STF derruba decisão da PF e mantém entrevista de Lula a apenas 2 veículos


De acordo a UOL, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski atendeu um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e derrubou na tarde de hoje uma decisão da PF (Polícia Federal) de permitir que jornalistas de outros veículos acompanhem as entrevistas que o petista deverá conceder amanhã, na cadeia, à Folha de S. Paulo e ao El País. “(…)Esclareço que a decisão da Corte restringe-se exclusivamente aos profissionais da imprensa supra mencionados, vedada a participação de quaisquer outras pessoas, salvo as equipes técnicas destes, sempre mediante a anuência do custodiado”, escreveu o ministro em sua decisão.

Folha e El País solicitaram judicialmente, há meses, a entrevista, que foi autorizada na semana passada por Lewandowski e agendada para amanhã. Na manhã de hoje, um despacho assinado pelo Superintendente da PF no Paraná, delegado Luciano Flores Lima, autorizou a entrada de jornalistas de outros meios para acompanhar as declarações de Lula, desde que não pudessem fazer perguntas.

A defesa do ex-presidente recorreu, alegando que as entrevistas foram autorizadas desde que com consentimento dele. Os advogados de Lula alegaram ainda que permitir a outros repórteres a presença em entrevistas exclusivas fere a ética jornalística.

Lula está preso desde abril do ano passado na carceragem da PF em Curitiba cumprindo pena pelo caso do tríplex de Guarujá (SP). Ele foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Na última terça-feira (23), UOL.

Error, no Ad ID set! Check your syntax!

Mais um dia de vergonha, mais um passo para o brejo por Jorge Alexandre Barbosa Neves


Atribui-se a Nélson Rodrigues a afirmação de que “subdesenvolvimento não se improvisa; é obra de séculos”. A confirmação da absurda condenação do ex-presidente Lula no STJ mostra bem porque somos e continuaremos sendo subdesenvolvidos.

Mais um dia de vergonha, mais um passo para o brejo

por Jorge Alexandre Barbosa Neves

Esse artigo que foi escrito por Jorge Alexandre Barbosa Neves para o GGN, relata que esta semana, mais especificamente no último dia 23 de abril, tivemos o julgamento do ex-presidente Lula pelo Superior Tribunal de Justiça. Mais um dia de vergonha para a história do Brasil. Muitos já têm dito que, no futuro, olharemos para esses tempos atuais com vergonha, tentando mostrar a nossos netos tudo que ocorreu, junto com o apelo de que não se repita.

Como disse Luis Nassif aqui no GGN, o ex-presidente Lula não será solto, pois é um preso político. Para reforçar essa constatação, no dia seguinte ao julgamento no STJ, o novo juiz titular dos processos da lava jato em Curitiba enfiou o pé no acelerador para encaminhar ligeirinho o processo do sítio de Atibaia para o TRF-4, em Porto Alegre. Assim, uma nova absurda e ridícula condenação em segunda instância será proferida, sem a menor dúvida, antes de setembro, para que o ex-presidente não possa usufruir da possibilidade de progressão de pena.

O problema dessa perseguição política ao ex-presidente Lula, travestida de processos judiciais, é que terá terríveis consequências de longo prazo para o Brasil. Em outra coluna minha aqui do GGN (https://jornalggn.com.br/politicas-sociais/lula-e-o-brasil-fraturado/), ressaltei que a perseguição ao ex-presidente Lula está criando uma fratura no país que irá se prolongar por décadas, um fenômeno parecido com o ocorrido na Argentina após a perseguição a Perón. Florence Fiúza, uma ex-aluna e hoje amiga, me enviou um texto do meu conterrâneo e amigo Sérgio Ferraz, publicado em seu Facebook (não tenho conta nessa rede social, portanto não posso acessar diretamente o seu conteúdo), que coloca de forma concisa e brilhante o que nos reserva o futuro próximo:

“Ao condenar em terceira instância sem provas o ex-presidente, premido por uma dinâmica da qual a lava-jato lhe fez refém, o judiciário passa inadvertidamente um recado nefasto ao futuro: quem quer que chegue à presidência, acumule capital político e fira interesses não deve nunca baixar a guarda e jamais pode pensar em entregar o poder, sem mais cautela, na alternância regular do jogo democrático. Jogar desse modo pode ser o passaporte para a desgraça pessoal. Os ‘maquiavéis’ togados cavam, assim, do alto de suas instâncias, a própria sepultura institucional futura ao ensinarem aos futuros líderes que o respeito às regras do jogo democrático – nas quais se inclui a divisão e o controle recíproco entre os poderes – pode se lhes revelar fatal.”

