(77) 99152-6666

MK reage a decisões do governo federal na pandemia: ‘Indignação muito grande’; ouça


Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész ainda ironizou o tardio reconhecimento da vitória de Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, por parte do chefe do Executivo brasileiro, Jair Bolsonaro

[MK reage a decisões do governo federal na pandemia: 'Indignação muito grande'; ouça]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (16), Mário Kertész demonstrou indignação com as últimas decisões do governo federal e as declarações do presidente Jair Bolsonaro. Citando um texto publicado ontem (15) nas redes sociais pela historiadora Lilia Moritz Schwarcz, ele ressaltou que a indignação é “fundamental” no atual contexto brasileiro.

“Eu acho que qualquer pessoa que tenha um mínimo de decência neste país sente vergonha. Às vezes tem gente que confunde a minha indignação… Porque eu confesso que eu vivo indignado com o Brasil, com o que está acontecendo. Amo esse país, não quero sair daqui, mesmo tendo toda a condição de sair. Mas eu tenho vergonha, e essa vergonha me deixa indignado. Não estou disseminando ódio, nem quero. Mas a indignação é fundamental! Não é possível! (…) Meu coração não quer destilar ódio nem violência, mas a indignação é realmente muito grande! Seria mesmo necessário a gente ter mais de 181 mil mortes no Brasil, e agora crescendo de novo? Claro que não! E ainda dizem que é a mídia que fica fazendo escândalo. É um negócio terrível, sabe?”, comentou.

MK ainda ironizou o tardio reconhecimento da vitória de Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, por parte do chefe do Executivo brasileiro, Jair Bolsonaro.

“Eu tenho uns amigos que moram em Washington D.C., que disseram que finalmente o presidente eleito Joe Biden dormiu tranquilo depois que Bolsonaro, nosso eminente presidente brasileiro, ter reconhecido a vitória dele nas eleições. Foi um alívio geral. A partir daí eles começaram a preparar a cerimônia de posse no dia 20 de janeiro. (…) Agora, eu estava vendo no jornal O Estado de S. Paulo de hoje, o embaixador dos EUA aqui no Brasil estava orientando o presidente e o Itamaraty a não reconhecer a vitória. A gente tem que dar risada mesmo, porque se aborrecer não adianta banana nenhuma, literalmente”, debochou.Por Metro1

Ouça o comentário completo:

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Grande Família: operação investiga grupo por sonegação fiscal e lavagem de dinheiro na Bahia


Grande Família: operação investiga grupo por sonegação fiscal e lavagem de dinheiro na Bahia
Crédito da Foto: divulgação / SSP-BA

A Operação Grande Família, deflagrada na manhã desta quarta-feira (16/12), pelas Secretarias da Segurança Pública e da Fazenda, além do Ministério Público Estadual, cumpre mandados de busca contra grupo suspeito de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro na Bahia.

Segundo a SSP-BA, ordens judiciais foram expedidas para as cidades de Salvador e Santo Antônio de Jesus. As empresas investigadas são do ramo atacadista de alimentos.

Participam da operação equipes da Coordenação Especializada de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Ceccor-LD), através da Dececap, ambas do Draco, da COE, da PM, da Sefaz e do MP.

Assista:

 

Faroeste: Desembargador Lígia Lima tentou apagar provas que a incriminassem, diz MPF


Faroeste: Desembargadora Lígia Lima tentou apagar provas que a incriminassem, diz MPF

Foto: Divulgação

A desembargadora Lígia Maria Ramos Cunha Lima, do Tribunal de Justiça da Bahia, agiu para destruir evidências que a incriminassem na Operação Faroeste, que apura um esquema criminoso de venda de sentenças em meio à disputa de terras no Oeste baiano. É o que aponta relatório do Ministério Público Federal (MPF), que embasou a decisão do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A sentença, obtida pelo Bahia Notícias, culminou nesta segunda-feira (14) com a prisão de Lígia, da também desembargadora Ilona Márcia Reis (leia mais aqui), e do afastamento do secretário de Segurança Pública (SSP-BA), Mauricio Barbosa (leia mais aqui)

“Como se percebe, a desembargadora Lígia Maria Ramos Cunha Lima passou a adotar, já no corrente ano, comportamentos ostensivos de destruição de evidências que possam incriminá-la, chegando até mesmo a intimidar seus próprios servidores”, diz trecho do relatório do parquet federal, contido na decisão de Fernandes.

