Atacando de todos os lados: Trump ameaça intensificar bloqueio a Cuba caso o país mantenha apoio à Venezuela


Bom: pelo que se conhece os Castro da Ilha, o que se acredita é que o governo do pequeno país chamado Cuba, que pra muitos viveu debaixo de uma ditadura, mas que para outros os cubanos sempre confiaram no saudoso Fidel, como se fosse o paizão da terra, a coisa pode ser diferente do que dita o Trump. Pois é. O Raul Castro, atual presidente da Ilha, está recebendo ameaças do “doidão”, que exige que o governo cubano rompa com a Venezuela. Pelo que se conhece dos cubanos, o que se acredita é que haverá sim, rompimento, porém, como já ameaçou o presidente americano, entre EUA e Cuba. Isso é o que muitos que já conhecem o jeito dos Castro e toda a Cuba. Resta agora saber o que pensa o Raul Castro e seus subordinados. O negócio é aguardar qualserá a resposta do governo da Ilha. 

Com o movimento certo, Cuba poderia se sair muito bem, poderíamos fazer uma abertura”, afirmou Trump em entrevista à emissora “Fox Business”, onde também advertiu que os EUA endurecerão sua posição contra Cuba “se não deixarem a Venezuela”.

Em entrevista à rede de televisão Fox Bussiness, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, propôs nesta quarta-feira (1) uma abertura a Cuba se o país retirar seu apoio ao líder venezuelano, Nicolás Maduro. Caso contrário, reiterou suas ameaças de um maior bloqueio econômico e mais sanções.

Trump assegurou que um “embargo muito duro” aguarda Cuba, caso a ilha continue apoiando Maduro e disse que sua aplicação “dependerá do que acontecer”.