Atribui-se a Nélson Rodrigues a afirmação de que “subdesenvolvimento não se improvisa; é obra de séculos”. A confirmação da absurda condenação do ex-presidente Lula no STJ mostra bem porque somos e continuaremos sendo subdesenvolvidos. A base do Estado Democrático de Direito em um país capitalista liberal é o “Império da Lei”. Ao passar por cima, de forma absolutamente tosca, de todo arcabouço legal do país para perseguir politicamente o maior líder popular da história do Brasil, o estamento jurídico destrói qualquer possibilidade de desenvolvimento socioeconômico com institucionalidade política e higidez jurídica no país por, no mínimo, algumas gerações.

Também há poucos dias, li uma entrevista com o investidor Lawrence Pih. Ele afirmou que o Brasil está à beira do abismo. Proponho uma metáfora que acredito ser mais adequada: estamos caminhando a passos largos para o brejo. Iremos, por décadas, chafurdar em um pântano de incapacidade de concertação política e estagnação econômica. Tornar-nos-emos uma Argentina bem piorada, pois com um PIB per capita e um nível de desenvolvimento social significativamente mais baixos.

P.S.: Cadê Queiroz?

Jorge Alexandre Barbosa Neves – Ph.D, University of Wisconsin – Madison, 1997.  Pesquisador PQ do CNPq. Pesquisador Visitante University of Texas – Austin. Professor Titular do Departamento de Sociologia – UFMG

 

A imagem pode conter: texto

A imagem pode conter: carro e texto

A imagem pode conter: texto

Estados Unidos começam a preparar operação militar contra Venezuela, diz inteligência russa


A agência de notícias russa Sputnik informou que segundo o diretor do Serviço Exterior de Inteligência da Rússia (SVR), Sergei Naryshkin, o país vê sinais de preparação de uma operação militar dos EUA contra a Venezuela, mas só o tempo dirá se tal plano será ou não realizado.

“Tais sinais existem, mas o tempo dirá se esse plano será realizado”, disse Naryshkin, sublinhando que a situação no país é muito tensa.

Segundo o diretor do SVR, as ações do Ocidente na Venezuela são cínicas e provocam uma catástrofe humanitária nas proximidades dos próprios Estados Unidos.

“A Casa Branca declara reiteradamente que existe uma ameaça de imigração não controlada, planeja gastar bilhões para reforçar a fronteira com o México, mas, ao mesmo tempo, desencadeia um novo conflito civil, provocando uma catástrofe humanitária, desta vez praticamente às portas de seu território”, explicou Naryshkin.

A tensão política na Venezuela aumentou desde que, em 23 de janeiro, o líder da oposição Juan Guaidó se declarou presidente interino do país.

Por sua vez, Maduro acusou Washington de organizar uma tentativa de golpe e anunciou o rompimento das relações diplomáticas com os EUA.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que todas as opções para o que ele descreveu como “restauração da democracia” na Venezuela continuam na mesa, incluindo a intervenção militar.

Os EUA e vários países da Europa e América Latina, inclusive o Brasil, reconheceram Guaidó como presidente interino do país.

Rússia, China, Cuba, Bolívia, Nicarágua, Turquia, México, Irã e muitos outros países manifestaram seu apoio a Maduro como presidente legítimo e exigiram que os outros países respeitem o princípio de não interferência nos assuntos internos venezuelanos. Nocaute.

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: sapatos e texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

Brasileiros pedem medidas que demonstrem que o Brasil pode avançar: Walter Salles


Resultado de imagem para fotos do mapa do brasil com pessoas dentro

 

Por Walter Salles: Até o momento, já passando de 110 dias do novo governo, os brasileiros continuam no aguardo de alguma medida que realmente demonstre que o Brasil vai seguir em frente e sinalizar que a máquina está andando. Claro que a matéria aqui não tem intenção alguma de fazer crítica, mas sim falar de fatos. E o fato é que as medidas até agora, ou até mesmo pronúncias do presidente, em vários setores, principalmente os que são chamados de pilares, são de assustar os brasileiros, onde até mesmo aquele que votou apaixonadamente na sigla vitoriosa, questiona sobre ligar os interruptores da máquina e colocar o Brasil pra andar.