 

Ainda de acordo com a investigação, ela “tem adotado a prática sistemática de apagas os rastros deixados pelas aparentes atividades ilícitas empreendidas , alterando artificiosamente o cenário fático numa tentativa de ludibriar as autoridades da investigação”. 

 

A sentença traz um conteúdo divulgado à Justiça por uma servidora do TJ-BA que teria colaborado com a investigação – segundo informações dos bastidores, esta pessoa seria Carla Roberta Viana de Almeida, esposa do advogado Júlio César Cavalcanti Ferreira, que estava vinculado à chamada organização criminosa do falso cônsul da Guiné Bissau, Adailton Maturino, junto aos desembargadores e magistrados investigados na primeira fase da operação, deflagrada em novembro de 2019. As informações do MPF também foram embasadas a partir de uma delação premiada acordada com Júlio Cesar.

 

Neste trecho que teria sido narrado por Carla, como forma de intimidá-la, Lígia teria ido pessoalmente à residência dela, no intuito de pedir que fossem apagadas as listagens de processos “que ela pedia preferência” – isto teria acontecido após ela saber pela imprensa do acordo de colaboração premiada firmado por Júlio César.. Os dados estariam guardados no computador de um assessor, Danilo Arthur de Oliva Nunes. Segundo a colaboração, a desembargadora teria pedido que os registros fossem excluídos da máquina “antes da chegada dos demais servidores”. 

 

De acordo com a colaboração, Lígia teria afirmado que possuía informações privilegiadas de que mais uma etapa da força-tarefa da Faroeste seria deflagrada e, portanto, o gabinete dela poderia ser alvo.

 

A servidora teria apagado o conteúdo da área de trabalho do computador do colega. No entanto, ela teria feito uma cópia doa arquivos, que seriam compartilhados com a Justiça. Ainda de acordo com o relato, os votos eram “passados ou de interesse” dos seus filhos, os advogados Rui Barata Lima Filho e Arthur Gabriel Ramos Barata Lima.

 

 

ATUAÇÃO NO TJ-BA
A investigação do MPF ainda aponta que a corrupção sistêmica na Corte baiana não diminuiu após a deflagração da Faroeste. Pelo contrário: a concorrência teria diminuído. Os poderes de Lígia e Ilona Reis teriam aumentado depois do afastamento dos desembargadores Gesivaldo Britto – ex-presidente –, José Olegário, Maria da Graça Osório, Maria do Socorro e Sandra Inês Rusciolelli. 

 

Segundo a apuração, ambas teriam assumido “posição de destaque” nos esquemas ilícitos. Enquanto Lígia optava por “obstruir investigações”, Ilona seria mais discreta, tentando “ficar fora do radar, com afastamentos e adiamento de julgamentos que a possam colocar em risco”. 

Melhor chefe do mundo transforma 74 funcionários em milionários


Matt Moulding, CEO do The Hut Group - Foto: reprodução / Mirror
Matt Moulding, CEO do The Hut Group – Foto: reprodução / Mirror

Um chefe pra lá de generoso doou 1 bilhão de euros – quase R$ 6,1 bilhões de reais – e transformou em milionários 74 funcionários da empresa dele. Entre os sortudos estão trabalhadores de depósitos, motoristas e secretárias.

Matt Moulding, de 48 anos, é fundador do The Hut Group, uma empresa britânica de comércio eletrônico sediada em Manchester, na Inglaterra.

Ele presenteou os trabalhadores com 430 ações da empresa nos últimos dez anos: “Nós criamos mais milionários do que qualquer outra empresa na história corporativa britânica. Ninguém teve que pagar nada. Mudamos genuinamente muitas vidas”, declarou o chefe ao Mirror.

Agora Matt Moulding agora planeja conceder mais ações aos funcionários e tem 175 milhões de euros reservados para a distribuição.

Valorização do empregado

Entre os funcionários da empresa que se beneficiaram de generosidade do CEO está um gerente sênior, de 30 anos.

Ele diz que começou na empresa como aprendiz e agora possui 600 mil euros em ações – R$ 3,6 milhões – porque vendeu 100 mil euros em ações para comprar uma casa e pagar seu casamento.

