murro. Tive uma fratura completa no rádio e ulna [ossos do antebraço]. Iniciei minha fisioterapia, estou sem movimento do meu braço esquerdo. Tive um corte no supercílio, teve que dar ponto. Graças a Deus, eu não tive nenhuma lesão na cabeça mais grave, mas foi muito violento.”

O depoimento acima é da veterinária que foi espancada pelo namorado, Murilo Morais, na noite de 28 de agosto. O casal, que estava junto há 4 anos, seguia para a igreja no momento das agressões.

Murilo Morais, 33, que está preso preventivamente, trabalha como personal trainer. Cidadão de bem, temente a Deus, Murilo é também “cantor gospel” e tem canal no Youtube. “Quando o mundo cai ao meu redor, eu descanso em Teus braços de amor”, canta ele em um vídeo publicado no youtube, mas que foi removido recentemente.

Murilo responderá por tentativa de feminicídio. Ele só parou de bater na namorada porque um policial civil apareceu na cena do crime. “Nunca tinha visto nada tão brutal”, revelou o policial. Uma câmera de segurança registrou quando Murilo dá socos, chutes e bate a cabeça da vítima várias vezes contra o chão.

De acordo com o policial, ele estava parado na porta do condomínio próximo à praça em que o crime aconteceu, pois a filha dele mora no prédio. “Tinha um carro na minha frente com um casal de idosos e eu vi quando o senhor saiu e começou a gritar: ‘Não faz isso com ela não, não faz não’”, lembrou.

“Eu saí do carro rapidamente. Fui lá ver, e o cara estava dando socos no rosto dela. Eu comecei a verbalizar de longe, pedindo para ele parar que eu era polícia, mas ele não parava”, contou.

As imagens gravadas pela câmera mostram que Murilo se afastou da namorada. Segundo o policial, foi neste momento que o personal foi para cima dele. O temor do agente era que Murilo tomasse a sua arma.

“Eu fiquei cercando ele, nem deixando chegar perto da menina nem chegar perto de mim, e ele dar um bote e tomar a minha arma, porque ele é muito forte. Se pega a minha arma ali, ele podia matar a mim e a ela”, contou.

“Não era normal o jeito que ele estava. Ele não estava com medo, eu apontava a arma a todo tempo, e, mesmo assim, ele vinha para cima de mim, tive que dar um disparo para o alto. Depois do disparo, ele parou de se aproximar de mim”, comentou.

“Eu fiz isso para evitar atirar diretamente nele, para advertir. Mesmo assim, ele voltou na menina, falou alguma coisa e saiu correndo. Aí fui correndo atrás dele para fazer um acompanhamento. A gente correu ali quase meio quarteirão, até ele cansar e uma pessoa ajudar a rendê-lo. A Polícia Militar chegou e fez a prisão. Ele não falou nada”, lembrou.

“A cena foi muito pesada mesmo. Ele chutava muito o rosto dela, pegava distância e chutava o rosto dela com bastante brutalidade. Ela teve o braço fraturado em vários lugares. Ela ficou bem machucada”, relatou o policial, que não quis ter sua identidade revelada.

Rock in Rio: Primeira banda feminina no dia do metal dedica música a Marielle…


Resultado de imagem para foto de marielle franco

 

Resultado de imagem para foto da banda Nervosa no Rock in Rio

O dia do metal no Rock in Rio teve hoje, pela primeira vez, a apresentação de uma banda formada apenas por mulheres, com o trio paulistano Nervosa tocando na abertura da programação do palco Sunset. Foi um show com som pesado, feminismo e música dedicada a Marielle Franco, vereadora assassinada em 2018 no Rio de Janeiro. Formado pela vocalista e baixista Fernanda Lira, pela guitarrista Prika Amaral e pela baterista Luana Dametto, o trio Nervosa levou ao festival um thrash metal brutal, com poucos intervalos, e fez o público abrir as primeiras rodas do dia.

Resultado de imagem para foto da banda Nervosa no Rock in Rio

Logo de cara, a líder Fernanda Lira agradeceu ao público e falou sobre o sonho realizado de se apresentar no Rock in Rio. Os discursos mais politizados vieram em dois momentos – o primeiro antes de Guerra Santa. “Essa próxima [música] fala sobre quando a gente faz essa mistura perigosa, que é religião com governo, que infelizmente está acontecendo bastante no Brasil. Cuidado, pode dar bosta!”, afirmou a vocalista.

Em dois momentos do show, houve gritos contra o presidente Jair Bolsonaro, e a vocalista respondeu em ambos. Primeiro, disse “música para meus ouvidos”, depois disse estar orgulhosa da plateia.

Ao apresentar a música Raise Your Fist, Fernanda lembrou do assassinato da vereadora Marielle Franco e a homenageou. “Essa próxima música fala sobre acreditar em um ideal, lutar por um ideal e, às vezes, morrer por um ideal.

E a gente está na terra de uma pessoa que morreu, infelizmente, por um ideal, simplesmente porque ela queria justiça social. O nome dela era Marielle Franco, e essa música é pra ela”.

Bandeira defendida pela banda, o feminismo também esteve presente, com a vocalista chamando pelo público feminino e ironizando quem achava que mulher não podia fazer som pesado. “Cadê a mulherada aí da plateia? Acharam que mulher não podia fazer metal pesado, mas quem achou estava errado. Mulher pode fazer o que ela quiser, hoje e sempre. Deve fazer o que ela quiser”.

Fonte UOL.

Carga clandestina de cigarros avaliada em R$ 2 milhões é apreendida na Bahia


Medina
Crédito da Foto: divulgação/PRF

Um caminhão baú com uma carga clandestina de cigarros, avaliados em R$ 2 milhões, foi apreendido nesta sexta-feira (4/10), no km 25 da BR 116, trecho do município de Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador.


Momento da apreensão da carga de cigarros. Vídeo: divulgação/PRF.

No veículo, com placa de Pernambuco, foram descobertos 342 mil maços paraguaios, em centenas de caixas, durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal. Ao analisar os documentos do caminhão e do motorista, os policiais desconfiaram da veracidade das notas fiscais da falsa carga.

O suspeito e o veículo foram levados para uma unidade policial do município, onde a fiscalização seguiu, junto com funcionários da Secretaria da Fazenda (Sefaz). A carga de cigarros foi descoberta escondida no compartimento de carga, embaixo de um carregamento de doces.

A ocorrência foi apresentada na Secretaria da Fazenda de Vitória da Conquista.