Medidas como a que não será mais preciso chamar as autoridades de vossas excelência ou vossa majestade etc e tal, não quer dizer que esse país vai ficar mais ou menos civilizado. Na verdade, o brasileiro quer ver as obras que foram travadas, após a chegada do Temer, sendo reiniciadas, pois, como foi dito, o país está parado.

Agora acaba de ser anunciado pelo presidente, o fim do horário de verão. Se é uma medida que ajuda ou não, isso ninguém sabe ainda. O que se sabe é que com a chegada do horário de verão, em 2008, muita energia foi economizada.

Sobre a reforma da Previdência, assunto que vem se arrastando desde a campanha, agora, através de acertos com os deputados que ficam no aguardo de assinar aprovando se receberem benefícios, já foi selado o acordo para que eles, os deputados, recebessem uma grande quantia, nada menos de 40 milhões cada para Orçamento da União, para ser trabalhado com os prefeitos, o que cada um garante a sua reeleição. Quanto a exposição de uma caneta singela, talvez querendo simbolizar a economia no Planalto, não bate com os gastos sitados a pouco aqui no texto com os nobres deputados.

Como foi dito no texto, não se trata de críticas ao atual governo, mas sim cobrar ações que façam a máquina ser ligada para a geração de obras, empregos, cultura, saúde e todas as colunas que sustentam a administração de um país.

Walter Salles é editor e fundador da Agência de Notícias Café com Leite impresso e digital. 

 

A imagem pode conter: 1 pessoa

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: texto

A imagem pode conter: comida e texto

Tenente-coronel do Exército é preso por suspeita de desvio de armas para clube de tiro


Por Helter Duarte e Marco Antônio Martins, Jornal Hoje e G1 Rio

Exército abre inquérito para apurar desvios de armas e tenente-coronel é investigado

Exército abre inquérito para apurar desvios de armas e tenente-coronel é investigado

O tenente-coronel Alexandre de Almeida, foi preso em flagrante na terça-feira (23) pela suspeita de desvio de armas do Exército para clubes de tiro. Ele era responsável pela fiscalização do armamento no Estado.

Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi aberto para investigar o caso. A prisão foi confirmada pelo Comando Militar do Leste e pelo Centro de Comunicação Social do Exército nesta quinta-feira (25).

Almeida tinha a obrigação de fiscalizar a importação e o comércio dessas armas para civis, o funcionamento de clubes de tiros, a venda de explosivos, a blindagem de veículos, além da atuação de caçadores, atiradores e colecionadores.

A página do Exército na internet mostra que em janeiro do ano passado, o tenente-coronel Alexandre de Almeida foi homenageado pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo, “pelos relevantes serviços prestados a atletas e praticantes de tiro esportivo.”

Armas repassadas no Espírito Santo

A notícia do Inquérito Policial Militar, instaurado pelo Exército, foi publicada pelo jornal O Globo. Segundo o jornal, as armas desviadas pelo tenente-coronel Almeida eram repassadas para a Guerreiros Escola de Tiro e Comércio de Armas, na cidade de Serra, no Espírito Santo.

A investigação começou a partir da aposentadoria de um coronel. Ao passar para a reserva, ele entregou sua arma, uma pistola 9 milímetros, para o serviço de produtos controlados, comandado pelo tenente-coronel Almeida.

Em dezembro do ano passado, o oficial aposentado ficou sabendo que a arma tinha sido desviada para o clube de tiro do Espírito Santo.

Tenente-coronel Alexandre de Almeida é preso — Foto: Reprodução / TV Globo

Tenente-coronel Alexandre de Almeida é preso — Foto: Reprodução / TV Globo

Busca e apreensão

Militares fizeram uma busca no clube de tiro e apreenderam cinco armas com a inscrição do Exército. E investigam o possível desvio de outras armas para o clube.

Leonardo Loureiro, sócio e irmão do dono do clube de tiro, disse que armas foram negociadas diretamente com o tenente-coronel Alexandre de Almeida, em três lotes.