É importante ressaltar que o chefe generoso começou a vida como lavador de panelas na cozinha de um pub.

Ele descreve seu passado como “classe trabalhadora típica”.

O pai dele trabalhava asfaltando estradas e mãe era dona de casa.

Matt Moulding, CEO do The Hut Group - Foto: reprodução / Mirror
Matt Moulding, CEO do The Hut Group – Foto: reprodução / Mirror

 

Matt e a esposa Jodie - Foto: Reprodução
Matt e a esposa Jodie – Foto: Reprodução

Inglaterra: família fica desabrigada após luzes de árvore de Natal pegarem fogo


A residência foi classificada como inabitável

luzes árvore de natal
Reprodução/Hull Daily Mail

Acidente aconteceu na última sexta-feira (11).

Na cidade de Beverley, na Inglaterra , uma família ficou desabrigada após as luzes da árvore de Natal causarem um incêndio na residência. O episódio aconteceu na última sexta-feira (11). As informações foram dadas pelo UOL .

As crianças estavam sendo postas para dormir à noite, quando a filha de seis anos percebeu que havia fumaça entrando no andar de cima da casa, pelas escadas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ninguém se feriu.

Continua após a publicidade

A casa, onde sete pessoas moravam, foi classificada como inabitável . Na última segunda-feira (14), a família foi transferida para uma acomodação do conselho de emergência local.

“Os brinquedos, roupas, roupas de cama, TVs das crianças, tudo se foi”, relatou o pai, que preferiu não ser identificado, ao jornal Hull Daily Mail .

Inicialmente, ele pensou que a filha estivesse brincando quando falou sobre a fumaça. Ao ouvir o alarme de incêndio , ele percebeu que a casa realmente estava pegando fogo.

Continua após a publicidade

“Corri para o andar de baixo e era como uma névoa enchendo a sala”, disse ele. “Em um minuto, as escadas estavam pretas e meu coração simplesmente caiu. Comecei a gritar com minha família: ‘A casa está pegando fogo, saiam, saiam’. Foi quando vi que a árvore estava acesa”, contou o homem.

Todos conseguiram sair a salvo do local, mas os objetos e aparelhos domésticos foram danificados.

A perícia confirmou que o incêndio teve início por causa das luzes da árvore de Natal , e os policiais, temendo pela estrutura da casa, desabrigaram os moradores.

Uma página de financiamento coletivo foi criada para ajudar a família e já arrecadou cerca de mil libras (R$ 6,8 mil) em doações.

Fonte: undefined – iG 

Pela primeira vez na história, Tribunal de Haia analisa queixa contra um presidente brasileiro: Bolsonaro


Várias coisas negativamente no país aconteceram pela primeira vez na história, neste governo atual.

(Foto: Divulgação – Reprodução)

– A procuradoria do Tribunal Penal Internacional confirmou que analisa uma queixa contra Jair Bolsonaro por genocídio da população indígena. Nunca antes um presidente brasileiro exteve sob escrutínio do tribunal de Haia. A informação foi publicada pela coluna de Jamil Chade.

É uma importante vitória dos povos indívens e das entidades de direitos humanos que apresentaram a queixa, a Comissão Arns e ao Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos (CADHu), pois especialistas consideravam improvável o acatamento da queixa pelo Tribunal Penal.

Na queixa, estão mais de 30 atos de Bolsonaro que formariam o que os advogados chamam de “incitação ao genocídio”. A lista inclui medidas provisórias e decretos, além de omissões e mesmo discursos.

Os incêndios também são amplamente mencionados, informa Chade. “Os incêndios, que ainda se perpetuam na região, geram um dano ambiental e social desigual e de difícil reversão”, acusam. “Acompanham as pressões sobre a floresta e associam-se à disputa — frequentemente violenta — pela terra para empreendimentos agropecuários, grandes obras de infraestrutura, grilagem, garimpo e exploração de madeira. Tais atividades exercem grande impacto sobre a floresta e os povos que a habitam e vêm sendo ora estimuladas ora negligenciadas em seu potencial de degradação”, diz o texto entregue ao tribunal.