Loureiro afirmou também que o oficial afirmou que essas armas pertenciam a um colecionador, muito doente, e que a família quis se desfazer da coleção.

 

  • A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
    A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, texto
    A imagem pode conter: carro e texto

Entenda a importância de manter a mente saudável


padrao_blog - mente saudável

A saúde da mente é tão importante quanto a do corpo – quando uma delas não vai bem, a outra é imediatamente afetada. De pouco adianta adotar uma alimentação saudável e fazer exercícios regulares se a saúde mental for negligenciada. O organismo humano só funciona de maneira plena ao atingir o equilíbrio onde corpo e mente estão saudáveis.

Transtornos mentais e comportamentais são, hoje, a terceira maior causa de afastamento no trabalho do Brasil – mais de 23 milhões de brasileiros necessitam de algum atendimento em saúde mental, e são poucos os que recebem acompanhamento adequado. Com uma mente saudável, você vive com muito mais qualidade, e os benefícios são sentidos na vida profissional, familiar, amorosa e social:

CONTROLE DA ANSIEDADE

Apesar de ser uma emoção natural do ser humano, os elevados níveis de ansiedade provocados pela sociedade moderna já configuram um quadro patológico. Transtornos de ansiedade despertam preocupação constante (principalmente sobre o futuro), insônia, taquicardia, falta de apetite ou alimentação compulsória, distúrbios gastrointestinais e queda do rendimento, pois o indivíduo perde a confiança em seu próprio trabalho e questiona-se constantemente se está fazendo as coisas da maneira correta. Também dificulta as relações interpessoais, por causar desconforto e constrangimento em situações de exposição pública. Mantendo a saúde mental em dia, você consegue fazer com que a ansiedade volte a se comportar como uma emoção natural – relacionada apenas à situações de tensão e expectativa, e não como uma sensação constante do dia-a-dia.

AUMENTO DA CAPACIDADE DE ORGANIZAÇÃO

Ao controlar transtornos relacionados à ansiedade, o indivíduo deixa de tomar atitudes movidas pelo impulso e consegue ser mais criterioso em suas escolhas, tomando decisões mais sensatas. Tal domínio das emoções conflituosas permite que a pessoa assuma novamente o controle da situação e deixe de ter suas ações guiadas pela insegurança, reduzindo a incidência de frustração consigo mesma. Quando você domina suas emoções, é possível fazer análises mais calmas e manter ordem e coerência em seus raciocínios mentais. Livre da pressa da impulsividade, você conseguirá organizar seus afazeres e objetivos de maneira mais consciente, estabelecendo planos de ação e otimizando seus resultados (sejam profissionais ou não).

REDUÇÃO DA FREQUÊNCIA DE CONFLITOS

Ao atingir o equilíbrio da saúde mental, o indivíduo torna-se mais flexível e encontra mais facilidade em controlar seus impulsos. A mente calma e equilibrada mostra-se mais receptiva a diálogos, argumentações e entendimentos pacíficos, reduzindo a incidência de choques de ideias e conflitos interpessoais. Ganha também mais habilidade para se relacionar com as diferenças e torna-se mais receptivo ao que é novo – enquanto pessoas atribuladas por transtornos de ansiedade tendem a expressar rejeição automática pelo desconhecido, devido à insegurança que desperta. Sendo assim, indivíduos que se preocupam em manter a mente saudável têm maior facilidade para se relacionar de forma leal e duradoura. Constroem, então, uma vida mais calma e livre de embates – o que traz mais harmonia para a esfera profissional, familiar e amorosa.

AUMENTO DA MOTIVAÇÃO E DA PRODUTIVIDADE

Com a mente saudável e equilibrada, muitas preocupações derivadas da ansiedade excessiva são solucionadas, e sobra mais tempo para dedicar aos objetivos traçados. Estar bem resolvido com suas questões psicológicas inspira uma atitude mais otimista, proativa e determinada, que impulsiona a realização de metas e estimula conquistas cada vez mais ambiciosas. Assim, os resultados chegam cada vez mais rápido e com qualidade sempre superior.

A vida se torna mais leve e feliz quando corpo e mente trabalham em harmonia. Para exercitar sua saúde mental nas pequenas atitudes diárias, adote as dicas a seguir:

MEDITAÇÃO

A meditação nada mais é do que o exercício da atenção plena no momento presente. É uma atividade que treina o controle da mente, deixando que os pensamentos vaguem sem desenvolver uma linha de raciocínio. Esta prática age diretamente no relaxamento e no alívio da tensão mental e corporal, e é ótima para amenizar sintomas derivados da ansiedade. Com a meditação, você exercita o foco e usa a concentração no controle das emoções, permitindo que o corpo encontre seu ponto de equilíbrio.

PENSAMENTO POSITIVO

Pode parecer bobo, mas o pensamento positivo é parte essencial da busca pela harmonia entre corpo e mente. Os ANTs (Automatic Negative Thoughts, “pensamentos negativos automáticos” em português) são verdadeiros vilões para a saúde mental: são recorrentes e vão aumentando de frequência até o ponto em que o indivíduo passa a enxergar todos os aspectos de sua vida sob uma perspectiva pessimista e desacreditada. Aqui, o exercício é questionar a fundo cada pensamento negativo que invada a mente, avaliando se tem real fundamento ou se é fruto de um pessimismo mental já enraizado. A ideia é perceber quando um novo pensamento negativo aparece e canalizar esforço para mudar a perspectiva de como encará-lo.

DEDIQUE-SE A ALGO NOVO

Cérebros de todas as idades reagem bem ao estímulo de aprender algo novo. Dedicar, no mínimo, 15 minutos de cada dia para aprender mais sobre um assunto pouco conhecido tira o cérebro da rotina, desafiando-o a assimilar novos padrões e mantendo a atividade cerebral sempre revitalizada e ativa. Além disso, a satisfação de sentir-se capaz de aprender coisas novas aflora emoções benéficas, como aumento da motivação e da confiança em si mesmo – emoções que ajudam a mente a se manter saudável.

RESERVE TEMPO PARA LAZER

Exigir que a mente se ocupe integralmente de assuntos relacionados ao trabalho e a obrigações pessoais é um caminho certeiro para o desenvolvimento de transtornos mentais e comportamentais. O cérebro também precisa de uma pausa para relaxar e recuperar as energias – é por isso que os momentos de lazer são tão importantes. Reserve pequenos espaços na sua rotina para encontrar amigos, ouvir música, assistir filmes, passar tempo com os filhos ou dar uma volta no parque. Priorize sua qualidade de vida e entenda essa atitude como forma de cuidado com a saúde.

 

A imagem pode conter: comida e texto

A imagem pode conter: comida e texto

A imagem pode conter: motocicleta

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

A imagem pode conter: texto

OMS recomenda que crianças fiquem menos de 1h por dia usando telas


Recomendação é para crianças de menos de cinco anos

[OMS recomenda que crianças fiquem menos de 1h por dia usando telas]
Foto : Pixabay

Por Catarina Lopes

A Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu diretrizes de que crianças menores de cinco anos passem menos de uma hora por dia usando telas, o que inclui televisão, videogames, tablets e smartphones. Para crianças de menos de um ano, a recomendação é que elas interajam em brincadeiras no chão e evitem todas as telas.

De acordo com a OMS, a inatividade associada as telas está provocando um aumento no número de pessoas obesas e com sobrepeso em todo o mundo. O peso excessivo pode levar a doenças cardíacas, diabetes, hipertensão e algumas formas de câncer, que podem levar a mortes prematuras.

“Evitar essas mortes precisa começar nos estágios iniciais da vida” explicou a doutora Fiona Bull, especialista da OMS. Outra recomendação é que crianças de um a quatro anos passem ao menos três horas por dia em atividades físicas diversas, distribuídas ao longo do dia.

A imagem pode conter: carro e texto

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, texto e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 1 pessoa

A imagem pode conter: texto

Marco Aurélio diz ter dúvida seríssima sobre crimes atribuídos a Lula no caso tríplex


O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira (24) ter “dúvida seríssima” sobre os crimes pelos quais foi condenado o ex-presidente Lula (PT) no caso do tríplex do Guarujá.

“Eu tenho uma dúvida seríssima quanto aos dois crimes. Aí está em discussão. Houve apenas a corrupção ou houve corrupção e lavagem”, disse Marco Aurélio à jornalistas.