Em comunicado à Comissão Arns, o Tribunal, disse que “o Escritório está analisando as alegações identificadas em sua comunicação, com a assistência de outras comunicações relacionadas e outras informações disponíveis”.

“O objetivo desta análise é avaliar se, com base nas informações disponíveis, os supostos crimes parecem estar sob a jurisdição do Tribunal Penal Internacional e, portanto, justificam a abertura de um exame preliminar sobre a situação em questão”, continuou.

“A análise será realizada o mais rápido possível, mas saiba que uma análise significativa destes fatores pode levar algum tempo”, alertou. “Assim que for tomada uma decisão sobre se existe uma base para prosseguir, nós o aconselharemos prontamente e forneceremos as razões para a decisão”, acrescentou.

A confirmação do tribunal não significa que uma investigação formal foi iniciada ou que um indiciamento foi realizado. Apenas está em análise no tribunal queixas contra Bolsonaro.

Matéria na integra do 247

Colunista da Folha pede prisão para Bolsonaro


Do 247

“Pode ser que ainda não seja politicamente viável, mas já não é mais motivo para impeachment, é motivo para cadeia”, afirmou o colunista Pablo Ortellado ao comentar o gerenciamento da crise do coronavírus por Jair Bolsonaro.

Em sua coluna publicada no jornal Folha de S.Paulo, Pablo Ortellado afirmou que Jair Bolsonaro “tem responsabilidade pelo aumento do descumprimento do distanciamento social, pelo aumento das contaminações e das mortes e, ao que tudo indica, terá também responsabilidade pela cobertura vacinal reduzida”. “Pode ser que ainda não seja politicamente viável, mas já não é mais motivo para impeachment, é motivo para cadeia”, disse.

De acordo com o colunista, “Bolsonaro não elaborou com antecedência um plano nacional de vacinação e não estabeleceu protocolos para o distanciamento social, gerando descoordenação entre as iniciativas de estados e municípios”.

“Durante todo o período da pandemia, minimizou a mortalidade da Covid, condenou o fechamento do comércio e difundiu a descrença em vacinas”, acrescentou. “Essa disposição em não vacinar é grande o suficiente para impedir que o país alcance a imunidade de rebanho”.

 

Após STF dar prazo de 48 horas, Ministério da Saúde diz que seria “irresponsável” definir data de vacinação


Após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, dar prazo de 48 horas a partir deste domingo (13) para que o governo Jair Bolsonaro (Sem partido) informe a data em que pretende dar início à vacinação contra a Covid-19, o Ministério da Saúde divulgou um vídeo em que o secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, classifica como “irresponsável” especificar uma data para começar a imunização.

“Seria irresponsável darmos datas específicas para o início da vacinação porque depende de registro em agência reguladora, posto que só saberemos da segurança completa quando finalizados os estudos clínicos da fase 3”, disse Franco no vídeo, que foi gravado na sexta-feira (11) como resposta ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), mas só foi divulgado após a decisão de Lewandowski.

A gravação marca mais um episódio da guerra da vacina travada entre Doria e Bolsonaro. No vídeo, o militar aposentado faz duras críticas ao governador, dizendo que o tucano está tendo “devaneios” e “sonhando acordado”.

“Senhor João Doria, não brinque com a esperança de milhares de brasileiros. Não venda sonhos que não possa cumprir, prometendo uma imunização com um produto que sequer possui registro nem autorização para uso emergencial”, diz o coronel.

Fonte Revista Forum

Absurdo: (Vídeo) Pastor Bolsonarista diz que vacina chinesa provoca câncer e “tem até HIV dentro dela”


Circula na internet um vídeo em que um pastor bolsonarista tenta desqualificar a vacina CoronaVac. De acordo com o religioso, um cientista francês teria dito que “até HIV tem dentro dela (a vacina)”. “Não tenho coragem de tomar uma vacina que vem da China, o país de origem do vírus, é loucura”, acrescenta.

Circula na internet um vídeo em que um pastor bolsonarista não identificado tentou desqualificar a vacina CoronaVac, a vacina contra o coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

“Já que tá vindo a vacina, não me obrigue a tomar, eu tomo se eu quiser, porque eu não tenho coragem de tomar uma vacina que vem da China, o país de origem do vírus, é loucura”.