O ministro ressaltou que suas afirmações não representam uma manifestação jurídica sobre o processo do ex-presidente, pois ele não deverá participar do julgamento dos recursos de Lula ao Supremo.

“O que eu falo, eu tenho dúvidas, não estou me manifestando porque eu nem vou julgar o caso, dúvidas quanto aos dois tipos, a corrupção e a lavagem. Teria havido um procedimento do presidente visando dar ao que ele ‘recebeu’ via corrupção a aparência de algo legítimo? A lavagem pressupõe (isso)”, comentou Marco Aurélio.

Cabe à Segunda Turma do STF julgar casos relacionados à Operação Lava Jato – o ministro integra a Primeira Turma.

Ontem (23), a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ)confirmou a condenação do ex-presidente Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, mas reduziu sua pena para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão. Fonte Blog do Esmael.

 

Alvo de ataques de Carlos pelo 3º dia, Mourão pede: “dê tempo ao tempo”


Resultado de imagem para foto de mourão

De acordo a matéria publicada na UOL, o alvo de ataques pelo terceiro dia seguido, o vice-presidente Hamilton Mourão repetiu hoje que “quando um não quer, dois não brigam” ao comentar o conflito entre ele e um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Carlos Bolsonaro (PSC). O general buscou minimizar a troca de farpas pública, em consonância com o recado transmitido ontem pelo porta-voz do governo, o de colocar um “ponto final” na “pretensa discussão”.

“Pai e filho é pai e filho. Não tem essas desavenças. Vamos aguardar, gente. Falei ontem a frase da minha mãe: dê tempo ao tempo”, declarou o vice na chegada a seu gabinete, no Palácio do Planalto.

Mourão também afirmou que tem dialogado com o Bolsonaro quando se faz “necessário”. Questionado se o atrito público com Carlos não seria motivo para uma conversa mais direta, o general respondeu apenas que “tudo é motivo”. “A gente procura levar sem aumentar as tensões. As tensões do dia a dia já são suficientes. Não precisa aumentar isso daí.” Desde a tarde de segunda-feira (22), Carlos tem publicado em seu Twitter críticas ao vice-presidente, o que gerou mal-estar no governo e tentativas de pacificação por parte da cúpula bolsonarista. No entanto, apesar do recado presidencial divulgado ontem pelo porta-voz –colocar um “ponto final”–, Bolsonaro afirmou que “sempre estará ao lado” do filho.

“De uma vez por todas o presidente gostaria de deixar claro o seguinte: quanto a seus filhos, em particular o Carlos, o presidente enfatiza que ele sempre estará a seu lado. O filho foi um dos grandes responsáveis pela vitória nas urnas, contra tudo e contra todos”, disse o general Otávio Rêgo Barros, porta-voz da Presidência.

O mais recente ataque foi postado na manhã de hoje. Carlos compartilhou falas de Mourão a respeito da decisão de Jean Wyllys (PSOL) de renunciar o mandato de deputado federal e sair do país devido a ameaças. “Caiu no colo de Mourão algo que jamais plantou. Estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o presidente”, escreveu o vereador.

Na sequência, Carlos, que costuma ser irônico em suas publicações, afirmou que não estava “reclamando do vice só agora” e que “não ataca ninguém”, apenas “compartilha fatos”.

 

 

 

 

Funcionário debocha de currículos em vídeo, gera revolta nas redes e é demitido


A atitude repercutiu entre internautas, que criticaram a postura do rapaz e comunicaram à empresa

Louise Queiroga, da Agência O Globo

Enquanto 13 milhões de pessoas estão desempregadas no país, um funcionário gravou um vídeo debochando de currículos que ele deveria analisar e postou as imagens nas redes sociais, expondo candidatos. A atitude repercutiu entre internautas, que criticaram a postura do rapaz e comunicaram a empresa em Campo Grande (MS) — da qual ele foi demitido

A empresa Avante Energia, de prestação de serviços em instalações elétricas, informou, nesta quarta-feira, que Paulo Roberto de Moraes não faz mais parte do seu quadro de colaboradores. Disse ainda que não compactua com a atitude tomada por ele, frisando que “não tolera atitudes de quebra de sigilo das informações”.