Fonte 247

 

Ataque hacker internacional atinge governo dos Estados Unidos


Dados do Tesouro, Comércio e Telecomunicações foram roubados

Casa Branca
Reprodução

Casa Branca

O governo dos Estados Unidos foi alvo de um ataque hacker “internacional” neste fim de semana, informou Washington nesse domingo (13) após matéria publicada pelo jornal “The New York Times”.

Segundo dados de especialistas, foram roubadas informações do Departamento do Tesouro e do Comércio bem como da Administração Nacional de Telecomunicações e os criminosos conseguiram acesso livre aos e-mails dos funcionários federais.

Em coletiva, o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Ullyot, destacou que medidas estão sendo tomadas para “identificar” os autores da ação criminosa, considerada a mais grave dos últimos cinco anos.

Já o “NYT” ressaltou que hackers russos são os principais suspeitos de realizarem a ação criminosa, considerada como “uma das mais sofisticadas” já vistas no país. O ataque ocorreu cerca de uma semana depois da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) alertar que hackers russos, patrocinados por Moscou, estavam tentando invadir algumas falhas descobertas recentemente, especialmente, em um sistema amplamente usado por funcionários federais.

Em sua coletiva diária, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, rechaçou que os russos estejam por trás da ação e que “mais uma vez” o país é acusado sem provas. “Se os norte-americanos não fizeram nada de propósito nesses meses, provavelmente, não deveriam se apressar em acusar de maneira infundada os russos sobre tudo que acontece lá”, disse o representante ressaltando que a falha no sistema era publicamente conhecida no mundo.

Fonte: undefined –

Pazuello e Zezé Di Camargo fazem festa após 180 mil mortos de covid-19 e falecimento do pai do cantor


Zezé não é o único dos sertanejos bolsonaristas, independente do que esteja acontecendo com o Brasil e brasileiros. Muitos outros “artistas” que vivem para explorar o Brasil e brasileiros com as suas canções débeis, que são incapazes de fazer o povo refletir uma situação trágica em que passa o país, mas que termina fazendo mais sucesso com as suas canções descartáveis, que servem, na verdade, para ajudar a alienar a cada dia mais boa parte do brasileiro. Na verdade mesmo, eles são serventes desse sistema de entrega do Brasil e perversidade sobre os brasileiros mais carentes de direitos. Também não são os primeiros a prestar esse tipo de serviço ao governo. Na década de 70, muitos cantores da época serviram à ditadura e aos ditadores, dentre eles a dupla Don & Ravel com a canção “Eu te amo meu Brasil…ninguém segura a juventude do Brasil”. Enquanto isso os pais dos jovens eram torturados e mortos apenas porque sabiam pensar. Naquela época, o cidadão podia dar uma porrada na cara da sua mulher que as pessoas diziam o seguinte: “em briga de marido e mulher não se deve meter a colher”, e ficava por isso mesmo. Porém, se o cara fosse um pensador e formador de opinião, ele representava um perigo para o governo e teria que ser cassado.
Bom, sobre a farra da galera de Brasília em pleno século 21, é muito triste assistir uma festa dessa que parece mais uma comemoração pelas mortes dos brasileiros que já passam de 180 mil pela covid 19, que, pasme, o governo parece não está muito preocupado com a quantidade de mortos. Mas se quiser pasmar mais uma vez fique a vontade, porque boa parte da população, a exemplo de Zezé Di Camargo, mesmo com a perda de parentes, ainda chamam o presidente de mito. Até aqui Café Com Leite.
Festa com Pazuello, o ministro da Saúde, na casa de Ibaneis

Vídeo que circula nas redes sociais mostra uma festa na casa do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), com a presença do cantor sertanejo Zezé Di Camargo e do ministro da saúde, Eduardo Pazuello.

Não havia nenhuma restrição imposta para o combate da pandemia de covid-19, como uso de máscaras.

O encontro aconteceu no sábado (12), mesmo dia em que o STF recebeu do Ministério da Saúde um plano nacional de imunização com assinaturas de pesquisadores que não autorizaram a palhaçada.

O plano não prevê a data de início da vacinação.

Nas imagens, Pazuello aparece cantando, tendo ao fundo um sujeito cambaleante, curtindo a balada.

Nas últimas 24 horas deste domingo (13) foram registradas 279 mortes por covid-19. O painel de estatísticas marcava 181.123 óbitos ao todo no Brasil.

O pai de Zezé e Luciano, Francisco, morreu no último dia 23 de novembro.

Confira o vídeo abaixo: Veja abaixo o vídeo. Fonte DCM

 

Governo anuncia redução de até 5% no IPVA para os contribuintes baianos em 2021


Governo anuncia redução de até 5% no IPVA para os contribuintes baianos em 2021
Crédito da Foto: ilustrativa/Pexels

Os contribuintes baianos vão pagar em 2021, em média, cerca de 3,2% a menos no valor do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), de acordo com portaria que será divulgada pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) na edição desta terça-feira (15/12) do Diário Oficial do Estado, juntamente com o calendário de pagamento do imposto. A redução mais significativa é de 5% para os automóveis. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa em publicação nas redes sociais na manhã desta segunda-feira (14/12).

O IPVA dos utilitários registra queda de 4,7%, o dos ônibus e microônibus, de 2,7%, os caminhões irão pagar menos 1,8%, e para as motos a queda é de 1,7%. A pesquisa foi realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com base nos preços praticados em outubro de 2020.As informações estarão disponíveis também no www.sefaz.ba.gov.br.
A frota tributável da Bahia é de cerca de dois milhões de veículos, e o IPVA constitui a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado. O valor arrecadado com o imposto, lembra o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório, é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado.

Descontos em pagamentos antecipados
A tabela traz descontos para quem pagar o imposto antecipadamente. O prazo final para o pagamento do tributo com 10% de desconto, em cota única, é 10 de fevereiro. Existe ainda a opção de pagamento com 5% de desconto para quem fizer a quitação do valor integral do imposto no dia do vencimento da primeira das três cotas do parcelamento padrão do imposto, data que varia de acordo com o número final da placa do veículo.

Parcelar o imposto em três vezes, por fim, é outra opção para os proprietários de veículos, bastando para isso observar a data de vencimento da primeira cota na tabela, de acordo com o número final da placa. O pagamento pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, bastando apenas apresentar o número do Renavam.

Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela, e os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2021. Vale ressaltar que o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes. Já o seguro obrigatório deverá ser pago integralmente até o vencimento da primeira parcela do imposto, em caso de parcelamento do IPVA.

Isenção e imunidade
Estão isentos do pagamento do IPVA os veículos de empresas concessionárias de serviço público de transporte coletivo, aqueles com mais de 15 anos de fabricação, veículos terrestres com motor de potência inferior a 50 cilindradas e embarcações com motor de potência inferior a 25 HP.

Também estão na faixa de isenção máquinas agrícolas, táxis de propriedade de motoristas profissionais autônomos, e veículos pertencentes a embaixadas, a representações consulares, a funcionários de carreira diplomática e a pessoas jurídicas de direito privado instituídas pelo poder público estadual ou municipal.

O IPVA também não é devido pelos veículos da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios, dos partidos políticos, inclusive suas fundações, e das entidades sindicais, instituições de educação ou assistência social sem fins lucrativos e dos templos religiosos. Todas as informações poderão ser consultadas através do site www.sefaz.ba.gov.br ou do call center da Secretaria, pelo 0800 071 0071. Com informações do Aratuon

 

Brasileira que venceu 3 vezes o câncer ajuda outras mulheres


Priscila agora e antes, com o marido - Fotos: reprodução / Instagram
Priscila agora e antes, com o marido – Fotos: reprodução / Instagram

Sabe quando a sua experiência de vida e superação ajudam outras pessoas a enfrentarem problemas parecidos? Uma brasileira que venceu três vezes o câncer está fazendo isso.

Exemplo e resiliência e fé, Priscila Araújo tem espalhado positividade nas redes sociais. Com palavras, mensagens e entrevistas, ela leva esperança a mulheres que estão passando pelo que ela passou.

Formada em gestão de recursos humanos e moradora de São José dos Campos, no interior de São Paulo, Priscila é casada, tem um filho de 6 anos, o Rodrigo Filho e é uma verdadeira guerreira.

História

E os últimos anos não foram fáceis. Ela perdeu dois bebês – um na barriga, em 2018 e outro que morreu três dias após o parto, em 2019. Seis meses depois, ainda em luto, descobriu um câncer no seio.