“A Empresa Avante Energia e Serviços não tinha conhecimento do vídeo postado, agradecemos a informação. Não compactuamos com a atitude tomada pelo funcionário que usou sua rede social particular postando vídeos e fotos sem autorização da empresa. A empresa Avante através do seu representante legal informa que não tolera atitudes de quebra de sigilo das informações e não tem a prática de utilizar redes sociais, mediante ao exposto informamos que o funcionário já não faz mais parte do nosso quadro de colaboradores”, afirma o comunicado da empresa.

Embora tenha pedido desculpas nesta terça-feira, num outro vídeo (que já foi deletado), as críticas à forma como Paulo lidou com pessoas em busca de trabalho perpetuaram. “Apagou o pedido de desculpas. Deu tantas dicas bacanas, podia ter feito o vídeo sem humilhar as pessoas! A lei do retorno é linda, pois agora ele que vai mandar currículo!”, afirmou um usuário do Facebook. “Gente! Seu idiota, brincando com pessoas que estão desempregadas. Isso não pode ficar assim. Vamos postar até chegar às mãos de seus superiores”, escreveu outro.

Nossa, esse cara não pensa que o dia de amanhã pertence a Deus. Cuidado, esse aí que você zombou pode se tornar seu chefe… Absurdo, zombando das pessoas. Imagina esse cara liderando uma equipe… Nossa, muito feia a sua postura. Eu jamais teria você na minha equipe, debochado. Usa essa sua boca pra motivar aqueles que estão precisando de um apoio”, disse mais um.

 

Ex-premier de Portugal revela conversa telefônica entre Gilmar e Lula


Em vídeo ao site Migalhas, José Sócrates, ex-primeiro ministro de Portugal fala sobre o telefonema de Gilmar Mendes a Lula na ocasião da morte de seu neto Arthur. “Quando Gilmar lhe deu os pêsames, Lula começou a chorar compulsivamente. E Gilmar Mendes começou também a chorar. Aquele choro de ambos era um choro pelo mundo que perdemos. Claro que para alguém da esquerda brasileira que não gosta de Gilmar Mendes, isso poderá significar outra coisa. Para mim significa que o que falta no Brasil é justamente isso: um respeito entre adversários. A democracia vive disto, do respeito, da legitimidade que todos os atores políticos conferem ao seu próprio adversário.” Nocaute.

Filhos de Bolsonaro alimentam racha do governo com Mourão


Os conflitos e rachas dentro do governo Bolsonaro ganharam novo episódio, envolvendo uma vez mais os filhos do mandatário, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Carlos Bolsonaro, e o vice-presidente, o general Hamilton Mourão. Nesta quarta-feira (24), Carlos alimentou a tese de que o partido de Mourão estaria criando uma base própria contra o presidente Jair Bolsonaro.

A interpretação do filho de Jair foi manifestada nas redes sociais, ao compartilhar um vídeo de um canal de movimentos de eleitores de Bolsonaro, em que o apresentador mencionava que “o PRTB, partido de Levy Fidelix e Mourão, monta uma base de apoio na Câmara dos Deputados, criando um racha na base governista”.

Segundo essa tese, o vice-presidente estaria contando com a articulação de Levy, ex-deputado e presidente do PRTB, para angariar essa “oposição” interna. O suposto racha não foi nem conversado ou debatido com o próprio pai, mas os filhos já alimentaram essa teoria nas redes sociais.

No vídeo, o apresentador ainda afirma que Mourão já teria o apoio dos militares e da Maçonaria e que Carlos estaria agindo contra essa articulação. E o próprio filho do presidente endossou: “Curiosa opinião dos organizadores do canal do youtube ‘Vista Pátria’ sobre ocorrido hoje. Assista sua colocação”, comentou, ao compartilhar o vídeo.

Como se não bastasse Carlos, o outro filho do mandatário, o deputado Eduardo Bolsonaro, que sempre o acompanha em viagens e outras agendas do próprio presidente, saiu em defesa do irmão e disse que Carlos está “apenas reagindo a isso tudo que salta aos olhos”.

“O que tem causado bastante ruído são as sucessivas declarações do vice-presidente (Hamilton Mourão) de maneira contrária ao presidente da República”, disse Eduardo, em entrevista à agência Estado.