Depois da cirurgia, descobriu outro, um sarcoma, câncer raro de pele. Em novembro de 2020 teve outro susto: tirando pintas, por precaução, os médicos encontraram um câncer de pele, porém, mais simples desta vez.

“Confesso que foi difícil receber essa notícia e que os pensamentos ruins quiseram vir na minha mente, mas não deixei que eles me fizessem desanimar. Ergui a cabeça, alinhei os pensamentos e segui”, escreveu Priscila no Instagram.

A cura

E o marido dela comemorou:

“Terminou a radioterapia e graças a Deus não existe mais o câncer. No dia 02 de outubro [ela] encerrou esse ciclo […] no dia 13 de outubro a Pri completava 35 anos, foi presente de Deus pra nós, celebramos a vida e a esperança”, disse Rodrigo Santos da Costa Araujo, em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Sim, Priscila sobreviveu a tudo isso e também a problemas financeiros. Não bastasse tudo isso, família também perdeu o apartamento onde morava.

Perguntamos como ela resiste a tantas pancadas da vida?

“Apesar das circunstâncias, vivo com a alegria e leveza que recebo de Deus […] “Sinto muita gratidão, pela cura, pela família, pelos amigos”, respondeu Priscila Araújo ao SNB.

Solidariedade

No meio do turbilhão, ela e o marido descobriram quando gente boa existe nesse mundo e o significado das palavras empatia e da solidariedade.

“Nossos familiares nos ajudaram muito, fizeram brechó, sorteios, rifas e doações. Nossos amigos também depositavam dinheiro na nossa conta, meu cunhado fez uma Vakinha”, contou Rodrigo.

A força

“Amigos e familiares se perguntam de onde vem tanta força, eu digo que foi de Deus em nossas vidas e encarar o problema sem pensar nas circunstâncias ou por que [aconteceu] comigo tudo isso”.

Hoje Priscila usa toda essa experiência dura que teve na vida pra levar esperança e mostrar que é possível sim vencer tantos obstáculos, mesmo quando parece não haver luz no fim do túnel.

Ela está escrevendo um livro pra contar a vida dela e procura uma editora para alavancar o projeto, que poderá trazer algum dinheiro para a família.

“Tenho um bom trabalho graças a Deus, sou técnico da qualidade na Embraer, mas precisamos também de uma segunda fonte de renda. A venda dos livros será uma forma de nos ajudar porque moramos de aluguel e o orçamento mensal sempre é apertado ou termina no vermelho”, contou Rodrigo.

Enquanto isso, Priscila está fazendo trabalho como influenciadora digital pelo Instagram.

“Estou com expectativa de poder ajudar muitas pessoas através da minha história, dizendo que é possível enfrentar as dificuldades com um sorriso no rosto e com a esperança de que coisas boas virão”, concluiu.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

 

COVID-19 mata irmãs jovens com menos de 24h de diferença em Minas Gerais


Moradoras de Governador Valadares, elas tinham 36 e 40 anos; tia postou vídeo pedindo orações para uma das sobrinhas, que acabou morrendo horas após a gravação

Tia chegou a postar vídeo pedindo orações para uma das sobrinhas, que acabou morrendo horas após a divulgação das imagens no Youtube.(foto: Arquivo pessoal)

Duas irmãs moradoras de Governador Valadares, região leste de Minas Gerais, morreram com a COVID-19 em intervalo de 24 horas depois de internadas por cerca de uma semana em hospitais da cidade. A tia, Valéria Alves, relatou na sexta-feira (11), em vídeo a morte de uma das irmãs, ocorrida na quinta, 10, e pediu orações para a outra sobrinha, que acabou morrendo horas depois.

A primeira irmã a morrer foi Danúbia Pereira Venâncio, de 36 anos, internada na quarta-feira (2), no Hospital Regional de Governador Valadares. “Infelizmente dessa vez a nossa família não pôde levantar a plaquinha com aquela frase ‘eu venci a COVID’, porque foi ela que venceu. Ontem, enterrei minha sobrinha Danúbia. Um momento muito frio. A gente não pode ver. A gente não pode dar o último toque. E tem que ser de longe”, lamenta a tia, que é jornalista, no vídeo.