“O que parece é que, se o general conseguir cumprir a missão dele, que é substituir o presidente no caso da ausência, tudo bem. Ou as missões que o presidente der a ele. Se ele for um soldado do presidente, tudo se encaixa”, continuou.

Mas disse também ter dúvidas sobre se Mourão seria fiel a Bolsonaro. Ao ser questionado se achava “saudável ficar alimentando discussão nas redes sociais no momento em que o governo tenta aprovar a reforma da Previdência”, Eduardo indicou que esse conselho seria “válido para o vice-presidente”.

“Que todo mundo faça uma autorreflexão. É claro que o foco aqui é na Previdência. Existe limite para as coisas. São muitas declarações. Várias vezes as pessoas trazem reclamações relativas ao vice-presidente. Eu falo, olha, segura, é um cara bom, leal. Mas chega um momento que as pessoas começam a falar, ‘Eduardo, você é ingênuo ou está tapando os olhos para a realidade’?”, completou. GGN.

Homem escala prédio e salva mulher durante incêndio. Assista!


Fotos: reprodução / Vaya Noticias
Fotos: reprodução / Vaya Noticias

Um herói de verdade escalou um prédio e salvou uma mulher durante um incêndio em Bormujos, no sul da Espanha.

Ele subiu quatro andares em segundos. O vídeo com as imagens do ato de coragem viralizou nas redes sociais. (vídeo abaixo)

De acordo com a imprensa local, o herói é um marroquino de 43 anos chamado Akka. Ele ganha a vida guardando carros em troca de moedas e vive no bairro onde ocorreu o incêndio.

Como

Akka estava na rua, na semana passada, quando reparou que uma mulher estava paralisada, em choque, na sacada de um dos apartamentos que pegava fogo.

Pelas imagens, dá pra ver ele escalando os quatro andares para chegar até à vítima.

Uma multidão acompanhou o incidente e aplaudiu quando o marroquino conseguiu chegar até a mulher.

Lá no alto, ele fechou uma porta para não deixar as chamas chegarem até a sacada e ficou com a mulher até os bombeiros chegarem.

Segundo testemunhas, o incêndio começou no segundo andar do prédio e acabou atingindo os andares superiores.

Uma que estava em choque e outra que ficou intoxicada pela fumaça foram socorridas pelo serviço de emergência.

O marroquino também foi atendido por paramédicos.

Akka se tornou uma celebridade local e está sendo chamado de herói nas redes sociais.

Assista:

Com informações do UOLABCEspaña Metro

Acontecendo na base do silêncio. Por Walter Salles


Quase ninguém sabia do julgamento de Lula na terça feira 23, nem mesmo os advogados de defesa do ex-presidente, para que eles não pudessem fazer presença, para na hora que o Juiz fosse ler o documento, pudesse ficar a vontade para falar sem ser questionado. Por exemplo, já foi mostrado mais de uma vez que o apartamento que dizem ser do Lula, nunca recebeu uma reforma. Pelo menos foi o que mostrou ao público quando foi lá um grupo liderado por Boulos, que foi o apartamento inacabado. A mesma coisa é com a falta de provas de que o AP pertence ao ex-presidente. Portanto, quando o Juiz diz que o apartamento foi recebido como propina e que a reforma também foi propina, quem sabe da verdade sente uma grande tristeza no coração, não apenas por o Lula continuar na mesma situação, o que comprova ser um preso político, mas também pelas coisas serem conduzidas do jeito que são.

Na noite do mesmo dia, estavam lá os deputados que ganharam os seus 40 minhões cada, para votarem a favor da reforma da previdência e votaram. Na verdade, à medida em que um evento aconteceu sem divulgação antecipada, quando foi levado a público pegando a população de surpresa, fez essa mesma população não perceber que a previdência também estava sendo votada. Foram dois eventos políticos sem divulgação.

Na verdade, o que o povo está sendo, sobretudo o trabalhador brasileiro, é uma salsicha sendo apertada por várias partes do pão, que são mídia, políticos, justiça etc. Por ironia, esses poderes foram criados para servir ao povo, sobretudo o mais pobre, o mais injustiçado e mais massacrado. Infelizmente não acontece assim.

A única coisa que se tem a fazer, é deixar o barco andar. O tempo, que não pede licença a ninguém, certamente revelará um dia, alguma coisa que agora está oculta.