Valéria, que ficou encarregada de acompanhar as sobrinhas, conta os últimos momentos que passou com Danúbia. “No dia em que a Danúbia foi internada lá na Policlínica (anexo do Hospital Regional), na semana passada, eu passei o dia com ela, e ela estava muito mal. Naquele dia, ela só comeu porque eu dei na boca, tanto no almoço como no jantar. Ela não conseguia ficar sentada, de tão fraca. Nem sei se a palavra é ‘fraca’, porque não sei o que a doença exatamente causa pra ficar assim”, disse.

E falou sobre a evolução do quadro da sobrinha. “Depois, os dias foram passando e a gente foi alternando notícias de melhora e piora. Até a intubação. Quando a partir daí a gente começa a viver um desespero maior. Ontem (quinta, 10), quando pediram a presença de um familiar lá no hospital, fui esperando uma notícia muito ruim. Mas eu não esperava a notícia da morte. Quando o médico olhou pra mim e disse que ela não havia resistido, eu perdi o chão”.

Continua depois da publicidade

O estado de saúde da outra sobrinha, Vanessa Pereira Venâncio, de 40 anos, conforme Valéria, havia piorado na quarta-feira, 9. A irmã de Danúbia estava internada no Hospital São Lucas desde a última sexta-feira, 4. No vídeo, a tia pede orações para a sobrinha, que morreria logo depois. “O estado dela continua muito grave. Temos que rezar e esperar por um milagre”.

Em outro vídeo divulgado hoje, 13, Valéria falou sobre a morte de Vanessa. “Aqui na nossa família a covid venceu de novo. Depositamos muita esperança na recuperação da Vanessa, e por isso foi muito difícil acreditar que ela também tinha morrido”, afirmou.

A tia de Danúbia e Vanessa disse no vídeo haver irresponsabilidade entre as pessoas em relação à covid-19. “Você quer passar por tudo isso que eu e minha família estamos passando? Quer enterrar pessoas que você ama? Quer ser enterrado? Não consigo entender tanta irresponsabilidade, tanto negacionismo, com algo que está diante dos seus olhos. Você não pode ver o vírus. Mas pode ver todo o mal que ele causa”.

Em contato com a reportagem neste domingo, 13, Valéria conta que Vanessa, depois de internada com covid-19, teve um AVC em decorrência da doença e morreu. A família já havia passado por problemas com a doença. A própria Valéria ficou internada cinco dias por conta do coronavírus. Seu irmão foi hospitalizado por 15 dias depois de contaminado pelo vírus.

Uma das sobrinhas de Valéria, Vanessa, era casada e deixa três filhos. Danúbia era solteira e tinha um menino e uma menina. Segundo o boletim mais recente da Prefeitura de Governador Valadares, divulgado neste sábado, 12, 389 pessoas já morreram na cidade por causa da covid-19. O total de casos é de 11.385. Do EstadodeMinas

Casal é assassinado com 100 tiros de fuzil na fronteira do Brasil com o Paraguai


As vítimas foram assassinadas dentro de um veículo onde a polícia encontrou cerca de R$ 10 mil

Carro alvejado
Reprodução

Carro alvejado

Um casal foi morto com cerca de 100 tiros de fuzil, na madrugada deste domingo (13), na fronteira do Brasil com o Paraguai. O crime aconteceu em Ponta Porã, no sul de Mato Grosso do Sul. Segundo a polícia, as vítimas estavam dentro de um carro quando foram abordadas pelos atiradores, que fugiram na sequência.

Wellington Bruno Alves, de 27 anos, e Daiane Dias Constanci, de 26, morreram no local antes mesmo do socorro chegar ao local. Segundo relato de testemunhas, os dois estavam em um famoso cassino da região antes de serem executados.

Continua após a publicidade

No interior do veículo foi encontrado um valor de aproximadamente R$ 10 mil em dinheiro. Equipes da Polícia Militar e de peritos estiveram no local e isolaram a área para começar as investigações.

O caso foi registrado como homicídio simples na Primeira Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã.

A cidade de Ponta Porã faz fronteira com o Paraguai, tendo apenas uma avenida que a separa da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero. A região é conhecida pelas disputas entre facções criminosas pelo controle do tráfico de drogas.Por iG Último Segundo